Prednisona: para que serve e como tomar (bula simplificada)

Dr. Pedro Pinheiro

Atualizado em

comment 75 Comentários

Tempo de leitura estimado do artigo: 5 minutos

Introdução

A prednisona, também conhecida pelo seu nome comercial Meticorten, é um medicamento que pertence à classe dos glicocorticoides, um dos mais importantes grupos farmacológicos da medicina, devido à sua utilidade em dezenas de enfermidades diferentes.

Os corticoides costumam ser utilizados no tratamento de doenças de origem inflamatória, alérgica, hormonais, autoimune e até neoplásica. Esses fármacos também são habitualmente utilizados para reduzir o risco de rejeição nos pacientes com transplantados.

Infelizmente, apesar de muito úteis, a prednisona e os outros corticoides são capazes de provocar inúmeros efeitos colaterais, alguns deles esteticamente indesejados e outros muito perigosos, com potencial risco de morte. Quanto maior for a dose e o tempo de tratamento, maior é o risco de surgirem efeitos adversos graves.

Neste artigo falaremos exclusivamente da prednisona. Se você procura informações mais completas sobre todas as drogas que pertencem à classe dos glicocorticoides, acesse o seguinte artigo: Glicocorticoides: efeitos colaterais e indicações.

Nota: este texto não aspira ser uma bula completa da prednisona. Nosso objetivo é ser menos técnico que uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações objetivas e em linguagem adequada ao público leigo.

O que é a prednisona?

A prednisona é uma das diversas formas sintéticas do hormônio cortisol, que é produzido pela glândula suprarrenal.

O cortisol tem ações no metabolismo da glicose, das gorduras e das proteínas, age no sistema imunológico e no crescimento ósseo, tem ação anti-inflamatória, ajuda a regular os eletrólitos do sangue, auxilia processos de cicatrização, etc.

A prednisona é cerca de cinco vezes mais potente que o cortisol natural, o que permite que ela seja utilizada em doses supra fisiológicas, ou seja, em quantidades que superam a produção natural do cortisol.

Em doses elevadas, a prednisona tem potente ação anti-inflamatória e imunossupressora, sendo, por isso, utilizada com frequência em doenças de origem inflamatória e imunológica, conforme veremos mais adiante.

Atenção: não confundir prednisona com prednisolona. Ambas são corticoides e apresentam indicações e ações semelhantes. Elas, porém, são medicamentos distintos (a prednisolona é um metabólito da prednisona), com apresentações diferentes e as posologias não são necessariamente as mesmas.

Nomes comerciais

A prednisona é um fármaco já existente no mercado há muitos anos. Você pode adquiri-la sob a forma genérica ou pelos vários nomes comerciais disponíveis, incluindo:

  • Alergcorten.
  • Artinizona.
  • Corticorten.
  • Crispred.
  • Flamacorten.
  • Meticorten.
  • Predcort.
  • Predinis.
  • Predson.

Como já referido, o nome comercial mais famoso da prednisona é o Meticorten, medicamento produzido pelo laboratório Merck Sharp & Dohme e que é considerado a marca de referência para essa substância.

Apresentações

A prednisona só é comercializada em comprimidos de 5 mg ou 20 mg.

As formulações em xarope, gotas, colírios ou pomadas só estão disponíveis para a prednisolona.

Para que serve

O número de condições médicas que podem ser tratados com a prednisona é tão grande que é até difícil citar todas.

De forma abrangente, podemos dizer que a prednisona pode ser indicada em doenças de origem endócrina, osteomuscular, autoimune, dermatológica, alérgica, oftálmica, respiratória, hematológica, inflamatória ou neoplásica. A prednisona também é frequentemente utilizada como tratamento imunossupressor nos pacientes transplantados.

Falando especificamente de algumas das doenças que podem ser tratadas com a prednisona, as indicações mais comuns são:

Como tomar

A dose da prednisona a ser usada depende da doença em questão e da sua gravidade.

