Artigo atualizado em 23/11/2013

GRANULOMATOSE DE WEGENER

A granulomatose de Wegener é uma vasculite de origem auto-imune, ou seja, uma doença que cursa com uma inflamação difusa dos vasos sanguíneos do corpo, causada pela produção inapropriada de auto-anticorpos e que, em última análise, leva a uma restrição do fluxo sanguíneo nos órgãos afetados.

Se você não está familiarizado com os conceitos de doença auto-imune e vasculite, sugiro primeiro a leitura dos textos :
- DOENÇA AUTO-IMUNE.
- O QUE É UMA VASCULITE.

O que é a granulomatose de Wegener?

A granulomatose de Wegener é uma doença pouco comum, afetando 1 a cada 30.000 pessoas, que acomete todo o corpo, mas ataca principalmente os vasos sanguíneos dos rins, pulmões e vias respiratórias. A inflamação causada pela doença produz um tipo de tecido inflamatório chamado de granuloma, uma espécie de tumoração microscópica em forma de grânulos. Daí o nome granulomatose de Wegener. Os granulomas destroem os vasos, impedem o aporte de sangue para os órgãos e causam necrose dos tecidos afetados.

A granulomatose de Wegener é uma doença auto-imune, ou seja, a inflamação dos vasos é causada por um distúrbio no nosso sistema imune que acaba atacando inapropriadamente os nosso vasos. O motivo que ocorre esta desregulação do sistema imune, fazendo com que o nosso corpo comece a se auto-destruir, ainda é desconhecido.

Sintomas da granulomatose de Wegener

A granulomatose de Wegener pode ocorrer em qualquer idade, mas acomete principalmente indivíduos entre os 30 e 50 anos. É mais comum em brancos que em negros e ocorre mais em homens que em mulheres.

O Wegener é uma doença muito grave, que se não tratada, apresenta uma taxa de mortalidade muito elevada. Antes do advento dos tratamentos mais modernos com imunossupressores, a sobrevida média era de apenas 5 meses, sendo que 90% dos pacientes faleciam com menos de 1 ano de diagnóstico.

O quadro clínico varia muito de paciente para paciente. Alguns apresentam doença restrita a um único órgão enquanto outros podem cursar com um quadro multi-sistêmico muito dramático.

A granulomatose de Wegener costuma iniciar-se de forma indolente, com sintomas leves e inespecíficos como cansaço, perda do apetite, febre baixa e desânimo. Os primeiros sintomas específicos costumam ocorrer nas vias aéreas superiores com rinite e sinusite (leia: SINUSITE / RINOSSINUSITE (texto para leigos)). O quadro pode lembrar o de uma gripe, porém, com a duração dos sintomas muito maior.

Depois de começar de modo brando, a vasculite apresenta um rápido agravamento dos sintomas. A sinusite piora e não responde a nenhum tratamento convencional. A secreção nasal pode se tornar sanguinolenta e deformidades e ulcerações dentro e fora da cavidade nasal podem surgir.

Lesão pulmonar do Wegener

O acometimento do pulmão na granulomatose de Wegener é típico. Até 1/3 dos pacientes que cursam com lesão pulmonar apresentam um quadro brando. Os outros 2/3, porém, sofrem com uma doença mais grave.

Os principais sintomas da vasculite pulmonar pelo Wegener são a tosse, a falta de ar e a expectoração com raias de sangue (leia: TOSSE E ESCARRO COM SANGUE). Em 5% a 10% dos casos, a vasculite das vias respiratórias é muito grave e leva a uma grande hemorragia pulmonar com uma maciça expectoração de sangue.

Na foto ao lado é possível ver um pulmão com úlceras necrosadas causada pela vasculite da granulomatose de Wegener.

Se não tratada a lesão pulmonar pode ser fatal.

Lesão renal do Wegener

Os rins são outros órgãos frequentemente acometidos pela granulomatose de Wegener. A lesão típica é uma glomerulonefrite necrotizante (leia: GLOMERULONEFRITE – O que é, o que causa, sintomas e tratamento).

O quadro clínico da glomerulonefrite pelo Wegener se caracteriza por uma insuficiência renal aguda, manifestada por uma rápida e súbita elevação da creatinina associado a hipertensão e hematúria (sangue na urina). Para entender mais esses conceitos sugiro a leitura dos textos:
- INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA
- HEMATÚRIA (URINA COM SANGUE )
- VOCÊ SABE O QUE É CREATININA ?
- HIPERTENSÃO (PRESSÃO ALTA) – SINTOMAS E TRATAMENTO

A vasculite renal leva a destruição do tecido funcionante dos rins, e se não tratada a tempo, torna o paciente dependente de hemodiálise (leia: O QUE É HEMODIÁLISE? COMO ELA FUNCIONA?).

Não é incomum o acometimento simultâneo dos rins e dos pulmões, chamada de síndrome pulmão-rim. Toda vez que um paciente se apresenta com expectoração sanguinolenta associado a hematúria ou elevação súbita da creatinina, a granulomatose de Wegener é um dos principais diagnósticos diferenciais.

Outras lesões da granulomatose de Wegener

vasculite

vasculite

Além dos sintomas respiratórios e renais, a granulomatose de Wegener pode ainda acometer diversos outros órgãos:

- A vasculite da pele pode se manifestar como bolhas, erupções, úlceras e hemorragias.
- Artrites.
- Lesões neurológicas do sistema nervoso central e dos nervos periféricos.
- O acometimento dos ouvidos também é comum podendo levar a otite e perda da audição.
- Os olhos também podem ser afetados, cursando com conjuntivite, lesão do nervo ocular, oclusão da artéria da retina e outras lesões.

Na verdade, qualquer órgão ou sistema pode ser acometido pela vasculite. O que foi descrito acima são as manifestações mais comuns.

Diagnóstico da granulomatose Wegener

Através das análises de sangue é possível detectar um auto-anticorpo típico do Wegener, chamado anticorpo anti-citoplasma de neutrófilo, ou simplesmente ANCA. A presença deste auto-anticorpo é importante para o diagnóstico uma vez que o mesmo está presente em até 90% dos casos, porém, sozinho, não é suficiente.

Para se fechar o diagnóstico do Wegener é preciso uma biópsia, remoção de um pedaço do tecido afetado para avaliação microscópica. Biopsias da nasofaringe ou da pele são mais fáceis de ser realizadas, mas nem sempre há lesão visível para se obter amostras. Muitas vezes é preciso lançar mão de um procedimento mais invasivo para realização das biópsias de pulmão ou dos rins (leia: BIÓPSIA RENAL).

Tratamento da granulomatose de Wegener

Como se trata de uma doença de origem imune e potencialmente muito grave, o tratamento é feito à base de imunossupressores fortes. Não existe cura para o Wegener, porém, a história natural da doença mudou muito nos últimos 20-30 anos.

As principais drogas usadas são os corticóides em doses elevadas (leia: PREDNISONA E CORTICÓIDES – Indicações e efeitos colaterais) e a ciclofosfamida. Outras drogas que também podem ser usadas são a azatioprina, leflunomida, metotrexate ou rituximab.

O uso do antibiótico Bactrim, por motivos ainda não bem esclarecidos, também parece ajudar no controle da doença, além de prevenir infecções oportunistas pela imunossupressão.

Nos casos graves com rápida perda da função renal e hemorragia pulmonar, indica-se a realização da plasmaférese para remoção imediata do excesso de auto-anticorpos circulantes (leia: PLASMAFERESE – Para que serve e como ela funciona).

Com as atuais drogas imunossupressoras, cerca de 75% dos pacientes conseguem atingir remissão completa da doença. Destes, 30% apresentam recaídas ao longo do tempo, necessitando retorno da imunossupressão. Se antigamente mais de 90% dos pacientes faleciam no primeiro ano, hoje em dia, a mortalidade em 5 anos é menor que 20%.

Publicidade
  • Greiziane Soares

    òtimo artigo sobre GW, sou portadora, a demora no diagnótico , ainda é o maior desafio,Já chegeui a ter que explicar a muitos médicos o que erma essa doença, pois muitos nunca tinham ouvido falar,.Faço parte de uma comunidade de pessoas que tem essa doença posso utilizar seu artigo lá.Estou em remiss~~ao,mas perdei a audição..demora de diagnóstico..
    Greiziane soares BH/MG

  • Franciny

    também achei interessante o artigo, único em que pude compreender o que realmente era e tal. minha avó é portadora, faz cerca de um mês. os médicos ainda estão eestudando por aqui, mas nela é um caso mais agresivo ainda. procurei saber o que era porque acho queé o mínimo que poderia fazer por ela.
    Franciny genol floripa-sc

  • Cláudia

    Também sou portadora e tal como a Greiziane Soares e a demora do diagnóstico comprometeu a minha função renal. Tb me encontro em remissão.Desejo força a todas as pessoas que se encontram a lutar contra esta doença rara.

  • Anonymous

    Gostei bastante das explicações sobre GW. Minha mãe tem 56 anos de idade e foi diagnosticada agora rescentemente…Somos de Belo Horizonte e se fosse possível gostaria que a Greiziane Soares, entrasse em contato comigo, pois gostaria de saber mais sobre esta comunidade em BH. Meu email é: andreiamarcosta@hotmail.com

  • Anonymous

    Caramba… eu achei excelente a sua explicação sobre a doença. Eu tinha lido aqui no livro e não tinha entendido muito bem.. vlw pela explicação

  • Ledilson

    Fiquei muito surpreso com esta doença rara meu cunhado a alguns meses começou com todos esses primeiros sintomas e veio a tratar no hospital universitário de Brasília HUB df passaram muitos medicamentos errados até estudar e diagnostigar quando foi diagnostigado ele estava morto eu acho que foi uma negligência medica um hospital de auto gabarito de grandes estudantes de universidade .imagine outro hospital ? so nos resta ORAR a DEUS…

  • sidlandarini

    Oi eu to com os sintomas muito parecido disso, eu normalmente tenho rinite e sinusite, então a duas semanas tava com os sintomas disso dai eu melhorei só que agora voltou e estou momentaneamente surdo e hoje quando acordei tinha sangue na minha urina, eu vou ir no médico daqui a pouco e estou meio assustado com isso eu queria saber também o que é remissão ? Desde já agradaço hm’Eu queria saber se quanto mais cedo eu conseguir o diagnóstico eu tenho mais chance da curae queria saber de quanto tempo foi a demora do diagnóstico que compromete a pessoa hm’

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @sidlandarini
    Remissão é o termo que usamos quando a doença entra em uma fase inativa, não necessariamente curada, mas sem apresentar sintomas.

    Sim, quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores são as chances de tratamento.

  • Anonymous

    Meu primo Alex também teve essa doença e os sintomas dele foram totalmente diferentes ele começou a ter muitas partes do corpo quebradas o pé dele vivia quebrando e ninguém descobria o que ele tinha depois ele começou a ter muita febre e se acamou por conta p´ropria quando levamos ele ao hospital Carlos Chagas ele ficou por 3 dias jogado no corredor sem tratamento e depois disso os rins dele pararam de funcionar transferimos ele para o hospital geral de bonsucesso onde ele foi tratado conforme o protocolo da doença e teve alta depois de 2 meses internado teve também o pulmão quase todo comprometido usou até mascara de oxigênio durante quase 1 mês, depois da alta viveu conosco aproximadamente 1 ano, na sua última semana de vida estava tussindo muito e nas tosses saia muito sangue se ficasse deitado a tosse aumentava e ele tinha muita falta de ar, seu corpo apesar de já ser bem gordinho desde pequeno estava totalmente inchado e ele dormia num colchão no chão e sentia muitas dores nas pernas a ponto de não conseguir se levantar sozinho eu o pegava pelos braços e levantava e ele chorava como criança e no dia em que fui interná-lo ele pegou minha mão e pediu para que eu tocasse na barriga dele havia uma mancha roxa e quando to quei nela parecia que tinha um dedo dentro da barriga dele empurrando para fora querendo rasgar a carne dele e sair, no hospital ficou por 5 dias até q em 11/12/2009 veio a notícia de que ele teve 2 paradas cardíacas e na segunda não foi possível reverter, essa doença e maldita levou o primo que eu mais amava e tratava como um irmão e depois da doença como um filho apesar de na época ele ter 25 e eu 23, se vc tem isso siga o tratamento não se entregue como ele pois é muito doloroso perder alguém. Um abraço.

    Driely Moraes. Rio, 18/01/2011

  • Anonymous

    Meu irmão que completara no dia 3 de fevereiro, 25 anos e portador dessa doença no momento ele esta enternado no CTI da santa casa em laranjeiras.
    A doença agrediu suas vias respiratorias; pra mim foi bastante esclarecedora as imformações contidas neste artigo.
    Se tiver algum medico que tenha conhecimento sobre essa doença e se enterece em ajudar, por favor entre em contato por e-mail cesar_jose@yahoo.com.br
    Toda ajuda e bem vinda.

