Disúria nos homens

A dor para urinar, também conhecida como disúria, é um dos sintomas mais comuns nos pacientes que apresentam inflamação/infecção do trato urinário.

Consideramos disúria qualquer desconforto que surja na hora da micção, seja ele dor, ardência, sensação de peso, queimação ou pontadas.

Nas mulheres, a principal causa de disúria é a infecção urinária, mais especificamente a cistite, que é o nome que damos à infecção da bexiga.

Porém, nos homens, a história é diferente, pelo menos para aqueles que estão na faixa etária entre 15 e 50 anos, já que nesse grupo, a cistite não é uma situação comum. Nos homens, a uretrite (inflamação da uretra) provocada por doenças sexualmente transmissíveis é uma causa muito mais frequente de dor na hora de urinar do que a infecção urinária.

Neste artigo, vamos falar sobre as principais causas de incômodo ou dor na hora da micção entre os homens. Se você quiser saber mais sobre a disúria em geral, incluindo as mulheres, acesse o seguinte link: PRINCIPAIS CAUSAS DE DOR AO URINAR.

Principais causas de disúria nos homens

A disúria habitualmente surge quando há uma inflamação, de origem infecciosa ou não, em algum ponto do trato geniturinário inferior, que no homem é composto pela próstata, bexiga, testículos e uretra.

É muito importante conhecer as principais causas de disúria para não cair na armadilha de achar que toda dor ao urinar é causada por uma infecção urinária. Nas mulheres, esse raciocínio pode até levar você a acertar o diagnóstico na maioria dos casos, mas nos homens jovens, ele está completamente equivocado.

A seguir, vamos falar resumidamente sobre as 6 situações mais comuns que podem provocar dor na hora da micção. São elas:

  • Uretrite.
  • Prostatite.
  • Cistite.
  • Cálculo urinário.
  • Epididimite.
  • Hiperplasia benigna da próstata

1- Uretrite

Chamamos de uretrite a inflamação da uretra, que é o canal que passa por dentro do pênis e escoa a urina da bexiga.

A uretrite é a causa mais comum de disúria nos homens jovens e sexualmente ativos. As principais causas de uretrite são a gonorreia e a clamídia, duas infecções bacterianas transmitidas pela via sexual.

Em ambas infecções, além da disúria, o paciente costuma ter também um corrimento uretral purulento, que pode surgir de forma espontânea ou apenas quando o paciente “ordenha” o pênis.

Esse sintoma é o ponto-chave que ajuda a diferenciar a uretrite da infecção urinária, pois pacientes com cistite não costumam ter corrimento uretral.

Além da gonorreia e da clamídia, a uretrite também pode ser provocada por outros germes, como Mycoplasma genitalium, Ureaplasma urealyticum, adenovírus e herpes simplex vírus.

A inflamação da uretra também pode ter origem não-infecciosa, como nos casos de traumas, como durante a passagem de uma sonda vesical, ou irritação por produtos químicos, como antissépticos ou espermicidas.

Masturbação excessiva também pode provocar trauma na uretra e disuria temporária.

Para saber mais sobre a gonorreia e a clamídia, leia:

2- Prostatite

A prostatite, que é a inflamação da próstata, é outra causa comum de disúria nos homens.

Ao contrário da hiperplasia benigna da próstata e do câncer de próstata, que são duas complicações que ocorrem quase que exclusivamente em idosos, a prostatite pode surgir em adultos jovens.

A prostatite pode ser aguda ou crônica.

A prostatite aguda é um quadro que costuma ser provocado por uma bactéria, como a Escherichia coli, Proteus ou Klebsiella.

Os sintomas mais comuns da prostatite aguda são dor para urinar, febre, calafrios, vontade de urinar a todo instante, dificuldade para conseguir urinar, dor pélvica, fraqueza e mal-estar geral.

Já a prostatite cônica, que também é chamada de síndrome da dor pélvica crônica, é um quadro de causa desconhecida que pode durar meses.

Além da disúria, a prostatite crônica também pode provocar dor testicular, dor ao ejacular, dificuldade para urinar e sangue no esperma.

Explicamos a prostatite com mais detalhes no seguinte artigo: PROSTATITE – Sintomas, Causas e Tratamento.

3- Infecção urinária

Como já referido no início do texto, a infecção urinária é a principal causa de disúria nas mulheres, mas é pouco comum nos homens jovens.

A infecção urinária nos homens só costuma ocorrer naqueles que apresentam alguma anomalia do sistema urinário, como estenose da uretra, refluxo vesico-ureteral ou alterações da próstata que provoquem obstrução do fluxo urinário.

Portanto, em homens jovens e saudáveis com queixa de dor para urinar, a cistite não deve ser a primeira nem a segunda hipótese a ser considerada.

Por outro lado, se o paciente já tiver mais de 50 anos e um histórico de hiperplasia benigna da próstata, a infecção urinária pode, sim, ser a casa da disúria.

Para saber mais sobre a infecção urinária, leia:

4- Cálculo urinário

A passagem de um cálculo urinário pela uretra pode provocar lesão da mesma, o que leva ao surgimento da disúria.

Dependendo do tamanho da pedra, ela pode ficar impactada na uretra, provocando também sintomas como sangue na urina, dificuldade para urinar, jato urinário fraco e dor na região do pênis.

Muitas vezes, o paciente consegue ver o momento em que a pedra passa pela uretra, pois ela sai na urina e cai no vaso sanitário. Se a passagem da pedra tiver sido muito traumática, a dor para urinar pode persistir por mais alguns dias.

Para saber mais sobre o cálculo urinário, leia: CÁLCULO RENAL (Pedras nos Rins) – Causas, Sintomas e Tratamento.

5- Epididimite

O epidídimo é uma estrutura que fica localizada acima dos testículos e tem como função armazenar os espermatozoides produzidos.

A epididimite é uma quadro de inflamação do epidídimo, que costuma ocorrer por infecção pela bactéria Chlamydia trachomatis.

A epididimite pode provocar dor na hora de urinar, mas os seus sintomas mais comuns são a dor testicular e edema na bolsa escrotal.

6- Hiperplasia benigna da próstata

Conforme os homens envelhecem, a sua próstata tende a aumentar de volume, um quadro que é chamado de hiperplasia benigna da próstata (HBP). Cerca de metade dos pacientes com mais de 50 anos tem HBP. Já na faixa etária acima dos 80 anos, a taxa é maior que 80%.

Como a uretra passa por dentro da próstata, ela pode ficar comprimida nos casos de hiperplasia benigna da próstata. Essa compressão dificulta a passagem da urina, provocando obstrução do fluxo urinário.

A obstrução pode provocar dor ao urinar pela própria dificuldade que o paciente tem de fazer a urina passar pela uretra, mas também porque favorece a proliferação de bactérias na urina, o que aumenta o risco de infecção urinária.

Além da disúria, os sintomas mais comuns da HBP são jato urinário fraco, dificuldade para iniciar a micção, vontade de urinar a toda hora, mesmo com pouco volume de urina na bexiga, necessidade de fazer força para urinar e vontade frequente de urinar à noite, durante o sono.

Falamos com mais detalhes sobre a HBP no seguinte artigo: HIPERPLASIA BENIGNA DA PRÓSTATA – Causas, Sintomas e Tratamento.

Compartilhe
Médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (U.F.R.J) em 2002. Especialista em Medicina Interna e Nefrologia. Títulos reconhecidos pela Faculdade do Porto, Ordem dos Médicos de Portugal e Colégio de Nefrologia Português.