16 de dezembro de 2013

OLHO SECO E FALTA DE LÁGRIMAS

Secura nos olhos, falta de lágrima, sensação de areia nos olhos, incômodo e queimação podem ser sinais da síndrome do olho seco.

Publicidade

Já faz alguns anos a medicina reconheceu o papel crucial da lágrima para a saúde ocular. A lágrima, ou melhor, o filme lacrimal, além da função óbvia de lubrificação, fornece nutrientes e oxigênio para superfície ocular, tem função antibacteriana e até visual.

A lágrima é composta por 3 camadas. Uma camada mais externa, composta por lipídeos e produzida pelas glândulas de meibomius existentes na margem palpebral (foto abaixo), uma outra aquosa produzida pelas glândulas lacrimal principal e acessórias e uma mais interna produzida por células distribuídas na superfície ocular. Cada uma tem um função especifica e qualquer alteração em uma dessas 3 camadas compromete o filme lacrimal como um todo.

Olho seco

A produção lacrimal sofre influência de fatores hormonais (estrogênio e androgênio p.ex) e também de alguns estímulos externos, como poluição, alérgenos, trauma e emoção.

Uma doença cada vez mais comum é a síndrome do olho seco. O olho seco é uma doença crônica, caracterizada pela diminuição da produção da lágrima ou deficiência em alguns de seus componentes, ou seja, pouca quantidade e/ou má qualidade da lágrima.

Estima-se que quase 14% dos idosos apresentem sintomas de olho seco e que 10% utilizem lágrimas artificiais.

Mulheres na menopausa, usuários de lente de contato, pessoas com doença auto-imune, artrite reumatoide, síndrome de sjögren, lúpus ou que usam alguns medicamentos (antidepressivos, anti-histamínicos, diuréticos, beta-bloqueadores, tranquilizantes entre outros) estão mais propensos a sofrer dessa síndrome.

Pessoas que trabalham com computador especialmente em ambientes com ar condicionado são alguns dos pacientes mais frequentes nos consultórios oftalmológicos. Crianças que brincam muito com vídeo games também relatam esses sintomas.

Sintomas do olho seco

Geralmente, o quadro é leve e inclui sensação de areia, queimação, hiperemia (vermelhidão), fotofobia (intolerância a luz) e embaçamento. Esses sintomas costumam piorar no final do dia, nas condições de baixa umidade (ar condicionado, vento etc.) ou após períodos prolongados de leitura, televisão etc.

Lacrimejamento excessivo é um sintoma frequente, o que confunde o paciente. Na verdade, é um lacrimejamento reflexo do olho, na tentativa de combater uma superfície ocular doente.
Casos mais graves causam uma grande morbidade e podem levar a comprometimento da córnea e até a perda da visão.

Pacientes submetidos à cirurgia refrativa também podem apresentar, ainda que passageiro, um quadro de olho seco no pós operatório e isso deve ser avaliado e discutido antes da cirurgia.
O diagnóstico é feito pela história clínica e por exames de avaliação da lágrima relativamente simples e que podem ser feitos no consultório médico, como teste de schirmer, teste do corante de rosa bengala e tempo de rotura do filme lacrimal (BUT).

Olho seco - Teste de Schirmer

Teste de Schirmer

Como os sintomas são inespecíficos, deve-se fazer o diagnóstico diferencial com outras doenças como alergia ocular, conjuntivites crônicas, blefarite, episclerite, etc.

Tratamento do olho seco

O tratamento é variado e complexo, nem sempre eficaz e deve ser individualizado para cada caso. É importante tentar diferenciar em qual das 3 camadas da lágrima há a alteração inicial, pois isso influencia o tratamento.

Lágrimas artificiais das mais variadas composições, anti-inflamatórios tópicos e orais, imunossupressores e até cirurgias (como oclusão dos orifícios de drenagem lacrimal) podem ser utilizados.

A suplementação alimentar com ácidos graxos essências (Omega 3) presente nos peixes (salmão, sardinha) e no óleo de linhaça são medidas úteis para quase todos os pacientes.

Este texto é de autoria do Dr. Renato Souza Oliveira
Oftalmologista formado pela UFRJ e com pós-graduação na UNIFESP
Contato pelo email:
renatocso@bol.com.br

"OLHO SECO E FALTA DE LÁGRIMAS", 5 out of 5 based on 8 ratings.
Publicidade
      
ARTIGOS SELECIONADOS PARA VOCÊ:
- LEIA ANTES DE COMENTAR -
O nosso site tem recebido mais de 150 mil visitas por dia e centenas de perguntas espalhadas pelos mais de 550 textos que já publicamos. Como o volume de comentários é muito grande, as perguntas podem demorar até 10 dias para serem aprovadas e publicadas. Neste momento, temos mais de 1500 perguntas em fila para serem lidas, aprovadas e respondidas. Infelizmente, é humanamente impossível responder a todos, por isso, selecionamos diariamente apenas um percentual dos comentários para ser publicado. Lamentamos se a sua pergunta não for selecionada.

Não fazemos consultas nem opinamos sobre casos pessoais pela Internet. Antes de enviar uma pergunta ou comentário, leia atentamente as REGRAS DO SITE para entender os nossos critérios de seleção.

Para que possamos dar prioridade aos textos menos comentados, encerramos temporariamente a seção de perguntas dos artigos com mais de 400 comentários publicados. Agradecemos a paciência e a compreensão.
  • mila

    Boa noite, faz 1 mês e 1 sem. q fiz cirurgia de catarata, tenho sentido mto ardor nos olhos, apesar dos cuidados e preescrição médica, mais quando alguns dias depois sinto arder, o q posso fazer, pode me ajudar? Obda!

  • maria amelia

    Boa tarde Doutor, Estou lendo varios post de pergunta.Porem se o senhor nao responde, oque adianta perguntar. Qual o proposito da PERGUNTA??

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Que tal ler as regras do site?

  • Vellanec

    Eu estou com um problema de como que tem alguma coisa no olho, mas antes estava lacrimejando muito, porém sem dor. Não sei o motivo, mas estou preoculpada, sou de Pernambuco e preciso de ajuda.

  • Rafael

    Dr., gostaria de saber se é errado utilizar colírios lubrificantes mais de 3 vezes durante o dia. O oftalmologista me aconselhou utilizar de 1 a 2 vezes para manter os olhos lubrificados, sem aquelas veias. Mas como trabalho com computador e fico o dia quase todo com ar condicionado, queria saber se tem problema utilizar o colírio sempre que sentir necessidade de lubrificar os olhos.

    Obrigado.

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Não sei qual foi o colírio que ele te indicou. Em geral, não tem problema. Na dúvida, quando sentir os olhos secos, use soro fisiológico, que pode ser utilizado sem restrições, enquanto não consegue falar com o oftalmologista novamente.

  • Elaine Maromba

    Eu sofri um acidente a uns 4 anos atraz… e desde então meu olhos não saem mais lagrimas.. quando choro, não existe nenhum tipo de lacrimejação, me sinto muito triste por isso…  nunca poderia imaginar que sentiria tanta falta de ter minhas lagrimas escorrendo pelo me rosto.. chego sonhar sempre que estou chorando, mas as lágrimas nem passam agoram de um sonho…  moro no Rio de janeiro, preciso de um ajuda!

     

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Procure ajuda com um oftalmologista.

  • Sulamyshansch

    Sofra de sindrome do olho seco, depois que fiz cirurgia de catarata voltou, tenho consultado vários medicos e sinto alergia em tudo que coloco no rosto , base creme, alguns, existe algum colirio proprio para alergia ocular? Sulamy

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Sim, existe, procure um oftalmologista.

  • Natalino Gasfilho

    minha esposa sofre da sindrome dos olhos seco, ha cura sim ou não?

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Há tratamento, mas não costuma haver cura.

  • Anonymous

    Bom tenho os olhos. Secos a mais de tres anos e vou no oftalmo mais nada de resolver meu caso. Meus olhos arde tanto que. Incham de tanto que choro. Tudo me irrita fumaca de cigarro,vento o sol… sinto que esta prejudicando Minha visao,nao sei o que fazer mais.

  • Anonymous

    Dr. queria saber se cegueira noturna tem cura, ou se existe algum tratamento que ajude a estabilizar o problema?
    Gustavo..

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Gustavo,
      que eu saiba cegueira noturna está relacionado à deficiência de Vitamina A e, em alguns casos, à catarata.

      De qualquer maneira, mande um e-mail com esta pergunta ao autor deste texto que é oftalmologista. Diga que vc o encontrou através do M.D Saúde.

      abs

  • Anonymous

    Mais um ótimo post
    Parabéns Dr.

    Paulo

  • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

    Mila, de longe é impossível ajudar. Você tem que entrar em contato com o seu oftalmologista.