Exame HIV: janela imunológica, teste rápido, ELISA

Foto do autor

Escrito por: Dr. Pedro Pinheiro

Atualizado em:
Tempo de leitura estimado do artigo: 5 minutos

Introdução

Anualmente, entre 2,5 e 3 milhões de pessoas se infectam com o vírus HIV. Muitas delas levam anos até descobrirem que estão contaminadas.

Na verdade, cerca de um terço dos indivíduos atualmente contaminados pelo HIV não sabem que são soropositivos, pois nunca realizaram o teste para o diagnóstico, chamado sorologia para o HIV. Isso corresponde a mais de 10 milhões de pessoas em todo o mundo.

Desde a década de 1980, quando os primeiros testes para o HIV foram desenvolvidos, muita coisa mudou, principalmente em relação à janela imunológica, que inicialmente era de até 6 meses e hoje caiu para apenas 4 semanas.

A sorologia para o HIV é um teste muito importante, pois o diagnóstico precoce aumenta as chances do paciente soropositivo viver de modo saudável por muitos anos. Além disso, saber que é portador do HIV também ajuda a reduz risco de transmissão para outras pessoas.

Atualmente, indicamos a realização da sorologia para HIV para os pacientes com sintomas de infecção aguda ou crônica pelo vírus, assim como para aqueles que tiveram comportamento de risco, com possível exposição ao HIV. O teste do HIV também costuma ser feito de rotina nas mulheres grávidas.

Sorologia para HIV

A sorologia tradicional existe desde 1985 e é conhecida como ELISA (Enzyme-Linked Immunoabsorbent Assay). O ELISA pode ser usado para várias doenças além do HIV, sendo uma técnica que permite a detecção de anticorpos específicos no sangue.

Neste tipo de teste não se pesquisa diretamente a presença do vírus, mas sim a existência de anticorpos contra o mesmo. Existem outras metodologias além do ELISA para se detectar anticorpos contra o vírus HIV, como o MEIA, EQL e ELFA e CMIA, mas o ELISA ainda é o método mais popular.

A lógica do exame é simples: só haverá anticorpos contra HIV no sangue se o paciente tiver sido contaminado pelo vírus. Pessoas que nunca tiveram contato com o HIV não têm como desenvolver anticorpos contra o mesmo. O nosso sistema imunológico só consegue produzir anticorpos contra uma determinada doença se ele tiver sido previamente exposto ao seu agente causador, seja ele um vírus ou bactéria.

Os anticorpos são proteínas produzidas com o objetivo de combater agentes infecciosos específicos. Uma vez que o vírus HIV tenha entrado em nosso organismo, ele é imediatamente capturado pelas células de defesa e sua estrutura é analisada. A partir desta análise, o sistema imune torna-se capaz de produzir anticorpos diretamente voltados para combater este invasor. 

Sempre que entramos em contato com algum germe pela primeira vez, o corpo demora algum tempo para analisar sua estrutura e produzir anticorpos específicos. Porém, uma vez reconhecido, o paciente terá anticorpos para o resto da vida. Um anticorpo contra o HIV só ataca o vírus do HIV, ele é inócuo para outras infecções, como, por exemplo, gripe ou catapora.

As atuais técnicas de sorologias para HIV conseguem detectar a presença de anticorpos contra o HIV-1 (subtipo mais comum e agressivo) e HIV-2 (subtipo menos contagioso e menos agressivo).

Janela imunológica

O tempo que decorre entre o momento da contaminação por um vírus até a produção de quantidade suficiente de anticorpos para serem detectados na sorologia é chamado janela imunológica. Portanto, quando falamos que um teste tem uma janela imunológica de 3 meses, isto significa que o exame só será capaz de dar positivo 3 meses após o paciente ter entrado em contato com o determinado vírus ou bactéria. Qualquer resultado negativo antes desses 3 meses não é confiável.

Nas últimas décadas, o diagnóstico sorológico do HIV evoluiu muito. A primeira geração das sorologias com ELISA, usada na década de 1980, tinha uma janela imunológica de quase 6 meses. Hoje, já estamos na 4.ª geração do ELISA, que é superior às gerações antigas não só pelo fato de conseguir detectar anticorpos contra o HIV mais precocemente, mas também por conseguir pesquisar o antígeno P24, uma proteína existente no vírus HIV.

O ELISA 4.ª geração é, portanto, um teste duplo que procura por anticorpos e por proteínas do próprio vírus. Deste modo, a janela imunológica é bem mais curta e o teste consegue detectar infecções com menos de 4 semanas (em alguns casos em até 2 semanas).

Atualmente, a taxa de detecção do ELISA 4.ª geração é de 95% com a janela imunológica de 4 semanas. Com janela de 6 semanas, a taxa de acerto é de praticamente 100%.

O NAT (Teste de Amplificação de Ácidos Nucleicos) pesquisa o RNA do vírus e consegue detectar o HIV com janela imunológica de apenas 10 dias. Essa técnica, porém, não costuma ser utilizada nos exames comuns, sendo habitualmente reservada para os casos em que o resultado das sorologias é indeterminado ou para triagem de doadores de sangue.

A tabela abaixo é da Organização Mundial de Saúde e resume a janela imunológica do HIV.

Jenela imunológica HIV

O período imediatamente após a infecção pelo HIV é chamado período do eclipse. Durante o período do eclipse, nenhum teste consegue detectar o HIV (nem marcadores serológicos, nem virológicos), pois a quantidade de ácido nucleico do vírus é minúscula e os anticorpos ainda não foram produzidos pelo sistema imunológico. O período de eclipse normalmente dura aproximadamente 10 dias.

O fim do período de eclipse é marcado pela detecção de ácido nucleico através de testes de ácido nucleico (NAT), aproximadamente 10 a 14 dias após a infecção.

Com cerca de 14 a 18 dias, os antígenos do HIV já podem ser detectados por testes mais modernos, como a pesquisa do antígeno P24. Já os primeiros anticorpos costumam ser detectados com 18 a 21 dias após a contaminação.

Resultado do exame de HIV

Se a sorologia vier negativa

Sempre que um paciente faz uma sorologia para HIV e o ELISA vem negativo, o resultado é liberado para o paciente sem necessidade de realizar outros testes confirmatórios.

O protocolo indicado é fornecer o resultado com a seguinte frase: “Amostra Não Reagente para HIV”.

