9 de março de 2014

DOENÇAS CAUSADAS POR VÍRUS

 
137 COMPARTILHAMENTOS

Os vírus são agentes infecciosos microscópicos, sendo até 10.000 menores que a maioria das bactérias. São a estrutura biológica mais comum em nosso planeta, sendo mais numerosos que animais, plantas, fungos, parasitos e bactérias juntos.

Publicidade

Nem todos os vírus que existem são capazes de penetrar o organismo humano. Da mesma forma, nem todos os vírus presentes no nosso organismo são capazes de provocar doenças. Muitas vezes, um vírus capaz de infectar plantas ou bactérias é completamente inócuo para os seres humanos. O inverso também é possível, como o vírus da varíola, que é capaz de infectar humanos, mas não outros seres vivos.

Existem cerca de 21 famílias de vírus capazes de provocar doenças nos seres humanos. Uma mesma família pode ser responsável por diversas doenças diferentes, como é o caso da família Herpesviridae, composta por mais de 130 tipos de vírus, que podem provocar herpes simples, catapora, herpes zoster, mononucleose, sarcoma de Kaposi, exantema súbito, citomegalovirose, etc.

Neste artigo vamos explicar de forma rápida e resumida o que é um vírus, como ele causa danos aos seres humanos e quais são as principais doenças de origem viral.

Se quiser ler um artigo semelhante sobre bactérias, acesse:

O que é um vírus

vírus

Para a maioria da comunidade científica, os vírus não são considerados seres vivos. Na verdade, ele é um híbrido entre seres vivos e seres não-vivos, pois apresenta características de ambos. A justificativa para não considerá-lo um ser vivo vem do fato dos vírus não possuírem características celulares, serem incapazes de produzir sua própria energia, não crescerem, não se dividirem e serem completamente inertes no ambiente. Um vírus é basicamente uma pequena coleção de material genético (DNA ou RNA) envolto por uma cápsula de proteína.

Para que o vírus apresente algum sinal de atividade e se reproduza, ele precisa estar dentro da célula de algum ser vivo. Por isso, ele é considerado um parasito intracelular obrigatório. Fora do meio intracelular, um vírus é uma estrutura inanimada.

Como um vírus infecta uma célula

Para o vírus ser capaz de se multiplicar e provocar doenças é essencial que ele consiga penetrar dentro de alguma célula do nosso organismo. Esse processo nem sempre é simples.

Nossas células apresentam moléculas em sua superfície que agem como uma espécie de fechadura. Para que qualquer estrutura possa atravessar a parede celular é preciso ter uma “chave” que combine com a “fechadura” presente na superfície da célula. Células diferentes expressam “fechaduras” diferentes.

Portanto, para um vírus conseguir alcançar o interior de uma determinada célula, ele precisa apresentar em sua superfície uma molécula que sirva de “chave” para a “fechadura” daquela célula. Os vírus possuem diversas moléculas na sua superfície que agem como “chave”, como pode ser visto na ilustração acima. Se no nosso corpo não existir uma célula com uma  “fechadura” compatível com uma das “chaves” que o vírus possui, ele entrará no nosso corpo, não conseguirá penetrar em nenhuma célula e será facilmente removido pelo sistema imunológico.

Este fato explica porque alguns vírus são incapazes de infectar humanos, ficando restritos a vegetais ou outros animais. Essa mesma analogia explica porque alguns vírus só provocam infecções respiratórias enquanto outros só atacam o sistema gastrointestinal, o fígado ou o sistema nervoso. Logo, podemos concluir que os vírus não atacam as células que ele quiserem, eles só atacam as células que ele puderem.

Como um vírus causa doença

Os vírus são estruturas com uma única função: se reproduzir.

Uma vez dentro das células, o material genético do vírus (DNA ou RNA) é liberado e se mistura ao material genético da própria célula que o hospeda. Como isso, a célula hospedeira passa a receber ordens dos genes virais de forma a reproduzir proteínas do vírus, como uma máquina fotocopiadora. O que o vírus faz, portanto, é se aproveitar das organelas presentes nas células para produzir milhares de cópias suas. Um único vírus é capaz de dar origem a milhões de clones seus.

Quando o sistema imunológico detecta a presença de uma célula “sequestrada” por um vírus, ele a destrói, impedindo que a mesma continue a replicar o agente invasor. Imagine agora você com milhares de células infectadas e o seu sistema imunológico agindo desesperadamente, provocando um verdeiro genocídio celular, liberando grandes quantidades de enzimas, citocinas, hormônios, etc. É por isso que nos sentirmos mal quando um vírus nos ataca. Os sintomas de uma virose são provocados não só pela alteração de funcionamento celular induzido pelo vírus, mas principalmente pela resposta do sistema imunológico ao invasor.

Uma das principais formas de defesa do organismo contra viroses é uma substância chamada interferon. Quando um célula é invadida por um vírus, ela passa a produzir interferon, que age avisando outras células da existência do germe invasor. O interferon, além de alertar as células de defesa sobre presença de um vírus, também faz que as células ainda não infectadas do organismo se tornem mais difíceis de serem invadidas pelos milhões de vírus novos produzidos.

O interferon é uma substância muito importante para nossa proteção, porém, ele é responsável por diversos sintomas típicos das viroses, tais como cansaço, mal-estar, moleza, febre, dor no corpo, calafrios, etc.

Principais doenças de origem viral

Existem incontáveis doenças provocadas por vírus. Vamos citar agora algumas delas. Se você quiser informações mais detalhadas sobre as doenças listadas abaixo, acesse o link que estará ao lado de cada uma.

- Gripe: causada pelo vírus Influenza, provoca sintomas do trato respiratório. Existem vários tipos de gripe e de Influenza, como a gripe A (H1N1) e a gripe aviária (H5N1).

- Resfriado: causado por vários vírus diferentes, entre eles, Parainfluenza, Rinovírus, Adenovírus e Coronavírus. Também provoca sintomas do trato respiratório (leia: DIFERENÇAS ENTRE GRIPE E RESFRIADO).

- Mononucleose infecciosa: Provocada pelo vírus Epstein-Barr, causa dor de garganta, febre e aumento de gânglios no pescoço (leia: MONONUCLEOSE INFECCIOSA | DOENÇA DO BEIJO).

- Pneumonia viral: causada por vários vírus diferentes, entre eles, Influenza, Parainfluenza, vírus sincicial respiratório, Adenovírus, Coronavírus e Hantavírus, provoca um quadro de infecção pulmonar.

- Gastroenterite viral: causada por vários vírus diferentes, entre eles, Rotavírus, Norovírus, adenovírus entérico e Astrovírus, provoca um quadro de diarreia e vômitos (leia:VÔMITO E DIARREIA | Gastroenterite viral).

- Conjuntivite viral: causada principalmente pelo adenovírus, provoca olhos vermelhos, coceira e lacrimejamento (leia: CONJUNTIVITE).

- Herpes labial: causado pelo vírus herpes simples 1, provoca feridas nos lábios (leia: HERPES LABIAL).

- Herpes genital: causado pelo vírus herpes simples 2, é uma DST que provoca úlceras na região genital (leia: HERPES GENITAL).

- Varicela (catapora): causada pelo vírus Varicella-zoster, provoca febre e erupções na pele (leia: CATAPORA (varicela)).

- Herpes zoster: causada também pelo vírus Varicella-zoster, provoca vesículas dolorosas na pele (leia: HERPES ZOSTER).

- Rubéola: causada pelo vírus da rubéola, provoca febre e erupções na pele (leia: RUBÉOLA).

- Sarampo: causado pelo vírus do sarampo, também provoca febre e erupções na pele (leia: SARAMPO).

- Caxumba (parotidite infecciosa): causada pelo vírus da parotidite, provoca febre e inchaço das glândulas parótidas (leia: CAXUMBA (parotidite infecciosa)).

- Varíola: causada pelo vírus da varíola, é uma doença erradicada desde a década de 1970, que provocava erupções na pele.

- Dengue: causada pelo vírus da dengue e transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, provoca febre, dor nos olhos e dores pelo corpo (leia: DENGUE).

- Febre amarela: causada pelo vírus da febre amarela, também é transmitida por mosquitos e provoca febre, calafrios e dores pelo corpo (leia: FEBRE AMARELA).

- AIDS (SIDA): causado pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) é uma DST que leva à destruição do sistema imunológico (leia: SINTOMAS DA AIDS).

- Verrugas: causado pelo papilomavírus humano (HPV), provoca verrugas no corpo e na região genital (leia: VERRUGAS COMUNS E GENITAIS).

- Câncer do colo do útero: causado por alguns subtipos do papilomavírus humano (HPV), que é um vírus sexualmente transmissível (leia: HPV | CÂNCER DO COLO DO ÚTERO).

- Hepatite viral : Causada por diferentes tipos de vírus, provoca diferentes tipos de hepatite, como hepatite A, hepatite B e hepatite C (leia: O QUE É HEPATITE?).

- Poliomielite: causada pelo poliovírus, é uma virose que pode atacar o sistema nervoso, provocando paralisia.

- Raiva humana: provocada pelo vírus da raiva, é uma doença de elevada mortalidade, transmitida por mordidas de animais e que provoca grave lesão do sistema nervoso central (leia: RAIVA HUMANA).

- Citomegalovirose: provocada pelo citomegalovírus, causa um quadro parecido com mononucleose, com febre e aumento dos gânglios.

Publicidade
  • https://sites.google.com/site/humoramericano/ humorjean

    E porque algumas infecções virais adormecem no paciente para só depois acordarem, começarem a proliferação dos seus vírus e revelarem seus sintomas, independente da situação imunológica do paciente, como o caso da Aids?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Geralmente é pelo controle do sistema imunológico, como são o caso do vírus da herpes ou da catapora.

      • https://sites.google.com/site/humoramericano/ humorjean

        E quando ocorrem exceções é por um fator exógeno, ou pode ser um comportamento próprio do vírus?

        • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

          Geralmente é por características próprias do vírus.