Artigo atualizado em 09/05/2014

HEMOGRAMA | Entenda os seus resultados

O hemograma é uma das análises de sangue mais úteis e mais solicitadas na prática médica. Apesar de extremamente comum, esse é um exame que ainda causa muita confusão na população e até nos meios de comunicação. Algumas pessoas acham que todo exame de sangue é um hemograma, como se ambos os termos fossem sinônimos. Isto é um equívoco.

O exame de sangue não funciona como o antivírus do seu computador que faz automaticamente um rastreamento em toda a máquina à procura de algo errado. Quando o médico solicita uma coleta de sangue, ele precisa dizer para o laboratório o que pretende que seja analisado nesta amostra. No nosso sangue circulam várias substâncias que podem ser dosadas ou pesquisadas, como proteínas, anticorpos, células, eletrólitos (potássio, sódio, cálcio, magnésio, etc.), colesterol, hormônios, drogas e até bactérias ou vírus, em casos de infecção.

Se o médico quiser saber como andam os níveis de colesterol, ele precisa escrever no pedido que deseja uma dosagem do colesterol; se o objetivo for saber se a glicose do sangue anda controlada, solicita-se a dosagem da glicose sanguínea. O hemograma é solicitado quando o objetivo é ter informações sobre as células do sangue, nomeadamente, leucócitos, plaquetas e hemácias. Portanto, em um hemograma não é possível obter dados sobre o nível de colesterol, taxa de glicose, pesquisa de bactérias, pesquisa de drogas, teste para HIV, etc.

Neste texto vamos explicar que tipos de informações o exame de hemograma pode nos trazer. Para saber mais sobre outros exames de sangue, acesse os links abaixo.

Hemograma

No nosso sangue circulam três tipos básicos de células, todas produzidas na medula óssea. São estas células que estudamos através do hemograma:

- Hemácias (glóbulos vermelhos).
- Leucócitos (glóbulos brancos).
- Plaquetas.

Os atuais valores de referência do hemograma foram estabelecidos na década de 1960, após observação de vários indivíduos sem doenças. O considerado normal é, na verdade, os valores que ocorrem em 95% da população sadia. 5% das pessoas sem problemas médicos podem ter valores do hemograma fora da faixa de referência (2,5% um pouco abaixo e outros 2,5% um pouco acima). Portanto, pequenas variações para mais ou para menos não necessariamente indicam alguma doença. Obviamente, quanto mais afastado um resultado se encontra do valor de referência, maior a chance disto verdadeiramente representar alguma patologia.

Não vou me ater muito em valores específico, uma vez que os laboratórios atualmente fazem essa contagem automaticamente através de máquinas, e os valores de referência sempre vêm impressos nos resultados. Cada laboratório tem o seu valor de referência próprio e, em geral, são todos muito semelhantes.

A- ERITROGRAMA

O eritrograma é a primeira parte do hemograma. É o estudo dos glóbulos vermelhos, ou seja, das hemácias, também chamadas de eritrócitos.

Vejam esse exemplo fictício abaixo. Lembre-se que os valores de referência podem variar entre laboratórios.

Hemograma completo

Exemplo de Hemograma – Parte do eritrograma

Os três primeiros dados, contagem de hemácias, hemoglobina e hematócrito, são analisados em conjunto. Quando estão reduzidos, indicam anemia, isto é, baixo número de glóbulos vermelhos no sangue. Quando estão elevados indicam policitemia, que é o excesso de hemácias circulantes.

O hematócrito é o percentual do sangue que é ocupado pelas hemácias. Um hematócrito de 45% significa que 45% do sangue é compostos por hemácias. Os outros 55% são basicamente água e todas as outras substâncias diluídas. Pode-se notar, portanto, que praticamente metade do sangue é, na verdade, composto por células vermelhas.

Se por um lado a falta de hemácias prejudica o transporte de oxigênio, por outro, células vermelhas em excesso deixam o sangue muito espesso, atrapalhando seu fluxo e favorecendo a formação de coágulos.

A hemoglobina é uma molécula que fica dentro da hemácia. É a responsável pelo transporte de oxigênio. Na prática, a dosagem de hemoglobina acaba sendo a mais precisa na avaliação de uma anemia.

O volume globular médio (VGM) ou volume corpuscular médio (VCM), mede o tamanho das hemácias. Um VCM elevado indica hemácias macrocíticas, ou seja, hemácias grandes. VCM reduzidos indicam hemácias microcíticas, isto é, de tamanho diminuído.

Esse dado ajuda a diferenciar os vários tipos de anemia. Por exemplo, anemias por carência de ácido fólico cursam com hemácias grandes, enquanto que anemias por falta de ferro se apresentam com hemácias pequenas. Existem também as anemias com hemácias de tamanho normal.

Alcoolismo é uma causa de VCM aumentado (macrocitose) sem anemia.

O CHCM (concentração de hemoglobina corpuscular média) ou CHGM (concentração de hemoglobina globular média) avalia a concentração de hemoglobina dentro da hemácia.

O HCM (hemoglobina corpuscular média) ou HGM (hemoglobina globular média) é o peso da hemoglobina dentro das hemácias.

Os dois valores indicam basicamente a mesma coisa, a quantidade de hemoglobina nas hemácias. Quando as hemácias têm poucas hemoglobinas, elas são ditas hipocrômicas. Quando têm muitas, são hipercrômicas.

Assim como o VCM , o HCM e o CHCM também são usados para diferenciar os vários tipos de anemia.

O RDW é um índice que avalia a diferença de tamanho entre as hemácias. Quando este está elevado significa que existem muitas hemácias de tamanhos diferentes circulando. Isso pode indicar hemácias com problemas na sua morfologia. É muito comum RDW elevado, por exemplo, na carência de ferro, onde a falta deste elemento impede a formação da hemoglobina normal, levando à formação de uma hemácia de tamanho reduzido.

Excetuando-se o hematócrito e a hemoglobina, que são de fácil entendimento, os outros índices do eritrograma são mais complexos e pessoas sem formação médica dificilmente conseguirão interpretá-los de forma correta. É preciso conhecer bem todos os tipos de anemia para que esses dados possam ser úteis.

B- LEUCOGRAMA

O leucograma é a parte do hemograma que avalia os leucócitos. Estes são também conhecidos como série branca ou glóbulos brancos. São as células de defesa responsáveis por combater agentes invasores.

Os leucócitos são, na verdade, um grupo de diferentes células, com diferentes funções no sistema imune. Alguns leucócitos atacam diretamente o invasor, outros produzem anticorpos, outros apenas fazem a identificação, e assim por diante.

O valor normal dos leucócitos varia entre 4000 a 11000 células por microlitro (ou milímetros cúbicos)

Existem cinco tipos de leucócitos, cada um com suas particularidades, a saber:

1) Neutrófilos

O neutrófilo é o tipo de leucócito mais comum. Representa, em média, de 45% a 75% dos leucócitos circulantes. Os neutrófilos são especializados no combate a bactérias. Quando há uma infecção bacteriana, a medula óssea aumenta a sua produção, fazendo com que sua concentração sanguínea se eleve. Portanto, quando temos um aumento do número de leucócitos totais, causado basicamente pela elevação dos neutrófilos, estamos provavelmente diante de um quadro infeccioso bacteriano.

Os neutrófilos têm um tempo de vida de aproximadamente 24-48 horas. Por isso, assim que o processo infeccioso é controlado, a medula reduz a produção de novas células e seu níveis sanguíneos retornam rapidamente aos valores basais.

Neutrofilia = é o termo usado quando há um aumento do número de neutrófilos.
Neutropenia = é o termo usado quando há uma redução do número de neutrófilos.

2) Segmentados e bastões

Os  bastões são os neutrófilos jovens. Quando estamos infectados, a medula óssea aumenta rapidamente a produção de leucócitos e acaba por lançar na corrente sanguínea neutrófilos jovens recém-produzidos. A infecção deve ser controlada rapidamente, por isso, não há tempo para esperar que essas células fiquem maduras antes de lançá-las ao combate. Em uma guerra o exército não manda só os seus soldados mais experientes, ele manda aqueles que estão disponíveis.

Normalmente, apenas 4% a 5% dos neutrófilos circulantes são bastões. A presença de um percentual maior de células jovens é uma dica de que possa haver um processo infeccioso em curso.

No meio médico, quando o hemograma apresenta muitos bastões chamamos este achado de “desvio à esquerda”. Esta denominação deriva do fato dos laboratórios fazerem a listagem dos diferentes tipos de leucócitos colocando seus valores um ao lado do outro. Como os bastões costumam estar à esquerda na lista, quando há um aumento do seu número diz-se que há um desvio para a esquerda no hemograma. Portanto, se você ouvir o termo desvio à esquerda, significa apenas que há um aumento da produção de neutrófilos jovens.

Os neutrófilos segmentados são os neutrófilos maduros. Quando o paciente não está doente ou já está em fase final de doença, praticamente todos os neutrófilos são segmentados, ou seja, células maduras.

3) Linfócitos

Os linfócitos são o segundo tipo mais comum de glóbulos brancos. Representam de 15 a 45% dos leucócitos no sangue.

Os linfócitos são as principais linhas de defesa contra infecções por vírus e contra o surgimento de tumores. São eles também os responsáveis pela produção dos anticorpos.

Quando temos um processo viral em curso, é comum que o número de linfócitos aumente, às vezes, ultrapassando o número de neutrófilos e tornando-se o tipo de leucócito mais presente na circulação.

