ADENOIDE – Sintomas, hipertrofia e tratamento

O que é a adenoide?

As adenoides são duas pequenas glândulas compostas por tecido linfoide, semelhantes às amígdalas e aos linfonodos.

Nascemos com duas adenoides, que ficam localizadas no ponto mais posterior da garganta, especificamente na região da nasofaringe, que é o local onde se encontram o fim da cavidade nasal e o início da faringe. Ao contrário das amígdalas, não é possível ver as adenoides ao abrirmos a boca, pois estas ficam acima do palato (céu da boca).

As adenoides crescem durante a infância e começam a regredir ao redor dos 8 anos de idade. Quando elas crescem muito, podem causar obstrução da passagem do ar respirado pelo nariz.

Assim como as amígdalas e outros linfonodos, as adenoides têm como função a produção de linfócitos e anticorpos, ajudando o organismo a se defender de micro-organismos que invadem as cavidades nasal e oral. Todavia, elas não são essenciais e a sua retirada cirúrgica não parece causar nenhum problema ao sistema imunológico do paciente.

Habitualmente, as adenoides são formadas no sétimo mês de vida do feto, continuando seu crescimento até aproximadamente 5 ou 6 anos de idade. A partir dos 8 a 10 anos  elas começam a regredir, desaparecendo totalmente até a vida adulta.

Adenoide
Adenoide

Hipertrofia da adenoide (carne esponjosa)

Toda criança tem adenoide. Como acabamos de explicar, adenoide não é o nome de uma doença, mas sim uma glândula que todo ser humano possui durante a infância.

Os problemas com as adenoides surgem quando estas crescem demais e passam a obstruir a passagem de ar pela cavidade nasal. As adenoides grandes são conhecidas popularmente como “carne esponjosa”. O termo médico correto é hipertrofia das adenoides.

As adenoides se tornam hipertrofiadas geralmente em crianças com repetidas infecções de garganta. É comum a inflamação da glândula, chamada adenoidite, vir acompanhada de amigdalite e faringite.

Crianças com hipertrofia das adenoides e/ou adenoidite de repetição costumam apresentar, além dos sintomas de dificuldade respiratória que serão explicados mais à frente, quadros de otite média de repetição, sinusite crônica e rinite persistente.

Adenoide hipertrofiada detectada em exame de ressonância magnética
Adenoide hipertrofiada detectada em exame de ressonância magnética

Depois de alguns episódios de amigdalite/adenoidite, a própria adenoide pode passar a albergar algumas bactérias, servindo como fonte para futuras infecções respiratórias.

Sintomas

As adenoides de tamanho normal não provocam nenhum sintoma e desaparecem na adolescência sem provocar problema algum. Porém, em algumas crianças com infecção respiratória de repetição, elas podem crescer, tornando-se permanentemente hipertrofiadas durante toda a infância.

As adenoides hipertrofiadas podem obstruir a passagem de ar pela cavidade nasal, provocando alterações como respiração ruidosa, respiração permanentemente pela boca, apneia do sono, roncos noturnos, voz anasalada e coriza persistente.

As dificuldades respiratórias são mais comuns à noite, pois quando dormimos nossa musculatura relaxa, aumentando, assim, a obstrução das vias aéreas pela adenoide hipertrofiada.

Crianças com adenoides grandes podem ter pesadelos frequentes, sono irregular, sono turbulento e episódios curtos de parada respiratória, chamadas apneia noturna. A criança dorme mal e passa o dia irritada, cansada e sonolenta.

O aumento de tamanho das adenoides também pode causar obstrução da tuba de Eustáquio (tuba auditiva), que é um canal que liga a cavidade nasal ao ouvido médio e ajuda a manter a pressão do ar igual dos dois lados do tímpano.

A obstrução da tuba de Eustáquio pode provocar audição abafada, dor de ouvido, sensação de estalidos no ouvido ou infecções recorrentes no ouvido médio (otite média).

A hipertrofia das adenoides faz com que as crianças respirem persistentemente pela boca, o que leva a alterações na anatomia da face e dos dentes, provocando uma aparência chamada fácies adenoideana.

Crianças com fácies adenoideana caracteristicamente possuem um rosto alongado, dentes incisivos proeminentes, dentes agrupados, maxila pouco desenvolvida, lábio superior curto, narinas elevadas e um palato arqueado.

fácies adenoideana
Fácies adenoideana

Tratamento

As adenoides hipertrofiadas só começam a regredir a partir dos 7 anos de idade. Como muitas crianças apresentam complicações desde os 2 ou 3 anos, isso muitas vezes pode significar pelo menos 4 anos de infecções de repetição, dificuldade respiratória, sono ineficaz e alterações na anatomia da face.