Doses abaixo de 15 mg por dia apresentam efeito predominantemente anti-inflamatório, enquanto doses acima de 20 mg por dia começam a apresentar também ação imunossupressora (inibição do sistema imunológico). Quanto maior for a dose da prednisona, maior será o seu efeito imunossupressor e anti-inflamatório.

A dose diária de prednisona costuma variar entre 5 mg e 80 mg.

A dose de 60 mg por dia costuma ser a mais utilizada quando se planeja ter uma ação imunossupressora. Já a dose de 5 mg a 10 mg costuma ser comum nos pacientes que precisam de tratamento anti-inflamatório por longos períodos, como os portadores de artrite reumatoide.

Como o pico de secreção do cortisol natural ocorre de manhã, a toma da prednisona costuma ser indicada nesse período do dia. Essa prática aumenta a eficácia da droga e interfere menos com ciclo natural do cortisol. O medicamento deve ser tomado em dose única diária na maioria dos casos.

Exemplos de como tomar a prednisona consoante a doença a ser tratada

As faixas de dosagem descritas a seguir são apenas para orientação; a dosagem deve ser sempre individualizada, levando em conta a gravidade da doença, o distúrbio específico e as manifestações da doença. Nunca se automedique com corticoides sem conhecimento médico:

  • Asma (ataques agudos): 40 a 60 mg por dia durante 5 a 7 dias; administrar em 1 ou 2 doses divididas.
  • Angioedema: 20 a 60 mg diários inicialmente, em dose única diária, seguidos por uma redução gradual ao longo de 5 a 7 dias. A duração total do tratamento não deve exceder 10 dias.
  • Artrite reumatoide: inicial: 5 a 30 mg/dia em uma única dose diária, depois diminua para a dose mínima eficaz, dependendo da resposta.
  • Paralisia de Bell de início recente: 60 a 80 mg diariamente por 5 a 7 dias; administrar em 1 ou 2 doses divididas; pode ser seguido por uma redução gradual de 5 dias. O tratamento deve ser iniciado dentro de 72 horas do início dos sintomas.
  • Doença pulmonar obstrutiva crônica, exacerbação aguda: 40 a 60 mg uma vez ao dia por 5 a 14 dias.
  • Gota (crise aguda): 30 a 40 mg/dia, administrados uma vez ao dia até a melhora dos sintomas (geralmente de 2 a 5 dias), depois diminua gradualmente conforme tolerado (geralmente de 7 a 10 dias); pode ser necessária uma redução mais lenta (por exemplo, de 14 a 21 dias), particularmente em pacientes com várias crises recentes.
  • Doença de lesão mínima: 1 mg/kg/dia (máximo: 80 mg/dia) uma vez ao dia ou 2 mg/kg em dias alternados (máximo: 120 mg em dias alternados) por 4 a 16 semanas; cerca de 2 semanas após atingir a remissão completa, reduza gradualmente (por exemplo, diminua de 5 a 10 mg/semana por um período total de exposição a glicocorticoides de até 6 meses).
  • Glomerulosclerose segmentar e focal: 1 mg/kg (dose máxima: 60 a 80 mg/dia) uma vez ao dia ou 2 mg/kg (dose máxima: 120 mg) em dias alternados; a duração da terapia depende da resposta clínica e o cronograma de redução pode variar.
  • Pericardite aguda: inicial: 0,2 a 0,5 mg/kg/dia até a resolução dos sintomas por pelo menos 24 horas e a normalização dos biomarcadores inflamatórios (por exemplo, proteína C-reativa), se monitorados; a dose inicial normalmente é continuada por 2 a 4 semanas e, em seguida, diminuída gradualmente ao longo de 2 a 3 meses se o paciente permanecer assintomático e os biomarcadores inflamatórios permanecerem normais.
  • Urticária: 35 a 40 mg uma vez ao dia até que os sintomas sejam controlados (geralmente ocorre após 2 a 3 dias de terapia); em seguida, diminua 5 a 10 mg/dia durante um período de 2 a 3 semanas, seguido de descontinuação.

Efeitos colaterais

A prednisona e os corticoides em geral apresentam uma lista imensa de efeitos adversos possíveis, que variam desde problemas estéticos até o desenvolvimento de diabetes mellitus e infecções graves.

Quanto maior for a dose e o tempo de tratamento, mais comuns e mais intensos tornam-se os efeitos colaterais. Tratamentos por apenas 1 semana raramente provocam efeitos relevantes, mesmo em doses altas. Por outro lado, tratamentos com doses acima de 20 mg que duram mais de 3 semanas frequentemente provocam reações indesejadas. O mesmo risco elevado existe com os tratamentos que duram meses, mesmo quando as doses são baixas.

O risco de infecção torna-se relevante nos pacientes que tomam 10 mg por dia ou mais de prednisona por vários dias. Este risco torna-se muito elevado com doses acima de 40 mg por dia ou quando se obtém uma dose acumulada de 700 mg de prednisona ao longo de todo o tratamento.

Entre os efeitos colaterais mais importantes do uso prolongado de prednisona, podemos citar:

Infelizmente, a lista acima cita apenas alguns dos efeitos possíveis. Isso nos mostra que a prednisona é um medicamento cujo uso deve ser muito bem indicado, caso contrário, há o risco de o tratamento fazer mais mal do que bem.

Tratamentos prolongados ou com doses elevadas por mais de 2 a 3 semanas só devem ser feitos quando os malefícios da doença a ser tratada são mais graves que os efeitos colaterais possíveis.

Cuidados na hora de interromper a prednisona

Como a prednisona inibe a produção natural do cortisol, a sua interrupção súbita após um tratamento prolongado pode provocar um quadro de insuficiência adrenal, que é uma situação potencialmente fatal.

O risco de inibição prolongada da glândula suprarrenal é maior nos tratamentos com doses superiores a 10 mg que duram mais de 3 semanas. Nestes casos, a prednisona não pode ser suspensa de uma só vez. Em vez disso, deve ser feito um “desmame” do fármaco, que pode durar até alguns meses nos pacientes que fizeram uso prolongado e com doses elevadas.

Existem diversos esquemas diferentes de desmame da prednisona, não havendo um protocolo que seja mais eficaz. Em geral, sugere-se uma redução de 10 a 20% da dose a cada 1 ou 2 semanas até se alcançar uma dose diária de 2,5 mg.

Interações medicamentosas

  • Medicamentos que podem diminuir a eficácia da prednisona: fenobarbital, fenitoína, rifampicina, antiácidos e efedrina.
  • Medicamentos que podem aumentar o risco de efeitos colaterais da prednisona: medicamentos à base de estrogênios, diltiazem, salicilatos, fluconazol e ritonavir.
  • Medicamentos cujos efeitos adversos podem ser potencializados pela prednisona: diuréticos, anti-inflamatórios, digoxina, anfotericina B, varfarina, álcool.

Conclusões

A prednisona é uma droga poderosa, muito útil no tratamento de doenças graves, como vasculites, cânceres, doença do colágeno ou situações de grande inflamação. O seu uso, entretanto, deve ser muito criterioso, principalmente se o tempo estimado de tratamento for maior do que 2 a 3 semanas. Nestes casos, a chance de efeitos adversos surgirem torna-se cada vez maior e os riscos e benefícios do tratamento devem ser prudentemente avaliados.

Dúvidas comuns

Prednisona serve para dor de garganta?

Alguns médicos utilizam uma dose única de prednisona 60 mg nos adultos e 3,6 mg/kg nas crianças (ou dose equivalente de qualquer outro corticosteroide) para acelerar o tempo de cura das faringites ou amigdalites.

No entanto, essa conduta carece de fortes evidências científicas e parece que, na melhor das hipóteses, tem um benefício muito pequeno, como uma redução de apenas 6 a 12 horas no tempo total de doença. Por isso, atualmente, a Sociedade Americana de Infecciologia e as principais Sociedades de Otorrinolaringologia não recomendam o uso de corticoides nas faringites (apesar de não contraindicarem, caso o médico opte por prescrever).

A partir de qual dose da prednisona há risco de efeitos colaterais?

Os efeitos colaterais da prednisona dependem de 2 aspectos: dose e duração. No entanto, não há uma definição clara de quais são as doses e o tempo mínimo que a prednisona pode ser usada sem riscos de efeitos adversos. Em geral, qualquer tratamento por mais de 7 dias já pode ocasionar problemas, principalmente em pacientes idosos ou que apresentem elevado risco de sangramento gastrointestinal, sepse ou insuficiência cardíaca congestiva.

Prednisona é um antibiótico? Serve para tratar infecções?

Não, a prednisona não é um antibiótico e, isoladamente, não serve para tratar infecções. No entanto, como ela tem um forte efeito anti-inflamatório, ela pode ser utilizada junto com antibióticos para acelerar a cura de alguns tipos de infecção.

Devo tomar a prednisona de quantas em quantas horas?

A prednisona deve ser tomada uma vez ao dia, de preferência de manhã, ao acordar. Eventualmente, quando as doses forem altas, o médico pode prescrever a prednisona em dias alternados (dia sim, dia não).

Prednisona faz o paciente urinar mais?

Apesar de não ser um efeito colateral comum em humanos, em alguns casos, o uso de prednisona em doses mais altas pode provocar aumento temporário da diurese. Esse efeito colateral é bem mais comum em cães do que em humanos (ocorre em até 30% dos animais tratados).

Prednisona serve para tratar gripe?

Não há evidências de que qualquer tipo de glicocorticoide seja eficaz no tratamento da gripe. Na verdade, em uma meta-análise recente de estudos observacionais, o uso de glicocorticoides foi associado a um risco aumentado de morte. Portanto, dada a possibilidade de dano, a prednisona ou qualquer outro glicocorticoide não deve ser utilizada como terapia adjuvante no tratamento de pacientes com gripe, exceto quando houver outra indicação para seu uso que não somente a infecção pelo vírus Influenza.

Prednisona serve para tratar tosse?

A prednisona pode ser utilizada em casos selecionados de tosse. As três principais indicações são a laringite grave em crianças, a tosse que persiste por mais de 2 semanas após cura de um quadro infeccioso das vias respiratórias altas e os pacientes com tosse intensa por quadros de asma.


Referências


Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

Saiba mais

Artigos semelhantes

Ficou com alguma dúvida?

Comentários e perguntas

Deixe um comentário


75 respostas para “Prednisona: para que serve e como tomar (bula simplificada)”

  1. kethly Santana
    Estou com escabiose, posso tomar prednisona?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Dependendo da dose da prednisona pode piorar muito a infecção. O ideal é tratar essa escabiose antes de iniciar qualquer dose de prednisona acima de 10 mg dia.
  2. Odeiza Pereira da Silva
    Não conhecia o canal e fiquei surpresa de ver a prestação de serviço do Dr. Pedro Pinheiro, apresenta-se como um excelente profissional e conhecedor da função. Parabéns!
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Obrigado.
  3. João Paulo Resende
    Tenho uma dúvida, o remédio serve para o tratamento de vasculite, e como tomar?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, muitas formas de vasculite podem ser tratadas com prednisona ou outros corticoides. O esquema terapêutico depende do tipo de vasculite e da gravidade do quadro.
  4. Jandira Maria de Jesus ferreira
    Tomei prednisona, somente 3 comprimido de 12em12horas , só tomei 3 parei de tomar hoje, pois faço acompanhamento, com nefrologista, tenho um só rins aí fiquei com medo de tomar por cinco dias, esqueci de falar com o médico alergista, tenho 65 anos.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A prednisona não faz mal para o rim.
  5. Milton
    Fiz uma tomografia ano passado com contraste iodado, tive umas coceiras nos dias seguintes. Agora vou fazer uma ressonância com gadolineo. Me foi recomendado tomar 120 mg de prednisona em três tomadas de 40 mg, 9,5 e 2 horas antes do exame. A minha preocupação é que eu tomo uma dose pequena de 1,25 mg de concardio (Beta-bloqueador) para controlar extra sistoles.
    Teria algum problema?
    Obrigado.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não.
  6. priscilla
    Desculpa e qual a dosagem de horas em horas e por quantos dias por favor ?Lepicortinolo Prednisonola 20mg ? E eu havia tomado um invico 1 hora attras , ha algum problema ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A prednisona deve ser tomada 1 vez por dia, de preferência de manhã. O tempo de tratamento e a dose dependem da doença que pretende ser tratada.
  7. Matheus
    Fasso o uso do predinisona a uns 4 meses meu rosto tá muito inchado
    E comecei a transpira muito as axilas e efeito do medicamento?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, pode ser.
  8. Érika
    Bom dia! Sem querer tomei 2 comprimidos de corticorten de 5 mg. Vai dar ruim?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não.
  9. Maria J leite
    gostei muito. É esclarecedor
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Obrigado, Maria. Fico feliz de saber que o texto foi útil.
  10. Rudimar

