Annita (Nitazoxanida) – Posologia, Indicações e Efeitos Adversos

Informações sobre o antiparasitário Annita (nitazoxanida) em linguagem simples e acessível à toda população.

O que é a nitazoxanida

A nitazoxanida, mais conhecida pelo nome comercial Annita, é um remédio contra parasitas intestinais que tem ganhado bastante popularidade nos últimos anos.

Apesar de indicado inicialmente para o tratamento das infecções por protozoários, como a criptosporidíase e a giardíase, a nitazoxanida tem sido cada vez mais utilizada no tratamento de gastroenterites provocadas por outros germes, tais como a amebíase, ascaridíase, estrongiloidíase, tricuríase e até gastroenterites de origem viral, como as causadas pelo Rotavírus ou Norovírus.

Neste artigo vamos explicar o que é a nitazoxanida, quais são as suas indicações, posologia, efeitos colaterais, contra-indicações e interações farmacológicas.

Atenção: este texto não pretende ser uma bula completa da nitazoxanida (Annita). Nosso objetivo é ser menos técnico que uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações sobre este medicamento.

Nomes comerciais e apresentações

A nitazoxanida é um fármaco comercializado no Brasil sob o nome comercial Annita, produzido pelo laboratório Farmoquímica (FQM). Além da Annita, que a marca de referência, a nitazoxanida já pode ser encontrada sob a forma de medicamento genérico ou através dos seguintes outros nomes comerciais:

  • Azox.
  • Pará.
  • Tanisea.
  • Trinida.
  • Zoxany.

A nitazoxanida não está disponível em Portugal.

Apresentações:

  • Caixa com 6 comprimidos de 500 mg.
  • Suspensão oral 20 mg, frasco com 100 ml.
  • Suspensão oral 20 mg, frasco com 45 ml.

Indicações – Para que serve a nitazoxanida

A nitazoxanida é um fármaco cujas principais indicações são o tratamento das infecções por Giardia lamblia (giardíase) e Cryptosporidium parvum (criptosporidíase). Nos EUA, essas são as únicas duas infecções para as quais a nitazoxanida foi aprovada pelo FDA (Food and Drug Administration), órgão que controla a produção e venda de medicamentos.

No Brasil, porém, a Anvisa liberou a nitazoxanida para o tratamento das seguintes infecções:

Apesar do propagado amplo espectro de ação contra diversas formas de diarreia parasitária, a Annita nem sempre é a melhor opção terapêutica disponível no mercado, seja devido ao preço, pela taxa de cura ou pelo menor embasamento em estudos científicos.

Exemplos:

1- A taxa de cura da giardíase pela nitazoxanida é semelhante ao do Metronidazol (entre 80 a 90% de sucesso). Porém, o tratamento com metronidazol custa em torno de 15 a 30 reais, enquanto a caixa de Annita dificilmente é encontrada por menos de 50 reais.

Situação semelhante acontece com amebíase, que também pode ser tratada com metronidazol ou nitazoxanida.

2- No tratamento da ascaridíase, o albendazol apresenta taxa de cura acima de 95%. Já a Annita, possui taxa de cura de 90 a 100% nos casos de infecção leve, mas apenas de 50 a 80% nos pacientes com grande eliminação de ovos de ascaris pelas fezes (mais de 10.000 por cada grama de fezes). Além disso, o tratamento da ascaridíase com albendazol custa menos de 7 reais.

3- No caso da estrongiloidíase, a Annita parece ter taxa de sucesso acima de 90%, porém, ainda há poucos estudos sobre o fármaco nessa infecção. A ivermectina, que é o antiparasitário de escolha para tratar o Strongyloides stercolaris , tem taxa de cura próxima de 100% e o custo do tratamento é de cerca de 10 reais.

Portanto, é preciso ter em mente que apesar de ser uma opção com elevada taxa de cura para várias verminoses, a nitazoxanida é um fármaco relativamente novo, ainda sem versão genérica ou competidores de marca no mercado. Isso significa que a Annita é uma droga com preço acima da média do mercado e com uma quantidade menor de estudos científicos publicados  sobre sua eficácia.

Atualmente, o tratamento da criptosporidíase em pacientes com sistema imunológico competente é a principal indicação para prescrição da Annita. Nos outros casos, há alternativas que devem ser levadas em conta.

Alguns estudos têm mostrado redução do tempo de doença quando a nitazoxanida é administrada nos pacientes com infecção pelo rotavírus ou norovírus, motivo pelo qual esse fármaco tem sido indicado por alguns médicos. O mecanismo de ação da Annita sobre as viroses gastrointestinais ainda não é totalmente conhecido, mas parte da sua eficácia parece estar relacionada à inibição da síntese de uma estrutura viral chamada de proteína 7, o que bloqueia a capacidade do vírus em se multiplicar.

Posologia – Como tomar a nitazoxanida

Segundo o fabricante, a posologia da nitazoxanida é a seguinte:

  • Gastroenterites virais causadas por rotavírus e norovírus: 1 comprimido de 500 mg ou 0,375 mL (7,5 mg) por kg, de 12/12 horas por 3 dias.
  • Helmintíases, amebíase, giardíase, isosporíase, balantidíase, blastocistose:  comprimido de 500 mg ou 0,375 mL (7,5 mg) por kg, de 12/12 horas por 3 dias.
  • Criptosporidíase em pacientes sem imunodepressão:  comprimido de 500 mg ou 0,375 mL (7,5 mg) por kg, de 12/12 horas por 3 dias.

A ingestão da Annita junto com alimentos aumenta a eficácia do fármaco.

Efeitos colaterais – Reações adversas

A Annita é um medicamento com baixa incidência de efeitos colaterais. Os mais comuns, que ocorrem em menos de 5% dos casos, são:

Contra-indicações – Quando não tomar a nitazoxanida

A única contra-indicação absoluta ao Annita é história prévia de reação alérgica à droga.

O fabricante, porém, sugere que pacientes com insuficiência renal ou insuficiência hepática evitem o medicamento. Nesses pacientes, a nitazoxanida deve ser usada com cautela.

Pacientes diabéticos também devem utilizar o medicamento apenas sob orientação médica, principalmente a solução oral, que contém cerca de 1.5 grama de açúcar por cada 5 ml.

Nitazoxanida na gravidez

A nitazoxanida é classificada como uma fármaco de categoria B de risco na gravidez (leia: Quais São Os Antibióticos Permitidos Na Gravidez?).

A Annita não deve ser administrada no primeiro trimestre de gravidez. Nos 2º e 3º trimestres, a nitazoxanida pode ser utilizada nos casos de criptosporidíase grave.

Nitazoxanida durante o aleitamento

Não há informações suficientes sobre a excreção da nitazoxanida no leite humano. Portanto, o medicamento só deve ser utilizado durante a lactação se os benefícios forem maiores que o risco potencial para o bebê.

Interações medicamentosas

A nitazoxanida não tem efeitos significativos no citocromo P450 (enzima do fígado responsável pela metabolização de várias substâncias), motivo pelo qual as interações farmacológicas são incomuns. A nitazoxanida, porém, possui elevada taxa de ligação às proteínas do plasma, por isso, ela pode interferir com o efeito de outros fármacos que também apresentam elevada taxa de ligação proteica, tais como varfarina e a fenitoína.


Referências:


VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES

26
Deixe um comentário

avatar
300
Juliana
Visitante
Juliana

Parabéns pelo espaço. A dedicação em desprender parte de seu tempo escrevendo artigos úteis à população é algo raro de se ver no meio médico. O acesso aos benefícios da medicina deve ser universal. Fique com Deus e muito obrigado.

conceição
Visitante
conceição

minha filha tem pavor de verminose. gostaria de saber se se desmancham ou saem inteitos.?

adriana santos
Visitante
adriana santos

O tratamento com nitozoxanida deve ser repetido após 10 dias?

Viviane Scarminio
Visitante
Viviane Scarminio

Dr. Posso tomar o medicamento (Anita) quanto tempo antes de engravidar? Existe um tempo limite para administração?

Rogério de Oliveira
Visitante
Rogério de Oliveira

Já pesquisei em vários sites e nenhum menciona sobre o uso de Annita concomitante com bebida alcoólica, há alguma proibição?

Luciana
Visitante
Luciana

Com quantos dias após terminar de tomar o remédio eu posso ingerir bebida alcoólica?

Rayanne
Visitante
Rayanne

Qual a diferença do tratamento com o Anita e o com albendazol?

ANA
Visitante
ANA

tenho gordura no figado o medico disse para fazer caminhada e tirar alimentos gordurosos , mas fico preucupada porque na familia ja teve casa de hepatite c posso tomar a nitazoxanida

Cláudia
Visitante
Cláudia

Qualquer pessoa pode tomar Annita? Estou c dores perto do umbigo e estufamento. Às vezes indisposta. Tem um mais de um ano q n tomo vermífugo. Como mta salada crua(alface) e Peixes crus. Tem haver?

Artur Dias Lima
Visitante
Artur Dias Lima

Ótimos comentários.
A bula do Annita diz “via oral, uso adulto e pediátrico acima de 12 anos”….porque não indicado para menores que essa idade?
Acho que faltou expor essa informação!

alesandra
Visitante
alesandra

Dr. Minha filha acabou o tratamento de 3 dias hoje , ela tem 1a e 11 meses. Apresentou insonia e fezes rigidas. Quanto tempo após o termino do tratamento esses efeitos colaterais somem?

Paciente
Visitante
Paciente

É normal sentir dor abdominal após término do uso do medicamento? Caso sinta, pode ser algum má sintoma?

romildo
Visitante
romildo

porque não fabricam o anita sem açúcar? já que têm muitos diabeticos!!!!!

Luã Machado
Visitante
Luã Machado

Infelizmente, a industria tem fomentado as prescrições e lamentavelmente alguns prescritores aceitam, sem sequer levar em consideração a farmacoenocomia, adesão e segurança para o paciente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais