Sífilis: o que é, estágios, sintomas, VDRL e tratamento

Dr. Pedro Pinheiro

Atualizado em

comment 165 Comentários

Tempo de leitura estimado do artigo: 7 minutos

O que é sífilis?

A sífilis é uma doença infectocontagiosa transmitida principalmente pela via sexual. O agente causador é a bactéria Treponema pallidum, cujo sintoma mais comum é uma úlcera indolor na região genital.

Quando não tratada adequadamente, a sífilis desenvolve-se como uma doença de três estágios: sífilis primária, secundária e terciária. Cada estágio possui sintomas diferentes e nas fases mais avançadas, a doença pode se espalhar pelo organismo, provocando graves lesões de órgãos internos, como o coração e o cérebro, e lesões deformantes na pele.

Na era pré-antibióticos, a sífilis era uma doença crônica, prolongada, dolorosa e deformante, sendo extremamente temida e muito estigmatizada. Atualmente, porém, ela é uma doença de fácil tratamento com antibióticos e com elevada taxa de cura. A imensa maioria dos casos é diagnosticada nos estágios 1 ou 2 e os pacientes conseguem ficar curados sem maiores sequelas.

Formas de transmissão

A transmissão do T. pallidum ocorre predominantemente pela via sexual e se dá pela penetração da bactéria através de microscópicas feridas ou abrasões na mucosa da vagina ou do pênis.

Estima-se que o risco de contágio em cada relação sexual desprotegida com parceiro infectado seja de aproximadamente 30%. Se houver feridas ou inflamações na vagina ou pênis, esse risco é ainda mais elevado.

Os pacientes que transmitem o T. pallidum são aqueles que apresentam a doença na fase primária ou secundária, principalmente se houver lesões ativas nos órgãos sexuais.

Apesar de não ser 100% eficaz, a camisinha ainda é o melhor método para prevenir a transmissão por via sexual.

Nas fases mais avançadas da doença, a bactéria pode ser transmitida por beijos e até pelo toque na pele ou na boca, caso haja lesões ativas, conforme será explicado mais adiante.

Atualmente, a transmissão da sífilis por transfusão sanguínea é muito rara, dado que o Treponema pallidum não sobrevive por mais de 48 horas nas atuais condições que os bancos de sangue estocam o sangue.

Existe também a sífilis congênita, que é aquela adquirida pelo feto quando a mãe encontra-se contaminada pelo Treponema pallidum durante a gestação. A infecção na grávida pode causar aborto, parto prematuro, má formações e morte fetal. 

Nesse artigo, falaremos especificamente da sífilis nos adultos. Se você procura informações sobre a forma congênita, leia: Sífilis Congênita – Sintomas e Tratamento.

Sinais e sintomas

Conforme já dito, a infecção pelo Treponema pallidum é dividida em três estágios, denominados sífilis primária, secundária e terciária.

Sintomas da sífilis primária

O período de incubação, ou seja, o intervalo de tempo entre o contágio e os primeiros sintomas, é em média de 2 a 3 semanas. Todavia, há casos em que este intervalo pode ser tão curto quanto três dias ou tão longo quanto três meses.

A lesão da sífilis primária é uma pápula (uma pequena elevação na pele) nos órgãos genitais, que em poucas horas se transforma em uma úlcera, que geralmente é não dolorosa. Nas mulheres, essa lesão pode passar despercebida, visto que é pequena (em média 1 cm de diâmetro), habitualmente indolor e costuma ficar escondida entre os pelos pubianos ou dentro da vagina.

A úlcera da sífilis recebe o nome de cancro duro. Após 3 a 6 semanas, a lesão desaparece mesmo sem tratamento, levando à falsa impressão de cura espontânea. Não há outros sintomas associados à lesão primária. Além do cancro duro, o paciente pode apresentar, no máximo, aumento dos linfonodos da virilha (ínguas).

Em alguns casos, a úlcera pode surgir na boca ou na faringe, caso a transmissão tenha se dado através do sexo oral.

Portanto, a sífilis inicialmente é uma doença indolor, que costuma passar despercebida e desaparece espontaneamente após algum tempo. Esse é o grande problema. Qualquer tratamento, por mais ineficaz que seja, pode passar a impressão de ser eficaz, porque o cancro duro desaparecerá de uma forma ou de outra. Esse desaparecimento, porém, não significa cura, pelo contrário, a bactéria pode estar se multiplicando e se espalhando pelo organismo silenciosamente.

Para ver imagens reais de lesões da fase primária, clique no link: Fotos de sífilis.

Sintomas da sífilis secundária

Em 25% dos pacientes não tratados na fase primária, a sífilis retorna após algumas semanas ou meses. Só que agora, a doença está disseminada pelo organismo. Em alguns casos, o paciente só descobre que está infectado na fase secundária, pois a lesão primária pode ter passado despercebida na época.

A sífilis secundária se manifesta com erupções na pele, classicamente nas palmas das mãos e solas dos pés. Também são sintomas comuns: febre, mal-estar, perda do apetite, dor nas articulações, queda de cabelo, lesões oculares e aumento dos linfonodos difusamente pelo corpo.

Sífilis secundária
Imagens de sífilis secundária

A apresentação com lesões nas solas dos pés, palmas das mãos e mucosa oral é a forma mais característica, mas as erupções de pele podem ocorrem em qualquer local do corpo.

Outra lesão típica da sífilis secundária é o chamado condiloma lata, uma lesão úmida, com aspecto de uma grande verruga, que surge geralmente próximo do local onde existiu a lesão do cancro duro na fase primária.

Há casos, porém, em que a sífilis secundária apresenta poucos sintomas, fazendo com que o paciente não dê muita importância ao quadro. Cerca de 20% dos pacientes na fase secundária não consideram seus sintomas incômodos o bastante para procurarem ajuda médica.

Assim como ocorre na fase primária, os sintomas da sífilis secundária desaparecem espontaneamente, sem qualquer tratamento.

Fase latente da sífilis

Após o desaparecimento das lesões na fase secundária, o paciente entra na fase latente da doença. Não há sintomas, mas os testes laboratoriais para sífilis continuam sendo positivos (explico mais adiante).

A fase latente é dividida em latente precoce, quando a contaminação pelo Treponema pallidum ocorreu há menos de 1 ano, ou latente tardia, nos casos de infecção há mais de um ano.

Quando não sabemos em que momento o paciente foi infectado, presume-se que ele se encontra na fase latente tardia.

Pacientes na fase latente precoce podem contagiar seus parceiros(as) caso tenham relações sexuais desprotegidas. Já os pacientes na fase latente tardia não costumam mais ser contagiosos.

Mulheres grávidas com sífilis latente podem transmitir o T. pallidum para o feto na fase latente se tiverem sido contaminadas há menos de 4 anos.

Sintomas da sífilis terciária

Os pacientes podem ficar vários anos, inclusive décadas, assintomáticos na fase latente antes de um novo retorno da doença. Esta nova fase, quando os sintomas retornam, é chamada sífilis terciária, a forma mais grave da doença.

A fase terciária apresenta três tipos de manifestações:

  • Goma sifilítica: grandes lesões ulceradas que podem acometer pele, ossos e órgãos internos.
  • Sífilis cardiovascular: acometimento da artéria aorta, causando aneurismas e lesões da válvula aórtica (leia: O que é um aneurisma?).
  • Neurosífilis: acomete o sistema nervoso, lavando à demência, meningite, AVC e problemas motores por lesão da medula e dos nervos.

Atualmente, muitos autores dividem a sífilis em apenas 2 fases: sífilis precoce e sífilis tardia. A sífilis precoce engloba todas as fases que ocorrem no primeiro ano de infecção, como a sífilis primária, secundária e fase latente precoce. Já a sífilis tardia engloba a fase latente tardia e a sífilis terciária. Essa divisão é útil na hora de definir o esquema de tratamento (explicaremos mais adiante).

Diagnóstico sorológico

Na sífilis primária, quando aparece o cancro duro, pode ainda não ter havido tempo do organismo produzir anticorpos contra o Treponema pallidum, por isso, os exames de sangue podem estar negativos nesta fase (cerca de 20 a 30% dos casos).

A confirmação laboratorial pode ser feita após coleta de material da úlcera para visualização direta da bactéria em microscópio. Nem sempre esse exame é necessário, visto que a úlcera genital é bem característica. Geralmente, o médico inicia tratamento baseado apenas em dados clínicos, esperando uma ou duas semanas para confirmar o diagnóstico laboratorialmente, caso o primeiro teste tenha vindo com resultado negativo.

O diagnóstico da sífilis é habitualmente feito por meio de dois exames sorológicos: testes não treponêmicos, como VDRL ou RPR, e testes treponêmicos, como FTA-ABS ou TPHA.

Testes não treponêmicos

São três os testes não treponêmicos, cujas siglas vêm do seu nome em inglês:

  • Rapid plasma reagin (RPR).
  • Venereal Disease Research Laboratory (VDRL).
  • Toluidine Red Unheated Serum Test (TRUST).

Dos três, o mais utilizado na prática clínica é o VDRL.

Esses testes são chamados não treponêmicos porque pesquisam anticorpos não contra a bactéria Treponema pallidum em si, mas sim contra uma combinação de antígenos chamados cardiolipina, colesterol e lecitina, que também estão presentes nos pacientes contaminados com sífilis.

Apesar de ser um teste mais barato e de fácil realização pelos laboratórios, exatamente por não pesquisar diretamente o Treponema pallidum, existe um maior risco de resultados falso-positivos.

Como já mencionado, o VDRL é o exame mais simples e mais utilizado como rastreio da sífilis. O seu resultado é dado em formas de diluição, ou seja, um resultado 1/8 (1:8) significa que o anticorpo foi identificado até 8 diluições; um resultado 1/64 mostra que podemos detectar anticorpos mesmo após diluirmos o sangue 64 vezes.

Quanto maior for a diluição em que ainda se detecta o anticorpo, mais positivo é o resultado. Se você achou a explicação ficou confusa, apenas saiba que o VDRL de 1/2 é um título mais baixo que 1/4, que é mais baixo que 1/8 e assim por diante. Quanto mais alto for o título, mais positivo é o exame.

O VDRL costuma ficar positivo entre 2 e 6 semanas após a contaminação. Geralmente, seus valores começam a subir de forma relevante uma a duas semanas após o aparecimento do cancro duro. Portanto, se o teste for feito precocemente, um ou dois dias após o aparecimento da lesão da sífilis, o resultado pode dar falso negativo.

Os valores de VDRL servem para acompanhar a eficácia do tratamento, dado que costumam reduzir após a cura da infecção (explicamos os critérios de cura mais adiante).

VDRL falso-positivo

O VDRL pode ser falsamente positivo em 1 a 2% da população. Casos de falso-positivo costumam ocorrer em pacientes com as seguintes características ou doenças:

Geralmente, resultados falso-positivos apresentam títulos abaixo de 1/8, mas títulos de até 1/256 já foram descritos em pacientes sem sífilis.

É importante destacar que apesar dos pacientes infectados habitualmente terem títulos acima de 1/16, é perfeitamente possível que um paciente contaminado tenha títulos de VDRL baixos. Por isso, todo resultado positivo deve ser confirmado com testes troponêmicos.

Testes treponêmicos

Os testes treponêmicos são aqueles que pesquisam diretamente anticorpos contra a bactéria Treponema pallidum. Apesar de mais específicos, são de realização mais complexa, motivo pelo qual não costumam ser utilizados como primeira opção para o rastreio.

São cinco os testes treponêmicos, cujas siglas vêm do seu nome em inglês:

  • Fluorescent treponemal antibody absorption (FTA-ABS).
  • Microhemagglutination test for antibodies to T. pallidum (MHA-TP).
  • T. pallidum particle agglutination assay (TPPA).
  • T. pallidum enzyme immunoassay (TP-EIA).
  • Chemiluminescence immunoassay (CIA).

O FTA-ABS ainda é o teste treponêmico mais utilizado, apesar do TP-EIA ter ganhado popularidades recentemente. Sua janela imunológica é mais curta, podendo estar positivo de 7 a 10 dias depois do aparecimento do cancro duro, e sua taxa de falso positivo é mais baixa que a do VDRL. O limite da janela imunológica dos testes treponêmico costuma ser de 2 semanas.

Ao contrário do VDRL, cujo valor cai progressivamente com a cura e pode ficar negativo após alguns anos, o FTA-ABS uma vez positivo assim permanecerá, mesmo após a cura do paciente. No entanto, algumas pessoas tratadas durante a sífilis primária podem negativar o FTA-ABS após dois ou três anos.

Habitualmente, o VDRL é usado para rastreio da doença e o FTA-ABS para confirmação quando o primeiro teste é positivo. Não se deve fazer o diagnóstico de sífilis só com um deles.

Testes rápidos para sífilis

Os teste rápido para sífilis é geralmente um teste treponêmico feito com uma gota de sangue e um kit de teste semelhante ao de um teste de gravidez de farmácia. A imagem de exemplo a seguir é de um desses testes: kit Sífilis Bio da marca Bioclin.

Teste rápido para sífilis
Teste rápido para sífilis

A principal vantagem dos testes rápidos é a sua conveniência. Eles podem ser realizados com uma pequena amostra de sangue, geralmente obtida por punção digital, e não requerem equipamentos de laboratório sofisticados. O resultado é obtido em poucos minutos.

Apesar de sua utilidade, os testes rápidos para sífilis têm limitações. Sua janela imunológica varia de 2 a 4 semanas. Isso significa que há uma possibilidade de resultados falsos negativos em casos de infecção muito recente. Além disso, os testes rápidos são geralmente testes treponêmicos, o que implica que eles permanecerão positivos para a vida do indivíduo após uma infecção anterior, mesmo depois do tratamento bem-sucedido. Portanto, podem não ser úteis para distinguir entre infecção atual e passada.

Todo teste rápido positivo deve ser confirmado com um VDRL.

Interpretação dos resultados

Durante a investigação de um possível quadro de sífilis, podemos nos deparar com as seguintes situações:

  • VDRL positivo e FTA-ABS positivo: ambos positivos confirmam o diagnóstico.
  • VDRL positivo e FTA-ABS negativo: outro teste treponêmico deve ser realizado para confirmar o resultado. Novo resultado negativo sugere outra doença que não sífilis. Motivos para o VDRL falso-positivo devem ser investigados.
  • VDRL negativo e FTA-ABS positivo: esse resultado pode ocorrer em 3 situações: sífilis em fase bem inicial, sífilis já curada ou na fase terciária.
  • VDRL negativo e FTA-ABS negativo: ambos testes negativos descartam o diagnóstico de sífilis (há raros casos em que o teste é feito muito precocemente, podendo haver falso negativo em ambos).

Tratamento

O tratamento da sífilis muda conforme o estágio da doença:

  • Sifilis precoce (Sífilis primária, secundária ou latente precoce): penicilina benzatina (Benzetacil) 2,4 milhões de unidades em dose única.
  • Sífilis tardia (Sífilis com mais de 1 ano de evolução, terciária ou de tempo indeterminado): penicilina benzatina (Benzetacil) 2,4 milhões de unidades em 3 doses, com uma semana de intervalo entre cada, totalizando 7,2 milhões de unidades.

Os casos com acometimento do sistema neurológico (neurossífilis) não devem ser tratados com penicilina benzatina, mas sim com penicilina G cristalina ou penicilina G procaína.

O tratamento deve sempre ser feito com penicilina, inclusive nas grávidas e nas mulheres amamentando.

Em alguns casos, como na infecção em grávidas, pode ser indicado um tratamento para dessensibilizar a paciente alérgica para ela poder ser tratada com penicilina.

Outros antibióticos só devem ser usados se o paciente for alérgico à penicilina e não quiser ou não puder se submeter à dessensibilização.

Os pacientes com alergia à penicilina podem ser tratados com doxiciclina (100 mg duas vezes por dia por 14 dias). Se o paciente for alérgico à penicilina, mas não às cefalosporinas, uma opção é a ceftriaxona (1g diário intramuscular por 14 dias). Ambos esquemas são menos eficazes que a penicilina benzatina.

Azitromicina (dose única de 2 gramas), costumava ser indicada como alternativa à penicilina, mas é atualmente considerada uma opção menos eficaz.

Reação de Jarisch-Herxheimer

A reação de Jarisch-Herxheimer é uma reação febril aguda, autolimitada, que geralmente ocorre nas primeiras 24 horas após o paciente iniciar o tratamento para sífilis. Essa reação ocorre em aproximadamente 10 a 35% dos casos de sífilis primária, secundária ou latente precoce.

A febre pode ser acompanhada de outros sintomas, como dor de cabeça, dor muscular, transpiração intensa, hipotensão e piora das erupções cutâneas, se inicialmente presentes.

Não há como evitar essa reação. Os pacientes devem ser informados sobre os possíveis sinais e sintomas e aconselhados a entrar em contato com seus médicos se ocorrer uma reação grave.

Embora os sintomas geralmente se resolvam espontaneamente dentro de 12 a 24 horas, anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) ou outros antipiréticos, como paracetamol ou dipirona, podem ser usados para reduzir a gravidade dos sintomas e a duração da reação.

A sífilis tem cura?

Sim, a sífilis tem cura se for tratada com antibióticos apropriados, de preferência com penicilina benzatina (Benzetacil) nas doses indicadas acima. Quando tratada corretamente, a taxa de cura é maior que 95%.

Após o início do tratamento as lesões começam a desaparecer já nos primeiros dias. Porém, para se confirmar a cura é preciso repetir os exames de sangue.

Para saber mais sobre o tratamento, leia: Sífilis tem cura?

Critérios de cura

Todo paciente tratado deve refazer o VDRL com 6 e 12 meses. O critério de cura da sífilis é o desaparecimento dos sintomas e uma queda de 4 vezes (2 titulações) nos níveis de anticorpos. Exemplos:

  • VDRL era 1/64 e após o tratamento caiu para 1/16.
  • VDRL era 1/32 e após o tratamento caiu para 1/8.
  • VDRL era 1/128 e após o tratamento caiu para 1/32.

Quanto mais tempo se passa, mais caem os títulos, podendo até ficarem negativos após alguns anos (há pacientes curados que permanecem a vida inteira com títulos baixos, como 1/2 ou 1/4). Não é preciso que o VDRL fique negativo para se atestar a cura da sífilis.

Os títulos na sífilis primária caem mais rapidamente que na forma secundária e terciária. O FTA-ABS não serve para controle de tratamento, pois, como já foi explicado, ele habitualmente não fica negativo após a cura. Uma vez positivo, o FTA-ABS assim ficará para o resto da vida. É o que chamamos cicatriz imunológica.


Referências


Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

Saiba mais

Artigos semelhantes

Ficou com alguma dúvida?

Comentários e perguntas

Deixe um comentário


165 respostas para “Sífilis: o que é, estágios, sintomas, VDRL e tratamento”

  1. Henrique
    Boa noite Doutor , fiz o meu exame anticorpos totais específicos anti-T. Pallidum – reagente, índice de 14,65, sífilis vdrl – floculação – não reagente, o que quer dizer?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A presença de anticorpos específicos (reagente no teste treponêmico) com um VDRL não reagente pode sugerir várias situações:

      1. Uma infecção por sífilis no passado que foi tratada ou que resolveu espontaneamente.
      2. Uma infecção por sífilis em um estágio onde o VDRL pode não ser reagente, como no estágio latente tardio ou terciário.
      3. Uma discrepância rara entre os testes, onde o VDRL não detecta a infecção ativa por alguma razão específica.

      É importante discutir esses resultados com um médico infectologista, que pode avaliar o contexto clínico completo, incluindo possíveis sintomas e histórico médico, para determinar a necessidade de tratamento ou investigação adicional.

  2. Vinícius Edusrxo
    Um VDRL, anticorpos anti-treponema pallidum com 130 dias de janelas. Sem sintomas APARENTES, posso descartar a sífilis?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, 2 exames com 130 dias janela e sem sintomas, não há motivos para se preocupar.
  3. Ricardo
    Bom dia, Dr Pedro!

    VDRL e FTA-ABS (IGG e IGM) negativos com 351 dias da exposição e um CMIA negativo com 385 dias da exposição é o suficiente para encerrar o caso?

    Com 13 meses, apareceu uma pequena mancha vermelha na parte lateral do pé, que se assemelha a uma picada de mosquito (quando aperto com o dedo, ela desaparece e vai retornando aos poucos). Será que isso pode ser sinal de secundária?

    Obrigado!

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      VDRL e FTA-ABS negativos após um ano é tempo suficiente para descartar a infecção por sífilis. Não precisa se preocupar.
  4. Ellen
    Meu médico pediu um VDRl quantitativo porém o laboratório errou e enviou somente o qualitativo. Fizemos o FTA e deu reagente. Como eu nunca tive histórico conhecido e nunca tratei, meu médico passou o tratamento de 6 ampolas. Após as duas primeiras doses, repeti o VDRL quantitativo para que pudesse fazer o controle ao final do tratamento e deu 1/4. Li que esse título é característico de cicatriz imunológica. Porém eu nunca soube que tive e nunca tratei. É normal ter título 1/4 sem ter sintoma e com FTA positivo sem histórico e sem nunca ter tratado?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se você tem tanto FTA-ABS quanto VDRL positivos e nunca tratou, isso realmente é indicação de tratamento. É possível que você esteja na fase latente da doença. Nessa fase silenciosa, que pode durar anos, a tendência é o VDRL ir caindo de título. Mas a tendência é a doença uma hora reativar e de forma grave, por isso é necessário o tratamento.
  5. Helcio Lucio
    Dr. quem nunca teve sífilis, e teve um exame de FTA negativo com mais de 120 isso é confiável?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não entendi a pergunta, Helcio. O seu FTA-ABS é positivo ou negativo? E o que é esse 120?
      1. Helcio Lucio
        Olá Dr. Pedro, obrigado pela respota. FTA está negativo e o exame foi feito depois de 120 dias
        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          Entendi agora. Sim, é confiável. Se você nunca teve sintomas e seu FTA-ABS é negativo, não tem porque pensar em sífilis.
  6. Joel
    Olá Dr,

    Tive sífilis em 04/12, meu VRDL nesta época estava em 1/128. Tomei Benzetacil por 2 semanas. Não fiz os exames necessários. Simplesmente fiz o tratamento.
    Em 04/16 refiz o exame, deu Não Reagente
    Em 11/17 refiz o exame, deu 1/8 – Tratei novamente com benzetacil por 2 semanas.
    Em 12/17 refiz o ezame, deu 1/8
    Em 05/18 refiz o exame, deu 1/1
    Desde lá, todos os anos faço, e todos como Não reagente (VDRL), pois o FTA-Abs sempre ficou positivo.

    Ultimamente tenho sentido alterações visuais (visão embaçada) e tontura. Tenho dúvidas se é provável ser Neurosífilis.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Você fez o tratamento e apresenta critério sorológico de cura. Não tem motivo para ficar achando que ainda tem sífilis.
  7. ana
    Boa tarde! Tive sifilis. Em novembro estava 1/128 dezembro 1/16 fevereiro 1/2 e março 1/8 (esse ultimo em laboratorio diferente). Posso ter sido reinfectada?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Por que você fez um novo VDRL depois do resultado 1:2?
  8. Martins
    Boa tarde Dr.

