Fotos de micose na virilha (tinea cruris)

Autor(a): Dr. Pedro Pinheiro

20 comentários

Atualizado:

Tempo estimado de leitura: 3 minutos.

O que é a micose na virilha?

A micose de virilha, também conhecida como tinea cruris ou coceira de jóquei, é uma forma de micose que pertence a um grupo de infecções fúngicas da pele chamado tinea, impinge ou dermatofitoses.

Os fungos que provocam as dermatofitoses são chamados de dermatófitos. Existem mais de 50 espécies de fungos dermatófitos, distribuídos entre 9 gêneros. Nos humanos, os principais gêneros que causam infecção são TrichophytonMicrosporum e Epidermophyton.

A tinea pode surgir em qualquer área da pele ou onde haja pelos ou unhas. Os principais tipos de dermatofitoses são:

  • Tinea pedis: infecção por dermatófitos no pé, também chamado de frieira ou pé-de-atleta.
  • Tinea cruris: infecção por tínea na virilha.
  • Tinea capitis: infecção dos cabelos do couro cabeludo por tínea.
  • Tinea unguium: infecção fúngica da unha, também chamada de onicomicose.
  • Tinea barbae: infecção dos pelos da barba.
  • Tinea corporis: infecção por dermatófitos em superfícies da pele que não sejam os pés, virilha, rosto, couro cabeludo ou barba.

Neste artigo vamos mostrar imagens das lesões mais típicas da micose na virilha. Se você quiser saber mais sobre a tinea cruris e outras formas de tínea, acesse os seguintes links:

Imagens de tinea cruris

Tínea cruris
Lesão arrendondada com bordas mais nítidas

Os principais sintomas da micose na virilha são coceira intensa e vermelhidão na região ao redor de uma ou ambas virilhas.

A tinea cruris geralmente começa com uma placas avermelhadas na face interna de uma ou ambas as coxas, com bordas bem demarcadas. A lesão pode se espalhar sobre a parte interna das coxas indo até a região pubiana e glúteos. As lesões costumam se expandir em forma de círculos.

Micose de virilha

Nos homens, a bolsa escrotal e o pênis são habitualmente poupados ou apresentam vermelhidão mais branda. Esse detalhe ajuda na distinção entre a tinea cruris e a micose pelo fungo cândida, já que a candidíase na região inguinal nos homens frequentemente acomete a bolsa escrotal e o pênis

Micose de virilha no homem
Lesão nas virilhas, poupando bolsa escrotal e pênis
Micose de virilha
Coceira de jóquei
Coceira do Jóquei
Lesão avermelhada com bordos arredondados
Micose de virilha
Tinea cruris

Conforme é possível ver nas fotos, são muito comuns as lesões arrendondadas que vão se expandindo do centro para a periferia. As bordas costumam ser mais avermelhadas e destacadas e o centro mais claro.

Micose de virilha
Foliculite dermatofítica

Alguns pacientes podem apresentar foliculite dermatofítica, que se apresenta como pápulas e/ou pústulas ao longo da borda, como na imagem acima.

Tinea cruris
Micose inguinal
Tínea cruris
Tinea cruris

Referências


Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

COMENTÁRIOS (por favor, leia as regras do site antes de enviar a sua pergunta).
Temas relacionados
Vídeo micose de unha Vídeo: Micose nas unhas (onicomicose)
candidíase vaginal Candidíase vaginal: como se pega, sintomas e tratamento
Candidíase vaginal Tratamento da candidíase vaginal: cremes e remédios
Candidíase no homem Candidíase em homens: sintomas, fotos e tratamento
Micose virilha Micose na virilha (tinea cruris): sintomas e tratamento
Piedra branca Piedra branca (e negra): causas, sintomas e tratamento
Esporotricose Esporotricose: causas, sintomas e tratamento
Onicomicose Micose de unha: sintomas, causas e tratamento
clotrimazol Clotrimazol: creme para candidíase e micoses
Candidíase Candidíase: tipos de infecção por Candida
Caspa Caspa: causas, sintomas e tratamento
pie de atleta Frieira (pé de atleta) – Causas e tratamento
Leuconíquia Leuconiquia: manchas brancas nas unhas
Paroníquia no dedo da mão Unha inflamada (paroníquia): causas e tratamento
dermatite seborreica Dermatite Seborreica: causas, sinais e tratamento