Se a sorologia vier positiva

Quando ELISA fornece um resultado positivo para HIV, ele precisa ser confirmado por outro exame, que pode ser um dos três seguintes métodos:

  • Western blot.
  • Imunoblot.
  • Imunofluorescência indireta para o HIV-1.

O resultado positivo é somente liberado se o exame confirmatório também for positivo. O Western blot, por exemplo, tem uma acurácia de 99,7%. Quando temos dois resultados positivos (ELISA + WB) a chance de falso positivo é desprezível.

O resultado positivo confirmado por duas técnicas é liberado como: “Amostra Reagente para o HIV”.

Se a sorologia vier indeterminada

Algumas vezes, o ELISA apresenta um resultado duvidoso, sendo incapaz de afirmar se há ou não a presença de anticorpos no sangue. Nesses casos com resultado indeterminado, o laboratório costuma entrar em contato com o paciente para solicitar uma nova amostra de sangue para que o teste possa ser refeito.

O laudo do laboratório costuma referir: “Amostra Indeterminada para HIV”. Este fato significa que houve um problema técnico com a amostra que a tornou incapaz de fornecer um resultado confiável.

Quando o ELISA é positivo, mas o teste confirmatório com Western blot é negativo, o resultado também é liberado como “Amostra Indeterminada para HIV”. Nesses casos, o paciente deve retornar ao laboratório em 30 dias para colher nova amostra de sangue.

Alguns laboratórios enviam os resultados indeterminados para centros de referência para realização do teste NAT. Se um resultado inicialmente indeterminado vier negativo pelo NAT, o laboratório libera o resultado como “Amostra Não Reagente para HIV”.

Quando é necessário repetir um exame negativo?

O exame não reagente para HIV é geralmente um resultado definitivo. Como já referido, se respeitada a janela imunológica de um mês, o risco de falso negativo é muito baixo.

Porém, se o paciente julga ter sido contaminado ou foi exposto a uma situação com elevado risco de contaminação, como sexo anal desprotegido ou acidentes com agulhas, sugere-se a repetição do teste após 30 dias.

Se esta situação de risco aconteceu com alguém sabidamente HIV, ou seja, se o paciente tem certeza que foi exposto ao vírus HIV, sugere-se que o teste não reagente seja repetido duas vezes, uma aos 3 meses e outra aos 6 meses, para se descartar os raros casos de conversão tardia.

É importante salientar que mesmo nos pacientes expostos ao HIV, um teste inicial negativo torna o risco de contaminação muito baixo. A repetição é indicada apenas porque há casos raros de seroconversão tardia e casos ainda mais raros de falso negativo (não existe exame laboratorial 100% perfeito).

Nos pacientes que fazem o teste para HIV apenas por rotina ou sem ter havido uma situação de risco relevante, um único resultado negativo é suficiente, não sendo necessária a repetição do exame.

Resultados errados

Causas de resultados falso positivos

Alguns fatores aumentam o risco de a sorologia do HIV dar falso positivo. Os mais comuns são: gravidez, neoplasias, doenças autoimunes e vacinação recente contra gripe.

Porém, conforme foi explicado nos tópicos anteriores, o protocolo atual de liberação dos resultados, com um ou dois testes confirmatórios, praticamente elimina o risco de um resultado falso positivo ser entregue ao paciente.

Causas de resultados falso negativos

A principal causa de resultado falso negativo é a realização do exame antes da janela imunológica sugerida. Pelo menos um mês de intervalo deve ser respeitado para a realização do ELISA de 4.ª geração, e pelo menos 3 meses para o ELISA de 3.ª geração.

Teste rápido para HIV

Os testes rápidos para HIV ganharam bastante popularidade a partir dos anos 2000. O teste rápido é aquele capaz de liberar o resultado em apenas 30 minutos. Este teste pode ser feito com uma pequena amostra de sangue colhida através de um furinho no dedo ou através da saliva, dependo do tipo de teste usado.

Os testes rápidos para HIV têm uma sensibilidade um pouco menor do que os testes sorológicos tradicionais, porém, ainda assim, a sua taxa de falso negativo é baixíssima. Portanto, um resultado negativo no teste rápido tem o mesmo valor do resultado negativo na sorologia tradicional. Um resultado positivo deve ser confirmado pela sorologia tradicional.

A janela de segurança do teste rápido é de 3 meses. Seis semanas de intervalo costumam ser suficientes para a maioria das pessoas, mas como alguns pacientes demoram mais tempo para desenvolver anticorpos, o teste rápido pode dar falso negativo em cerca de 8% dos casos de infecção recente.

Se o teste rápido realizado for também de 4ª geração, com pesquisa de anticorpo e antígeno, a janela imunológica é de apenas 30 dias.

Em geral, indica-se o teste rápido naqueles casos em que se deseja um resultado rápido. Ele é importante, por exemplo, para profissionais que se acidentam com agulhas (neste caso o teste é feito no profissional e no paciente) ou em grávidas que chegam em trabalho de parto sem terem realizado exames pré-natais.

Os pacientes com exposição ao HIV ou com comportamento de risco recente devem dar preferência ao teste tradicional, pois este ainda é o melhor exame para o HIV, principalmente nas infecções adquiridas há menos de 3 meses.

Pacientes sob profilaxia pós-exposição (PEP)

A profilaxia pós-exposição (PEP) é uma forma de prevenção do HIV feita através da administração de medicamentos antirretrovirais após o paciente ter sido potencialmente exposto ao vírus, como nos casos de estupro, rompimento da camisinha durante relação com alguém sabidamente soropositivo, usuários de drogas que compartilharam agulhas ou profissionais de saúde que se acidentaram com agulhas ou material biológico potencialmente contaminado.

A PEP deve ser iniciada o mais rápido possível, de preferência nas duas primeiras horas após a exposição ao vírus e no máximo em até 72 horas. A profilaxia pós-exposição dura 28 dias e o paciente deve ser acompanhado pela equipe de saúde por mais 90 dias.

O paciente deve fazer um teste rápido logo antes de iniciar os medicamentos para comprovar que já não estava previamente infectado com o HIV. Trinta dias após a exposição, deve ser feito o primeiro ELISA de 4ª geração. Como há um pequeno risco do tratamento atrasar a detecção de anticorpos e do próprio vírus nas sorologias, o ELISA deve ser repetido com 90 dias após a exposição de risco. Se vier novamente negativo, encerra-se o caso.

Para informações mais detalhadas sobre a PEP e a PrEP, leia: HIV: profilaxia pré e pós-exposição (PrEP e PEP).


Referências


Autor(es)

Dr. Pedro Pinheiro

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

Saiba mais

Artigos semelhantes

Ficou com alguma dúvida?

Comentários e perguntas

Deixe um comentário


203 respostas para “Exame HIV: janela imunológica, teste rápido, ELISA”

  1. Letícia
    Doutor fiz dois exame de 4 geração com 51 dias, método Quimioluminescência – ABBOTT – Imunoensaio de 4 geração e outro com 66 dias método enzimaimunoensaio, Laboratório diferente todos não reagente, preciso fazer mais ou posso encerrar o caso?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Com dois testes de 4ª geração realizados após o período de janela (51 e 66 dias), ambos não reagentes, você pode considerar o caso encerrado.
  2. Renato
    Boa noite Dr! Tive uma exposição de risco onde o preservativo rompeu com uma GP, substituindo rapidamente.
    Fiz exames de 4 geração CMIA com 25, 65 105 e 106 dias todos Não reagentes, só que estou com uma irritação na garganta a uns 2 meses, posso descarta a possibilidade de HIV, menso com esse sintoma?
    Desde já agradeço
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, você tem pelo menos 3 testes de 4ª geração com uma janela boa. E se já estivesse tendo sintomas de fase aguda do HIV, os testes seriam positivos.
      1. Renato
        Vou encerrar o caso então, muito obrigado doutor!
  3. Taynara
    Dr, bom dia. Sabemos que um teste de 4g descarta infecção com 90 dias da exposição já que o mesmo pega o p24 porém o HIV tipo 2 não possui o p24. Para descartar HIV tipo 2 devemos testar por mais tempo? Obrigada
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Taynara, tanto HIV-1 quanto o HIV-2 possuem o antígeno p24. A maioria dos testes de HIV padrão, incluindo os testes de ELISA de quarta geração, são projetados para detectar tanto o HIV-1 quanto o HIV-2.
  4. Lucas
    Dr tudo bem? Um teste rapido surecheck com 11 meses nao reagente é confiavel? Pode ser falso negativo?
    Obrigado
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Um teste rápido de HIV, como o Sure Check, realizado 11 meses após uma possível exposição ao vírus é considerado extremamente confiável. A janela costuma ser de 90 dias (3 meses).
  5. Ulices
    Boa noite, o teste CMIA é parecido com Elisa? Aqui onde moro não achei o Elisa apenas o cmia ( diz ser de 4 geração) o cmia feito com 90 dias pós exposição pra quem usou pep descarta HIV ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, o teste CMIA (Chemiluminescent Microparticle Immunoassay) para HIV é similar ao teste ELISA de 4ª geração. Ambos são métodos de ensaio imunológico usados para detectar simultaneamente anticorpos e antígenos do HIV no sangue.
  6. Marques
    Usei pep, teste de 4 geração com 120 dias pós exposição e 90 dias pós pep negativo. Pode encerrar o caso ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, se o teste de HIV for de 4ª geração e vier negativo após 3 meses, pode encerrar.
  7. Amanda
    Boa tarde, dr
    Usei pep e fiz teste de HIV de 4 geração com 95 dias da exposição e o PCR com 85 dias pós exposição. Muitas chances de ser falso negativo?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não, pelo contrário. É pouco provável ser um falso negativo.
  8. Marcelo Soares
    Doutor, a minha exposição foi em janeiro com um parceiro de sorologia desconhecida, fiz os seguintes exames e testes:

    30 Dias: Teste Rápido
    45 Dias: Teste Rápido
    60 Dias: Teste Rápido
    65 Dias: Exame de Quarta Geração
    84 Dias: Teste Rápido
    97 Dias: Teste Rápido
    104 Dias: Teste Rápido

    Todos com resultados não reagentes, posso encerrar o caso sem preocupar com soroconversão tardia?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Pode encerrar. A soroconversão tardia é incomum e o teste de 4ª geração negativo com mais de 2 meses é bastante confiável, pois ele não pesquisa só os anticorpos, mas também o antígeno p24 do vírus. Só valeria a pena repetir o teste com 6 meses se a relação sexual tivesse sido com alguém sabidamente HIV positivo e com carga viral elevada.
  9. Marcelo
    Dr. boa tarde!

    Relação com rompimento e rápida substituição de preservativo:

    Testes de 4ª geração
    5 dias: negativo
    10 dias: negativo
    15 dias: negativo
    20 dias: negativo
    30 dias: negativo
    55 dias: negativo

    Sem alterações significativas no valor, variando entre 0,05 e 0,07 sendo o último 0,05 e 9 testes, sendo 3 do SUS e 6 de farmácia por punção digital também negativo. Corre algum risco de soroconversão tardia ou posso descartar?

    Seu consultório é em São Paulo?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Teste de 4ª geração negativo com 55 dias é bastante confiável.
  10. Leonardo Souza Nunes
    Doutor fiz exame de 4 geração com 97 dias deu não reagente mas sinto sintomas de diarréia fraqueza e surdorese e não melhora posso estar infectado.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      É muito pouco provável um teste de 4ª geração com 97 dias estar errado.
  11. Queiroz
    Bom dia doutor, fiz teste de 4ª geração com 33 dias e com 58 dias outro, em laboratórios diferentes, todos não reagentes, preciso fazer mais?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não. Dois testes de 4ª geração negativos com cerca de 30 e 60 dias são suficientes.
      1. Queiroz
        Muito obrigado Doutor
  12. S
    Dr. Tive relação desprotegida( sexo anal) como um ficante de sorologia desconhecida. 79 dias após a relação fiz o teste do CTA da minha cidade e deu não reagente , não sei qual é a janela dos testes do cta, isso foi em 2022. Na hora fiquei nervosa e não prestei atenção se eu tinha que retornar . 79 dias foi o suficiente pra esse tipo de teste . Grata desde já
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Depende do teste. Se foi um de 4º geração, com pesquisa do antígeno p24, 79 dias é suficiente. Se foi um de 3ª geração, sem pesquisa do antígeno p24, 79 dias não é suficiente.
  13. Queiroz
    Boa tarde doutor, fiz teste 4 geração com 58 dias deu não reagente, Porém deu 0.243,sendo que com 33 dias deu 0.06 oque significa?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Isso não tem relevância. Se o resultado é negativo, o valor não importa, seja 0,243 ou 0,06.
  14. Erick
    Exame de 4 geração com. 65.dias após exposição não reagente e com mais 25 dias auto teste sure check não reagente posso encerrar o caso?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  15. Queiroz
    Bom dia doutor:obrigado pela resposta
    Fiz 2 testes 4 geração 33 dias ,como o senhor indicou,ambos laboratórios diferente, ambos Não reagente, posso encerra o caso
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Dois testes de HIV de 4ª geração com 33 dias após a exposição de risco te dá uma certeza de 99%. É muito, muito pouco provável que você esteja infectado. Eu encerraria o caso.
      1. Queiroz
        Desculpa incomodar o senhor mais uma vez,posso encerrar para hiv msm com alguns sintomas, como dores musculares alguns caroço parecendo espinhas na pela
        Desde já agradeço
        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          É pouco provável que os seus sintomas sejam de HIV, mas eles ainda precisam ser investigados. O ideal é procurar um médico. Não é normal ter “caroços” inflamados pela pele junto com dores musculares. Você precisa de um diagnóstico, mesmo sabendo que infecção pelo HIV é pouco provável.
  16. Elaine
    Olá Dr. a 9 meses atrás descobri que minha parceria é soropositiva. Logo após a descoberta, foram feito testes em 31, 63, 97, 156 e 254 dias; todos em laboratório, com pesquisa de P24. Diante desse cenário o infectologista, me deu alta e disse que não houve contaminação.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, faz sentido.
      1. Elaine
        Dr. Pedro obrigado pela resposta. Nesse caso então, não me contaminei?
        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          Tudo indica que não.
  17. Queiroz
    Bom dia ,tive uma exposição camisinha rompeu,dia 10 de janeiro ,tô com algumas sintomas,caroço parecendo espinhas ,costa e torax,fiz 3 teste de farmácia, com 19 dias 29 e 31 ,todos não reagente e confiável
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Dependendo do teste, a janela imunológica pode ser de até 3 meses. O mais seguro é fazer um teste de sangue com pesquisa do antígeno p24.
  18. Raquel
    Dr. Pedro, na literatura existem relatos de teste 4G positivando após o tempo de janela sem novas exposições? A dúvida, é pela falta de consenso no assunto entre os especialistas…
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Raquel, sim, sempre é possível haver soroconversão tardia, mas isso é um evento raro, principalmente nos testes de 4ª geração que não pesquisam só os anticorpos, mas também proteínas do vírus. É possível, mas é pouco provável que um teste Elisa de 4ª geração negativo após 30 dias seja um falso negativo.
  19. João
    Bom dia Dr., obrigado pelo seu serviço. Uma dúvida. No site do CDC (https://www.cdc.gov/hiv/basics/hiv-testing/hiv-window-period.html) dizem:
    “If you get an HIV test after a potential HIV exposure and the result is negative, get tested again after the window period for the test you took. Learn more about what a negative test result means.

    E, clicando no link da palavra “negative” (https://www.cdc.gov/hiv/basics/hiv-testing/negative-hiv-results.html):
    “If you get an HIV test after a potential HIV exposure and the result is negative, get tested again after the window period for the test you took.

    If you test again after the window period, have no possible HIV exposure during that time, and the result is negative, you do not have HIV.”

    Ora infelizmente, isto deixa abertura para interpretação.

    O que eu penso é que se o primeiro teste já foi feito fora do período de janela, não há necessidade de fazer um segundo (por exemplo, o teste foi um de 4a geração, de laboratório, feito após os 45 dias de janela). E o que eles estão a dizer é que SE fiz um teste ANTES do período de janela, devo fazer outro DEPOIS do período de janela.

    No entanto, a frase como está escrita, pode também aplicar-se a alguém que fez já um teste negativo depois do período de janela. Por exemplo, se alguém fez um teste negativo aos 60 dias, deverá fazer outro, novamente, após mais 45 dias.

    Ora esta última interpretação, apesar de ser possível, não me parece, face ao que li aqui e noutros sites, a correcta.

    Todavia, gostaria de confirmar com o Dr., para minha tranquilidade, e de outros que possam ter a mesma dúvida.

    Muito obrigado!

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      O que CDC quis dizer é que se você tiver novas relações sexuais desprotegidas no período da janela, o resultado negativo não é garantido, pois a cada nova relação desprotegida, o período de janela volta a zerar e deve ser iniciada nova contagem. Se você fez o teste com 45 dias depois da primeira relação, esse teste só garante o resultado para essa relação de 45 dias atrás. Se, no entanto, você voltou a fazer sexo, um novo teste precisa ser feito, já com a janela nova para essa relação mais recente.
      1. João
        Obrigado!
  20. Anderson
    Um casal que está possivelmente infectado com HIV recente e continuam se relacionando pode gerar uma resistência do vírus e sintomas da fazer aguda por mais tempo? É possível os dois terem soroconversao tardia com falso negativo em testes de terceira geração pós 150 e 180 dias?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se um casal está infectado com HIV com origens diferentes e continua se relacionando sem proteção, há um risco teórico de transmitirem diferentes cepas do vírus um ao outro. Isso pode potencialmente levar a uma forma de HIV conhecida como infecção por HIV “dupla” ou “superinfecção”. A superinfecção pode acelerar a progressão da doença ou levar ao desenvolvimento de cepas resistentes aos medicamentos anti-retrovirais, embora esse risco seja variável e dependa de muitos fatores.

      A soroconversão geralmente ocorre dentro de 2 a 8 semanas após a infecção, mas pode ser mais tardia em casos raros. Testes de terceira geração são projetados para detectar anticorpos contra o HIV e são geralmente considerados confiáveis após um período de janela de 90 dias. Um resultado negativo após 150 a 180 dias seria normalmente considerado conclusivo. No entanto, existem circunstâncias raras em que a soroconversão pode ser tardia, como em indivíduos com certas condições imunológicas.

  21. Eduardo
    Boa noite! A PEP pode alterar resultado de exame de 3 ou 4 geração após o fim do tratamento? Vi que só altera o de carga viral , mas os de sorologia não.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não, após o fim do tratamento com PEP, se a pessoa não foi infectada, espera-se que os testes de sorologia para HIV sejam negativos.
  22. Eduardo
    Oi, bom noite! Fiz um exame laboratorial de 4 geração com 22 dias. ECLIA = 19 e outros três de terceira geração com 30, 37 e 46 dias, não reagentes. Posso descartar?.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      O mais provável é que você não tenha se infectado, mas nenhum dos exames que você fez já estava fora da janela. Para ter 100% de certeza, o ideal era repetir o de 4ª geração.
  23. Esio
    Doutor Pedro tudo bom? Antes de mais nada parabéns pelo blog. Eu tive uma exposição de risco a 154 dias e hoje fiz o exame e o resultado foi negativo. Foi exame Roche Anti-HIV 4ª GERAÇÃO; a dúvida é se esse exame é definitivo. Nos últimos meses fiquei bem ruim da saúde.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, com um teste negativo após 154 dias, você pode ficar tranquilo.
  24. Rúben
    Olá doutor recebi masturbação e fio terra de uma mulher.
    Tenho medo que o dedo dela tivesse ferida ou ela se tivesse tocado e ter secreção vaginal.
    Fiz autoteste ao dia 42 dos que vende em Portugal. Deu negativo posso descansar ou tem de ser os 3 meses?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A transmissão por essa via que você descreve é pouco provável. Eu não sei que tipo de teste é esse autoteste que você fez. Se não há pesquisa do antígeno p24, o ideal é repetir com 3 meses. Porém, como já disse, é muito pouco provável você ter se contaminado do modo que descreve.
  25. Pedro
    Dr, pode tirar uma dúvida?
    Fiz um teste rápido 4 geração e deu negativo
    Aí fiz um Elisa 4 no dia seguinte (check-up) deu positivo, porém com imunoblot (confirmacao) não reagente.
    Fiquei assustado e fui ao Cta e fiz mais um teste com resultado negativo de 4 geração e ainda mais um de farmácia negativo.
    Vou procurar um infectologista mas o que acha que pode ser?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      O mais provável é que você não tenha sido infectado.
  26. Maya
    Boa tarde, Dr.! Troquei beijos com um rapaz que estou conhecendo! Nao sei a sorologia dele! Apenas nos beijamos num parque! Eu estava com calcinha de renda e legging e ele de shorts fino de academia! Senti minha calça molhar durante o beijo! Ele me disse que chegou a ejacular naquele momento! Como minha calça ficou molhada, tem risco de transmisao de HIV? Devo colher sorologia em 30 dias? Estou com receio do semem dele ter entrado em contato com a vulva pela calça molhada! Super obrigada!
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Muito pouco provável a transmissão desse jeito.
      1. Maya
        Bom dia, Dr! Muito obrigada pelo retorno! Porém, ainda estou muito preocupada! Esse contato é considerado de risco? Devo colher sorologia para HIV, Sifilis e Hepatite, após 30 dias desse contato ou não há necessidade? Muito obrigada!
        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          Não acho necessário, mas se isso vai te fazer ficar mais calma, pode fazer os testes.
  27. Leon
    Dr.
    Fiz sexo com uma menina , vaginal insertiva, dia 18/10, na outra semana fizemos teste rapido , o meu deu negativo, e ela disse que o dela também, mas depois de uma semana comecei a sentir sintomas como dor de garganta, tosse, íngua no pescoço, então no dia 16/11 fiz um teste de 4 geração e deu negativo , posso encerrar o caso ??
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se o teste dela foi negativo e o seu de 4ª geração após 4 semanas também, sim, pode ficar tranquilo.
  28. Rafael
    Dr.,

    Fiz uso de PEP. Com 31 dias pós exposição e 1 dia da PEP, fiz um teste 4° geração não reagente. Repeti com 54 dias da exposição e 24 dias da PEP, também não reagente. Já entendi que devo repetir com 90 dias. Mas, já tenho, ao menos, um bom indicativo? É provável que eu não tenha me infectado?

    Obrigado.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, o mais provável é que em 90 dias também seja negativo.
  29. Leticia
    Boa noite Dr, fiz um teste rápido (Shure check), após 11 meses de relação desprotegida, resultado não reagente, posso ficar tranquila e descartar o caso?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  30. isaac
    teste com o Método..: QUIMIOLUMINESCÊNCIA – IMUNOENSAIO DE 4a GERAÇÃO após 56 dias e um teste rápido com 78 dias (não reagente ambos) descarta infecção pelo hiv ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  31. Guilherme
    Olá Dr, realizei 3 exames laboratoriais, 125, 295 e 456 dias respectivamente, ambos não reagentes. Isso é definitivo ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  32. Francisco
    Um teste de 30 dias é possível não detectar antígenos e anticorpos? Por isso fala de 6 semanas pra ser 100% certeza?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Possível sempre é, mas é pouco provável que um ELISA de 4º geração dê falso negativo com 30 dias.
  33. Wes
    Doutor , desde já agradeço pelo seu tempo em responder os comentários e pelo conteúdo postado. Fiz um teste HIV (shure check),farmacia, um com 24 dias e outro com 35 dias, e por último com 60 dias. ambos deram negativo. Posso ficar tranquilo ?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se não estou enganado, esse teste não pesquisa o antígeno p24. É só sorologia. Sendo assim, a janela segura é de pelo menos 90 dias.
  34. Flávia
    Dr. Um teste rápido e um exame 4° geração negativos após 1 ano e 2 meses da exposição é a certeza que não houve infecção?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  35. mateus
    precisa estar em jejum para fazer o exame sorológico para hiv 1 e 2
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não.
  36. Fabio
    Boa tarde Dr.

    Fiz o uso da PEP corretamente após a exposição. Fiz o exame Eliza de 4a geração com 26 dias e 46 dias e um teste rápido com 36 dias. Todos deram não reagente para HIV.
    Posso ficar tranquilo? Pois vi na publicação que a PEP pode atrasar a detecção dos anticorpos e do próprio vírus.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Geralmente, se faz a sorologia 6 e 12 semanas após o fim da PEP (o protocolo pode ser um pouco diferente em alguns centros). Se em ambas o resultado for negativo, você pode ficar descansado.
  37. Fernanda
    Boa noite, Dr! Recebi masturbação de um homem! Ele introduziu parcialmente o dedo na minha vagina! Não notei ferimentos na mao dele! Fiquei com receio de ter sangue imperceptível na mão dele e ter entrado em contato com a mucosa da vagina! Fiz teste 4 geracao com 29 e com 57 dias, ambos negativos! Ouvi uma médica dizendo que tem ser no mínimo 60 dias de 4 geracao para descartar! Preciso repeti-lo? Obrigada!
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não. O risco de transmissão pela masturbação é muito, muito baixo. E com 30 dias, os testes de 4ª geração são confiáveis.
  38. Rafael
    Ola doutor, parabéns pelo trabalho. Fiz sexo oral em um rapaz e ele ejaculou na minha boca. 43 dias depois fiz um teste de farmácia (Sure check) e ele deu negativo. Será que posso ficar tranquilo?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, transmissão por sexo oral é pouco provável.
  39. Gustavo
    Boa tarde Doutor, sua publicação é com certeza a mais completa em português que achei, com fontes muito confiáveis OMS, CDC…

    Tive uma relação desprotegida, anal insertiva (18/06), fiz o teste rápido no dia seguinte e deu negativo, a pessoa fez o teste rápido 5 dias depois da relação (23/06) deu negativo também, fiquei mais aliviado, porém continuo preocupado ao saber da janela imunológica, não se deve confiar em terceiros, mas a pessoa disse que a ultima relação desprotegida foi no final de maio.

    Irei realizar outro teste dia 21/07, com o resultado posso encerrar esse pesadelo?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, com 30 dias, se você fizer um Elisa de 4ª geração e for negativo, pode ficar descansado.
  40. Fernanda
    Olá, fiz teste rápido e o teste de QUIMIOLUMINESCÊNCIA – ABBOTT – IMUNOENSAIO DE 4ª GERAÇÃO com 94 dias, e depois repeti o teste rápido com 104 dias. Todos deram negativo. Devo me preocupar ainda?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não, pode ficar descansada.
    2. Amaury
      A janela de 30 dias também vale pra teste rápido de quarta geração? Que pesquisa o P24. Fiz em laboratório, mas no exame diz que é imunocromatografico.
      1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
        Dr. Pedro Pinheiro
        Se tiver pesquisa do P24 e dos anticorpos, a janela é de 30 dias.
  41. Guilherme
    Olá doutor, teste ELISA 4ª geração e PCR QUALITATIVO de hiv realizados 32 dias após o risco, ambos negativos, posso encerrar o caso?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, o risco de falso negativo é muito baixo.
  42. Leandro
    Ola doutor, teste de 4ª geração não reagente realizado 31 dias após última relação é confiável? Relação foi utilizado preservativos do começo ao fim.
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  43. Luis
    O teste Action não reagente com 30 dias da exposição é seguro? E um teste de quimioluminescência Abott, de 4a geração, com 35 dias? Ambos não reagentes. Posso encerrar o caso?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  44. Roberto
    No caso de uma pessoa receber múltiplas transfusões de sangue a janela imunológica e a mesma?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim. Mas ela deve ser contada a partir da última transfusão.
  45. Matheus
    Pq há tantas divergências sobre janela imunológica ?tem médicos que falam em 30,60,90,180dias semana passada um urologista me orientou repetir o teste com 9meses por que há tantas divergências assim?
    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não faz nenhum sentido repetir um Elisa 4ª geração com 9 meses. Nove meses é janela para testes antigos, que já não são usados há anos. Mas divergências sempre vão existir, a gente em plena pandemia viu médicos contra vacinas e defendendo tratamentos sem nenhuma eficácia. Para os pacientes, o mais seguro é sempre seguir as orientações oficiais. No Brasil, o Ministério da Saúde tem protocolos de janela para teste do HIV. São os mesmos da OMS e de várias agências de saúde Internacionais. Neste texto, eu uso esses protocolos como fonte.
  46. Stela

    Fiz teste HIV e o Anti HIV 1/2 – Anticorpos deu indeterminado e o IBR – Imunoblot rápido (Anticorpos Anti-HIV 1/2) deu Não Reagente.

    o que isso significa?

    Conclusao: Indeferminado

    Obs: Exame sem suspeita, apenas rotina.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Provável negativo, mas houve alguma falha no processamento do material que não permitiu ao laboratório dar o resultado. Você pode repetir o teste em 30 dias.
  47. Adelir casanova

    Fiz Teste rapido com 40 dias deu negativo Poso ficar tranquilo ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se for o 4ª geração, sim. Mas se você tiver tido relações com alguém sabidamente infectado, o ideal é repetir após 3 meses, só para ter certeza.
  48. Mariton de Sousa lima

    Um teste escapa de detectar uma infecção por mais de 10 anos de HIV ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não.
  49. S.A.J.

    RECEBI sexo oral, lendo artigos vi que receber sexo oral não é exposição de risco para HIV, mas fiz o teste 4ª geração após 45 dias com resultado negativo. Posso desconsiderar HIV?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  50. Alexandre Martins

    Dr doei sangue no hemorio após 35 dias da exposição ( teste quimioluminescencia e NAT, deu positivo sífilis e o restante negativo.

    Teste rapido com 45 e 67 dias e positivo para sifilis, posso ficar tranquilo para HIV?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Com 3 testes negativos com mais 30 dias, sendo um deles com 67 dias, sim.
  51. Rafael

    Dr.! Em seu texto consta fazer teste de HIV até 06 meses. Essa informação é correta? Pelo que sei, a janela imunológica máxima seria de 90 dias. Não existem mais janelas de 06 meses, existem?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Ainda existe janela de 6 meses se a suspeita de contaminação for muito alta ou se a pessoa mantém-se sob risco de forma contínua. Há raros casos de produção tardia de anticorpos. Na maioria dos casos, porém, 30 dias é mais do que suficiente.
  52. Guilherme

    Olá, tive uma relação sexual desprotegida, fiz um teste rápido com janela imunológica de 20 dias, um com janela imunológica de 30 dias e mais um com janela de 60 dias, todos eles deram negativo, já posso desconsiderar infecção pelo HIV?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  53. Vitoria

    Fiz um teste rápido do SUS resultado negativo após 1 ano da exposição.

    Posso ficar tranquila e confiar nesse teste?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  54. Lucas

    Boa noite Dr! Tive uma relação de risco e realizei 2 testes de 4 geração com 30 e 64 dias ambos não reagentes. Já posso ficar tranquilo quanto a HIV?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  55. Mayra

    Boa noite! Recebi sexo oral (ele fez em mim) e masturbação mútua há 50 dias e somente beijos há 30 dias! Fiz teste 4 geração em laboratório com P24 + Silifis + Hepatite C! Posso ficar tranquila quanto ao HIV e demais? Obrigada

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  56. Emerson

    Oi Doutor, para pelo trabalho e paciência de responder as dúvidas que afligem muitas pessoas.

    Em uma relação BDSM, eu bebi urina e obtive penetração anal por acessórios com proteção. 30 e 45 dias apos exposição testei (4a geração) negativo. Durante esse tempo tive herpes labial, gripe forte, dores no ombro, atualmente só tenho tonturas parecendo um dor de cabeça leve mas persistente. Deve me preocupar? Obrigado

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      45 dias com Elisa 4º geração é uma janela boa. Eu só repetiria o exame com 90 dias se você souber que teve relação com alguém sabidamente soropositivo.
  57. Marcelo

    Olá! Gostaria de saber se posso confiar no resultado negativo com 5 testes rápidos negativos com 31 dias após exposição sem ejaculação e mais exame laboratório com a técnica mais moderna que o Elisa com análise p24 + antígeno feito com 35 dias após exposição sem ejaculação também negativo.

    Consultei dois médicos que disseram que posso confiar…

    Estou com crise de ansiedade lendo tantas informações, me ajude por favor.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Pode confiar nos testes.
  58. Ana

    Fiz uso da PEP e amanhã faz 90 dias da exposição… Posso fazer o exame com exatos 90 dias ou tenho que esperar mais um dia?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Tanto faz.
  59. Leonardo

    Olá Dr. Parabéns pelo trabalho! A PEP interfere no resultado do teste de 4G quimioluminescência (falso neg)?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, há um risco de falso negativo, por isso o que se aconselha é fazer um teste no dia que iniciará a PEP, outro teste com 30 dias e mais um com 90 dias após a exposição. Se todos vierem negativos, caso encerrado.
      1. Leonardo

        Obrigado pela resposta Dr. Mas se é pedido o teste com 30 dias, é porque ele já pode acusar algo neste momento correto? Entendo que a confirmação vem apenas aos 90, mas negativar aos 30 já fornece uma boa probabilidade de negativar ao final ou esse protocolo de 30 dias não tem valor clínico algum? Abraço

        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          Sim, se com 30 dias é negativo, o provável é que continue negativo com 90 dias.
  60. José Silva

    Olá! Fiz um teste Imunoensaio de 4a geração para determinação do HIV 1/2 – Método:Eletroquimioluminescência (ECLIA) / Quimioluminescência (CMIA), cujo resultado foi: Amostra Não Reagente para HIV – Índice da amostra – ECLIA 0,17.

    Este teste foi feito 60 dias após a situação de risco. Fiquei em dúvida a respeito desse valor. Existe alguma possibilidade de soroconversão? Devo repetir o teste?

    Anteriormente, havia feito um teste rápido imunocromatográfico com 30 dias após a exposição, com resultado negativo também.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não precisa repetir, esse resultado é confiável.
  61. Andressa Silveira

    Testes ELISA e NAT com resultados negativo após doação de sangue 55 dias pós situação de risco, e mais um teste rápido no CTA com 132 dias (4 meses e 8 dias) pós situação de risco, pode se descartar infecção?(foi sexo oral com ejaculação)

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, pode.
  62. rodrigo

    Método de eletroquimioluminescencia p24 0,17 com 90 dias negativo posso encerrar o caso?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  63. Fabricio

    Olá Dr. Pedro,

    Um teste de 4a geração Roche negativo por eletroquimioluminescência 47 dias após uma possível exposição de risco é definitivo? Precisa de um novo teste?

    Obrigado.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Após 30 dias, o teste é confiável. O risco de falso negativo é muito baixo. Só valeria a pena repetir se o seu contato de risco tiver sido com alguém sabidamente soropositivo e com carga viral elevada.
  64. Felipe

    Teste eletroquimioluminescência(0,22) e quiomioluminescência(Amostra não reagente) 4 geração com 60 dias,posso confiar,descansar minha mente?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  65. Matheus

    Amostra não reagente Método de eletroquimioluminescencia p24 posso encerrar o caso com 60dias?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  66. Jhon

    Boa tarde , Dr.

    Fiz Quimioluminescência Ensaio De Quarta Geração Para Determinação Do Antígeno P-24 Do HIV-1 E Dos Anticorpos Para HIV-1 (Incluindo O Subtipo “O”) E HIV-2, com 150 dias e outro com 185 dias , após exposição.Ambos deram Não Reagentes. É confiável?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  67. Renan Caramuru

    Boa noite doutor

    Um teste Quimioluminescência – ABBOTT – Imunoensaio de 4a Geração negativo com 35 e 60 dias pode haver ainda soro conversão após fazer e receber sexo oral (sem entrar em contato com fluidos) com alguém sabiamente soro positivo?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Transmissão por sexo oral é pouco provável. E se você já tem um teste com 60 dias de janela, pode descansar.
  68. Ítalo Renan

    Teste Quimioluminescência – ABBOTT – Imunoensaio de 4a Geração negativo com 23,34,44 e 51 dias após uma exposição de risco, posso encerrar o caso?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  69. Tatiana

    Teste quarta geração feito com 10 meses negativo encerrar o caso de vez.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, pode.
  70. José Leandro

    Teste Quimioluminescência – ABBOTT – Imunoensaio de 4a Geração negativo com 23,34 e 44 dias, posso encerrar o caso?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A não ser que você tenha tido relações com alguém sabidamente soropositivo, sim.
      1. Rodrigo
        Dr. Ou seja se teve relação com alguém sabiamente soropositivo a janela e uma, se não sabe a janela e outra ? Isso é confuso
        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          A janela é sempre a mesma. Mas existe algo que chamamos de risco pré-teste, que é a probabilidade de um indivíduo ter uma doença antes de realizar um teste diagnóstico. Como não existe exame diagnóstico perfeito e infalível, precisamos levar em conta que um teste negativo em um paciente com risco pré-teste baixo é um resultado mais confiável que um teste negativo em um paciente com risco pré-teste alto.
  71. Roberto

    Amostra não reagente com 58 dias pelo método p24 após o comportamento de risco é confiável?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  72. Lucas Costa

    Boa noite doutor.

    Teste Quimioluminescência – ABBOTT – Imunoensaio de 4a Geração negativo com 34 e 60 dias, posso encerrar o caso?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, 60 dias é mais que suficiente.
  73. Ana

    É possível fazer dois testes no mesmo dia, um deu resultado negativo e o outro positivo?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Um deles está errado. Tem que ver qual é o tipo de exame que você fez para saber qual é o mais confiável.
  74. KETLEn GALVÃO

    Tive uma relacao desprotegida Fiz o teste de 4 geração quimioluminecenscia p24 (10)semanas e 4 dias (75) dias e fiz o teste rápido com 164 dias posso encerra o caso?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, pode.
  75. andrea

    bom dia,

    Qual a taxa de transmissibilidade na fase do eclipse?

    att andrea

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      É baixo, pois o vírus ainda não está se replicando de forma intensa. O perigo é logo após o fim da fase de eclipse, quando há um aumento grande da viremia.
  76. Lucas Gonçalves

    Tive uma exposição com uma GP sexo anal onde a camisinha rasgou, mais teve uns 10 segundos de penetração até eu perceber, fiz exame 4 geração quimioluminencia – ABBOTT com antígeno P24 e anticorpos, com 57 dias após a exposição, encerra o caso ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, 57 dias é uma boa janela.
  77. João Vitor Gonçalves

    Boa noite doutor, fiz um teste de hiv e sífilis com 41 dias após a exposição e deu negativo, posso encerrar o caso e viver em paz?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se tiver sido um teste de 4ª geração, sim. A chance de falso negativo com 41 dias é muito baixa.
  78. Leandro

    Boa noite doutor, um teste Quimioluminescência – ABBOTT – Imunoensaio de 4a Geração com 33 dias é confiável?

    Agradeço a atenção!!

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro

      Seu risco é baixo, pode ficar descansado com exame negativo com 33 dias. O risco de falso negativo é muito pequeno.

  79. Leandro José Melo mesquita

    Fiz se um teste de 4 geração chamado

    Imunuensaio quimioluminescente com 24 dias deu não reagente devo encerrar o casa ?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      24 dias é um intervalo bom, mas não dá ainda para descartar 100%. Ainda há uns 10 a 15% de chance de falso negativo. Eu sugiro que você repita o teste daqui a 1 mês para ter 100% de certeza.
  80. Sérgio

    Doutor, tive uma relação sexual com uma garota de programa. Minha situação risco foi sexo oral (ambos). Iniciei o Pep 12 horas após a situação de rico. Após o termino do Pep (28 dias) fiz exame de 4 geração aos 33 dias / 47 dias/ 62 dias após exposição e todos foram não reagentes. Posso encerrar o caso?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, pode.
  81. Matheus

    Bom dia Doutor! Tive uma única relação vaginal de poucos minutos com uma mulher. Fiz o teste de 4 geração quimioluminecenscia com 6 semanas (42 dias) e o resultado foi negativo. Posso ficar tranquilo? Caso encerrado?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  82. Sandra

    Doutor toquei com mão numa toalha que estava cheia sémen! Estava bastante seca corro o risco de apanhar o hiv ! Muito obrigado

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não.
  83. Edilson

    Tive relações desprotegidas 10 anos atrás. Fiz o teste rápido recentemente no posto de saúde e deu negativo, posso ficar tranquilo?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, pode.
  84. Daniel

    Não entendo, o manual do Ministério da saúde diz 30 dias de janela.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Depende da técnica utilizada. Os testes mais novos, com pesquisa do antígeno p24 têm janela mais curta. Você tem o link dessa informação para eu dar uma olhada? Acredito que o MS esteja sugerindo uma janela maior do que a janela real dos exames por questão de segurança.
  85. Mirian

    Teste rápido positivo e sorologia negativa.? Como proceder

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Se a sorologia foi um ELISA de 4ª geração, esse é o resultado que você deve considerar.
  86. Ana

    DR.é possível um casal vivendo durante 5 anos e um testar positivo p hiv é outro não

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim.
  87. Alexsandra

    Preciso esclarecer uma dúvida, uma pessoa que toma coquetel, tem o vírus do hiv, o exame dela de sangue pode dá negativo pra hiv?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      O que dá negativo se o tratamento estiver fazendo efeito é a carga viral.
  88. Hipolito Szinke Filho

    É possivel contaminação pela saliva, em qualquer situação, sendo beijo,uso de talheres,

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Não.
  89. Anderson

    Fiz 3 testes em laboratorio com 30 com 56 e com 62 dias todos nao reagente e definitivo ou precisa ainda fazar outros

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      A não ser que você tenha tido relações com alguém sabidamente soropositivo, não há porque fazer mais testes.
  90. Rafael

    Doutor boa noite

    Um teste rápido com 138 dias após a exposição não reagente é confiável???? Ou existe chance de ainda positivar.

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Sim, é confiável.
  91. Kyamimwene

    Apesar de confiável, ainda há chances de positivar, sem outra situação de risco Ou seja ,para essa mesma situação?

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      Chance sempre há, pois não existe exame 100% confiável, mas é muito pouco provável.
  92. Maria

    Gostaria de saber qual a geração do meu exame

    Método :imunoensaio quimioluminescente com micropartículas – cmia

    Método detecta a presença de anticorpos anti HIV 1 e 2 e antígeno p24

    Foi feito com 52 dias da relação

    Fiz tbm um teste rápido oral com 64 dias

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      É um imunoensaio de 4ª geração com pesquisa de antígeno p24. É um teste moderno. Esse resultado é confiável com 52 dias.
      1. Marcelo

        Com 48 dias é confiável também?

        1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
          Dr. Pedro Pinheiro
          Após 30 dias, é bastante confiável.
  93. Manoel

    Fiz 3 testes no posto de saúde cada um com 1 mês de diferença um do outro os 3 com resultado Elisa reagente, Immunoblot não reagente para nenhuma banda do virus. Carga viral indetectável e cd4 839.

    Fui orientado a continuar me testando até o Elisa dar NÃO REAGENTE, estou muito angustiado. Não estive em situação de risco e não consigo entender esse resultado

    Tenho ou não tenho o vírus???

    1. Avatar de Dr. Pedro Pinheiro
      Dr. Pedro Pinheiro
      É provável que seja um falso positivo. Você já foi avaliado por um infectologista? Geralmente, quando o ELISA é positivo e o teste confirmatório é negativo, o paciente não tem HIV em 90% dos casos.