O único tratamento para as adenoides grandes é a cirurgia, chamada adenoidectomia. Como as adenoides regridem espontaneamente com o tempo, a indicação da cirurgia tem que ser bem feita, pesando os riscos cirúrgicos com as complicações causadas pela obstrução das vias aéreas.

A cirurgia para remoção das adenoides é geralmente indicada nas crianças com obstrução grave das vias respiratórias, principalmente naquelas de 3 ou 4 anos com dificuldades para dormir, com otite média e/ou sinusite de repetição. Nos quadros mais leves, o tratamento é feito com antibióticos e corticoides durante as crises (amigdalites/adenoidites), não havendo indicação para cirurgia.

Durante o ato cirúrgico para retirada das adenoides, frequentemente as amígdalas também são removidas.

A adenoidectomia é uma cirurgia relativamente simples e curta, mas é feita sob anestesia geral. O procedimento é feito pelo medico otorrinolaringologista.

Habitualmente o paciente fica internado apenas por 1 dia. Se tudo correr bem, a criança pode voltar a frequentar as aulas após 1 ou 2 semanas (deve-se evitar contato com crianças com infecção respiratória nas primeiras 2 semanas de pós-operatório).


Referências


RELACIONADOS

Regras para Comentários

Antes de comentar, clique no link a seguir para ler as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.
Perguntas fora das regras serão descartadas.

Deixe um comentário

75 comentários em “ADENOIDE – Sintomas, hipertrofia e tratamento”

  1. Meu filho esta com Adenoide, agora está tomando predisim por 10 dias. Cheguei até encontrar um livro sobre bronquite, foi bom conhecer mais, porque pensei que era bronquite. Esse artigo me ajudou mais ainda. Obrigado.

    Responder
  2. Olá Dr. Pedro… tenho uma cirurgia de septo marcada e o otorrino informou que tenho um pouco de adenoide e como já vai operar vai cauterizar, esse procedimento é seguro?

    Responder
  3. Dr. Boa tarde o senhor pode me dizer o q significa os dizeres Acentuada reducao da amplitude da coluna aerea do rinofaringe,por hipertrofia das adenoides … .Obrigado

    Responder
    • Significa que as adenóides estão grandes e diminuem o espaço para a passagem do ar respirado.

      Responder
  4. Dr.Pedro,tenho 43 anos e pelos meus estudos á internet,notei que sempre
    tive essa carne esponjosa,minha tia falava e eu não acredita nessa
    cirurgia,nesse momento estou me sentindo muito mal,tenho muita falta de
    respiração ao fazer qualquer esforço físico.Será que minha cirurgia
    corre risco,e qual a alimentação necessária ante da cirurgia?

    Responder
  5. Olá, poderia me explicar o que significa os dizeres “parcial redução da coluna aérea da rinofaringe, secundário ao aumento volumétrico das adenóides”? Obrigada.

    Responder
    • Significa que as adenóides estão aumentadas e, com isso, diminuem o espaço para a passagem do ar nas vias respiratórias.

      Responder
  6. Excelente blog. Parabéns e obrigado, Dr Pedro. Passamos por um grande estresse, só que foram 2 cirurgias em nossa filhinha. Adenoidectomia com 2,5 anos e apenas 5 meses depois teve que se submeter à amigdalotomia, devido a tantas apneias que apresentava conforme mostro em videos em meu blog

    Obrigado por ajudar, pois há diversos pais aflitos neste momento com os mesmos problemas. Um abraço e fique com Deus.

    Responder
  7. Dr. Pedro ,por gentileza ,poderia me explicar o que significa coluna aérea com calibre conservado na rinofaringe?Grata .

    Responder
    • Não sei, não conheço todas as pessoas que já viveram no mundo. :)
      Falando sério agora, a princípio, hipertrofia da adenoide não é um problema que cause relevante risco de morte, apesar que, em caso mais graves, podem haver complicações, como atraso no crescimento, problemas de no desenvolvimento neurológico e graves restrições respiratórias.

      Responder
  8. olá meu filho tem 2 anos e adenoide dele é 80 % ele respira muito pela boca e a noite ronca muito é necessário fazer cirurgia?

    Responder
    • É possível que sim, pois ele ainda é muito novinho. Ainda faltam alguns anos até as adenoides começarem a regredir espontaneamente.

      Responder