    Recebi reseituario de prednisolina para tratamento de queda de cabelo. Isso está coreto

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Depende da causa da queda de cabelo.
  11. Amanda de Lima Silva Rodrigues

    Fui diagnosticada com nefropatia de lesão minima, fui receitada com um esquema regressivo de prednisona, inicialmente com 40 mg por dia. E por fim, 5 mg em uso contínuo. Existe algo que possa ser feito para evitar os edemas?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Os edemas na nefropatia por lesão mínima são tratados com o próprio tratamento da doença com a prednisona e com diurético, se necessário.
  12. Isadora

    Tenho lúpus, faço uso contínuo da prednisona via oral ha meses, e já fiz pulsoterapia de corticoide, tô muito inchada, o rosto todo inflamado e começando a ter estrias e engordando, oque fazer para diminuir os efeitos colaterais

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Infelizmente, com doses tão altas e prolongadas de corticoides, não há muito o que fazer para evitar esses efeitos colaterais. O ideal é tentar um tratamento imunossupressor alternativo que permita reduzir a dose da prednisona.
  13. Oziane luis

    Para amigdalite o médico receitou prednisona de 40mg por 3 dias, mas eu posso tomar mais dois dias?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Por quê? Não precisa.
  14. Ariovaldo Cesar Junior

    Tenho policitemia vera que ocasiona muitas coceiras no corpo, o senhor acha que prednisona 5mg pode ajudar a diminuir essas coceiras terríveis?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Corticoides não costumam ser indicado nesse tipo de prurido, em que não há inflamação da pele. Geralmente, indica-se evitar banho com água quente e secar o corpo esfregando a toalha. Em relação a remédios, anti-histamínicos, cremes hidratantes de pele, aspirina ou clopidogrel costuma ser indicados. Em alguns casos, hidroxiureia e ruxolitinib também ajudam.
  15. Adazildo Alves Parente

    Prednisona serve para tratar infeções no trato urinário?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não. Infecção urinária se trata com antibióticos.
  16. Thelma Oliveira cunha

    Pode tomar cinco comprimido de uma só vez de prednisona de 20mg

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Em alguns esquemas de imunossupressão, o paciente pode tomar 100 a 120 mg de prednisona por dia, em dias alternados (5 a 6 comprimidos). Quando se toma todos os dias, o mais indicado é 1 mg/kg, sendo o máximo de 80 mg por dia (4 comprimidos).
  17. Adelia Fatima

    Meu filho faz isso todo o mês pra sair da crise

    6 ml por cinco dias ele é asmático,,, é perigoso Doutor?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não é muito perigoso porque é pouco tempo e é necessário por conta da asma.
  18. Dario Rodrigues

    Eu faço tratamento contra hanseníase e diante de um inchaço vermelho na face a médica me receitou PREDNISONA, porém a minha vista começou a ficar igual empoeirada (pois eu tenho glaucoma e pessao alta na vista).

    Devo suspender o medicamento já que esses dois casos estão na relação de efeitos colaterais ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      O ideal é contactar sua médica, explicar a situação e ir a uma consulta com oftalmologista para ver se houve algum agravamento do glaucoma.
  19. Lomguias

    Saudações Doutor, fui diagnosticado com Síndrome nefrótica, estive internado durante 1 mês depois da alta passei a tomar prednisona já faz um mês e Alguns dias, recentemente no meu rosto começou a sair algumas borbulhas parecidas com as de picadas forte de mosquitos ou acne mesmo, mas nada disso se trata… Será que é algum efeito colateral desse fármaco?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      É provável.
  20. Uilber

    Olá Dr me.chamo uilber faço o uso do corticoide de 5 mg ao dia , ja faz 90 dias que faço uso , posso ter efeitos colaterais graves?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Mesmo nessa dose baixa, há maior risco de osteoporose, diabetes, ganho de peso, aumento da pressão arterial, alterações do humor, entre outras.
  21. Edineia Santana Alves da Silva

    Por enquanto quero é parabenizar o site pelo os esclarecimentos, lhe as regras fiquei ciente, e parabéns Dr.Pedro Pinheiro!

  22. Graciele kommling

    Tomei prednisolona por 15 dias

    5 dias 60 mg 5 dias 40 mg e 5 dias 20 mg como o medico recomendou

    Tomei para uma inflamação no ouvido

    Depois que parei de tomar sinto um pouco de fraqueza

    Meu cabelo esta caindo tive acnes

    e um pouco de retenção de líquido nas pernas

    É normal esses efeitos colaterais

    Fico preocupada será se pode piorar ter problemas de pressão

    devo Consultar algum médico ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      15 dias só não costumam ser suficientes para causar tantos efeitos adversos.
  23. Camila Alves

    Que site agradável de ser lido! Virei fã desse ” dotor” !

  24. Carlos Rogério Rossanezi

    O predinis é bom pra tosse tô tussindo um pouco

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Depende da causa da tosse. Se a causa for infecciosa, pode piorar. Se for alérgica, pode aliviar. O ideal é não tomar nenhum tipo de corticoide sem orientação médica.
  25. Sonia Regina de Oliveira

    Bom dia mesmo tendo osteoporose posso tomar prednisona 20 mg?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Vai agravar sua osteoporose.
  26. Mellina

    Dr. Tomo prednisona e altera minha pressão no mesmo dia, esta 17/11.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Hipertensão pode ser um dos efeitos colaterais dos corticoides.
  27. Fabiano Jorge

    Boa tarde !80mg de predinisona por dia Durante 2meses pode aumentar os níveis de creatinina e uréia no sangue ????

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Pode aumentar um pouco o de ureia. O de creatinina não é habitual. Por que motivo você está tomando uma dose tão alta de prednisona?
  28. evelyn

    Oi, tudo bem !!!

    Faço uso desse medicamento a meses sem parar , só diminuiu de 40mg para 20 mg ao dia . Ganhei peso , meu rosto esta redondo e meu cabelo esta caindo . Meu tratamento é para hidradenite e faz quase dois meses que comecei a humira. o que eu posso fazer pra diminuir esses efeitos colaterais e essa parceria das duas medicações .e uma boa dupla ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A única forma de amenizar os efeitos colaterais dos corticoides é reduzindo sua dose. Muitas vezes, para isso, é necessário associar outro fármaco com ação imunológica, como o Adalimumab (Humira).
  29. Ilusk Goes

    Dr. Eu estou com covid e

    O médico passou prednisona por seis dias

    metade de uma pílula de 20g por seis dias junto com o astro e mais um xarope mas estava lendo sobre o prednisona me deu até medo de

    tomar posso trocar por outros antiflamatorio?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Corticoide na Covid-19 só está indicado nos casos graves, com hipoxemia. Também não há indicação de fazer azitromicina, exceto se houver suspeita de infecção bacteriana associada.
  30. Rogerio Feltes