    Obrigado

  • ceica-gatal

    olá faz quatro meses que descobrir que tenho essa doença, fiquei 6 meses internada depois votei 5vezes. Gostei muito da explicação.

  • jacineide azevedo da costa

    olá descobri a um ano que tenho essa doença fiquei assustada no começo mas agora estou mais tranquila pois estou em tratamento no HBDF tomo varios medicamentos mais tem dia que estou tão ruim que mal consigo levantar é comum ter fadiga,cansaço e muita falta de ar com secreções com sangue todos os dias. OBRIGADO………

  • Simone

    Gostaria de saber se além da autopsia há outro tipo de exame p/ diagnostico, pois estou a 2 meses sendo “revirada” e além da proteina C reativa q deu 14,8 meus outros inúmeros exames estão normais. Preocupo-me pois começei com dor e inchaço nos pés e tornozelos, depois vieram manchas parecidas com as da foto na perna,mais tarde tomaram as pernas todas e estou gripada a 2 semanas. Há outros testes?Exames sem ter biopsia?
    Grata
    Simone. Há tenho 37 anos.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Simone
    Geralmente a biópsia é necessária para se confirmar o diagnóstico. O quadro clínico e o ANCA sugerem, mas confirmação mesmo de Wegener só pela biópsia

  • Anonymous

    infelizmente perdi uma amiga a uma semana com essa doença, apenas agora fui descobrir que a deonça existia ;/

  • Criskimberly

    Gostaria de saber se esta doença de wegener é uma doença contagiossa?

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não

    • cris

      Não.

      • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

        Exatamente, não é contagiosa.

  • Kelly Vi Ribeiro

    Tenho wegner  ja´faço tratamento a 2anos tomo ciclofosfamida e predenisona mas cada vez aparece uma coisa gostaria de saber a opinião de outros medicos

  • Paulo

    Lamento pela medicina ainda não se dedicar tanto por essa doença, pelo menos aqui no Brasil, diferentemente da AIDS pela qual o mundo inteiro se movimenta e hoje se consegue uma sobrevida de 30 anos ou mais. No Brasil vemos especialistas em Lupus, cujos tratamentos estão bastante evoluidos, mas em Granulomatose de Wegener ainda não. É minha opinião, pois perdi minha esposa com essa vasculite.

  • omarcesar alvesdossantos

    estou em tratando gw desde 2009 em ribpreto no hc ate hoje estou tomando o ciglosfomida e faço exame de urina e sangue ate  hoje  fiquei enternado 2meses ate  diagnosticar a gw a minha medica falou que um tratamento demorado eu estou afastado ate hoje pelo inns ate hoje obs sou de  saõcarlos sp

  • Smoneestrela

    Oi Kelly gostaria de saber como tudo aconteçeu, quis foram os pimeiros sintomas, entende? por favor ficaria muito grata, pois infelismente estou com essa suspeita, apesar de ainda não ser confirmada, pois os medicos ainda não fecharam o diagnostico.
    Um abraço e no aguardo

  • Tania Alencar

     Tania Alencar
    Oi Dr. tenho essa doença há 8meses e gostaria de saber se há um tempo de vida para essa doença mesmo com tratamento

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      A mortalidade do Wegener depende de vários fatores: da gravidade, da resposta ao tratamento, do tipo de tratamento, dos órgãos acometidos, do seu estado de saúde prévio… Essa história de médico dar tempo de vida não é muito confiável.

  • Rosangela

    Ola, li a materia sobre GW para me informar melhor a respeito dessa sindrome rara. Tenho uma pessoa da familia que teve GW diagnosticada a poucos dias atras. Comecou com uma sinusite e foi se agravando ao ponto de o corpo eliminar secrecoes (pus e sangue) pela boca, nariz e ouvidos.  Todos estamos muito apreensivos, pois ela ja esta com um ouvido comprometido (precisa estar olhando em nossa direcao quando falamos), outro problema que apareceu na semana passada foi na face, alem dos olhos sempre inchados agora a boca esta muito torta, deixando-a quase irreconhecivel. Muito triste saber que nao tem cura, mas ficamos na esperanca de que o tratamento responda o quanto antes. Ate porque a demora do diagnostico a fez sofrer muito. Gostaria de saber se, mesmo com esses sintomas que ela ja apresenta, ainda seja possivel ficar sem nenhuma sequela? Obrigada!

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Difícil fazer uma avaliação assim à distância, sem saber exatamente o que está acontecendo.

  • Sabrina

    minha mãe trata a mais ou menos 3 anos e meio nas vias respiratórias já fez pulso terapia deu um bom resultado no início mais na ultima sessão voltou com tudo que tinha direito teria outras opções de tratamentos que pode se indicar pois os médicos do hospital que a trata parecem que desistiram de proucurar e esta aguardando para ver o que acontece. Não sabemos mais o que fazer ela toma a medicação toda que foi orientado mais não obtivemos resultados… por favor se alguém fez algum tipo de tratamento que esta dando resposta me comunique por que não da para cruzar os braços.. fabysabrina@gmail.com 

  • miriam

    Eu perdi umma filha com 2 1 anos com esta doenca. Onte di 26 fez 2anos os medicos deviam. Estuda sobre esta doenca. Meu email miriam.4468@hotmail.com

  • Greize05

    Oi trato de Gw desde 2008, participo quem quiser aqui entrar , num grupo fechado no Facebook , só digitar lá Granulomatose de Wegener.Trocamos informações para um ajudar ao outro contra essa doença.Queria saber s Dr.Pedro se tem especilistas nessa doença, pesquisas, enfim, mto difícil achar artigos.Sobre ela.Genética?Emocional pode contribuir, pesquisas sobre o que provoca.
    Soube que estão testando o remédio Mabhera.Algum avanço nas pesquisas??Agradeço,Greize BH/MG

  • giselda lima

    oi meu marido  tem 44 anos e tem Wegener  a um ano ele sentia os sitomas sangramento nasau  pernas inchadas nodulos pulmonares ulceras na garganta um rins paralizou ;do dia 28 – 01- 2011 a 24 -02-2011 ele ficou na uti do memorial de jaboatao recife fez ate hemodialize teve alta da uti e aparentimente. ficou bem sempre sentindo falta de ar voltou a ser internado de novo no dia 24-04-2012 a 26-05-2012 foi quando descoblimos a doença eu gostaria de saber se tem cura estou muito precupada obligado.

    • Eduardo de Oliveira

      Olá. No Rio de Janeiro, no Hospital Geral de Bonsucesso, Dr Newton Campos e Drª Aida Begami, ambos reumatologistas.

  • Jessicavieiracampos

    Olá! Meu pai tem 44 anos e a 4 descobriu a GW. Ele faz tratamento pelo SUS, porém tudo é muito demorado. Ultimamente o estado dele parece estar se agravando, está saindo muita secreção (sangue) dos pulmões e ele reclama de dores na região dos rins. Quero saber se existe algum especialista nisso, e o que podemos fazer para amenizar esses sintomas, pois os medicamentos cada vez mais, estão surtam menos efeitos. Obg. Jéssica Vieira Campos – Goiânia – GO

    • Rita de Cassia Teixeira Dias

      Eu tenho GW há quase 03 anos e me trato com uma reumatologista, fiz pulsoterapia com cilclofosmamida e depois mabthera. Atualmente só faço uso de corticóides e metrexato e os meus exames estão ótimos, inclusive há um ano com o anca não reagente. Rita de Cassia Teixeira Dias – SP

  • alice ozyigit-schonewille

    Sou holandaise, mas vivo no Rio de Janeiro. Tenho 6 anos Wegener granulomatose . Vou 2 vezes por ano para a Holanda e 2 vezes por ano eu visito um professor de reumatologia no Rio de Janeiro. Na Holanda existem especialistas especiais Wegener, existe uma associação de pacientes de Wegener com muita informação. No Facebook existem vários grupos de pacientes de Wegener, mas que são em Inglês. Eu me sinto bem, reagir bem a minha medicação, e os resultados de laboratório foram excelentes, eu gostaria conhecer outros pacientes de Wegener. vanderasch@hotmail.com

  • Greize05

    Oi trato de Gw desde 2008, participo quem quiser aqui entrar , num grupo fechado no Facebook , só digitar lá Granulomatose de Wegener.Trocamos informações para um ajudar ao outro contra essa doença.Queria saber s Dr.Pedro se tem especilistas nessa doença, pesquisas, enfim, mto difícil achar artigos.Sobre ela.Genética?Emocional pode contribuir, pesquisas sobre o que provoca.
    Soube que estão testando o remédio Mabhera.Algum avanço nas pesquisas??Agradeço,Greize BH/MG

  • Rosangela

    Ola, li a materia sobre GW para me informar melhor a respeito dessa sindrome rara. Tenho uma pessoa da familia que teve GW diagnosticada a poucos dias atras. Comecou com uma sinusite e foi se agravando ao ponto de o corpo eliminar secrecoes (pus e sangue) pela boca, nariz e ouvidos.  Todos estamos muito apreensivos, pois ela ja esta com um ouvido comprometido (precisa estar olhando em nossa direcao quando falamos), outro problema que apareceu na semana passada foi na face, alem dos olhos sempre inchados agora a boca esta muito torta, deixando-a quase irreconhecivel. Muito triste saber que nao tem cura, mas ficamos na esperanca de que o tratamento responda o quanto antes. Ate porque a demora do diagnostico a fez sofrer muito. Gostaria de saber se, mesmo com esses sintomas que ela ja apresenta, ainda seja possivel ficar sem nenhuma sequela? Obrigada!

    • Jéssica Wegner

      Olá minha mãe foi diagnosticada com essa doença em 2008. Ela passou por tudo isso que vc relatou, a boca dela hoje está quase normal, e os olhos continuam inchados, mas os ouvidos ela começou a escutar já, antes ela não escutava nada. Só que a doença se manifestou novamente em 2011 com insuficiência renal cronica. Hoje ela faz hemodiálise 3x por semana, mas está bem. Mas é uma doença muito difícil de lidar, foi muito sofrido para toda a família, ver ela passar por tudo que passou. Hoje a doença está controlada, pois tem 2 ótimos médicos cuidando dela. Mas é uma doença que nunca se sabe quando irá se manifestar novamente.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    A mortalidade do Wegener depende de vários fatores: da gravidade, da resposta ao tratamento, do tipo de tratamento, dos órgãos acometidos, do seu estado de saúde prévio… Essa história de médico dar tempo de vida não é muito confiável.

  • alice ozyigit-schonewille

    Sou holandaise, mas vivo no Rio de Janeiro. Tenho 6 anos Wegener granulomatose . Vou 2 vezes por ano para a Holanda e 2 vezes por ano eu visito um professor de reumatologia no Rio de Janeiro. Na Holanda existem especialistas especiais Wegener, existe uma associação de pacientes de Wegener com muita informação. No Facebook existem vários grupos de pacientes de Wegener, mas que são em Inglês. Eu me sinto bem, reagir bem a minha medicação, e os resultados de laboratório foram excelentes, eu gostaria conhecer outros pacientes de Wegener. vanderasch@hotmail.com

  • Criskimberly

    Gostaria de saber se esta doença de wegener é uma doença contagiossa?

  • Carla

    Tenho 32 anos e moro na bahia, e há dois anos atrás comecei a ter os sintomas de GW mais precisamente nos pés. Como na primeira vez que tive uma crise (bolhas, feridas e muita inflamação nos nervos) nos pés, os médicos diagnosticaram erisipela. Estou sofrendo novamente com as manchas, as feridas. Por favor me ajudem!! gostaria muito de saber como não ter ou como evitar que as crises (sintomas) não ocorram, já que vi que essa doença não tem cura??e quero muito agradecer por nos exclarecer nossas dúvidas! bom dia e aguardo respostas.

  • Anonimo

    Gostaria de saber se a GW pode ter relação com o uso continuado de drogas de abuso (cocaína) em pessoas que já possuem alguma doença auto imune, neste caso o Lupus.

  • Eduardo

    A GW é uma doença implacável, agressiva demais. No Rio de Janeiro, no Hospital Geral de Bonsucesso, o Dr Newton Campos e Drª Aida Begami, ambos da reumatologia, são conhecedores da doença.

  • giselda lima

    oi meu marido  tem 44 anos e tem Wegener  a um ano ele sentia os sitomas sangramento nasau  pernas inchadas nodulos pulmonares ulceras na garganta um rins paralizou ;do dia 28 – 01- 2011 a 24 -02-2011 ele ficou na uti do memorial de jaboatao recife fez ate hemodialize teve alta da uti e aparentimente. ficou bem sempre sentindo falta de ar voltou a ser internado de novo no dia 24-04-2012 a 26-05-2012 foi quando descoblimos a doença eu gostaria de saber se tem cura estou muito precupada obligado.

  • jucineide

    Dr. meu irmao tem essa doenca 1 ano e 3 meses iniciou com uma sinusite e foi se agravando,com 3 meses de luta,de medico em medico ele comecou a sangrar o nariz e foi ficando cada vez mais intenso o sangramento,, ate que um dia ele internou comecou a vomitar sangue,somente sangueo e foi tudo muito rapido,no mesmo dia ele teve uma paradacardia e logo o intubaram e induziram ao coma,ficando 21 dias internado,sobreviveu,com sequelas fazendo o tratamento no hospital das cinicas de BH,mas mas de uns 3 meses pra ca ele comecou a vomitar e olhos estao avermelhados e doloridos ele pode estar num estagio final? 

  • Sabrina

    minha mãe trata a mais ou menos 3 anos e meio nas vias respiratórias já fez pulso terapia deu um bom resultado no início mais na ultima sessão voltou com tudo que tinha direito teria outras opções de tratamentos que pode se indicar pois os médicos do hospital que a trata parecem que desistiram de proucurar e esta aguardando para ver o que acontece. Não sabemos mais o que fazer ela toma a medicação toda que foi orientado mais não obtivemos resultados… por favor se alguém fez algum tipo de tratamento que esta dando resposta me comunique por que não da para cruzar os braços.. fabysabrina@gmail.com 

  • Tais Barbosa

    Tenho 16 anos e moro em São Paulo,descobri a doença essa semana ,mas os sintomas começaram faz um mês,iniciei meu tratamento com um dos remédios citados acima,e fiz os exames c anca e p anca,e o de urina para ter um diagnostico mais preciso,Mas graças a Deus não estou com nenhum hematoma pelo meu corpo,apenas sinto dores no pulmão ao respirar..mas estou ai firme e forte para enfrentar essa doença.

  • claudia chaves

    Meu esposa tem 43 anos a um mês e meio ele começo com um mal estar, dores dorax, dificuldade para respira, tosse seca que não deixava dorme, fomos a varios medicos e descombrimos que ele estava com derrame pleural biladeral e derrame no pericardio.A biopsia e analise do liquido ( 1 litro de liquido foi retirado no momento cirugico e 850ml durante a drenagem) do pericardio diagnostico o fato inflamatório, o laudo da tomografia abdome superior diagnostico esteatose hepática,litíase renal à esquerda,ascite de pequeno volume no hipocôndrio direito,formação cística junto a parede de segmento do intestino delgado na região mesogástrica, de aspecto inespecífico, podendo representar cisto de duplicação entérico,sinais tomográficos de artrise em coluna dorsal. A c reativa 70,5,mucoproteinas 166,6,mucoproteinas-em torosina 7,0, hemossedimentação(1a.hora) 65mm.A reumatologista perdio mais exames; aele foi fazer uma perícia no INSS e médica falou pra gente que o quadro clinico dele estava muito parecido com GRANULOMATOSE DE WAGNER, estou muito preocupada nuca tinha ouvido falar nesta doença,me der um retorno.

  • http://www.facebook.com/profile.php?id=100004472413730 Lucas Gabriel

    quem tem essa duença tem que fazer dieta

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não há uma dieta específica para o Wegener. Depende dos problemas que a doença provocar.

  • Márcia Macêdo

    Fico feliz em saber que houve progresso no tratamento para está doença, pois meu irmão era portador desta e os médicos que o tratavam chamavam de sobrevida o tempo que lhe restava. Ele desenvolveu a doença aos 22 anos o ano era 1998, e realmente foi muito difícil o diagnostico, ainda conseguimos lutar por 01 ano e meio, mas infelizmente ele teve complicações quando foi fazer uma pulsão. Realmente é uma doença muito complicada e triste, desejo a todos os portadores e familiares muita força, fé , paz e coragem. Pois apesar da saudade que sinto sei que foi melhor do que vê-lo sofrer.

  • http://www.facebook.com/sonea.libano?ref=tn_tnmn sonea

    minha sogra esta com essa doença ela tem 54 anos é uma pessoa muito ativa trabalha muito mas ja esta com necrose na face e tem muitas dores nas pernas e cansaço eu não conhecia essa doença mas parece bem grave a dra.disse q é grave mas eu não sabia nada sobre pesquisei aqui para saber um pouco mais.ja entreguei nas mão do Senhor JESUS ELE TUDO PODE .EU CREIO NA CURA DELA.

  • Eugênio César Stramosk

    Olá Carmelita como vai? A esposa do meu irmão se trata de Wegner e gostaria de coloca-la em contato com você.