Azitromicina [Bula simplificada]

Atualizado em
Comentários: 127

O que é a azitromicina?

A azitromicina (azitromicina di-hidratada) é um antibiótico da classe dos macrolídeos, usado frequentemente no tratamento das infecções respiratórias, doenças sexualmente transmissíveis, diarreias e outras doenças infecciosas.

A azitromicina é um antibiótico derivado da eritromicina, um macrolídeo mais antigo, que atualmente é pouco utilizado na prática médica, exceto em algumas pomadas e colírios. Hoje em dia, a claritromicina e a azitromicina são os antibióticos mais utilizados dessa classe.

A azitromicina tornou-se um antibiótico muito popular devido à sua confortável posologia, que costuma ser de apenas 1 comprimido diário por 3 a 5 dias. Há infecções, inclusive, que podem ser tratadas com uma dose única desse antibiótico.

Neste artigo abordaremos as principais indicações da azitromicina, suas interações, contraindicações e efeitos colaterais. Esse texto não aspira ser uma bula completa da azitromicina. Nosso objetivo é ser menos técnico que uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações práticas sobre este medicamento.

O que segue é um resumo das principais informações contidas em várias bulas publicadas por diferentes laboratórios farmacêuticos.

Para uma visão geral dos antibióticos mais usados na medicina, sugerimos a leitura de: Antibióticos – Tipos, resistência e indicações.

Para que serve a azitromicina

A azitromicina pode ser indicada para o tratamento das seguintes infecções:

Entre as bactérias comumente sensíveis à azitromicina podemos citar:

  • Bactérias aeróbicas e facultativas gram-positivas: Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, Streptococcus pneumoniae, Streptococcus pyogenes e Streptococcus viridans.
  • Bactérias aeróbicas e facultativas gram-negativas: Bordetella pertussis, Campylobacter jejuni, Haemophilus ducreyi, Haemophilus influenzae, Haemophilus parainfluenzae, Legionella pneumophila, Moraxella catarrhalis e Neisseria gonorrhoeae.
  • Anaeróbios: Clostridium perfringens, Peptostreptococcus spp. e Prevotella bivia.
  • Outras espécies: Borrelia burgdorferi, Chlamydia trachomatis, Chlamydophila pneumoniae, Mycoplasma pneumoniae, Treponema pallidum e Ureaplasma urealyticum.

A azitromicina serve para infecção urinária?

A azitromicina não é um antibiótico recomendado para tratar infecções do trato urinário (ITU) comuns. Um dos motivos para não ser a escolha ideal para ITU é que esse antibiótico atinge uma concentração baixa na urina, o que pode torná-lo ineficaz contra bactérias no trato urinário​. Além disso, azitromicina não é muito ativa conta a bactéria Escherichia coli, que é responsável por mais de 80% dos casos de infecção urinária.

Em relação ao trato urinário, a azitromicina só está indicada nas uretrites provocadas pela bactéria Chlamydia trachomatis e, em alguns casos, pela bactéria Neisseria gonorrhoeae.

Explicamos as uretrites no artigo: Uretrite: o que é, causas, sintomas e tratamento.

As melhores opções de tratamento da infecção urinária simples são discutidas no artigo: Remédios para infecção urinária – Tratamento da cistite.

Nomes comerciais

A azitromicina pode ser encontrada sob a forma genérica ou através dos vários nomes comerciais existentes no mercado. Entre as marcas mais comuns à venda nas farmácias no Brasil e em Portugal, podemos citar:

  • Astro.
  • Azi.
  • Azitrax Gu.
  • Azitrix.
  • Azitrolab.
  • Clindal Az.
  • Selimax Pulso.
  • Zitromax.
  • Zitromil.

Apresentações

A azitromicina di-hidratada pode ser encontrada em comprimidos de 500 mg ou 1000 mg. Existe também a forma em suspensão oral 40 mg/ml (200 mg/5ml, 600 mg/15ml ou 900 mg/22,5 ml).

Como tomar azitromicina em comprimido

A azitromicina pode ser tomada em jejum ou junto com a comida. O medicamento deve ser tomado apenas uma vez por dia.

Nos tratamentos com mais de um dia de duração, deve-se procurar tomar o antibiótico mais ou menos na mesma hora sempre. Se houver esquecimento, tome o comprimido assim que possível; se já estiver próximo da próxima dose, não é preciso tomar dois comprimidos.

Como qualquer medicamento, a azitromicina deve ser guardada em local seco e longe do calor. O banheiro não é um local apropriado para estocar medicamentos.

Caso haja qualquer reação alérgica, o medicamento deve ser interrompido e o médico que o prescreveu deve ser avisado.

Posologia recomendada para adultos

  • Sinusite: 500 mg por dia por 3 dias.
  • Clamídia: 1000 mg em dose única.
  • Pneumonia: 500 mg no primeiro dia, seguido por 250 mg por dia por 4 dias.
  • Cancro mole: 1000 mg em dose única.
  • Faringite: 500 mg no primeiro dia, seguido por 250 mg por dia por 4 dias.

Não é preciso correção da dose nos pacientes com insuficiência renal crônica.

A azitromicina é um antibiótico de longa ação e lenta liberação pelos tecidos. Cada dose de 1 grama mantém-se ativa por cerca de 70 horas, motivo pelo qual o tempo de tratamento costuma ser menor que a maioria dos antibióticos. Enquanto outros antibióticos precisam ser tomados por 10 a 14 dias, muitas vezes com posologia de 2 a 3 administrações diárias, o tempo máximo de azitromicina habitualmente prescrito é de 5 dias, com apenas uma dose diária.

Como tomar a azitromicina em suspensão oral

A azitromicina di-hidratada suspensão oral vem na forma de pó para reconstituição. Você deve sacudir bem o frasco antes de abri-lo para soltar qualquer pós que esteja grudado no fundo do frasco. Em seguida, adicione água filtrada (ou qualquer tipo de água própria para consumo) até a marca indicada no frasco. Tampe e sacuda novamente para diluir todo pó. A partir desse momento a solução está pronta para ser utilizada e não se deve mais acrescentar água.

Tanto o frasco de 600 mg quanto o de 900 mg formarão, após diluição com água, uma solução contendo 40 mg de Azitromicina para cada mililitro. Sendo assim, cada seringa de 5 ml que vem com o frasco comporta 200 mg de Azitromicina.

Se a dose desejada for de 500 mg, você deve tomar 2 seringas de 5 ml cheias, mais uma seringa cheia até metade (2,5 ml).

Posologia recomendada para crianças

A quantidade total de azitromicina que a criança deve tomar é baseada em seu peso, calculada como 30 mg do medicamento para cada kg de peso da criança. Ou seja, uma criança de 20 kg tomará uma dose total de 600 mg de azitromicina.

Existem diferentes maneiras de administrar essa quantidade total:

  1. Esquema de 3 dias: a criança toma uma dose de 10 mg/kg uma vez por dia, durante 3 dias consecutivos.
  2. Esquema de 5 dias: no primeiro dia, a criança toma 10 mg/kg. Do segundo ao quinto dia, toma 5 mg/kg uma vez por dia.
  3. Tratamento de otite média aguda: para tratar otite média aguda, pode-se dar à criança uma dose única de 30 mg/kg.

Faringite estreptocócica – Regimes de 3 e 5 dias
Doses calculadas considerando o regime de dose de 10mg/kg/dia

PesoEsquema de 3 diasEsquema de 5 diasFrasco
< 15 kg10 mg/kg em dose única diária, durante 3 dias.10 mg/kg no 1º dia, seguido por 5 mg/kg durante 4 dias, administrados em dose única diária.600 mg
15-25 kg200 mg (5 mL) em dose única diária, durante 3 dias.200 mg (5 mL) no 1º dia, seguidos por 100 mg (2,5 mL) durante 4 dias, administrados em dose única diária.600 mg
26-35 kg300 mg (7,5 mL) em dose única diária, durante 3 dias.300 mg (7,5 mL) no 1º dia, seguidos por 150 mg (3,75 mL) durante 4 dias, administrados em dose única diária.900 mg
36-45 kg400 mg (10 mL) em dose única diária, durante 3 dias.400 mg (10 mL) no 1º dia, seguidos por 200 mg (5 mL) durante 4 dias, administrados em dose única diária.1200 mg (2 frascos de 600 mg)
Acima de 45 kgDose igual ao dos adultos.Dose igual ao dos adultos.1500 mg (1 frasco de 900 mg + 1 frasco de 600 mg)

Efeitos colaterais e contraindicações

A azitromicina é um medicamento muito seguro, com baixas taxas de efeitos colaterais graves. Náuseas, vômito, cólicas e diarreia são os efeitos mais comuns e ocorrem em aproximadamente 5-10% dos casos. Estes sintomas gastrointestinais são mais comuns quando se administram doses maiores ou iguais a 1 grama por dia.

A azitromicina não deve ser usada em pacientes com problemas hepáticos, principalmente hepatite ou cirrose, pois é uma droga que pode ser tóxica para o fígado. A azitromicina também não deve ser usada em pacientes com Miastenia Gravis.

Apesar de não haver comprovação de que haja risco de malformações, a azitromicina não costuma ser indicada durante a gravidez, uma vez que não há estudos que demostrem inequivocamente sua segurança nesta população. Também deve-se evitar esse antibiótico durante o aleitamento materno.

Interações medicamentosas

Os seguintes fármacos apresentam interações com a azitromicina (a lista abaixo não é completa, há muitas outras drogas que podem sofrer interação):

  • Amiodarona: aumenta o risco de toxicidade pela amiodarona.
  • Antiácidos: reduz a eficácia da azitromicina.
  • Ciclosporina: aumenta o risco de toxicidade pela ciclosporina.
  • Hidroxicloroquina: aumenta o risco de arritmias cardíacas.
  • Tacrolimo: aumenta o risco de toxicidade pelo tacrolimo.
  • Digoxina: aumenta o risco de toxicidade pela digoxina.
  • Nelfinavir: aumenta o risco de toxicidade pela azitromicina.
  • Varfarina: potencializa a ação anticoagulante da varfarina.
  • Atorvastatina: aumenta o risco de lesão muscular (rabdomiólise).

Azitromicina corta o efeito da pílula anticoncepcional?

Não, a azitromicina não interfere nem corta o efeito dos anticoncepcionais hormonais, sejam na forma de pílula, adesivo, injeção ou implante. A minipílula e a pílula do dia seguinte também não sofrem interferências.

Se você quiser conhecer quais são os antibióticos que podem cortar os efeitos dos anticoncepcionais, leia: Antibióticos Cortam o Efeito dos Anticoncepcionais?

Azitromicina ajuda no tratamento da Covid-19?

Não há evidências de que a azitromicina seja útil no tratamento de infecções virais, incluindo a covid-19. Um pequeno estudo com relevantes falhas metodológicas sugeriu que a associação de azitromicina com hidroxicloroquina poderia ser benéfica, mas esse resultado nunca foi reproduzido por estudos maiores e mais bem desenhados.

É importante destacar que a associação de azitromicina com hidroxicloroquina aumenta o risco de arritmias cardíacas porque os dois fármacos podem prolongar o intervalo QT (tempo de despolarização e repolarização do ventrículo cardíaco).

A azitromicina pode ser utilizada nos pacientes com Covid-19 que apresentam infecção respiratória bacteriana como complicação da infecção viral inicial, como uma pneumonia.


Referências


Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.


O Artigo te Ajudou? Então nos Ajude Agora!
Se você achou este artigo informativo e útil, por favor, considere compartilhá-lo nas suas redes sociais. Cada compartilhamento não só ajuda outras pessoas a obterem informações de saúde de qualidade, mas também contribui significativamente para o crescimento do nosso site.
Temas relacionados
Fosfomicina Fosfomicina trometamol: Bula simplificada
Foliculite Foliculite (barba, virilha, nádegas): o que é e como tratar
Vitamina A Vitamina A: para que serve, alimentos e carência
Bactérias Quais são as doenças causadas por bactérias?
Álcool e antibióticos Misturar antibióticos com álcool: qual é o risco?
Amoxicilina Amoxicilina (bula simples): para que serve e como tomar
Gonorreia Gonorreia: o que é, sintomas, transmissão e tratamento
Furúnculo Furúnculo: causas, locais comuns e tratamento
Pilula e antibióticos Antibióticos Cortam o Efeito do Anticoncepcional?
nitrofurantoína Nitrofurantoína (Macrodantina): para que serve e doses
Antibióticos Antibióticos: o que é, tipos e para que serve
Metronidazol Metronidazol (bula): pomada, comprimidos e creme
Bactrim Bactrim (sulfametoxazol-trimetoprima): Bula simplificada
Benzetacil Benzetacil (penicilina benzatina) – Bula simplificada
Rosácea Rosácea (acne rosácea): tipos, causas e tratamento
Hidradenite Hidradenite: sintomas, causas e tratamento
- Publicidade -
COMENTÁRIOS
Por favor, leia as regras do site antes de enviar a sua pergunta.

Deixe um comentário

127 comentários em “Azitromicina [Bula simplificada]”

  1. Gosto muito dessa página, conheci quando a minha irmã teve pancreatite no início do ano as matérias me ajudou a tirar muitas dúvidas, muito obrigada sucessos 👏👏👏

    Responder
  2. Olá Dr.
    Meu filho tem 10 anos e pesa 55.5kg, ele teve febre de 38.8 o médico não fez uma avaliação muito profunda apenas olhou sua garganta e disse que era infecção de garganta, receitou azitromicina 1000mg por 5 dias está correto?

    Responder
  3. Dr. Uma colega de trabalho disse que foi receitado para sinusite 5 dias de Azitromicina e numa consulta de rotina com médica ginecologista comentei O que estava sentindo ultimamente e ela disse que poderia tomar Azitromicina por 3 dias.
    *3 dias seria O correto, como descrito?

    Responder
    • Depende da doença a ser tratada e da dose de azitromicina prescrita por dia. Para sinusite aguda, 500 mg por 3 dias é o mais utilizado, mas 5 dias, com 500 mg no primeiro e 250 mg nos dias 2 a 5 também é uma posologia aceitável.

      Responder
    • Dependendo da causa da sua dor, a azitromicina pode não ser a melhor opção. Se for uma infecção urinária, por exemplo, a azitromicina não é uma boa opção de tratamento.

      Responder
  4. A médica me receitou a azitromicina di-hidratada 500mg , para tomar 1 dose diária por 7 dias, para pulmão congestionado, não achei na bula e na Internet essa dosagem. Será que está correta.

    Responder
  5. Dr. Mandei uma pergunta não sei se foi, então vou fazer de novo kkkkkkk. Minha filha tem 8 anos 41 kg. Está com a garganta inflamada e com placa. O médico receitou 5 dias de azitromicina 10 ml por dia. Está correto?

    Responder
  6. Boa noite gostaria de saber se eu posso dar azitromicina para minha filha, ela está muito gripada e com garganta inflamada, estou com um pouco de mal halito

    Ela tem 4 anos

    Responder
    • Azitromicina é antibiótico, só serve para tratar infecção de origem bacteriana, não trata infecções virais, como a gripe. Não se deve usar antibióticos sem prescrição médica, pois eles podem fazer mais mal que bem se forem mal indicados.

      Responder
    • Não é contraindicado, mas há interação farmacológica entre os dois medicamentos: a azitromicina pode aumentar a contração de sanguínea da risperidona e elevar o risco de arritmia cardíaca em alguns pacientes.

      Responder
  7. Minha médica indicou 28 cápsulas para tomar por uma semana é normal? Tenho que tomar de 6h/6h

    Devo tomar ou não e para tratamento de pneumonia?

    Responder
  8. O neurologisgista identificou sinusite em minha filha (6 anos, 20 kg), receitou um tratamento com azitromicina por 7 dias, 5 ml, 2 vezes ao dia. O problema é que a bula indica uma dose máxima de 1500 mg e se eu seguir a receita, ela tomará 2800 mg. Não estou querendo administrar.

    Responder
    • Está estranho mesmo. Dose máxima em crianças é 500 mg por dia por 3 dias (1500 mg no total). A dose correta da azitromicina para crianças é 10 mg/kg/dose. Uma criança de 20 kg deve tomar 200 mg por dia, por 3 dias.

      Responder
  9. O médico indicou que eu tomasse um comprimido a cada 12 horas para garganta enflamada, já tomei os 3 e vi em sites que a forma correta é tomar a cada 24 horas, o que devo fazer?

