Camisinha masculina: como usar e taxa de eficácia

Atualizado em
Comentários: 81

O que é a camisinha?

O preservativo masculino, popularmente conhecido como camisinha, é o método contraceptivo mais utilizado no mundo.

A camisinha é um contraceptivo de barreira, ou seja, ela impede o contato direito com secreções penianas ou vaginais. Desse modo, há possibilidade de prevenção não só da gravidez, como também das de doenças sexualmente transmissíveis. Outros métodos contraceptivos como os anticoncepcionais orais e o DIU, por exemplo, impedem apenas a gravidez, não influenciando no risco para DST.

A camisinha é feita normalmente de látex ou poliuretano. Em média, uma camisinha possui 19 cm de comprimento, 5 cm de largura e 0,07 mm de espessura, existindo modelos com variações nas três medidas. Além dos tamanhos, as camisinhas podem variar no formato, cor, cheiro, sabor, lubrificação e presença ou não de espermicida.

Todas essas variações descritas acima afetam apenas na comodidade do usuário; nenhum destes fatores influencia na efetividade do preservativo, nem mesmo a presença de espermicida. Na verdade, camisinhas com espermicida não são mais eficazes que camisinhas sem espermicida, e ainda estão mais relacionadas a ocorrência de infecções urinárias (cistites) nas parceiras (leia: INFECÇÃO URINÁRIA | CISTITE | Sintomas e Tratamento). Atualmente, indicamos sempre preservativos masculinos sem espermicidas.

Eficácia da camisinha

A eficácia da camisinha precisa ser avaliada de duas maneiras:

1. Eficácia contra gravidez.
2. Eficácia contra DST.

Independente do motivo do uso, a eficácia está diretamente ligada ao seu uso correto. Mais à frente ensinaremos o modo certo de se colocar e de se usar o preservativo masculino.

Eficácia da camisinha contra gravidez

Quando usada de modo correto, a camisinha apresenta uma eficácia de 98% contra a gravidez. Quando usada de modo intuitivo, ou seja, colocada sem maiores orientações ou cuidados, a eficácia cai para 85%.

Eficácia da camisinha contra DST

O uso correto do preservativo é atualmente a principal arma na prevenção das doenças sexualmente transmissíveis. A sua eficácia varia de doença para doença, não podendo ser considerada 100% eficiente em nenhum dos casos. Por isso, além do uso correto da camisinha, é muito importante que o individuo evite comportamentos de risco, como ter múltiplos(as) parceiros(as) sexuais.

A camisinha é extremamente eficiente contra a transmissão do vírus HIV. O risco de transmissão do vírus durante uma única relação sexual com preservativo masculino, colocado e usado de modo correto, é praticamente nulo.

Os casos de transmissão costumam ocorrer naqueles casais sorologicamente discordantes, ou seja, um HIV positivo e outro HIV negativo, que têm relações sexuais frequentes. Ainda assim, a camisinha é um excelente método de proteção. Um trabalho de 2001 acompanhou 587 destes casais e demonstrou que em apenas onze deles o(a) parceiro(a) acabou se infectando. Veja bem, estamos falando de pessoas que mantiveram relações sexuais frequentes com parceiros infectados. Leia também: SAIBA COMO SE PEGA E TRANSMITE HIV E AIDS

O preservativo masculino também é eficiente na prevenção de outras DST, porém, com taxas de sucesso menores que contra o HIV. Entre as DST que apresentam significante redução na taxa de transmissão podemos citar:

O mais importante é entender que a camisinha é uma poderosa arma contra a disseminação das doenças sexualmente transmissíveis, porém, ela não é infalível e em muitos casos sua performance está longe de ser o ideal.

Se por um lado o papel de alguns grupos religiosos que são contra o uso do preservativo pode ser considerado irresponsável, por outro, campanhas de promoção do preservativo sem que haja o devido esclarecimento podem incentivar comportamentos de risco, o que por si só podeira reduzir os efeitos benéficos do uso frequente de camisinha.

Portanto, para reforçar, o preservativo masculino deve ser usado em toda relação sexual na qual não haja intenção reprodutiva, pois o mesmo reduz significantemente o risco da transmissão de doenças; porém, um comportamento de risco reincidente diminui a sua eficácia, expondo o indivíduo a riscos.

Prós e contras da camisinha

Prós:

  • É um método contraceptivo imediatamente reversível.
  • Protege contra gravidez e DST.
  • São baratas, de fácil acesso e não requerem prescrição médica.
  • É simples de ser usada.
  • Pode ser carregada por homens e mulheres.
  • Praticamente não existem reações adversas ao seu uso.
  • Ajuda a controlar a ejaculação precoce.

Contras:

  • Alguns homens se queixam de perda da sensibilidade do pênis.
  • Alguns homens perdem a ereção quando se interrompem as preliminares para se colocar a camisinha.
  • O uso do preservativo masculino necessita de aprovação do parceiro(a).
  • O seu uso pode levar a falsa impressão de proteção completa e sem falhas.
  • Algumas mulheres têm vergonha de carregar o preservativo masculino por terem medo de serem taxadas de promíscuas.
  • Algumas religiões não permitem o seu uso.

Como colocar a camisinha – como usar o preservativo masculino

Para a camisinha ser um eficaz método de controle de natalidade e/ou de transmissão de doenças, ela precisa ser usada corretamente. Apesar de ser um método muito simples e praticamente intuitivo, algumas regras precisam ser respeitadas. Algumas das dicas abaixo podem parecer óbvias, mas estão entre as principais causas para o insucesso.

1- Compre camisinhas em locais autorizados, como farmácias e máquinas automáticas. Evite comprá-las em ambulantes ou em locais que estejam armazenadas incorretamente. No Brasil, atente para a presença do selo do INMETRO que atesta a qualidade da marca. Outro ponto importante é a data de validade do produto; se o envelope estiver danificado, recuse.

2- A camisinha deve ser guardada em locais frescos, não úmidos e longe dos raios solares. O carro não é um bom local para armazená-las, a não ser que o mesmo permaneça sempre estacionado em locais cobertos. Na carteira, o tempo ideal é de no máximo um mês. Expô-las ao calor danificará o látex, favorecendo seu rompimento.

3- A camisinha é um produto descartável e de uso único. Mesmo que a segunda vez seja entre as mesmas pessoas, o preservativo não pode ser reutilizado.

4- Apenas abra o envelope da camisinha na hora que for colocá-la. Cuidado para não rasgá-la e evite materiais cortantes para abri-la.

5- Para reduzir o risco das DST, o preservativo deve ser colocada antes que haja qualquer contato entre as genitálias, mesmo se ainda não houver intenção de penetração.

6- O preservativo masculino só deve ser colocado quando o pênis estiver ereto.

7- Como colocar a camisinha:

  • Com o pênis ereto, coloque a camisinha na glande (cabeça) segurando o reservatório para evitar que este fique cheio de ar.
  • Desenrole-a até a base do pênis. Se o preservativo não desenrolar facilmente é porque ela deve estar ao contrário. Troque o lado e reinicie o processo.
  • Se colocada corretamente, o reservatório na ponta do pênis ficará murcho, sem ar.
  • O preservativo masculino deve ser sempre desenrolada o máximo possível, ficando bem justa na base do pênis

8- As camisinhas já vêm lubrificadas. Evite acrescentar qualquer outro produto lubrificante, pois os mesmos podem danificar o látex. Se for necessária mais lubrificação, use apenas lubrificantes a base de água, como KY®.

9- Não tente colocar o preservativo masculino em um pênis não ereto. Ela ficará frouxa e poderá sair durante o ato sexual.

10- Uma vez que tenha ejaculado, termine a penetração antes que o pênis fique flácido, pois neste momento a camisinha pode ficar frouxa, permitindo que o esperma escorra pelos lados. Existe também o risco do preservativo sair e ficar dentro da vagina.

11- A camisinha deve ser trocada sempre que houver mudança de sexo anal para sexo vaginal.

12- Após a retirada, deve-se dar um nó na base da camisinha e desprezá-la no lixo. Não jogue preservativos no vaso sanitário.

E se a camisinha estourar?

Apesar de ser um evento raro, o incorreto uso ou armazenamento da camisinha podem eventualmente levar a rompimentos ou vazamentos da mesma. Se o preservativo arrebentar antes da ejaculação, retire o pênis, lave-o com água e sabão (o mesmo para vagina) e troque de preservativo se quiser reiniciar o ato sexual. Se isto for feito imediatamente, o risco de gravidez e transmissão de doença é muito baixo. Atenção: mulheres devem evitar ducha vaginal na hora de se lavar.

