10 de dezembro de 2013

EFEITOS COLATERAIS DOS ANTICONCEPCIONAIS

 
343 COMPARTILHAMENTOS

A pílula anticoncepcional, também chamada de contraceptivo oral, é um método contraceptivo muito confiável, com uma taxa de sucesso ao redor dos 99%. Além de impedir a gravidez, os anticoncepcionais também são benéficos em outras situações, como no tratamento do hiperandrogenismo (excesso de hormônio masculino), da dismenorreia (cólica menstrual), da menorragia (excesso de menstruação) e da tensão pré-menstrual.

Publicidade

Apesar de ser uma droga segura e em uso há muitas décadas, existem, contudo, várias contra-indicações e possíveis efeitos colaterais relacionados ao uso do anticoncepcional.

A diminuição progressiva das doses de estrogênio e progestina (forma sintética da progesterona) desde a introdução da pílula no mercado na década de 1960 conseguiu obter uma relevante redução nos efeitos secundários, como tromboses e complicações cardiovasculares.

Este artigo vai abordar as principais contraindicações, riscos e efeitos colaterais da pílula anticoncepcional.

Temos outros artigos sobre métodos anticoncepcionais que podem ser acessados nos links abaixo:

Efeitos colaterais dos anticoncepcionais

1- Sangramento de escape

Sangramentos escape, ou seja, perdas sanguíneas pela vagina fora do período menstrual, são o efeito colateral mais comum dos contraceptivos orais. O sangramento de escape não indica falha na eficácia da pílula nem é considerado uma menstruação fora de hora. Ele geralmente ocorre nos primeiros ciclos de uso da pílula pela fragilidade da parede do útero, que costuma tornar-se atrofiado pelo uso do anticoncepcional. Habitualmente, as pílulas com doses baixas de estrogênio são as que mais provocam sangramento de escape. Com o tempo, porém, o sangramento tende a diminuir e desaparecer.

Pilula anticoncepcional

Uma causa comum de sangramento de escape nas mulheres em uso da pílula é o uso errado do anticoncepcional, principalmente quando a paciente se esquece de tomar o medicamento diariamente. Nestes casos, o sangramento se dá por variações súbitas nos níveis de hormônios e pode estar relacionado a uma falha no efeito protetor da pílula anticoncepcional.

2- Amenorreia – Ausência de menstruação

Amenorreia é o nome dado à ausência de menstruação. A amenorreia nas mulheres que usam pílula pode ser intencional ou não. Nas formas de uso contínuo do anticoncepcional, sem intervalos, a ausência de menstruação é uma fato esperado e programado. Porém, a amenorreia também pode surgir nas mulheres que fazem o uso das pílulas clássicas, aquelas com 4 ou 7 dias de pausa no final de cada cartela. Nesta situação, a ausência de menstruação não é algo esperado, pois a pausa serve exatamente para que os níveis de hormônios caiam e a menstruação desça normalmente. A ausência de menstruação nestes casos costuma estar relacionada ao uso de pílulas com baixa dose de estrogênio (20 mcg de etinilestradiol). Em geral, a troca por pílulas com doses mais altas (30 ou 35 mcg de etinilestradiol) costuma resolver o problema. É preciso esclarecer, contudo, que a presença da amenorreia de modo algum indica falha na ação contraceptiva da pílula.

Outro tipo de amenorreia que pode ocorrer é a chamada amenorreia pós-pílula, que é aquela que surge quando a mulher resolve parar de tomar a pílula anticoncepcional. Um período de 1 ou 2 meses sem menstruação é comum em mulheres que fizeram uso da pílula por muito tempo. Mais de 90% das mulheres, porém, voltam a menstruar normalmente dentro de 3 meses. A ausência de menstruação por mais de 3 meses seguidos é indicação para uma consulta com o ginecologista para investigação da causa.

Leia também: 15 CAUSAS PARA MENSTRUAÇÃO ATRASADA

3- Ganho de peso

Historicamente e popularmente sempre se acreditou que o uso de anticoncepcionais estaria associado a um ganho de peso. É muito comum ouvir histórias de mulheres que afirmam ter engordado após iniciarem a pílula. No entanto, os estudos disponíveis até o momento não confirmam esta relação. Como exemplo, um estudo comparou 49 mulheres saudáveis que haviam iniciado recentemente um contraceptivo oral contendo 30 mcg de etinilestradiol e 75 mcg de gestodeno, com mulheres de idade e peso semelhantes, mas que não tomavam pílula. Após 6 meses de seguimento, quando os dois grupos foram comparados, notou-se que não havia diferenças relevantes em relação ao ganho de peso, IMC, percentual de gordura e relação cintura-quadril. Em ambos os grupos cerca de 30% das mulheres ganharam pelo menos meio quilo de peso neste intervalo e cerca de 20% perderam mais de meio quilo, demonstrando que a variação de peso não necessariamente tem a ver com uso da pílula.

Portanto, a famosa afirmação de que anticoncepcional engorda não possui sustentação científica. Para saber mais detalhes sobre o assunto, leia o seguinte artigo:  TOMAR ANTICONCEPCIONAL ENGORDA?

4- Redução do desejo sexual

Este é outro tema controverso. Popularmente, existe a crença de que o uso da pílula provoca redução da libido nas mulheres. Porém, os resultados dos estudos são contraditórios, pois enquanto alguns trabalhos mostram diminuição do desejo sexual, outros mostraram aumento da libido e da frequência de atos sexuais entre o casal.

Portanto, o efeito parece ser mais individual e estar relacionado a outros fatores de ordem psicológica que não apenas o uso dos anticoncepcionais orais. Algumas mulheres que relacionam a diminuição da libido com o início da pílula referem melhora quando trocam para uma marca com formulação de hormônios diferente.

Riscos dos anticoncepcionais para a saúde

a) Anticoncepcional e trombose

Já há alguns anos se conhece a relação entre anticoncepcional e trombose. Nas últimas décadas, a diminuição progressiva nas doses de hormônios existentes nas pilulas anticoncepcionais tem sido bastante eficaz na redução da incidência de complicações, porém, o risco de trombose venosa ainda existe.

Na verdade, em mulheres jovens e saudáveis, o risco de trombose associada à pílula é muito baixo. Estudos mostram que a incidência de eventos trombóticos em mulheres que usam pílula é de 10 casos para cada 10.000 mulheres contra 5 casos para cada 10.000 que não usam contraceptivos orais. Portanto, o risco de trombose com o anticoncepcional pode até dobrar, mas ainda assim continua a ser bem baixo, ao redor dos 0,1%. Só como comparação, o risco de trombose venosa em mulheres grávidas é de pelo menos 30 a cada 10.000. Logo, estar grávida acarreta em um risco 3x maior de trombose do que o uso da pílula.

Em geral, o risco de eventos trombóticos é maior durante o primeiro ano de uso da pílula anticoncepcional. Alguns fatores, contudo, elevam o risco de trombose além do habitual, entre os mais comuns podemos citar:

- Obesidade.
- Idade acima de 39 anos.
- Ser fumante.
- História familiar de trombofilias ou outras doenças que interfiram na coagulação, como deficiência de proteína S, proteína C ou antitrombina, Fator V de Leiden, hiper-homocisteinemia, anticorpo antifosfolipídeo, síndrome nefrótica…
- Cirurgias, principalmente as ortopédicas dos membros inferiores.
- História prévia de eventos trombóticos.

A composição hormonal das pílulas também parece ter influência sobre o risco de trombose. A minipílula, por exemplo, não acarreta em maior risco. Por outro lado, a novas pílulas com progestinas de 3ª geração, como a desogestrel ou o gestodeno, parecem apresentar um risco ligeiramente maior de trombose que as pílulas com progestinas de 2ª geração, como o levonorgestrel.

Para ler sobre trombose, acesse o link:  O QUE É TROMBOSE VENOSA PROFUNDA (TVP).

b) Anticoncepcional e doenças cardiovasculares

Historicamente, uma grande preocupação em torno do uso de contraceptivos orais era o aumento de eventos cardiovasculares (infartos ou AVC) associados ao uso da pílula. Este problema, contudo, ocorria com mais frequência décadas atrás, quando as pílulas eram compostas por elevadas doses de hormônios. A redução do teor de estrogênio nos últimos anos aumentou substancialmente a segurança da pílula. Hoje em dia, o infarto do miocárdio é um evento extremamente raro em mulheres saudáveis ​​em idade reprodutiva. O risco atual é de cerca de 2 casos a cada 10.000 mulheres, ou seja, 0,02%.

c) Anticoncepcional e câncer

A utilização de contraceptivos orais não está associada com um risco aumentado de câncer em geral. Todavia, há cânceres que parecem ser mais comuns em quem usa pílula, e há cânceres que parecem ser menos comuns.

Por exemplo, os cânceres de cólon, reto, ovário e útero (câncer de endométrio) parecem ser menos comuns em mulheres que usam pílula anticoncepcional. Por outro lado, o câncer de colo de útero e do sistema nervoso central parecem ser mais comuns. Em relação ao câncer de mama há controvérsias. Exceto nas mulheres que possuem mutação nos genes BRCA 1 ou 2, não há evidências seguras de que o uso dos anticoncepcionais orais aumente o risco de câncer

Leia também:
- FATORES DE RISCO PARA O CÂNCER DE MAMA
- CÂNCER DE MAMA | Genes BRCA1 e BRCA2

d) Infertilidade

Apesar da crença popular, o uso dos anticoncepcionais hormonais não aumenta o risco de infertilidade a longo prazo. Exceto pelos primeiros 2 ou 3 meses de amenorreia, as mulheres que interromperam o uso da pílula, mesmo após anos de uso, conseguem engravidar sem problemas. Na verdade, há estudos que apontam que o uso de anticoncepcionais aumenta a taxa de fertilidade e não o oposto.

Portanto, se a gravidez demorar a acontecer, o casal deve ser investigado para infertilidade, mas é pouco provável que a pílula seja a responsável pelo problema.

Leia também: COMO ENGRAVIDAR MAIS RÁPIDO

Publicidade
  • Joice Marques

    olá,estou com uma mancha arroxeada na coxa esquerda.Tomo anticoncepcional pela primeira vez,estou usando neovlar há 5 dias.Pode ter alguma coisa haver com o contraceptivo?

    • Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Você deve ter tido algum trauma que passou despercebido na hora. A culpa não deve ser do anticoncepcional.

    • Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Se ela menstruou depois da relação, ela não engravidou.

  • joana

    oi doutor não comecei ainda mais vou tomar agora o Micropil de 20, ele e menos eficaz que os outros? Posso ter sintomas desagradáveis pela quantidade de hormônio ser muito baixa…

    • Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Ele é eficaz. Quanto menor a quantidade de hormônio, menos efeitos colaterais são esperados.

  • anonimo

    Boa noite ,estou na segunda cartela do meu anticoncepcional ,e estou sentido enjoo ,dor de cabeça,aumento dos seios,e minha barriga esta um pouco inchada,sso e normal ??

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      Pode ocorrer. Se isso não melhorar nos próximos ciclos, procure o seu ginecologista para discutir a troca da pílula.

  • Mih Lopes

    Estou na segunda cartela do anticoncepcional e reparei que meus seios estão inchados e doloridos, isso é normal???

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

      É comum.

  • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD. Saúde

    Pode, mas depois de tanto tempo não é comum.

  • anninhalira

    tomo cerazette há 1 ano e meio e ontem comecei com um sangramento rosa clarinho…pode ser escape?

  • Zaine

    Doutor estou no 15 comprimido da primeira cartela do anticoncepcional Diane 35, tive relação desprotegida é necessário o uso da pilula do dia seguinte ou já estou protegida??

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Após 1 semana já não há risco.

  • Lidiane

    Olá doutor!
    Tomo o anticoncepcional Siblima há 8 anos.
    Sempre no mesmo horário e nunca falho nenhum dia.
    Além disso, sempre faço uso da camisinha.
    Há 15 dias tive relação sem camisinha e ele ejaculou dentro.
    Minha menstruação não veio na pausa de 4 dias.
    Fiz o teste de farmácia e deu negativo. Pode ser um falso negativo?
    Estou apenas com corrimento que sempre tenho antes de menstruar, e ja iniciei uma nova cartela do AC.

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Se você toma o AC de forma correta, é muito pouco provável que tenha engravidado.

  • barbara

    ola doutor tomo ciclo 21 a quase dois meses no primeiro mes foi normal mais no segundo mes no meio da cartela comecou a aparecer uns borraos amarronzados na calcinha é normal?devo tomar outro remedio?nesse periodo corre risco de engravidar?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Escapes são comuns e não indicam falha do anticoncepcional.

  • Thayane

    comecei a tomar o anticoncepcional, no 12 comprimido desceu um pequeno sangramento, será o que é?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Isso se chama “spot”. É comum nos primeiros ciclos.

  • teresa Rosa

    Douctor os enjoos e dor de cabeça são efeitos colateras dos anticossepcionas

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Podem ser.

  • Bruna

    Doutor vou começar a tomar anticoncepcional semana que vem, tenho 14 anos, qual o senhor me aconselha ?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Você tem que ir ao ginecologista e fazer essa escolha com ele. À distância é impossível eu saber qual é o mais adequado para você.

  • Luana

    anticoncepcional provoca secura vaginal?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não costuma. Na verdade, reposição de estrogênio é até um dos tratamentos possível para secura vaginal.

  • Claudia

    Olá doutor, iniciei o uso do anticoncepicional e notei que fiquei muito irritada e nervosa sendo que durante a TPM raramente ficava assim , é normal isso ocorrer?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Não é comum, mas pode ocorrer. Tente trocar de marca, com uma dose menor de hormônios.

  • Kellynhalinda

    Olá dtr, é possível estar grávida mesmo havendo ocorrido o sangramento de escape devido à ingestão incorreta da pílula anticoncepcional (esquecimento)?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Sim, é possível.

  • Jovanete

    Dr.a partir do momento que a pessoa começa a tomar anticoncepcional, com quanto tempo ela já esta protegida da gravidez?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Se a pílula for iniciada no primeiro dia da menstruação é imediata. Se for iniciada em qualquer outro momento, é preciso esperar 7 dias.

  • Ingrid

    Boa noite, tive trombose aos 18 anos, e tinha 3 meses que tinha começado a usar anticoncepcional, na minha família nao tem histórico de trombose. Ja fiz todos os exames que possa imaginar e deram todos negativos, mas os ginecologistas nao me prescrevem nenhum anticoncepcional. Tenho endometriose e sofro muito com cólicas.
    O que posso fazer? Hoje estou com 27 anos e nao tenho nenhuma alteração sistêmica.

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      É uma decisão difícil, pois uma trombose é um quadro bem grave. Não sei se o risco compensa.

  • Ana Paula

    Olá, Dr.
    Uso o anticoncepcional Gestinol 28 há 1 ano e meio, sempre fiz pausas de 4 dias, em virtude de indicação médica. Porém, nos últimos 2 meses tomei de maneira contínua, ou seja, sem pausa. Agora estou com um sangramento amarronzado, às vezes rosa clarinho, bem pouco, de sujar o papel higiêncio, há 4 dias.
    Pode ser escape? Ou sangramento de nidação? Corro o risco de gravidez?
    Não esqueci de tomar nenhum comprimido, tomo sempre entre 22h e 24h.
    Estou preocupada.

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Pode ser escape. Gravidez é muito pouco provável.

  • Rayanne Souza

    Obrigada!

  • Rayanne Souza

    Boa tarde Dr. Iniciei o uso de anticoncepcional Tâmisa 30, no 1° dia da menstruação, passei 4 dias com sangramento e depois continuou tipo uma borra de café na calcinha durante quase o mês inteiro, a cartela acabou dei a pausa, desceu durante esses dia. Iniciei a 2° cartela e desde então, tudo de normalizou, já estou na 4° cartela.. Isso pode ter sido algum desses efeitos colaterais? E a proteção? Já estou protegida?

    • https://plus.google.com/u/0/113288925849694682313/posts Pedro Pinheiro

      O primeiro mês pode realmente haver escape. Mas como você pôde comprovar, eles somem com o tempo. Isso não influencia na eficácia da pílula. Fique tranquila.

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      O primeiro mês pode realmente haver escape. Mas como você pôde comprovar, eles somem com o tempo. Isso não influencia na eficácia da pílula. Fique tranquila.

  • Ligia Redondo

    Ao tomar o primeiro comprimido da cartela na primeira vez de uso do anticoncecional, é normal sentir-se mal?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      É possível. Mas o mal-estar costuma desaparecer com o uso contínuo da pílula.

  • Anonima

    Adorei o site. Tenho uma dúvida, minha memória é péssima, então eu não lembraria de tomar pílula anticoncepcional oral nos dias e horários adequados. Resolvi tomar a injetável trimestral (Contracep), isso fazem 3 meses, minha menstruação nunca foi regular (entre 2 por mês ou 1 a cada 7 meses, mas sempre na duração de 4 dias), quando tomai o contraceptivo injetável não houve nada no primeiro mês, contudo tive pequenos sangramentos durante mais de 20 dias no segundo mês e nada no terceiro. O anticoncepcional perdeu o efeito? O que faço? Eu vou continuar tendo esses sangramentos?

    • https://plus.google.com/u/0/113288925849694682313/posts Pedro Pinheiro

      Os escapes não costumam indicar perda da eficácia. Porém, se os escapes permanecerem até depois do 3º mês de uso, uma reavaliação com o ginecologista pode ser necessária.

  • Marina

    Olá Doutor,
    É comum tem um pequeno “escape” marrom claro somente uma vez no meio da cartela de anticoncepcional?Comecei a fazer o uso do Yaz e essa é a segunda cartela.

    Obrigada ;)
    (fiz essa pergunta tem outro tópico mas esse é mais relacionado com o assunto.)

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Um pequeno escape que ocorre nos primeiros meses de pílula é bem comum.

  • sheila

    sinto pouca vontade de fazer relações quese nenhuma e antes de casar eu sentia normal, quero saber se é psicologico ou hormonal, Existe algum tipo de exame que informe a minha taxa de libído? porque eu até parei o anteconcepcional achando que fosse isso.

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Procure o seu ginecologista. A falta de libido pode ser psicológica, mas pode haver motivos médicos por trás.

  • Isabelle Christine

    Olá. Eu tomo a pilula Yaz faz 10 dias e tenho dito muitas tonturas, sangramentos de escape, dores de cabeça e enjoos. É normal?

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      É comum.

  • Vanessa

    Tomo a pílula “Allestra”. Ela tira o desejo sexual? A quantidade de hormônios nessa pílula é comum? Obrigada.

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Como o texto explica, a ação da pílula sobre a libido parece ser individual. Duas mulheres podem tomar a mesma pílula e terem efeitos distintos no seu desejo sexual. A quantidade de hormônios na Allestra não é alta, sendo semelhante a várias outras no mercado.

  • Kelly

    Olá tomo Tâmisa já por 2 anos sem pausa terei algum problema em relação a isso??

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Se foi esse o esquema proposto pelo seu ginecologista, não há problemas. Muitas mulheres tomam a pílula sem pausa.

  • MARGARETH

    tomo o anticoncepcional neovlar ja me diceram que ele é muito forte
    e posso ter problemas futuramente tomo o remedio a 6 anos.
    realmente pode me prejudicar?

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      O Neovlar é de média potência. Existem várias pílulas com potência semelhante no mercado. Mas é possível ter efeito contraceptivo com doses menores de hormônio. Converse com o seu ginecologista.

  • GLAUCIA ANDRADE

    Gostaria de saber qual é o metodo melhor para evitar a gravidez?
    O uso do dium, qual é o periodo que deve ser colocado?

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      A maioria dos métodos disponíveis no mercado é muito eficiente. É uma questão de discutir com o seu ginecologista qual o melhor método anticoncepcional para você.
      O DIU pode ser implantado a qualquer momento do ciclo. O único porém é a necessidade de descartar uma gravidez em curso antes da sua implantação no útero.

  • talita

    Olá, tomei anticoncepcional por 3 naos estou tentando engravidar e não consigo tenho que tomar alguma medicação ou chá para limpar o útero ou é questão de tempo?ou devo procurar um médico?

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Se você já está tentando engravidar sem sucesso há mais de um ano, isso se caracteriza infertilidade. O ideal é procurar um ginecologista especializado em fertilidade. Em geral, a pílula não tem culpa. Veja se esse texto ajuda: http://www.mdsaude.com/2012/06/como-engravidar.html

      • talita

        Obrigada.

  • Ana Paula

    Quero parar de tomar anticoncepcional para engravidar, já uso ah 9 anos. Quais exames seriam necessários para eu e meu marido fazer antes de engravidar. E será que teria algum problema por eu ter usado tanto tempo os comprimidos?

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      A princípio, basta suspender o anticoncepcional e começar a ter relações com frequência. Não é preciso fazer exames.
      Veja se esse texto ajuda: http://www.mdsaude.com/2012/06/como-engravidar.html

      • Ana Paula

        Obrigada.

  • maria

    tenho um nodulo no seio pode ser por causa do anticoncepcionais ?tomo 2 cartelas seguidas e faço a pausa.

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Não costuma ser.

  • Raquel

    Tomo o anticoncepcional Tâmisa 20 há 2 anos e me sinto muito bem ,posso tomar quanto tempo? tipo 10 anos consecutivos ? pois , tenho um filho de 3 anos e não pretendo ter mais filhos, terei algum problema ao longo do tempo , com a idade se avançando?

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Não há tempo limite.

  • Tici

    Eu realmente sou prova viva que anticonsepcional engorda, há 7 anos qd comecei a usar pesada 55kg, hj estou com 78kg, ganhei peso absurdamente, por conta do remedio. Outro ponto é o libido, diminui sim. Uso esse metodo pq nao sinto nada e nao pretendo usar outro, mas que possui varios efeitos colaterias ahhh possui,

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Não se faz ciência baseado em casos individuais e pessoais. Como o próprio texto diz, estudos mostram que milhares de mulheres usam a pilula e não engordam. E se for para citar experiências pessoais, eu conheço várias mulheres que não engordaram com o uso da pilula, incluindo minha esposa. Há dezenas de motivos para uma pessoa engordar, o fato de estar tomando a pílula não significa que ela seja a culpada, pelo menos não na grande maioria dos casos.

  • dani

    tomei anticoncepcional por 4 anos parei e não to conseguindo engravidar ,tem alguma a ver com o remédio? tenho 24 anos.

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Não é provável. O uso de anticoncepcional não aumenta o risco de infertilidade a longo prazo.

  • elda

    Já ouvir muitooooo as pessoas falarem que anticoncepcional favorece o HPV, inclusive uma amiga me disse recente que não vai mais usar anticoncepcional porque pelo uso do anticoncepcional acabou ficando com HPV.

    É verdade? Tem alguma ligação do anticoncepcional e hpv? Obrigada e parabéns pelo site!

    • http://www.mdsaude.com Pedro Pinheiro

      Não é bem assim. A questão é que quem usa anticoncepcionais está protegida contra gravidez e acaba usando menos preservativos. Por isso, fica mais exposta a doenças sexualmente transmissíveis. Mulheres que não usam pílula, precisam da camisinha para não engravidar e, assim, acabam se protegendo também contra DST.