2 de outubro de 2014

ANEMIA PODE VIRAR LEUCEMIA?

Uma das dúvidas mais comuns na população é quanto ao risco de uma anemia virar leucemia, principalmente se não for corretamente tratada. Mas, afinal, anemia pode virar leucemia?

Publicidade

A resposta é simples: não, anemia não vira leucemia. Mesmo que anemia não seja tratada adequadamente, não há nenhum risco dela virar leucemia nem a curto nem a longo prazo.

Entretanto, a anemia pode ser um dos sintomas de quem tem leucemia, por isso, esta confusão costuma surgir.

Vamos explicar de forma resumida.

O que é anemia?

A hemácia, também chamada de eritrócito ou glóbulo vermelho, é o tipo de célula mais abundante no sangue. Só para se ter uma ideia, em apenas 1 ml de sangue podemos encontrar cerca de 5 bilhões de hemácias. A hemácia é a célula que transporta o oxigênio pelo sangue. Ela capta o oxigênio nos pulmões e o leva para todos os tecidos do corpo.

Leucemia e anemia

As hemácias são produzidas de forma contínua na medula óssea e têm uma vida média de 120 dias. Conforme as hemácias velhas vão sendo destruídas no baço, novas hemácias produzidas na medula são lançadas na corrente sanguínea, de forma a manter mais ou menos constante a quantidade de glóbulos vermelhos circulantes.

Quando a quantidade de hemácias presentes no sangue encontra-se reduzida, damos o nome de anemia. A anemia surge quando a perda de hemácias é maior que a produção. Geralmente, isso ocorre por três motivos:

1- A medula óssea está doente e produz poucas hemácias novas.
2- Alguma doença está provocando a destruição precoce das hemácias, antes dos 120 dias de vida.
3- O paciente está perdendo hemácias devido a sangramentos.

Se você quiser saber mais detalhes sobre a anemia, acesse os seguintes artigos:
ANEMIA | Sintomas e causas.
7 SINTOMAS DE ANEMIA.
ANEMIA POR FALTA DE FERRO.

O que é leucemia?

Os leucócitos, também chamados de glóbulos brancos, são outro tipo de células do sangue, pertencem ao sistema imunológico e são um dos principais responsáveis pelo combate aos germes invasores do organismo. Assim como as hemácias, os leucócitos também são produzidos na medula óssea.

A leucemia é um tipo de câncer que atinge os leucócitos. A medula óssea acometida pela leucemia passa a produzir leucócitos de forma exagerada. Além disso, esses leucócitos produzidos são defeituosos e não servem para combater infecções.

Se você quiser saber mais detalhes sobre a leucemia, acesse os seguintes artigos:
LEUCEMIA | Sintomas e Tratamento.
LEUCEMIA.

Relação entre anemia e leucemia

Os leucócitos malignos produzidos excessivamente na leucemia vão se acumulando dentro da medula óssea, ocupando espaço que antes era reservado para a produção de outras células do sangue, como as hemácias. Por isso, com o passar do tempo, o paciente com leucemia pode começar a ter anemia, que surge por falta de produção de novos glóbulos vermelhos pela medula óssea doente.

Portanto, a leucemia pode provocar anemia, mas a anemia não causa leucemia. Em hipótese alguma. Mesmo as anemias que duram anos não apresentam risco de se transformar em leucemia.

"ANEMIA PODE VIRAR LEUCEMIA?", 5 out of 5 based on 71 ratings.
Publicidade
      
ARTIGOS SELECIONADOS PARA VOCÊ:
- LEIA ANTES DE COMENTAR -
O nosso site tem recebido mais de 150 mil visitas por dia e centenas de perguntas espalhadas pelos mais de 550 textos que já publicamos. Como o volume de comentários é muito grande, as perguntas podem demorar até 10 dias para serem aprovadas e publicadas. Neste momento, temos mais de 1500 perguntas em fila para serem lidas, aprovadas e respondidas. Infelizmente, é humanamente impossível responder a todos, por isso, selecionamos diariamente apenas um percentual dos comentários para ser publicado. Lamentamos se a sua pergunta não for selecionada.

Não fazemos consultas nem opinamos sobre casos pessoais pela Internet. Antes de enviar uma pergunta ou comentário, leia atentamente as REGRAS DO SITE para entender os nossos critérios de seleção.

Para que possamos dar prioridade aos textos menos comentados, encerramos temporariamente a seção de perguntas dos artigos com mais de 400 comentários publicados. Agradecemos a paciência e a compreensão.