Ibuprofeno: indicações, efeitos adversos e doses

Autor(a): Dr. Pedro Pinheiro

51 comentários

Atualizado:

Tempo estimado de leitura: 4 minutos.

O que é o ibuprofeno?

O ibuprofeno é um medicamento da classe dos anti-inflamatórios não esteroides (AINE), com ações anti-térmicas (contra febre), analgésicas (contra dor) e anti-inflamatórias.

Vendido como droga única ou em associação com outros medicamentos, o ibuprofeno pode ser encontrado nas seguintes formulações: comprimidos, cápsulas gelatinosas ou suspensão oral.

Neste artigo falaremos especificamente sobre o ibuprofeno. Se você deseja informações sobre todas as drogas da classe dos anti-inflamatórios não esteroides, leia: Anti-inflamatórios – Ação e efeitos colaterais.

Atenção: esse texto não aspira ser uma bula completa do ibuprofeno. Nosso objetivo é ser menos técnico que uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações sobre este anti-inflamatório.

Para que serve?

O ibuprofeno costuma ser prescrito para o tratamento das dores de leve a moderada intensidade, principalmente para casos de dor de origem inflamatória, tais como artrites, dores traumáticas, inflamações dentárias, etc.

Entre as principais indicações do ibuprofeno, podemos citar:

O efeito analgésico e antitérmico do ibuprofeno inicia-se cerca de 30 minutos após a sua administração e a duração é de 4 a 6 horas.

Paciente com dor nas costas, possível indicação para a prescrição do ibuprofeno.
Dor lombar é uma das possíveis indicações do ibuprofeno

Nomes comerciais

No Brasil e em Portugal, o ibuprofeno já é vendido como medicação genérica, sendo muito fácil encontrá-lo nas farmácias.

Em relação aos nomes comerciais disponíveis no mercado nesses dois países, os principias são:

Ibuprofeno simples:

  • Advil.
  • Algy-Flanderil.
  • Alivium.
  • Artril.
  • Buprovil.
  • Buscofem.
  • Brufen.
  • Capfen.
  • Dalsy.
  • Danilon.
  • Doraplax.
  • Ibufran.
  • Ibupril.
  • Lombalgina.
  • Maxifen.
  • Motrin.
  • Nurofen.
  • Spidufen.
  • Vantil.

Associações que contém ibuprofeno:

  • Algifen: ibuprofeno + paracetamol.
  • Algi-Danilon: ibuprofeno + paracetamol.
  • Fymnal: ibuprofeno + fenoterol.
  • Reuplex: ibuprofeno + paracetamol.

Composição

Cada comprimido de 200, 400 ou 600 mg contém:

Ibuprofeno 200, 400 ou 600 mg.
Excipiente q.s.p. 1 comprimido revestido.

Excipientes: dióxido de silício, lactose monoidratada, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, povidona, estearato de magnésio, polímero do ácido metacrílico, macrogol e dióxido de titânio.

Cada mL de suspensão gotas 50 ou 100 mg/mL contém:

Ibuprofeno 50 ou 100 mg
Excipientes q.s.p. 1 mL

Excipientes: glicerol, goma xantana, benzoato de sódio, sorbitol, aroma salada de fruta, aroma artificial de baunilha, sucralose, sacarina sódica, ciclamato de sódio, ácido cítrico, dióxido de titânio e água purificada.

*Cada mL da suspensão corresponde a 10 gotas.

  • Cada gota de ibuprofeno 100 mg/mL contém 10 mg de ibuprofeno.
  • Cada gota de ibuprofeno 50 mg/mL contém 5 mg de ibuprofeno.

Como tomar

Comprimidos:

A dose para tratar dores de origem inflamatórias é de 400 a 800 mg de até 6 em 6 horas. Nos casos de febre, a dose recomendada é de 200 mg a cada 4 horas.

A dose diária total máxima é de 3200 mg (3,2 gramas), mas o recomendado é não ultrapassar as 2400 mg por dia sem autorização médica, devido ao maior risco de efeitos colaterais.

Sendo assim, a posologia máxima segura é de 800 mg de 8/8 horas ou 600 mg de 6/6 horas. Em geral, porém, não é preciso tanto, pois a posologia de 400 ou 600 mg, 3 vezes por dia é suficiente para controlar a maioria das dores de leve a moderada intensidade.

Suspensão oral (gotas) 50 mg/mL

Crianças:

A dose recomendada para crianças a partir de 6 meses de idade pode variar de 1 a 2 gotas/Kg de peso, a cada 6 ou 8 horas.

A dose máxima total por dia é de 160 gotas (800 mg). A dose máxima por dose é de 40 gotas (200 mg), com um máximo de 4 doses por dia.

Tabela com as doses de ibuprofeno 50 mg/mL para crianças de acordo com o peso.
Doses do ibuprofeno 50 mg/mL para crianças de acordo com o peso – administração de, no máximo, 4 vezes ao dia.

Adultos:

Em adultos, a dose habitual para febre é de 40 gotas (200 mg) a 160 gotas (800 mg) a cada 6 ou 8 horas.

A dose total máxima permitida por dia nos adultos é de 640 gotas (3200 mg).

Suspensão oral (gotas) 100 mg/mL

Crianças:

A posologia recomendada para crianças a partir de 6 meses de idade é de 1 gota/kg de peso, em intervalos de 6 a 8 horas

A dose máxima total por dia é de 80 gotas (800 mg). A dose máxima por dose é de 20 gotas (200 mg), com um máximo de 4 doses por dia.

Tabela com as doses de ibuprofeno 100 mg/mL para crianças de acordo com o peso.
Doses do ibuprofeno 100 mg/mL para crianças conforme o peso – administração de, no máximo, 4 vezes ao dia.

Adultos:

Em adultos, a dose habitual para febre é de 20 gotas (200 mg) a 800 gotas (800 mg) a cada 6 ou 8 horas.

A dose total máxima permitida por dia nos adultos é de 320 gotas (3200 mg).

O uso prolongado do ibuprofeno, por mais de uma semana, deve ser evitado, a não ser que sejam ordens médicas.

Efeitos colaterais

Sendo um anti-inflamatório não esteroide (AINE), o ibuprofeno partilha de todos os efeitos colaterais da classe.

Os principais efeitos colaterais do ibuprofeno, em ordem decrescente de frequência, são: dispepsia (queimação no estômago), náuseas, azia, tonturas, visão turva, zumbidos nos ouvidos, retenção de líquidos e edemas, prisão de ventre, excesso de gases, coceiras e diminuição do volume urinário.

Duas complicações graves do ibuprofeno são a úlcera péptica e a insuficiência renal, que podem surgir com o uso prolongado de qualquer AINE. Pacientes que fazem uso crônico de ibuprofeno também apresentam maior risco de complicações cardiovasculares.

Precauções e contraindicações

O ibuprofeno não deve ser administrado a nenhum paciente que já tenha tido reação alérgica ou crise de broncoespasmo (asma) relacionada a qualquer anti-inflamatório não esteroide ou ácido acetilsalicílico (aspirina).

Nos pacientes com cirurgia programada, o ibuprofeno deve ser suspenso pelo menos 48 horas antes.

O ibuprofeno, assim como qualquer outro AINE, não deve ser administrado em pacientes com:

Interações medicamentosas

A associação do ibuprofeno com os seguintes fármacos deve evitada ou efetuada somente sob orientação médica:

  • Anticoagulantes (varfarina, enoxaparina, heparina, dabigatran, rivaroxaban, apixaban): anti-inflamatórios podem aumentar o efeito anticoagulante, aumentando o risco de hemorragias.
  • Diuréticos (ex: furosemida, hidroclorotiazida, clortalidona, indapamida): os anti-inflamatórios não-esteroides podem diminuir o efeito diurético desses medicamentos. Os diuréticos podem aumentar o efeito nefrotóxico dos anti-inflamatórios.
  • Digoxina: anti-inflamatórios podem aumentar a concentração sanguínea da digoxina, elevando o risco de toxicidade.
  • Metotrexato: anti-inflamatórios podem aumentar a concentração sanguínea de metotrexato, elevando o risco de toxicidade.
  • Ciclosporina: os anti-inflamatórios não-esteroides podem aumentar os efeitos tóxicos da ciclosporina. A ciclosporina pode aumentar a concentração sanguínea dos anti-inflamatórios.
  • Lítio: os anti-inflamatórios não-esteroides podem aumentar a concentração sanguínea de lítio, elevando o risco de toxicidade.
  • Antidepressivos da classe dos inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ex: citalopram, escitalopram, fluoxetina, paroxetina, fluvoxamina, sertralina): os ISRS podem aumentar o efeito antiplaquetário dos anti-inflamatórios; os anti-inflamatórios podem diminuir o efeito terapêutico dos ISRS.

Quem já está tomando um anti-inflamatório não deve utilizar o ibuprofeno. O risco de efeitos colaterais é muito alto quando se associam dois AINE.


Referências


Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

COMENTÁRIOS (por favor, leia as regras do site antes de enviar a sua pergunta).
Temas relacionados
colchicina Colchicina: indicações, doses e efeitos adversos
Dor Melhores remédios para cada tipo e intensidade de dor
Dor As 10 doenças mais dolorosas nos seres humanos
Anti-inflamatório O que são medicamentos anti-Inflamatórios (AINES)?
antibioticos e anti-inflamatorios Diferenças entre antibiótico e anti-inflamatório
Fibromialgia Fibromialgia: sintomas, pontos de dor e tratamento
Gota tofácea Gota: o que é, sintomas, crises e tratamento
Nimesulida Nimesulida: para que serve, posologia e efeitos colaterais
Hérnia de disco Hérnia de disco: sintomas, causas e tratamento
Dipirona Dipirona: posologia, indicações e efeitos adversos
Paracetamol - acetaminofeno Paracetamol: indicações, doses e apresentações
Gota - Ácido úrico elevado Ácido Úrico Alto – Causa, sintomas e riscos
diclofenaco - voltaren Diclofenaco (bula simples): doses e indicações
Cetoprofeno Cetoprofeno (bula simplificada): doses e indicações
Ácido mefenâmico para cólica menstrual Ácido mefenâmico (Postan) para cólica menstrual
Vômitos após remédios O que fazer quando se vomita após tomar remédio?