Se a camisinha estourar após ou durante a ejaculação, o pênis deve ser retirado imediatamente e ambas genitálias devem ser lavadas. Para evitar a gravidez, entre em contato com seu ginecologista para orientações sobre contracepção de emergência, como a pílula do dia seguinte (leia: PÍLULA DO DIA SEGUINTE | Como tomar, eficácia e efeitos). Sempre que houver contato entre mucosas e secreções genitais há o risco de transmissão de DST. Se houve algum problema com o preservativo e você suspeita que seu (sua) parceiro(a) possa ter alguma doença venérea, procure um médico para receber orientações de como proceder.

Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.


O Artigo te Ajudou? Então nos Ajude Agora!
Se você achou este artigo informativo e útil, por favor, considere compartilhá-lo nas suas redes sociais. Cada compartilhamento não só ajuda outras pessoas a obterem informações de saúde de qualidade, mas também contribui significativamente para o crescimento do nosso site.
Temas relacionados
Teste HIV Exame HIV: janela imunológica, teste rápido, ELISA
Verruga plantar Verruga plantar (olho de peixe no pé): o que é e como tirar
Sifilis Sífilis: o que é, estágios, sintomas, VDRL e tratamento
hiv Principais sintomas do HIV e da AIDS
Pílula do dia seguinte Pílula do dia seguinte: como tomar e efeitos adversos
Tricomoníase Tricomoníase — Infecção pelo Trichomonas vaginalis
Dispareunia Dor durante o sexo – dispareunia e vaginismo
HPV Existe Cura ou Tratamento Para o Vírus HPV?
HPV HPV: o que é, sintomas, transmissão e tratamento
Pílula e câncer A pílula anticoncepcional causa ou previne câncer?
Vacina HPV Vacina contra HPV: eficácia e segurança
Sífilis Fotos: sífilis precoce e tardia [Atenção: imagens fortes]
Gonorreia Gonorreia: o que é, sintomas, transmissão e tratamento
Pilula e antibióticos Antibióticos Cortam o Efeito do Anticoncepcional?
Interações da pílula Interações entre remédios e anticoncepcionais
Contraceptivos de barreira - camisinha Contracepção de barreira: (contra gravidez e DST)
- Publicidade -
COMENTÁRIOS
Por favor, leia as regras do site antes de enviar a sua pergunta.

Deixe um comentário

81 comentários em “Camisinha masculina: como usar e taxa de eficácia”

  1. Há chances de engravidar com o uso da camisinha de maneira correta (sem que ela estoure, esteja furada, saia do pênis ou até mesmo vaze de alguma forma)?

    Responder
  2. gostaria de saber prevençao da camisinha correto pois so encontro falando preveni dst gravidez indesejavel qual e prevençao correta da camisinha

    Responder
  3. E se a camisa romper , perdemos o controlo da situaçao? haverá hipotese de nao darmos conta?
    E se meu namorado ejacular e continuar transando, nao parando na penetraçao, ha risco?

    Responder
    • Se romper o jeito é tomar a pílula do dia seguinte. Mas isso só previne gravidez, em relação à DST, não há nada a fazer.

      Quando a camisinha rompe, costuma ser bastante evidente.

      Responder
  4. numa relaçao sexual a ejaculação esta dentro do camisinha no ato sexual a camisinha sai e o liquido do preservativo misturado com esperma sai e escorre pela vagina tem como a mulher ficar gravido com o que esta dentro do preservativo a escorrer pela vagina da mulher?

    Responder
    • Sim, se houver contato com o sêmen, há risco de gravidez e de transmissão de DST, caso o homem esteja infectado com alguma.

      Responder
  5. Primeiramente saudações Doutor! Tenho visto neste site de muita importância onde as pessoas tem obtido muitas informações sobre DST’s. E fazendo uma pesquisa sobre o PRESERVATIVO mais conhecido como CAMISINHA descobri informações; uma vez mais estou aqui para saber a respeito e se essas informações são verdadeiras sobre a segurança da camisinha. É verdade que o vírus do HIV pode passar pelos os poros do preservativo? Esta afirmação é verdadeira de que “Este vírus é 450 vezes menor que o espermatozóide?” E que “Este pequeno vírus pode passar entre os poros do látex tão facilmente em um bom preservativo?”
    Aguardo por tua resposta e muito obrigado!

    Responder
    • A camisinha reduz o risco de transmissão do HIV em até 95%. Ela realmente não é 100% eficaz, mas o problema não o tamanho dos poros, mas sim o fato da camisinha ser frequentemente usada de forma errada. Ela pode estourar, sair, ficar frouxa, vazar…

      Responder
  6. Parabens pelo site.
    em caso de relacao com parceiro de sorologia desconhecida onde é usado camisinha do inicio ao fim, sem rompimento, pode ser considerado que a camisinha é realmente confiavel na prevencao de dst, principalmente hiv?
    obrigado

    Responder
    • Eu sou nefrologista. Sou muito especializado, não trabalho com medicina básica. O Brasil precisa de mais médicos generalistas e médicos de família.

      Responder
      • QUE PENINHA!!!
        Mas quero dizer que AMO seu site uso ele para estudar para concursos me ajuda. E MUITO!!!
        cada texto um reforço de aprendizado.
        Um abraço e obrigada!!

        Responder
  7. Doutor. A maioria das vezes quando faço sexo com minha namorada a camisinha sempre estoura, sempre coloco certinho e bem devagar pra ter segurança. Mas sempre quando estoura eu sinto que minha namorada estava sem lubrificação. Fica seco. sera isso o resultado da camisinha sempre estourar ?? terei que comprar sempre Lubrificador ?? Obrigado Doutor.

    Irei tirar outra duvida Doutor. Minha namorada e eu fizemos agora por ultimo sexo, e rompeu mais uma vez a camisinha, então ela tomou a PDS, ( pela 2 vez no ano) passou-se 1 semana e agora ela começou a tomar ant.conc. pra n termos mais esse perigo. Ultimamente os cabelos dela está caindo muito. sera efeito do Ant.conc ?? ou pq a PDS esta sobe efeito ?? Obrigado mais uma vez. GRATO.

    Responder
  8. Doutor Pedro Pinheiro,
    Durante um ato sexual, a camisinha saiu e ficou pendurada para fora da vagina, porém, eu não tinha ejaculado.
    Há o risco de gravidez?

    Responder
  9. Esse site é muito bom, entrei pra ver uma coisinha ja to aqui lendo e lendo tem uma hora.
    Parabens ao Autor, a informação e conhecimento devem ser sempre compartilhados em prol do bem !

    Responder
  10. ao ejacular vazou um pouco de semen por debaixo do elastico, chegando ate aparte superior, mesmo nao tendo contato direto , pode ter sido uma situação de risco para alguma dst?

    Responder
  11. se eu usei camisinha eu corro algum risco de está gravida ?
    e ocorreu saguamentos uma semana e depois venho minha mestruação normal

    Responder
  12. Acho muito positiva a disponibilidade para responder a dúvidas aqui, desde já obrigado.
    A minha dúvida é: qual o risco de uma pré ejaculação vazar com o penis erecto num preservativo bem posto que continua a penetração até a ejaculação final? (ou uma ejaculação pequena, se quiser chamar assim…não foi liquido seminal mas também não foi ejaculação final propriamente dita).
    Mais uma vez obrigado pela atenção

    Responder
  13. bom adoreii as dicas mais pode tirar uma duvida minha
    se você teve relações sexuais e sem querer o penis saiu
    e a camisinha ficou e depois de 1 hora que viu e retirou tomou banho
    a mulher pode estar gravida ???

    Responder
  14. gostei muito do site, parabens!
    no meu caso, sou portadora do vírus e descobri bem antecipadamente, tomo meus remédios, tenho hábitos saudáveis, na verdade fui infectada através de agulha contaminada, sou profissional de sáude, 3 meses depois o diagnostico, mas a 11 anos me relaciono com meu marido e a seis tenho o vírus, sempre usamos camisinha apesar de um acidente a três anos, a camisinha estourou, mas até hj ele mantém exames,  negativos, amo demais meu marido, mas meu grande sonho é ter um filho e ele não quer agora, isso já faz dois anos, sempre esperando a melhor condição, q nunca chega, decidi tentar eu mesma, então, tivemos relação no meu período fértil de camisinha, dez minutos depois ele saiu do quarto, foi quando coloquei o esperma dele dentro de mim, existe chance de engravidar ? pois se eu falar com ele sobre ter um filho, ele não vai aceitar, so posso tentar desta forma, já q não posso tirar a camisinha!

    Responder
    • aff vc é louca menina, filho é coisa seria e tem que ser planejado pelos 2, sem contar que você sendo portadora poderá passar para o bebe durante a gestação !

      Responder
  15. Doutor fiz sexo com minha namorada usando uma camisinha com espermicida, mas ao mudarmos de posição ela se soltou, e nem percebemos, ejaculei dentro da vagina, logo após o ato compramos a pilula do dia seguinte (menos de 20 minutos) elá tomou a pilula corretamente, gostaria de saber qual a possibilidade de minha namorada estar gravida ? e pelo fato de ter utilizado uma camisinha com espermicida previamente, minimiza as chances de uma gravidez ? 

    Responder
  16. Eu é o meu namorado tivemos relações sexuais, durante o acto ele sentiu os testículos molhados, mas estávamos usando preservativo, será que esse liquido pode ser liquido seminal, (pois ele não teve ejaculação), ou poderá ser apenas secreções vaginais ou suor ??
    e se for liquido seminal, poderei estar grávida ??

    Responder
  17. Eu e meu namorado temos relaçoes sexuais a pouco tempo, minha mae nao sabe por isso fica dificil de ir ao ginecologista para se orientar, voce acha que se usar so o preservativo de modo correto eu corro o risco de engraviar…ou devo tomar outra precauçao..

    Responder
  18. doutor. e o seguinte eu sai com uma mulher e a camisinha estorou e dei a pirula do dia seguinte, e desconfiei dela. no outro dia fui fazer o exame de HIV mais me surgiu uma duvida que gostaria muito que voce me ajudasse como eu fiz o ato sexual em um dia e o exame no outro dia a tarde. se ela estivesse com o virus e me contaminasse, ja sairia nesse exame? ja que foi recente demais ou eu teria
     que esperar mais alguns dias para poder fazer os exames?

    Responder
  19.  BOA NOITE EU DESCOBRI QUE MEU NAMORADO É PORTADOR DO HIV  MAS NUNCA TRANSEI COM ELE  ATÉ AGORA SÓ NOS BEJAMOS EU POSSO TER CONTRAIDO , QUAIS SÃO AS PRECAUÇÃO QUE DEVO TOMAR ???  ME  AJUDEM  EUA  AMO  ELE  E NÃO QUERO PERDE-LO MAS ESTOU COM MUITO MEDO !!!!

    Responder
  20. oi Dr eu estou com um tipo de espinha na cabeca do penis isso podeser o que pode ser doenca ou pode ser nada por favor me ajuda

    Responder
  21. Se a camisinha estoura no meio da relação, e eu continuo pq eu nao sabia que estorou, tem muito risco da transmissao do HIV para o homem ?

    Responder
    • Aos dois. O interesse deve ser mútuo. Obviamente, a mulher é quem engravida e no final acaba sendo a mais prejudicada se houver uma gravidez indesejada. As doenças sexualmente transmissível também passam mais facilmente do homem para a mulher do que da mulher para o homem, o que é mais um motivo para a mulher bater o pé em relação ao preservativo.

      Responder
  22. Dr. com relação ao seguinte trecho: “Ainda assim, a camisinha é um excelente método de proteção. Um trabalho
    de 2001 acompanhou 587 destes casais e demonstrou que em apenas onze
    deles o(a) parceiro(a) acabou se infectando. Veja bem, estamos falando
    de pessoas que mantiveram relações sexuais frequentes com parceiros
    infectados.”

    Eu mantive uma relação sorodiscordante por 7 meses e sempre utilizamos preservativos, inclusive o feminino, mas fiquei preocupado com este dado. Sabes me informar por que esses 11 casais teve contaminação? Por acaso não utilizaram preservativo ou estourou?

    Desde já agradeço. Muito obrigado!!!

    Responder
  23. Dr. tentei achar alguma explicação na internet que sanasse a minha dúvida, mas não achei. No final da relação sexual, ao tirar a camisinha, é necessário ter cuidado extremo para que posteriormente não  tocamos no nosso pênis? Explico: Ao tirar a camisinha normalmente tocamos na parte externa dela  onde houve o contato com a vagina. É necessário ser “neurótico” nessa parte, por exemplo, lavar as mãos antes de pôr o pênis na cueca? 
    Obrigado.
    Anderson/Belo Horizonte

    Responder
    • O ideal é evitar contato do pênis com secreções genitais. Tire a camisinha com cuidado e lave o pênis e as mãos a seguir.

      Responder
  24. Dr. no caso da prática do sexo anal em que minha parceira quer fazer uso de lubrificante,

    esse pode comprometer a eficácia do preservativo??Outra dúvida: a prática do sexo oral sem camisinha pode facilitar a transmissão de dsts? Qual a recomendação? só com camisinha?Obrigado e parabéns pelo site,Pedro.

    Responder