ESTALAR OS DEDOS FAZ MAL?

Nos últimos anos, a antiga dúvida sobre a associação entre o estalar dos dedos e um maior risco de artrite nas mãos foi finalmente elucidada.

1

O hábito de estalar os dedos ou outras articulações do corpo é muito comum na população. Alguns estudos reportam que até 45% das pessoas costumam estalar os dedos das mãos de forma voluntária e frequente.

Para muitos, o ato de estalar as articulações não é apenas um hábito, mas sim uma necessidade, que causa sensação de prazer e relaxamento da articulação. É comum ouvir o paciente dizer que ele precisa estalar para “soltar” a articulação.

Em contrapartida, todo mundo já ouviu a mãe dizer que estalar os dedos pode provocar artrite e deixar a mão deformada.

Durante anos o estalar das articulações foi um mistério. Não sabíamos nem por que as articulações estalavam nem se isso poderia trazer algum mal a longo prazo. Felizmente, esse mistério foi recentemente elucidado através de estudos científicos.

Neste artigo de hoje, vamos explicar por que as articulações estalam e quais são as consequências clínicas cientificamente comprovadas desse hábito.

Por que as articulações estalam?

Para entender por que uma articulação estala, é preciso antes descrever rapidamente a sua anatomia.

O que é uma articulação?

Chamamos de articulação a região onde há conexão entre dois ou mais ossos distintos. Por exemplo, o joelho é uma articulação que liga os ossos fêmur e tíbia (conecta a coxa à perna), o cotovelo é uma articulação que liga o osso úmero aos ossos ulna e rádio (conecta o braço ao antebraço) e o tornozelo é uma articulação que liga os ossos tíbia, fíbula e tálus (conecta a perna ao pé).

Articulações da mão
Articulações da mão

As articulações móveis possuem cartilagem e uma bolsa cheia de um líquido viscoso, chamado líquido sinovial. Quando há movimento na articulação, graças ao líquido sinovial e à cartilagem, os ossos deslizam entre si com mínimo atrito.

As articulações mais fáceis de serem estaladas são as dos dedos das mãos, que ligam os ossos entre as falanges e entre as falanges e o osso metacarpo, conforme destacado em azul na ilustração acima.

Como surge o estalo dos dedos?

Durante décadas, duas teorias semelhantes sobre a origem dos estalos ganharam mais atenção. A mais antiga, criada na década de 1940, sugeria que o estalo era provocado pela formação de uma pequena bolha de gás dentro das articulações.

Em 1970, essa a teoria foi ligeiramente modificada. Segundo uma segunda explicação, a bolha de gás seria realmente formada dentro das articulações, mas ela estouraria imediatamente. O estalo seria resultado deste estouro.

Em 2015, o mistério foi finalmente resolvido. O professor Gregory N. Kawchuk e sua equipe da Universidade de Alberta, no Canadá, criaram um mecanismo no qual eles conseguiam puxar os dedos da mão de um voluntário enquanto as articulações eram filmadas por ressonância magnética nuclear (leia: O QUE É A RESSONÂNCIA MAGNÉTICA).

As imagens obtidas podem ser vistas abaixo.

Dedo estalando

Estalar os dedos

Em todos os dedos estalados sob a observação da ressonância magnética, o som do estalo surgia exatamente no momento em que uma pequena bolha de gás surgia dentro do líquido sinovial, comprovando que a primeira teoria, criada na década de 1940, estava correta.

Estalar os dedos faz mal?

Conforme foi comprovado no estudo do professor Kawchuk, que ficou conhecido como estudo “puxe o meu dedo”, o barulho do estalar dos dedos não ocorre por nenhum evento que atinja os componentes sólidos das articulações. Não há um mecanismo que provoque estresse ou lesão diretamente na articulação, são apenas bolhas de gás se formando no interior.

Mas o estudo do professor Kawchuk não é o único que sugere que estalar os dedos não seja algo que faça mal.

Um estudo publicado em 2011 examinou as radiografias das mãos de 215 pessoas entre 50 a 89 anos e comparou as articulações daqueles que frequentemente estalavam os dedos com as articulações das pessoas que não tinham o hábito de estalar os dedos.

O estudo concluiu que não havia diferenças relevantes nas radiografias, e o risco de desenvolver artrite ou artrose era exatamente igual para que estalava ou não os dedos, não importando o número de anos ou a frequência com que a pessoa estalava os dedos (leia: DIFERENÇAS ENTRE ARTRITE E ARTROSE).

Em Fevereiro de 2017 foi publicado um estudo com 35 indivíduos de 19 a 27 anos que tinham o hábito de estalar os dedos mais de 5 vezes por dia. A força da mão desses indivíduos foi comparada com as de um grupo controle, formado por pessoas que não tinham o hábito de estalar os dedos. O resultado foi exatamente igual para os dois grupos, mostrando que estalar os dedos não provoca redução de força nas mãos, principalmente nas situações em que é preciso uma pega ou um aperto forte.

Um caso que ficou famoso foi o do médico Donald Unger, que durante 60 anos estalou diariamente os dedos da sua mão esquerda, mas não os da direita. O seu objetivo era exatamente comparar os resultados em ambas as mãos pra saber se o hábito de estalar os dedos traria algum mal a longo prazo. Ao final de 6 décadas, nenhum sinal de artrite ou outras doenças osteoarticulares se formaram em ambas as mãos.

Esse “estudo” acabou rendendo ao Dr. Unger o prêmio IgNobel, que é uma paródia do prêmio Nobel, concedido aos estudos mais estranhos de cada ano.

É preciso destacar, porém, que em determinadas situações, o ato de estalar os dedos pode provocar traumas. Quando uma pessoa estala o dedo, a articulação entra em um período de refratariedade, na qual são necessários cerca de 20 minutos para que ela possa ser estalada de novo. Imagina-se que esse é o tempo necessário para que os gases presentes no líquido sinovial voltem a ficar diluídos, de forma que uma nova bolha possa ser formada.

Se o indivíduo ficar forçando a articulação numa tentativa de estalar o dedo durante o período refratário, ele pode, sim, provocar lesões da articulação. Outra possível causa de lesão é quando há um uso desmedido de força para estalar o dedo.

O ato de estalar o dedo deve trazer alívio e uma sensação de aumento de amplitude dos movimentos da articulação. Se na hora de estalar dos dedos você sente forte dor, ou se articulação fica doendo por bastante tempo, isso pode ser sinal de uma lesão.

Estalar as articulações faz mal?

As imensa maioria dos estudos sobre estalar articulações foi feita com dedos das mãos. Faz sentido imaginar que se o estalar dos dedos não causa lesão das articulações das mãos, o mesmo aconteceria com quem estala o pescoço, as costas, os tornozelos, os cotovelos, etc.

Infelizmente, isso é apenas uma extrapolação dos resultados das articulações dos dedos para outras articulações. Podemos dizer que PROVAVELMENTE estalar as articulações não faz mal, mas uma resposta 100% segura só será possível quando existirem ensaios clínicos controlados direcionados para cada articulação.

Este artigo foi útil?  
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos, Total: 5,00 de 5)
Loading...
VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES
1 comentário
  1. Maria do Livramento Nunes Azevedo Melo

    Artigo excelente e muito elucidativo. Obrigado

Deixe um Comentário

Antes de comentar, leia as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Seu email não será publicado.