Os linfócitos são as células que fazem o reconhecimento de organismos estranhos, iniciando o processo de ativação do sistema imune. Os linfócitos são, por exemplo, as células que iniciam o processo de rejeição nos transplantes de órgãos (leia: SAIBA COMO FUNCIONA O TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS).

Os linfócitos também são as células atacadas pelo vírus HIV. Este é um dos motivos da AIDS (SIDA) causar imunossupressão e levar a quadros de infecções oportunistas.

Linfocitose = é o termo usado quando há um aumento do número de linfócitos.
Linfopenia = é o termo usado quando há redução do número de linfócitos.

Obs: linfócitos atípicos são um grupo de linfócitos com morfologia diferente, que podem ser encontrados no sangue. Geralmente surgem nos quadros de infecções por vírus, como mononucleose, gripe, dengue, catapora, etc. Além das infecções, algumas drogas e doenças auto-imunes, como lúpus, artrite reumatoide e síndrome de Guillain-Barré, também podem estimular o aparecimento de linfócitos atípicos. Atenção, linfócitos atípicos não têm nada a ver com câncer.

4) Monócitos

Os monócitos normalmente representam de 3 a 10% dos leucócitos circulantes. São ativados tanto em processos virais quanto bacterianos. Quando um tecido está sendo invadido por algum germe, o sistema imune encaminha os monócitos para o local infectado. Este se ativa, transformando-se em macrófago, uma célula capaz de “comer” micro-organismos invasores.

Os monócitos tipicamente se elevam nos casos de infecções, principalmente naquelas mais crônicas, como a tuberculose.

5) Eosinófilos

Os eosinófilos são os leucócitos responsáveis pelo combate de parasitas e pelo mecanismo da alergia. Apenas 1 a 5% dos leucócitos circulantes são eosinófilos.

O aumento de eosinófilos ocorre em pessoas alérgicas, asmáticas ou em casos de infecção intestinal por parasitas.

Eosinofilia =  é o termo usado quando há aumento do número de eosinófilos
Eosinopenia = é o termo usado quando há redução do número de eosinófilos

6) Basófilos

Os basófilos são o tipo menos comum de leucócitos no sangue. Representam de 0 a 2% dos glóbulos brancos. Sua elevação normalmente ocorre em processos alérgicos e estados de inflamação crônica.

Conclusão

Quando os leucócitos estão aumentados, damos o nome de leucocitose. Quando estão diminuídos chamamos de leucopenia. A leucocitose pode ser causada por uma linfocitose ou por uma neutrofilia, por exemplo. Já a leucopenia pode surgir devido a uma linfopenia ou neutropenia.

Quando notamos aumento ou redução dos valores dos leucócitos é importante ver qual das seis linhagens descritas anteriormente é a responsável por essa alteração. Como neutrófilos e linfócitos são os tipos mais comuns, estes geralmente são os responsáveis pelo aumento ou diminuição da concentração dos leucócitos.

Grandes elevações podem ocorrer nas leucemias, que nada mais é que o câncer dos leucócitos. Enquanto processos infecciosos podem elevar os leucócitos até 20.000-30.000 células/mm3, na leucemia estes valores ultrapassam facilmente as 50.000 cel/mm3.

As leucopenias normalmente ocorrem por lesões na medula óssea. Podem ser por quimioterapia, por drogas, por invasão de células cancerígenas ou por invasão por micro-organismos.

C- PLAQUETAS

As plaquetas são fragmentos de células responsáveis pelo início do processo de coagulação. Quando um tecido de qualquer vaso sanguíneo é lesado, o organismo rapidamente encaminha as plaquetas ao local da lesão. As plaquetas se agrupam e formam um trombo, uma espécie de rolha ou tampão, que imediatamente estanca o sangramento. Graças à ação das plaquetas, o organismo tem tempo de reparar os tecido lesados sem que haja muita perda de sangue.

O valor normal das plaquetas varia entre 150.000 a 450.000 por microlitro (uL). Porém, até valores próximos de 50.000, o organismo não apresenta dificuldades em iniciar a coagulação.

Quando os valores se encontram abaixo das 10.000 plaquetas/uL há risco de morte, uma vez que pode haver sangramentos espontâneos.

Trombocitopenia é como chamamos a redução da concentração de plaquetas no sangue. Trombocitose é o aumento.

A dosagem de plaquetas é importante antes de cirurgias e para avaliar quadros de sangramentos sem causa definida.

Considerações finais

Quando temos redução de duas das três linhagens de células do sangue, chamamos de bicitopenia. Quando os três tipos de células estão reduzidos, damos o nome de pancitopenia. Doenças que cursam com inflamação crônica, como o lúpus, por exemplo, podem se apresentar com redução de uma, duas ou das três linhagens. Na verdade, qualquer agressão à medula óssea, seja por medicamentos, infecções ou doenças, pode causar diminuição da produção das células do sangue.

