CETOCONAZOL – Pomada, Shampoo e Comprimidos

19

Cetoconazol
O cetoconazol é uma droga utilizada para tratar infecções por fungos, que pertence ao grupos do azóis, a mesma família de antifúngicos do fluconazol e do itraconazol. O cetoconazol é um antifúngico com mais de 30 anos de mercado, que pode ser encontrado sob a forma de comprimidos, creme, pomada ou shampoo.

Neste artigo vamos fazer um resumo sobre a droga cetoconazol, explicando, entre outras coisas, sua utilidade, forma de administração, efeitos colaterais e vantagens e desvantagens em relação aos outros antifúngicos no mercado.

Atenção: este texto não pretende ser uma bula do cetoconazol. Nosso objetivo é ser menos técnico que uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações sobre este medicamento.

Publicidade - Publicidad

Se você está à procura de informações sobre o fluconazol, acesso o seguinte link: FLUCONAZOL | Tratamento para candidíase e outras micoses.

Para que serve o cetoconazol

O cetoconazol, seja ele em comprimidos ou para uso tópico (cremes, pomadas ou shampoo) é um antifúngico que pode ser utilizado para tratar diversos tipos de infecção fúngica. As indicações mais comuns são:

Cetoconazol pomada ou creme:

– Dermatite seborreica (leia: DERMATITE SEBORREICA – Sintomas e tratamento).
– Tinea pedis (frieira) (leia: FRIEIRA | Pé de atleta).
– Tinea cruris (micose de virilha) (leia: MICOSE NA VIRILHA).
– Pitiríase versicolor (Pano branco) (leia: PITIRÍASE VERSICOLOR – PANO BANCO – Sintomas e tratamento).

Cetoconazol shampoo:

– Dermatite seborreica.
– Pitiríase versicolor (Pano branco).
– Caspa (leia: COMO ACABAR COM A CASPA).

Cetoconazol comprimidos:

– Candidíase vaginal* (leia: Tratamento da Candidíase Vaginal).
– Candidíase oral* (leia: SAPINHO NA BOCA | Candidíase oral).
– Candidíase sistêmica.
– Pitiríase versicolor (Pano branco)*.
– Coccidioidomicose.
– Paracoccidioidomicose.
– Criptococose.
– Blastomicose.
– Histoplasmose.
– Cromomicose.

Publicidade - Publicidad

* O cetoconazol é um antifúngico com boa ação sobre as diversas formas de candidíase, porém, por ser uma droga com potencial tóxico mais elevado que outras semelhantes, a sua apresentação em comprimidos tem deixado de ser utilizada no tratamento de infecções fúngicas menos graves, como as candidíase de pele, boca e vagina, ou nos casos de pano branco. Vamos explicar mais à frente os riscos do cetoconazol.

Nomes comerciais e apresentações do cetoconazol

O cetoconazol é uma droga que já pode ser encontrada sob a forma genérica, tanto no Brasil quanto em Portugal. Também existes diversas marcas comerciais do cetoconazol. Alguns exemplos são:

  • Arcolan – Creme ou Shampoo.
  • Candiderm – Creme.
  • Candoral – Comprimido.
  • Capel – Shampoo.
  • Cetomed – Comprimido.
  • Cetomicoss – Creme.
  • Cetoneo – Shampoo.
  • Cetozol – Creme.
  • Cleartop – Creme ou Shampoo.
  • Fungoral – Comprimido, Creme ou Shampoo.
  • Lozan – Comprimido, Creme ou Shampoo.
  • Nizale – Comprimido.
  • Nizoral – Comprimido, Creme ou Shampoo.
  • Tedol – Creme ou Shampoo.
  • Zolmicol – Comprimido ou Creme.

O cetoconazol também costuma ser comercializado em pomada ou creme junto com a betametasona (corticoide) e a neomicina (antibiótico). As marcas mais comuns são:

  • Candicort – cetoconazol + betametasona.
  • Celocort – cetoconazol + betametasona + neomicina.
  • Fungicort- cetoconazol + betametasona.
  • Novacort – cetoconazol + betametasona + neomicina.
  • Trok – cetoconazol + betametasona.
  • Trok N – cetoconazol + betametasona + neomicina.

Em geral, se o objetivo é tratar de forma tópica uma infecção de origem fúngica, basta um creme ou pomada que possua um antifúngico. A adição da betametasona ou da neomicina em nada ajuda, podendo, em alguns casos, até atrapalhar o tratamento. Se é para tratar micose de pele, dê preferência às pomadas ou cremes com cetoconazol puro.

Como usar o cetoconazol

O tempo de tratamento do cetoconazol depende da infecção fúngica e da apresentação a droga.

– O tratamento da caspa e da dermatite seborreica com shampoo costuma ser feito com 2 aplicações por semana por 4 a 8 semanas, de acordo com a resposta clínica. Sugere-se um intervalo de pelo menos 3 dias entre cada aplicação.

– Cremes e pomadas costumam ser aplicados 1 vez por dia nas lesões. Nas micoses de pele, o tratamento costuma ser por 2 semanas. Na frieira, o tratamento leva 6 semanas.

– O tratamento com comprimidos costuma ser reservado para as infecções fúngicas mais graves. Em geral, o paciente toma 200 a 400 mg por dia até resolução da infecção, o que pode durar até 6 meses em alguns casos.

Publicidade - Publicidad

Efeitos colaterais do cetoconazol

Os casos mais graves de efeitos colaterais ocorrem, logicamente, nos tratamentos feitos com comprimidos, principalmente aqueles com doses mais altas e por períodos longos. Os efeitos adversos do cetoconazol em creme ou shampoo costumam ser leves e restritos à pele. Vamos falar sobre os efeitos mais comuns de cada apresentação.

– Efeitos colaterais do cetoconazol creme: queimação na pele, vermelhidão, coceira, acne, dermatite de contato e ressecamento da pele são os efeitos adversos mais comuns. O efeito mais comum é a queimação, que ocorre em cerca de 4% dos casos.

– Efeitos colaterais do cetoconazol shampoo: Irritação, pele seca, queimação, irritação do couro cabeludo ou queda de cabelo podem ocorrer. Estes efeitos, porém, são incomuns, ocorrendo em menos de 1% dos casos.

– Efeitos colaterais do cetoconazol por via oral: Náuseas, dor abdominal, vômitos ou diarreia são os efeitos colaterais mais comuns, ocorrendo em cerca de 3% dos casos.

Todos os antifúngicos azóis podem causar toxicidade no fígado quando tomados por via oral, mas esse efeito parece ser mais comum com o cetoconazol (cerca de 15% dos pacientes), motivo pelo qual esta droga tem sido cada vez menos indicada pelos médicos. Outra preocupação é em relação ao risco de insuficiência adrenal induzida pelo cetoconazol.

Estudos não conseguiram demonstrar absorção sistêmica relevante do cetoconazol em shampoo, mesmo quando usado por período prolongado. Em relação ao cetoconazol em pomada ou creme, até há alguma absorção, mas a concentração sanguínea da droga após a aplicação na pele é mais de 250 vezes menor que a concentração sanguínea alcançada com a droga por via oral. Portanto, não existe risco de lesão aguda do fígado nem de insuficiência adrenal nas formas tópicas.

Comparação entre cetoconazol e outros antifúngicos

O cetoconazol é a mais antiga droga do grupo dos azóis, estando presente no mercado desde 1976. O cetoconazol sempre foi um antifúngico muito popular para o tratamento de diversas micoses. Porém, conforme explicado acima, nos últimos anos, alguns estudos têm apontado um risco de lesão hepática acima do aceitável. Por este motivo, as agências de saúde da Europa e dos EUA têm recomendado aos médicos abandonar o uso de cetoconazol em comprimidos.

Como o fluconazol e o itraconazol possuem um perfil de efeitos colaterais mais benigno, já não faz mais sentido tratar infecções fúngicas simples, como candidíase vaginal, pano branco ou tínea com o cetoconazol em comprimidos. E mesmo para infecções fúngicas mais graves, como blastomicose e histoplasmose, o cetoconazol não deve ser a primeira escolha.

Portanto, o médico só deve optar pela prescrição do cetoconazol em comprimidos caso considere que o fluconazol ou o itraconazol não sejam opções válidas para o caso em particular. Caso o médico opte pelo cetoconazol, ele deve fazer análises frequentes das enzimas hepáticas de forma a monitorizar o grau de funcionamento do fígado (leia: O QUE SIGNIFICAM TGO, TGP, GAMA GT e BILIRRUBINA?).

Contraindicações do cetoconazol

Além dos casos prévios de alergia a qualquer um dos antifúngico azóis (fluconazol,itraconazol ou voriconazol), o cetoconazol também não deve ser administrado em pacientes com história de doença hepática.

O cetoconazol é considerado um medicamento de categoria C na gravidez, o que significa que o seu uso deve ser evitado (leia: ANTIBIÓTICOS NA GRAVIDEZ – Seguros ou perigosos?).

O cetoconazol é excretado no leite materno, sendo, portanto, também contraindicado durante a amamentação.

Apesar da irrelevante aborção sistêmica do cetoconazol em shampoo ou creme, por segurança, alguns fabricantes (não todos) costumam manter a advertência para grávidas e lactantes também em relação às apresentações tópicas do antifúngico.

Interações medicamentosas do cetoconazol

Não há interações relevantes em relação ao cetoconazol em shampoo ou creme.

Em relação ao cetoconazol por via oral, os seguintes medicamentos não devem ser administrados concomitantemente: alprazolam, midazolam, cisaprida, colchicina, ergotamina, felodipino, sinvastatina, lovastatina, metadona, everolimo e quinidina.

Assuntos Relacionados:

Deixe um Comentário

Antes de comentar, leia as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Seu email não será publicado.

19 Comentários

  1. Aref Khalil Wahdan Diz

    Dr.Pedro Pinheiro,estou com pano branco,gostaria de saber entre qual produto poderia usar,cetoconazol,Itraconazol ou Fluconazol?via oral ou cremes?

    1. Alexandre Santo Diz

      amigo usa o mycospor bifonazol não existe melhor

  2. Gustavo Diz

    Por favor, tenho micose de pele, faço um tratamento com o cetoconazol em pomada, porém após uns dias apenas, a micose volta nos mesmos lugares, sabe oque pode estar acontecendo ?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde Diz

      Tem algum fator perpetuando a infecção. Ou o tratamento está sendo curto ou você está se recontaminando por algum motivo.

  3. Carlos Ramalho Diz

    Não participarei da discussão, mas gostaria de elogiar este espaço: muito bom e útil.

  4. Melissa Diz

    Olá me tire uma duvida, o cetoconazol e o itraconazol eles cortam o efeito da pilula anticoncepcional? Estou tomando porque estou com pano branco.. Obgda Melissa

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde Diz

      Não.

  5. kathleenn Diz

    Obrigada Dr Pedro Pinheiro.

  6. kathleenn Diz

    Dr Pedro,estou com pitiríase versicolor ( pano branco),fui a farmácia e comprei cetaconazol 200mg o que me indicaram,tomei 8 comprimidos,lendo a bula fiquei com medo,liguei para um medico e ele me receitou fluconazol,posso interromper o cetaconazol e tomar na sequencia o Fluconazol?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde Diz

      Sim.

  7. VitoR SantoS Diz

    doutor estou com manchas na pele e estou usando o shampoo cetoconazol e tomando comprimidos cetoconazol isso é bom?e pode acabar com todas essas manchas e fazer que nao volte mais?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde Diz

      O tratamento foi indicado por algum médico?

  8. humorjean Diz

    Os antifúngicos sempre são muito tóxicos para humanos por causa da semelhança entre as nossas células e a dos fungos( eucarióticas)? Antibióticos e antivirais são mais inofensivos pelo distante parentesco celular das bactérias e vírus conosco?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde Diz

      Os antifúngicos são bem tolerados em geral. Há antibióticos e antivirais que fazem muito mais mal e tem efeitos colaterais mais intensos. Depende de cada droga e do seu mecanismo de ação.

      1. humorjean Diz

        Sério? Tinha ouvido em um podcast alguns biólogos falando sobre isso, e na hora pareceu fazer sentido, considerando o ponto de vista celular. Valeu pelo esclarecimento, Pedro.

        1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde Diz

          Existe uma diferença entre teoria e medicina na prática. Um antifúngico tipo o fluconazol tem muito menos efeitos colaterais graves que um antibiótico tipo o cloranfenicol, por exemplo. Os antivirais usados no tratamento da AIDS também tem elevada taxa de efeitos colaterais. Um antibiótico extremamente comum como a amoxicilina + clavulonato tem taxa de diarreia mais elevada que o fluconazol. Cada caso é um caso.

        2. humorjean Diz

          Sim. Tinha até me esquecido do coquetel da AIDS. Ah, e no caso de resposta imunológica? O corpo possui maior dificuldade em criar anticorpos para os fungos do que para bactérias e vírus? Nunca ouvi falar em uma vacina pública direcionada para fungos.

        3. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde Diz

          Realmente não há vacina contra fungos. Não há formação de imunidade definitiva contra fungos.