5 de dezembro de 2013

Bloqueadores dos Canais de Cálcio| Nifedipina, Adalat, Amlodipina…

Os bloqueadores dos canais de cálcio são um grupo de drogas frequentemente prescritas no tratamento da hipertensão arterial. Entre os mais usados na prática clínica estão a Nifedipina, Amlodipina, Nicardipina, felodipina, Verapamil e Diltiazem. Neste texto vamos falar um pouco das indicações e dos efeitos colaterais dos bloqueadores dos canais de cálcio.

Publicidade

Para saber mais sobre hipertensão arterial, sugerimos também a leitura dos nossos textos:

HIPERTENSÃO ARTERIAL | Sintomas e tratamento
CAUSAS DE HIPERTENSÃO ARTERIAL (PRESSÃO ALTA)
TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO | Captopril, Enalapril, Losartan
DIURÉTICOS | Furosemida, Hidroclorotiazida, Indapamida…
HIPERTENSÃO ARTERIAL DE DIFÍCIL CONTROLE
EFEITOS DO SAL NA PRESSÃO ARTERIAL 
ECLÂMPSIA | PRÉ-ECLÂMPSIA | Sintomas e tratamento

Tipos de bloqueadores dos canais de cálcio

Hipertensão arterialOs bloqueadores dos canais de cálcio são divididos em dois grupos:

– Bloqueadores dos canais de cálcio dihidropiridinas.
– Bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas.

Vale a pena falarmos rapidamente do porquê desta divisão uma vez que cada grupo apresenta ações, indicações e efeitos colaterais distintos.

Os bloqueadores dos canais de cálcio dihidropiridinas são os mais indicados para o tratamento da hipertensão arterial por apresentarem uma grande efeito vasodilatador. As drogas que pertencem a este grupo serão o foco deste artigo.
Exemplos de bloqueadores dos canais de cálcio dihidropiridinas:

– Nifedipina.
– Amlodipina (Anlodipina).
– Nicardipina.
– Felodipina.
– Lercanidipina.
– Nitrendipina.

Os bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas apresentam um menor poder vasodilatador, mas possuem um efeito de diminuir a frequência e a contratilidade do coração, sendo assim, opções nos pacientes com arritmias ou doença isquêmica cardíaca.

Exemplos de bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas:

– Verapamil.
– Diltiazem.

Indicações dos bloqueadores dos canais de cálcio

Os bloqueadores dos canais de cálcio, principalmente o grupo das dihidropiridinas, são drogas muito efetivas no controle da hipertensão arterial. Nas hipertensões leves os bloqueadores dos canais de cálcio podem ser usados como droga única; nas hipertensões que necessitam de mais de uma droga para o controle, a associação com diuréticos, inibidores da ECA (enalapril, ramipril, lisinopril…) ou com ARA2 (losartan, irbesartan, candesartan…) são ótimas opções.

Os bloqueadores dos canais de cálcio são anti-hipertensivos que funcionam muito bem para pacientes idosos ou afrodescendentes. Nestes dois grupos, os bloqueadores dos canais de cálcio e os diuréticos são as drogas com melhor desempenho. Entretanto, em pacientes caucasianos (brancos) e jovens, os bloqueadores dos canais de cálcio não costumam ser a melhor opção para início do tratamento. Neste grupo os diuréticos e os IECA (ou ARA2) são mais indicados. Os bloqueadores dos canais de cálcio são apenas a 3º opção.

Os bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas (Verapamil e Diltiazem) não são consideradas drogas de primeira linha no tratamento da hipertensão e só devem ser usadas para este fim caso o paciente apresente outras indicações, como arritmia cardíaca, por exemplo.

Efeitos colaterais dos bloqueadores dos canais de cálcio

Os bloqueadores dos canais de cálcio são drogas com um bom perfil de segurança e não costumam apresentar efeitos adversos graves quando bem indicadas.

O efeito colateral mais comum é o aparecimento de edemas dos pés (leia: INCHAÇOS E EDEMAS | Causas e tratamento). Este edema não costuma melhorar com a associação de diuréticos, mas sim com os IECA. Há casos que o edema responde à redução da dose, todavia, alguns pacientes só se livram definitivamente do inchaço com a suspensão da droga. A redução da ingestão de sal pode ajudar.

O edema, na maioria dos casos, não causa nenhum problema relevante além do incômodo estético e para calçar os sapatos. Alguns pacientes têm que aprender a conviver com ele caso só consigam controlar suas pressões arteriais com um bloqueador dos canais de cálcio. Se o edema for acentuado, deve-se optar por outra droga para controlar a pressão arterial.

Outros efeitos colaterais comuns dos bloqueadores dos canais de cálcio são a dor de cabeça, tontura e constipação intestinal. As formulações mais atuais, de liberação lenta, já não apresentam tantos esses efeitos colaterais, que eram muito comuns na antiga apresentação da Nifedipina (Adalat®). Atualmente a Nifedipina mais prescrita é a nifedipina retard (Adalat retard® ou Adalat CR®) que apresenta ação prolongada e menos efeitos colaterais.

Há alguns anos era muito comum o uso de uma capsula de Adalat® de rápida ação embaixo da língua para tratar crises hipertensivas. Esta prática hoje em dia não é mais indicada devido ao elevado risco de uma rápida queda da pressão arterial que pode desencadear eventos isquêmicos cardíacos e cerebrais.

Os bloqueadores dos canais de cálcio não-dihidropiridinas (Verapamil e Diltiazem) devem ser evitados em pacientes com insuficiência cardíaca grave ou frequência cardíaca baixa. Estas duas drogas nunca devem ser usados em associação com beta-bloqueadores devido ao risco de grave bradicardia (frequência cardíaca abaixo de 50 batimentos por minuto).

Assim com a maioria dos anti-hipertensivos quando usados em pessoas mais idosas, os bloqueadores dos canais de cálcio também podem causar impotência sexual (leia: IMPOTÊNCIA SEXUAL | Causas e tratamento).

"Bloqueadores dos Canais de Cálcio| Nifedipina, Adalat, Amlodipina...", 3 out of 5 based on 10 ratings.
Publicidade
  • luciene

    quero saber amlodil é o mesmo que enalapril

    • Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Não, são drogas de classes diferentes.

  • GL24

    Dr Pedro, seu texto sobre os bloqueadores de canais de cálcio foi muito esclarecedor. Entretanto, eu gostaria de questioná-lo sobre os antagonistas do receptor AT1 no tratamento da hipertensão. Minha mãe vem tomando o pressat 5mg e vem apresentando também edemas nas pernas com vermelhidão? Foi-lhe aconselhado trocar pelo Benicar 20mg. Ela tem 83 anos. Estes picos de aumento de pressão apareceram neste último ano, sem alterações químicas detectáveis em exames clínicos e bioquímicos. Eu gostaria de saber a diferença entre o tratamento com um ou outro medicamento?
    Glória

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      A amlodipina (pressat) é de um bloqueador dos canais de cálcio e tem como efeito colateral comum a formação de edemas nos membros inferiores. A troca pelo Benicar é uma opção válida, pois é uma tentativa de controlar a pressão arterial sem que haja esse efeito colateral.

  • Reissmarcoss

    losartana e enalapril tem a mesma função vasodilatadora?
     

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Sim, ambos têm mecanismos de ação muito parecidos.

  • Nelson

    estou tomando Anlodipino (Pressat) posso mudar para Nifedipino ?  é o mesmo efeito ?