Artigo atualizado em 24/02/2014

MELANOMA MALIGNO | Câncer de pele

O câncer de pele é o tumor maligno mais comum na espécie humana. No Brasil, o câncer de pele representa cerca de 25% de todas as neoplasias malignas. Existem basicamente três grandes grupos de câncer de pele:

1. Carcinoma Basocelular (CBC).
2. Carcinoma Espinocelular (CEC).
3. Melanoma maligno.

A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento do câncer de pele. Além dos raios solares, esta radiação também é encontrada nas cabines de bronzeamento artificial. O efeito da radiação ultravioleta na pele é cumulativo, ou seja, mesmo após a interrupção da exposição ao sol, as alterações cutâneas ainda podem se manifestar anos depois.

Neste texto vamos falar especificamente sobre o melanoma, o mais grave tipo de câncer de pele. Se você quiser informações sobre o carcinoma basocelular, leia: CARCINOMA BASOCELULAR | Câncer de pele

O que é o melanoma maligno?

A melanina é um pigmento produzido pelos melanócitos, sendo responsável pela nossa cor da pele, dos olhos e dos cabelos. Quando somos expostos ao sol, os melanócitos são estimulados a produzem mais pigmento, fazendo com que a pele fique mais escura.

O melanoma é o tumor maligno que se origina nos melanócitos, as células da pele responsáveis pela produção da melanina. Os melanócitos são encontrados principalmente na pele, porém, também estão presentes nos olhos, trato gastrointestinal, meninges e mucosas orais e genitais. Isto significa que, apesar da imensa maioria dos melanomas se tratarem de cânceres de pele, ele eventualmente pode surgir nos olhos e nos intestinos, por exemplo.

O melanoma é responsável por apenas 4% de todos os tipos de câncer de pele, entretanto, ele é o mais grave e agressivo, uma vez que causa metástases com grande facilidade. Apesar de não ser o tipo mais comum, cerca de 3/4 das mortes por câncer de pele são causadas pelo melanoma.

Causas e fatores de risco para melanoma

Câncer de pele: Melanoma

Quanto menos melanina uma pessoa tiver em sua pele, ou seja, quanto mais clara for a mesma, menor é a sua proteção contra os efeitos nocivos da radiação solar. Pessoas ruivas, loiras, com olhos claros ou com sardas na pele são as mais propensas a desenvolverem o melanoma. Aquelas pessoas que sempre se queimam ao sol e quase nunca ficam bronzeadas também correm maior risco. Outro sinal de vulnerabilidade é a presença de várias pintas ou sinais escuros na pele (chamado em medicina de nevus). Pessoas com mais de 50 pintas  pelo corpo são mais susceptíveis ao melanoma.

A exposição solar é o principal fator de risco para qualquer câncer de pele, incluindo o melanoma. O padrão e o tempo cumulativo de exposição solar ao longo da vida estão associados ao tipo de câncer de pele que a pessoa pode desenvolver. Os cânceres de pele não-melanoma ocorrem naquelas pessoas com alta exposição solar ao longo da vida, surgindo principalmente nas áreas da pele mais expostas, como face, mãos e antebraço. Já o melanoma tende a surgir naquelas pessoas com exposição solar menos frequente, porém de alta intensidade, como, por exemplo, naquelas pessoas de pele mais clara que durante as férias acabam pegando sol em excesso, ficando com dolorosas e extensas queimaduras solares. Essas exposições esporádicas, porém intensas, são mais perigosas quando ocorrem durante a infância e adolescência. Indivíduos com mais de cinco episódios de exposição solar excessiva com importantes queimaduras apresentam até duas vezes mais riscos de desenvolverem melanoma na vida adulta.

Outros fatores de risco para melanoma:

- Bronzeamento artificial: assim como a exposição solar natural, o bronzeamento artificial através de câmaras de luz ultravioleta aumenta em até 75% o risco de melanoma, principalmente se usados antes dos 35 anos.
- História familiar: se um parente seu de primeiro grau (filhos, irmão ou pais) já teve melanoma, isso significa que geneticamente você também está mais propenso a tê-lo.
- Imunossupressão: pessoas com sistema imunológico debilitado (pacientes com AIDS, transplantados ou sob quimioterapia, por exemplo) apresentam maior risco de desenvolverem melanoma.
- Viver nos trópicos: pessoas que vivem próximas à linha do Equador, principalmente se tiverem pele clara, apresentam maior risco de desenvolverem melanoma. Para negros e hispânicos este fator não é tão importante.
- Endometriose (leia: ENDOMETRIOSE | Sintomas e tratamento): não se sabe bem o porquê, mas mulheres com história de endometriose apresentam maior risco para câncer de pele do tipo melanoma.
- Parkinson (leia: DOENÇA DE PARKINSON | Sintomas e tratamento): pacientes com doença de Parkinson também apresentam maior incidência de melanoma. A causa é desconhecida.

Prevenção do melanoma

Como pelo menos 2/3 dos casos melanoma são causados por uma excessiva exposição solar, a principal medida preventiva contra o câncer de pele é, logicamente, reduzir a exposição solar.

Recomendações sobre exposição solar e de raios ultravioleta:

- Não pegue sol até ficar com queimaduras solares.
- Não faça bronzeamento artificial.
- Use filtro solar, no mínimo fator 30, idealmente fator 50. Reforce a aplicação a cada duas horas (leia: PROTETOR SOLAR | FILTRO SOLAR | Como se proteger do sol)
- O uso de filtro solar não torna desnecessário evitar uma exposição prolongada ao sol.
- Não economize no filtro solar. A maioria das pessoas, para fazer a embalagem durar mais tempo, acaba não usando a quantidade de filtro solar necessária para uma devida proteção da pele.
- Use óculos escuros com proteção contra raios UV.
- Evite a exposição solar no período de 10h às 16h.
- Diminua a frequência com que se banha ao sol.
- Use chapéu quando for ficar muito tempo exposto ao sol.
- Quando trabalhar ao ar livre, use roupas leves mas que cubram as pernas e braços.

Sintomas do melanoma

Foto melanoma

O melanoma pode surgir em qualquer área do corpo, mas ele normalmente aparece em áreas onde houve intensa exposição solar, como costas, braços, pernas e face. O melanoma também pode surgir em áreas com pouca exposição solar como solas dos pés, palmas das mãos e embaixo das unhas. Como também existem melanócitos em outras áreas do corpo, o melanoma pode, menos frequentemente, surgir nos olhos, intestinos e trato genital, por exemplo.

O primeiro sintoma do melanoma costuma ser o aparecimento de uma mancha escura nova na pele, ou alteração das características de uma pinta (nevus) antiga .

4 exemplos de melanoma

A sociedade americana de dermatologia desenvolveu um guia chamado A-B-C-D-E para orientar médicos não dermatologistas e pacientes a identificarem lesões suspeitas. Este guia diz que os melanomas apresentam as seguintes características:

A- Assimetria: as pintas comuns costumam ter formas simétricas, geralmente ovais ou arredondadas. O melanoma é geralmente assimétrico.
B – Bordas: os melanomas têm bordas irregulares e que se confundem com a pele normal. As pintas sempre têm bordas regulares e bem definidas.
C – Cor: os melanomas costumam ter variações de cor dentro da mesma lesão, apresentando algumas áreas com coloração diferente ou de maior intensidade.
D- Diâmetro:  as pintas comuns não costumam crescer para além de 6mm (0,6cm) de diâmetro. Os melanomas podem começar pequenos, mas lesões com mais de 6mm são características deste tipo de câncer de pele.
E – Evolução: pintas que mudam formato, cor ou tamanho ao longo do tempo são sempre consideradas lesões passivas de serem câncer de pele. Se uma pinta começar a sangrar, ulcerar ou coçar, também deve ser considerada suspeita.

É importante salientar que a maioria das pintas (nevus) não sofre transformação para melanoma, assim como a maioria dos casos de melanoma não surgem destas lesões.

O melanoma inicialmente costuma ser uma lesão plana. Quando a mesma começa a se transformar em uma lesão elevada na pele, é sinal de que também está crescendo em profundidade. A profundidade atingida e a espessura da lesão são os parâmetros que definem a probabilidade de haver metástases e invasão de tecidos profundos.

Diagnóstico do melanoma

O diagnóstico inicia-se no exame clínico da lesão suspeita. Médicos experientes podem fazer o diagnóstico de alguns casos apenas com o exame físico. Entretanto, o diagnóstico de certeza somente é feito com a biópsia da lesão.

Uma vez que a biópsia confirme a existência do melanoma, o próximo passo é saber se a lesão está localizada ou já se espalhou pelo corpo. Para tal, pode ser necessária a biópsia de linfonodos ao redor da lesão à procura de sinais de metástases. Quanto mais profundo for o melanoma, maior é o risco de doença disseminada.

Tratamento do melanoma

O tratamento depende do grau de evolução do câncer de pele, porém, em todos os casos a remoção cirúrgica de toda a lesão está indicada. Em melanomas muito iniciais, a remoção cirúrgica basta para a cura. Se a lesão já estiver mais avançada, quimioterapia e radioterapia podem ser necessárias.

Alguns pacientes podem ser tratados com imunoterapia, que consiste na administração de drogas que fortalecem nosso sistema imune, fazendo com que o mesmo ajude no combate das células cancerígenas. Um exemplo de droga usada na imunoterapia é a Interleucina-2. Este tratamento apresenta efeitos colaterais frequentes e nem todos os doentes conseguem tolerá-lo.

Vérsion en español:  MELANOMA | Cáncer de piel
Publicidade
  • Anonymous

    Dr. Apareceu primeiramente 1 pontinho vermelho de 1mm de comprimento proximo ao meu joelho direito de cor vermelha dps apareceu no deltoide direito outro e no deltoide esquerdo outro sao bem pequenos 1mm de comprimento. O problema e que eles nao cicatrizam e ja tem mais ou menos 1 mes. Gostaria que o senhor mim esclarecesse oq poderia ser isso!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    VocÊ tem que procurar um dermatologista. Não tenho como dar opinião sobre um lesão que não examinei.

    abs

  • Anonymous

    Achei bastante interessante as explicações.Como leiga ,consegui entender o que busquei.Muito boa as fotos,as explicações,informações técnicas,etc.Parabéns.Iris-Nova Iguaçu-RJ

  • Anabela Rodrigues

    Olá, eu sou a Anabela Rodrigues e estou a viver o drama que é o melanoma grau 5, já fiz 13 cirurgias, umas mais complicadas que outras. Estou com muito medo do meu futuro, pois tenho 46 anos e gosto muito de viver, mas a luta não está a ser fácil, gostava de saber se tenho hipóteses de cura, o meu sinal era na perna, junto da virilha, e estou com metásteses, de inicio só junto ao sinal inicial agora já também no braço, estou a ser seguida no ipo de Lisboa, mas vivo numa ansiedade horrivel. será que há algum tratamento novo para combater esta maldita doença?
    Respeitosos cumprimentos
                                                     
                                                      Anabela

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Anabela, não tenho como te ajudar. Mas saiba que o IPO é um excelente centro de referência para câncer. Pode ter certeza que o que for possível será feito.

      • Anabela Rodrigues

        Eu sei que estou a ser acompanhada por uma grande equipe, mas as cirurgias continuam a surgir, não estou a fazer nada para impedir o aparecimento da novas metásteses, o que me deixa muito angustia!
        Já ouvi falar em vários medicamentos usados para o meu caso mas o meu médico diz que não se aplica ao meu caso, a minha vida está um caos.
        O brigada pela atenção.
        Anabela Rodrigues

    • Maria CL

      Anabela já está a fazer algum tratamento? Qual?
      A minha mãe tb tem um melanoma em estado avançado e está a fazer o ipilimumab, um novo tratamento que prolonga a sobrevida do doente.
      Desejo-lhe as melhoras sinceras.

      Maria CL

       

      • Anabela Rodrigues

        olá, eu continuo a lutar contra o melenoma e não estou a fazer tratamento nenhum, só cirurgias, falei no ipilimumab ao meu médico e ele disse que não se aplicava ao meu caso, o certo é que já fiz mais uma grande cirurgia e continuo muito espectante em relação ao meu futuro, pois dizem-me que não há mais nada a fazer a não ser ir encontrando as metásteses e pedir a Deus que não vão até aos orgãos internos. É uma angustia muito grande que me tem descontrolado a cabeça pois não sei até que ponto vou resistir sendo que sou eu que encontro sempre as metásteses, tenho muito medo que deixe escapar alguma pois não sei onde pode aparecer a próxima!
        As melhoras da sua mãe e obrigada pela atenção.
        Anabela Rodrigues

  • Miriam Lima Ilha

    muito interessante confesso que fiquei assuntada se ja nao pegava sol agora muito menos pois tenho a pele clara e sou ruiva,

  • cleisson martins

    minha amiga vc e um verdadeira guereira e DEUS vai te abençoar , meu pai esta passando por essa doença tbm ele ja perdeu o menbro da perna esquerda e ainda tende a apareçer esses nodolos mais DEUS vai abençor ele e vc tbm pq ele e a cura da vida que pode esta perdida e não se esqueça vc e uma grande guerreira e nunca desista abraços e uma boa sorte .

  • lucas silva

    dr eu fiz sexo sem camisinha a alguns meses com a minha ex namorada e agora eu dando sentindo dores internas no penis i essa dor vem sendo diaria . dr eu posso ter sido infectado pela aids ou não

  • Jeanmoraiss

    Bom dia doutor. Com quanto tempo ou tamanho pode-se considerar um melanoma em estagio inicial?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      O que define a gravidade não é o tempo de doença, mas sim a profundidade da lesão.

  • Silvaniaporto

    Há 2 anos eu marido descobriu que tem esse tipo de cancer milanoma,no começo pra nois dois foi terrivel,atraves de uma pequena cirugia particular,foi q descobrimos,ele fez a biopsia,e foi confirmado cancer milanoma maligno,olha foi um caus,estamos fazendo tratamento no INCA,eu digo isto por que eu tambem estou nesta com ele,sofro com ele,choro com ele e fico nervosa quando ele senti alguma dor,ai eu entro em dezespero,mais digo pra vc q estao lendo meu depoimento,DEUS é tremendo vcs acreditam q ate na data de hoje nois só estamos nos exame?É meu deus é tremendo,só ele estar me dando a força q eu preciso,se nao fosse isto eu ja tinha morrido de tanto desespero,por q vc chegar no inca e ver aquelas pessoas daquele geito,vc fica doida,vontade de sair gritando pela quela porta dizendo socorrooooooooooo quero sair daqui,mais é a realidade,vamos pra 2 anos e ate agora ele nao estar fazendo tratamento nenhum,pra honrra e gloria do meu deus,se vc nao crê,passa a acreditar q realmente DEUS existe,HOJE EU PASSO PELA PROVA DANDO GLORIA A DEUS,só pra vcs ter uma ideia,uma senhora parou diante de nois dois,a cabeça dela era uma couve-flor com um burraco no meio,ele caiu em desespero,mais agora com DEUSna frente agente só faz pedir por aqueles q estao lá,claro nao exquecendo de nois,agora vamos fazer um tal de exame pet q vai dizer se ele tem ou nao q tomar remedios pra controlar e q tipo de remedio,só digo a vcs creia q DEUS realmente existe,e eu louvo a ele com toda a minha força pois ele mereçe toda honra,hoje se estou aqui é por causa dele,nao me abandonou em nehum momento,nunca pense q vc estar sozinho,por mais q vc nao veja ninguem ao seu redor,mais se lembre q DEUS ESTA SEMPRE COM VC,EM QUALQUER MOMENTO,ELE NUNCA NOS ABANDONA,fiquem na paz-de-cristo AMÉMMMMMMMMMMMMMMMsilvania e wilson,ainda digo mais a vcs ele se aprocimou ate mais de mim,pois era uma pessoa muito seca agora,tem amor ate demais,mais eu gostokkkkkkkkkkk

  • lucas silva

    dr eu fiz sexo sem camisinha a alguns meses com a minha ex namorada e agora eu dando sentindo dores internas no penis i essa dor vem sendo diaria . dr eu posso ter sido infectado pela aids ou não

  • Luana

    Eu gostaria de saber, para uma pesquisa escolar, qual a porcentagem que idica as chances de se ter câncer de pele por bronzeamento artificial.Alguém pode me explicar??Eu terei que entregar o trabalho na quarta de manhã!ME AJUDEM PF!!Eu n acho em lugar nenhum 

  • http://www.facebook.com/delma.aparecidadasilva Delma Aparecida da Silva

    meu esposo foi ao hospital do cancer e feito a biopsia foi constatado melanoma e feito varios pedidos exames rx torax laboratoriais ecg para cirurgia e medico
    disse vai ser preciso anestesia geral contraste estou com medo preocupada…

    e mail delmaezolhos@hotmail

    • Tati

      Oi quais forao os sintomas como surgirao?

  • MYLLA SANTOS

    Ola! minha tia está com varias manchas nas pernas. são parecidas com sinais pretos e ela diz que coçam muito. seria um tipo de cancer?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Se são múltiplas, o mais provável é que não seja câncer. Mas o diagnóstico correto só um dermatologista pode dizer.

  • joseleia

    qual a chance de um melanoma inicial se espalhar nos outros orgaos

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Se ele é realmente inicial, o risco de haver metáteses nesta fase é baixo.

  • Sandra Rosa

    Boa noite,

    Dr. Verifiquei que nasceu um sinal nas minhas costas e outro ao lado do peito, no entanto à cerca de 3 Meses, o sinal que tenho nas costas evoluiu actualmente está com 0,5 cm.

    Preocupa-me e é bastante incómodo, o facto de o sinal me dar muito comichão, e é o maior sinal que tenho no corpo.

    Não sei se poderá ser relevante, actualmente tenho 25 anos e aos meus 18 anos tive uma queimadura solar grave, desde então a minha pele…

    • https://plus.google.com/u/0/113288925849694682313/posts Pedro Pinheiro

      Tem que ir no dermatologista para ele fazer uma dermatoscopia para avaliar esse sinal.

  • Tati

    Oi gostaria de tirar umas duvidas nas minhas pernas e bumbum vem aparecendo umas manchas amarronzadas sem formato mais sao muitas mais elas nem sempre sao da mesma cor as vezes ficam esbranquicadas sem formato definido e raramente cocao meus cabelos caem muito mais achei qera do estrex e as manchas fui no clinico ele disse q era falta de uma vitamina e q eu precizava pegar um sol detalhe tb sinto muita dor nas pernas sera q isso pode ser sintomas Dr?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Difícil dizer à distância. Mas se você tem manchas escuras novas na pele, o ideal é procurar um dermatologista.