Artigo atualizado em 24/07/2013
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

O QUE É HEMODIÁLISE

Publicidade

A hemodiálise (HD) é um dos maiores avanços da medicina. Os rins são os únicos órgãos nobres que podem ser substituídos, ainda que não perfeitamente, por uma máquina. Se você tem uma falência do coração, do cérebro, dos pulmões, do fígado, etc. e não se submeter a um transplante de órgãos, o seu destino será impreterivelmente a morte. Se seu rim entrar em falência, você passará a fazer diálise e ainda poderá viver e ser produtivo por muitos anos.

Agora, é agradável fazer diálise? Com certeza não. Mas o tratamento tem que ser encarado como uma oportunidade de vida em uma doença que há poucas décadas era fatal. Hoje as pessoas dialisam e levam uma vida próxima do normal, podem sair, trabalhar, ir ao cinema, viajar, praticar exercícios, jantar fora etc.

90% dos pacientes em hemodiálise afirmam que o método não é tão ruim quanto imaginavam. Alguns inclusive nem se interessam por entrar na fila do transplante de tão bem adaptados que ficam.

A diálise parece complexa, mas é extremamente simples. Aprendemos diálise no colégio, mas ninguém conta isso para a gente. Vamos recordar as aulas de biologia, quando aprendemos o conceito de osmose, difusão e transporte passivo. Tá difícil lembrar? Então, vamos ajudá-lo.

Como funciona a hemodiálise?

Toda vez que dois líquidos com concentrações diferentes são separados por uma membrana permeável (ou seja, contenha poros), a tendência é que elas se equilibrem. Após algum tempo, a concentração da substância fica igual dos dois lados. Isto só ocorre se as moléculas da suposta substância forem menores que os poros da membrana. Pense na membrana como uma esponja fina.

Reparem no desenho abaixo. São dois líquidos separados por uma membrana com poro de um fictício tamanho 3. De um lado temos três moléculas de tamanhos diferentes. A vermelha que é maior que o poro (tamanho 4), a amarela que é um pouco menor (tamanho 2,5), e a azul que é bem menor (tamanho 1)

Hemodiálise

A molécula azul passa facilmente entre os poros e rapidamente entra em equilíbrio. A amarela por ser apenas pouco menor que o poro, demora um pouco mais, mas acaba por equilibrar-se. Já a vermelha é maior que o poro, e não importa quanto tempo demore, ela nunca irá se equilibrar.

Se você entendeu esse conceito, você já entendeu como funciona a diálise.

Existe a hemodiálise, que é feita pelo sangue com um filtro artificial, e a diálise peritoneal, que usa o peritônio, uma membrana que envolve os órgãos abdominais como filtro.

Vou me ater só a hemodiálise neste texto.

Então como funciona a hemodiálise? Veja o gráfico.
Hemodiálise
O paciente insuficiente renal é ligado à uma máquina que puxa seu sangue através de uma bomba circuladora. Esse sangue passa por um filtro que possui uma membrana semipermeável, que retira as toxinas e as substâncias em excesso, e devolve o sangue limpo para o paciente. Existe infusão de heparina para evitar que o sangue coagule dentro do sistema.

Reparem no filtro abaixo. No centro fica o sangue cheio de toxinas e em volta o líquido da diálise (chamado de banho de diálise) sem nenhuma toxina. Eles ficam separados por uma membrana porosa que permite a troca de moléculas. O sangue rico em toxinas, através da membrana do filtro, passa estas substâncias para o banho de diálise que não contém toxina nenhuma.

Se este fosse um processo estático, depois de um tempo aquele sangue em contato com o banho se equilibrariam e não haveria mais trocas. Mas o processo é dinâmico, com o sangue correndo em direção contrária ao banho. Como eles estão em circulação, a diferença de concentração é sempre grande, e não ocorre equilíbrio nunca, pois há sempre sangue saturado de toxinas chegando de um lado e líquido de diálise limpo chegando do outro. Após as trocas, o sangue limpo retorna ao paciente e o banho cheio de toxinas é desprezado.
Hemodiálise
Do mesmo modo que ocorreu no primeiro gráfico, moléculas pequenas passam rapidamente de pelo filtro, as médias demoram algumas horas e as grandes não são filtradas. O poro da membrana tem que ter um tamanho que consiga filtrar a maioria das toxinas, mas também impeça a filtração de moléculas importantes como as proteínas e vitaminas, que costumam ser grandes. Infelizmente não existe dialisador perfeito, e para evitar essas perdas, algumas substâncias tóxicas de grande tamanho acabam não sendo dialisadas.

Do mesmo modo que o excesso de algumas substâncias são filtradas, o excesso de água acumulado pela falta de urina também é retirado durante uma sessão de HD. Em geral, de 1 a 4 litros por sessão. Esse processo é chamado de ultrafiltração.

Uma sessão de hemodiálise convencional para pacientes renais crônicos dura 4 horas. Este é o tempo necessário para a filtragem da maioria das moléculas desejadas e de uma ultrafiltração que não provoque queda da pressão arterial . Em geral são realizadas três sessões por semana.

Na insuficiência renal aguda, que acontece em pessoas com rins previamente normais que são atacados por algum evento, como um sepse ou intoxicação, as sessões de diálise são mais intensas, podendo durar horas e serem diárias. Normalmente são doentes muito graves e internados em CTI.

Como se retira o sangue para hemodiálise?

Um dos inconvenientes da HD é a necessidade de se puncionar um vaso para puxar e outro para devolver o sangue. A simples punção de uma veia comum não funciona por dois motivos: o primeiro é o baixo fluxo e pressão de sangue das veias periféricas; o segundo é porque as veias superficiais apresentam paredes mais frágeis e depois de várias punções repetidas ficariam inutilizáveis.

As artérias possuem fluxo e pressão elevadas, além de uma parede mais forte. Porém, elas são profundas e de difícil punção.

A solução para esse problema veio através da construção das fístulas artério-venosas. Pacientes em diálise são submetidos a uma pequena cirurgia vascular onde se liga uma artéria a uma veia, criando um vaso periférico, com alto fluxo e mais resistente a punções repetidas.

Fístula arteriovenosa para Hemodiálise

Fístula arteriovenosa para Hemodiálise

A veia quando passa a receber o alto fluxo da artéria, começa a se desenvolver, crescendo e engrossando sua parede. Com o tempo a fístula adquire o aspecto mostrado na foto ao lado. Trata-se de um grande vaso bem visível, com alto fluxo e pressão de sangue e facilmente puncionável.

O problema da fístula é que esta precisa de pelo menos um mês para se tornar apta à punção pelas grossas agulhas da hemodiálise. Nem todos os pacientes podem esperar por este intervalo para começar a dialisar. Neste caso, lança-se mão do cateter de hemodiálise. Este cateter é introduzido geralmente na veia jugular interna, localizada no pescoço, que prolonga-se até a veia cava, próximo à entrada do coração. É um procedimento de 30 minutos e o paciente pode seguir imediatamente para hemodiálise.

Cateter venoso central na veia jugular

Cateter venoso central na veia jugular

Cateter venoso central para hemodiálise

Cateter venoso central para hemodiálise

Repare na foto acima que uma extremidade do cateter fica para fora e a outra dentro da veia cava, próximo ao coração. A parte externa do cateter venoso central para hemodiálise possui duas vias, uma para levar o sangue até a máquina de hemodiálise e outra para devolvê-lo. Enquanto a fístula não estiver pronta, o paciente dialisa pelo cateter.

Então por que não utilizar o cateter sempre? Apesar de já existirem cateteres de longa duração, que podem permanecer por alguns meses, eventualmente todos eles serão infectados por bactérias residentes na nossa pele. Através do cateter essas bactérias conseguem acesso a nossa circulação sanguínea podendo levar a um quadro grave de sepse (leia: O QUE É SEPSE / SEPSIS E CHOQUE SÉPTICO?).

O cateter também não consegue fluxos de sangue bons, não proporcionando uma hemodiálise tão eficiente quanto a fístula.

Portanto, o cateter de hemodiálise é uma solução provisória e deve ser sempre substituído pela fístula o mais rápido possível. Quando não é possível estabelecer uma fístula a curto prazo, a preferência deve ser sempre pelo cateter tunelizado de longa duração. Atualmente os cateteres temporários de curta duração só devem ser usados em casos urgentes. Qualquer doente com previsão de permanecer em hemodiálise por mais de 15 dias deve ter seu cateter provisório substituído por um de longa duração, para reduzir o risco de infecção do cateter.

A HEMODIÁLISE SUBSTITUI OS RINS PERFEITAMENTE?

Não. O problema é que o rim não é apenas um mero filtro do sangue, ele exerce várias outras funções no nosso organismo.

Quais são essas funções e como a diálise substitui o rim nesses casos ?

1.) Controle da água corporal

Os rins, através da urina, mantém sempre o nível de água corporal mais ou menos constante. Se estamos desidratados, urinamos menos. Se ingerimos muita água, urinamos mais.

A hemodiálise quando bem feita consegue manter um balanço razoável de água. O processo de retirada de água na HD é chamado de ultrafiltração (UF). Como a maioria dos doentes em diálise já não mais urina, toda água ingerida fica no organismo até a próxima sessão de HD.

Em geral, o corpo tolera uma ultrafiltração de no máximo 4 litros por sessão de hemodiálise (1 litro por hora). Uma ultrafiltração maior pode levar a hipotensão.

Portanto, o paciente renal crônico em HD deve controlar a ingestão de líquidos para não ganhar mais do que 1 kg por dia (1 litro de H2O = 1 kg). Alguns doente não fazem nenhum tipo de controle e às vezes chagam para hemodiálise com 6-7 kg acima do peso. Em geral não toleram retirar todo esse excesso durante a HD e voltam para casa com líquido a mais.

Se o doente permanecer sempre ganhando mais peso do que consegue perder, começam a surgir hipertensão grave, edema das pernas, falta de ar, e em alguns casos, edema agudo do pulmão, uma condição grave, onde o pulmão fica encharcado de água e o paciente morre como se estivesse se afogando (leia: INCHAÇOS E EDEMAS)

2.) Controle do nível de eletrólitos (sais minerais tipo sódio, potássio e fósforo)

Alguns eletrólitos do sangue como potássio (K+) e sódio (Na+) são facilmente dialisados. Outros como o fósforo, são substâncias que ficam muito mais dentro das células do que na corrente sanguínea, e por isso, são dialisados menos eficientemente.

É importante lembrar que a diálise é feita apenas 3x por semana nos renais crônicos, portanto, mesmo as substâncias facilmente dialisáveis como o potássio, sofrem acumulo durante o período interdialítico. E quando em excesso, o potássio pode levar a arritmias cardíacas e morte súbita. Para se evitar esse problema, o doente renal crônico deve ter uma dieta pobre em potássio.

Os rins são muito mais eficientes no controle do fósforo do que a hemodiálise. Por isso, o paciente em HD também deve controlar o ingestão e usar medicamentos que impeçam a absorção do fósforo contido nos alimentos (Carbonato de cálcio ou Renagel).

O excesso de fósforo está associado a uma maior taxa de lesões nos ossos, complicações cardiovasculares e de mortalidade na diálise. O rim trabalha 24 horas por dia durante 7 dias da semana para controlar os níveis dos eletrólitos. A HD só o faz por 4 horas por dia e 3x por semana. Não se pode consumir o mesmo tipo de comida nos dois casos. O doente renal crônico tem que ter uma dieta específica.

3.) Controle do pH do sangue

O controle dos ácidos no organismo segue o mesmo pensamento dos eletrólitos. O corpo produz substâncias ácidas ininterruptamente e o rim as elimina conforme necessário. O doente renal crônico só consegue eliminá-las 3x por semana e passa a maior parte do tempo com o sangue mais ácido do que o normal. O excesso de ácido no sangue leva a uma maior lesão dos ossos, maior consumo de músculo e diminuição da função de várias células no organismo.

4.) Controle da pressão arterial

A pressão arterial no doente em HD está intimamente ligada a quantidade de água corporal. Doentes que não controlam a quantidade de sal que comem, sentem mais sede uma vez que não há rim para eliminar o excesso de sódio. O doente com sede bebe mais água e costuma ganhar mais líquido do que consegue retirar na HD, como explicado no item 1.

Os doentes bem dialisados e que fazem controle da ingestão de água, costumam ter pressões arteriais normais, mesmo sem medicações anti-hipertensivas e ausência de edemas no corpo.

5.) Síntese de hormônios que estimulam a produção de hemácias (glóbulos vermelhos)

Os rins produzem um hormônio chamado de eritropoetina, que estimula a medula óssea a produzir as hemácias. O rim do renal crônico não consegue produzi-la e o resultado final é o surgimento de anemia.

O renal crônico com anemia deve tomar injeções de eritropoetina artificial para manter níveis aceitáveis de glóbulos vermelhos. O valores de hemoglobina desejáveis no renal crônico estão entre 11 e 12 g/dl (um pouco abaixo do normal na população normal).

Doentes insuficientes renais crônicos também apresentam ferro sanguíneo mais baixo, e sua reposição às vezes se faz necessária para correção da anemia.

6.) Controle da saúde dos ossos através da produção de vitamina D

O rim ativa a vitamina D, que por sua vez, controla a saúde dos ossos. O paciente renal crônico apresenta carência desta vitamina, que junto com o hiperparatireoidismo (funcionamento excessivo da paratireóide), leva a lesões graves do ossos.

Os pacientes em diálise podem precisar de vitamina D sintética e medicamentos que inibam a função a paratireóide (Cinacalcet). Em casos mais graves pode ser preciso inclusive a retirada cirúrgica da paratireóide (não confundir com a tireóide)

Como vocês podem ver, a hemodiálise está longe de ser um perfeito substituto para o rim.

O rim normal filtra 100ml de sangue por minuto => 6000 ml (6 litros) por hora => 144000 ml (144 litros) por dia => 1008000 ml (1008 litros) por semana.

A diálise em média filtra 300 ml de sangue por minuto => 18000 ml (18 litros) por hora => 72000 ml (72 litros) por 4 horas de HD => 216000 ml ( 216 litros) por semana em 3 sessões de HD.

Ou seja, em 1 semana o rim normal filtra 1008 litros de sangue enquanto que, 3 sessões de HD apenas 216 litros, quase 5x menos. Apesar de não ser o ideal, a HD é suficiente para manter o paciente vivo e produtivo.

Publicidade
  • Anonymous

    Muito bom. O senhor vai escrever sobre diálise peritoneal? Uma pergunta importante: ainda existe risco de pegar algum vírus na hemodiálise (HIV, hepatites)?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Vou falar de dialise peritoneal em um texto separado.

    Existe sim risco de contrair algumas infecções na HD, principlamente hepatite. Vou falar com mais detalhes na parte II, que vai ser publicada no dia 04/12

    abs

  • Anonymous

    Por favor estou procurando informacoes sobre hemodialise em “transito”, qual a forma de fazer uma viagem e dialisar nas cidades que for visitar?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Normalmente a sua clínica de diálise trata disso para você. As clínicas costumam ter convênios. É só informar com antecedência o local para onde vai viajar que eles costumam indicar as opções.

  • Jônatas

    Qual é o efeito do uso da cocaína nesses casos? me refiro a conseqüências e expectativa de vida.

    obrigado pela atenção e desculpe se esse não for o lugar correto para esclarecer essa duvida.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Jônatas,
    VocÊ se refere ao uso de cocaína em doentes que fazem hemodiálise?

    os riscos são os mesmo, porém a chance de ocorrÊncia é maior

    Os pacientes em hemodialise apresentam risco elevado de doença cardiovascular, principalmente infartos. O uso de cocaína aumenta em muito esse efeito.

    Nunca li um trabalho específico sobre uso de cocaína em doentes em hemodiálise. Se souber de algo mais detalhado, volto a escrever por aqui.

    Abraços

  • http://www.blogger.com/profile/03226580534136606687 marcos

    obrigado doutor Pedro pela relevancia de seu trabalho,informando-nos a respeito de assutos tao importates para nosso bem estar….

  • sandra

    caro doutor, minha cunhada começou a fazer hemodiálise à 1 mês, atráves do catéter no pescoço, só que já teve que trocar de lugar por 2 vezes, pois os mesmos estavam entupidos, isso é normal de acontecer? ela também tem lupus, desde já agradeço a atenção, boa noite!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Sandra,
    O cateter é uma solução provisória e que costuma dar muitos problemas. Existe um tipo de cateter que é implantado por baixo da pele e dá menos problemas, mas ele é pouco usado no Brasil

    O ideal é que ela faça logo a fístula.

  • Vanessa

    Dr. Pedro gostaria de tirar uma dúvida. Sou diabética há mais de 20 anos, atualmente utilizo insulina lantus c/c humalog nas refeições. Não consigo tomar muita água. De um ano pra cá, venho notando minha urina extremamente espumosa, pra dizer a verdade isso faz muitos anos. Mas tem aumentado. Além disso, ultimamente tenho notado um cheiro extramente estranho na urina, como palha seca ou parecido. Tenho medo que saber o diagnóstico. Sou uma mulher de 31 anos, ativa demais, mãe, profissional e estudante. Seria possível marcar uma consulta com o Sr. e fazer um checkup geral? Talvez assim tome coragem. Preciso de ajuda. Obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Vanessa,
    eu moro em Lisboa,Portugal.

    Vc precisa ir a um nefrologista. Não saber o diagnóstico não muda o fato de vc ter um problema renal. Na verdade vc só está postergando o tratamento e acelerando sua perda de função renal.

    Urina espumosa é sinal de perda de proteína na urina, que por sua vez é um sinal de acomentimento renal pelo diabetes. Se vc não for a um nefrologista a tendência é que isso piore cada vez mais. Vc pode um belo dia acordar toda inchada, sem urinar, e descobrir que precisa entrar em hemodiálise com urgÊncia.

    Quanto mais tempo sem nefrologista pior será.

  • Vanessa

    Obrigada pela resposta Dr. Renato, quando a questão geográfica, presumo não ser problema, caso o Sr. concorde em me passar uma lista de exames, os quais me comprometo a realizar e lhe enviar via e-mail. O laboratório que utilizo aqui em São Paulo dispobibiliza os resultados via on-line. Quanto aos honorários médicos, posso efetuar transferência, sem problemas.
    Já optei em passar em um nefrologista aqui na capital e o fiz, depois deixar de retornar, na é epoca realizei um exame chamado cleance (?) de creatinina, salvo engano e meu endócrino que encaminhou ao nefro que por sua vez disse que meu grau estava alto, porém ainda não precisando entrar em desespero. Enfim não voltei mais, nem realizei exames, viajo muito a trabalho me tira o tempo pra cuidar da saúde. Dr. Renato se houver a possibilidade de realizar os exames por aqui, me comprometo, como já comprometido está através deste correio, ao pagamento de seus honorários e envio dos resultados via on-line.
    Caso não seja possível, desde já agradeço sua atenção e parabenizo-o pela iniciativa.
    Abs

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Vanessa,
    Não posso prestar atendimento médico a distÂncia. Ainda mais cobrar por isso.

    Vc precisa de um nefrologista que possa te ver e examinar. Eu posso até eventualemnte te esclarecer algumas dúvidas sobre o seu caso, mas vc precisa de um nefrologista aí em S.P.

  • Coisas que faço

    Boa tarde,
    GOstei muito do seu texto expliocando como funciona a hemodialise.Mais ainda tenho algumas duvidasse vc puder me ajudar!!
    Meu marido esta em hemodialise a dois meses, foi feito diagnóstico de Insuficiência Renal Crônica, contudo temos algumas duvidas.
    Durante est período aé chegar a diálise ele nunca ficou edemaciado, sempre perdendo peso, mais com exames e sinomas compaivesi com IRC, no inicio da hemodialise ele quase não uirnava porém este fluxo, vem aumentando e ele chega ao pono d sair da hemodialise e urinar, o que os médicos acreditam ter dado início a ese problema foi a prssão alta descontrolada, esta foi conrolada e até a realização da fístula ela estava sob controle em 110×80 mmHg, mais agora ele chega e sai da hemodialise as vezes com a pressão em 140×90 mmHg,não costuma chegar acima do peso e quando isso acontece é algo em torno de uns 300 a 400g, por mais de duas vezes ele chegou abaixo do peso.
    A médica dele agora disse que ele precisa baixar mais o peso para controlar a pressão,mais não estamos entendendo bem esse processo, sei que ele tem que se adaptar a máquina e tudo o mais, contudo como é esse porcesso?Ele tem 1,70 de altura atualemente pesa 65kg e médica quer baixar para 62kg, não entendo porque quando ele estava com 65kg ele sempre chegava com o mesmo peso, isso algumas vezes não aocntece pois ele faz hemodialise as terças, quintas e sábados e de sábado para terça ele chega com uns 300g só umas vez ele chegou com 1kg a mais.
    Por que ele precisa baixar mais o peso?E esse peso seco, como funciona?COmo a máquina faz essa “redução de peso”?
    Não seria o caso de tentar outra mdicação para a pressão ele faz uso do captopril 25mg.
    Gostaria que que o senhor me explicasse.
    DEsde ja agradeço!!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Coisas que faço,

    A definição de peso seco é a seguinte:
    Menor peso que o paciente consegue alcançar, mantendo pressão arterial controlada sem remédios, sem edemas e sem sentir sintomas como cãimbras ou hipotensão no final da hemodiálise

    Se a pressão dele está alta, significa que o peso seco está errado.

    O problema é que a palavra peso é sempre associada a engordar e emagrecer. Isto é correto em quem não faz hemodiálise. Na diálise aumentar ou diminuir peso significa apenas retirar mais ou menos água do corpo.

    Quando a médica diz que vai baixar o peso ela não vai emagrecê-lo. Ela apenas vai tirar mais água do corpo dele durante a diálise. Quem tem rim normal, controla a água corporal de modo fino. Quem está em HD, só pode controlar através da máquina. A hipertensão é um sinal de há excesso de água no corpo.

    Na diálise se a pessoa emagrece ou engorda, o peso não muda a não ser que se reprograme a máquina. O que está acontecendo é que a máquina está programada para deixá-lo sempre com 65kg. Mas se na verdade ele pesa apenas 62kg, ele continuará saindo com 65kg, sendo 3kg de excesso de água. Imagine que ele perca mais 1kg. Se a médica não alterar o peso dele na máquina, ele continuará saindo com 65kg, mas agora com 4kg de água em excesso.

    O inverso também ocorre. Se ele está programado para sair com 65kg mas engordou 1 kg. A máquina vai tirar água até ele chegar a 65kg. Isso vai desidratá-lo, levando a cãimbras, mal-estar e queda da pressão arterial.

    Portanto, peso seco é o peso real dele, sem água em excesso e sem desidratá-lo.

  • Coisas que faço

    EM priemiero lugar muito obrigada pela explicação.
    Sei que a IRC é uma doença silenciosa e geralmente quando se descubra mais da metade da função renal esta comprometida. Minha duvida é a seguinte tem algum estudo que diga em quanto tempo um rin leva até a deterioração?Ou seja uma pessoa que fazia acompanhameno médico, e com ulrasson de 3 anos, dizendo que seu rin esta normal, exames sanguineos normais pode evoluir para IRC(isso estatisticamente dentro de uma maioria)?
    Outra duivida é:no caso de pessoas portadoras do virus da hepatite C sem tratamento, esse virus através da sua atuação no figado pode ajudar a aumentar os niveis de uréia e creatina e em outros achados laboratoriais, como a transferrina, ou pirorar o estado do pacient com IRC?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Coisas que eu faço,

    A evolução da IRC é um processo lento, que costuma durar anos.

    Se houver cirrose ou insuficiência hepática, pode haver influencia nos rins.

  • Illana

    Porque os pacientes renais referem câimbras durante a HD e as vezes não têm peso p perder?? Como a glicose atua corrigindo essa intercorrência??

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Illana,

    A câimbra an HD é decorrente do excesso de ultrafiltração que causa uma redução do aporte sanguíneo aos músculos.

    Pode ocorrer também por alterações eletrolíticas como baixa de cálcio ou magnésio.

    A glicose é hipertônica e puxa água dos tecidos para dentro do vaso sanguíneo, restabelecendo o aporte de sangue periférico.

    Não entendi a parte do não ter peso para perder

  • Coisas que faço

    Oi doutores.Como ja foi dito aqui a IRC é uma doença de longa duração.
    Meu marido tem diagn´sotico de IRC e o caso dele é terminal fase IV. COntudo este diagn´sotico foi feito este ano a mais ou menos 4 meses. GOsaria de saber se o médico neforlogista tem como emitir um laudo que diga que a pessoa em questão tem IRC a PROVAVELMENTE mais de X anos?Claro que sem precisar ja que a pessoa nuca foi tratada desta doença.Pergunto pois apenas por que talvez ele tenha que ter tal documento para dar entrada em um beneficio aqui o Brasil.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Coisas que faço,
    É impossível estipular há quanto tempo ele tem IRC. Para isso seria necessário que ele tivesse pelo menos alguma creatinina dosada nos últimos anos.

    Dependendo da causa pode-se estimar, mas para um documento oficial não se pode “chutar” um determinado tempo. Até pq acho que isso será irrelevante para se conceder o benefício.

  • suzy

    Olá doutores!
    Tenho 32 anos. Minha mãe faleceu faz poucos dias de insuficiência renal crônica, diabete mellitos e hipertensão arterial. Quais as chances de nós, filhos, sofrermos tbm dessas mesmas doenças?
    Suzana Pimentel – Valente-Bahia

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Suzy,
    a genética é apenas um dos fatores que influenciam no aparecimento dessas doenças. Vários outros fatores ambientais tb colaboram. Não tenho como te dar um número, mas o risco é maior do que em pessoas que não têm história familiar.

  • Carla

    Dr. Pedro gostaria de saber se posso usar algumas das publicações em meu blog para pessoas em IRC, HD, DM, HAS(reccomecar.blogspot.com). Obrigada,
    Carla

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Carla,
    Sem problemas. Só peço um favor, coloque o link para a página onde o texto original se encontra.

  • Anonymous

    Obrigada, Doutor caso queira visuliazar ou indicar meu blog é (reccomecar.blogspot.com)
    Boa semana,
    abs,
    carla

  • Ruth Rafaela

    Quando uma pessoa que tem lupus, tem insuficiencia renal e precisa fazer a hadialise, sera pra vida inteira?
    Sera que os rins voltam ao normais e funcionaram adequados?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ruth,
    Em geral, pacientes com insuficiência renal crônica que entram em diálise, costumam ser para sempre.

    Como o Lúpus é um doença com crises agudas que podem atacar os rins, é possível haver necessidade de diálise apenas temporariamente. Porém, quando isso ocorre, o doente fica com o rim muito lesionado e acaba precisando voltar a diálise algum tempo depois, principalmente se a doença não estiver bem controlada.

  • Anonymous

    Dr.pode uma infecçao da corrente sanguinea relacionada a cateter de hd temporario causada por s.aureus hospitalar ser tratada adequadamente,sem a remoçao do cateter?Dr.selo antibiotico o que significa.Grato.Edson.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Edson,
    dependendo do estado clínico do paciente, pode.
    Não conheço este termo, mas selo antibiótico provavelmente indica a colocação de antibióticos nos ramos do cateter de hemodiálise após o termo da sessão. É uma maneira para se reduzir a incidência de infecções do cateter.
    O ideal mesmo é que o paciente tenha uma fístula ou, no na pior das hipóteses, um cateter subcutêneo de longa duração. Cateteres temporários infectam com muita facilidade.

  • Patricia Moreira

    Dr.Pedro gostaria de saber os locais de inserção de cateter de hemodialise,e,onde a pontas dos mesmo devem ficar localizadas para um obter um resulatado satisfatório .Obrigada.Patricia

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Patricia Moreira
    Geralmente as veias jugulares internas são os locais preferidos. Podem também ficar nas veias subclávias ou femurais. Em relação as pontas, depende do tipo de cateter. Cada fabricante tem um jeito diferente.

  • Anonymous

    Dr. Pedro
    Bom dia,
    Desde agosto pretérito faço hemodialise e gostaria muito de conhecer Portugal. A pergunta é: onde poderia fazer dialise em Lisboa e qual o custo de cada sessão?
    Grato,
    Luiz

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Luiz
    Existem várias clínicas de hemodiálise aqui em lisboa. Geralmente o acordo é feito de clínica para clínica e não há custos para o paciente. Converse com a direção da sua clínica e peça para eles entrarem em contato com uma clínica aqui de Lisboa para realização de hemodiálise em trânsito.

  • Anonymous

    Boa Noite Dr Pedro …
    Há alguns meses descobrimos em meu pai que tem 79 anos , doença renal cronica … os medicos foram levando, controlaram pressao arterial, diabetes , etc … mas agora ele esta sofrendo muito com fadiga muscular e muitas caibras , fizemos varios exames e foi costatado uma perda muito significativa da funçao renal. Fomos aconselhados apensar em no prazo de 30 dias começar hemodialise OU dialise , mas como nao entendo nada sobre isso , gostaria de algumas dicas . se ele começar na hemodialise e mais tarde optarmos por dialise … isso pode ???
    Obrigado … Josiara / RGS / BRASIL

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Josiara
    Vc deve estar querendo dizer hemodiálise e diálise peritonial, não? Ele pode começar com uma e optar pela outra posteriomente caso não se adapte. Mas a diálise peritonial funciona melhor em quem ainda urina, por isso, depois de algum tempo em hemodiálise não se costuma indicar troca para dialise peritonial.

  • Vania

    Olá Dr. meu pai faz hemodialise ha mais de 6 anos e usa protese ha quase 5 anos, por que as veias para cateter na jugular entupiram e não são mais acessiveis… essa protese é no braço esquerdo e ja obstruiu uma vez, foi feita uma cirurgia para desobstruir e deu certo faz uns 6 meses… agora a protese parou de novo, e o medico disse que não da mais pra tentar no mesmo lugar, e que ele ia ter que tentar outra protese no outro braço… ele esta com um cateter na virilha… e esta internado tambem com embolia pulmonar, talvez causado pela coagulação nas veias… será que é não é mesmo possivel tentar desobstruir a protese? e vai ter que retira-la? Meu pai tem as veias muito fracas, nem acesso pra medicamentos os enfermeiros conseguem, é mais dificil conseguir que a protese de certo? se puder esclarecer essas duvidas agradeceria muuuito! Obrigada pelo espaço!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Vania
    Nem sempre é possível desobstruir uma prótese trombosada.
    Na maioria dos casos não é preciso retirá-la.
    Se ele tem vasos superficiais muito ruins, torna-se mais difícil a construção de um acesso vascular.

  • tenorio

    Dr: gostei muito de texto sobre hemodiálise, sou téc. de enfermagem e adorei o material. obrigado

  • Anonymous

    Ola Dr.Pedro
    Hj recebemos a noticia de que minha mae ira fazer hemodialise, pois os rins ja nao funcionam mais, ela esta mto fraca, nao dorme nem um pouco e ainda mais nao esta se alimentando, tudo que coloca na boca faz vomito, temos medo de ela ficar com anemia ja que nao esta se alimentando.
    Corre algum risco de fazer a HD com esses sintomas?
    Temos mto medo disso sabe.
    Se puder me esclarecer serei mto grata.

    Att: Sunamy

  • Anonymous

    Oii dr. pedro
    Eu tenho uma duvida, pra fazer a hemodialise precisa arrancar os rins?, ja que eles nao funcionam mais..
    Estarei Aguardando respostas!

    SP 19/07
    Lindaci

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Lindaci
    Não, os rins ficam aonde estão.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Sunamy
    Esses sintomas INDICAM a realização da hemodiálise. A diálise vai melhorá-la.

  • shurek

    a hemodialise é um tratamento por toda vida ?ou o rins pode volta a funciona normalmente.ou pessoas q fazer a hema tem q fazer por toda vida.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    @shurek
    Depende da causa. Há doenças que podem recuperar e há outras que não. Se a insuficiÊncia renal for crônica, geralmente o início da hemodiálise é para sempre. Se for uma ins. renal aguda, pode haver recuperação da função dos rins.

  • Anonymous

    Meu marido, está fazendo diálise a quase um mês, no começo foi difícil pra nós, mas quando entendemos a ajuda que a máquina nos faz agradecemos a Deus por esse avanço na medicina pois é na verdade mais uma chance de continuar vivendo…

  • Anonymous

    Doutores,

    Minha sogra lutou até onde deu contra o seu rim. Desde o dia 15/10 ela começou apresentar inchaços no rosto, peito e pescoço. Internamos ela pela décima vez no ano, com os medicamentos aplicados nela, houve um pouco de desinchaço, porém, voltou a inchar antes de ontem, a enfemeira não pensou duas vezes e fez uma carta de autorização para Hemodiálise. Perguntas:
    1- O Hospital não deveria tomar essa atitude mediante um ok de um filho?
    2- Minha sogra teve de fazer transfusão na segunda porque estava com anemia alta. Ela pode fazer hemodiálise dois dias depois?
    3- Com o coração fraco? Tomando medicamento para o coração, fazer hemodialise implica no tratamento? Ela está tomando o monocordil.

    Muito obrigado pela atenção, grato a todos. Saúde, paz e responsabilidade saudável, vida mais longa.

    Charlyes

  • Anonymous

    Boa noite doutr,
    A saída da hemodíalise seria o transplante?
    Antonio

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Charlyes
    1- Se a paciente está lúcida, quem autoriza é ela, não é necessários falar com familiares. Se os médicos consideravam a diálise urgênte, também não é necessário aviar os familiares antes. obs: quem indica hemodiálise é o médico, nunca a enfermeira.
    2- Sim
    3- Se ela estava muito inchada a hemodiálise vai melhorar a função do coração e não piorar.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Antonio
    Sim, o transplante renal é a opção para quem faz hemodiálise

  • Adriana paixão

    Meu pai sabe que tem problemas nos rins há 5 anos a seis meses ele soube que iria precisar de hemodialise já foi feito duas fistulas mais nenhuma deu certo ele dialisa por um cati no pescoso agora o medico me disse que por conta da diabetes ele vai colocar no meu pai um permicatio no peito dele já que as fistulas não estão dando certo o que é isso Dr estamos com muito receio pois temos medo de infecção tem outros recursos já que as veias são tão fracas nos ajude por favor…

  • Fabiana

    Boa dia Dr. Pedro

    Gostaria de parabenizá-lo pela iniciativa. E pedir alguns exclarecimentos.
    No dia 24 de agosto meu ex-noivo começou a fazer hemodiálise. Desde então tenho lido diversos artigos científicos sobre o assunto. Você poderia me sugerir alguns bons periódicos que tratem da questão?
    Guando a notícia veio à tona, tentei de todas as maneiras me aproximar dele, pois ainda o amo muito, mas ele está irredutível, pediu que eu o esquecesse. Isso me causa muita dor. É normal este tipo de comportamento em IRC? Sei que sua especialidade não é psicologia, mas mesmo assim poderia me orientar como devo agir?
    Daqui a uns meses irei para Portugal, fazer Doutorado Sandwich na área de Biotecnologia e Bioengenharia, gostaria de manter contato ou mesmo trocar artigos científicos se não for incômodo. E-mail: fabiana.americasouza@yahoo.com.br
    Ainda não comecei a ler sobre transplante e compatibilidade. Quais os pre-requisitos para ser um doador?
    Um grande abraço
    Muitíssimo obrigada.
    Fabiana

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Adriana paixão
    Permcath é semelhante ao cateter que ele usa, mas com a diferença de parte dele ser colocada por baixo da pele. Isso dificulta as infecções e faz com que o cateter possa permanecer por vários meses enquanto se tenta solucionar a questão das fístulas.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Fabiana
    Cada pessoa reage de modo diferente ao início da hemodiálise. Dê tempo ao tempo. Logo ele irá perceber que a hemodiálise não é o fim do mundo.

    Para evitar comércio de órgãos, o transplante renal entre vivos somente é permitido entre familiares no Brasil.

    Sobre os artigos, o tema hemodiálise é muito extenso. É melhor vc usar o email aqui do blog para solicitar assuntos específicos sobre hemodiálise. Fica mais fácil eu tentar arranjar os artigos.

  • Karine

    Olá Dr. Pedro,
    gostei muito do conteúdo!
    Gostaria de saber por que durante a HD podem ocorrer algumas complicações como Cefaléia, Dor torácica e lombar e Arritmias.

    Att,

    Karine.

  • Wenzel O. Carvalho

    Olá Dr. Pedro,
    Em primeiro lugar parabéns pelo blog; eu gostaria de saber qual (ou quais) o critério ultilizado pelo médico, para encaminhar um paciente para a HD.
    Minha mãe é portadora de “DPRAD” em estado muito avançado e seu nivel de creatinina é altíssimo. Tenho receio de que talvez minha mãe não disponha do tempo exigido pelo SUS até o início da hemodiálise. Ela faz seu tratamento atravéz do Hospital das clinicas de Belo Horizonte-MG, os médicos de lá já estão em recesso e somente retornam em meados de Fevereiro.
    Obs: Ela já fez a fístula à mais ou menos um mês.
    Desde já agradeço a atenção.

    Wenzel O. Carvalho

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Karine
    Pode~, mas não é normal. O desejado é que a HD corra sem intercorrências.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Wenzel O. Carvalho
    Os principais são:
    - Sintomas de uremia, como vômitos, perda crônica do apetite, mal estar, prostração.
    - Inchaços.
    - Potássio elevado.
    - Acidose.

  • Anonymous

    Li vários dos seus artigos e acho que estão muito bem explicados.
    A minha avó está com insuficiencia renal e vai começar com tratamento de hemodialise. e digo com sinceridade que estes artigos ajudaram-me a compreender muitas coisa.
    Continue

  • http://profile.yahoo.com/H2PFF3P7DRDTIMBPGUDWXHBIIQ GIGI

    Bem, gostaria de saber a respeito da semente de linhaça já ouví falar que a linhaça dourada contribui para o bom funcionamento dos rins e repõe a creatinina no caso de baixa,isso é verdade ou se trata de um mito?

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não conheço nenhum estudo sério que diga isso.

  • ana

    ANA,OI DR.MEU PAI FAZ E EMODIALISE ,MAS SEU BRACO ESTA MUITO ENCHADO  A MAO E UMA PARTE DO PEITO.ME PREOCULPO MUITO NAO AGUENTO SUPERAR ISSO…

  • glausio vandre

    Ola sou motorista da prefeitura e temos 4 pacientes de hemodialise e o carro que temos é uma doblô e cada paciente quer levar um acompanhante dizendo que é direito deles e se colocarmos um agente de saude para acompanha-los teria algum problema pois uma das pacientes disse que se fizer isso ela vai denunciar ao promotor. Ela pode fazer isso.

                                                   Desde já meus agradecimentos.
                                                     
                                                     

  • Marluce

    MInha creatinina esta 1.3 sendo que a referencia e ate 0.90, neste caso ja estou com problem de rins?

    Fiquei sabendo que se tivermos desidratada a creatinina pode subir e verdade?

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Sim, desidratação causa aumento da creatinina.

  • Marluce

    MInha creatinina esta 1.3 sendo que a referencia e ate 0.90, neste caso ja estou com problem de rins?

    Fiquei sabendo que se tivermos desidratada a creatinina pode subir e verdade?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Sim, desidratação causa aumento da creatinina.

  • cassio

    minha mâe infelizmente faz dialise 3 vezes por semana, mas ela passa muito mal sempre q faz dialise 
    isso é normal?
    Ela da muita câimbra, falta de ar é dor de cabeça. 

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não, não é normal sentir-se mal toda sessão de hemodiálise

      • Dayanasantosameida

        Oi!!!
        Infelismente não é normal.
        Aproveite o tempo da sessão de diálise para ler escrever conversar; assistir televisão … O objetivo do tratamento é que você esteja sempre se sentindo bem, bem …sua mãe deve estar sentindo-se bem, sem inchaços, com pressão arterial normal, … náuseas, vômitos e mal-estar: Pergunte ao médico da sua mãe qual é o peso ideal …
        Ok espero ter ajudado melhoras pra ela!

  • cassio

    minha mâe infelizmente faz dialise 3 vezes por semana, mas ela passa muito mal sempre q faz dialise 
    isso é normal?
    Ela da muita câimbra, falta de ar é dor de cabeça. 

  • Ingrid

    Estou fazendo um Tcc sobre a importancia do tratamento da água no precesso de hemodialize.
    Poderia entrar em contato para tirar algumas dúvidas?

    • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Pode usar o email do site.

  • Ritacoutinho

    boa tarde, faço dialise a 10 anos tenho 87 anos,sou bem forte, não gordo, ultimamente estou com muita prisão de ventre e so vou ao banheiro se tomo medicamento, o que devo fazer, comer, qual o meu procedimento para melhorar a minha situação?????? obrigada rita

  • https://plus.google.com/113288925849694682313 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Você tem que procurar seu nefrologista que acompanha a diálise peritonial.

  • Heloisa

    Boa tarde Dr. Muito bom seus artigos. perdi minha mae por Sepse grave e mesmo sendo uma profissional de saude filha e irma de medico , nao conseguia aceitar e entender a dinamica do quadro da minha mae ate resultar na sua morte. Continuo inconformada mas pelo menos entendi o processo e que sua melhora por uns 2 dias foi apenas uma tregua da vida , mas a gravidade do caso não havia diminuido infelizmente. Boa sorte e Deus  ilumine o seu caminho para continuar a salvar vidas e ajudar as pessoas a entender o que no momento da dor nao tem explicação. Um grande abraço e obrigada. Heloisa- Sorocaba

  • Priscila

    adorei as explicações, são claras. Sofro com pielonefrite crônica há alguns anos

  • Elianec Becker

    Eliane
    olá gostaria de saber meu sogro tem problemas nos rins quase não funciona 100% os dois,mas tem outros problemas ele tem coração fraco,diabete,pressão alta,e teve esquemia celebral faz 15anos,quero saber se tem algum risco ele começar a fazer hemodialis?

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Se os rins pararem não há outra alternativa a não ser diálise. A diálise vai fazer bem e não mal.

  • samara gatinha@

    tadinho deles eles deve  sofrer muito

  • Lucilacamara

    ola,gostaria de saber, tenho uma amiga que faz dialise,mas ela nao tem mais acesso para o cateter, as veias estao todas comprometidas.Colocaram para fazer a dialise perotonal, mas nao esta adiantando, ela esta retendo muito liquido. ela pesava 65kg agora esta com mais ou menos 80kg, e  muito inchada. Na clinica onde ela colocou a peritonal, a medica falou que nao esta adiantando esta dialise. E falou que ela tera que voltar a fazer a dialise na maquina.Mas como sera possivel se ela nao tem mais acesso? A medica falou em fazer uma cirurgia e colocar um cateter no figado? isso e possivel.

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Sim, há possibilidades, inclusive cateter no coração. Porém, nestes casos de falência dos vasos para acesso, o ideal é o transplante renal. Este tipo de paciente costuma ganhar prioridade na lista.

  • Helaine Nascimento

    Qual a diferença entre Dialise é Hemodialise?

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Hemodiálise é um tipo de diálise. Outro tipo comum é a diálise peritonial.

  • Irenemilhomem_

    meu irmao foi picado por uma cascavel e esta fazendo hemodiálise os rins dele ja deu uma melhorada mas o medico disse que ele corre risco porque o veneno esta localizado nos peito dele as placas estao muito cheia de veneno queria saber se ele continuar fazendo hemodiálise ele melhora?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Hemodiálise é um tipo de diálise. Outro tipo comum é a diálise peritonial.

  • Helaine Nascimento

    Qual a diferença entre Dialise é Hemodialise?

  • Dinhamaniadearte

    ola.gostaria de saber mais sobre hemodialize. eu so tenho um rim.e tenho muita inf gostaria de saber por que fico muito inchada por vc pode falar  Dr.pedro. muito obrigada

  • Sheyla

    Dr. Pedro, os rins do meu irmão pararam totalmente, ele está fazendo hemodialise, ele também está urinando um pouco, este fato é um bom sinal?

  • Sheyla

    Dr. Pedro, os rins do meu irmão pararam totalmente, ele está fazendo hemodialise, ele também está urinando um pouco, este fato é um bom sinal?

  • Amanda Pacheco

    Em que situsções a hemodiálise é feita??

  • Amanda Pacheco

    Em que situsções a hemodiálise é feita??

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Que fato?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Que fato?

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Em casos de insuficiência renal grave.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Em casos de insuficiência renal grave.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Pode usar o email do site.

  • Kelly

    Gostaria de saber porque qdo se tem cãibra a glicose é indicada?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      A glicose causa dilatação temporária dos vasos sanguíneos musculares, melhorando o aporte de sangue. A câimbra na diálise surge por redução da perfusão de sangue nos músculos.

  • Nathalia

    Adorei! É muito bem explicado, mas queria saber duas coisas que não entendi muito bem:
    1-quando o sangue está em banho diálise, o liquido de diálise é sempre trocado para estar limpo e as substâncias não voltarem, ou não há necessidade pelo processo ser rápido?
    2- Após sair do filtro, pelo que vi do gráfico, o sangue limpo deve passar ainda por uma bomba de ar, o que acontece lá? para que ela serve?

  • Kaliane samara

    quanto tempo a pessoa passa com o cateter de longa duração?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Pode ficar até vários meses, mas o ideal sempre é fazer dialise pela fístula.

  • Ritacoutinho

    boa tarde, faço dialise em casa a 10 anos tenho 87 anos sou forte graças a Deus e tenho   um cateter na barriga tudo esta indo bem, mas ultimamente estou com muita prisão de ventre so vou ao banheiro se tomar remedio, isto e normal o que posso comer, qual o melhor procedimento?

  • Heloisa

    Boa tarde Dr. Muito bom seus artigos. perdi minha mae por Sepse grave e mesmo sendo uma profissional de saude filha e irma de medico , nao conseguia aceitar e entender a dinamica do quadro da minha mae ate resultar na sua morte. Continuo inconformada mas pelo menos entendi o processo e que sua melhora por uns 2 dias foi apenas uma tregua da vida , mas a gravidade do caso não havia diminuido infelizmente. Boa sorte e Deus  ilumine o seu caminho para continuar a salvar vidas e ajudar as pessoas a entender o que no momento da dor nao tem explicação. Um grande abraço e obrigada. Heloisa- Sorocaba

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Você tem que procurar seu nefrologista que acompanha a diálise peritonial.

  • Nathalia

    Adorei! É muito bem explicado, mas queria saber duas coisas que não entendi muito bem:
    1-quando o sangue está em banho diálise, o liquido de diálise é sempre trocado para estar limpo e as substâncias não voltarem, ou não há necessidade pelo processo ser rápido?
    2- Após sair do filtro, pelo que vi do gráfico, o sangue limpo deve passar ainda por uma bomba de ar, o que acontece lá? para que ela serve?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Se os rins pararem não há outra alternativa a não ser diálise. A diálise vai fazer bem e não mal.

  • Elianec Becker

    Eliane
    olá gostaria de saber meu sogro tem problemas nos rins quase não funciona 100% os dois,mas tem outros problemas ele tem coração fraco,diabete,pressão alta,e teve esquemia celebral faz 15anos,quero saber se tem algum risco ele começar a fazer hemodialis?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Não, não é normal sentir-se mal toda sessão de hemodiálise

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Não conheço nenhum estudo sério que diga isso.

  • odimar

    olá Dr.quero saber se quem faz hemodialise tem algum comprometimento com a vida sexual; quero dizer relacionado ao orgasmo no caso pra a mulher .

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Pode haver diminuição da libido, mas não é pela diálise, e sim pela insuficiência renal crônica.

  • odimar

    olá Dr.quero saber se quem faz hemodialise tem algum comprometimento com a vida sexual; quero dizer relacionado ao orgasmo no caso pra a mulher .

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Pode haver diminuição da libido, mas não é pela diálise, e sim pela insuficiência renal crônica.

  • Rosana

    faço hd a um mes depois do parto,a minha medica disse que so dar para avaliar se eu vou continuar hd depois de seis meses e possivel os rins voltarem a funcionar sem hd?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Depende da causa.

  • Rosana

    faço hd a um mes depois do parto,a minha medica disse que so dar para avaliar se eu vou continuar hd depois de seis meses e possivel os rins voltarem a funcionar sem hd?

  • Edna

    ola, estou com meu esposo hospitalizado com queimadura em 50% do cor no momento está fazendo dialise
    quero saber como são detectado as  bactérias nesse processo. 

  • Edna

    ola, estou com meu esposo hospitalizado com queimadura em 50% do cor no momento está fazendo dialise
    quero saber como são detectado as  bactérias nesse processo. 

  • Fabiolima 1982

    Dr sou enfermeiro e minha mãe faz diálise peritoneal,atualmente está internada com um quadro de pancreatite curada,mas ficou uma pequena quantidade de secreção na cavidade abdominal a impossibilitando de fazer diálise peritoneal..segundo o nefro por risco de espalhar essa secreção pelo abdome e causar uma sepse..precisará implantar um cateter profundo no peito (piriqueti) pois o tratamento da secreção será o próprio organismo drenar por si podendo demorar meses..pergunto sobre os riscos e benefícios deste cateter

  • Claudia

    Bom dia! Por favor poderia incluir desenhos ou figuras sobre cateter profundo no peito, e quais os cuidados para esse tipo de hemodialise. Obrigada,
      

  • Wagner

    bom dia… Dr. por favor preciso de uma orientação…
    meu pai tem 69 anos ja perdeu 15 kilos depois que começou a fazer dialise, ele so possui um rim, está com diagnostico de esclerose multipla e leucoaraiose… tambem tem efizema pulmonar á 30% pois foi tabagista por 55 anos… ele nao se levanta mais da cama devido a fraqueza muscular e sofre um fratura de femur nas duas pernas… vai a hemodialise 3 vezes por semana e faz 4 a 5 horas …. ja fazem 2 meses, os medicos ja me diseram que ele nao tem chance de deixar a dialise… 
    Ele me pede toda as vezes pra nao fazer, que ele nao quer prolongar esse sofrimento…
    Sinceramente doutor eu tambem ja nao estou mais aguentando ver meu pai nessa situação… mas tenho medo de parar com a dialise e ele sofrer muito antes de partir, pois sem a dialise sei que ele nao tera muito tempo de vida…
    Essa é minha duvida, o que acontece se ele parar de dialisar, qual é a evolução até o obito… tem dor ? tem como amenizar a dor ou algum desconforto….??? por favor preciso de uma luz… agradeço e aguardo um retorno

  • Irineu albano

    bom dia dr. gostaria de uma informação sobre fistula. ela pode não dar certo? existe algum teste para saber se ela vai funcionar? se não dar certo se faz em outro local? e se não dar certo tambem? vai cortando até dar certo? obrigado.

  • ana carolina e ana maria

    dotor aqui nao a hemodialise os sintomas dela aqui e o pior saite do mundo pode tratra de coloca a hemodialise va em bora memo

  • ana carolina e ana maria

    dotor aqui nao a hemodialise os sintomas dela aqui e o pior saite do mundo pode tratra de coloca a hemodialise va em bora memo

  • Eliel

    olá Dr. sou estudante de enfermagem e queria saber sobre o cateter de duplo lumem inserido na jugular, os dois lumens ficam dentro da jugular (veia) ? ou um lumem vai para a artéria ? minha duvida é por onde o sangue entra ? por onde o sangue sai ? sangue venoso? sangue arterial ?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      o cateter entra pela veia jugular, mas fica localizado na veia cava. Os dois lúmens ficam na veia. Não há sangue arterial. Para entender melhor você deve ver como é um cateter fora do corpo.

  • Eliel

    olá Dr. sou estudante de enfermagem e queria saber sobre o cateter de duplo lumem inserido na jugular, os dois lumens ficam dentro da jugular (veia) ? ou um lumem vai para a artéria ? minha duvida é por onde o sangue entra ? por onde o sangue sai ? sangue venoso? sangue arterial ?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    o cateter entra pela veia jugular, mas fica localizado na veia cava. Os dois lúmens ficam na veia. Não há sangue arterial. Para entender melhor você deve ver como é um cateter fora do corpo.

