VARFARINA (Marevan,Varfine, Coumadin) | Controle do INR

Esse texto é para quem usa Varfarina, também conhecida como Warfarina, Marevan, Varfine ou Coumadin, um potente anticoagulante indicado habitualmente em pacientes com as seguintes patologias:

– Fibrilação atrial (fibrilhação auricular) (leia: FIBRILAÇÃO ATRIAL).
– Antecedentes de trombose ou embolia  (leia:  O QUE É TROMBOSE VENOSA PROFUNDA (TVP)).
– Válvulas cardíacas artificiais.

A Varfarina age inibindo os fatores da coagulação dependentes da vitamina K, fazendo com que o sangue fique mais “fino”. Na verdade, o seu efeito é diminuir a capacidade do sangue em coagular, reduzindo a possibilidade de formação de coágulos e trombos. (leia sobre AVE (acidente vascular encefálico)).

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

O controle é feito através de um exame chamado INR, que mostra o nível de anticoagulação do sangue. Um INR = 1 indica um sangue com coagulação normal. A maioria dos pacientes com as doenças citadas precisa manter o INR entre 2 e 4, um estado que reduz o risco de tromboses sem causar uma anticoagulação perigosa. Valores acima de 5 indicam anticoagulação excessiva e, a partir daí, quanto mais alto for o INR, maior é o risco de sangramentos espontâneos, inclusive de AVE hemorrágico.

Varfarina

Por isso, o controle do INR deve ser feito com grande rigor e os doentes que tomam Varfarina devem andar com alguma notificação para que, em caso de traumas ou emergência, a equipe médica possa saber que se trata de um paciente anticoagulado.

Medicamentos e alimentos que interagem com a varfarina

Vários alimentos e remédios interagem com a Varfarina, alguns inibindo-a e, consequentemente, favorecendo o surgimento de trombose, enquanto outros agem aumentando sua ação, elevando os riscos de sangramentos.

Portanto, se você toma Varfarina, anote esta lista de interações:

Drogas que podem potencializar a varfarina e aumentar o INR

Alopurinol.
Aspirina (leia: ASPIRINA | AAS | Indicações e efeitos colaterais).
Amiodarona.
Anti-inflamatórios (leia: AÇÃO E EFEITOS COLATERAIS DOS ANTI-INFLAMATÓRIOS).
Antibióticos da classe Cefalosporinas.
Antibióticos Macrolídios, como a azitromicina (leia: AZITROMICINA | Indicações e efeitos colaterais).
Cimetidina.
Ciprofloxacina (leia: INFORMAÇÕES SOBRE CIPROFLOXACINO).
Clofibrato.
Clopidogrel.
Corticóides (leia: PREDNISONA E CORTICÓIDES | Indicações e efeitos colaterais).
Disulfiram.
Eritromicina.
Estatinas (drogas que diminuem colesterol) (leia: ESTATINAS | Remédios para colesterol alto).
Esteroides anabolizantes (leia: ESTEROIDES ANABOLIZANTES – EFEITOS COLATERAIS).
Fluconazol (leia: INFORMAÇÕES SOBRE O FLUCONAZOL).
Fluorouracil (5-FU).
Fluoxetina (leia: ANTIDEPRESSIVOS: Escitalopram, Citalopram, Fluoxetina).
Hormônios tireoidianos.
Isoniazida.
Metronidazol.
Omeprazol.
Paracetamol.
Sulfametoxazol/trimetoprim (Bactrim).
Sertralina.
Tamoxifeno.
Tetraciclina.
Vacina para gripe.

Drogas que podem inibir a varfarina e diminuir o INR

Azatioprina.
Carbamazepina.
Griseofulvina.
Haloperidol.
Anticoncepcionais orais (leia: PÍLULA ANTICONCEPCIONAL | Interações medicamentosas).
Fenobarbital.
Rifampicina.
Vitamina K.
Sucralfato.
Drogas que bloqueiam a produção de hormônios tireoidiano.

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

Alimentos que podem inibir a varfarina e diminuir o INR – (Alimentos ricos em vitamina K)

Asparagus.
Brócolis.
Couve.
Repolho.
Couve-flor.
Espinafre.
Couve-de-bruxelas.
Grão-de-bico.
Soja.
Lentilha.
Alface.
Mostarda.
Nabo.
Beterraba.
Salsa.
Quiabo.
Coleslaw.
Chucrute.
Ervilha.
Aipo.
Feijão verde.
Fígado.
Agrião.
Abacate.
Azeite de oliva.
Mamão.