    Tive uma relação sexual desprotegida com uma pessoa que possui sífilis primária, e tive contato com a ferida. Já fazem 21 dias deste ocorrido, posso realizar o teste FTA-ABS para confirmar se tenho ou não essa infecção?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, pode.
  9. Araujo
    Boa noite, Dr!

    Quanto tempo após a relação sexual desprotegida é possível detectar sífilis pelo teste rápido? Realizei um teste após 50 da exposição e o resultado foi “não reagente”. É confiável ou ainda há chance de positivar?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      50 dias é uma boa janela imunológica. Se você não teve sintomas, o risco de falso negativo é bem baixo.
  10. Victor
    Doutor meu vdlr deu 1/64 positivo mas nao fiz os outros testes pra saber se realmente é siflis mas acha que mesmo com esse número seja possível nao ser sífilis?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      1/64 é um valor alto. O mais provável é mesmo ser sífilis. Você precisa ser avaliado por um médico e tratado.
  11. Júlia
    tive relação com uma pessoa com sífilis dia 24/09, esperei da 30 dias e fiz o VDRL dia 25/10. Resultado deu negativo, está certo ou tem que espera mais dias para fazer o VDRL?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A janela do VDRL pode ser de até 6 semanas. 30 dias não é um intervalo que dê certeza.
  12. Shayene
    Olá boa noite !
    Dr: eu fiz meu exames agora recentemente vdrl é deu 1/ 2 em cima do exame deu reagente ,é em baixo do exame dez não reagente oque é ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      VDRL 1/2 é um resultado positivo, mas com titulação baixa. O ideal é fazer um FTA-ABS ou outro teste treponêmico.
  13. Leon
    Fala Dr. Pedro; Tudo bem? Nunca tive sífilis na vida, e com 31 dias de uma exposição foi feito VDRL + FTA-Abs que vieram negativos. Depois aos 107 e 154 dias foram feitos novos exames FTA-Abs (Imunofluorescência indireta) e Eletroquimioluminescência onde o laboratório disse possuir maior sensibilidade e especificidade, substituindo com segurança o VDRL por floculação. Esses exames também vieram negativos. Esses resultados podem finalizar o diagnóstico?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  14. Mario
    Boa noite!

    Recebi sexo oral desprotegido, após 30 dias fiz um exame VDRL que deu não reagente. Depois de 43 dias repeti o exame VDRL que também deu não reagente. Nesses 81 dias não observei nenhuma lesão no meu pênis. Posso ficar despreocupado?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  15. PEDRO
    VDRL 1/4096 EM 30/07/2023 E AGORA ESTÁ 1/8 EM 07/11/2023, O QUE ISSO SIGNIFICA?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Indica que o tratamento foi eficaz.
  16. Bruno
    Boa tarde
    Vdrl não reagente (intervalo se referência NAO REAGENTE), porém está escrito isso 👇

    Método: Floculação)
    Nota: A triagem do exame VDRL é realizada através da detecção de anticorpos antitreponêmicos pelo método automatizado de Imunoensaio Quimioluminescente de Microparticulas (CMIA), sendo liberados os resultados não reagentes. Nos casos reagentes é realizado o método de Floculação e o seu resultado liberado.

    No caso foi feito algum teste treponemico que deu positivo? E tiveram que fazer esse vdrl? N sei se estou interpretando direito.
    Já fui em 4 urologistas, todos falaram que está normal. N quiseram passar fta abs falando que não precisa

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Esse resultado é um VDRL negativo. O que eles estão dizendo é que se fosse positivo, eles refariam o teste com método diferente para confirmar que era mesmo positivo.
  17. Rosilda
    Boa noite, fiz um VDRL que deu um resultado indeterminado, o que significa?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Geralmente significa que o material testado forneceu um resultado que o laboratório não soube interpretar. Não dá para dizer nem que é positivo nem que é negativo. O ideal é entrar em contato com o laboratório para mais detalhes e saber se eles indicam a repetição do teste.
  18. Igor Paiva
    Olá,bom meu exame deu no começo 1/128 tomei a dose correta e refiz o exame de VDRL e agora deu 1/8,pode se considerar curável e não transmissível?
    Ja tem 6 meses.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, essa queda tão grande do VDRL se enquadra no critério para cura.
  19. Larissa
    Dr. minha ginecologista solicitou nos exame de rotina o VDRL e o FTA que vieram não reagentes. Eu fiz esses exames com 97 dias da minha última relação sexual, onde o parceiro utilizou preservativo durante todo o período. Nesse caso posso descartar uma possível infecção por sífilis?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Geralmente são necessárias 12 semanas para confirmar que um VDRL negativo é mesmo negativo. Isso dá 84 dias. O seu resultado já passou dessa janela, ele é confiável.
  20. Leandro
    Olá Dr. 30 dias após relação protegida fiz todos os exames de IST’s que deram negativos. Sobre a sífilis, meu VDRL E FTA-ABS foram não reagentes. Esse resultado pode vir a mudar? Não existem lesões/úlceras em nenhum lugar. É mais pra poder ficar tranquilo com relação a esse assunto.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      O VDRL pode levar até 6 semanas para ficar positivo, mas o FTA-ABS costuma ter janela mais curta. Porém, se você não apresenta lesão genital nenhuma, não há porque ficar preocupado.
  21. Ismael
    VDRL 1/1 é sifilis?
    Obs: Minha esposa testou positivo para covid-19 e alguns dias depois tive febre e sintomas de resfriado.

    Esse resultado pode ser um falso positivo, em decorrência de anticorpos de covid ou resfriado ? Quando o resultado do exame laboratorial é reagente o protocolo do ministério da saúde é que o laboratório faça a diluição de 1/8 até 1/1 ?

    Minha esposa fez VDRL 1 mês atrás e testou não reagente.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      VDRL 1/1 não é positivo.
  22. Emerson
    fiz o tratamento dezembro do ano passado, estava 1/64. Tomei as doses de benzetacil, e refiz o exame há pouco tempo, está em 1/2, é critério de cura?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  23. Samara maia

    O meu deu reagente para sífilis 1:128 tem que abaixar até quanto para está curado?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Pelo menos até 1/32 e ficar sem sintomas.
  24. Bruno

    Já tive SIFILIS e tratei, fiquei curado.

    mas depois de anos

    fiz dois exames prp deu não reagente

    depois um deu até 1/2 e fta deu reagente, é ferida sorológica? Ou posso ter me reiniciara-se

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se você não tem sintoma algum, provavelmente é cicatriz sorológica.
  25. Aylton

    Fiz o exame e deu reagente com 1/16, fiz o tratamento 1 mês depois e deu 1/8, 6 meses depois deu 1/128.

    Eu não entendi, subiu?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, subiu. Há algo de errado.
  26. Graziele borges braz

    Primeiro exame 1/16 após o tratamento 1/2 fiz o exame novamente 1/4 preciso faser o tratamento novamente.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se você não tem sintomas, não. O valor ainda está 4x abaixo.
  27. Dessa

    VDRL 1/16 caiu para 1/8 após 3 mêses de tratamento estou curada?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Ainda não é critério de cura, precisa cair para pelo menos 1/4. O ideal é repetir o exame com 6 meses.
  28. Clara

    Doutor,

    No meu exame está “Sorologia para Síflis : reagente; index 15,08”.

    Logo abaixo vem “VDRL: não reagente” e “FTA-ABS IGM: não reagente”. Tenho ou não tenho síflis?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se o VDRL e o FTA-ABS estão negativos, você não tem sífilis.
  29. Karina

    Fiz o meu VDRL deu 1/8 reagente, fiz o tratamento agora estou 1/2 reagente estou curada?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se os sintomas sumiram, sim.
  30. Roseane de Oliveira

    Quando o vdrl é não reagente há necessidade de tomar bezentacil

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Habitualmente, não.
  31. Mirty

    Bom dia doutor , ha 7 anos atrás descobri a sífilis na gestação a titulação foi 1/8 fiz o tratamento direitinho.

    Hoje refiz o exame e o resultado foi assim , Anticorpos totais especificos (CMIA): REAGENTE INDICE:16,80

    Vdrl floculacão : REAGENTE 1/1 o que significa?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não tem nada de mais, é só cicatriz imunológica.
  32. Jhennyfer

    Meu vdrl estava 1/64 e agora está 1/128 e grave ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se está subindo é porque a sífilis não foi tratada.
  33. Laura

    Anticorpos totais específicos Anti-T.pallidum: Reagente índice 20,49

    VDRL: Reagente 1/4

    Nunca tive sintomas, o exame foi feito apenas por rotina e descobri o laudo. Recentemente fiz um tratamento com azitromicina para sinusite.

    O que esse resultado significa?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Que você já teve sífilis.
      1. Laura

        mas será necessario fazer tratamento com a benzetacil?

        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro

          Se você nunca tratou, talvez seja necessário. Mas à distância não tenho como afirmar com certeza. O ideal é perguntar para o médico que fez o pedido do exame para ele avaliar a situação.

  34. Ana

    boa noite! Meu vdrl deu 1:4096 fiz o tratamento com 4 doses a cada semana depois de 2 meses fiz outro exame que deu 1:64. Eu tenho que tomar mais benzetacil?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não precisa, o VDRL caiu bastante em dois meses. É sinal de que o tratamento foi eficaz.
  35. Raquel

    Boa noite,

    Vdrl negativo

    Tpha positivo 1/320

    O que significa? Obrigada

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sugere infecção antiga e curada.
  36. Ana g

    Dr. Fui exposta e inicialmente sempre deu negativo. Fiz o tratamento mesmo assim e deu resultado 1/8. Quase 3 anos depois refiz exames e constou teste treponemico = 3.45 reagente. Vdrl = não reagente. Amostra reagente para anticorpos treponemicos e não reagente para anticorpos não treponemicos. Não foi realizado exame tpha.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Esse resultado é compatível com sífilis antiga curada.
  37. Franciso

    O VDRL DEU REAGENTE 1:64. Fiz o tratamento com benzetacil 2 doses unica e 21 dia de DOXICICLINA 100 MG. Depois de um mes que terminei o tratamento, refiz, o vdrl. Ficou 1:32. Isso indic que tenho que fazer o tratamento novamente ou com o tempo esse valor vai cai?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Um mês é pouco tempo para fazer o controle laboratorial de cura. Se você não tem mais sintomas, não precisa tratar novamente. O VDRL deve ser repetido após 3 a 6 meses.
  38. Kali Teixeira

    Dr fiz um exame aí a leitura fala assim: amostra reagente em teste não treponemico , e não reagente em treponemico .

    O q quer dizer ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Que é um falso positivo, você não tem sífilis.
  39. Jorge

    Saudações Dr. tenho VDRL a anos 1/2, e recentemente fiz FTS-ABS igg, igm com resultado IgG reagente e IgM não reagente. A que conclusão posso chegar?

    VDRL 1/2

    IgG reagente

    IgM não reagente

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Esse resultado aponta para infecção antiga.
      1. Dina

        Dr. Meu vdrl deu 1/32 e do meu namorado 1/64. Já terminamos tratamento de 3 semanas de benzetacil, vamos refazer os exames daqui 3 meses, pode me ajudar me esclarecendo esses valores? Se eu ou ele foi contaminado primeiro? Obrigadaa

        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          Não dá para saber que contaminou quem só pelo valor do VDRL.
  40. Eduarda

    Namoro faz 1 ano e deu reagente 1/2 e O Pallidum tbm reagente ele negativo..posso ter ficado com cicatriz sem ter me curado?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      VDRL 1:2 é um valor bem baixo. Você alguma vez já se tratou de sífilis?
  41. João antunes

    Boa tarde , recebi sexo oral sem proteção…Se contrair sífilis o cancro duro teria que se localizar obrigatóriamente no penis?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, mas por sexo oral isso só ocorrerá se a pessoa tiver lesões da sífilis na boca.
  42. Annye

    Sempre que faço exame VDRL o resultado é reagente, mas o FTA-ABS sempre é negativo. Cheguei a fazer o tratamento 2x. Tenho ou não essa doença?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se você não tem nenhum sintoma típico da sífilis, é possível que não.
  43. Evelyn silva

    Boa tarde, o meu teste treponêmico deu “Reagente 12.88”, o VDRL deu “não reagente”, o que significa? Tenho sífilis?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Isso sugere infecção antiga e curada.
  44. Letícia

    Olá,bom meu exame deu no começo 1/16 tomei a dose correta e refiz o exame de VDRL e agora deu 1/8,pode se considerar curável e não transmissível?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não. VDRL 1:16 precisa cair para 1:4. Quanto tempo de intervalo houve entre os dois exames?
  45. Rafaela Alves

    Meu vdrl era 1/32 fiz o tratamento e caiu pra 1/2 estou curada?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, isso é critério de cura.
  46. Silva

    1/8 tomei as 6 doses de benzetacil agora 1 mês depois está 1/64 oq aconteceu a aumento

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não é o esperado. O ideal é ser avaliado por um infectologista para tentar entender o que houve.
  47. Karen de souza Maciel

    Meu primeiro vdrl 1/32 fiz o tratamento caiu pra 1/16 fiz o tratamento caiu pra 1/8 e agora refiz o exame e deu 1/8 de novo será q estou curada?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se os sintomas sumiram e o VDRL caiu 2 titulações (de 1:32 para 1:8), você tem critério de cura.
  48. Paulo

    Em 08/03 estava 1:4 , agora em 26/05 está 1:256 o que significa e o que devo fazer?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Isso é bem sugestivo de contaminação. Procure um médico para ele avaliar o tratamento.
  49. Paulo

    Boa noite…meu exames VDRL deu 1/2 reagente e a confirmação de sífilis deu reagente tbm…fiz o tratamento que o médico indico com a Benzetacil 2400 por 2 semanas…fiquei em dúvidas… anos atrás o valor estava 1/32 não tinham sintomas será que foi profiláticas.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Quando o VDRL estava 1/32 anos atrás, você chegou a tratar?
  50. Igor Alves

    O meu exame deu 1/512 positivo. Oq quer dizer esse (1/512)

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      É a diluição. Significa que o anticorpo ainda podia ser identificado mesmo após 512 diluições.
  51. Ribson Barbosa da Silva

    Bom dia, meu resultado de titulação vdrl 1,25, fiz o tratamento cm benzetacil 2400 de 3 doses em intervalo por semana, dps 3 meses refiz o exame a titulação deu 1,32, fiz o tratamento novamente com benzetacil 2400 com 3 doses, depois 3 meses manteve 1,32 e faz 6 meses que estou no tratamento, não estou mas com sintomas como manchas nas mãos saiu, ainda tenho sífilis ou já caiu a sicratizes, ou devo esperar o tratamento até 1 ano para saber se fui curado. Obg

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      São raros os casos de falha de tratamento da sífilis com benzetacil. Provavelmente você já está curado, até porque os sintomas acabaram. De qualquer forma, se o VDRL não baixou, um infectologista deveria opinar antes de definir cura definitiva.
  52. Anderson
    No exame anterior meu VDRL era 1/8 fiz o tratamento depois deu Nao reagente fiz outro exame agora deu Reagente 1/1.Isso significa que contrai novamente Sifilis?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não, 1:1 é um valor muito baixo e ainda está dentro das 4 diluições que a gente considera critério de cura. A não ser que você tenha voltado a ter sintomas, isso não me parece preocupante.
  53. Helena garcia
    Fiz o tratamento com benzetacil de 2.400.000 e tava 1/64 apos alguns meses ta em 1/8 quer dizer que ainda tenho sífilis?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não, a resposta ao tratamento foi satisfatória, a titulação do VDRL caiu 4x (1/64 » 1/32 » 1/16 » 1/8). Se você não tem mais sintomas, isso é critério de cura.
  54. Yasmin
    Fiz meu exame e deu uma titulação de 1/64, fiz o tratamento em dose única e hoje ,to com uma titulação de 1/8. Corro o risco de transmitir ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não. Seu VDRL já caiu 4 titulações (de 64 para 8). Se você já não tiver sintoma algum, isso é sinal de cura.
  55. Marília
    Fiz o exame pra sifilis deu 1/128 e meu namorado fez deu 1/8 isso significa que nos dois tem sifilis ? Tem como saber quem passou pra quem ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, vocês dois têm VDRL positivo. Se os dois já tiveram relações desprotegidas com outras pessoas, é difícil saber agora quem passou para quem.
  56. Kleverson
    Ola doutor gostaria de saber se a pessoa que tem sífilis a um grande risco dela está com hiv ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Ter uma DST é sempre um fator de risco para outras DST, inclusive HIV.
  57. Bia
    Eu transei apenas uma vez com meu parceiro que descobriu que tinha sífilis corra risco de pegar o VDRL dele deu 1/8 corro risco de pegar
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se a relação foi desprotegida, sim, há risco.
  58. Paciente feminino
    Meu Vdrl inicial era 1/32 após tratamento caiu para 1/4 o IGM e IGG apareceu reage te, não tenho nenhuma lesão e as bolinhas pé e mãos sumiram a algum tempo apenas as manchas no rosto ainda não elas são de cor castanha e o local da mancha apresenta uma leve depressão com aparenica de queimadura
  59. Marcelo
    Dr. estou tomando CLORIDRATO DE DOXICICLINA 100 MG. Serve pra isso tambem? Abraços
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Serve, mas o tratamento com penicilina é melhor. Esse esquema só está indicado para os pacientes que são alérgicos à penicilina.
  60. Bianca
    Fiz o tratamento caiu 1/124 para 1/32 fiz novamente caiu pra 1/16 significa q ainda tenho? Grávida de 30 semanas
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      O VDRL caiu mais de 4 titulações. Isso é critério de sucesso do tratamento.
  61. Cesar
    Minha taxa deu 1/128 pq deu tão alta assim?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Um VDRL 1/128 é um resultado positivo. A hipótese mais provável é que você tenha sífilis.
  62. Nathália
    Gostaria de enaltecer a qualidade do site, sou estudante de enfermagem e sempre venho aqui para comparar e obter mais informações. Parabéns! :)
  63. Camilla
    Olá Dr boa tarde, eu tive siflis no período secundário, tomei 5 cap de azitromicina, 2 em uma dose, e as outras 3 doses diárias, seria o bastante para o meu caso ou deveria m submeter a penicilina? Obg.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Penicilina é sempre a primeira escolha. É muito melhor que qualquer outro antibiótico. O único motivo para não se usar penicilina na sífilis é se o paciente for comprovadamente alérgico.
  64. Carlos
    fiz tratamento com ceftriaxona 1g IM por 8 dia spois sou alérgico a Penicilina. o VDRL caiu de 1:64 para 1:8 e após 9 meses continua 1:8. A sífilis permanece ativa em meu corpo?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Você teve uma queda de mais de 4 titulações. Em princípio, o tratamento foi eficaz.
  65. Th
    Onde faço esse exame? E como é feito ele é através de exame de sangue?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, é através de exame de sangue e qualquer laboratório faz.
  66. Ph
    Meu isame deu 1/2 será
    Que tenho q ser medicado
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Provavelmente, não. Mas é preciso correlacionar o resultado do exame com o seu quadro clínico.
  67. Rayana silva
    Fiz o exame VDRL 1/8 eh um resultado muito alto?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não é muito alto, mas é positivo.
  68. j.bueno
    Anticorpos totais específicos Anti-T pallidum deu reagente e um outro critério VDRL/RPR deu nao reagente . O que isso significa ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Isso geralmente é sinal de doença antiga curada.
  69. Patric
    Olá,