  • http://profile.yahoo.com/WSCGZFUX5OPTULQARM2YDVHYQ4 Carla

    boa tarde.Tive uma pielonefrite há 20 dias.Fiz uma tomografia que indicou areas hipodensas corticais mal delimitadas medindo2.0 cm no rim esquerdo.Sugerem lesão?processo infeccioso?ou outra etiologia?A primeira tomografia foi feita no hospital,fui medicada e curada da pielonefrite com antibiotico,a pergunta é:por que mesmo após 20 dias de curada ainda consta este mesmo resultado na tomografia atual com area ainda maior de 3,3.cm e hemacias na urina ?

  • http://profile.yahoo.com/WSCGZFUX5OPTULQARM2YDVHYQ4 Carla

    boa tarde.Tive uma pielonefrite há 20 dias.Fiz uma tomografia que indicou areas hipodensas corticais mal delimitadas medindo2.0 cm no rim esquerdo.Sugerem lesão?processo infeccioso?ou outra etiologia?A primeira tomografia foi feita no hospital,fui medicada e curada da pielonefrite com antibiotico,a pergunta é:por que mesmo após 20 dias de curada ainda consta este mesmo resultado na tomografia atual com area ainda maior de 3,3.cm e hemacias na urina ?

  • Andressasaraujo

    minha esta internada no hospital, eu gostaria de saber porque depois q ela colocou o catete ela ficou enchada de mais?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Devem haver outros motivos que não o cateter.

  • Andressasaraujo

    minha esta internada no hospital, eu gostaria de saber porque depois q ela colocou o catete ela ficou enchada de mais?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Devem haver outros motivos que não o cateter.

  • Celiamariapereira

    Celia

  • Celiamariapereira

    Celia
    Dr. uma pessoa que está fazendo hemodialise durante 8 meses , os pés continuam inchados, isso é normal?.. O que pode está acontecendo para os pés continuarem inchados ? são apenas por causa da falência dos Rins? ou pode existir outros fatores do organismo?
    Obrigada

  • Celiamariapereira

    Celia
    Dr. uma pessoa que está fazendo hemodialise durante 8 meses , os pés continuam inchados, isso é normal?.. O que pode está acontecendo para os pés continuarem inchados ? são apenas por causa da falência dos Rins? ou pode existir outros fatores do organismo?
    Obrigada

  • Maryalbino

    bom dia ,tenho insuficiencia renal a creatinina esta 3.90 o funcionamento do rim e 17% existe a possibilidade de nao precisar fazer dialise ou isso e impossivel?

  • Danielesilvapinheiro

    Minha mãe está quase 2 meses no hospital fazendo dialise, agora disseram que vão fazer uma fistula será que isso quer dizer que ela vai fazer hemodialise para sempre????

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      A fístula é feita quando não se espera recuperação da função renal a curto/médio prazo.

  • Bárbara

    Este artigo irá ajudar muito no meu estudo de caso.

  • Danielesilvapinheiro

    Minha mãe fez a fistula a três dias e os médicos dizem não estarem ouvindo a fistula; o que isso quer dizer????

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      A fístula pode estar trombosada, ou seja, não funcionante.

  • Danielesilvapinheiro

    Minha mãe fez a fistula a três dias e os médicos dizem não estarem ouvindo a fistula; o que isso quer dizer????

  • Irineu albano

    bom dia dr. gostaria de uma informação sobre fistula. ela pode não dar certo? existe algum teste para saber se ela vai funcionar? se não dar certo se faz em outro local? e se não dar certo tambem? vai cortando até dar certo? obrigado.

  • franzinha_com

    Meu pai esta com edema pulmonar devido a cirrose hepática, se fizer uma dialise para acelerar a retirada do liquido no corpo, funciona?
    Obrigada

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Uma das funções da hemodiálise é retirar água em excesso no corpo. Agora, se caso do seu pai está indicado ou vai funcionar, não tenho como opinar à distância.

  • gustavo henrique

    Dr. Meu pai, um cara muito ativo e praticamente da famosa “pelada de finais de semana” foi diagnosticado com insuficiência renal crônica, está bastante anêmico, e já foi internado, foi sugerido a hemodiálise, o que eu gostaria de saber é se pelo fato dela ser crônica ele terá que fazer a hemodiálise para o resto da vida? E quais os meios para reverter o quadro?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Sim, se for ins. renal crônica é para sempre. O único modo de sair da diálise é com transplante renal.

  • gustavo henrique

    Dr. Meu pai, um cara muito ativo e praticamente da famosa “pelada de finais de semana” foi diagnosticado com insuficiência renal crônica, está bastante anêmico, e já foi internado, foi sugerido a hemodiálise, o que eu gostaria de saber é se pelo fato dela ser crônica ele terá que fazer a hemodiálise para o resto da vida? E quais os meios para reverter o quadro?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Sim, se for ins. renal crônica é para sempre. O único modo de sair da diálise é com transplante renal.

  • 2beatriz

    Bom dia Dr.,sou renal cronica a 13 anos e 6 meses,faço hemodialise no HC em São Paulo,não sei como dizer as pessoas que este tratamento é o fim do mundo.Pois levo uma vida normal,só não estou trabalhando pois já passei por varias cirurgias,não pelo tratamento mais algumas doenças da minha genética.Então gostaria que as pessoas aceitassem o tratamento e que vivessem um dia após o outro.

  • katia

    gostaria de saber porque um paciente renal cronico nao se adapna a fistula? e pq perde rapido o caterter da hemodialise?

    • Pedro Pinheiro

      A grande maioria dos pacientes se adapta à fístula sem problemas. O cateter de hemodiálise se não for tunelizado não é mesmo feito para ser usado por muito tempo, pois o risco de infecção é grande.

  • Luiz Felipe

    Dr bom dia. Minha avó de 72 anos é paciente renal crônica, onde só possui um rim em funcionamento e mesmo assim somente a 27%.
    Os médicos se surpreendem pois ainda não entrou em hemodiálise. Porém nos últimos dias vem apresentando dores na altura dos rins. Ela não está fazendo dieta como deveria. O que fazer doutor?

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Insuficiência renal não provoca dor. É preciso ver se a dor não é da coluna.

  • Glaucia Cardouzo

    Boa noite,estou em HD a seis meses,tenho rins policisticos,fiz o exame do peso seco 2 vezes,meu peso teria que ser 47.500 estou com 49.500 qdo tiro mais do que 600 gramas de peso passo mau com cãimbra e hipotensão,será que tem haver com o peso dos meus rins(esquerdo 26cm,direito não sei),pq não acertam meu peso ???Ganho final de semsna 1kl e as vezes na semana perco 100 ,200 gramas entre uma dialise e outra.Pode me ajudar a esclarecer isto?Obrigada.

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Se você não toma anti-hipertensores, o peso seco deve ser o peso mais baixo que você consegue chegar sem sentir câimbras ou ter hipotensão. Não importa o que o exame diz. Ele ajuda, mas não é mais importante que a avaliação clínica.

  • Cristina

    Bom dia Dr. A minha mãe foi internada há 3 dias e fez a 1ª hemodialise gostaria de saber se ela já pode fazer transplante ou tem que esperar mais tempo?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Calma, se foi uma coisa aguda relacionada à internação, é possível que os rins se recuperem.

  • danubia

    Dr o que acontece se ficar muito tempo sem o paciente fazer emodialise meu pai faz 8 dias q não faz e os medicos aqui não dão nenhum parecer ele ta muito inchado parou o aparelho do braço dele

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Se o paciente tem insuficiência renal terminal e para de fazer hemodiálise, ele pode ter complicações grave, podendo até evoluir para o óbito.