Artigo atualizado em 19/11/2013

MONONUCLEOSE INFECCIOSA | DOENÇA DO BEIJO

A mononucleose infecciosa, também conhecida como doença do beijo, é uma doença contagiosa, causada por um vírus da família do herpes (leia: HERPES LABIAL E GENITAL) chamado vírus Epstein-Barr (EBV), transmitido através da saliva. A mononucleose é mais comum em adolescentes e adultos jovens e se caracteriza pelos sintomas de febre, dor de garganta e aumento dos linfonodos.

Neste texto vamos abordar os seguintes pontos sobre mononucleose infecciosa:

  • Como se pega mononucleose.
  • Quanto tempo o paciente permanece contagioso.
  • Sintomas da mononucleose.
  • Doenças com sintomas semelhantes à mononucleose.
  • Diagnóstico da mononucleose.
  • Tratamento da mononucleose.

Transmissão da mononucleose infecciosa

O vírus Epstein-Barr é transmitido de humano para humano através da saliva. Por este motivo ganhou a alcunha de “doença do beijo”. Além do beijo, a mononucleose pode ser transmitida através da tosse, espirro, objetos como copos e talheres ou qualquer outro modo onde haja contato com a saliva de uma pessoa contaminada.

Um indivíduo infectado pelo Epstein-Barr pode manter-se com o vírus na sua orofaringe por até 18 meses após a resolução dos sintomas, podendo contaminar pessoas com quem mantenha algum contato íntimo, principalmente se prolongado. É por isso que a maioria das pessoas que desenvolve mononucleose não se recorda de ter tido contato com alguém doente: A própria pessoa que transmite o vírus também nem sequer imagina que ainda possa transmiti-lo.

Doença do beijo

Não é de se estranhar, portanto, que apesar da baixa infectividade, em alguns países mais de 90% da população adulta já tenha tido contato com o vírus da mononucleose.

Você já deve estar pensando: 18 meses!  Posso transmitir mononucleose por 18 meses! Isso significa que não posso beijar ninguém por quase dois anos?

Não é bem assim. Vamos explicar.

Na maioria dos casos, as pessoas têm o primeiro contato com o vírus da mononucleose ainda quando criança. Esta infecção passa despercebida porque o vírus da mononucleose não costuma causar doença quando adquirido na infância. Na verdade, menos de 10% das crianças que se contaminam com o Epstein-Barr desenvolvem algum sintoma. Portanto, a imensa maioria da população já teve contato com o vírus da mononucleose e já possui anticorpos, estando imunes ao vírus.

Os casos de mononucleose na adolescência e juventude ocorrem naquela minoria que por acaso não foi contaminada ainda quando criança. Ao contrário do que ocorre nas crianças, nos adolescentes e adultos jovens a mononucleose infecciosa costuma causar os sintomas clássicos, que serão explicados mais à frente neste texto.

Também é importante salientar que apesar do modo de transmissão ser semelhante ao da gripe, o Epstein-Barr é um vírus menos contagioso, o que faz com que seja possível haver contato com pessoas infectadas e não se infectar. A infecção só ocorre após contato prolongado de uma pessoa contaminada com outra que nunca tenha sido exposta ao vírus..

Portanto, quando se soma o fato da maioria da população já ser imune à mononucleose com a natural baixa taxa de contaminação do vírus, o risco de transmissão entre jovens e adultos é muito baixo. Logo, uma vez curado dos sintomas, não há motivos para impedir ninguém de voltar a namorar.

Sintomas da mononucleose

Como acabei de explicar, quando adquirida na infância, a mononucleose costuma passar despercebida. Menos de 10% das crianças infectadas apresentam sintomas. Essa incidência começa a subir com o passar dos anos, atingindo seu ápice entre os 15 e 24 anos. Esta é a faixa etária que mais costuma apresentar infecção sintomática. A mononucleose é rara após os 30 anos, uma vez que virtualmente todos neste grupo já terão sido expostos ao vírus em algum momento da vida.

Nas pessoas que desenvolvem sintomas, o período de incubação, ou seja, desde o contato até o aparecimento da doença, é em média de 4 a 8 semanas.

Os sintomas típicos da mononucleose incluem febre, cansaço, dor de garganta e aumento dos linfonodos do pescoço (ínguas). É um quadro muito semelhante às faringites comuns causadas por outros vírus e bactérias (leia: DOR DE GARGANTA – FARINGITE E AMIGDALITE). Outros sintomas inespecíficos, como dor de cabeça, dores musculares, tosses e náuseas também são comuns. Na mononucleose a fadiga costuma ser intensa e persiste por semanas após a resolução do quadro.

O aumento dos linfonodos na mononucleose infecciosa é um pouco diferente dos linfonodos da faringite comum, acometendo preferencialmente as cadeias posteriores do pescoço e frequentemente se espalhando pelo resto do corpo. Uma dica para o diagnóstico diferencial entre as faringites bacterianas e a mononucleose é que neste último pode haver o aparecimento de uma rash (manchas vermelhas) pelo corpo após o início de antibióticos, principalmente amoxicilina.

Rash da Mononucleose - Lesões de pele

Rash da Mononucleose

Uma situação clássica é o paciente procurar o médico por infecção de garganta e receber uma prescrição de amoxicilina para tratamento. O paciente começa a tomar os antibióticos e horas depois surgem manchas vermelhas difusas pelo corpo.

Outro sinal característico da mononucleose é o aumento do baço, chamado de esplenomegalia. Quando este ocorre, é necessário manter repouso, devido ao risco de ruptura do mesmo. A ruptura esplênica (ruptura do baço) é rara, mas quando acontece leva a risco de morte devido ao intenso sangramento que se sucede. O baço aumenta tanto de tamanho que pode ser palpável abaixo das costelas à esquerda do abdômen..

O acometimento do fígado não é incomum, podendo levar a um quadro de hepatite com icterícia em até 20% dos casos. (leia: AS DIFERENÇAS ENTRE AS HEPATITES e ICTERÍCIA NO ADULTO E ICTERÍCIA NEONATAL). Outras complicações descritas, porém, menos comuns, são a síndrome de Guillain-Barré (leia: O QUE É A SÍNDROME DE GUILLAIN-BARRÉ ?) e a paralisia facial (leia: PARALISIA FACIAL | PARALISIA DE BELL | Causas e Tratamento).

A mononucleose não costuma causar maores problemas quando adquirida durante a gravidez. Não há evidências de aumento do risco de má-formação, aborto ou parto prematuro.

Síndrome de mononucleose x doença mononucleose

Um fato que causa confusão, inclusive entre médicos, é a diferença entre a doença mononucleose infecciosa e a síndrome de mononucleose. O primeiro é causado pelo Epstein-barr vírus e é o alvo de discussão deste artigo. Já a síndrome de mononucleose engloba todas doenças que podem cursar com dor de garganta, aumento de linfonodos, febre e aumento do baço. Entre elas destacam-se o HIV, citomegalovírus, linfomas e toxoplasmose. Portanto, ter mononucleose infecciosa é diferente de ter uma síndrome de mononucleose.

Diagnóstico da mononucleose infecciosa

O diagnóstico da mononucleose é feito através do quadro clínico e é confirmado por análises de sangue.

No hemograma da mononucleose um achado típico é o aumento do número de leucócitos (leucocitose), causado pela maior produção de linfócitos (linfocitose), ou seja, o paciente apresenta leucocitose e linfocitose (leia: HEMOGRAMA – Entenda os seus resultados).

Quando o fígado é acometido, pode haver elevação das enzimas hepáticas, chamadas de TGO e TGP (leia: O QUE SIGNIFICAM AST (TGO), ALT (TGP) E GAMA GT?).

O diagnóstico definitivo, porém, é feito através da sorologia, com a pesquisa de anticorpos. O mais comum e simples é um exame chamado monoteste.

Tratamento da mononucleose

O tratamento baseia-se em sintomáticos e repouso. Não há droga específica para o vírus e o quadro costuma se resolver espontaneamente em duas semanas.

Devido ao risco de ruptura do baço, recomenda-se evitar exercícios por pelo menos quatro semanas.

Durante muitos anos se associou a mononucleose com a síndrome da fadiga crônica (leia: SÍNDROME DA FADIGA CRÔNICA). Porém, hoje sabe-se que a fadiga da mononucleose é diferente. O cansaço prolongado que pode ocorrer normalmente não vem associado com os outros sintomas da síndrome e normalmente ocorre por reativações mais fracas do vírus.

Vérsion en español:  MONONUCLEOSIS INFECCIOSA
Publicidade
  • Anonymous

    Dr. Pedro
    Sou Carla, è verdade que quem já teve mononucleose tem mais chances de ter linfomas ?

    abraços e parabéns pelo blog
    Já dei meu voto. Estou na torcida.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Carla, na verdade não é preciso ter tido mononucleose. O linfoma parece estra relacionado a infecção prévia pelo epstein-barr. Algumas pessoas podem ter o vírus sem terem desenvolvido a mononucleose.

    abs e obrigado pelo voto

  • Fla

    Ola
    Eu tive mononucleose ha 4 anos, fiquei realmente mal, bom o baço inchado, febre muito alta, etc.
    Logo em seguida, e dura até hoje, fiquei com muito cansaço, preciso dormir muitas horas para recuperar , e as vezes nem dormir muito é o suficiente. Liguei o fato a uma possivel depressão, pois o inicio do quadro de mononucleose coincidiu com o termino de um namoro. Ha alguma possibilidade de ser cansaço crônico? Obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Fla,
    Deve ser sim. A sindrome da fadiga crônica é muito comum após mononucleose.

    abs

  • Ola, tenho herpes labial sempre que tenha uma queda de imunidade, e estava com herpes quando beijei um rapaz. Uma semana depois ele apresentou os sintomas da mononucleose e foi constatada a doença, pelo virus ser da mesma familia eu posso ter causado isso nele? Obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Má,
    Hesrpes labial é causado pelo herpes simplex e a mononucleose pelo EBV. Não existe cruzamento entra as doenças ou vírus.

    Vc pode até ter passado a mononucleose para ele, mas não tem nada a ver com a sua lesão pelo herpes.

  • Anonymous

    Depois de ver este Blog estou realmente ilucidado com esta doença, que até recentemente para mim era desconhecida! Mas é de lamentar como foi possivel eu estar com a minha filha internada 5 dias no H. São João no Porto com uma Otite quando veio para casa a fazer febres continuas de 38 e 39 graus, todos os dias a correr para lá, a mandarem-me embora com uma injecção de “Amoxacilina” que fez reação passado 48 horas com as ditas manchas avermelhadas no corpo conforme estas fotos da Net. com 39,8 de febre e vem me dizer que tem de recolher sangue para detectar se era um virus ou uma bacteria :( quando a minha filha estava com tom amarelado a volta dos olhos e glandulos ligeiramente inchados(Que disseram ser proprio da Otite) com todos estes sintomas com que médicos estamos nós a ser tratados? Não era mais que evidente? Era preciso sacrificar tanto a Bébé e nós pais? A minha duvida é como poderia isto ter sido detectado por um médico bem formado em medicina?

  • http://www.blogger.com/profile/06691056674484184565 marcia

    Esqueci, tive linfoma e faz 2 anos q fiz a últimas quimio.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Marcia este último texto é seu? Ele não está assinado. Não tenho como saber de quem é?

  • rafa

    Dr, qual o periodo de transmissibilidade do ebv? mais precisamente no pico febril é que a doença é transmitida? meu namorado ja teve mononuleose (há cerca de 6 meses) e nao queria transmitir o virus pra mim..como saber se ele ainda transmite?

  • Anonymous

    Dr pedro, me identificarei como laura, estou muito deprimida por ter tido mononucleose (sobre a qual eu nao tinha conhecimento) há aproximadamente 5 meses. Atualmente,comecei a namorar e tenho medo do meu companheiro ter se infectado! Como saber?? ainda é possivel transmitir o virus mesmo sem sintomas de doença? uma gripe associada aumenta a chance de transmissao? aguardo sua resposta. Grata.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rafa,
    A tramsmissão pode durar até meses após o final dos sintomas. Mas sendo ele seu namorado, se estiver ainda transmitindo o vírus, vc com certeza já teve contato com o mesmo.

    Relaxe que a grande maioria das pessoas não desenvolve doença após contato com o EBV.

  • rafa

    Obrigada pelo esclarecimento Dr Pedro, mas por que algumas pessoas desenvolve doença e outras não? tem cmo evitar o desenvolvimento da mesma?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Laura,
    Se vc por acaso ainda estiver eliminando o vírus e já beijou ele alguma vez, já o contaminou.

    Mas provavelmente ele não desenvolverá a doença como maioria das pessoas.

    A gripe não tem nada a ver.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rafa,
    Não há nada a fazer.

    Desenvolver o não doença depende de fatores do sistema imune. É genético.

  • rafa

    Dr Pedro, muito obrigada pelo esclarecimento. Nenhum médico me falou que a maioria das pessoas nao desenvolve doença. De fato cerca de 95% da populaçao é infectada pelo ebv? nao caracteriza uma pandemia? a vacina não é produzido porque não justifica os custos uma vez que grande parte da populaçao é possui o virus?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    95% é exagero.
    Mas o resto do raciocínio é por aí mesmo.

    abs

  • Hélio Santos

    Eu tive uma amigdalite cronica há 4 meses, ficou mal tratada, e agora aparentemente após uma consulta no médico, tenho a doença do beijo aqui descrita.
    A minha dúvida é, é normal uma pessoa estar tantos meses doente? eu estou sensivelmente assim há dois meses. Era uma pessoa extremamente desportista, e pareçe que não vejo termino a isto. Não posso sair nem fazer desporto. Eventualmente, o corpo adapta-se e destroi o virus? ou é possivel eu ficar assim varios anos ?

    - Hélio Santos

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Hélio,
    Vc não disse exatamente o que sentes. Vc reclama de estar doente há 2 meses, mas quais são os sintomas?

    A mononucleose pode levar a um quadro de cansaço crônico, mas o tratamento é exatamente fazer atividades físicas, que com o tempo diminui essa fadiga.

  • Thiago

    Dr.

    Eu estou com a mononucleose e estava tratando com injeções de antibiótico e tomando outro remedio durante 10 dias, no caso um antibiótico…
    No penúltimo dia desse antibiótico apareceu manchas no meu corpo e a médica suspendeu, só que eu achei q elas deveriam desaparecer logo no outro dia após parar o uso do remédio, ou estou enganado?!
    Outra dúvida…
    Provavelmente eu devo ter pego com minha namorada não é isso? Ela pode ter tido a muito tempo e não sabia e eu ter pego do nda com ela?
    Pois de acordo com o tipo de contágio eu só posso ter pego com ela ao meu ver…
    Em relação ao repouso, eu estou a 2 semanas mais ou menos sem fazer exageros, devo ficar mais tempo em casa ainda ou já posso aos poucos sair a noite e tudo mais?
    Como última dúvida relação a bebidas eu devo dá um bom tempo né isso? Devido a possíveis complicações com o fígado?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Thiago,
    As manchas podem demorar alguns dias para sumir.

    Se vc se sente se melhor pode começar a retornar progressivamente as atividades diárias. Beber é que eu aconselho a esperar mais 1 ou 2 semanas.

    Não é só pelo beijo que se transmite a mononucleose. Se a sua namorada nunca teve sintomas não dá para afirmar que foi dela que vc pegou o vírus.

  • Lilyzinha

    Olá Dr. Pedro.
    Meu namorado contraiu a doença e começou a dar os sintomas, daí ele fez o exame, só que os resultados só saíram depois de 2 semanas, sendo que entre esses dias fui visitá-lo.Posso ter contraído a doença?Devo fazer um exame pra constatar?Essa doença pode ser fatal?

    Grata,
    Lili

  • Lilyzinha

    Ah…mais uma dúvida!

    Ele está em quarentena, mas não moramos na mesma cidade.
    Já que ele está em quarentena, não posso ter contato (por beijo) com ele todo esse tempo?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Lilyzinha,
    Se vc nada sente não se preocupe. A maioria das pessoas contrai mononucleose e não desenvolve sintomas.

    MEsmo aqueles que tÊm sintomas raramente apresentam complicações mais graves. Mononucleose é uma infecção benigna

    Se vc puder evitar contato mais próximo é melhor porque nunca se sabe de antemão quem irá desenvolver sintomas ou não após contaminação com o EBV

  • rafa

    Olá Dr, meu namorado teve mononucleose ha 7 meses atras, estou com ele há 1 mês. Ele ainda tem um linfonodo aumentado no pescoço, algum medicamento é capaz de reduzi-lo de tamanho?
    Além disso, gostaria de saber se é possível que ele ainda esteja transmitindo o vírus. Uma pessoa que teve a doença pode nao transmitir o virus mais? Posso ainda desenvolver sintomas? Obrigada pela atençao.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rafa,
    Ele poderia sim ainda estar transmitindo. Algumas pessoas ficam vários meses como vírus na orofaringe mesmo depois da cura. Não é o mais comum, mas pode ocorrer.

    Agora, se vc já o beija há pelo menos 1 mes e nada teve, não espero que venha a desenvolver sintomas.

    O linfonodo vai sumir com o tempo

    abs

  • rafa

    Entao a maioria das pessoas após ter a mononucleose nao transmite mais o vírus da doença? Quanto tempo demora desde a infecçao e o aparecimento dos sintomas, caso eu venha a apresentá-los? Obrigada.

  • Conceição’

    Dr Pedro, Bom Dia!
    Há cerca de 2 meses tive sintomas de virose inclusive fiz Hemograma e outros exames que evidenciaram discreta elevação das Transaminases e logo em seguida tive intensa descamação nas mãos.
    Concituei com quase nada de sintomas exceto a uma semana quando
    apresentei cefaléia intensa, calafrios, dores no corpo seguidos de exantema e rush, com exames compativeis com Leucopenia e Plaquetopenia, porém sorologia para Dengue, negativa.
    Além da Mononucleose,CMV e Toxo, este exantema e Rush falariam a favor do quê?
    Agradece,
    Conceição

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rafa,
    Tá no texto. Vc o leu?

    “Nas pessoas que desenvolvem sintomas, o período de incubação desde o contato até o aparecimento da doença, é em média de 4 a 8 semanas.”

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Conceição,
    Um monte de infecções.

    Só para citar mais 3: Rubéola, HIV e tifo

    Mas um monte de infecções por vírus poderiam dar um quadro parecido.

  • Conceição’

    Oi Pedro
    No caso, Sorologia HIV e HTLV Hep B ,
    Hep C , negativas, IgG Rubeola positivo, IgMs Toxo e CMV, Widal A 1/80, + Dengue negativa.
    Curso com Artralgias, adnamia e rush cutaneo muito pronunciado nas
    palmas de mãos e joelhos!
    Teria alguma virose “Corriqueira”
    em vista?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Conceição,
    Essas manifestações já se arrastam por 2 meses ?

    Alguém já pensou em doença auto-imune?

  • Conceição’

    Dr Pedro
    As manifestações que relatei desapareceram e só reapareceram ha 01
    semana atras. Tanto as manifestaçoes de mal estar, epigastralgias quanto o rush, pioram mais a tarde e a noite. Sendo que tenho monoartralgias
    quando desço da cama e piso no chao
    sinto dor lomber ou na regiao do tornozelo ou no joelho.
    Tb exs de FAN e Cels LE, Negativos
    (16/04/09)

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Conceição,
    Tem que paciÊncia. Vai ser preciso investigar. O básico parece que já foi descartado.

  • Conceição’

    Dr Pedro
    Não sei mais o que pensar, agora minhas mãos estão com o dorso bem vermelho sendo que nas articulacoes do meio dos dedos, fica branco e o resto da mao todo vermelho!
    Se ando, sinto Dor no tornozelo, hora de um lado, outra hora, no outro lado!
    Febre, não tenho, mas o couro cabeludo fica todo sensível e o ganglio do pescoço ja diminuiu muito!

  • Anonymous

    Dr. Pedro,
    Na metade de abril tive uma virose, pré-identificada como rubéola, mas eu já era imune a rubéola e que acabou ficando sem identificação, porém os sintomas são absolutamente iguais aos da mononucleose e levaram uns 20 dias p/ desaparecer. Na metade de junho os sintomas reapareceram, inclusive as manchas, porém mais fracos e levaram uns 15 dias p/ desaparecer. Desde então tive diarréia intensa e ainda hoje estou com estômago e intestino sensíveis e com um cansaço absurdo. O senhor acha que pode ser mononucleose? Demoraria tanto tempo assim para passar e apresentaria os sintomas mais de uma vez? Se o cansaço for este crônico que o senhor menciona, o que pode ser feito a respeito?

    Grata,
    Flávia

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Flavia,
    Acho que pode. Não tá muito característico, mas pode ser seim.
    Se vc quiser existe sorologia para o EBV.

    O cansaço crônico da mononucleose melhora com a prática de exercícios físicos. Mas é importante primeiro confirmar se esse cansaço não tem outra causa.

  • Goncalo

    Antes de mais queria dar os parabens pelo blog sinceramente desconhecia esta doença. No meu caso foi a minha irmã de 11 que teve o virus, ela está com sintomas desde a segunda feira da semana passada cerca de 11 dias com febre e ha nos ultimos 5 dias com borbulhas no corpo e com muita comichão que desaparecem passado algum tempo, e voltam a reaparecer. A minha pergunta qual é o tempo estimado para estas borbulhas e manchas avermelhadas na pele. Não sei se será necessário ir de novo com ela ao hospital. Ela tem estado em repouso visto ter o baço inchado.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Gonçalo,
    em geral o quadro dura umas 2 semanas.

  • Anonymous

    Ok, doutor, muito obrigada!
    Abs,
    Flávia

  • Conceição’

    Dr Pedro
    Algo mto estranho aconteceu comigo a despeito daqueles sintomas, repe-
    ti exaustivamente o Teste de Dengue
    que so positivou 15 dias depois dos
    sintomas POREM o que chamou minha atencao foi que embora jativesse imune a rubeola, o IgG foi para 500
    o IgG para Citomegalovirus para 111
    e o Toxoplasmose, para 640. Farei entao o IgM de todos pois nem quero
    acreditar no infortunio de ter tido todas estas viroses de uma so vez. Mas na sua pratica apenas a
    dengue poderia dar alteraçoes tao
    grandes a estas IgGs todas?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Conceição,
    É quase impossível ter tido todas essas infecções juntas.

    Deve ter sido dengue mesmo.

  • ronny

    eu estou com um problema e to co medo.
    quando agente ta gripado, o medico coloca o aparelho no peito da gente pra sentir aquele ruido diferente que vem arrando.
    esse ruido vem perto da coluna do lado direito ate perto perto da cavicula e com uma dor fina o que pode ser? tem alguma coisa haver co
    a nova gripe. por favor me responda.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ronny,
    Essa sua descrição tá muito leiga. Não consigo dizer nada. Vc precisa ser visto por um médico.

    Em relação a gripe A, se vc não tem febre, não deve se preocupar.

  • Anonymous

    Dr Pedro
    Levei todos exs para uma infecto que
    pensa com vc e acha que pode ter havido uma reação cruzada com a Dengue.
    Como o laboratório só faz IgM se especificado para tal ( Qdo pedem Elisa, ele só faz IgG), aí tive q fazer as IgMs e estou aguardando os resultados!
    Obrigada!

  • Cláudia

    Saudações,
    O meu namorado está no auge dos sintomas da mononucleose. Gostaria de saber exactamente o que tipo de contacto posso ter com ele de modo a que nao me transmita o virus…pode saber-se quando é que o peridodo de transmissao ja passou? agradeçida,

    Cláudia

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Cláudia,
    Nesta altura do campeonato, vc já deve ter tido contato com o vírus. E provavelmente nem foi pelo seu marido, deve ter sido em outros momentos da vida.

    Enquanto ele tiver sintomas evite contato mais próximo e haja como se fosse uma gripe. Lave sempre bem as mãos e evite compartilhar copos e talheres não lavados.

  • Claudia

    DR Pedro,
    ele n é meu marido…é meu namorado…eu tenho 21 anos e nao estou com ele ha um mes por motivos profissionais…
    esta mesma semana ele queixou-se disso…o que gostaria de saber era quando é que é seguro ter contactos oral com a pessoa mesmo depois de a crise passar.

  • joana

    Boa noite,
    meu namorado sentiu sintomas ha 1 semana, tendo sido agora diagnosticado a mononucleose, tudo começou sendo uma amigdalite ha qal nao demos importancia e mantivemos contacto, mas agora qe sabemos e ele esta de quarentena, eu qeria saber se ha alguma forma de eu remediar a minha situaçao antes de ter sintomas ou terei de esperar para ver se contrai ou nao a doença. visto qe os sintomas demoram 4 semanas para aparecer qeria ainda saber se posso continuar com as saidas normais de verao e consumir alccol. obrigado

    joana

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Cláudia,
    teoricamente após a resolução dos sintomas, ele não deve estar mais transmitindo. Porém como eu dise no texto, algumas pessoas podem ficar com vírus na orofaringe por muito tempo ainda.

    Se vc quiser ter certeza absoluta, ou ele faz uma pesquisa do vírus na orofaringe, algo que talvez vcs tenham dificuldade de conseguir laboratório para isso, ou vc pode fazer uma sorologia e ver se já não foi infectada anteriormente sem saber, já tendo anticorpos.

    Acho que vc não deveria ficar tão nervosa com isso. A mononucleose é assintomática na maioria das pessoas.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Joana,
    Agora é esperar. Pode levar uma vida normal, apenas evite excessos.
    Mesmo que vc tenha pego, o mais provável é que não sinta nada.

  • Marclo Villar

    Dr. Pedro,

    em primeiro lugar quero agradecer muitíssimo sua generosidade em esclarecer essas dúvidas na internet.

    Meu caso, resumidamente é o seguinte:

    (1) oito semanas atrás (5 de julho), comecei a ter sintomas de mononucleose; só febre diária e persistente e muita fadiga, sem rash, com um aumento muito sutil nos linfonodos, pouquíssimo. Fiz os exames e deram positivo para EBV e CMV, os dois.

    (2) a febre e a fadiga intesa persistiram por longas 4 semanas, até o começo de agosto.

    (3) hoje (30 de agosto) a febre sumiu há tempos, mas ainda sinto cansaço e, pior, meu hemograma ainda deu (hoje) número muito elevado de linfócitos (bem acima da média) e número baixo de neutrófilos (um pouco abaixo da média). E o exame de hepatite (fígado)

    (4) já se passaram dois meses e eu estou agoniado com esse quadro. FIco com medo de estar enfrentando recaídas, já que voltei a trabalhar normalmente no começo de agosto. ]

    Queria só saber, doutor, se é normal esse quadro (linfócitos altos e neutrófilos baixos) por tanto tempo.

    O pior de tudo é que só tem disponibilidade para consulta com infectologista aqui na minha cidade para novembro!! Estou com medo.

    Agradeço muito a sua ajuda e a sua generosidade, doutor! MUito, muito obrigado.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marclo,
    Pode ser normal sim. E o cansaço também pode durar bastante tempo. Porém, se pudesse fazer uma análise antes de Novembro seria melhor para acompanhar esta evolução

  • Júlio

    Dr. Pedro, venho tendo febre e torno dos 38ºC, dor de cabeça e muita fadiga, acompanhada de mal estar. Meu infectologista falou na hipótese de ser mononucleose, ams também na de HIV. Esses sintomas são comuns às duas doenças???

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Júlio,
    São sim. Mas isso não quer dizer nada, já que também são sintomas comuns em várias doenças, inclusive gripe.

  • Marclo Villar

    Dr. Pedro,

    primeiro muito obrigado pela resposta.

    Mas eu gostaria de saber ainda se é comum a infecção pelos 2 vírus, EBV e CMV, de uma vez só, ou se isso é raro e/ou preocupante de alguma forma. Há alguma coisa mais grave na infeccção pelos dois vírus?

    Muito brigado novamente.

    Marclo.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marclo,
    Não é comum não, mas será q vc realmente teve os 2? Quem interpretou esse exame?

  • Marclo Villar

    Doutor Pedro,

    Foi o meu exame que deu reagente para os dois vírus, IgM e IgG. Veja:

    ANTICORPOS IgM PARA CITOMEGALOVIRUS (CMV)
    RESULTADO : REAGENTE (ÍNDICE = 2,49)
    Valores de Referência…:
    Índice inferior a 0,70..: Não reagente
    Índice entre 0,70 a 0,89: Indeterminado
    Índice superior a 0,89..: Reagente

    ANTICORPOS IgM PARA CITOMEGALOVIRUS (CMV)
    RESULTADO : REAGENTE (ÍNDICE = 2,49)
    Valores de Referência…:
    Índice inferior a 0,70..: Não reagente
    Índice entre 0,70 a 0,89: Indeterminado
    Índice superior a 0,89..: Reagente

    ANTICORPOS IgG PARA VÍRUS EPSTEIN-BARR
    RESULTADO : 327,0 U/mL
    Valores de Referência:
    Menor que 20 U/mL ……: Negativo
    Maior ou igual a 20 U/mL: Reagente

    ANTICORPOS IgG PARA CITOMEGALOVIRUS (CMV)
    RESULTADO : REAGENTE 43,5 UA/ml
    Valores de Referência…:
    Inferior a 15 UA/ml……: NÃO REAGENTE
    Igual ou maior a 15 UA/ml: REAGENTE

    Isso não significa que tive os dois vírus?

    Agradeço muito a sua genorisidade em esclarecer as minhas dúvidas, Doutor Pedro. Muitíssimo obrigado.

    Marclo Villar

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marclo,
    Faltou o IgM para EBV. vc repetiu o IgM do CMV.

    CMV vc realmente teve. Se o IgM do EBV também for positivo, vc tem razão quando afirma que teve os dois.

  • Marclo Villar

    EPSTEIN-BARR IgM – ANTICORPOS

    RESULTADO : 144,0 U/mL

    Valores de Referência:

    Menor que 20 U/mL…….: Negativo

    Entre 20 e 40 U/mL……: Indeterminado

    Maior ou igual a 40 U/mL: Reagente

    Pois a minha dúvida é: isso quer dizer que a minha infecção pode ser mais grave? Há alguma complicação extra por ser uma infeccção causada pelos dois vírus?

    Muito obrigado, Dr. Pedro. FIco aguardando a resposta com ansiedade.

    Marclo

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marclo,
    Não necessariamente. Na verdade, em pessoas com sistem imune competente, nenhuma das duas infecções costuma causar grandes problemas.

  • Anonymous

    Oi, meu nome é Márcia e estou com suspeita de mononucleose por estar com 3 glânglios no pescoço (um deles é bem dolorido), febre, dores no corpo (principalmente costas e no olho esquerdo – mesmo lado dos gânglios) e com pus nas amígdalas, mas não sinto nenhuma dor de garganta. vi aqui na net que o hemograma no mononucleose costuma apontar aumento de leucócitos, mas no meu, ele está reduzido, (3.4 e valor referencia é 4 a 11) e monócitos também, com 0.54 (e referência 0.1 a 3.8). E parece que só daqui dez dias eu poderia faze a sorologia pra confirmar se é o vírus. É realmente possível que eu esteja com mononucleose ou parece outra coisa? se for mesmo a mono, faço dança do ventre e gostaria de saber se há perigo em continuar com a dança, mesmo que não tenha aparecido até agora alteração no fígado ou baço. também fiz exame de sangue tgo e tgp e deu normal (se meu baço estivesse aumentado apareceria nesse exame?) como posso saber se meu baço aumentar? Muito obrigada e desculpe pelo monte de perguntas!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Márcia,
    Pode ser mono sim. Mas em geral não se espera 10 dias para se fazer a sorologia não. Pode-se fazer o monoteste.

    Mononucleose dá aumento de linfóticos.

    O baço aumentado é palpável ao exame fisico.

    Eu pararia a dança até apresentar recuperação completa do quadro.

  • Ivan

    Dr. Pedro, tive mononucleose há exatamente um mês,tive todos os sintomas,menos o rash cutâneo.
    fiz o Monotest,o qual deu REAGENTE,fiz também exames para o Citomegalovírus IgM,o qual deu REAGENTE(índice=1.398).Fiz ainda o citomegalovírus IgG,o qual deu NÃO REAGENTE.Fiquei mais encucado com o exame Epstein barr IgG e IgM,o qual deu IgG anti EBV-179,0 U/ml(reagente) e IgManti-EBV 160,0 U/ml(reagente).Como eu li que tanto o EBV quanto o citomegalovírus são potenciais causadores da doença,fiquei em dúvida entre qual dos dois pode ter causado a mononucleose no meu caso.tem como saber?

  • Diego

    Dr. Pedro,tive mononucleose com todos os sintomas clássicos,mas o que mais me chamou a atenção foi o quadro de hepatite severa,com aumento da TGO para 244U/L e TGP para 626U/L e um quadro de hepatomegalia diagnosticdo por exame de ultra som.quanto tempo em média esses indicadores TGO e TGP devem levar pra voltar ao normal?só posso ingerir bebida alcoólica quando voltarem ao normal,né?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ivan,
    Parece que vc pegou os 2 ao mesmo tempo. Mas provavelmente os sintomas sao do EBV.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Diego,
    Deve melhorar em mais 1 ou 2 semanas. Nada de álcool até lá.

  • Anonymous

    Olá doutores, me chamo marcos, li que os sintomas da fase aguda do hiv pode se parecer com uma mononucleose. Quais as diferenças entre os sintomas da fase aguda e os da mononucleose , se é que existe diferenca, eu estou com um sintoma de dor de garganta e falta de ar a mais de 2 meses, estou com medo de fazer o exame para hiv, pode durar tanto assim os sintomas da fase aguda ou da mononucleose?
    Se fizer o exame e der HIV o que faço me mato ou continuo a tentar viver com esse drama e sofrimento???

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marcos,
    O único que pode fazer esse diagnóticos diferencial é um médico.
    Hoje em dia já não é mais o fim do mundo viver com HIV. O taratemnto avançou muito e a maioria das pessoas vive normalmente.

  • iorhann

    Dr.Pedro.
    tive mononucleose a pouco tempo, fazem 24 dias que estou curado.
    gostaria de saber por quando tempo devo ficar longe de atividades fisicas. jogo basquete e ja estou afastado da minha equipe a 45 dias mais ou menos. quando poderei voltar e treinar e competir normalmente?

  • Anonymous

    Boa Tarde!

    Dr. Pedro,

    Estou realizando alguns exame e alguns resultado deu:

    Teste luetico V.D.R.L Não reagente

    teste treponêmico TPHA ômega ######

    Sorologia para HTLV I/II Elisa #####

    Houve um erro no exame? Terei que refazer? será algo negativo ou positivo.

    Me tire essa duvida por favor!!

    Obrigada

    Erika Soares

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Iorhann,
    Se já faz 24 dias da cura e vc não teve nenhuma complicação pela monucleose como o baço inchado, a princípio não veja problemas em voltar a treinar. Mas de longe n tenho como fazer uma avaliação segura e só o seu médico pode te liberar.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Erika,
    Não faço a menor idéia do que o laboratório quis dizer com esse resultado.

    Talvez ainda não esteja pronto. Pode ser tb pq o HIV é considereado um resultado confidencial que só o paciente pessoalmente poderá receber.

    Ligue para o laboratório.

  • rafa

    Dr Pedro, tive mononucleose há quase 1 ano..
    entretanto há ainda um linfonodo cervical aumentado de tamanho que me incomoda esteticamente. Existe algum medicamento que eu possa tomar p ele regredir? Há alguma correlaçao entre a persistencia desse linfonodo aumentado e a doença? Os títulos de IgM estão negativos, so apresento baixos de IgG. A presença desse sinal da doença aumenta a chance de transmitir o virus, ou eu nao transmito mais? Obrigada pela sua atençao.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Rafa,
    Depois de quase 1 ano é muito pouco provavel que vc ainda transmita o vírus, idependente do seu linfonodo aumentado.

    Não há medicamentos que o faça regredir. Mas acho que vc deveria voltar ao seu médico para termos certeza de que está tudo bem.

  • Marclo Villar

    Dr. Pedro,

    Aqui é Marclo novamente. Tive mononucleose em julho deste ano. Os sintomas já sumiram, meus linfócitos já estão voltando ao normal, mas começo a perceber que meu cabelo começou a cair de modo bem mais frequente que o normal. E o cabelo está ficando mais fino, eu acho.

    A infeccção causada pelo EBV ou pelo CMV pode causar queda momentânea de cabelo, mesmo depois de terminada a infecção? Se afirmativo, é reversível?

    Mais uma vez, agradeço enormemente sua paciência e gentileza em responder as duvidas daqueles que estão angustiados.

    Um abraço,

    Marclo.

  • Felipe

    DR,foi constatado a mononucleose em mim faz pouco mais de um mês.Como estou no ultimo ano do ensino medio a minha escola faz uma viajem para Porto Seguro com os os alunos.Estou com a doença e nao apresento inchaço no baço.Eu posso viajar normalmente?E se eu viajar eu corro o risco de ter ruptura do baço?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marclo,
    Desconheço esta relação. Acho melhor vc procurar um dermatologista. Acho que não é por aí.

  • Ricardo

    Olá Dr Pedro,

    A mononucleose é transmitida apenas pela saliva, ou tb pode ser transmitida pelo ato sexual desprotegido?

    Outra pergunta: pode se manifestar sintomas no dia seguinte do contágio?

    Obrigado.
    Estevão

  • Ana Paula Silvério

    Dr, eu beijei uma pessoa que é totalmente geração saúde e depois de 4 dias começou uma dorzinha de garganta, depois aumentou e agora fui ao médico e ele disse que estou com amgdalite aguda ou é cronica não purulenta.. minha garganta ta bastante inflamada com pus e ja tomo remédio faz menos de 48 horas. é normal ainda não ter passado essa dor de garganta e febre?
    geralmente tenho febre duas vezes ao dia de manhã e logo no começo da noite.. eu vou ficar boa? tem cura? To tomando amoxilina e maxsilud (antiflamtorio)

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Felipe,
    Se vc ainda está doente não deve viajar até para não contaminar as outras pessoas. A ruptura ocorre naqueles que tem baço aumentado pela mononucleose.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ricardo,
    A transmissão é por via aérea e seria impossível uma pessoa ter relações com alguém sem que uma transmita para a outra.

    O periodo de incubação é longo, não dá tempo de surgirem sintomas de um dia para o outro.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ana,
    O antibiótico começa a fazer efeito com 48-72 horas. Se após esse tempo vc não notar nenhuma melhora, é melhor ser reavaliada.

  • michelle_alex

    Dr.Pedro meu nome é Michelle e tenho uma filha hoje com 11 anos.Quando ela começou a ter os sintomas ela devia ter uns 5 ou 6 anos e ate hoje não tinha aparecido mais.No começo alguns médicos achavam que era cachumba mais ela ja tinha tido.Realmente é muito difícil encontrar um bom médico,que peça os exames corretos.Boa tarde a todos.

  • Guilherme

    A preguiça cronica, como foi dito em um comentario anterior,é comum após o contagio da mononucleose. Pessoas com uma saude “melhor”, esportistas, tem menos chances de desenvolver esse sintoma?

    Ontem beijei uma garota que estava doente a quase 2 meses,será que ela ainda estava transmitindo a doença? como saber se eu fui contagiado? fazer “bochechos” com anti-septicos que contenha alcool pode matar o viruz após um beijo contaminado? Posso fazer alguma coisa para que a doença não se desenvolva caso fui contagiado?

    obrigado.
    Guilherme.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Guilherme,
    Sim. Quanto mais acostumado a praticar exercícios, menor são os sintomas da fadiga crônica.

    Acho que vc não devia ser preocupar. A chance de contágio é pequena e a chance de vc desenvolver sintomas também.

    Não há nada que vc possa fazer agora, a não ser esperar.

  • Anonymous

    Chamo-me Carla e gostaria de saber quais, além do beijo, são as maneiras de se contrair a mononucleose. Pode-se contrair essa doença por meio de talheres mal lavados, em um restaurante, por exemplo?
    Obrigada pela atenção.

  • Gabi M.

    Dr.Pedro
    Estou com os sintomas da mononucleose há duas semanas e tive uma aparente melhora.Quando posso beijar sem contaminar as pessoas?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Carla,
    O vírus da mononucleose fica na saliva da pessoa doente por várias semanas. A transmissão ocorre por contato com esses vírus. Talhares mal lavados poderiam sim ser foco de transmissão.

  • Anonymous

    Muito obrigada, Dr. Pedro. Essa sua resposta foi de grande valia.
    Carla

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Gabi,
    o vírus pode permanecer na saliva por várias semanas após o desaparecimento dos sintomas. Não há como garantir que vc não vá contaminar ninguém.

  • Rogério

    Dr. Pedro:

    Meu filho de 6 (seis) anos foi diagnosticado com mononucleose, agora em 20/10/2009.

    Ocorre que, no final de agosto ele teve uma amigdalite que provocou algumas ínguas, sendo que a amoxicilina mais clavulanato de potássio não estavam fazendo efeito após o quinto dia de administração. Sendo assim, foi aplicada no mesmo uma injeção de bezentacil que imediatamente provocou algumas manchas no corpo.

    Então queria saber se em agosto em vez da amigdalite ele poderia já estar com a mononucleose, visto que agora em outubro foi confirmada esta doença.

    Gostaria de saber também se a taquicardia também é sintoma da mononucleose.

    Por fim, a mononucleose pode acarretar uma crise de asma em quem já sofre esse problema respiratório? Nesse caso, se for administrado corticóide no paciente para a crise de asma, pode haver algum outro agravamento nos sintomas da mononucleose?

    Obrigado!

    Rogério

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Rogério,
    Uma mononucleose durar 3 meses é pouco provável, apesar da sua descrição ser parecida.

    Taquicardia pode ocorrer em qualquer infecção, principlamente se há febre ou dor.

    Também qualquer infecção respiratória pode desencadear asma. Não se preocupe com o corticóide, o mais importante durante a crise é eliminar a asma. O tempo e a dose não irá influenciar na mononucleose.

  • Alcyon

    Dr.
    eu contrai a mononucleose faz quase 2 meses

    Queria saber qual é o tempo estimado que leva para eu ser curado??

    leva muito tempo? obg

  • renata

    Dr., fui ao médico e de acordo com meus sintomas tenho mononucleose o que vai ser verificado por exame específico. Há muito tempo tenho inflamações na garganta que provocam gânglios. Mas há três semanas aproximadamente surgiu um gânglio no meu pescoço e comecei a ter cansaço e fadiga constante. Há a possibilidade de eu já ter mono há muito tempo, e só agora os sintomas vieram mais fortes? E quanto á forma de contágio existe a possibilidade de eu ter pegado por outros meios como beber em copos ou usar talheres q foram usados por pessoas contaminadas? porque tenho uma amiga q possui mononucleose. Se tiver mesmo, tenho que possuir cautela ao beijar uma pessoa e seria ético sempre avisar a pessoa que tenho ou seja posso levar uma vida normal ou terei sempre q mudar meus hábitos para não colocar outras pessoas em risco?
    obrigada Dr.

  • Karoline

    dr meu filho teve recentemente mononucleose, ele ficu internado e fez ate uma biopsia, os linfonodolos ainda não sumiram isso ja tem quase 2 meses.
    é possivel que isso evolua para um linfoma?

    grata,

    Karoline

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Alcyon,
    O tempo médio é de 2 semanas.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Renata,
    A mononucleose dura em média apenas 2 semanas.

    A transmissão é por contato com secreções orais, o que permite pegar através de copos e talheres.

    Depois de algumas semanas o vírus desaparece da sua saliva e vc não transmite mais a doença.

  • Marlon

    Olá Dr.!
    O Dr. falou que é difícil a Mononucleose durar 3 meses, mas textos sobre o assunto dizem que os sintomas podem durar de 1 a 4 meses. Ou isso seria o cansaço que pode durar esse tempo?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Karoline,
    Existe um risco maior de linfoma em pessoas que tiveram infecção pelo EBV, porém, a evolução não é assim, imediatamente após a mononucleose. É questão de anos.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marlon,
    O quadro de febre, dor de garganta etc… costumam durar umas 2 semanas. Mas o cansaço e a presença do vírus na saliva pode realmente durar alguns meses.

  • Marlon

    Eu estou completando 3 meses semana que vem. Parece que a melhora é gradual mas pequena. O que sinto ainda é as vezes alguns calafrios, um pouco a garganta e o pior é a moleza (fadiga). Mesmo assim parece que a cada dia melhorando. A minha grande dúvida é, como diferenciar se essa fadiga é resíduo da Mononucleose e quando vira Fadiga Crônica e também como evitar que vire?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marlon,
    O ideal é que vc inicie atividade física regular. O sedentarismo favorece a fadiga crônica.

    A fadiga crônica é um estado de cansaço permanente que dura 6 meses ou mais.

  • luiz carlos

    Dr. Pedro,
    Há exatamente 16 dias comecei a ter uma febre intensa de 39 graus. Foi-me diagnosticado Mononucleose.
    Meu baco apresentou aumento de volume medindo 13,6 X 10,90 X 10,7 cm com volume de 835,3 cm3 sem lesão, e com contorno regular. As minhas perguntas são: a) por essas dimenssões o Dr. acha que o baço aumentou muito, medio ou pouco de volume B)estou no ultimo mês da faculdade de direito. Entrarei em prova. Qual tipo de repouso que o Dr. indica ? Ficar literalmente em casa, deitado ou posso ir a universidade, sair normalmente e desde que não pratique esporte ou faça esforço posso ficar tranquilo neste caso sem qualquer risco de rompimento do baço? C)no meu caso qual o risco de hemmoragia por rompimento do baço e o que devo fazer para evitá-lo ?

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Luiz Carlos,
    para saber se o seu baço aumentou muito ou pouco era preciso ter um exame com as dimensões anteriores. O repouso é relativo, desde que você se sinta bem pode fazer suas atividades normais. O ideal é evitar esportes de contato ou situações com risco de traumatismo até completar 4 semanas de doença.
    Abraços.

  • Carol

    Dr.pedro, tive mononucleose á 2 meses, e desde então fiquei sem beijar, ontem beijei o mesmo homem que foi o ultimo a ter me beijado antes da mononucleose se manifestar em mim, se eu tiver ” pegado” a mononucleose dele tem chance dos sintomas voltarem a se manifestar em mim? uma vez que todos ja foram curados. Obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Carol,
    Não. Fique tranquila.

  • Carol

    Dr, você não sabe o quanto me tranquilizou ! Só pra confirmar, não há chances mesmo?
    MUITO obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Não.

  • Radiologia médica

    fIZ EXAME PARA IDENTIFICAR A MONONUCLEOSE.
    O resultado deu (igm)normal sem atividade
    (igg) 566u/ml isto é eu ja tive mononucleose anteriormente.
    A varios nódulos duros em meu corpo
    Um no pescoço direito,outro cresçe rapidamente no lado esquerdo do pescoço,varios sobre o tórax e varios sobre a minha virilha emagreci 8 kl e 5 meses estou afadigado tenho medo de ter contraido linfoma de burkitt..
    Doutor qual é o procedimento que devo tomar?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Radiologia,
    Procure um hematologista ou um clínico geral

  • Suzy

    Dotores,meu nome é Suzy,depois de muito correr atrais e diagnósticos de câncer,descobri que era mononucleose e Barr,com o diagnostico fiquei mais tranqüila,depois de 4 meses como sou doadora achei que já podia doar,fui chamada no banco de sangue e disseram que estou com hiv, expliquei ao médico que tive mono e repeti o exame.É possível ter ocorrido um erro no resultado? me esplique,por favor.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Suzy,
    Erro no exame é sempre possível, apesar de pouco provável. O fato de vc ter tido mononucleose não interfere em nada.

    De qualquer maneira vc deveria repetir a sorologia para HIV

  • dione

    Caros Doutores,
    Há alguns meses atrás tive uma relação de risco e cerca de uma semana depois apresentei os sintomas de infecção aguda: cansaço, ganglios inchados e febre alta. Fiquei com medo de ser o hiv. Com isso, procurei um médico que me receitou os seguintes exames:

    mononucleose anticorpos heterofilos. resultado reagente.
    hiv-quantificação por pcr. resultado nao detectado.

    De posse desses resultados ele me receitou novos exames:
    Epstein Baar- anticorpos IgG- (VCA): 47AU/ml
    valor de referencia: reagente para > 20Au/ml
    Epstein Baar- anticorpos Igm- (VCA): 160 Au/ml
    valor de referencia: reagente para > 20Au/ml
    Au-Arbitrary units

    De posse desses resultados, pode-se dizer que o que tive foi realmente uma infeccao pelo epstein baar e não pelo hiv?

    muito obrigado

    Dione.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Dione,
    o que vc descreve é um resultado positivo para EBV e negativo para HIV.

    A interpretação correta desse exame deve ser feita pelo médico que pediu essas análises.

  • Lynda

    Dr. Pedro e Dra, Renata

    Parabéns pelo blog.

    A mononucleóse infecciosa por Epstein-Barr vírus (EBV) interfere no sistema imunológico?

    Lindamir

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Olá Lynda,
    Não entendi bem sua pergunta. Que tipo de interferência vc está querendo sugerir?

  • Anonymous

    dr. Pedro, meu nome é Cássio

    senti febre alta durante quatro dias de forma continua, e depois nas duas semanas seguintes apresentei febre alta também apenas no entardecer ou anoitecer todos dias. agora estou me recuperando, minha inguas estão diminuindo e a dor de cabeça aparece muito pouco

    então fiz o exame anti epstein barr e o resultado deu 195 U/ml e diz tb no exame: ragente superior a 20 U/ml.

    estou preoupado, estou com mononucleose? tem cura essa doença? posso ter pegado da minha namorada, mesmo sem ela ter indicios da doença? posso ter pegado também tomando agua no mesmo copo de outra pessoa infectada?

    agradeço desde ja

    obrigado abraços

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Cássio,
    1- Mononucleose tem cura e é espontânea.
    2- Sim
    3- Sim

  • Renan

    Dr. Pedro e Dra. Renata.

    Tive monoclureose a cerca de 2 meses, os sintomas sumiram em 2 semanas, mas agora estou novamente com os linfonodos inchados e com pus, e sinto cansaço, quero saber se os sintomas poder sumir e voltar novamente? Se é possível ter uma recaida? já que o virus fica por meses no organismo.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Renan,
    Isso provavelmente é uma faringite por outro agente infecciosa que não a mononucleose. Vc precisa ser visto por um médico.

  • Fer_Ru@hotmail.com

    Antes de td gostaria de agradecer pelo espaço…bom tenho um filho que hoje esta com 9 anos a 3 anos atras quando tinha 6 anos ele teve a “doença do beijo” monunucleose a mnha pergunta é a seguinte ele ainda transmite o virus?o virus ficará incubado para o resto de sua vida a ele também teve o virus herpse zoster que foi identificado e foi descoberto que a vacina de hepatite não havia feito efeito e por isso a médica me explico que pode ter sido isso a contaminação pela baixa imunidade…por favor se puder me ajudar tirando mnhas dúvidas agradeço imensamente…

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Fer_Ru@hotmail.com,
    Depois de 3 anos ele já não transmite mais a doença. Ele está curado, pode ficar tranquilo.

  • Fernanda

    Dr. agradeço pela resposta foi de grande valia não imagina o quanto…obrigada..
    Fernanda

  • Déby

    Dr. O Senhor acha os sintomas de Mononuclerose parecido com Lupus? Tenho todos os sintomas, menos os linfonodos inchados. A médica suspeitou o Lupus, mais me disseram q pode ser confundido com essa doença.
    Obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Déby,
    Não acho muito parecido não. Não sei se no seu em caso particular pode haver alguma confusão.
    Leia meu texto de lúpus e tire sua própria conclusão.

  • Edder

    Ola Dr Boa noite
    meu nome é Edder, ja tem 2 semanas que tive febre alta, dores musculares,garganta inflamada…procurei um médico e ele me disse que era infçao na garganta….
    nessa semana apareceu um carocinho que dói nas minhas costas e atras das duas orelhas e no pescoço, e manchas vermelhas que somem rapidamente e que coçam muito, as manchas sao mais evidentes nas maos , dedos e nos pés…eu estou com umas bolinhas brancas na boca …isso pode ser a doença do beijo?
    Nao existe mesmo cura?Isso indica que vou morrer?
    Obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Edder,
    A mononucleose se cura sozinha como qualquer gripe comum. Não é uma doença que costuma causar grandes complicações.

  • MARCELO

    A MONONUCLEOSE PODE PROVOCAR CANDIDIASE ORAL NUMA PESSOA NO COMEÇO DA INFECÇÃO?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marcelo,
    Não é comum não.