Remédios naturais que podem interagir com a varfarina

Ervas chinesas (várias delas agem, na dúvida não use).
Ginkgo biloba.
Camomila.
Salvia miltiorrhiza.
Garra-do-diabo (harpagophytum procumbens).
Tanacetum parthenium.
Feno-grego com boldo (peumus boldus).
Óleo de peixe.
Ginseng (panax ginseng).
Chá-verde (camellia sinensis).
Castanha da Índia (aesculus hippocastanum).
Erva de São João (hypericum perforatum).

O alcoolismo crônico aumenta a metabolização da Varfarina e diminui o INR. Alcoolismo agudo, inibe a metabolização e eleva o INR.

Esta lista não é definitiva. Vários outras drogas e alimentos interferem com a anticoagulação.

O perigo não está no uso concomitante de qualquer um dos alimentos ou drogas listadas. O problema costuma ocorrer no momento em que se inicia ou retira algum delas. Todo doente que usa Varfarina e inicia uma nova droga ou altera sua dieta deve dosar o INR com mais frequência para identificar flutuações perigosas do mesmo. Pode ser necessário reduzir o aumentar a dose da Varfarina para que o INR volte ao valor alvo.

Deixe um Comentário

Antes de comentar, leia as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Seu email não será publicado.

243 Comentários

  1. oscar fonseca

    Boa tarde sr.doutor,a minha mãe faz controlo de sangue,o INR está a 3,5 qual será o motivo de subir?quando ela andava controlada.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Geralmente é dieta ou medicamentos. Também pode ser que a dose ainda não tenha sido corretamente estabelecida.

  2. Ana Paula

    Boa tarde! Tenho mutação no gene da protrombina, faço uso de mareva desde 2011, tenho um fluxo menstrual muito forte, tenho anemia por esse motivo. Posso utilizar contraceptivo? O hemato diz que sim, o gineco diz que não… qual sua opinião sobre o assunto?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Anticoncepcionais hormonais favorecem o aparecimento de trombose. Eu também teria um certo receio de usá-lo. Porém, o especialista em distúrbios do sangue é o hematologista, se ele acha que é seguro, talvez você possa usar. À distância é difícil opinar.

  3. Maria Rosalina de Souza

    Olá doutor meu rni está 5,87,estou com varias manchas roxas por todo corpo,o que fazer?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      O INR tá alto, tem que entrar em contato com o seu médico imediatamente para ele acertar a dose.

  4. Lena Rosales

    Dr. acabei de pegar o exame da minha filha e o inr esta em 1,07, o que devemos fazer?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Isso é um INR normal. Ela não está anticoagulada.

  5. Sandra Queiroz

    Dr.Minha mãe ficou um dia sem tomar o Marevan,o que devemos fazer?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      É só voltar a tomá-lo corretamente.

  6. dino roberto m. silva

    Dr. saude , no caso de dengue o uso do xarelto por ter tido trombose é contra indicado?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      É perigoso, tem que conversar com o seu médico para avaliar a relação risco x benefício.

  7. Karina

    Boa noite dr.Faço uso de marevan a 7 meses por conta de um TEP. Agora me apareceram algumas manchas roxas nas pernas, o que pode ser?estou preocupada

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Tem que ver como anda o seu INR. Essas manchas roxas podem indicar excesso de anticoagulação.

  8. Cyraneide Ribeiro

    Quais são os alimentos que se pode comer quando está tomando o remédio Marevan?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      É mais fácil dizer os que não podem, como eu fiz no texto. A lista dos que podem é quase infinita.

  9. Mariana

    Dr. Pedro, estou tomando Marevan por conta de um TEP.
    Como estou com muita secreção no nariz, minha otorrino receitou Acetilcisteína… Posso tomar ou ela pode interferir com o Marevan?
    Obrigada.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      A princípio não parece haver interação. Nem o fabricante da varfarina nem da acetilcisteína relatam qualquer interação.

  10. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

    Não é normal, isso é sinal de que a anticoagulação foi excessiva.

  11. Aline Morena Paulino Garcia

    tomo marevan pq tenho uma válvula mecânica ,fiz exame de sangue ontem e deu o IRN 1 OQ EU POSSO FAZER PRA AUMENTAR PRA 2 ?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Tem que aumentar a dose. Mas não faça isso por conta própria, sem orientação médica.

  12. Aline Morena Paulino Garcia

    tomo marevan pq tenho uma válvula mecânica ,fiz exame de sangue ontem e deu o IRN 1 OQ EU POSSO FAZER PRA AUMENTAR PRA 2 ?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Tem que aumentar a dose. Mas não faça isso por conta própria, sem orientação médica.