    Meu exame de Sífilis – Anticorpos totais específicos Anti-T pallidum deu reagente e um outro critério VDRL/RPR deu reagente 1/1. O que isso significa? Sou portador da doença?

    Obrigado!

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Isso sugere infecção antiga. Você nuca teve sífilis?
  70. thiffany
    oi, eu estou no estagio secundario da doença, e fiquei com manchas pelo rosto todo e pescoço. ja comecei o tratamento, diminuiram as manchas mas meu rosto e pescoço tem manchas bem fortes ainda. gostaria de saber se essas manchas vao sair do meu rosto ou vão ficar.
    1. Avatar de Pedro Pinheiro
      Pedro Pinheiro
      A tendência é sair com tempo.
  71. Rafael Napoleão
    Ola doutor, meu titulo vdrl deu 1:16 significa que estou com sifilis? Minhas palmas da
    Mao e pes tem umas bolinhas, se tiver em qual fase estou? É possivel ser curado com azitromicina?

    Grato.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
      1- É uma possibilidade.
      2- Se forem lesões da sífilis, deve ser secundária.
      3- Há risco de não curar. O melhor tratamento é sempre com penicilina.
  72. rosiana
    gostaria de saber se posso amamentar tendo Sífilis ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
      Não deve.
  73. Michelle Soares
    obrigada o dele tbm deu mesmo resultado e desde dezembro meu cabelo começou a crescer novamente,mesmo assim no dia 26 de maio desse ano,minha doutora passou outro exame de sangue e disse q tenho q fazer até completar 2 anos,ela pediu exame de sifilis tardio,pra ver se realmente estou curada.mas obrigada pela ajuda,não respondi antes pq só agora q visualizei a mensagem,vlw
  74. Vane C
    Bom dia,
    Fiz o exame “Sífilis, Anticorpos Contra Antigeno Não Treponemico (Cardiolipina), soro.
    Método: Floculação – RPR (Rapid Plasm Reagin).
    O Resultado foi não reagente. Gostaria de saber o que significa esse resultado nesse exame. Esse exame seria o VDRL? Obrigada!
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Não é exatamente o VDRL, mas é bem semelhante.
  75. Tiago
    Doutor meu resultado para sífilis deu inicial 1/64, depois 1/16 e agora 1/4. Significa que estou curado, não é?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Se os sintomas desapareceram, sim.
  76. kaique
    Dr. existe caso de sífilis com dor?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Pode existir, mas o mais comum é ter úlcera indolor.
  77. Jack Hambacher
    É possível a pessoa ser contaminada pelo HIV e pela Sifilis ao mesmo tempo e ter apenas os sintomas descritos da sifilis? O vírus e a bacteria não se manifestam ao mesmo tempo?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Não, a sífilis se manifesta antes.
  78. Carlos
    Boa tarde Dr. Estou preocupado pq fiz exame de HIV e de sífilis c 29 dias após uma situaçao parcialmente de risco. Ja passeu por uma infecto e ela disse q com 29 dias ja posso estar tranquilo. Gostaria de confirmar.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Sim, pode ficar tranquilo.
  79. NIKCKOLLAS
    Dr. meu resultado foi VDRL: não reagente/FTA-ABS IGG: reagente/ FTA-ABS IGM: NÃO reagente.

    O QUE QUER DIZER?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Infecção antiga e curada.
  80. Gabriela Rodrigues
    Olá Dr, sou doadora de sangue e na última doação detectou sifilis, fui ao ginecologista ele fez outro teste e deu 1/32, ele meu tratamento com azitromicina fiz teste novamente deu reagente 1/8,o que houve baixou aumentou?Tenho consulta só final do mês.

    Obrigada

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Quando o VDRL vai de 1/32 para 1/8 é porque o resultado baixou.
  81. Jorge Fonseca
    Dr. é possível pegar sifilis de outras formas como alicate de unha e laminas de barbear? Outra pergunta, é possivel a pessoa ter a doença a mais de 2 ou 3 anos e só agora manifestar sintomas como a lesão? já fiz o tratamento mas tenho muitas dúvidas de como peguei a doença…
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
      1- pouco provável
      2- dificilmente a lesão primária demora mais que 90 dias para surgir. A média é 21 dias.