    Bom dia Dr Pedro sou asmatico uso berotec spray em dias frios costumo me atacar frequentemente que nem a bombinha resolve,medico receitou do sus me receitou 20mg meticortem 1x ao dia por 7 dias.Procede?Abçs

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Corticoide ajuda no controle das crises agudas de asma.
  31. Nereide Cristina

    Olá doutor estou com covid o médico passou sulfato de codeína de 8 em 8 horas azitromicina 1 x por dia e prednisona 2 de manhã todos por 5 dias já estou tomando por a 3 dias e a tosse não passa meu peito está cheio a noite me sinto mau as x fico com falta de ar .Está certo esses medicamentos ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Depende da causa da sua tosse.
  32. Andrezza Cardoso

    Bom dia Doutor! Fui diagnosticada com COVID, o médico me receitou prednisona 40mg por 5 dias, junto com Azitromicina, Nimesulida e Loratadina. Estou com medo pq é muito remédio, e ainda por cima estou com o corpo coçando, principalmente o rosto. Pode me fazer algum mal?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não há indicação nenhuma de fazer azitromicina para tratar COVID-19. Não se trata virose com antibióticos. Já os corticoides só estão indicados nos casos graves de COVID-19, quando o paciente tem pneumonia com hipoxemia e precisa ser hospitalizado. Fora essa situação, os corticoides não ajudam e ainda podem agravar a infecção. Nimesulida pode ser usada pra tratar a febre e a dor de garganta, mas há anti-inflamatórios com perfil melhor de efeitos colaterais, como o ibuprofeno. A loratadina é um medicamento usado para aliviar sintomas alérgicos, como rinite ou alergias de pele.
  33. Carlos Carvalho

    Boa tarde Dr.,fui receitado com 80mg 1 semana depois 60mg 5 dias,depois 40mg mais 5 dias e mais 20mg nos últimos 5 dias…é normal o dose tão grande?que efeitos poderam trazer?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se você for uma pessoa grande, tiver cerca de 80 kg, tem médico que chega até 80 mg. Nessa dosagem você pode ter alguns efeitos, como subida da glicose, acne, aumento da gordura, aumento da pressão arterial… Não terá necessariamente, mas há risco de ter. Qual é o motivo da prescrição da prednisona?
  34. Paula

    Prednisona 20 mg por 5 dias precisa de desmame?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não, é pouco tempo de tratamento.
  35. clarisse
    O endócrino passou por uma semana o prednisona10 mg, pois estou com tireoidite..até que os exames fiquem pronto..qdo eu parar de tomar não irão voltar os sintomas? Estou tendo muito dor e febre
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A tireoidite não dura pra sempre. Quando ela melhorar, os sintomas somem.
  36. Marcia
    O médico passo predinisona para minha garganta inflamadissima axei estranho isso pode resolver a dor ? Ele passo de 20ml mas tendo de 5 em casa tomarei esse …..
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se a origem da dor de garganta não for bacteriana, pode melhorar, pois a prednisona tem potente efeito anti-inflamatório.
  37. Vera
    Nossa, como eu gosto desse site! Eu sempre encontro aqui as respostas para o que procuro. Parabéns pela forma que expõe as informaçoes!!!
  38. Lilian
    Dr. Pedro, boa tarde!

    Apesar do artigo ser sobre a prednisona, gostaria de saber de que forma a prednisolona, aliada a antibióticos, auxilia no tratamento da pneumonia ainda no início. A prednisolona é realmente necessária ou pode atrapalhar a ação do sistema imunológico no combate à doença? Um anti-inflamatório não esteróide pode substituir a prednisolona neste caso?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se for uma pneumonia comum, a gente não costuma usar corticoides. Basta o antibiótico. Se o médico prescreveu prednisolona também, peça a ele para esclarecer o motivo.
      1. Lilian
        Dr.

        Obrigada pela resposta. A prednisolona seria para a bronquite (por 5 dias) e a amoxicilina para a garganta e começo da pneumonia. No entanto, fiquei preocupada se um remédio poderia prejudicar a ação do outro.

        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          Não prejudica.