TERÇOL – Causas, Sintomas e Tratamento

O terçol é uma pequena infecção que surge na pálpebra e não costuma causar maiores complicações.

O terçol, chamado em medicina de hordéolo, é uma inflamação das glândulas das pálpebras, localizadas junto à raiz dos cílios (leia: O QUE É INFLAMAÇÃO?).

Antes de falarmos da doença terçol, cabe aqui uma rápida explicação sobre a sua grafia correta. É muito comum encontrarmos a doença terçol escrita erradamente como tersol. Incrivelmente, já encontrei a grafia tersol em sites médicos e até em alguns dicionários online. Tersol com “s” é um tipo de toalha usada em missas pelos padres. Terçol com “ç” é a inflamação nas pálpebras, objetivo deste texto. O plural de terçol é terçóis.

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

Como já explicado, o nome científico do terçol é hordéolo, sendo este também conhecido popularmente como treçol, terçolho, treçolho, viúvo ou belezinha.

Neste artigo vamos explicar o que é o terçol, como ele surge, quais são os seus sintomas e quais são as opções de tratamento.

Por que surge o terçol?

Nas nossas pálpebras, junto aos folículos pilosos que produzem nosso cílios, temos também glândulas sebáceas, produtoras de gordura, responsáveis por evitar o ressecamento da pele. Temos glândulas sebáceas por toda a pele. Nas pálpebras elas recebem o nome de glândulas de Zeiss e glândulas de Mol (clique na imagem ao lado para ampliá-la)

Como surge o terçol

O terçol ocorre quando há obstrução e contaminação destas glândulas, geralmente pela bactéria Staphylococcus aureus (leia: STAPHYLOCOCCUS AUREUS | quais os riscos desta bactéria). O processo é muito semelhante ao que ocorre na formação da acne comum (espinhas) na pele, com obstrução de uma glândula sebácea e contaminação da mesma por uma bactéria (leia: ACNE | CRAVOS | ESPINHAS | Causas e tratamento).

Um dos principais fatores de risco para o surgimento do terçol é a blefarite, uma condição onde há inflamação na margem das pálpebras, com aumento da secreção gordurosa ao redor dos cílios e a aparência de que há caspa nos mesmos.

Esta inflamação associada à grande produção de gordura facilita a obstrução das glândulas e proliferação de bactérias.

Outras situações que favorecem o aparecimento do terçol incluem poucos cuidados higiênicos ao manusear lentes de contato(leia: LENTES DE CONTATO | Tipos, cuidados e complicações) e uso contínuo de maquiagem, principalmente quando não se lava o rosto à noite antes de dormir.

Sintomas do terçol

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

O terçol se caracteriza por um pequeno nódulo avermelhado nas pálpebras, que pode parecer com uma pequena espinha, associado a um pequeno inchaço e dor local. Pode também haver algum grau de prurido, secreção, sensação de corpo estranho e aumento da sensibilidade dos olhos à luz.

O terçol não é uma doença contagiosa, portanto, não há necessidade de isolamento ou do uso de óculos escuros, como na conjuntivite, por exemplo.

Tratamento do terçol

O tratamento do terçol é simples e se baseia na higiene adequada dos olho e da pele ao seu redor, associado à utilização de calor local, que pode ser feito com compressas de gaze ou algodão umedecidas com água morna colocadas sob a lesão por 15 minutos, quatro vezes por dia.

Terçol

Na maioria das vezes, o terçol é um processo autolimitado, com duração de no máximo uma semana. Porém, se a inflamação for persistente e não melhorar com as compressas mornas, pode ser necessário o uso de colírios e pomadas contendo antibióticos e corticoides (leia: PREDNISONA E CORTICOIDES | Indicações e efeitos colaterais).

Em alguns casos mais complicados, com inflamação crônica ou grande coleção de pus, uma pequena incisão na pálpebra para drenagem do abscesso pode ser indicada pelo oftalmologista.

PUBLICIDADE - PUBLICIDAD

VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES