Hipertensão: Bloqueadores dos Canais de Cálcio

Autor(a): Dr. Pedro Pinheiro

16 comentários

Atualizado:

Tempo estimado de leitura: 2 minutos.

Introdução

Os bloqueadores dos canais de cálcio são um grupo de fármacos frequentemente prescritos no tratamento da hipertensão arterial. Entre os mais usados na prática clínica estão a Nifedipina, Anlodipino (Amlodipina), Nicardipina, Felodipina, Verapamil e Diltiazem.

Neste texto, vamos falar um pouco das indicações e dos efeitos colaterais dos bloqueadores dos canais de cálcio.

Para saber mais sobre hipertensão arterial, sugerimos que acesse o arquivo de textos sobre o assunto: HIPERTENSÃO ARTERIAL.

Tipos de bloqueadores dos canais de cálcio

Os bloqueadores dos canais de cálcio são divididos em dois grupos:

  • Bloqueadores dos canais de cálcio dihidropiridinas.
  • Bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas.

Vale a pena falarmos rapidamente do porquê desta divisão uma vez que cada grupo apresenta ações, indicações e efeitos colaterais distintos.

Os bloqueadores dos canais de cálcio dihidropiridinas são os mais indicados para o tratamento da hipertensão arterial por apresentarem uma grande efeito vasodilatador. As drogas que pertencem a este grupo serão o foco deste artigo.
Exemplos de bloqueadores dos canais de cálcio dihidropiridinas:

Os bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas apresentam um menor poder vasodilatador, mas possuem um efeito de diminuir a frequência e a contratilidade do coração, sendo assim, opções nos pacientes com arritmias ou doença isquêmica cardíaca.

Exemplos de bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas:

  • Verapamil.
  • Diltiazem.

Indicações

Os bloqueadores dos canais de cálcio, principalmente o grupo das dihidropiridinas, são drogas muito efetivas no controle da hipertensão arterial. Nas hipertensões leves os bloqueadores dos canais de cálcio podem ser usados como droga única; nas hipertensões que necessitam de mais de uma droga para o controle, a associação com diuréticos, inibidores da ECA (enalapril, ramipril, lisinopril…) ou com ARA2 (losartan, irbesartan, candesartan…) são ótimas opções.

Os bloqueadores dos canais de cálcio são anti-hipertensivos que funcionam muito bem para pacientes idosos ou afrodescendentes. Nestes dois grupos, os bloqueadores dos canais de cálcio e os diuréticos são as drogas com melhor desempenho. Entretanto, em pacientes caucasianos (brancos) e jovens, os bloqueadores dos canais de cálcio não costumam ser a melhor opção para início do tratamento. Neste grupo os diuréticos e os IECA (ou ARA2) são mais indicados. Os bloqueadores dos canais de cálcio são apenas a 3ª opção.

Os bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas (Verapamil e Diltiazem) não são consideradas drogas de primeira linha no tratamento da hipertensão e só devem ser usadas para este fim caso o paciente apresente outras indicações, como arritmia cardíaca, por exemplo.

Efeitos colaterais

Os bloqueadores dos canais de cálcio são drogas com um bom perfil de segurança e não costumam apresentar efeitos adversos graves quando bem indicadas.

O efeito colateral mais comum é o aparecimento de edemas dos pés (leia: INCHAÇOS E EDEMAS | Causas e tratamento). Este edema não costuma melhorar com a associação de diuréticos, mas sim com os IECA. Há casos que o edema responde à redução da dose, todavia, alguns pacientes só se livram definitivamente do inchaço com a suspensão da droga. A redução da ingestão de sal pode ajudar.

O edema, na maioria dos casos, não causa nenhum problema relevante além do incômodo estético e para calçar os sapatos. Alguns pacientes têm que aprender a conviver com ele caso só consigam controlar suas pressões arteriais com um bloqueador dos canais de cálcio. Se o edema for acentuado, deve-se optar por outra droga para controlar a pressão arterial.

Outros efeitos colaterais comuns dos bloqueadores dos canais de cálcio são a dor de cabeça, tontura e constipação intestinal. As formulações mais atuais, de liberação lenta, já não apresentam tantos esses efeitos colaterais, que eram muito comuns na antiga apresentação da Nifedipina (Adalat®).

Atualmente a Nifedipina mais prescrita é a nifedipina retard (Adalat retard® ou Adalat CR®) que apresenta ação prolongada e menos efeitos colaterais.

Há alguns anos era muito comum o uso de uma capsula de Adalat® de rápida ação embaixo da língua para tratar crises hipertensivas. Esta prática hoje em dia não é mais indicada devido ao elevado risco de uma rápida queda da pressão arterial que pode desencadear eventos isquêmicos cardíacos e cerebrais.

Os bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas (Verapamil e Diltiazem) devem ser evitados em pacientes com insuficiência cardíaca grave ou frequência cardíaca baixa. Estas duas drogas nunca devem ser usados em associação com beta-bloqueadores devido ao risco de grave bradicardia (frequência cardíaca abaixo de 50 batimentos por minuto).

Assim com a maioria dos anti-hipertensivos quando usados em pessoas mais idosas, os bloqueadores dos canais de cálcio também podem causar impotência sexual (leia: IMPOTÊNCIA SEXUAL – Causas e Tratamento).


Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

COMENTÁRIOS (por favor, leia as regras do site antes de enviar a sua pergunta).
Temas relacionados
Diuréticos Diuréticos (remédios e naturais): como funcionam
Espironolactona: para que serve, doses e efeitos colaterais Espironolactona: para que serve, doses e efeitos colaterais
Maleato de Enalapril Enalapril: para que serve e efeitos colaterais
Sal - cloreto de sódio Por que comer sal em excesso é perigoso?
IECA E ARA II Remédios Para Hipertensão – IECA e ARA II
Hipertensão Sintomas da pressão alta (hipertensão arterial)
Remédio para pressão alta Remédios para Pressão Alta (Hipertensão Arterial)
Idoso tomando furosemida Furosemida: para que serve, como tomar e efeitos
Losartan Losartana: posologia e efeitos colaterais
Atenolol Atenolol: para que serve, posologia e efeitos adversos
Hidroclorotiazida Hidroclorotiazida (diurético): para que serve e posologia
Amlodipina Anlodipino (Amlodipina): para que serve?
Hipertensão - vídeo Vídeo: o que é a hipertensão arterial?