Não é preciso nenhuma preparação, nem estar em jejum, para se colher sangue para o hemograma.

O termo hemograma completo é apenas um preciosismo, já que não existe hemograma incompleto. Se o médico quiser apenas saber o valor do hematócrito e da hemoglobina, ele solicita um eritrograma. Se quiser ver apenas o valor dos leucócitos, é só pedir um leucograma. Se o alvo for apenas as plaquetas, solicita-se um plaquetograma. Quando se pede um hemograma, está implícito que o médico quer a avaliação das três linhagens (hemácias, leucócitos e plaquetas).

Vérsion en español: HEMOGRAMA | Valores Normales

Publicidade
  • Tony Madureira

    Olá Dr,

    Espectacular!!
    O Dr. explica de uma maneira “facilmente” compreensível para cidadão comum.

    Obrigado.

    Abraço

  • Ale

    esta explicação foi bem didática………..abraços!!!!

  • Sara Neves – Blog Normal, mas nem tanto…

    Parabéns, o blog é bom demais!!!

    Muitíssimo esclarecedor!

  • Anibal

    SANTA INTERNET ! Quando é que um simples mortal poderia ter acesso a informações assim, se não fosse pela internet ?

    Desconfio que uma parte considerável dos médicos não têm esse conhecimento na ponta da língua :(

  • Anonymous

    Obrigada, as informações foram ótimas, me informaram de forma clara e objetiva, parabéns e obrigada.

  • Anonymous

    Parabéns! Muito bom e elucidativo para leigos. Ao menos, já vamos os médico sabando mais ou menos o que vir de diagnóstico.

    Obrigado.

  • the.penelope

    Adorei a aula. Sou estudante de enfermagem, e tenho um seminário a apresentar. Me ajudou muito.
    Obrigada.

  • Carlinhos

    Shou de bola é bem esclarece3dor sem termos tecnicos e sim linguagem formal

  • ademar

    muito bom este blog parabens.

  • Anonymous

    Muito bom !!!!Linguagem ótima , muito esclarecedor !!!

  • Anonymous

    Perfeito…..simplesmente perfeito, sou portadora de grave doença, se meu médico me desse este tipo de explicação acho que eu seria uma pessoa menos ansiosa, menos assustada…..

    Muito obrigadu mesmo

  • samanta

    “QUE BLOG É ESSE?” melhor impossível,adorei! obrigado!!

  • JUNIOR

    sou farmaceutico bioquimico e esse material foi muito esclarecedor e muito importante para leigos afim de saber mais sobre o hemograma muito bom parabens…

  • http://vandicleiacarvalho.blogspot.com/ Vandi

    Obrigada,
    Você me ajudou bastante….

  • Anonymous

    eritrocitos na urina – should I see my doctor?

    Fiona

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Sim. Principalmente se vc não estava menstruada na época do exame.

  • Lins Recife-PE

    Muiiiiiiiiiiiito bom, Maravilhoso, Parabens.

  • Aldemar Costa de Queiroz

    As orientações são bem compreensíveis e de fácil entendimento com o público em geral.
    Obrigado
    EnfºAldemar

  • Anonymous

    Esse conteúdo é de suma importancia para as pessoas,e de fácil acesso.

  • Anonymous

    Muito bom….mesmo!!!
    Parabéns!!!

  • Anonymous

    Realmente fantásticas as exposições, claras de fácil entendimento ao leigo!
    Obrigado
    J.Carlos – jcsill@html.com

  • Cassia

    Dr. Parabéns!!!

    SIMPLISMENTE ESPETACULAR.!!!!

  • Déborah Almeida

    Perfeito. Muito obrigada or compartilhar seus conhecimentos conosco. Sempre fico de olho nos hemogramas, mas confesso que não entendia nada. Fico apenas comparando se os valores estão dentro dos previstos nos indicadores de referência….
    Forte abraço. Que Deus o abençoe sempre mais!!!

    Déborah Almeida

  • Anonymous

    MT bom msm fiz um hemograma hj e o médico diagnosticou dengue. Mas foi bom saber como e porque foi esse o diagnóstico.A esplicação a respeito da queda dos leucocitos e das plaquetas foram especialmente esclarecedoras.
    Parabéns

  • CEET

    Esse blog é maravilhoso. Estive recentemente com uns probleminhas e eu estava com algumas dúvidas em relação ao significado do meu hemograma e as explicações foram surpreendentes e esclarecedoras, até em função dos nódulos que tenho na tireóide, cujo exame (punção) já está marcado. Obrigada DR. e que Deu o abençoe hoje e sempre.

  • léia

    Parabéns , este blog é super Show , as informaçoes repassadas são facilmente entendidas e nos ajudam a esclarecer e entender melhor como funciona os resultados de exames de hemograma realizados através de seus valores referenciais.

  • Patrícia

    Dr. Pedro parabéns. Muito clara as explicações.
    Deus lhe abençoe por compartilhar com todos.

  • Anonymous

    sensacional blog informativo. Parabéns Dr. Se todas as pessoas procurassem estudar a análise do resultado de um hemograma, quem sabe o tratamento de um paciente portador de doenças hemoliticas seriam curadas em menor tempo. Sou Técnico de enfermagem, trabelhei em laboratório de anélises clinicas e adoro procurar interpretar resultados de hemogramas.
    Um abraço Dr. Fique com Deus. enoque Ferreira

  • Anonymous

    oBRIGADO, FORAM DE GRANDE IMPORTANCIA TODAS AS INFORMAÇÕES. Um grande abraço a todos e obrigado por tudo

  • Anonymous

    É esse tipo de informação que deixa a pessoa mais tranquila e com facilidade de entender o problema ao qual possa estar passando…inclusive, tirei minhas dúvidas…muito bom

  • Rick

    Dr., primeiramente parabéns pelo Blog. Poderia me esclarecer uma dúvida? Uma pessoa que tenha contraído o vírus HIV apresenta redução ou aumento no número de Linfócitos? Outra pergunta, o que seriam Linfócitos Atípicos?
    Desde já agradeço mto a atenção.
    Abraços!

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Geralmente o número de linfócitos cai na infecção aguda.

      linfócitos atípicos são linfócitos com alterações no citoplasma. Costumam aparecer em infecções virais, principalmente na mononucleose

  • Anonymous

    muito bom! vou visitar sempre!

  • marebrinca

    òtimo!!!Grande trabalho prestado deformagenerosa, simples e claro.
    Agradecida
    Marlene

  • Anonymous

    Parabens. visitarei sempre. Otimo conteudo.

  • Márcio

    A proposta desse blog é sensacional, obtemos muito conhecimento sobre o funcionamento do nosso corpo.
    Dr, gostaria de saber se é possível, no hemograma completo, pedir um exame mais minucioso sobre os linfócitos. A identificação da quantidade de cada tipo de linfócito na amostra(T, B, CD4, etc).
    Parabéns pelo Blog!

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      São exames diferentes. Não é no hemograma que se faz esta investigação. É à parte.

  • Anonymous

    Muito bom esse blog, gostei. Serviu para que eu pudesse tirar algumas dúvidas a respeito do resultado da dengue. Obrigado, visitarei sempre.

  • May

    Olá.
    Gostaria de saber se em um hemograma é possível detectar uma gravidez, ou
    somente quando esse resultado é solicitado.

    Agradeço a atenção e fico no aguardo.

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Não, hemograma é uma coisa, exame de BHCG (gravidez) é outra completamente diferente

  • Anonymous

    Parabéns pelas informações,nada tenho mais a dizer, sensacional. obrigado, continuarei neste site para me atualizar.
    Obrigado, Ribamar de São Luis-Maranhão.

  • Nélio Rêges Gonsalves

    Olá, Drº;

    Parabéns pelo seu blog, as informações nele contidas são de fácil entendimento (simples e esclarecedoras) e de grande valia (esclarecimento(s)) para utilidade pública. Obrigado !

  • Anonymous

    Parabéns, as informações são muito esclarecedoras e de grande importância para tds. obrigado

  • Anonymous

    De grande valia essas informaçoes!! parabéns por terem essa iniciativa de informar os leigos no assunto, que muitas vezes ficam sem saber o que realmente tem, quando pergunta ao seu medico continuam sem entendimento pela linguagem usada pelos medicos, precisamos de linguagem simples de facil entendimento!!grata Arecic

  • BRUNA C.

    Parabéns pelas informações..tudo muito bem explicado, de uma linguagem de fácil compreensão. Continue com seus post, nos ajuda muito.

    Forte abraço.

  • marcossvieirraAhotmail

    parabens, muito esclarecedor.

  • Anonymous

    Excelente, melhor artigo sobre o tema que encontrei na internet. Obrigado por compartilhar seus conhecimentos!

  • Anonymous

    Bom dia, olha nem em universidades, existe uma explicação, tão clara como essa. Parabéns, contribuiu muito. Agora gostaria de entender um pouco sobre desvio a esquerda.

    sem mais

    Jhessica V

  • Anonymous

    gostei bom de mais valeu!!!!!!!!

  • Anonymous

    Muito bom o blog!!

  • jorge wilson

    obrigado pela orientação.vejo que a orientação cura doenças abraços a tdos.jw do pará

  • Vera Coelho

    Parabéns a quem explicou….nos tratou de forma “comum” como leigos!!!! Obrigada!!!
    Vera /Campinas

  • Cynara

    Muito Boa Tarde Docs
    Depois de retornar com meus exames de sangue ao consultório, resolvi pesquisar na internet o significado do meu resultado e por sorte achei voces…
    Tenho fortes dores de cabeça e estomacais todos os dias e hoje apresentei os resultados para a médica, que disse não haver nada de errado!!!
    Tendo RDW 16,5%, LEUCÓCITOS 12300, SEGMENTADOS 10652, NEUTRÓFILOS 10650 E MONÓCITOS 258, além de uma DISCRETA ANISOCITOSE, achei muito estranho eu não ter nada !!!
    Pelo pouco que eu vi no site, acho melhor procurar um novo médico para conseguir um diagnóstico mais preciso…rs
    Abraços

  • Anonymous

    nunca tinha visto uma explicação tão boa. Por favor não acabem com o site nós agradecemos. Obrigado.

  • Cibele

    Gostei muito do Blog, as informações me foram muito úteis. Continuem com ele, aumentando, cada vez mais, o conhecimento da população.

  • Ana Claudia

    Gostei muito…tudo muito bem explicado. Isso é um grande passo para meus estudos.

  • celiane

    Adorei a explicação,me fez entender o exame de meu filho.

  • Deiver

    Parabéns pelo blog! Conteúdo bastante didático e explicativo.

  • Anonymous

    Muito bom o blog, parabéns, amei!

  • Jurema Guedes

    Deveriam existir mais pessoas como vc…
    Fiz 5 anos de faculdade de enfermagem.
    E nunca tive uma aula tão boa quanto essa, de forma simples e esclarecedora.
    Obrigada. Enfª jurema Guedes

  • Anonymous

    Gostei muito das “traduçoes” feitas por esse ótimo médico!!!!! obrigado!!!!

    Marco de Sá, Rio de Janeiro

  • Anonymous

    Adorei as explicações. Agora é só apresentar o resultado do meu exame para o médico e esperar o diagnóstico. Daí vou saber se entendi mesmo!!! rsrsrs Obrigada.

    Cleuza, Araras-SP.

  • Anonymous

    Parabéns pelo site. Sou médico e, além de aprender algo a mais, vejo uma maneira clara de explicar alguns tópicos aos meus pacientes, de maneira simples e de fácil compreensão.

  • Anonymous

    Muito bom, esclareci todas as minhas duvidas!
    Fiquei mais tranquila, com o resultado do meu exame….
    Parabéns

  • wagner de bh

    obrigado por nós esclarecer,me ajudou muito.

  • Anonymous

    Muito bom, uma lignuagem clara e de fácil compreensão, e de brinde um médico disponível para responder as nossas perguntas, tá bom demaiss … que nunca se acabe meu deus esse site .. parabens ..

  • Anonymous

    Parabens! pelo blog doutores,parabens mesmo!!!!!

  • Anonymous

    Gostei mto desse material, mto obrigado

  • Rodriggosouzza

    muito boa postagem. fácil entendimento e uma didática incrível. grande abraço aos médicos e a todos que fazem deste portal um local de aprendizado.

  • Edna cristina

    muito boa esta página!!

  • Lucienemoreno22

    Muito esclarecedor , Obrigada !

  • Adriano silvestre soares

    eu adriano silestre soaress no último dia seis de novembro  2011 fiz um transplante de rim quanto tempo leva a creatianian normaliza o seu valor.

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Nem sempre normaliza. Com 2 meses a creatinina já deve estar estável.

  • Anonimo

    Fica explicito o nivel de THC , tabaco e alcool contidos no sangue com este exame ?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não

  • Ciro de araujo

    bastante esclarecedor, muito obrigado. Você deveria trabalhar em SP.
     rsrsrsrsrsr

  • Edilzacarvalho

    quero parabenizar pór todos esclarecimentos,obrigado,que deus continue lhes dando sabedoria.

  • Neiane Oliveira

    Parabéns Dr. Pinheiro, ajudou-me bastante a entender o hemograma de minha mãe!! Obrigada!!

  • cleide

    amei.. tirei todas minhas dúvidas. obrigada!

  • Anonymous

    parabens pela materia é minha primeira visita e recomendo ,mto obrigado

  • Eliane Parreiras

    Gostei.É a minha 1ª visita ao site.

  • Corina silva

    muito obrigada por me ajudar essa materia me esclareceu muitas duvidas

  • Jussara Marques2010

    bom dia meu nome é isis gostaria de saber se tiroide prejudica algo na gestaçao? estou gravida de 3 meses e minha medica disse que  estou com tiroide p/procurar um especialista.

  • Rosemary-cerqueira

    Oi, doutor1
      Minha mãe teve alta do hospital pela manhã  e oito horas depois foi internada em outro hospital , onde o médico   disse que a mesma  estava com infecção generalizada..
     
    Como isso é possível?
     

  • Edtojr

    Explica sem rodeios e com exatidão os termos. Já assisti algumas aulas a respeito + ela primeira vez entendi tudinho… Parabens

  • patricia

    claro e objetivo. Parabéns!

  • Marcos

    Parabéns. Extremamente esclarecedor.

  • Anonymous

    Mto esclarecedor…

  • Abadia

    muito bom tirou todas as minhas duvidas

  • Lccotrin

    muito obrigado doutor me ajudou muito!!! bem esclarecedor,parabens.

  • Jull_ana2005

    Parabéns muito bom esse site, agora dá para entender td do exame !! Obrigada

  • Alinepaty81

    Dr a vacina hn1 causa leucopenia?Por isso dá positivo no exame de hiv?

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Vacina contra o H1N1 não dá falso positivo no exame para HIV

  • Mathauz

    Muito Obrigado! nota 10! muito legal!

  • Carolima9812

    é normal ter mais linfocitos do que segmentados no hemograma? 52% de linfocitos (2600 mm3) e 39% de segmentados (1950 mm3). Leucocitos (5000 mm3). Obrigada

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Geralmente isso indica infecção viral.

  • Paulo

    DR. li a resposta abaixo e sempre tive mais linfocitos do que segmentados, sempre os linfocitos numa media entre 48 e 52% e os segmentados entre 38 e 45%. Isso indica baixa imunidade ou existe algum virus permanente em meu corpo?

  • Érica

    Estou com os leucocitos 2000, as plaquetas 122.000, CHCM 30.5, bastões 20 /ul, segmentados 920 /ul, monocitos 40/ul, hipocromia +,isso é normal?Obrigada!!!

  • katia viviane scherer

    olá
     segmentados 6.290, e neutrófilos 6.290 o que isso significa?
    grata

  • Loka Marciaforte

    doutor e normal a creatinina dar 0,98 e ureia 29mg para uma pessoa q bebe e fuma diariamente ???

  • ana lidia

    Amei suas explicações, muito detalhadas. Agora estou entendendo melhor meus exames. Obrigada

  • Eliana Bentancur

    Estava apavorada com o resultado dos exames de minha filha de 12 anos, o nível deLDH foi de 641 fiquei preocupada, pois estava com gripe e uma dor que parecia ser nos rins, fiz uma radiografia, mas não deu nada só achei esta taxa muito elevada, graças ao senhor fiquei mais aliviada e entendi todas as etapas de análise do resultado do exame dela. Muito obrigado. Eliana

  • Marilia-m-soares

    Está ILUCIDATIVO.  RESSALVA os VALORES dos EXAMES que podem VARIAR de  Laboratório/ Laboratório e ainda A  IMPORTANCIA e NECESSIDADE de serem ANALISADOS pelo SEU MÉDICO, porque os resultados podem variar de acordo com a MEDICAÇÃO PRESCRITA.ou por outros FATORES.

  • Fabio

    Excelente texto. Como já disseram abaixo, bastante elucidativo. Agora consigo entender melhor meu hemograma, pois antes eu realmente não compreendia bulhufas do que vinha nele…

  • Fabio oliveira

    pow cara até na internet vocês estão para nos ajudar muito obriga muito obrigado mesmo isso vai servir pra mim e pra minha familia de hoje por diante um abraço e que deus te abençoe e te der muita saude.

  • Adriano

    Muito obrigado me ajudou muito. Paz e saúde!!!!

  • Elienai_csnai

     ola amigo estou com duvidas sobre meu sumario de urina pois neles contem o seguinte resultado
    LEUCOCITOS……….. TRACO
    Urobilinogênio……….tracoo que esses resultados significa exatamente agradeço se me responderelienai_csnai@hotmail.com   Obg.

  • marise

    A respeito do C.H.C.M. ser 30.9  ( vlr ref.do lab.é 32 a 36) sugere anemia? este índice dectetado está perigoso?

  • Josy

    agradeço as informações, até então não entendia nada de hemograma completo, agora não tenho mais dúvidas…muito obrigada!

  • Bruna

    obrigado pela aula. Parabéns

  • Paula-hot

    Cara valeu mesmo brigadão até então,não entendia nada nada,sobre hemograma…..

  • evandro

    isto sim ,e´uma expicaçao seguindo de uma aula gratuita ,para no´s prevenir-nos contra estas pertubaçoes da vida no nosso corpo,seguindo de muitas outras doenças , e´quase que impossivel algue´n naõ ter algun tipo de pertubaçao no corpo. desde ja´muitissimo obrigado doutor. 

  • Cristiane

    meus parabéns ao dr  Pedro pinheiro que fez o artigo…muito claro e explicativo,foi de grande valia….

  • Sandra

    muito bom, obrigado

  • Kiagomes

    Dr. Pedro, admiro seu trabalho e a forma inteligente como tudo é explicado. Deus o abençoe e ilumine sempre. Amém!

  • Cléia

    Muito bom! Explica de forma clara,objetiva e simplificada.PERFEITO!

  • Gabriel

    Excelente artigo.

    Meu hemograma veio normal exceto pelo número de plaquetas, era 130.000…eu fiquei BASTANTE preocupado, achando que havia pego dengue hemorrágica ou algo pior, mas depois de ler o artigo dessa página tive um considerável conforto.

    Muito obrigado Doutor Pedro !

  • Tiago Argolo

    Cara, suas explicações facilitaram minha compreensão grandemente. Salvou minha prova, obrigado.

  • Rita de Cássia f. de Almeida

    Foi maravilhosa essa explicação, sobre as três linhagens no hemograma, de forma clara e simplificada.
       parabens.                                                                      
                         Rita de Cássia

  • Igorbasilva

    Fantastica a sua explicação!!! Ajuda bastante.

  • Marco Gonçalves

    Dr. Pedro, pelo Hemograma dá para o medico saber se a pessoa tem uma DST?? Pois tenho  dor a urina, mas a cultura da negativa e não tenho secreção.

    Muito obrigado por ajudar nos comentarios de muitas pessoas.

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Hemograma não serve para diagnosticar DST

  • Silviarcoverde

    Explicação perfeita. Obrigado pela clareza sem a necessidade de muitos termos tecnicos. Parabéns. Abraços.

     

  • Mariah Formigarinetto

    Dr Pedro, no hemograma mostra se tenho algum problema na tireoide?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não.

  • Celinoliver

    Nossa… muito legal, parabéns. Eu entendi tudo. Muito obrigado por doar um pouco de sua sabedoria! tudo de bom para você

  • johnny

    os meus segmentados ,neutroofilos,eosinofilos,e bastonetesestao baixos,o q significa,por favor pode me ajudar?

  • Patrícia

    Ótima didática, Dr. Pedro. Parabéns.

  • Maike

    Excelente matéria!

  • Anonymous

    Ola dr.
    primeiro kero parabenizar pelo seu blog.
    tudo bem explicado e facil de entender.
    entao keria soh sabe.uma coisa.
    fiz um hemograma a 1 semana atras.
    meus leucocitos entao dentro do normal e o resto tmvm.
    soh que meu linfocitos deram 18% em uma referencia de 20% a 40 %
    e meus neutrofilos e segmentados deram 73% em uma referencia de 40% a 76%
    o que pode ser essa variacao doutor?!
    obrigado!
    ass. leonardo sthunback

  • Gatinhu_lindu19

     Ola dr. primeiramete quero lhe parabenizar pelo site, esta muito bom mesmo e muito bem explicado.
    agora sobre mim dr, estou com uma duvida e uma aflição enorme sobre o meu hemograma que realizei a 1 semana atrás.
    meu leucocitos deram dentro da faixa de 7970 por ml
    e os outros também foram normais dentro do limite de referencia.
    porém me assutei com os meus linfócitos e meu neutrófilos segmentados
    que deram, os linfocitos 18% (referencia 20% a 50%)
    e meus neutrofilos aumentaram estão com 73% (referencia 40% a 76%)
    estou com 23 anos de idade. o que sera que pode ter causado isso Dr.
    esse valores são normais??
    Obrigado desde ja dr!
    Ass Leonardo Stanback

  • dirceu

    Ola dr. Pedro

    fiz uma hemograma onde estava tudo normal.

    somente os linfocitos deram baixos (18%) e os neutrofilos e segmentados deram bem altos (73%).

    portanto deu uma linfopenia com uma neutrofilia.

    o que isso pode ser doutor?

    Obrigado

  • Cyntia

    Dr.. Meu exame deu:

    SV: normocrômica, Normocítica

    e SB: Discreta neutrofilia relativa
    o que pode ser?

  • Gleika Daiana

    oi….eu fiz um leucograma e meus leucocitos estao 16.700 o que pode ser?

  • Marcio r marques

    fibrimialgia e doença de  crow tem alguma ligaçao?

  • Carlos Pereira

    DR…tenho os seguintes valores nos leucocitos…11.900  , Gran. Neutrofilos 53.6 ( 6378 ) , Gran. Eosifilos 5,6 ( 666 ) ; Gran.Basofilos 0,5 ( 60 ) , Linfócitos 32.2 ( 3832 ), Monocitos 8.1 ( 964 ) … a minha idade é 45 anos…segundo o que li aqui no site  posso ter algum tipo de infecção,,,estou certo ? devo preocupar-me ? repetir os exames ? obrigado e parabens pelo site.. Carlos Pereira

  • http://profile.yahoo.com/5PQ5QNFYTXGINNR372L2IOYN3E Carlos

    No meu Hemograma deu a taxa de Basófilos 1,5 % , e o normal seria entre 0 e 1. Será que tenho algo ruim?

  • Catiucia7

    minha filha de6 anos; fez examede sangueeo vcm deu93 hcm31chcm33 o q significa

  • Valcris17

    excelente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!