Nitrofurantoína (Macrodantina) – Posologia e contraindicações

O que é a nitrofurantoína?

A nitrofurantoína, também conhecida pelos nomes comerciais Macrodantina (Brasil) e Furadantina (Portugal), é um antibiótico antigo, presente no mercado desde a década de 1950, mas que ainda é muito útil no tratamento e na prevenção da infecção urinária, principalmente da cistite, que é a infecção da bexiga.

A nitrofurantoína é um antibiótico muito usado no tratamento da cistite nas mulheres grávidas, principalmente no 2º e 3º trimestres, pois muitos dos outros antibióticos habitualmente utilizados no tratamento da infecção urinária são contraindicados na gravidez.

Atenção: este texto não pretende ser uma típica bula da Macrodantina. Nosso objetivo é ter uma linguagem menos técnica que a de uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações sobre este medicamento.

Para que serve

A nitrofurantoína é um antibiótico indicado exclusivamente para o tratamento e para a prevenção da infecção urinária. Atualmente, não indicamos o uso da Macrodantina para o tratamento de nenhum outro tipo de infecção.

Apesar da Macrodantina só ser útil contra infecção urinária, ela não deve ser utilizada de forma indiscriminada neste tipo de infecção; há situações específicas nas quais a nitrofurantoína está indicado, que são as seguintes:

  • Tratamento da cistite quando a bactéria isolada na urocultura é sabidamente sensível à nitrofurantoína (leia: EXAME UROCULTURA – Quando fazer e como colher).
  • Tratamento da cistite nas grávidas (evitar no primeiro trimestre e após 37 semanas) – Leia: INFECÇÃO URINÁRIA NA GRAVIDEZ.
  • Tratamento das bacteriúrias assintomáticas nas grávidas (evitar no primeiro trimestre e após 37 semanas).
  • Prevenção da cistite nas mulheres que apresentam infecção urinária recorrente.

A nitrofurantoína não costuma ser a primeira escolha de antibióticos nas seguintes situações de infecção urinária:

  • Tratamento da pielonefrite (infecção dos rins).
  • Tratamento inicial da cistite, antes do resultado da urocultura.

A nitrofurantoína não consegue atingir concentrações elevadas nos rins, não sendo, portanto, eficaz para matar as bactérias que estejam causando uma infecção renal (pielonefrite). Já na bexiga, a macrodantina consegue atingir boas concentrações, motivo pelo qual ela é eficaz para o tratamento das cistites. Todavia, como em algumas regiões a taxa de resistência das bactérias à nitrofurantoína é alta, ela não costuma ser indicada como primeira opção, a não ser que o médico tenha em mãos o resultado de um antibiograma indicando que a bactéria é sensível à macrodantina.

Nomes comerciais

A nitrofurantoína é um antibiótico já presente no mercado há muitos anos. Você pode adquiri-la sob a forma genérica ou pelos vários nomes comerciais disponíveis, incluindo:

  • Biofurin
  • Furadantina.
  • Hantina.
  • Macrodantina.
  • Nitrofen.
  • Trofurim.

Em Portugal, a caixa de furadantina com 50 cápsulas de 100 mg custa cerca de 2,90 Euros. No Brasil, a caixa com 28 cápsulas de 100 mg custa ao redor de 4 Reais. Já a Macrodantina, que é uma das marcas comerciais da nitrofurantoína, costuma custar cerca de 9 Reais a caixa com 28 cápsulas de 100 mg.

Posologia – Como tomar

Dose da nitrofurantoína indicada para tratar infecção da bexiga – cistite:

  • Adultos ou crianças com mais de 12 anos: uma cápsula de 100 mg de 12/12 horas* (ou 50 mg de 6/6 horas) por 5 a 7 dias.
  • Crianças de 1 mês a 12 anos: 5 a 7 mg por quilo de peso por dia, divididos em 4 tomadas diárias. Dose máxima por cada tomada = 100 mg.

* Algumas fontes sugerem 100 mg de 6/6 horas. Estudos mostram, porém, que a dose de 100 mg a cada 12 horas é tão eficaz quanto.

Dose da nitrofurantoína indicada para a prevenção da cistite:

  • Profilaxia contínua – 1 cápsula diária de 100 mg por um período de 6 a 12 meses.
  • Profilaxia pós-coito – 1 cápsula de 100 mg após cada relação sexual.

Para saber mais sobre o tratamento e a prevenção da cistite, leia os seguintes artigos:

Efeitos colaterais

A Macrodantina é um antibiótico com baixa taxa de efeitos colaterais. Entre os afeitos adversos mais comuns podemos citar náuseas, vômitos, diarreia, dor abdominal, flatulência e perda do apetite. Esses efeitos ocorrem em cerca de 1 a 8% dos casos.

Em alguns pacientes, a urina pode ficar mais escura, com uma cor acastanhada (leia: COR DA URINA (URINA VERDE, ROXA, LARANJA, AZUL)).

Alguns efeitos colaterais mais graves podem ocorrer, tais como anemia, icterícia, queda de cabelo e reações alérgicas. Eles, porém, são raros e ficam restritos a menos de 0,1% dos casos.

Entre os efeitos adversos raros e graves da nitrofurantoína, um se destaca: a lesão pulmonar, um quadro que se caracteriza por febre, tosse, falta de ar, dor torácica e cansaço, sendo muito semelhante aos sintomas de uma pneumonia.

Precauções

A Macrodantina deve ser evitada nas seguintes situações:

  • Insuficiência renal com taxa de filtração glomerular menor que 40 ml/min.
  • Gravidez no primeiro trimestre (não é contraindicado, mas há outras opções mais seguras, tais como fosfomicina, amoxicilina e cefalexina).
  • Gravidez após 37 semanas (há um maior risco de icterícia neonatal).
  • Durante o aleitamento materno.
  • História de alergia à nitrofurantoína.
  • Bebês com menos de 1 mês de idade.
  • Pacientes com doença do fígado.

Interações medicamentosas

A nitrofurantoína não costuma provocar interações medicamentosas com frequência. Entre os fármacos que devem ser evitados durante os tratamento com a Macrodantina estão:

  • Vacina para febre tifoide.
  • Norfloxacino.
  • Picossulfato de sódio.
  • Trissilicato de magnésio.
  • Probenecida.
  • Espironolactona.

A nitrofurantoína, assim como a grande maioria dos antibióticos, não interfere na eficácia da pílula anticoncepcional (leia: Antibióticos Cortam o Efeito dos Anticoncepcionais?).


Referências


RELACIONADOS

Regras para Comentários

Antes de comentar, clique no link a seguir para ler as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.
Perguntas fora das regras serão descartadas.

Deixe um comentário

29 comentários em “Nitrofurantoína (Macrodantina) – Posologia e contraindicações”

  1. To tomando este medicamento há 24hr. De 6 em 6hr, minha urina está amarela fluorescente, me sinto exausta. P piorar, eu já estava com nariz entupido, escorrendo, tossindo, espirrando… Ontem dormir foi quase impossível. Tomei 2,5ml (era só o que tinha no frasco) de acetilcisteína p ver se conseguia

    Responder
    • Se você já estava com sintomas respiratórios antes de iniciar o antibiótico, o quadro de cansaço deve ser da virose e não do medicamento.

      Responder
  2. Dr. a pediatra receitou nitrofurantoina para minha bebê de 1 ano e 5 meses, infeccção urinária! Tive que mandar manipular, por causa da dosagem, eu não sabia disso! Esse medicamento resolve?

    Responder
  3. Dr no hospital das clinicas me recomendaram este medicamento uso continuo para tratar infecção de urina,será que este medicamento não afeta os rins?com o tempo pq no meu exame de creatinina ja estou com um pouco de desfunção renal e o medico não suspendeu o medicamento por causa das inflamação constante que tenho na urina .

    Responder
  4. Bom dia fiz a urucultura da urina e constato uma bacteria no qual estou tomando esse medicamento…mas gostaria de saber atravez de que pegamos essa bacteria ..pois sempre aparece….obrigado

    Responder
  5. Bom dia Dr Pedro.
    Me foi receitado duas caixas de macrodantina como medida profilática para infecção urinária. Já estou na segunda caixa, e também faço uso do anticoncepcional YAZ. Gostaria de saber se a macrodantina influencia na eficácia do YAZ.

    Responder
  6. Dr, a nitrofurantoína é uma boa opção para tratamento da infecção urinária em mulheres que não estão grávidas?

    Responder
    • Não é a melhor opção. Para mulheres não grávidas, há antibióticos mais eficazes como primeira linha.

      Responder