INJEÇÃO DE BENZETACIL – Efeitos Adversos, Dose e Indicações

A penicilina benzatina, mais conhecida como Benzetacil, é um antibiótico muito utilizado no tratamento da sífilis e das faringites bacterianas.

97

A penicilina benzatina, também chamada de benzilpenicilina benzatina ou penicilina G benzatina, é um antibiótico da família das penicilinas, que é administrado por via intramuscular e serve para combater infecções bacterianas, tais como a sífilis ou a amigdalite bacteriana.

O nome comercial mais conhecido da penicilina benzatina é benzetacil.

Neste artigo vamos abordar os seguintes pontos sobre a penicilina benzatina:

  • Para que serve a penicilina benzatina.
  • Como usar o benzetacil.
  • Efeitos colaterais da penicilina benzatina.
  • Contraindicações da  penicilina benzatina.
  • Interações medicamentosas da penicilina benzatina.

Atenção: este texto não pretende ser uma bula da penicilina benzatina. Nosso objetivo é ser menos técnico que uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações sobre este medicamento.

Para que serve a penicilina benzatina

A penicilina benzatina é um antibiótico que tem uma ação bastaste restrita na prática médica. Atualmente, ela é indicada em um número pequeno de infeções, como:

– Sífilis (leia: SÍFILIS | Sintomas e tratamento).
– Amigdalites e faringites bacterianas (leia: DOR DE GARGANTA | FARINGITE | AMIGDALITE).
– Impetigo (leia: IMPETIGO | Sintomas e tratamento).
– Prevenção da febre reumática (leia: FEBRE REUMÁTICA | Sintomas e tratamento).

A penicilina benzatina só deve ser usada contra bactérias altamente sensíveis, pois ela não consegue alcançar níveis sanguíneos muito elevados, capazes de matar bactérias com algum grau de resistência.

A grande vantagem da penicilina benzatina é o fato de que uma única dose é suficiente para manter o antibiótico circulando no organismo por mais de 3 semanas. É uma opção muito interessante para pacientes que não querem ou não conseguem tomar vários comprimidos de antibiótico por dia, por vários dias.

Nas crianças com faringite estreptocócica, o benzetacil é o antibiótico mais eficaz na prevenção da febre reumática (leia: Faringite Estreptocócica – Sintomas, Diagnóstico e Tratamento).

A penicilina benzatina não serve para tratar outras infecções, que não as listadas acima. Isso significa que não está indicado o uso do benzetacil para o tratamento da pneumonia, da sinusite ou da otite.

Como usar o benzetacil

O benzetacil é um antibiótico que deve ser administrado por via intramuscular, devendo ser aplicado, de preferência, em um grande grupamento muscular, como os glúteos ou face lateral da coxa. Nunca se deve administrar o benzetacil por via intravenosa, pois há risco de parada cardíaca.

A penicilina benzatina é habitualmente comercializada sob as doses de 600.000 U (ampola com 4 ml de solução 150.000 U/ml) ou 1.200.000 U (ampola com 4 ml de solução 300.000 UI/ml).

As doses recomendadas nos adultos são:

  • Faringoamigdalite bacteriana: 1.200.000 UI em dose única.
  • Sífilis primária, secundária ou latente precoce (menos de 1 ano): 2.400.000 UI em dose única.
  • Sífilis terciária ou latente tardia: 2.400.000 UI uma vez por semana por 3 semanas.
  • Prevenção da febre reumática: 1.200.000 UI a cada 3 ou 4 semanas.

Os casos de neurosífilis não devem ser tratados com penicilina benzatina, mas sim com penicilina G cristalina ou penicilina G procaína.

Efeitos colaterais da penicilina benzatina

A principal queixa dos pacientes em relação ao benzetacil é a dor na hora da administração. Como este antibiótico é frequentemente indicado no tratamento de crianças, a experiência pode ser um pouco traumática. O que não faltam são adultos que até hoje se lembram da sua má experiência com benzetacil quando eram crianças.

Para aliviar a dor da injeção do benzetacil, o médico pode indicar um anestésico, como lidocaína ou xilocaína, para ser diluído junto ao antibiótico. Esta estratégia é bastante eficaz, não só na hora da administração, como também nos dias seguintes, reduzindo muito a dor no músculo que recebeu a injeção. Mas é preciso haver uma indicação por escrito do médico para que a enfermeira possa misturar ambas substâncias.

Os outros efeitos adversos da penicilina benzatina são semelhantes aos das demais formas de penicilina, como náuseas, dor no estômago, diarreia, tonturas e candidíase vaginal.

Contraindicações da  penicilina benzatina

A penicilina benzatina não deve ser administrada em pacientes com história de alergia à penicilina (leia: ALERGIA À PENICILINA).

O Benzetacil pode ser usado na gravidez, caso necessário. Porém, assim como qualquer outra droga, o seu uso em grávidas deve ser bem criterioso. O mesmo raciocínio se aplica durante a fase aleitamento materno. A penicilina benzatina não corta o leite nem faz mal ao bebê, mas se puder ser evitada, melhor.

O Benzetacil pode ser administrado em mulheres que fazem uso de anticoncepcional hormonal, já que não há estudos que indiquem a redução do efeito da pílula.

Nos pacientes com insuficiência renal, a dose deve ser reduzida de acordo com a taxa de filtração glomerular (função dos rins).

Interações medicamentosas da penicilina benzatina

Os pacientes que fazem uso de anticoagulantes, como a Varfarina, devem tomar cuidado com a associação, pois a penicilina benzatina aumenta o efeito anticoagulante, podendo causar elevação do INR (leia: VARFARINA (Marevan,Varfine, Coumadin) | Controle do INR).

VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES