VASCULITES [inflamação dos vasos sanguíneos]

O que é vasculite?

Vasculite é o nome dado ao grupo de doenças que provocam inflamação dos vasos sanguíneos.  

A inflamação de uma artéria ou veia leva ao espessamento de sua parede, diminuindo o espaço para a circulação do sangue. Conforme esse espessamento progride, o vaso pode se fechar, cessando o fluxo sanguíneo por completo. Se não tratada a tempo, a vasculite leva à cicatrização, necrose e morte definitiva dos vasos acometidos e dos tecidos nutridos por eles.

Em alguns casos, as vasculites podem causar enfraquecimento da parede dos vasos, fazendo-os ceder à pressão do sangue, propiciando a formação de aneurismas. Também pode haver rotura do vaso inflamado, levando a quadros como AVC hemorrágico.

Tipos

As vasculites podem acometer qualquer tipo de artéria ou veia e lesar desde grandes vasos, como a artéria aorta, até vasos microscópicos, como as arteríolas dos olhos ou dos rins.

As causas ainda não estão totalmente esclarecidas, mas as vasculites são, em geral, processos mediados por defeitos no sistema imunológico, chamados doenças auto-imunes.

As vasculites podem ocorrer secundariamente a algumas doenças de origem auto-imune, tais como Lúpus e artrite reumatoide; infecções, como hepatite C, sífilis ou AIDS; ou como uma reação a certos tipos de medicamentos.

Existem também as vasculites primárias, ou seja, aquelas que ocorrem sem uma causa aparente e sem estarem associadas a nenhuma outra doença.

As vasculites podem ser dividas pelo tamanho dos vasos acometidos:

Vasculites de grandes vasos

São vasculites que afetam as grandes artérias do organismo, com preferência para a artéria aorta.

  • Arterite de Takayasu: vasculite que acomete grandes artérias, principalmente aquelas mais próximas do coração, como a artéria aorta e seus ramos.
  • Arterite temporal (arterite de células gigantes): Também acomete grandes artérias, principalmente a aorta e os vasos que nutrem a face.

Vasculite de médios e pequenos vasos

São vasculites que acometem vasos de tamanho médio e pequeno, poupando a artéria aorta. Podem ou não estar associada a outras doenças, como lúpus, hepatite, esclerodermia ou neoplasia.

As vasculites de médios e pequenos vasos mais comuns são:

  • Poliarterite nodosa.
  • Doença de Kawasaki.
  • Vasculite primária do sistema nervoso central (vasculite cerebral).
  • Tromboangeíte obliterante (doença de Buerger).

Vasculite de vasos pequenos e microscópicos

São as vasculites que acometem os pequeníssimos vasos dentro dos órgãos. Também podem ser primárias ou secundárias.

As principais vasculites de pequenos vasos são:

  • Vasculite de Churg-Strauss.
  • Púrpura de Henoch-Schönlein.
  • Granulomatose de Wegener.
  • Crioglobulinemia.
  • Doença de Behçet.
  • Poliangeíte microscópica.

Sintomas

O quadro clínico das vasculites depende do tamanho dos vasos inflamados e de quais órgãos são acometidos.

Alguns sintomas inespecíficos são comuns a todas as vasculites, entre eles podemos destacar:

  • Cansaço.
  • Mal estar.
  • Emagrecimento.
  • Dor abdominal.
  • Febre.
  • Dor nas articulações.
  • Perda do apetite.

Algumas vasculites acometem vasos que irrigam órgãos internos, como intestinos, cérebro, pulmão, baço, etc. Nesses casos, os sintomas variam de acordo com o local em sofrimento.

Frequentemente, as vasculites acometem vasos da pele, causando lesões que chamamos de púrpura. São sinais de sangramento no tecido subcutâneo, como pode ser visto na imagem abaixo.

Vasculite pés e mãos

As vasculites também acometem com frequência os vasos dos pulmões e dos rins. No primeiro, ela costuma causar quadro muito grave com hemorragia pulmonar e risco de insuficiência respiratória. Já nos rins as vasculites costumam estar associadas a lesões dos glomérulos renais, provocando glomerulonefrite e insuficiência renal aguda.

Outro sinal comum das vasculites é o acometimento dos nervos periféricos, o que causa dor e perda de sensibilidade nos membros.

As vasculites que atacam vasos de órgãos internos são as mais graves e podem levar ao óbito se não forem diagnosticadas e tratadas a tempo.

Diagnóstico

Através da história clínica e do exame físico é possível imaginar qual tipo de vasculite é mais provável. Identificar qual o tamanho de vaso acometido ajuda a excluir alguns tipos de doença e orienta na solicitação de exames complementares.

Análises de sangue com pesquisa de marcadores de doença autoimune como FAN (leia: O QUE É O FAN (FATOR ANTINUCLEAR) ?), ANCA, crioglobulinemias, complemento, etc. são muito úteis.

Radiografias de tórax para avaliação pulmonar e análises, como a dosagem da creatinina sanguínea para avaliar a função renal, também são necessários.

O exame mais importante é a biópsia, que pode ser da pele, do pulmão, do rim (leia: Biópsia renal) ou de qualquer outro tecido ou órgão que apresente evidências de lesão.

Tratamento

O tratamento depende do tipo e da presença ou não de uma causa identificável.

As vasculites que são causadas por drogas e que ficam restritas à pele costumam ser auto-limitadas. A simples suspensão do medicamento costuma ser suficiente. Em casos mais agressivos pode-se usar corticoides por um curto espaço de tempo.

Já as vasculites sistêmicas, ou seja, aquelas que acometem órgãos internos, são quadros graves e devem ser tratados agressivamente. O tratamento costuma ser com drogas imunossupressoras pesadas, como corticoides em doses elevadas, ciclofosfamida, azatioprina, micofenolato mofetil, rituximabe ou metotrexato.

Em casos mais dramáticos, o tratamento com plasmaférese costuma ser necessário.


Referências


RELACIONADOS

Regras para Comentários

Antes de comentar, clique no link a seguir para ler as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.
Perguntas fora das regras serão descartadas.

Deixe um comentário

44 comentários em “VASCULITES [inflamação dos vasos sanguíneos]”

  1. Boa tarde, Dr. Pedro!
    Tenho neuropatia periférica causada por vasculite. Tenho os pés dormentes e parte da perna esquerda. Qual o tratamento indicado? Moro no Rio de Janeiro.

    Responder
  2. Boa tarde Dr. Pedro!
    Meu marido tem 40 anos, é professor universitário. Está passando por tratamento na UTI de hospital na cidade de Montenegro no RS. Há 3 semanas atrás demos entrada no hospital após uma semana em que ele passou muito mal, pressão descontrolada, tontura, enjoo, dor de cabeça, até uma convulsão ao final da semana e entrada no hospital. Sedaram, entubaram e começaram os exames, foi constatada primeiramente uma quantidade de Sódio abaixo do normal em seu organismo, repuseram esse mineral e ao começar a sair da sedação parecia bem até que passou a apresentar uma sonolência, apatia e um pouco de febre, após ressonância foi constatada uma vasculite em seu cerebelo, aplicaram-lhe pulsoterapia com Metilprednisolona por 5 dias, nova ressonância mostrou melhora nessas inflamações, ele está agora acordado, começando a comer, respira muito bem sozinho, mas ainda não consegue falar, na mesma ressonância foi constatado o aparecimento de novos pontos de inflamação, o neuro resolveu aplicar mais pulsoterapia de 5 dias. Estão usando antibióticos também, na entrada no hospital ele aspirou vômito e começou uma pneumonia, que já está controlada. Contudo, ainda não sabem o porque dessa vasculite, se é infecciosa ou autoimune, estão investigando… caso seja descartada a causa infecciosa a reumatologista apresentou um outro tratamento que esqueci o nome, mas parece que funciona bem, só que traz uns efeitos colaterais chatinhos.
    Fico pensando, meu marido desde junho passa por um quadro depressivo após a perda da mãe e toma cerveja todas as noites, poderia ser o quadro depressivo e o estresse facilitadores para o aparecimento desse problema????????
    Muito obrigada pela atenção.

    Responder
    • Fatores de estresse podem, em alguns casos, serem o gatilho para doenças auto-imunes. Mas eles não são a causa da vasculite, apenas facilitam o seu surgimento.

      Responder
  3. Boa noite. Após alguns problemas pulmonares como pneumonia acompanhado de um derrame pleural, fui encaminhado a um pneumologista que através de uma biopsia transbroquica detectou uma vasculite pulmonar aguda, devido essa vasculite e outros fatores clinicos, o medico me diagnosticou com sindrome de churg-strauss. Gostaria de saber se essa vasculite pode ser o ponto chave para detectar essa sindrome e quanto tempo pode levar o tratamento. Desde ja agradeço.

    Responder
  4. Boa noite dr. Pedro. Vasculite tem cura? É possivel ter uma vida normal, com estudo, trabalho e relacionamentos?? Tenho muitas dúvidas. Agradeço a atenção.(ps: vou ao Reumato, mas a consulta ainda vai demorar). Agradeço a atenção.

    Responder
  5. Dr. Pedro meu pai constatou que esta com vasculite ha + ou – uns 6 meses. Qual especialista procura? Pq ja afetou o rim o pulmão agora o celebro. Nos ajuda?? Ele faz acompanhamento com a nefrologista e uma Hematologista mas não estamos vendo melhora.

    Responder
    • Depende da vasculite. Se há comprometimento do rim, o nefrologista é o especialista indicado.

      Responder
      • Como lhe falei a vasculite afetou o celebro do meu pai e deu um avc a 1 mes , agora se encontra em um estagio perdeu o movimento do direito teve quer retira um osso do celebro dele,qdo ia recolocar quer seria agora nessa semana constataram uma nova inflamação no celebro, esta super desamimado qual caminho tomamos? Nos ajudar meu pai esta a 1 mes na U.T.I.

        Responder
        • Lu, infelizmente não tem o que fazer de diferente. Vasculite cerebral é uma doença muito grave. Ele com certeza está sendo bem seguido. Sei que é difícil, mas tem que ter paciência.

  6. Dr. Pedro meu pai constatou que esta com vasculite ha + ou – uns 6 meses. Qual especialista procura? Pq ja afetou o rim o pulmão agora o celebro. Nos ajuda?? Ele faz acompanhamento com a nefrologista e uma Hematologista mas não estamos vendo melhora.

    Responder
    • Depende da vasculite. Se há comprometimento do rim, o nefrologista é o especialista indicado.

      Responder
  7. Olá Dr. Pedro estou tratando de uma vasculite crônica na perna. e estou tomando o prednizona 20mg á 5 meses. e a ferida já esta quase fechando. vou ter que tomar esse remédio ate a ferida se fechar ou não? tenho medo de dar algum problema no rim.

    Responder
    • Não sei por quanto tempo o seu médico prescreveu a prednisona. Mas não se preocupe que ela não faz mal aos rins.

      Responder
  8. dr:pedro minha mae tem vasculite leucocitoclástica, ela adquiriu depois que fez uma cirugia de hemoroidas isso pode ter causado e vasculite?

    Responder
  9. Olá Doutor, tem um menino que tem vasculite púrpura e está fazendo tratamento em Teresina Piaui, mas está cada vez mais agressiva a doença e muito caro o tratamento. Gostaria de saber qual o melhor lugar para fazer tratamento e quais os melhores procedimentos no caso dele?

    Responder
  10. Olá Doutor, tive uma vasculite cerebral grave, tenho Lúpus e tomo Ciclofosfamida a 9 meses já.. A minha pergunta é porque que minha dor de cabeça e minha vista não melhoram em 9 meses de tratamento? O neurologista que me acompanha me passou ASS 100 MG e Topiramato 100 MG, mais nada adianta .. Os outros médicos passam Escitalopram 20 MG e nada .. O que o senhor acha?

    Responder
    • A dor de cabeça não sei te dizer assim à distância, mas a vista pode ter sido por uma lesão irreversível causada pela vasculite.

      Responder
  11. Ola Dr. Fiz um Doppel, enquanto era realizado, a medica cometou que meus vasos eram muito finos que mal podia ver, assim ficava complicado realizar os exame.
    Eu tenho algumas vasos que os médicos classificam como ttelegentasias nas pernas, incham , sinto dor, já fui a 4 vascular, tomei aplicações, e piorou.
    Pode ser uma Vasculite ? Qual especialista devo procurar ?

    Responder
    • Não me parece que seja vasculite. De qualquer forma, você pode ir a um angiologista para ele lhe avaliar.

      Responder
  12. OI tive vasculite a dois anos atras, a doença nunca mais se manifestou. Isso quer dizer que eu estou curada ou ela pode voltar? e se eu quiser engravidar tem algum risco?

    Responder
    • 1- Nada garante que ela não possa voltar.
      2- Se você está livre de doença já há muito tempo, a princípio, não há problema em engravidar. Mas a opinião do reumatologista que a tratou seria interessante.

      Responder
  13. Boa tarde, Dr. fui diagnosticada a pouco com Sindrome de Behçet, estou com úlceras na vulva e na boca, porém acordei sentindo muita dor renal, pode estar relacionado com a doença? obs. tenho consulta agendada em dois dias, devo ir ao P.A devido essa dor renal ou posso esperar até minha consulta?

    Responder
    • Como você saber que a dor é no rim e não em alguma estrutura das costas? 99% das dores na região lombar não são do rim.

      Responder
  14. Dr.Eu tive vasculite a pouco tempo e ainda estou em tratamento , junto ao reumatologista . 

    Gostaria de saber se vasculite interfere no ciclo menstrual da mulher ?

    Responder
  15. Olá Dr!
    Gostei muito do seu blog!
    Tenho uma duvida. Eu tenho vasculite, mas os médicos não sabem qual.
    Hoje me trato só com um nefro, pq meus rins foram comprometidos, o Sr acha necessário o acompanhamento de um reumatologista junto?
    Obrigada
    Vivian Maria

    Responder