Artigo atualizado em 10/07/2014

MACONHA | Efeitos no organismo

A marijuana ou maconha é uma droga produzida a partir da planta da espécie Cannabis sativa. A substância psicoativa presente na maconha e no haxixe é o delta-9-tetrahidrocanabinol (THC). O THC pode ser consumido através do fumo, da inalação, por via oral ou até intravenoso. A biodisponibilidade do THC quando fumado é de cerca de 20%, ou seja, se cada cigarro de maconha possui algo em torno de 30mg de THC, apenas algo em torno de 6mg serão absorvidos.

Além da maconha existem outras 2 formas comuns de se processar a cannabis: o haxixe que também é fumado e apresenta maiores concentrações de THC, e o Hashoil ou óleo de cannabis, que é a forma líquida e mais potente da droga.

Existe muita emoção e pouca informação no debate sobre a legalização da maconha. Se por um lado existe o falso mito da sua relativa inocuidade, também faz pouco sentido aceitar o uso indiscriminado de álcool e cigarro e demonizar apenas a maconha.

Foto da Maconha - Cannabis sativaAs informações que darei serão principalmente sobre os efeitos deletérios da maconha sobre o organismo.

Desde já deixo registrado que sou contra o uso da maconha, mas não contra a descriminalização da mesma. Assim como também não indico o uso de álcool a nenhum paciente mas não sou contra a sua comercialização, e nem sou hipócrita de dizer que não bebo um chope (imperial, em Portugal) de vez em quando.

Tenho minhas dúvidas sobre a eficácia da proibição da maconha sobre o seu consumo. Qualquer pessoa que tenha contato com jovens sabe que o seu consumo é altíssimo em qualquer classe social. Talvez a legalização transformasse um problema policial em um problema médico, com os recursos dos impostos cobrados sobre sua venda voltados para a saúde e esclarecimento do público.

Existem estimativas no Rio de Janeiro que para cada morte diretamente associada ao uso de drogas, existem 40 mortes pela criminalidade gerada pela tráfico. Quer dizer, a proibição é muito mais danosa que a própria droga.

Em vários países da Europa o porte da maconha já foi descriminalizado, criando-se serviços de acompanhamento dos usuários. Trata-se a droga como caso de saúde e não exclusivamente de polícia. O crime caiu e não houve aumento no número de usuários.

Mas esse texto não sobre a liberação ou não da maconha. É sobre os seus efeitos no organismo. A partir de agora, todos as minhas opiniões serão deixadas de lado e as afirmações que seguem abaixo serão todas baseadas em resultados de trabalhos científicos publicados nas mais conceituadas revistas médicas do mundo.

Maconha causa dependência?

O termo dependência em psiquiatria é aplicado:
- Quando há consumo repetido de uma substância mesmo sabendo que ela está trazendo consequências físicas ou psicológicas.
- Quando um indivíduo consome grandes quantidades de uma substância durante longos períodos de tempo.
- Quando o usuário tem dificuldades em reduzir a quantidade ou a frequência do consumo desta substância.
- Quando começa a surgir tolerância ao princípio ativo, sendo necessárias maiores doses para se atingir os efeitos desejados.
- Quando o usuário despende grande parte do dia tentando obter a droga, usando-a, e/ou se recuperando dos seus efeitos.
- Quando o tempo de lazer e de atividade física é substituído pelo tempo de uso da droga.
- Quando o paciente sente sintomas físicos ou psicológicos se ficar muito tempo sem usar a droga.

Ao contrário do que algumas correntes divulgam, a maconha pode causar dependência, sim. Cerca de 30% das pessoas que experimentam a droga tornam-se usuários regulares e 10% criam dependência. Portanto, 1 em 10 cada usuários se tornará dependente, uma taxa semelhante ao que ocorre com o álcool, mas bem menor do que com o cigarro.

Usuários pesados podem apresentar síndrome de abstinência quando interrompem o seu uso crônico. Os sintomas podem durar semanas e incluem insônia, depressão, náuseas, agressividade, anorexia e tremores.

A maconha apresenta cerca de 60 derivados canabinóides diferentes sendo o tetrahidrocanabinol (THC) a substância mais psicoativa. Ao longo dos últimos 50 anos as concentrações de THC na maconha vêm aumentando progressivamente, saindo de cerca de 5% na década de 1960 para até 15% nos dias de hoje, o que justifica uma maior taxa de pacientes dependentes atualmente, apesar do pico de consumo ter ocorrido no final da década de 70, época em que mais 60% dos jovens admitiam usar a droga.

Também há clara relação entre o uso de maconha e uma maior chance de consumo de outras drogas. A maconha é a chamada porta de entrada para drogas mais pesadas. Um trabalho realizado na Alemanha em 2001 com jovens entre 14 e 24 anos consumidores regulares de maconha evidenciou que os mesmo também consumiam outras drogas em taxas percentuais mais altas do que na população geral:

Álcool – 90%
Nicotina – 68%
Cocaína – 12%
Estimulantes – 9%
Alucinógenos – 6%
Opióides – 3%
Sedativos – 1%

Quanto mais cedo se começa a fumar maconha, maior é o risco do consumo de outras drogas. Este raciocínio vale também para o cigarro e o álcool.

Efeitos agudos da Maconha

A chamada “onda” que o consumo de maconha causa recebe em medicina o nome de intoxicação aguda pelo THC. Quando fumado, o THC é rapidamente absorvido pelos pulmões, chegando ao cérebro em poucos minutos. O pico de euforia costuma acontecer em 10 a 30 minutos e a intoxicação pode durar por até 4 horas.

A maconha é uma das drogas que causam intoxicação mais branda, não havendo relatos de mortes induzidas unicamente pelo seu consumo. Porém, é muito comum encontrar níveis de THC sanguíneos naqueles que chegam aos hospitais com overdose por outras drogas.

Logo após o seu consumo, surge a sensação de estar “alto”, com euforia, sensação de prazer, diminuição da ansiedade, relaxamento e aumento da sociabilidade. Porém, em pessoas que a usam pela primeira vez ou naquelas com predisposição para distúrbios psiquiátricos, como ansiedade e depressão, os sintomas podem não ser tão prazerosos, ocorrendo ataques de pânicos, profunda sensação de tristeza, crises de ansiedade e isolamento do grupo.

Outros sinais psicológicos que podem ocorrer durante a intoxicação são:

- Distorções do tempo.
- Perda da memória recente.
- Diminuição da atenção e concentração.
- Paranoia.
- Pensamentos míticos.
- Sentimento de grandiosidade.
- Despersonalização.

Além dos efeitos psicológicos, o consumo de maconha também desencadeia uma série de efeitos físicos que incluem:

- Taquicardia (aceleração dos batimentos cardíacos).
- Aumento de pressão arterial (em doses muito elevadas pode causar queda da pressão).
- Aumento da frequência respiratória.
- Hiperemia conjuntival (olhos vermelhos).
- Boca seca.
- Aumento do apetite.
- Letargia e redução dos reflexos.

O mais importante é saber que alterações da concentração, dos reflexos e da performance motora podem durar até 24h, muito tempo depois do fim da sensação de estar “alto”. Os efeitos da maconha consumida na noite anterior podem estar presentes nos usuários que vão dirigir ou trabalhar no dia seguinte, apesar dos mesmos, muitas vezes, não terem consciência disto. Este fato pode ser especialmente perigoso em profissionais como pilotos, cirurgiões, motoristas e pessoas que manuseiam maquinaria pesada.

Efeitos da maconha na pressão arterial e no coração

A maconha apesar de agir diretamente nos vasos sanguíneos causando relaxamento do mesmos e, consequentemente, diminuição da pressão arterial, também age aumentando a liberação de adrenalina, aumentando a frequência cardíaca e do volume de sangue bombeado pelo coração a cada batimento, ações que colaboram para a elevação da pressão arterial.

Quanto maior for a dose, maior será o efeito de vasodilatação. Em doses baixas a tendência é a pressão subir. Em doses elevadas pode ocorrer até mesmo hipotensão. O problema é que este efeito vasodilatador da maconha tende a ficar menos evidente com o uso crônico, fazendo com que os efeitos que elevam a pressão sejam mais efetivos a longo prazo.

A liberação de adrenalina, o aumento da frequência cardíaca e a vasodilatação aumentam o consumo de oxigênio pelo coração podendo desencadear eventos isquêmicos em pessoas com doença cardíaca prévia. Estes pacientes podem ter seu quadro agravado pela maconha e o risco de infarto é 5x maior nos primeiros 60 minutos após o seu consumo. O consumo da maconha também pode desencadear arritmias cardíacas, como a fibrilação atrial (leia: FIBRILAÇÃO ATRIAL).

Efeitos da maconha no sistema respiratório

Outro dado pouco divulgado é que a fumaça da maconha possui 4x mais alcatrão e 50% mais substâncias carcinogênicas que o cigarro, além de ser fumado sem filtro e ser muito mais tragado, o que causa uma maior inalação de partículas irritativas para as vias aéreas e pulmões. O consumo de 3 cigarros de maconha parece equivaler ao de 20 cigarros comuns. A grande diferença é que a maioria das pessoas usa a maconha em menores quantidades e normalmente abandona o hábito com a idade.

Pessoas que fumam mais de 3 cigarros de maconha por dia costumam apresentar problemas respiratórios semelhantes aos fumantes comuns, incluindo tosse, catarro e diminuição da capacidade para exercícios. O uso crônico de maconha esta relacionado a um maior risco de DPOC (enfisema pulmonar/bronquite crônica) (leia: DPOC – ENFISEMA E BRONQUITE CRÔNICA).

Fumar maconha também aumenta o risco de pneumotórax espontâneo (leia: O QUE É UM PNEUMOTÓRAX?).

Maconha e câncer

Como o consumo concomitante de cigarro é extremamente comum, é muito difícil de se estabelecer a magnitude dos riscos do uso da maconha isoladamente. É difícil encontrar pessoas que fumem apenas maconha durante um período de tempo suficiente para o desenvolvimento de um câncer.

O consumo de cigarro está relacionado a inúmeros cânceres (leia: CONSEQUÊNCIAS DO CIGARRO), mas o uso de maconha, baseado nos atuais trabalhos científicos, só pode ser atribuído aos cânceres de pulmão e bexiga. Isto não significa que a maconha isoladamente não cause outros cânceres, como os de cabeça e pescoço. Significa apenas que este fato ainda não foi 100% comprovado, apesar de haver fortes indícios para tal.
Um exemplo destes fortes indícios está no fato de que usuários apenas de maconha apresentam alterações moleculares nas vias respiratórias semelhantes às lesões pré-cancerígenas que os fumantes comuns desenvolvem antes do aparecimento do câncer de pulmão, sendo, portanto, altamente provável que a maconha também seja causa deste tipo de câncer. Outro dado importante é que indivíduos que fumam cigarro e maconha comprovadamente apresentam um risco ainda maior de câncer de pulmão quando comparados com fumantes apenas de cigarro. Logo, se por um lado o risco de câncer com o uso isolado de maconha é difícil de ser quantificado, por outro, já se sabe que o seu consumo regular potencializa os riscos de câncer do cigarro.

Maconha na gravidez

Devido a falsa crença da inocuidade da maconha, esta é a droga ilícita mais usada durante a gravidez.

Até o momento não há evidências de que o consumo de maconha aumente o risco de má formações, abortos ou partos prematuros. Porém, em gestantes que fumam mais de 6 cigarros de maconha por semana, os filhos apresentam, a partir dos 2 anos de idade, menor aptidão verbal e menor capacidade de memória que outras crianças. Estas crianças também apresentam maior risco de hiperatividade e depressão. Existe também trabalhos que mostram um maior risco de leucemias em crianças cuja mães fumaram cigarros comuns e maconha durante a gravidez (LEUCEMIA | Sintomas e Tratamento).

Outros problemas de saúde causados pelo uso crônico de maconha

- Redução dos níveis de testosterona.
- Diminuição da motilidade dos espermatozoides e infertilidade.
- Redução da libido.
- Impotência (leia: IMPOTÊNCIA SEXUAL | Causas e tratamento).
- Alterações do ciclo menstrual.
- Ginecomastia (crescimento de mamas em homens) (leia: GINECOMASTIA (mama masculina)).
- Galactorréia (secreção anormal de leite pelas mamas).
- Alterações de memória.
- Aumento da incidência de periodontites.
- Síndrome dos vômitos cíclicos (leia: SÍNDROME DOS VÔMITOS CÍCLICOS).

Pacientes portadores de hepatite C que fumam maconha apresentam maior risco de evoluírem para cirrose e câncer de fígado (leia: CAUSAS E SINTOMAS DA CIRROSE HEPÁTICA e ENTENDA A HEPATITE C).

O uso crônico de maconha também aumenta os riscos de se desenvolver doenças psiquiátricas como esquizofrenia e depressão (leia: O QUE É DEPRESSÃO?).

Existe hoje uma síndrome chamada em inglês de “chronic cannabis syndrome”. Descreve usuários pesados de longa data que apresentam dificuldades cognitivas e menores conquistas profissionais e acadêmicas. Normalmente, são pessoas com menos ambições profissionais e que acabam em empregos que exigem menor capacidade de raciocínio e concentração.

Uso medicinal da maconha

Apesar de todos esses problemas, a maconha também pode ser usada com agente medicinal. O THC e derivados podem ser encontrados em comprimidos, inaladores e adesivos para pele. Seu uso inclui:

- Tratamento de vômitos incoercíveis.
- Tratamento de soluços de difícil controle.
- Tratamento da caquexia em SIDA (AIDS) e cânceres (leia: SINTOMAS DO HIV E AIDS (SIDA)).
- Tratamento do Glaucoma (leia: GLAUCOMA | Sintomas e tratamento).
- Redução dos sintomas da esclerose múltipla (leia: ESCLEROSE MÚLTIPLA | Sintomas, diagnóstico e tratamento).
- Tratamento da dor crônica.

Quanto tempo depois de consumida, a maconha ainda pode ser detectada por exames?

Esta é uma pergunta que tem me sido feita com frequência, principalmente por aqueles que vão realizar exames admissionais em empresas.

Normalmente o doseamento do THC é feito através de uma análise de urina, mas também pode ser feito pelo sangue. A metabolização do THC é muito individual, e portanto, não existe um número de dias de intervalo que seja seguro para todos os usuários. A pesquisa é feita pelo principal metabólito do THC, o delta-9-tetrahidrocanabinol (D9THC).

Em média 90% do D9THC é eliminado do organismo nos primeiros 5 dias após o uso, porém seus níveis podem ser detectados por mais de 1 mês em caso de usuários assíduos. Usuários esporádicos podem ficar livres do THC em apenas 3 dias.

É preciso saber que análises simples de urina e sangue não costumam investigar a presença de THC. O laboratório só fará essa pesquisa se na solicitação médica houver um pedido específico para tal.

Referências:

Devido aos inúmeros comentários de leitores questionando a origem dos dados relatados neste texto, vou listar todos os trabalhos científicos usados como referência para elaboração desta postagem. Reafirmo que nenhuma informação foi tirada da minha cabeça. São todas baseados em estudos científicos de conceituadas revistas médicas publicadas nas últimas décadas.

1. Compton, WM, Grant, BF, Colliver, JD, et al. Prevalence of marijuana use disorders in the United States: 1991-1992 and 2001-2002. JAMA 2004; 291:2114.
2. Stinson, FS, Ruan, WJ, Pickering, R, Grant, BF. Cannabis use disorders in the USA: prevalence, correlates and co-morbidity. Psychol Med 2006; 36:1447.
3. Agrawal, A, Neale, MC, Prescott, CA, Kendler, KS. Cannabis and other illicit drugs: comorbid use and abuse/dependence in males and females. Behav Genet 2004; 34:217
4. Tarter, RE, Vanyukov, M, Kirisci, L, et al. Predictors of marijuana use in adolescents before and after licit drug use: examination of the gateway hypothesis. Am J Psychiatry 2006; 163:2134.
5. Guxens, M, Nebot, M, Ariza, C. Age and sex differences in factors associated with the onset of cannabis use: a cohort study. Drug Alcohol Depend 2007; 88:234.
6. Gold, MS, Tullis, M. Cannabis. In Galanter, M and Kleber, HE (Eds) Textbook of Substance Abuse Treatment, 2nd Ed. Washington, DC: American Psychiatric Association, 1999
7. Naditch, MP. Acute adverse reactions to psychoactive drugs, drug usage, and psychopathology. J Abnorm Psychol 1974; 83:394.
8. Tomaszewski, C, Kirk, M, Bingham, E, et al. Urine toxicology screens in drivers suspected of driving while impaired from drugs. J Toxicol Clin Toxicol 1996; 34:37.
9. Marquet, P, Delpla, PA, Kerguelen, S, et al. Prevalence of drugs of abuse in urine of drivers involved in road accidents in France: a collaborative study. J Forensic Sci 1998; 43:806
10. Brookoff, D. Testing reckless drivers for cocaine and marijuana. N Engl J Med 1994; 331:518
11. Wu, TC, Tashkin, DP, Djahed, B, Rose, JE. Pulmonary hazards of smoking marijuana as compared with tobacco. N Engl J Med 1988; 318:347.
12. Henry, JA, Oldfield, WL, Kon, OM. Comparing cannabis with tobacco. BMJ 2003; 326:942
13. Ferguson, RP, Hasson, J, Walker, S. Metastatic lung cancer in a young marijuana smoker (letter). JAMA 1989; 261:41.
14. Sridhar, KS, Raub, WA Jr, Weatherby, NL, et al. Possible role of marijuana smoking as a carcinogen in the development of lung cancer at a young age. J Psychoactive Drugs 1994; 26:285
15. Fligiel, SE, Roth, MD, Kleerup, EC, et al. Tracheobronchial histopathology in habitual smokers of cocaine, marijuana, and/or tobacco. Chest 1997; 112:319.
16. Barsky, SH, Roth, MD, Kleerup, EC, et al. Histopathologic and molecular alterations in bronchial epithelium in habitual smokers of marijuana, cocaine, and/or tobacco. J Natl Cancer Inst 1998; 90:1198.
17. Mehra, R, Moore, BA, Crothers, K, et al. The association between marijuana smoking and lung cancer: a systematic review. Arch Intern Med 2006; 166:1359.
18. Firth, NA. Marijuana use and oral cancer: A review. Oral Oncol 1997; 33:398
19. Zhang, ZF, Morgenstern, H, Spitz, MR, et al. Marijuana use and increased risk of squamous cell carcinoma of the head and neck. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 1999; 8:1071.
20. Kolodny, RC, Masters, WH, Kolodner, RM, Toro, G. Depression of plasma testosterone levels after chronic intensive marihuana use. N Engl J Med 1974; 290:872
21. Hembree, WC, Nahas, GG, Zeidenberg, P, et al. Changes in human spermatozoa associated with high-dose marijuana smoking. In: Nahas, GG (ed) Marijuana and Medicine, Humana Press, Totowa, NJ, 2001.
22. Tetrault, JM, Crothers, K, Moore, BA, et al. Effects of marijuana smoking on pulmonary function and respiratory complications: a systematic review. Arch Intern Med 2007; 167:221.
23. Beshay, M, Kaiser, H, Niedhart, D, et al. Emphysema and secondary pneumothorax in young adults smoking cannabis. Eur J Cardiothorac Surg 2007; 32:834.
24. Tashkin, DP, Coulson, AH, Clark, VA, et al. Respiratory symptoms and lung function in habitual heavy smokers of marijuana alone, smokers of marijuana and tobacco, smokers of tobacco alone, and nonsmokers. Am Rev Respir Dis 1987; 135:209
25. Herning, RI, Better, WE, Tate, K, Cadet, JL. Cerebrovascular perfusion in marijuana users during a month of monitored abstinence. Neurology 2005; 64:488.
26. Bolla, KI, Brown, K, Eldreth, D, et al. Dose-related neurocognitive effects of marijuana use. Neurology 2002; 59:1337.
27. Davies, SN, Pertwee, RG, Riedel, G. Functions of cannabinoid receptors in the hippocampus. Neuropharmacology 2002; 42:993.
28. Andreasson, S, Allebeck, P, Engstrom, A, Rydberg, U. Cannabis and schizophrenia. A longitudinal study of Swedish conscripts. Lancet 1987; 2:1483.
29. Bovasso, GB. Cannabis abuse as a risk factor for depressive symptoms. Am J Psychiatry 2001; 158:2033.
30. Patton, GC, Coffey, C, Carlin, JB, et al. Cannabis use and mental health in young people: cohort study. BMJ 2002; 325:1195.
31. Henquet, C, Krabbendam, L, Spauwen, J, et al. Prospective cohort study of cannabis use, predisposition for psychosis, and psychotic symptoms in young people. BMJ 2005; 330:11.
32. Beaconsfield, P, Ginsburg, J, Rainsbury, R. Marihuana smoking. Cardiovascular effects in man and possible mechanisms. N Engl J Med 1972; 287:209.
33. Mittleman, MA, Lewis, RA, Maclure, M, et al. Triggering myocardial infarction by marijuana. Circulation 2001; 103:2805.
34. Aharonovich, E, Liu, X, Samet, S, et al. Postdischarge cannabis use and its relationship to cocaine, alcohol, and heroin use: a prospective study. Am J Psychiatry 2005; 162:1507
35. Haney, M. The marijuana withdrawal syndrome: diagnosis and treatment. Curr Psychiatry Rep 2005; 7:360.
36. Gurley, RJ, Aranow, R, Katz, M. Medicinal marijuana: A comprehensive review. J Psychoactive Drugs 1998; 30:137.
37. Tramer, MR, Carroll, D, Campbell, FA, et al. Cannabinoids for control of chemotherapy induced nausea and vomiting: quantitative systematic review. BMJ 2001; 323:16
38. Nelson, K, Walsh, D, Deeter, P, Sheehan, F. A phase II study of delta-9-tetrahydrocannabinol for appetite stimulation in cancer-associated anorexia. J Palliat Care 1994; 10:14
39. Green, K. Marijuana smoking vs cannabinoids for glaucoma therapy. Arch Ophthalmol 1998; 116:1433.
40. Campbell, FA, Tramer, MR, Carroll, D, et al. Are cannabinoids an effective and safe treatment option in the management of pain? A qualitative systematic review. BMJ 2001; 323:13.
41. Jones, RT. Human effects in marijuana research findings: 1976. NIDA Research Monograph 14. Rockville, MD: National Institute on Drug Abuse, 1977; 128.
42. Mendelson, JH, Babor, TF, Kuehnle, JC, et al. Behavioral and biologic aspects of marijuana use. Ann N Y Acad Sci 1976; 282:186.
43. Nocon, A, Wittchen, HU, Pfister, H, et al. Dependence symptoms in young cannabis users? A prospective epidemiological study. J Psychiatr Res 2006; 40:394.
44. Von Sydow K; Lieb R; Pfister H; Hofler M; Sonntag H; Wittchen H. The natural course of cannabis use, abuse and dependence over four years: a longitudinal community study of adolescents and young adults. Drug Alcohol Depend. 2001 Nov 1;64(3):347-61

Publicidade
  • Sueli – Porto Alegre

    Ótimo blog Dr.Descobri hoje!
    Vou passar sempre por aqui.

    Abraço do sul

  • http://terramel.org/ Terramel

    Redução da testosterona eu não sabia. O Arnold Schwarzenegger fumava maconha na época que era fisiculturista O.o

    Sobre o trabalho, existiram também grandes gênios que fumavam maconha, como o Físico Carl Sagan..

    Se 3 cigarros de maconha equivalem a 20 cigarros normais por não terem filtro, então eu estou fudido com meu cigarrinho de palha com fumo goiano ;D

    Abraços
    do Terrinha

  • Anonymous

    oh, nem tudo o que está aqui escrito corresponde á realidade. . .

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Tudo o que está aqui é baseado em estudos científicos publicados em revistas de especializadas. Nada é tirado da minha cabeça.

    Mas estou aberto a críticas. O que exatamente você diz que não corresponde a realidade ?

    Se você tiver rezão, corrigirei o texto sem problemas. O meu objetivo é que os textos sejam sempre o mais científico possível.

  • Anonymous

    A maconha assim como a bebida deve ser consumida com moderação evidentemente!
    Ela é uma erva natural que faltou ser citada no texto…
    O que vem da natureza é vindo de Deus!!
    Maconha usada com moderação e na hora certa so nos traz beneficios jamais nos prejudica !! planet hemp!!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Não é bem assim.

    VocÊ está misturando ciÊncia com religião e opinião pessoal.

    Não é porque algo é erva natural ou vem da natureza que não possa fazer mal. Existem centenas de substâncias presentes na natureza que fazem muito mal. Dou os cogumelos como exemplo. Existem os comestíveis, mas existem aqueles que são tóxicos e podem levar a morte.

    O nosso corpo não diferencia substÂncias naturais ou não, o que importa é o princípio ativo.

  • Dael

    …rs, tem toda razão doutor, imagina se pudessemos comer, tocar cheirar ou fumar tudo que vem da natureza. Aff temos que ser sensatos, eu por exemplo, tenho o hábito de beber regularmente (todos os finais de semana p/ ser mais exato), e não é por isso que devo defender o álcool, ou mesmo a “cana” (que vem da natureza)!
    Conhecimento e reconhecimento, infelizmente, ainda são privilégios de poucos.
    Parabéns pelo blogger Dr, Farei sempre uma visita.

  • Márcia Gonçalves

    O problema é que, assim como eu muitos outros usuários tem noção desses problemas ai. Bem como dos seus benefícios à saúde (como muito se fala e usa em defesa da erva). Mas, mesmo assim queremos usar. E, eu até concordo em partes com o texto porque em outras tenho uma visão um pouco diferente das apresentadas.

    1)Tenho minhas dúvidas sobre a eficácia da proibição da maconha sobre o seu consumo. Qualquer pessoa que tenha contato com jovens sabe que o seu consumo é altíssimo em qualquer classe social. Talvez a legalização transformaria um problema policial em um problema médico, com os recursos dos impostos cobrados sobre sua venda voltados para a saúde.

    Uma idéia. Ruim? Não sei não experimentei. É um começo de um país pensante. Acredito. Finalmente veremos na pratica a finalidade dos impostos! Agora, eu não tenho mais duvidas quanto à legalização. Tenho plena certeza de que ela deve ser realizada sim. Como você disse é fato que jovens de todas as classes sociais usam a maconha, proibi-la e simplesmente proibi-la é uma ignorância. Acredito que o governo simplesmente não quer olhar a questão de frente e debate-la. Não existe o interesse em informar o povo. Educa-los sobre as drogas, ou sobre a [Cannabis Sativa – não a maconha pop] que é antes de tudo uma simples planta antes de tudo… Com efeitos psciotivos. É preciso antes de a repressão haver que haja a educação e informação sobre as coisas para que, uma vez cobertos pelo conhecimento sobre “as plantas com tais efeitos” cada um possa tomar sua própria decisão sobre o que lhe é ou não prejudicial sem interferências. Não dizem que sua cabeça é seu guia? Coloquemos ao invés de só citar em pratica essa idéia. Abandonemos a alienação disfarçada de democracia.

    Essa questão da legalização esbarra em questões muito mais profundas que o simples moralismo imposto pela sociedade. Ai quando a gente passa a analisar desse lado, a gente pensa: Ah, mais na Holanda legalizou porque lá o povo é mais “letrado” mais critico e bla bla bla… Pois é. Esquece-se que, só o fato de não haver uma discussão séria sobre a liberação da maconha ou a continuação da proibição e ao invés disso simplesmente barrarem uma manifestação (direito previsto em lei) já inflige o direito dos cidadãos interessados na questão de exercer seu livre arbítrio, mas porque não pensam nisso??? Porque antes de nós não podermos realizar as manifestações “os seguidores dos opressores”, foram privados da educação e conscientização de seus direitos e deveres, e por isso não reconhecem no outro o seu próprio direito reprimido pelo Estado. Eles acham que o certo é o Estado opressor que tiram deles mesmos o direito de saber dos seus próprios direitos. Afinal de contas, fere a moral do povo que sem conhecimento nem desconfia que eles mesmos estejam desprovidos dessa moral que paira no ar “segundo as autoridades”.

    2)O mais importante é saber que alterações de concentração, dos reflexos e da performance motora podem durar até 24h, muito tempo depois do fim da sensação de estar “alto”. Os efeitos da maconha consumida na noite anterior podem estar presentes nos usuários que vão dirigir ou trabalhar no dia seguinte.

    Para a venda e compra legalizada já existem dois modelos que seriam seguidos:
    A primeira solução seria o monopólio estatal onde o governo planta e fornece a droga, assim mantendo um controle maior sobre o uso. Ou a segunda, que o governo simplesmente ditaria as regras. Ai no caso decidiria por sua vez: a composição química exigida, a proibição para menores de idade e proibição para fumar e dirigir. Cobrar os impostos (que seriam altos) para evitar que o preço caia demais com o fim do trafico ilegal e assim, a iniciativa privada assumiria os lucros da venda. Já a segunda prevê que o governo simplesmente ditaria as regras. Ai no caso decidiria por sua vez a composição química exigida, a proibição para menores de idade e proibição para fumar e dirigir. Cobrar os impostos (que seriam altos) para evitar que o preço caia demais com o fim do trafico ilegal e assim a iniciativa privada assumiria os lucros da venda. Mais um terceiro modelo muito defendido pelos maconheiros: O plantio. Eficazes? Não sei por que não “experimentei”.

    Obs.: Não compartilho dessa ideologia de que o tráfico vai acabar definitivamente e nem sei se dará certo tais projetos, mas são idéias que infelizmente não são discutidas corretamente por isso ainda tenho duvidas quanto à eficácia.

    Então, agora me diz quando é que eu vou ter sossego pra atravessar uma faixa de pedestre? Porque quando o cara ta “sóbrio” ele não para, não sei por que, mas suspeito de falta de educação, estresse… E eu como ando sempre muito “sussa” tenho medo desse simples ato de atravessar uma pista, sei lá, e se ele acaba de receber o salário do mês, né? Olha, essa questão de sobriedade é muito relativa. Vejam vocês que um dia desses, num jogo desses de futebol que eu não sei qual foi porque não acompanhei, minha mãe viu um pai com uma criança de mais ou menos 2 anos de idade (não tinha certeza) num estádio de futebol. Pois é.

    3)Ao contrário do que algumas correntes divulgam, a maconha causa dependência, sim. Além disso, usuários pesados apresentam síndrome de abstinência quando interrompem o seu uso crônico. Os sintomas podem durar semanas e incluem insônia, depressão, náuseas, agressividade, anorexia e tremores.

    E o cara que mata sóbrio? Por quê? Pra que? Ah, sei lá, amor? O que falta pra esse sujeito? Uma boa aula de direitos humanos talvez? Mais quem vai ensinar é você?… Insônia? Depressão? Náuseas? Agressividade? Anorexia? Tremores? Ah, relaxa. Isso o capitalismo, as modelos cultuadas do tipo, Gisele Bundchen, as imagens chocantes da novela da Recorde (que só querem retratar a realidade), os terremotos no Japão, o medo da violência por falta de segurança e respeito do governo, a gravidez ou a “Sobridez” dentro desse mundo drogado dão conta.

    4)Outro dado pouco divulgado é que a maconha possui 4x mais alcatrão e 50% mais substâncias carcinogênicas que o cigarro. Além de ser fumado sem filtro, o que causa uma maior inalação de partículas irritatórias para as vias aéreas e pulmões. O consumo de 3 cigarros de maconha parece equivaler ao de 20 cigarros comuns.

    Pois é. Parece equivaler não é suficiente. E isso só se confirma aqui, oh:
    Mas apesar de todos os riscos (teóricos) devido a todas as dificuldades descritos acima, ainda não há um grande trabalho científico que mostre inequivocamente a relação entre câncer e consumo de maconha. É muito difícil conseguir um número grande de fumadores apenas de maconha, que mantenham o hábito durante muito tempo e que se disponham a participar de estudos. Lembrando que se trata de droga ilícita, o que dificulta também a realização dos trabalhos.

    Eu sugiro numa boa que depois que tal estudo for realizado com eficácia que sejam expostos os dados, a informação correta e não a especulação como muito eu tenho visto em textos sobre o assunto. Sensacionalismo a essa altura do campeonato?! Apelou perdeu!!! Sabe, acho legal falar de fatos. Que tal falarmos sobre o que realmente sabemos?

    5)A grande diferença é que a maioria das pessoas usa a maconha em menores quantidades e normalmente abandonam o hábito com a idade. Como o consumo concomitante de cigarro é extremamente comum, é muito difícil de se estabelecer a magnitude dos riscos do uso só da maconha.

    Concordo. Muitas vezes quem fuma THC (Tetraidrocanabinol – principal substancia psicoativa da Cannabis Sativa) fuma Tabaco (nicotina – liquido de cor amarela com cheiro desagradável e venenoso, que constitui o princípio ativo do tabaco) ou bebe bebida alcoólica. Portanto, é difícil estabelecer a magnitude dos riscos da maconha. E será que existe mesmo o real interesse em estudar a vida de um maconheiro? Ajuda-lo e informa-lo? Não querem sequer discutir o problema. O que interessa é marginalizá-lo, negar seus direitos e exigir dele um voto. Não se libera, não se descriminaliza a erva e nem se estuda realmente a fundo os reais efeitos dela na vida do individuo (e só dela).

    Impressões de uma estudante que fuma.
    Abraços.

  • Anonymous

    existe algum exame de sangue que comprove o uso da maconha ou outras drogas,pois meu filho tem as vezes estes sintomas eu gostaria de ter certeza se ele é usuario ou .grato.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Pode-se facilmente dosar o THC na urina.

    Por favor, solicito a todos que perguntem como anônimo que assinem os comentários.

  • Anonymous

    Existem várias plantas que são venenosas. Ah, e essas plantas tb são naturais. Mas são venenos. Quem tem o argumento de que o q é natural, é bom, deveria comê-las só pra ver no que é que dá. Cada besteira pra justificar o vício que a gente ouve…

  • Anonymous

    O arnold de que falaram usava hormônio do crescimento, por isso que a pequena diminuição de testosterona não afetava seus músculos, além de que, quem treina tem aumentada a sua produção.

  • binho

    acredito que tudas as pessoas denvem dispor livremente do seu corpo e sua mente.
    “a diferença do remedio pro veneno é a dose”
    walter,associação de usuario eoutras drogas de pernambuco (Se Liga).

  • binho

    sou presidente de uma entidade que divuga politicas de redução de danos e gostei muito dos debates e das informação passadas

  • http://www.blogger.com/profile/14667503718049406821 Eric

    doutor… eu praticava o uso da maconha todos os dias :X mais agora pratico no maximo 3 veses por mes… usando ela 3 veses por mes, estou me prejudicando muiito ? obrigado ;)

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Eric,
    Menos do que quando fumava diariamente e mais do que se não fumasse nuca.

    Mas é claro que agora está muito melhor.

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/14667503718049406821 Eric

    vlws =]] reduzi bastante mais ficar sem fumar é foda :P

    dica para homens parar de fumar: arrumen uma namorada que não fuma ;) meu caso =]]

  • Joana

    Joana. Rio Grande do sul.
    Bom, vou direto ao assunto. Sou portadora de LES, e estou na fase de surto e em tratamento. Tenho algumas duvidas que nao consigo perguntar ao meu medico.. por vergonha ;)
    eu posso usar drogas (incluindo alucinogenos (LSD, maconha), depressores(alcool) e estimulantes (anfetaminas, tabaco)). há tenho tenho o LES diagnosticado e controlado.. desde os 14 anos.. e somente 5 anos depois vim a ter o surto.. e sempre consumi tudo com limites..
    obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Joana,
    DE JEITO NENHUM !

    LES é uma doença muito séria e que pode se descontrolar a qualquer momento. VC deve procurar ter a vida mais saudável possível.

    Te garanto que não vale o rsico

    abs

  • Rafael Ruhoff

    E ai dr, blz?..
    aqui, estava lendo o texto, que por sinal achei super interessante. Estou com uma dúvida. Sou usuário, fumo há 3 anos mais ou menos… só que pra mim, é difícil parar, sempre tento e não consigo, sempre fumo um antes de dormir.. Eu reparei que estou com alguns sintomas mencionado no texto, como: ansiedade, perda de memória, agressividade, paranóia e principalmente pensamentos míticos.. hahahaha.. Se eu diminuir o consumo, continuará a mesma coisa? ou eu teria que parar definitivamente pra voltar ao normal?… Desde já agradeço!

  • Rafael Ruhoff

    Não mencionei acima, queria falar que faço o uso umas 3 vezes por dia, não só na hora de dormir…

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Rafael,
    O problema é que vc está fumando muito. 3x por dia é muita coisa.
    O ideal é parar de vez, mas se vc diminuir bastante, algo tipo 1 ou 2x por semana pode ser que já note alguma melhora. Do jeito que está, vc fica sob efeito da maconha praticamente durante 24 por dia, 7 dias por semana.

    Agora na boa, se vc fuma tanto e já está tendo esses efeitos colaterais seria interessante procurar ajuda de um psiquiatra acostumado a lidar com dependÊncia química. Os seus sintomas podem piorar e isso pode começar a prejudicar sua vida social e profissional.

    abs

  • Rafael Ruhoff

    Dr. minha memória também é um caos… Você saberia um bom remédio para memória?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rafael,
    Se for pela maconha, o único tratamento é parar com a droga.

    Falta de memória em jovens (admitindo que vc é um jovem), está relacionada a consumo de drogas e bebidas além de estresse e sono de má qualidade.

    Não existe um remédio específico neste caso.

  • Dúvida

    Olá Dr. os exames convencionais de sangue e urina, apontam a presença do THC, pois fiz uso eventual de maconha e dois dias após fiz um exame admissional para uma empresa pública, qual a base legal para ser fazer um exame que conste a presença de THC.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Em todo exame de sangue e urina só se dosa o que é solicitado pelo médico. Não se pede dosagem de THC em exames comuns adimissionais.

    Até onde eu sei, é proibido fazer este tipo de doseamento sem autorização do paciente.

    Provavelemente vc deve ter tido em mãos a lista dos exames pedidos. Se não constava nada sobre doseamento de THC, então isto não foi feito.

    ………….
    Por favor solicito que sempre se identifiquem. Mensagens anônimas poderão ser apagadas. Leiam as regras antes de comentar.

  • Anderson São Paulo

    Boa tarde doutor Pedro primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelas informações prestadas, sou usuario de maconha a muito tempo sempre fiz exames periodocos e a mais ou menos 2 meses venho tendo problemas de pressão alta e o medico me receitou um remedio para pressão mais continuo fumando e fiquei com vergonha de perguntar isso a ele parece que o remedio não esta fazendo mais efeito isso pode ser relacionado á maconha e o thc tira o efeito de medicamentos? fumo todos os dias!!!

  • Anonymous

    Meu unico vicio e a maconha não bebo e nem uso outras drogas será que terei que a me separar da maconha definitivamente????

  • Anderson- São Paulo

    Obrigado e ate aproxima!!!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Anderson,
    Sim. Tanto a maconha quanto o cigarro podem atrapalhar o efeito de remédios para a pressão.

    O melhor é vc abrir o jogo para o seu médico. O objetivo dele é te tratar e não julgar seus atos. Não precisa ter vergonha. O importante é controlar sua pressão e impedir que vc venha a ter problemas de saúde futuramente.

    abs

  • Anderson-São Paulo

    Obrigado doutor pela informação, já havia lido algumas coisas sobre a maconha mais no seu blog tem informções que eu não sabia principalmente que a maconha vicia e também que demora tanto para sair do organismo estou fazendo a maior força para parar de fumar depois do que li mudou meu jeito de pensar e espero que ajude outras pessoas porque para muitas pessoas que fumam veem a maconha como uma droga inocente e realmente não e bem assim ,fumo a quase 15 anos e agora estou vendo que não e uma droga inocente porque estou com todos os sintomas que vc relacionou. Qual a ajuda que poderia procurar para parar de fumar já que a maioria acha que a maconha não faz mal?

  • Anderson-são paulo

    Em relação a liberação sou a favor porque assim como o cigarro o governo alem de arrecadar imposto controlar a dosagem também poderia desmistificar a falsa impressão que a maconha faz menos mal que o cigarro,porque até hoje eu também tinha essa falsa impressão 3 cigarros de maconha fazem o efeito de 20 cigarros de tabaco vixi então eu to fodido mesmo rsrsrs,será que existe os maconheiros anonimos…rsrsr

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Anderson,
    Existem psiquiatras especializados em tratar vícios.

    Vc pode também ligar para o CRM local e pedir informações.

  • Anonymous

    Parabéns por ser mente aberta Doutor! Quisera eu que todos fossem assim.

    - Sou pró, porém admito que faz mal para saúde. Nunca encher os pulmões de fumaça será algo saudável. Você tem que usar e admitir que está prejudicando sua saúde e tomar algumas medidas como praticar esportes, alimentar-se direito e ingerir muita vitamina C para redução dos radicais livres causadores do câncer. (Eu particularmente tomo Chá Verde duas vezes ao dia).

    - Aproveitando, qual o risco da maconha cultivada ingerida? (Nem leve as de morro em conta porque estas estão cheias de amônia).

    - A abstinência existe sim, porém se extingüe em 3 dias, conhecimento empírico e incontestável, quem nunca usou não vai saber exatamente como é. Façam o teste. É dor de cabeça, falta de apetite, ansiedade, náuseas e insônia. É o efeito rebote, tudo que a maconha te deu (apetite, sono, etc.) deixará uma lacuna no seu organismo. Passados os 3 dias a dependência será absolutamente psicológica: querer ficar relaxado, querer “pirar”, querer sentir o gosto das coisas. Isto realmente dá saudades.

    -O cigarro e o álcool são portas para a maconha (porém existem pessoas que nunca usaram os outros 2 e foram direto). Então antes de mais nada, o ÁLCOOL e o CIGARRO são portas para as outras drogas. Sem essa visão cretina e bitolada de que a culpa de tudo no mundo é da maconha.

    -Eu uso maconha e prejudico minha saúde, isso é problema meu. Eu uso maconha e vou dirigir meu carro, isso é problema de todos. Uso consciente acima de tudo.

    -Maconha é uma das poucas drogas que não deixa o usuário violento. Você nunca verá um chapado brigando em festas ou quebrando as coisas. Dê álcool e cocaína e você verá violência. Talvez seja porque a maconha reduz a testosterona.

    -Se você já é uma pessoa deprimida, não use maconha. Espere estar de bem com a vida para fazê-lo. A tendência de querer viver no “mundo dos pensamentos” o tempo todo é muito grande. Use a maconha para refletir sobre os seus problemas e não fugir deles.

    -Fernando Gabeira não deixou de atingir suas conquistas profissionais e acadêmicas por causa de maconha e ele é só um de vários. Uso consciente. Não passe o dia inteiro “high”. É a mesma coisa que passar o dia todo bebendo álcool, sua vida vira uma merda.

    Por hora é só isso. Abraços.

    Paulo

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Paulo,
    A diferença entre inalação e ingestão é que neste último os efeitos demoram mais a surgir e também a desaparecer. Comendo é possível consumir quantidades maiores de THC do que fumando

    Há uns 3 ou 4 anos houve um caso no Rio de Janeiro de intoxicação aguda por THC oral em uma festa onde o rapaz precisou ficar internado por 3 semanas devido a um quadro de surto psicótico. Ele teve níveis elevadíssimos de THC no sangue por vários dias.

  • Pri

    Dr. Pedro, tens certeza que esse dado sobre um cigarro de maconha corresponde a 20 cigarros por dia (uma carteira inteira)? Qual a fonte segura que lhe fornesse essa informação? Isso é em relação a uma maconha “pura”(plantada em casa) ou as maconhas encontradas nas ruas? Obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Pri,

    Como eu disse, todos os dados são baseados em trabalhos científicos, publicados na literatura mundial.

    Um deles inclusive (nº3) é um trabalho que saiu na New England Journal of medicine, que é a revista de medicina mais importante do mundo.

    Se vc souber inglês, as referências estão aqui:

    1.) Respiratory symptoms and lung function in habitual heavy smokers of marijuana alone, smokers of marijuana and tobacco, smokers of tobacco alone, and nonsmokers.

    Tashkin DP; Coulson AH; Clark VA; Simmons M; Bourque LB; Duann S; Spivey GH; Gong H

    Am Rev Respir Dis 1987 Jan;135(1):209-16.

    2.) Tracheobronchial changes in habitual, heavy smokers of marijuana with and without tobacco.

    Gong H Jr; Fligiel S; Tashkin DP; Barbers RG

    Am Rev Respir Dis 1987 Jul;136(1):142-9.

    3.) Pulmonary hazards of smoking marijuana as compared with tobacco.

    Wu TC; Tashkin DP; Djahed B; Rose JE

    N Engl J Med 1988 Feb 11;318(6):347-51.

    abraços

  • fernando

    Dr. eu sei que é errado mas eu e meusamigos queremosesprementar algo diferente intaum resolvemos fumar maconha e eu queria saber se pra fumar maconha é do mesmo jeito que fumar cigarro.

    e.. se fumar tipo umas 4 vezes por mês fais mal e vicia.

    obs:por favor me responda e ñ me diga que estou errado ou coisa assim.

    obrigado deide já…

    abraços

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Fernando,
    Eu não estou aqui para ficar dando lição de moral. Cada um tem sua consciência e, contanto que não prejudique ninguém, faz o que bem entender da vida. Eu não tenho nada com isso.

    Qualquer quantidade faz mal. Obviamente que quanto mais vc fumar, mas riscos sofre. Viciar ou não é muito individual, tem gente que fuma muito e consegue parar sem dificuldades e tem gente que quase não fuma mas não consegue interromper de vez

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/00657162460469105058 gabhriel

    Gabhriel….. Doutores eu fumo maconha desdo meus 12 anos e tenhu apenas 18 so novo mais fumo a tempos fiz 1ano e meio de tratamento ante drogas naum adianto nada fiquei esse tempo sem fuma e logo que sai do tratamento fumei logo em seguida… alguns efeitos sao dados conforme o sistema nervoso e do piscologico da pessoa. Efeitos cardiacos sao mais provaveis da em pessoas que jah tem tendência a ter problemas no coraçao eu concordo com os efeitos no pulmao por causa da fumaça e o excesso de THC no organismo quanto a testosterona eu continuo com toda corda nas minhas atividades sexuais …. Eu sei que agora a maconha naum ira me fazer mal imediatamente ;…. Eu acho que os efeitos colaterais vem surgindo com o tempo …Gostei do blog um Abraço

  • Anonymous

    Anônimo disse…
    Olá, fumo maconha diariamente e acabei de descobrir que terei q fazer um exame toxicologico admissional. O exame está marcado para segunda feira e a ultima vez que fumei foi na madrugada de segunda para terça. Sei q nao eh uma pergunta politicamente correta, mas gostaria de saber se existe algum meio de passar por esse exame (de urina) sem ser pega. AGradeceria muito a ajuda.

    Ass: Juliana

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Juliana,
    Não existe como enganar o exame. Dependendo da quantidade e da frequência com que fumas, o THC pode ficar detectável por muitos dias.
    Em geral após 5 dias 90% do THC já foi eliminado, mas se vc fuma muito, ele pode ainda ser detectado por algumas semanas na sua urina.

  • Anonymous

    olá Dr. exelente esclarecimento sobre a maconha, fumei 1 ano e meio todos os dias e faz duas semanas que eu parei(consegui parar numa boa e estou me sentindo muito bem), agora gostaria de saber quando meu organismo (sangue e urina) ficara livre da presença do THC.. nao vou ter de fazer exame nenhum , só gostaria de saber quanto tempo leva para meu sangue ficar 100% livre…Obrigado….Ass: Thiago Sales.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Thiago,
    Como vc usava maconha diariamente, pode ser que demore por volta de 30a 40 dias.

  • Anonymous

    a ok Dr. ouvi falar que para sair do sangue demora 6 meses quer dizer que não é tudo isso não? muito obrigado. Ass: Thiago.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Não. O máximo que eu já vi relatado foram 60 dias.

  • fabio

    Engraçado…
    O doutor disse que a maconha causa impotencia, mas há registros do seu uso como remédio pra impotência.
    Falou tambem que a maconha aumenta a pressão arterial, dificil acreditar uma vez que a maconha é vasodilatador. Eu mesmo as vezes fumo um e minha pressão fica até baixa demais.
    Bom, se maconha fosse tão ruim como vc escreveu aí, eu iria ver um monte de maconheiros doentes, e, isso é a coisa mais dificil de se ver, um maconheiro doente…
    Agora dentre todas as besteiras que vc disse, a pior que maconha causa ginecomastia. Acho que isso remete aquela época em que os americanos tinham mais medo da maconha doque do próprio capeta !!!
    lembro que saiu numa revista famosa que maconha fazia crescer seios em homens, inclusive aparecia a foto de um cara de bigode com uma tarja preta nos olhos com 2 belos seios… Pronto !!! Basta agora os travestis pararem de tomar hormônio e fumarem maconha que ficarão peitudinhos…
    Aff… ainda bem que o Deus criador me deu uma cabeça muito boa que não deixa eu acreditar em 95% doque a mídia diz.
    Quer saber qual é o principal problema relacionado a maconha????????? É o fato de ninguem escutar oque os maconheiros tem a dizer !!!
    Pesquisas são compradas, manipuladas, corrompidas… tudo devido aos interesses da indústria farmaceutica e da industria de tabaco e bebidas.
    E, num meio tão controverso, os maconheiros ficam entregues a própria sorte…
    Ainda bem que a maconha não é nada doque dizem por aí, senão iriamos precisar de muito mais que sorte !!!
    Enquanto isso… fogo na babilônia !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Fábio,
    O problema é que não se faz ciência na base da opinião, ainda mais quando a pessoa tem interesse em que sua opinião seja a correta.

    Ainda bem que o criador foi bom com você. Mas isso não tem nada a ver com mídia. Eu não estou escrevendo o que a Globo ou a Veja dizem. Estou escrevendo resultados de vários trabalhos científicos, publicado em vários países nos últimos 30 anos. Não sei que revista famosa é essa que vc anda lendo, mas com certeza eu não usei ela como referÊncia.

    Se vc acha que a comunidade científica toda mente e tem rabo preso com a industria do tabaco, é um direito seu. Mas aí eu começo a discordar que o criador tenha sido tão bom assim contigo.

    Você é médico? Quantos doentes com síndrome de Guillain-Barré vc já viu? Quantos doentes com sindrome nefrótica? Quantos com Lúpus? E com purpura trombocitopênica idiopática? Então pelo seu raciocínio, se vc não vê um monte deles por aí, é pq essas doenças não existem.

    O cigarro pode dar uma doença chamada de Tromboangiíte Obliterante. Vc já viu algum fumante com isso? Ah não? então essa complicação já pode ser cortada dos livros de medicina. Afinal de contas, nem vc, nem seus amigos fumantes já tiveram ela.

    Aliás, imagino que vc deva visitar hospitais todos os dias para dizer que é raro haver “maconheiros” doentes.

    E se eu te disser que já tive mais de um doente hipertenso que só conseguiu controlar os níveis pressóricos após diminuir sensivelmente o uso da maconha? Vc deve estar pensando que eu estou mentindo ou então sou ligado a indústria do tabaco. Não é esta sua lógica?

    Vc podia ao menos ler os comentários de outros usuários, por sinal bem mais educados, e notar quantos deles referem ter os sintomas que eu descrevo no texto. Vc diz que não se escuta os usuários, mas aqui há vários relatos.

    E até onde eu sei, os trabalhos científicos sobre maconha só pdoem ser feitos com os chamados “maconheiros”. E boa parte deles são baseados em sintomas descritos pelos próprios.
    Acho que podemos dizer que os usuários não só são ouvidos, como examinados e avaliados com exames complementares.

    O mais engraçado é que vc afirma que tudo é besteira mas não apresenta nenhuma evidência para dar um mínimo de suporte aos seus argumentos.

    - Ah… mas em mim e nos meus amigos nada disso acontece. Então tudo que está publicado é mentira.

    Vc poderia ser oferecer para a ciÊncia, afinal de contas, é só usar uma droga em vc e ver o que acontece. Se tal sintoma não ocorrer em vc é pq não vai acontecer com mais ninguém, porque vc é um ilumindado por Deus.

    Eu tive um tio-avô que fumou até os 80 anos e morreu por um acidente de carro. Pela sua lógica ele poderia então afirmar que cigarro não causa câncer, infarto, AVC…

    Se vc acha que queimar um monte de substÂncias químicas e jogar a fumaça para dentro do seu pulmão é saudável, problema seu. Se vc lê um artigo baseado em estudos e se irrita pq eles não refletem a sua opinião pré-formada, problema seu. Se vc acha que existe um complô da comunidade científica mundial contra a maconha, problema seu.

    Mas não venha aqui desrespeitar quem quer trazer um pouco de informação à um assunto que não é tratado como deveria. E não é só por culpa dos conservadores, mas também de usuários arrogantes e com pouca capacidade de argumentação como vc.

  • ana

    doutor parabéns por sua resposta ao usuário iluminado!!! tb sou da área da saúde e concordo em td… seria interessante levar os usuários de drogas pra ver um programa de reabilitação de doenças pulmonares ou ainda levar aos que consomem álcool a uma enfermaria de pacientes vítimas de acidentes automoblisticos e deixarem q os mesmo passem só um dia cuidando desses doentes… um forte abraço…

  • binho

    bom dia dr. pedro sou usuario e particupei de uma espreiencia muito boa usamos um vaporisador para volatizar o thc a 250º onde ficou no recipiente a belota desidretada e o balão não tinha cheiro da bagas será que o fato de não ter a carbonização e não ter o calor de 350º fazendo com que a fumaça tenha menos alcatrão por exemplo.
    a sensação foi uma delicia e o sabor de belotas nõ de bagas.

  • binho

    que senhopr tem a falar sobre o vaporizador

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Binho, Vou procurar me informar.
    Não conhecia isso.

  • fabio

    Desconhecia o vaporizador, e não divulga mais os meus comentarios…
    Depois o arrogante, desinformado e sem capacidade de argumentação sou eu…
    Lamentavelmente…

  • vitor

    kkkkkkkkkkkkk esse fabio é um coméédia….mais um maconherozinho que se acha um pensador a frente da sociedade(é típico deles)..kkkkk fumei um ano…tempo perdido…macoonha é pra MULEKE, MULEKE……em vez de fica fumano igual um babaaca vai lê e se informar das coisas rapá….ta de parabéns Dr.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Fábio,
    Não me lembro de ter vetado nenhum comentário seu. E se o fiz, era porque estava fora das regras.

  • Rosany

    Doutor por favor me ajude!!
    sou casada a 27 anos
    descobri que meu esposo é usuario de maconha mas quando meu filho tinha 2 meses meu esposo estava com hepatite B hoje meu filho tem 24 anos de idade
    achei bituca de cigarro de maconha no bolso dele e tb descobri que ele usava drogas ingetaveis ele me disse que não usa mais somente a maconha!!estou com medo o que devo fazer a respeito a minha convivencia com ele anda pessima depois que descobri tudo devo deixar ele?ja dei conselhos para deixar a droga mas não adianta ele fuma mais de 3 x ao dia agora ja nem sei se usa outros tipos de drogas poderia me ajudar obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Rosany,
    Existem várias associações que tratam dependentes químicos. São grupos semelhantes aos alcoólicos anônimos.

    Porém, ele sendo maior de idade, é preciso que ele se conscientize do problema e queira procurar ajuda. Não há como obrigá-lo a ser tratar se ele não quiser.

    O que não adianta é entrar em conflito. Se ele usa drogas, principlamente injetáveis, ele deve ser tratado como uma pessoa doente, pois é isso que ele é.

    Essas associações têm pessoas para te orientar a como lidar com o caso e te ajudar a ajudá-lo.

  • lucas

    Olá, parabéns pelo blog que é realmente muito bem feito e esclarecedor.

    Queria ter certeza de algo que já venho pensando a respeito do uso da maconha.Eu fui usuário por 3 anos, fumava uns 3 baseados por dia e tive um pneumotorax ano passado onde disseram que nao era pelo uso da maconha, e sim pelo meu porte físico por ser alto e magro.Esse ano tive de novo e precisei fazer uma microcirurgia.do primeiro pneumotorax me recuperei sem cirurgia ou drenagem,mas continuei fumando.Agora devido ao segundo parei de vez mesmo.E mesmo assim converso com meus médicos pra ver se foi do uso da maconha e eles dizem que foi expontâneo do meu porte físico como escrevi.Creio eu que tenha sido por causa do uso si, já que nunca tive outra doença pulmonar ou algo relacionado.Queria a confirmação de algum especialista para tirar realmente essa dúvida.

    Obrigado desde já, Lucas.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Lucas,
    Tenho um texto sobre pneumotórx, vc já o leu
    http://www.mdsaude.com/2008/09/pneumotrax.html

    O seu pneumotórax foi espontâneo, e o seu porte físico é o mais comum em caos como esse. Porém, qualquer tipo de fumo, seja cigarro, charuto, maconha etc… favore o aparecimento de bolhas que podem estourar e causar o pneumotórax.

    A associação entre pneumotóroax e fumo é antiga e plenamente estabelecida.

  • lucas

    pois é Dr., era o que eu pensava.Eu li o seu texto sobre pneumotorax porque meu pai pesquisou sobre isso enquanto eu estava no hospital e me mostrou depois.Queria pedir uma ultima explicaçao relacionando o ganho de peso para evitar futuros pneumotorax,já que os que tive entao tem a ver com meu peso(ja estou ganhando mais) e fumo(ja parado).

    abraço e agradecido desde já, Lucas.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Lucas,
    Ganhar peso não vai mudar nada. Te explicaram mal. O biotipo da pessoa magra e alta é que é mais propenso a fazer pneumotórax espontâneo. É pela conformação do seu tórax e pulmões. Engordar não muda nada. Eu tb tenho esse biotipo, mas nunca tive pneumotórax. Não é por aí.

    Algumas pessoas com esse biotipo nascem com pequenas bolhas na pleura que ao se romperem podem causar o pneumotórax. O fumo como causa irritação dos pulmões favorece esse rompimento.

    Parar de fumar é meio caminho andado.

  • Eduardo – São Paulo

    Gostei bastante do que li, mas tenho pesquisado sobre os efeitos da maconha e vejo que esta questão transita mais no campo das paixões que no da ciência, o que é uma pena. Há os que defendem o uso, e escavam argumentos para tal, igualmente os que condenam. Criou-se uma (pseudo)ciência passional.
    Estou pesquisando porque sou usuário a muitos anos (pode colocar uns 17 anos aí), e faz uma semana que decidi parar. Gostaria de falar sobre essa experiência. Tenho crescido muito profissionalmente e assumidos muitas responsabilidades, o que faz com que a maconha seja uma barreira para esse desenvolvimento.
    Ja saí de um vício de cocaína (muito difícil) e de cigarro (ainda mais difícil). Perto destes o da maconha tá moleza. Ainda hoje um amigo fumou um baseado na minha frente e eu nem cogitei um pega. Lógico que sinto uma vontade, mas ta dando pra segurar tranqüilamente. Porém já faz uns 5 anos que estou querendo parar e não tomo a iniciativa, o que prova que não é tão fácil assim.
    Pela minha experiência, maconha é muito legal, mas atrapalha sua vida. Viver sob o efeito da maconha (full time), como tenho vivido, não me parece uma boa, mas quem sou eu para falar sobre qual caminho uma pessoa deve seguir. Faça sua escolha, mas não engane a você mesmo fingindo que maconha é uma maravilha, não é. Tem um preço.

    Para o doutor gostaria de perguntar sobre as afirmações desse site, elas parecem bem mais graves do que as que eu li aí a cima. São verídicas?
    Segue o link
    http://www.professorrafaelporcari.hpgvip.com.br/006efeitosnocivosdamaconha.html

  • Anonymous

    Dr.
    Muito bom o Blog!
    Uma duvida, fasso uso de Isotretinoína oral(roacutan) tratamento para acne. gostaria de saber se fumar maconha interfere no tratamento.
    Quero muito saber

    Obrigado e parabéns!
    Michel

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Michel,
    Não encontrei nenhum trabalho que relatasse especificamente alguma interação. Porém é bom lembrar que as duas drogas apresentam efeitos colateraias psquiátricos e uma pode excerbar o efeito da outro.

    Não acho que seja a melhor opção

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Eduardo,
    Não cosegui acessar o endereço que vc mandou. Pelo menos durante este final de semana a página estva fora do ar.

  • Anonymous

    Opa Dr.

    ja fumei durante o tratamento
    costumo fumar pouco, raramente
    Nao senti nenhum efeito diferente

    A minha duvida seria em relação a maconha cortar o efeito do remédio
    no seu combate a acne.

    Sobre cigarros normais sei que nao tem problema em fumar durante o tratamento.

    Espero resposta
    Um abraço
    Michel

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Michel,
    Não encontrei nenhum relato específico sobre isso. À princípio não há interações conhecidas. MAs volto a afirmar, o Roacutae é uma droga chata, com vários efeitos colaterais. Quanto menos interações vc puder associar melhor.

  • Larissa

    O uso contínuo de cigarros de maconha traz problemas seríssimos sim! Câncer de boca é um deles, depressão e esquizofrenia, fora a tal da bipolaridade tão comentada ultimamente. Infecção nos pulmões, sinusite, alergias em geral. Quem não acredita nesses estudos científicos aguardem e sentirão! É sério isso daqui. Gostei muito das informações, mandei o link para várias pessoas! Mais uma vez, fiquei fã do blog! :)

  • grydao

    Dr. de uns tempos pra ca comecei a ter problemas de pressao alta.. algo em torno de 14,8… dps de ter lido todos esses comentarios ae, resolvi parar de fumar maconha.. fumava cigarro e parei tem uns 8 meses..
    maconha tem uns 4 dias.. nem to sentindo falta, ainda. mais o q eu quero saber agora é o seguinte…
    estou tomando alguns suplementos para malhar, sao esses: thermo fire, CA linoleic acid 1000 mg.. E TBM NOXPLODE AKG.. ahh e um emagrecedor q eh o piruvato de calcio. estes produtos n costumam fazer mal agum a saude, pelo contrario ne? mais estou meio preocupado com essa parada da minha p[ressao estar alta ultimamente, intao queria saber se pode estar relacionado tbm.. a maconha em 4 dias q parei ja senti melhoras.. esse locao ae desse Fabio eh um ignorante, eh looooogico q maconha faz mal!! eu sempre soube disso.aguardo sua ajuda em relacao aos suplementos naturais, pq em relacao a maconha sinto eu q ja esta resolvido. obrigado e parabens pela iniciativa de ajudar as pessoas de graca.

  • Lanna Dioum

    Boa noite a ambos!

    Muito bom o blog. Principalmente pelas perguntas que são realmente respondidas e pelo teor das respostas.
    Sobre a maconha e sua legalização, na verdade não tenho oipinião formada, mas se isso pode provocar políticas públicas específicas a usuários e facilitar o atendimento à saúde dos mesmos. Concordo!!!!!!!!
    Tenho uma filha de 15 anos, usuária desde os 13. 2 anos sem estudar. Agora esta matriculada num supletivo à distância, onde também tem dificuldades. Apresenta perda de memória recente, tentativa de suicídio, depressão, ansiedade, agressividade, oscilação terrível de humor. Já foi internada. É acompanhada por psiquiatra. Se recusa fazer psicoterapia. Usa rivotril nas crises de agressividade e também fora delas. Tem asma e fuma 2 carteiras de hollywwod-dia.

    Ela defende a maconha com unhas e dentes. Claro, imagina, a maconha não faz mal nenhum à vida dela.

    Só a minha, talvez. Tive depressão, nunca tive uma dor de cabeça na vida, agora vivo em prontos socorros, com dores e infecções. A família olha torto. Os vizinhos idem. Várias vezes acionaram a polícia nas crises de agressividade dela pra com o irmão de 9 anos. Meu filho caçula faz análise.

    Sinto-me refém, dentro da minha própria casa.

    Mas imagina, doutor, a maconha não faz mal nenhum. É o complô do mundo contra eles.

    Obrigada por ouvir-ler meu desabafo.

    Lanna

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Grydão,
    Não há nenhum grande trabalho que comprove segurança e eficácia destes suplementos a longo prazo. E o thermo fire têm guaraná que é um estimulante e pode influenciar na pressão.

    A maioria das pessoas é hipertensa pela genética. A maconha, o cigarro, o sal e a obesidade apenas contribuem, mas nem sempre são os únicos responsaveis.

  • Li

    Olá Dr. Pedro!

    Gostei muito do blog, o conheci hoje e tem uma variedade de informações muito importante!
    Sobre este assunto em especifico é muio interessante esta discussão on line, traz esclarecimentos a quem é leigo e quem também não é.
    Sobre o Fábio(não podia dexar de comentar), este usuário resistente a informações, não é de espantar, pois o que mais há são pessoas deste tipo que usam sem saber das consequencias se achando o máximo, são pessoas ignorantes e sem nenhum senso crítico(irritante).
    Aproveitando queria tirar uma duvida, recentemente estava utilizando maconha quase todos os dias a noite, e comecei a tomar pipula YAS também depois de aproximadamente 10 dias tive uma crise de dor de cabeça. uma céfaleia bem intensa, pode ter alguma correlação? Pois parei o uso há uma semana mas as dores de cabeça só tem aumentado e inclusive acho que acabei ficando resfriada… enfim… =S

    Obrigada,
    Abçs

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Li,
    Acho que não há relação não. Se houvesse, esperaria qe a dor de cabeça começasse com 2 ou 3 dias no máximo. Mas de longe é dificil afirmar qualquer coisa.

    A dor de cabeça pode ser só de uma gripe. De qualquer maneira se ela permancer, te aconselho a procurar um médico para que vc possa ser avaliada.

  • Anonymous

    Dr e Dra

    Meu nome eh michel
    ja escrevi outras vez
    estou com uma duvida.

    Queria saber se a maconha
    Altera os esames de sangue do tipo:
    TRANSAMINASE OXALACÉTICA (TGO)
    TRANSAMINASE PIRUVICA (TGP)

    Fasso uso de Roacutan – Isotretinoina
    e costumo Fumar de vez em quanto
    Será que a combinação dessas duas drogas podem alterar o TGO e TGP?

    Obrigado
    Michel

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Michel,
    Que eu saiba não. Mas o Roacutane por si só pode causar lesão no fígado. Não encontrei descrições sobre uma maior risco quando se associa maconha. Porém, é sempre bom lembrar que por ser uma droga ilegal, há poucos estudos sobre a maconha e seus efeitos em outras drogas. É possível que essa interação exista e apenas não tenha sido estudada.

  • marioalbuquerque1979

    “A marijuana ou maconha é uma droga produzida a partir da planta da espécie Cannabis sativa.“
    A maconha eh a floracao da planta, nao se produz maconha e sim se colhe.
    Sobre que a maconha eh a porta de entrada para drogas mais pesadas por qual motivo que a maioria das pessoas que fumam maconha, como eu, sua primeira droga foi o alcool, nao seria essa a paorta de entrada para drogas “pesadas“ ?
    Essa eh minha opiniao , a materia esta boa, para as pessoas que querem mais informacoes existe um blog muito bom, chama-se Hempadao, la tem informacao de monte.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Mário,

    Segundo o dicionário:
    Produzir = Criar, dar origem, ter como resultado, causar, fabricar.

    A maioria das pessoas que fuma maconha começou com alcool, mas a maioria das pessoas que bebe álcool não fuma maconha.

    Se vc for comparar, verá que o percentual de pessoas que começa a beber e termina com drogas pesadas é menor do que que os que fumam maconha e acabam usando drogas pesadas.

    Isso pode ser um comportamento social e psicológico pela ilegalidade da maconha. O fato de vc iniciar uma droga ilegal pode diminuir sua resistência a experimentar outras. Isso não necessariamente é algo ligado a maconha em si.

    Talvez se a droga fosse legalizada, ela com o tempo perdesse essa característica.

  • CRISTINE

    OI dr. Bem eu conheci um garoto mas nao sabia q usava maconha ,eu fui me envolvendo e gosto bastante dele ,a dois dias fique sabendo q ele fuma e a um dia ele me conto ,antes disso algumas vezes tinhamos falado sobre e eu falei q nao era afavor q nao achava legal q fazia mal e tal ,tudo sem saber q ele fumava e ele negava sempre ,mas tinha dito q se caso acontecese eu nao sairia de perto dele e ajudaria se fosse o caso ;tinha minhas duvidas mas so ficaram 100% depois q ouvir dele , nao quero deixar ele axo q precisa d mim ,gostaria q me aconselhace com isso nao sei como ajir nem como da apoi a ele para q sigua outro caminho um mas saudavel sem vicios e complicaçes posteriores com a sociedade com a lei ,para q possa ser mas consiente e ver q tudo nao passa de uma fantasia proporcionada pela maconha uma viaje algo q nao e real q so atrasa e tem maleficio ,me oriente a falr com ele mas sem assustar sem achar q nao o compriendo q nao o intendo ,bem minha reaçao foi um pouco critica com ele ,e o problema e q ele acha q nao faz mal a nimguem ,e gosta q se sente bem e acha q quando quise para se ele tiver com vontade ainda por cima fuma a 8 anos e so tem 20 anos ,quero orientaçao para saber dizer q tudo isso e perda de tempo viver no mundo da alucinaçao nao e viver ,alem d edeixar apessoa “boba”.Obrigada quero muito ajudalo mas nao sei como orientar e nao ser radical e acabar me afastando dele alem dele tar sustentando o trafico ne sabemos q usuarios sustenta esse meio q acaba com tamtas familias ,e ainda por cima me preocupo de mais com ele fiquei sabendo e so sabia chorar ,fiquei meio perdida e sem açao ,alem de tudo meus pais jamas a poiaria uma relaçao com um pessoa usuaria ,nao e discriminaçao ,pos nao falo so da maconha falo de qualquer tipo de droga obrigada estou muito aflita espero uma resposta beijo o obrigada !! CRISTINE

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Cristine,
    Primeiro vc deve pensar se a sua reação seria a mesma se ele fumasse “apenas” cigarro e não maconha. Se vc acha que não seria tão mau o cigarro, antes de conversar com ele, vc deve reavaliar seus conceitos. Talvez haja algum preconceito por trás dos seus sentimentos.

    Em relação ao seu namorado o que chama a atenção é o fato de ele usar maconha desde os 12 anos. Provavelmente ele já apresenta algum tipo de alteração, nem que seja algum grau de falta de memória. Isso pode ser usado como argumento.

    Acho que usar ou não maconha é uma decisão pessoal. O usuário tem apenas é que ter conhecimento dos malefícios que ele está sujeito. O problema é achar que a maconha é uma droga inócua que não traz prejuizo nenhum à quem usa.

    Peça para ele pelo menos procurar se informar sobre o assunto e procure abordá-lo sem estigmas ou preconceitos. Tente mostrar que a sua preocupação não é a maconha e sim a saúde dele.

  • felipe

    a maconha corta o efeito do antibiótico benzetacil??

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Felipe,
    Nunca li nada sobre o assunto. MAs também não custa nada vc ficar uma semana sem fumar para ajudar na recuperação da sua infecção, ainda mais se for de vias aéreas uma vez que a fumaça da maconha pode irritá-la ainda mais.

  • Isabel

    Prezados Doutores,
    Meu marido, que fazia uso esporádico de maconha, tem aumentado substancialmente o consumo e tido graves crises de ansiedade, insônia e agressividade, mas se recusa a reconhecer os danos que está sofrendo e rejeita totamente a possibilidade de ter se tornado dependente. Qual a abordagem indicada para convencê-lo a buscar ajuda médica ou psicológica?

  • Marianna

    Dr. Pedro
    Gostaria de saber quais sao os riscos se misturarmos o consumo da maconha com cocaina?

    Desde ja agradeço!

    obs:(Otimo Blog,estao de parabéns!)

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Isabel,
    Procure ajuda em grupos de apoio a dependentes químicos. Eles podem te orientar sobre a melhor abordagem e como convencê-lo a se tratar.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    marianna,
    além de somar os diferentes riscos das duas drogas, os efeitos cardiovasculares são pontecializados pois as duas drogas (principalmente a cocaína) estão associadas a maior risco de infarto.

  • wesley

    Dr. Pedro Pinheiro

    intam, eu tenho uma banda eu uso sempre antes de subir no palco, para me sentir “altoooo”

    usava semanalmente, agora to usando masis ou menos 1 vez ao mês para compor musicas….

    sendo assim, meu uso é bem pouco,assim mesmo ainda posso correr riscos de saude??

    brigadão

  • A LIINE ;]

    Dr. Pedro,
    Simplesmente adorei o post sobre os efeitos da maconha, pois sou totalmente contra a qualquer tipo de droga ilícita.
    Eu tenho problemas com drogas na minha família e gostaria de alguma indicação de alguma instituição que pudesse me ser útil. Desde já agradeço.

    Aline Gonçalves,
    liinecunha@hotmail.com

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Wesley,
    Usar pouco faz menos mal que usar muito, mas, faz mais mal do que não usar nunca.

    Se esse uso mensal vai te trazer algum problema futuramente, não há como afirmar, nem que sim, nem que não.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Aline,
    Não conheço nenhum pessoalemtne para indicar. Sugiro que entre em contato com o CRM da sua cidade e peça alguma orientação.

  • Gabriel

    Dr.Pedro, primeiramente dou os parabens ao senhor pelo o conteudo e a sua interação com este blog.

    Agora por favor me tire uma duvida.

    Sou Usuário da Cannabis a 5 anos, fumo diariamente e estou tendo problemas com o Libido e Ereção quando não utilizo a Cannabis no dia, e assumo ao Senhor que isso me assustou muito, pos tenho uma vida sexual ativa.

    Parei de fumar tem 3 dias e sinto muito pouca evolução, queria saber se meu corpo vai se normalizar sozinho, ou e inrevercivel, ou preciso de algum tratamento medicamentoso?
    (obs.: Tenho 21 anos)

    Muito grato pelas informações que o senhor está dando a todos.

    Espero sua resposta anciosamente.

    Gabriel

  • Anonymous

    Dr. sou usuario de maconha fais 1 ano
    fumando quase todos os dias.
    fui encaminhado para fazer o teste de canabonoides (aquele de urina)e fiquei 19 dia sem fumar para fazer esse teste e deu positivo.
    depois disso fumei umas 4,5 vezes ao decorrer de 1 mes e 1/2 , e estou sem fumar ja faz 24 dias e quero saber se vou ser pego no teste novamente? ou devo esperar mais um pouco ?

    obrigado…

    ass:DuHh

  • Paulo – RJ

    Olá Doutor,
    primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelo site, é muito incomum pessoas respeitáveis tirarem qualquer dúvida em relação a drogas (exceto quando são pagas para isso. A minha dúvida é quando a relação da maconha em pessoas com asma, bronquite. Eu faço uso de tratamento com fluir e clenil, duas vezes ao dia, será que a maconha atrapalha o desenvolvimento do tratamento? Outra coisa, eu quando fumo, a droga funciona como broncodilatador, sei que pode parecer estranho, mas minhas vias aéreas ficam liberadas após o uso. Será que traz algum benefício no tratamento? ou só piora. E agora meu alergista me passou um tratamento a base de injeções para tratar a alergia a ácaros (uma por semana durante 3 anos). Já fico agradecido antecipadamente !

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Gabriel,
    Acho que vc deveria parar com maconha por um tempo e procurar ajuda de um urologista.

    Como vc é muito jovem, isso provavlemente é temporário e deve melhorar com a suspensão da droga. 3 dias é muito pouco, levando-se em conta que o THC pode circular no seu corpo por várias semanas se vc é usuário frequente.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    DuHh,
    É impossível afirmar uma data segura à curto prazo. Em usuários pesados já foi descrito testes positivos após mais de 60 dias de abstinência. Quanto mais tempo sem fumar, maior a chance da droga ter sido eliminada completamente do organismo.

    No seu caso, acho que antes de 1 mês existe risco de teste positivo.

  • Anonymous

    Dr. parabens pelo site, me chamo tamara e queria perguntar apena uma coisa a voce,sei que é meio embaraçoso mais quando eu faço o uso da erva é como se fosse um estimulante sexual pois me da muita vontade queria saber se isso é normal ?
    e mais uma coisinha o senhor acha q a legalização da maconha no brasil esta proximo?e pq?

    ass:tamara

  • Anonymous

    Caro Dr. esse seu site é porreta !
    ahsuhauhs pois as pessoas vem aqui e nao tem vergonha de perguntar as coisas relacionadas as drogas especialmente a maconha pois fiko indignado com aqueles q so sabem criticar . bom so queria saber pelo senhor q nos ajuda muito (“maconheiros”)pq os usuario são tao discriminados? pois sincera mente sei q pode at fazer um poko de mal a saude mais pra mim Dr. fumo a 5 anos jah fikei numa boa sem fuma quaze 1 ano e nunka senti nada de diferente so isso ^^

    ass:Renan-Pr

    at + Dr.

  • SOSÓ

    olá doutores; li essa informação e mts dos comentários dos leitores, resolvir relatar algo que acontece comigo qnd fumo e se puder, receber suas interações acerca.
    Então, à cerca de 7 anos, sofrir um acidente automobilístico, fiquei em coma por 30 dias, TCE, depois de 60 dias fumei “um”, já era usuário antes do acontecimento, desde então, fumo sempre, as vezes vários diariamente, outras vezes alguns, mensalmente, relativamente.
    o fato é:que depois de 2 anos, após o acidente, fui aprovado num vestibular, passei 2 anos na facul, “isso me orgulhou mt e a minha família”,fato que me proporcinou um maior consumo. Saiba que, quando ia p/ sala, após ter usado, rendia o mesmo ou mais nas aulas, não me causava nenhum impecilho,estresse ou coisa parecida, muito pelo contrário, debatia, perguntava, respondia. Durante o tempo de estadia na facul perdir em algumas disciplinas, normal, mas, qnd ia fazer a prova final passava, ou seja, não fiquei devendo nada na facul,em relação a disciplinas, passava de semestre p/ outro, livre de depedências,”se é q os sr°s me entendem”, até provas ia fazer sob o efeito e costumava me dava mt bem. Minha relação interpessoal com tds, era das melhores, apesar de alguns saberem de meu uso, prof°s me elogiavam, colegas me veneravam, funcionários me respeitavam, enfim, nada anormal, tanto social, qnt psicológico, a não ser, em alguns pontos, que pelo fato de eu ter passado por um TCE, fiquei um pouco sequelado, motoramente e minha voz ficou um pouco enfadonha,DICÇÃO, p/ quem ouve, não sinto muita difernça.Minha relação familiar continua das melhores, salve um irmão, mais velho, mas, no mais, tudo bem.
    o fato do THC ser uma substância psicoativa, penso que, me fizera um pouco melhor, qnd sob o efeito dela, penso que, pelo fato do acometimentos cerebral do TCE ter deixados algumas lacunas em meu cérebro, isso é fato, o uso da cannabis faz essa ponte entre os ELOS, entre as lacunas, sendo assim, me sinto mais aberto p/ discursões, debates, conversar, trocas de informações, ensinamentos,apredizagens, enfim, sinto-me mais, CABEÇA! Penso q os SR°s me entendem.
    pergunto: a que os SR°s atribuem esse episódio?
    alguma explicação palpável?
    detalhe, sou sedentário, pois, não pratico nenhuma atividade física e ainda mais, sou fumante e de vez em qnd, uso cocaína!
    por favor, responda-me!
    agradeço pela compreensão e continuem assim, as pessoas tem o direito de serem informadas, quem sabe faz o que achar melhor e não o que acham melhor sem saber!
    desculpem por alguns erros de concordância, mas, vendo alguns dos outros comentários, penso que, fui bem!rs!
    abraços!
    se cuidem!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Paulo,
    Vc pode até ter a sensação de broncodilatação após fumar, mas na verdade a fumaça inalada é irritativa para as vias aéreas. Faz pouco sentido imaginar que a maconha ou qualquer outro tipo de cigarro possa fazer bem para sua asma.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Tamara,
    Pode ter efeito na sua libido sim. Não é nada de estranho. Mas a longo prazo o efeito pode ser o oposto.

    Acho pouco provável a legalização à curto prazo. Vejo muito pouco debate e estudos sobre o assunto.

    O que se vê somente são manifestações demagogas como a do ex-presidente FHC que quando tinha mandato sempre agiu para aumentar a criminalização da maconha e agora, que não é mais candidato a nada, posa de defensor da sua liberação

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Renan,
    Todo preconceito e discriminação nascem da falta de informação. A maconha faz mal a saúde, porém, o cigarro e o álcool são tão ou mais maléficos e são aceitos livremente.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Sosó,
    Não entendi bem o que vc quer saber. Que episódio vc se refere?

  • Anonymous

    Pai / Mãe

    Li todos os comentarios em nenhum observei o que os usuarios sentem o pensam em relação aos seus pais, estou escrevendo pois tenho um filho que esta viciado nesta droga, criamos os filhos para ser homens responsaveis e formarem suas familias, hoje me sinto impotente amo de paixão meu filho e não posso fazer nada para mudar esta situação, conto apenas comigo e não sei o que fazer, penso e repenso mas não vejo uma saida para o problema porque os jovens não pensam em seus pais e os magoam desta maneira já fui jovem e não erra carreta gostava de aventuras de viajar mas viajar conhecendo novos lugares novas pessoas, me ajudem senhores usarios que são filhos a unica solução é na consumir e nunca esqueçam que voces estão se matando aos poucos e reduzindo a vida de seus pais.

    Obrigado

    Pai / Mae

  • Anonymous

    Olá,
    Eu tive um AVC isquemico há anos e fui diagnosticada como portadora de SAF (Sindrome do Anticorpo Antifosfolipide).
    Faço uso de anticoagulante e nunca fumei. Tenho muita vontade de experimentar. Gostaria de saber o grau de risco de experimentar (se é q existe já q é vasodilatador). nunca tornaria isso um hábito

    Obrigada,
    Silvia (30 anos)

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Silvia,
    De jeito nenhum vc pode usar maconha, cigarro ou qualquer outra droga. SAF é uma doença muito séria.

  • Thais

    bom Dr. sou usuaria á mais ou menos dois meses, e enrrolo minha mãe para fazer exames pedidos recentemente, so que o meu enrrolamento tem um certo medo dela descobrir que sou usuaria . parei mais á um mês para poder fazer outro pedido de exame. tem como ela descobrir que sou usuaria de maconha ? senso que faz um mês que eu parei ?
    Atenciosamente Thais

  • Lucas

    Dr.
    Parei de fumar maconha ha 3 dias , pois estava sofrendo com crises de ansiedade e despersonalização quando usava grande quantidade , mas agora sem ela parece que a despersonalização tem piorado , é normal ?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Thais,
    Eu não entendi bem sua história. Sua mãe quer que vc faça testes laboratoriais para avaliar presença de maconha no organismo?
    Ou na verdade ela quer que vc faça analises de sangue de rotina? Se for o segundo caso, ninguém vai pedir dosagem de drogas na sua urina. Exames comuns não incluem “screening” para drogas.

    De qualquer modo, se vc se considera um usuária leve, depois de um mês de abstinência dificilmente ainda terá THC detectável na urina.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Lucas,
    É sim. Na verdade vc pode ter algum distúrbio psiquiátrico que a maconha tenha apenas estimulado a aparecer. Uma vez presente ele evoluiu independente de vc ter parado ou não com a droga. se os sintomas persistirem sugiro uma avaliação com um psiquiatra.

  • Anonymous

    Dr.,

    Meu nome é Lucas e eu moro em uma república onde o uso de maconha é frequente. Não sou usuário, nem nunca fumei maconha. Mas acabo sendo um fumante passivo da droga. Gostaria de saber se os prejuízos à minha saúde são muito grandes e se eu fizesse um teste de urina a presença de THC seria confirmada.

    Grato.

  • Mauricio

    Dr. Pedro ou Dra. Renata,

    Existe alguma possibilidade de alguem fumar um cigarro de maconha e ter algum dano mental irreversivel? Um surto que transforme pra sempre a vida do paciente? Tive uma criação bastante repressora, e das rarissimas vezes que uso maconha com um amigo(2x num mes), em algumas das vezes tenho alguns pensamentos de medo de enlouquecer, ou ficar sobre efeito da droga pra sempre, coisas desse tipo. Isso eh um medo irracional ? Se sim, por causa da propria droga ou por causa da minha criacao ? Se nao eh um medo irracional, se eh realmente possivel enlouquecer assim, poderia falar sobre isso ? Obrigado!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Lucas,
    Se você inala muita fumaça de maconha existe sim o risco ter um teste positivo.

    Não conheço trabalhos sobre o fumo passivo passivo de maconha. Mas se formos extrapolar os resultados dos trabalhos com cigarros comuns, podemos imaginar que a inalação frequente de fumaça, mesmo que passivamente, pode levar a danos a saúde.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Mauricio,
    Isso de lesão mental irreversível com cigarro de maconha não existe. Nem ficar sob efeito para sempre.

    Porém, em pessoas com distúrbio psiquiátricos, a maconha pode desencadear um surto.

  • Anonymous

    Dr. Pedro, fiz a cirurgia refrativa lasik, estou fazendo uso de alguns colirios e o medicamento via oral arcoxia.

    O uso da maconha nessa fase de recuperação pode prejudicar a eficácia da cirurgia ou cortar o efeito de algum desses medicamentos?

    obrigado
    tiago

  • Gabriel

    uma pergunta
    eu fumei no máximo umas 5 vezes
    mais na ultima tive sensação de panico desespero
    que durou mais ou menos 24 horas
    eu queria saber se a reação pode dura isso tudo mesmo
    e se pode deixar alguma saquela
    obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Tiago,
    Pode. Nesta fase inicial quanto menos drogas vc misturar, melhor.
    Seja álcool, maconha ou outros medicamentos não prescritos.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Gabriel,
    Sequela não deixa. Mas algumas pessoas podem ter crises de pânico após uso de substâncias pscioativas como a maconha.

  • Ricardo

    o efeito da maconha pode durar mais de 24h ?
    e pode ocorre de o celebro não volta totalmente ao normal ?
    tenho 17 anos
    valeu

  • Anonymous

    Oi Doutor fumo maconha há 2 anos desde que fumei a primeira vez, mas chego a ficar 3,4 ou ate6 meses sem fumar depois devido a problemas volto a fumar e depois paro, será que se este ano parar de vez estou livre dos estragos que a droga fez em min?
    Ass: Andre

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ricardo,
    1- pode, mas normalmente o usuário não se apercebe disso.

    2- Não, isso não existe, a não ser que o indivíduo faça uso contínuo e pesado da maconha por muitos anos.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Andre,
    Se vc para de vez, sim.

  • Totalflex

    Dr. O que acontece quanto ao uso de maconha + bebida acólica + sexo? E porque qdo uso maconha fico mais consciente ( aumenta a vontade de fazer sexo )mesmo fazendo uso de bebida alcólica, tenho a sensação de que a maconha inibe os efeitos do àlcool, e não fico tão bêbado, fico bem + louco e consciente de tudo? Sofria muito de ansiedade e hoje, estou bem + tranquilo…uso no máximo 2x por semana principalmente pra jogar futebol, no qual consigo pensar bem + rápido num espaço curto de tempo? depois que comecei a usar a maconha deixei o vício do cigarro e diminui muito o uso de bebidas alcólicas quase não bebo+.

    Abraço!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    totalflex,
    A maconha pode mascarar os efeitos do álcool. Ela de modo algum inibe sua ação. Vc está tão bêbado quanto qualquer outro, só não consegue perceber isso. Se fizer testes de coordenação motora e raciocínio, com certeza a intoxicação estará evidente, por mais que vc ache que não.

  • Pedro Henrique Borges Paranhos

    Primeiramente venho elogiar o excelente blog de vocês, que com certeza já prestou ajuda a uma grande quantidade de pessoas, e admiro muito o trabalho voluntário que fazem por aqui para ajudar pessoas presas nessa questão que sofre preconceito ético e portanto é dificilmente respondida em várias ocasiões.

    Tenho 13 anos de idade, e experimentei com amigos uma vez em julho desse ano, não senti muito bem o efeito, dividi com 3 amigos e não era de grande tamanho.

    Na manhã dessa sexta (La pra 1 da manhã) dividi um baseado pequeno com 3 amigos, o qual acabamos rápido, mas apesar do tamanho, meu amigo disse que era “de qualidade” e confirmei isso ao ficar muitas horas sobre um efeito “doidão” que confesso, ter achado muito bom.

    Fui informado hoje que terei que fazer, não sei quando, um exame de sangue pra ver coisas relacionadas ao crescimento, e um possível fungo na unha do pé, é possível que se eu usar maconha amanhã, em quantidade pequena, somada a quantidade pequena (porém “de qualidade” e ambas são da mesma fonte) de hoje, apareça em 3 semanas no exame de sangue?Quanto tempo demora para o THC sair de meu sangue sem deixar vestígios dadas as quantidades, e eu ter usado apenas duas vezes em minha vida (E talvez uma terceira) ?

    Grato desde já.
    Pedro H. Borges Paranhos.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Pedro,
    Se vc é usuário esporádico de pequena quantidade, provavemente em 3 semanas o exame já estará negativo.

    Mas a questão é saber pq alguém te pediria para dosar o THC na urina ou sangue se o objetivo é avaliar um fungo no pé.

    Não se faz essa pesquisa nos exames de urina ou sangue a não ser que seja solicitado. E não vejo pq o médico solicitaria essa doagem.

  • ane

    boa trd, gostaria de saber se a dor de barriga (diarreia) ou a dor na barriga é proveniente do uso da maconha, cocaina (já ouvi de usuarios q dizem qnd a droga é boa dá a diarreia) ou do crack…outra coisa tbm q queria deixar citado é que algumas pessoas hj em dia costumam batizar a maconha com cocaina e alguns com crack. luto pela conscientização dessas pessoas, a começar pelo meu marido, q fez uso da coca durante anos, hj está bem menos,vamos conseguir.
    abrçs
    ane

  • Anonymous

    ola á doutor
    tenhu 18 anos e já fumei maconha uma vez …fumei nu narguille intende..
    queria saber se tipo fumar..umas vez por mes irá mi prejudicar muito?
    obrigada..

    anoninma h.m

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ane,
    Não encontrei essa relação não. Na verdade o que está descrito é a cocaína inibir a motilidade intestinal, favorer quadros de úlceras e perforação.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    h.m
    Vai te prejudicar mais do que nunca fumar e menos do que fumar todo dia. É igual ao cigarro, ao álcool ou qualquer outra droga social.

  • ane

    dr. pedro, muito obrigado.
    abrçs
    ane

  • Victor

    Dr. também sou Dr. e acredito que nessa vida, além da saúde, existe muito mais qualidades que fazem voce viver eternamente, ou até mesmo se morrer contentemente, que se resumem a felicidade.Então no meu mode de ver as coisas e de viver, acredito que se você fuma, bebe e nao estrapola e fica cheirando usando coisa pesada quem nem um inconsequente sem objeticos e faz um equilibrio com a sua rotina e seja tranquilo e feliz, está ótimo… garanto que voce será um sucesso em tudo que voce fizer, pondo Deus acima de tudo, fazendo disso coisas boas, positivas.Eu vejo que o que move as comorbidades como cancer, displasias celular, desequilibrios doenças… são muito da psique, nao contando a genetica, ou seja se voce leva uma vida cansada, estressada, infeliz, angustiada e etc.Então resumindo, faça oque te faz feliz aproveite a vida, pq amanha vc já pode nao fazer parte dela… fumando ou nao ! Muito Obrigado e viva o Bob Marley “Para que levar a vida tão a sério, se a vida é uma alucinante aventura da qual jamais sairemos vivos.” B.M.