    Responder
  10. Meu filho tem 14 anos e o médico receitou o azitromicina 500 mg pra tomar um por dia por cinco dias , por conta de uma infecção na garganta está correto mesmo? Achei muito forte pra idade dele.

    Responder
    • Dose única de 2 gramas de azitromicina não é uma posologia comum. Qe eu me lembre, costuma ser indicada em doenças sexualmente transmissíveis, como gonorreia.

      Responder
  11. Dr Azitromicina é o melhor tratamento para bronquiectasia? Fui diagnosticada com essa doença e quero saber se existe antibióticos mais eficaz que não ataque o fígado. Obrigada

    Responder
    • A azitromicina não deve ser a primeira opção de tratamento para sífilis. O melhor antibiótico para sífilis é a penicilina benzatina.

      Responder
  12. Dr , tomei o Azitromicina errado também de 12h 12h, porém o tratamento era de 5 dias. Agora o que eu faço tomei 3 comprido a cada 12h. O que devo fazer?
    Tomei em 20.10 14h00 e de madrugada as 02h00
    E hoje dia 21.10 as 14h

    Responder
    • Você tomou 3 comprimidos de 500 mg às 14h, depois mais 3 às 2h da manhã, e mais 3 de novo às 14h do dia seguinte? Isso é uma dose muito alta. Não tome mais nenhum comprimido e tente entrar em contato com o seu médico para ele te orientar. È possível que você tenha algum efeito gastrointestinal, como diarreia ou enjoos.

      Responder
  13. Qual a melhor posologia de Azitromicina para amigdalite bacteriana? O médio me prescreveu para tomar durante 5 dias, porém estou em dúvida na quantidade para ser tomada. Diz na receita que é 500 mg no primeiro dia e 250mg nos quatro restantes. Essa é a maneira correta?

    Responder
    • Nenhuma. Nenhum antibiótico é para ser tomado de forma regular. Esse medicamento é para ser usado apenas em caso de infecção por bactéria sensível à azitromicina.

      Responder
  14. Gostaria de esclarecer uma dúvida. Para a eliminação de clamidia a azitromicina pode ser administrada em 500 mg por dia durante 5 dias de tratamento? ou apenas numa dose única de 1000mg num só dia? é que a minha medica receitou-me 500mg x 5 dias. Qual dos dois tratamentos é o mais eficaz? Obrigado!

    Responder
    • A posologia preconizada para tratar clamídia é 1000 mg em dose única. Se o médico prescreveu de forma diferente, ele precisa dizer o motivo.

      Responder
    • Só se houver alguma infecção respiratória provocando uma agudização do quadro. A azitromicina em si não trata asma.

      Responder
  15. Boa noite! Tomei o azitromicina de forma errada de 12 em 12 hrs, por 2 dias. Por conta de uma infecção na garganta. Existe algum efeito colateral?

    Responder
  16. Claritromicina esqueci de dar pra meu filho tomar as 18:45 e tomou as 22hs, posso dar a próxima dose as 6:45, o horário correto?

    Responder
  17. Estou tomando azitromicina por indicação médica, claro, há 3 dias para garganta infeccionada e até agora nenhum efeito surtiu. Não consigo beber agua e nem comer, pois a dor é muito forte. Quando ficarei bom tomando esse antibiotico? Estou associando o uso dele ao nimesulida de 12 em 12h e premedisona.

    Responder
    • Já era pra ter tido alguma melhora. Se com 4 dias você não notar melhora, talvez seja necessário rever a escolha do antibiótico.

      Responder
  18. Foi-me recomendado o uso de Azitromicina 1g uma vez ao dia durante 3 dias. Achei uma dosagem muito alta. O que o Dr. me diz?

    Responder
    • Não tem problema, passe a usar esse novo horário agora. Tome o próximo comprimido 24 horas depois deste que você tomou errado.

      Responder
  19. Olá Dr. Foi-me disgnosticado uma amigdalite. Passaram-me azitromicina, e hoje tomei o terceiro comprimido(de três). Até a data não detetei melhoras. acha que devo contatar novamente o médico?
    Obrigado.
    David

    Responder
  20. Olá Dr. Meu dermatologista me passou Astro 500 mg 15 comprimidos para tomar 1 comp a cada 2 dias para tratamento da Acne. É normal essa posologia?

    Responder