URINA ESPUMOSA E PROTEINÚRIA

Se você notou que a sua urina tem se tornado mais espumosa que o habitual, isso pode ser um sinal de doença nos rins. O excesso de espuma costuma indicar que você está perdendo proteínas na urina.

Proteínas na urina – proteinúria

Uma das funções básicas dos rins é excretar na urina as substâncias do sangue que estão em excesso, que são tóxicas ou que não nos tenham utilidade. Obviamente, as proteínas não se enquadram nesta definição, não devendo, portanto, serem excretadas na urina (se você não entende bem o que é uma proteína,  leia: O QUE SÃO PROTEÍNAS E AMINOÁCIDOS?).

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

A presença de proteínas na urina costuma ser um sinal de que os glomérulos, unidades funcionais do rins responsáveis pela filtração do sangue, estão danificados. Quando os glomérulos estão sadios, eles são capazes de separar as substâncias do sangue que devem ser filtradas, eliminando o que não é útil na urina e mantendo o que é importante no sangue.

Quando os rins estão doentes e perdem proteínas na urina, damos o nome de proteinúria.

Como identificar uma proteinúria

A presença de uma urina espumosa é um sinal clássico de proteinúria. Porém, não se assuste se você notar apenas uma pequena quantidade de espuma ao urinar. Essa pequena espumação é  provocada pelo turbilhonamento da urina ao bater na água do vaso sanitário. Se a água estiver com algum produto químico, a formação de espuma pode até ser maior do que você está habituado. Em geral, quando há proteinúria relevante, a formação de espuma é intensa, parecendo colarinho de chope, e demora a desaparecer. Na maioria das vezes, o paciente que perde proteínas na urina não tem dúvidas que o padrão de espumação da sua urina se alterou recentemente.

Urina espumosa - proteinúria
Urina espumosa – proteinúria

De qualquer modo, para se evitar confusões, sempre que você suspeitar que a sua urina está espumando demais, o ideal é fazer um exame de urina para tentar identificar a presença de proteínas na mesma. O exame mais simples é o EAS (também chamado, em algumas regiões, de urina tipo 1 ou urina tipo 2), que pode ser feito com apenas alguns mililitros de urina (leia: EXAME DE URINA | Leucócitos, nitritos, hemoglobina…).

Uma vez identificada a existência de proteinúria, o próximo passo é quantificá-la. Quanto maior a perda de proteínas, mais grave é a lesão dos rins.

Como quantificar a proteinúria

Saber ao certo o grau de proteinúria é importante para avaliar o grau da lesão renal e para formular as primeiras hipóteses diagnósticas, já que doenças diferentes causam graus distintos de proteinúria.

A excreção de até 150 mg por dia de proteínas  é considerada normal. Destas 150 mg,  no máximo 30 mg podem ser de albumina, que é o tipo de proteína mais comum no nosso sangue. As outras 120 mg de proteínas são basicamente imunoglobulinas (anticorpos) e aminoácidos. A perda de albumina na urina é chamada de albuminúria.

Portanto, estaremos diante de perdas anormais de proteínas na urina toda vez que identificarmos uma proteinúria total maior que 150 mg por dia e/ou uma albuminúria maior que 30 mg por dia (mesmo que a proteinúria total seja inferior a 150 mg por dia).

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

Existem dois exames de urina que podem quantificar a proteinúria e a albuminúria:

– Urina de 24 horas (leia: URINA DE 24 HORAS | Como colher e para que serve).
– Avaliação da relação entre proteína urinária e creatinina urinária.

Excetuando-se os Nefrologistas, que são os médicos especialistas em rins, a maioria dos outros médicos só está acostumada a trabalhar com a urina de 24 horas, por isso, este acaba sendo o exame mais solicitado quando se pretende quantificar uma proteinúria  (leia: MÉDICO NEFROLOGISTA | O que é nefrologia?).

É importante frisar que, para o diagnóstico de proteinúria ser estabelecido, é preciso mais de um exame positivo em dias diferentes. Proteinúrias transitórias podem ocorrer após esforço físico intenso ou quadros febris. A proteinúria clinicamente relevante é aquela que é persistente e pode ser identificada em vários exames de urina realizados em diferentes momentos.

Graus de proteinúria

De acordo com o resultado da urina de 24 horas, podemos graduar a proteinúria da seguinte forma:

– Proteína total menor que 150 mg/dia e albumina menor que 30 mg/dia = urina normal.
– Albumina entre 30 mg e 300 mg por dia = albuminúria moderadamente aumentada (antigamente chamada de microalbuminúria).
– Proteína total entre 300 mg e 500 mg por dia = proteinúria discreta.
– Proteína total entre 500 mg e 1000 mg por dia = proteinúria leve.
– Proteinúria entre 1000 e 3500 mg por dia = proteinúria moderada.
– Proteinúria acima de 3500 mg por dia = proteinúria grave (proteinúria nefrótica).

Sintomas da proteinúria

Microalbuminúria ou proteinúrias discretas não costumam causar sintomas, nem mesmo aumento da espumação da urina. Ambas são sinais precoces de lesão renal e só podem ser identificadas através de exames laboratoriais.

Proteinúrias mais intensas, principalmente aquelas com mais de 1000 mg por dia, costumam provocar sinais e sintomas, como urina espumosa e edemas nas pernas. Quanto maior for o grau de proteinúria, maiores serão os edemas, podendo o paciente apresentar anasarca, um quadro de retenção de líquidos grave, com edemas generalizados, acometendo pernas, barriga, braços, face e até pulmões. Este quadro recebe o nome de síndrome nefrótica (leia: SÍNDROME NEFRÓTICA | Causas, sintomas e tratamento).

Pacientes com proteinúria apresentam elevado risco de evoluírem para insuficiência renal a médio/longo prazo (leia: INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA).

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

Causas de proteinúria

Diversas doenças podem provocar lesão dos glomérulos e levar à proteinuria, entre elas, podemos citar:

– Diabetes mellitus (leia: O QUE É DIABETES?).
– Lúpus (leia: LÚPUS ERITEMATOSO SISTÊMICO (LES)).
– Doenças primárias do glomérulo (leia: O QUE É UMA GLOMERULONEFRITE?).
– Hepatite (leia: AS DIFERENÇAS ENTRE AS HEPATITES).
– Sífilis (leia: SINTOMAS DA SÍFILIS).
– SIDA (AIDS) (leia: SINTOMAS DO HIV E AIDS (SIDA)).
– Reação a anti-inflamatórios (leia: AÇÃO E EFEITOS COLATERAIS DOS ANTI-INFLAMATÓRIOS).
– Câncer (leia: CÂNCER (CANCRO) – SINTOMAS E DEFINIÇÕES).
– Eclâmpsia (leia: ECLÂMPSIA E PRÉ-ECLÂMPSIA).
– Obesidade (leia: OBESIDADE E SÍNDROME METABÓLICA).
– Hipertensão arterial (leia: HIPERTENSÃO ARTERIAL | Sintomas e tratamento).
– Mieloma múltiplo (MIELOMA MÚLTIPLO | Sintomas e tratamento).

A principal causa de proteinúria é o diabetes mellitus, motivo pelo qual todo paciente diabético deve fazer exames de urina rotineiramente. O aparecimento de uma microalbuminúria é o primeiro sinal da nefropatia diabética, importante doença renal provocada pelo excesso de glicose no organismo.

O que fazer quando se nota uma urina espumosa

O primeiro passo é procurar orientação médica para a realização de análises laboratoriais da urina. Uma vez confirmada a existência de proteinúria, o passo seguinte é identificar a causa, caso esta já não seja óbvia, como no caso de pacientes já sabidamente diabéticos.

O médico indicado para investigar uma proteinúria é o Nefrologista. Em muitos casos, o diagnóstico da origem da proteinúria só é estabelecido após uma biópsia do rim (leia: ENTENDA A BIÓPSIA RENAL).

Como tratar uma urina espumosa

O tratamento definitivo da proteinúria depende da sua causa. Há casos que podem ser curados, outros não. Por exemplo, se a proteinúria estiver sendo causada por uma lesão renal provocada por uma nefropatia diabética, como ainda não existe cura para o diabetes, o máximo que podemos fazer é controlar os níveis sanguíneos de glicose para tentar retardar a progressão da doença renal. Mas, curar o rim não é possível.

Por outro lado, se a proteinúria estiver sendo causada por uma glomerulonefrite, como Nefropatia por IgA, glomerulosclerose segmentar e focal (GESF) ou nefropatia membranosa, existe a possibilidade de cura e reversão total da proteinúria. Alguns casos de nefropatia por lúpus também podem ser revertidos com tratamento.

De modo geral, independente da causa, todo o paciente com proteinúria deve tentar controlar a pressão arterial de forma rigorosa, mantendo-a abaixo de 135/85 mmHg, e evitar ao máximo o consumo de sal. Se possível, medicamentos que reduzem parcialmente a proteinúria devem ser prescritos, entre eles: enalapril, ramipril, lisinopril,  losartan, candesartana ou valsartana.

O controle do grau de proteinúria ajuda a retardar a progressão da lesão renal, diminuindo o risco do paciente vir a perder os rins e precisar fazer hemodiálise no futuro (leia: O QUE É HEMODIÁLISE).

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

Deixe um Comentário

Antes de comentar, leia as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Seu email não será publicado.

270 Comentários

  1. Zeze Caldas

    Bom dia Dr. Estou preocupada exames acusaram 1072,68 mg/24 horas Microalbuminuria. É perigoso? O que não posso comer estou perdida. Grata

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      É uma quantidade relevante de albumina na urina. Você precisa ser vista por um Nefrologista.

  2. Nan Joseph

    Minha urina tem geralmente saído com bastante espuma e demora um tempo pra sumir isso e sinal de algum possível problema?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      É possível. Você precisa fazer um exame de urina.

  3. Helder

    Boa tarde, Dr. Pedro.

    Primeiro de tudo queria dar os parabéns pelos excelentes temas que aqui traz e pela forma cristalina que os aborda e explica.

    Agora a pergunta:
    Nas últimas 4/5 semanas reparei que a minha urina tem sido bastante espumosa (1 a 2 cm de altura), demora bastante tempo a desaparecer e mesmo urinando num recipiente o resultado foi sempre o mesmo. Entretanto fiz o exame à urina e para meu espanto deu proteína negativa!
    Haverá alguma razão para isto acontecer ou outra condicionante para criar tal espuma sem ser proteína? Ou até ser mesmo erro do exame?

    Aguardo resposta!
    Muito Obrigado.

    Cumprimentos!

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Se o seu jato de urina for muito forte, o turbilhonamento provocado quando a urina bate na parede do vaso sanitário pode criar espuma. Se você não tem nenhum outro tipo de sinal ou sintoma, e o exame de urina foi negativo, eu não me preocuparia.

  4. JOSE

    Boa tarde. Quando a urina apresenta uma espécie de mancha de “óleo” por cima, pode ser indicativo de problemas renais? Pois, ultimamente, após urinar têm ficado uma mancha por sobre ela no vaso sanitário, como se fosse óleo. Independente, do wc que eu use. Grata.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Sim, isso chama-se lipidúria. Pode ser sim um sinal de doença renal.

  5. Caio Puiani

    Dr. Sou diabético Tipo 1 há 18 anos e faço uso da Insulina Humalog na bomba de infusão de insulina. Hoje estou com 23 anos.
    Acabei de passar ao medico endocrino e ele me receitou losartam de 50 e trezor de 10. Me disse que comecei a ter microalbuminuria. Sei das complicações renais pois tenho uma tia diabética transplantada. Gosto muito de academia. Vou todos os dias. Aí vem a questão. .. Eu posso estar fazendo uso de Way protein e BCAA ??
    Ficarei no aguardo Doutor !
    Obrigado !!

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Não é indicado, pois pode agravar a sua proteinúria.

  6. isabel cristina

    Boa noite, Dr. Pedro. Fui diagnosticada com diabetes tipo 2, com isso fiz todos os tipos de exame que o senhor possa imaginar. Todos deram normais. O único que apresentou uma pequena deficiência foi falta de vitamina D, mas muito pouco. A glicose está controlada, mas minha urina tem saído com espuma. Fiz exame de urina rotina e não acusou nada de proteína, glicose, sangue, enfim, nada na urina. Posso mesmo tendo dado normal, estar com algum problema nos rins? Qual o melhor exame para que se possa detectar isso? Obrigada!

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Se o exame de urina foi todo normal, não se preocupe. Provavelmente, a espuma que você vê não deve ser assim tão intensa.

  7. Jorge Maia

    Doutor resultado da minha biopcia foi 1. glomeruloesclerose segmentar e focal, variante ”tip lesion(4/36)
    2.atrofia tubular focal com fibrose intersticial discreta. a dr afirmou que ja tive perda de 14% dos rins
    estou fazendo uso de prednisona 50mg dia.
    estou a espera da ciclosporina, esse medicamento pode reverter a proteinúria?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Esse resultado sugere uma doença que pode ainda pode ser tratada com sucesso. Em muitos casos, somente a prednisona é suficiente. A ciclosporina costuma ficar reservada para os casos que não respondem.

  8. joana silva

    Doutor, meu exame 24h deu 840 de proteina o que fazer?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Tem que pedir a opinião de um Nefrologista. Ele vai saber dizer se esse resultado é para ser valorizado ou não.

  9. FRED

    O uso frequente de antinflamatórios, ou ainda, por ter problemas de colesterol e tomar sinvastatina podem causar proteinúria. Pode se ter dores nos rins ?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      O uso frequente e prolongado de anti-inflamatórios pode causar proteinúria.

  10. Elane Oitabem

    Dr. meu exame de Proteinas Totais Urina deu 170mg. É um valor auto? Devo me preocupar com o funcionamento do meu rim? Obrigada.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Discretamente acima do normal. É preciso avaliar o seu contexto clínico para saber se isso é um achado relevante ou não.

      1. Elane Oitabem

        Tenho rins policísticos. é relevante o valor do exame?

        1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

          Não tenho como opinar com tão pouca informação. Não é algo tão linear. Não basta saber 2 ou 3 informações para eu poder dizer algo com segurança. O seu nefrologista tem muito mais dados para lhe informar melhor.

  11. vinicius

    MICROALBUMINURIA 4,00 mg/dia ta alta? tem alguma alteração?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Albuminúria de 4 mg por dia é normal

  12. jackson

    Ola doutor esses tempos atras o medico me receitou nimesulida 200 mng 2vezes ao dia apos ter terminado de tomar nitei minh urina espumosa alem do normal, se for proteurinia tem cura

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Depende da causa.Tem que investigar.

  13. Isabel Guimarães

    Doutor Pedro, muito obrigada. Amanhã iremos ao AC para fazer exames de sangue e vou tentar falar c o médico antes da próxima consulta que seria dia 7. Minha mãe tem 78 anos e c essa idade não há tempo a perder. Parabéns pelo seu trabalho. Abraço fraterno.

  14. Isabel Guimarães

    Doutor, por favor, nos oriente. Minha mãe tem LLC e está tomando 20 mg de Prednisona há quase 30 dias, sendo acompanhada por um oncologista clínico do hospital AC Camargo. Este medicamento é a causa da urina espumosa? Desde já agradecemos

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Não deve ser. Em alguns casos, a própria LLC pode levar à perda de proteínas na urina. Tem que avisar ao oncologista sobre esse sinal.

  15. mariana

    Oi Doutor gostaria de uma informação tenho 25 anos ,descobri que só tenho 1 rim a uns 4 meses pq andei tomando antiinflamatorios por conta propria por causa de colicas menstruais e comecei a sentir dor ao urinar, o medico pediu alguns exames os de sangue deu todos sem nenhuma alteração mas o de urina 24 hs ja repeti 3x e esta tendo perda de proteína de 605,00 mg/24 hs. Isso pode ser por eu so ter 1 rim???

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Pode, mas pode ser também pelo uso dos antiinflamatórios, ou pode ainda ser uma outra coisa. Sugiro que você seja vista por um Nefrologista para fazer essa investigação.

Página 2 De 2