15 de junho de 2013

DIABETES INSIPIDUS | Causas e sintomas

 
105 COMPARTILHAMENTOS

O diabetes insipidus é uma forma de diabetes mais rara e que nada tem a ver com falta de insulina ou aumento da glicose no sangue.

Publicidade

Este texto é sobre diabetes insipidus. Se está a procura de informação sobre diabetes mellitus, o seu texto é este: DIAGNÓSTICO E SINTOMAS DO DIABETES

A palavra diabetes vem do grego antigo e significa sifão, um sistema mecânico que permite a passagem de água de um lado para outro.

O primeiro relato de diabetes data do ano 70 D.C e descrevia doentes que apresentavam grandes volumes de urina (poliúria) associado a muita sede. Porém, foi somente no século XVII que se descobriu que havia 2 tipos diferentes de diabetes. Um associado a excesso de glicose no sangue (hiperglicemia) e outro não. Estabeleceu-se então o diabetes mellitus e o diabetes insipidus.

Para entender o que é o diabetes insipidus, é necessário antes entender como o rim controla a quantidade de água que é excretada na urina. Vou tentar explicar da maneira mais simples possível.

O eixo hipotálamo/hipófise, duas glândulas do nosso sistema nervoso central, produzem um hormônio chamado vasopressina ou hormônio anti-diurético (ADH, sigla em inglês). Este hormônio é liberado na corrente sanguínea e age principalmente nos túbulos renais, impedindo que os rins percam água através da urina.

O mecanismo funciona da seguinte maneira: imaginemos um indivíduo em um dia quente de verão trabalhando ao sol. Essa pessoa sua muito e como tem pouco acesso a água, começa a se desidratar. O nosso organismo é muito sensível a qualquer sinal de desidratação e pequenas perdas de água ativam logo a liberação do ADH para o sangue.

Sede
Sede

O ADH age de 2 maneiras. Uma estimulando a sede e fazendo que pessoa comece a procurar por água antes que a desidratação fique mais grave. A segunda é nos rins, diminuindo a quantidade de água que sairá pela urina, retardando o processo de desidratação. Quando há muito ADH circulante a urina fica bem concentrada, com coloração e odor forte devido a pouca quantidade de água para diluir as substâncias presentes (leia: URINA COM CHEIRO FORTE ). Por isso, a cor da urina é sempre um bom indicador do estado de hidratação de um indivíduo.

Agora imaginemos uma pessoa bem hidratada que se encontra em uma festa, em um ambiente com ar-condicionado e várias bebidas e comidas disponíveis. Essa pessoa começa a ingerir líquidos e o organismo nota que há mais água no corpo do que necessário. Neste momento a hipófise suspende a liberação de ADH, e o rim, sem a presença deste hormônio, começa a excretar o excesso de água pela urina. A urina agora é bem clara, quase transparente.

Através do ADH o organismo tem um controle muito fino da quantidade de água corporal. Pequenas alterações para mais ou para menos são suficientes para estimular ou inibir a liberação de ADH, concentrando ou diluindo a urina.

Então, o que é exatamente o diabetes insipidus ?

O diabetes insipidus ocorre basicamente por 2 motivos: Um problema no sistema nervoso central que impede a produção e liberação do ADH, mesmo em estados de desidratação; Ou um problema nos rins que passam a não responder a presença do hormônio. Em ambos casos o resultado final é um excesso de perda de água pela urina, chamada de poliúria.

Quando existe ADH mas o rim não responde ao mesmo, damos o nome de diabetes insipidus nefrogênico. Quando há falta de produção do ADH pelo sistema nervoso central, chamamos de diabetes insipidus central.

Os doentes com diabetes insípidos apresentam intensa diurese, se desidratam facilmente e por isso bebem muita água. Enquanto o doente tiver acesso fácil a líquidos, não ocorrem grandes complicações além do inconveniente de precisar urinar o todo tempo. Se o paciente urina em excesso e não bebe água para repor as perdas, inicia-se um processo de desidratação severa que coloca a sua vida em risco. Se quiser ler sobre todas as causas de urina em excesso: URINA EM EXCESSO. O QUE PODE SIGNIFICAR ?

1.) Diabetes insipidus central

O DI central ocorre por agressões ao eixo hipotálamo-hipófise que para de produzir o ADH necessário para evitar perdas de água excessiva na urina. As principais causas são:

– Cirurgia do sistema nervoso central com lesão acidental do hipotálamo ou hipófise.
– Traumas
– Tumores do sistema nervoso central
– Auto-imune com produção de auto anticorpos contra as células produtoras de ADH (leia: DOENÇA AUTO-IMUNE )
– Genética. Algumas famílias apresentam falhas na produção de ADH por mutações genéticas.
– Anorexia nervosa
– Encefalopatia hipóxica. Lesão cerebral por hipoxemia (falta de oxigênio), normalmente secundária a períodos de parada cardíaca.

2.) Diabetes insipidus nefrogênico

O DI nefrogênico ocorre por uma incapacidade do ADH em agir no rim, normalmente por defeitos nos receptores dos túbulos renais. O hipotálamo produz o ADH, porém este não consegue executar suas funções nos rins.

As principais causas de DI nefrogênico são:

– Alterações genéticas nos receptores dos túbulos renais.
– Uso crônico de lítio.
– Hipercalcemia (cálcio sanguíneo elevado).
– Hipocalemia (potássio sanguíneo baixo).
– Amiloidose.
– Síndrome de Sjögren.

Existe uma terceira forma de diabetes insípidos que ocorre durante a gravidez. A placenta de algumas mulheres produz uma enzima que inativa o ADH circulante, levando a um DI transiente, que desaparece após o parto.

Tratamento

No Diabetes insipidus central como há falta de produção do ADH, o tratamento se baseia-se na reposição de ADH sintético via oral ou intra-nasal.

No caso do diabetes insipidus nefrogênico, o problema não é falta de ADH. Por este motivo, não adianta usar ADH sintético. O tratamento é feito com a suspensão do lítio ou correção dos distúrbios do cálcio e do potássio. Nos casos genéticos o tratamento é feito com dieta pobre em sal, diuréticos da família dos tiazídicos e anti-inflamatórios.

"DIABETES INSIPIDUS | Causas e sintomas", 5 de 5 baseado em 1 votos.
Publicidade
  • Rafael Brandao

    Ficou ótimo!! Gostaria que citasse alguma referência bibliográfica… obrigado!!

  • Solange Borba

    Sou portadora de DI Central a 6 anos e engordei 32Kg. Observo que o Ddavp não faz efeito quando estou em situação de grande estresse . Tenho receio também de reter muito líquido. DIgo que é um grande sofrimento não pela sede desesperadora , mas pelo mal estar geral que acompanha a sede.

  • http://profile.yahoo.com/WBLZMOOPSQHWUBQ2E5DEG2IJV4 INES

    Qual exame devo fazer para saber se possuo a doença?

  • http://www.facebook.com/fernandojlocks Fernando Junckes Locks

    Eu controlo com o uso do DDAVP

    • ADAILSON

      Eu controlo com o uso do ddavp, mas quando o remédio vai perdendo efeito, daí volta tudo ao normal, muita sede e indo urinar toda hora.

  • http://profile.yahoo.com/HYS3TMEYPWQI7SKG3K5OTBFKSU yvana

    Dr. Pedro,
    Gostaria que me indicasse um nefrologista em Salvador ou Recife.
    Obrigada, Yvana(ycampinho@yahoo.com.br)

  • http://profile.yahoo.com/HYS3TMEYPWQI7SKG3K5OTBFKSU yvana

    Olá Dr. Pedro,
    Sou portadora de diabetes insipidus central à 29 anos, sempre procurei endocrinologista, pois imagina que era quem cuidava disso, uso acetado de desmopressina via nasal.
    Um cardiologista receitou fluoxetina para mim, mas lendo a bula vi que causa produção inapropriada de ADH, fiquei na dúvida se posso ou não usar. Se puder tirar minha dúvida, agradeço.

    Yvana

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Fernando, eu tenho a impressão de que quem usa DDAVP não pode doar sangue. Não tenho certeza. O ideal é perguntar no banco de sangue para saber qual é o protocolo mais atual deles.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

    Se a doença estiver bem controlada, a principio, sim.

  • http://www.facebook.com/fernandojlocks Fernando Junckes Locks

    Olá! Eu sou portador da diabetes insipidus central, posso doar sangue e órgãos normalmente?

  • http://www.facebook.com/fernandojlocks Fernando Junckes Locks

    Olá! Eu sou portador da diabetes insipidus central, posso doar sangue e órgãos normalmente?

    • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

      Se a doença estiver bem controlada, a principio, sim.

      • http://www.facebook.com/fernandojlocks Fernando Junckes Locks

        Eu controlo com o uso do DDAVP

        • https://plus.google.com/+PedroPinheiro/ Dr. Pedro Pinheiro – MD.Saúde

          Fernando, eu tenho a impressão de que quem usa DDAVP não pode doar sangue. Não tenho certeza. O ideal é perguntar no banco de sangue para saber qual é o protocolo mais atual deles.

  • sonia

    ola eu tenho um filho com 4 anos e sofre de diabetes insipidus central e tratado no hospital maria pia esta a sr medicado com desmopressima a kal ja toma 4 comprimidos por dia 2 de manha e 2 a no2 e ainda para a tiroide o 25 k mais cuidados devo ter com ele prnçipalmente com a alimentaçao

  • sonia

    ola eu tenho um filho com 4 anos e sofre de diabetes insipidus central e tratado no hospital maria pia esta a sr medicado com desmopressima a kal ja toma 4 comprimidos por dia 2 de manha e 2 a no2 e ainda para a tiroide o 25 k mais cuidados devo ter com ele prnçipalmente com a alimentaçao

  • jurema

    BOA NOITE
    PARABÉNS PELA ORIENTAÇÃO..EU APRESENTO CONSTANTEMENTE ESTE QUADRO .HÁ ALGUNS ANOS EU PASSEI VÁRIOS DIAS PRINCIPALMENTE A NOITE URINANDO,QUASE SEM PODER VOLTAR PARA A CAMA,JÁ FICAVA SENTADA NO TRONO ESPERANDO POIS NÃO DAVA TEMPO.
    MEU MÉDICO PEDIU PESQUIZA DO ADH QUE POR SURPRESA DELE ESTAVA AUMENTADO 300% REPETI O EXAME E CONTINUAVA
    .NA ÉPOCA NÃO ME RECORDO PORQUE NÃO FIZEMOS NADA HAVIAM OUTROS PROBLEMAS E QUANDO REPETIMOS OS EXAMES NÃO HOUVE RESPOSTA IGUAL.
    VEZ OU OUTRA ESTES SINTOMS APARECEM E ME DEIXAM MUITO MAL.ESTOU PASSANDO POR ESTE MOMENTO JÁ HÁ TRÊS DIAS QUASE NÃO DURMO URINANDO A NOITE TODA E AGORA ATÉ DURANTE O DIA.QUASE NÃO BEBO LIQUIDO.
    EU TENHO A HIPÓFESE COMPROMETICA,CELA VAZIA E FIZ TIREOIDECTOMIA.HOJE NÃO SEI ONDE BUSCAR SOCORRO ,TENHO UNIMEDE RIO MAS EU PERCEBO QUE ESTE ASSUNTO DEIXA OS PROFISSIONAIS DESORIENTADOS AINDA..
    GOSTARIA DE UMA ORIENTAÇÃO,ONDE PROCURAR AJUDA AQUI NO RIO DE JANEIRO SE O DR PEDRO PINHEIRO ATENDE MESMO QUE SEJA PARTICULAR ,SE POSSÍVEL ENVIAR TELEFONE PARA COMUNICAÇÃO
    CHOREI MUITO HOJE PEDINDO A DEUS E AOS ESPÍRITOS DE LUZ QUE ME ILUMINASSEM E MOSTRASSE UM CAMINHO ,PRECISO FICAR EM PÉ.
    MORRER TODOS NÓS VAMOS,MAS ENQUANTO POR AQUI, TEMOS QUE BUSCAR AJUDA PARA CONTINUAR
    .EU TENHO 69 ANOS E ESTE ANO PASSEI O ANO TODO EM HOSPITAIS POIS MEU FILHO SOFREU ACIDENTE DE MOTO E FORAM TRÊS MESES E MEIO NO HOSPITAL E AINDA ESTAMOS NA LUTA ,LOGO DEPOIS MEU ,MARIDO FICOU TAMBÉM DOENTE ,E SOU EU QUE RESOLVO,MARCO ACOMPANHO.AGORA NÃO ESTÁ DANDO MAIS ,EU NÃO ESTOU AGUENTANDO NEM COMIGO.
    PRECISO URGENTE DE UMA RESPOSTA,AGUARDO ANSIOSA
    MUITA PAZ A TODOS

  • Vitor Araújo

    Queria saber no caso da amiloidose referente ao DI nefrogênico, qual seria o tratamento?

  • Joanaexu

    Bom dia!
    Tenho um filho de 2 anos com diabetes insipidus nefrogênica,ele parece uma criança de 1 ano ,pois é muito pequeno e magro não sei mais o que fazer.Ele é acompanhado pelo IMIP em Recife-PE,entretanto a resposta ao tratamento esta lenta, a medicação é hidroclorotiazida.Dr.O que faço?

  • Joanaexu

    Bom dia!
    Tenho um filho de 2 anos com diabetes insipidus nefrogênica,ele parece uma criança de 1 ano ,pois é muito pequeno e magro não sei mais o que fazer.Ele é acompanhado pelo IMIP em Recife-PE,entretanto a resposta ao tratamento esta lenta, a medicação é hidroclorotiazida.Dr.O que faço?

  • Lucas Viguache

    Boa Tarde
    Tenho Diabetes Insípidus Parcial Central (TRAUMA) devido a um acidente TCE grave, tomo
    DDAVP( acetato de desmopressina) 0,01mg/ml, de 12 em 12 hrs.
    A minha Pergunta é o seguinte. Eu posso tomar agum tipo suplemento alimentar, tipo:
    Creatina?
    Pois comecei a malhar e queria ganhar um pouco mais de massa e força.
    Obrigado pela atenção….

  • Lucas Viguache

    Boa Tarde
    Tenho Diabetes Insípidus Parcial Central (TRAUMA) devido a um acidente TCE grave, tomo
    DDAVP( acetato de desmopressina) 0,01mg/ml, de 12 em 12 hrs.
    A minha Pergunta é o seguinte. Eu posso tomar agum tipo suplemento alimentar, tipo:
    Creatina?
    Pois comecei a malhar e queria ganhar um pouco mais de massa e força.
    Obrigado pela atenção….

  • Carla

    Fui diagnósticada com diabetes tipo 2,tenho 37 anos e ha 2 não mestruo normalmente.Tem alguma coisa haver

  • Ana

    Dr. Pedro,
    Gostaria de parabenizar pela explicação tão acessível. Minha mãe tinha (faleceu aos 86 anos) e meu filho de 21 anos tem Diabetes Insípidus Nefrogênico. Minha mãe só soube o que tinha quando meu filho foi diagnosticado (em pesquisa no Hospital São Paulo) quando tinha 9 meses e estava quase morrendo. Acho que o que ajudou minha mãe foi ela tomar melhoral (acidoacetilsalicílico) todos os dias. Ela dizia que se sentia bem qdo tomava, dizia que tinha dor de cabeça. Tomou a vida inteira e se sentia bem apesar de beber muita água, porém nem tanto como meu filho, que toma uns 20 litros por dia. Meu filho tomou durante uns 13 anos hydroclorotiazida e reposição de potássio. Parece que não fazia diferença nenhuma. Pelo contrário, quanto mais tomava potássio mais o potássio descia. Ele por ele mesmo se recusou a tomar mais remédios e até hoje só bebe água para se manter. Seu principal problema, hoje, é a obesidade (130 kg), coisa que estranho, porque minha mãe nunca foi obesa.
    Somos de SP capital, mas moramos em Palmas-TO há muitos anos. Apesar de aqui haver ótimos médicos sinto falta de estar perto de grandes especialistas e centros de diagnósticos.
    Leio muito sobre o assunto. Se for possível, quado souber de textos que falem sobre o tratamento gostaria de receber o link. Muito obrigada pela atenção e parabéns por exercer a medicina e ajudar pessoas.

    • pablo

      oie minha mae tem a diabete inspido central a 10 anos ela toma o remedio ddavp, eu moro em PALMAS-TO a estudo, minha mae mora no pará, qualquer coisa me liga 6381415160 pablo

  • Luciane

    Dr. creio ter o
    Diabetes insipidus central há cinco anos fiz uma cirurgia para a retirada de um tumor hipofisário , não estou em tratamento para esta doença. Qual é a complicação se eu não tomar os remédios, hoje o que sinto é que eu tomo muita água ?
    Luciane

  • Marcio Baccelli

    Faço uso oral de um comprimido por dia de diabinese para o tratamento do diabetes insipidus, utilizo esse tratamento desde 1.999, vivo uma vida normal até então, mas gostaria de saber se devido ao uso prolangado e continuo desse medicamento, venha acarretar uma consequência para minha saúde em outros aspectos no futuro. 

  • Ana

    Dr. Pedro,
    Gostaria de parabenizar pela explicação tão acessível. Minha mãe tinha (faleceu aos 86 anos) e meu filho de 21 anos tem Diabetes Insípidus Nefrogênico. Minha mãe só soube o que tinha quando meu filho foi diagnosticado (em pesquisa no Hospital São Paulo) quando tinha 9 meses e estava quase morrendo. Acho que o que ajudou minha mãe foi ela tomar melhoral (acidoacetilsalicílico) todos os dias. Ela dizia que se sentia bem qdo tomava, dizia que tinha dor de cabeça. Tomou a vida inteira e se sentia bem apesar de beber muita água, porém nem tanto como meu filho, que toma uns 20 litros por dia. Meu filho tomou durante uns 13 anos hydroclorotiazida e reposição de potássio. Parece que não fazia diferença nenhuma. Pelo contrário, quanto mais tomava potássio mais o potássio descia. Ele por ele mesmo se recusou a tomar mais remédios e até hoje só bebe água para se manter. Seu principal problema, hoje, é a obesidade (130 kg), coisa que estranho, porque minha mãe nunca foi obesa.
    Somos de SP capital, mas moramos em Palmas-TO há muitos anos. Apesar de aqui haver ótimos médicos sinto falta de estar perto de grandes especialistas e centros de diagnósticos.
    Leio muito sobre o assunto. Se for possível, quado souber de textos que falem sobre o tratamento gostaria de receber o link. Muito obrigada pela atenção e parabéns por exercer a medicina e ajudar pessoas.

  • volnei

    dr. pedro sou  de cambe pr  tenho 46  ten  tratamento  para ipotensia  e poque   tenho  ejaculaçao muto rapido

  • Anonymous

    Parabéns pelo blog! Em uma pesquisa sobre Diabetes Insipidus consegui compreender perfeitamente todas as informações necessárias para esclarecer minhas dúvidas sobre o assunto. Sou estudante de farmácia, 8º período da Faculdade de Uberaba- UNIUBE- e realmente o blog é uma ótima fonte de pesquisa simples e de fácil acesso! Mais uma vez, prabéns!

  • Anonymous

    olá sou estudante de farmácia e estou estudando sobre sistema urinario. portanto compreendi melhor a materia que na sala de aula era um enigma mas valeu bom trabalho pois ajuda muitos estudantes como eu…

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    @Ricardo
    Dependendo da lesão, é possível que seja pelo resto da vida.

  • Oiiiiiiiiiii!!!!!!!

    Meu nome é Ricardo Souza da Silva, fui operado de um cisto supra-celar e depois dessa o operação tive um quadro de diabétes insipdus,gostaria de saber se o uso do ddavp tem um tempo máximo de duração ou se vou ter que usar o medicamento pelo resto da vida. Muito Obrigado.

  • Anonymous

    Olá..
    Sou estudante de medicina e queria te parabenizar pelo blog.Você de maneira simples e de fácil entendimento conseguiu explicar a doença.
    Serei uma frequentadora assídua a partir de agora.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Donato,
    O DDAVP interfere nas proteínas que agem como fatores de coagulação do sangue. Ele é inclusive usado em alguns casos de hemofilia, favorecendo a coagulação.

  • Donato de Oliveira

    Dr. Pedro, me ocorreu uma duvida a pouco quando fui doar sangue. E como eu tenho diabetes insipdus central (genetica) fui descartado. Pois utilizo o medicamento DDAVP (Desmopressina). Gostaria de saber se isso realmente me torna inapto e porquê? Grato Pela atenção Donato.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Oziel,
    Podem usar qualquer um dos textos. Não é preciso pedir minha autorização. A única coisa que peço que incluam um link para o texto original.
    Abraço.

  • http://www.blogger.com/profile/08293073808374357046 ozielluciano

    Olá Dr Pedro Pinheiro. Sou acadêmico de farmácia e Bioquímica,6º semestre, em Cacoal/Rondônia na Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal-FACIMED- http://www.facimed.com.br, quero parabeniza-lo pelo blog, há excelentes informações na área de conhecimento em saúde, e a respeito da profissão farmacêutica, abordamos a maioria dos temas aqui tratados. Aproveito o espaço para informar que nossa turma tem um site com informações dentro da formação farmacêutica e que seu blog nos enriquecê a cada vez que entramos aqui para pesquisas. solicitamos nesse caso a sua permissão, se possível por Email, a autorização para postarmos seus textos no nosso site citando com certeza o autor e fonte deste maravilhoso blog.
    certos de contarmos com sua atenção, aguardaremos sua resposta
    Um grande abraço.
    o site da turma é: http://www.farmacia2008.webnode.com.br
    E o Email é: ozielluciano@gmail.com
    Desde já muito obrigado.
    Oziel Luciano Rosa

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Antónia
    o diabetes insipidus não tem nenhuma relação com a ingestão de carboidratos

  • nutriESalimEscolar

    em relação à dieta do portador de DI? é necessário restrição de carboidratos simples?
    grata,
    antonia
    am.demori@gmail.com

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Cidinha,
    O diabetes insípidos pode ser seguido por endocrinologista também, principalmente se for de origem central, como parece ser o seu caso.

  • cidinha

    dr. eu sou portadora de diabetes insípidus há sete anos e uso o ddavp a minha dúvida é sobre o especialista que mim acompanha é um endocrinologista já que o senhor disse que o nefrologista é o especialista ideal p/ o tratamento.

  • Anonymous

    Parabéns pelo site. Me sentí numa verdadeira “aula” sobre Saúde. Este foi o melhor site da área que encontrei até agora para esclarecer minhas dúvidas, aprender muito mais e c poder contribuir, principalmente, com a minha formação na área da Sáude.

  • deia

    Dr.Pedro,o médico olhou os meu exames e pediu para eu fazer mais um de urina(E.A.S.)porque ele achou os resultados de valor que não conferi e pediu para mim procurar outro laboratório
    porque até o FAN deu nucleo pontilhado fino reagente 1.640 e que o meu caso tem que estudar e me pediu exames até de 4 anos atrás e eu já levei hoje para ele investiguar, e segunda-feira 16:00horas ele quer ver os exames de urina.E ele vai conversar com migo.Obrigado pela sua atenção volto a comunicar o mas preve.

  • deia

    Dr. Pedro,eu gostei muito da sua resposta.Eu liguei para um consultório e vou ir sexta-feira as 15:30 quando eu tiver algum diáginostico eu volto a te fazer mas perguntas porque sou muito curiosa.Eu achei o seu blog,de uma importancia tão grande porque as pessoas tem muito medo de fazer perguntas e ate de criar coragém para entra num blog porque achão que vai peguar algum viros pelo o computador.Mas o seor é uma pessoa de onestidade e me surpriendeu.Obrigado.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Deia,
    nefrologista

  • deia

    Dr quol e o profisonal que trata dos diabetes insipidus e endogrinologista o nefrologista

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Sim, ele tem sempre que beber o equivalente ao que urina para não desidratar

  • http://vivercomcraniofaringioma.blogspot.com.br/ vania

    Dr,
    obrigada pela atenção ao me responder.Fiquei preocupada porque li outro dia num boletim médico, que o paciente com diabetes insipidus deveria ter controle da injestão de líquidos.
    Procede esta informação de alguma maneira?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Vania,
    ele vai ficar urinando com grande frequência. Vcs vão ter que mantê-lo sempre bebendo líquidos para que ele não se desidrate. O ideal é que ele não viaje sem o DDAVP

  • vania

    Dr, meu marido tem um craniofaringeoma e já operou 3 vezes.Desde o início ele apresenta
    Diabete Insipidus. Tenho grande preocupação quanto ao volume de sua urina quando o efeito do DDAVP acaba.Ficamos apavorados em faltar a medicaação, por qualquer motivo, se estivermos viajando. O que poderia acontecer se não tivermos a medicação em mão, haja vista que não é fácil encontrar este hormônio para comprar? http://vivercomcraniofaringioma.blogspot.com.br

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ivanio,
    Em geral o diagnóstico é feito pela dosagem da osmolaridade urinária e sanguínea após restrição de água e após administração de ADH sintético para avaliar qual a resposta.

  • Ivanio

    Caro Doutor, tenho estudado a respeito de diabetes e não compreendi quais exames clínicos devem ser realizados para se detectar a Diabetes Insipidus, eis que os seus sintomas, isoladamente considerados, podem indicar diversos outros problemas.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Cátia,
    resumidamente é díficil. Se vc souber inglês, me manda seu e-mail(pode deixar que não vou publicá-lo) que te mando alguns textos.

  • Cátia

    Achei bastante esclarecedor! Um óptimo post! Ajudar-me-á muito no trabalho que estou a desenvolver.

    No entanto tenho tido alguma dificuldade em perceber qual o tipo de diabetes insipidus que se transmite de forma hereditária e como é que essa transmissão se processa. Se não for muito incómodo será que me pode explicar resumidamente esse processo?

    Muito Obrigada.

  • Gabi

    Estou no primeiro ano do ensino médio e entrei nesse blog para ver se eu conseguia entender sobre ADH e sobre diabetes insipidus. Consegui entender tudo perfeitamente, devido ao ótimo trabalho de vocês. Tudo muito bem elaborado. Ótimo texto. Parabéns!

  • F.R

    Muito obrigado doutor!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    F.R
    Não era minha intenção passar a imagem de que o D.I é uma doença gravíssima.

    Acho inclusive quer o uso de anabolizantes vai te trazer muito mais malefícios do que o prórpio D.I.

    Os problemas nefrológicos do D.I são controlados pela reposição do ADH.

    abs

  • F.R

    Bem doutor, muito obrigado pelas respostas, mas imagino que o Sr. seja um profissional que leva consigo à etica e por isso não vai opnar no meu caso.

    Mas pela forma que respondeu, me pareceu tratar da Diabetes Insipidus como um caso gravissimo, esse é meu único problema de saúde e que descobri agora…

    Sou consciente quanto ao uso de AE´s, e sei dos males do mesmo, eu gostaria na verdade de esclarecer se a vida do portador de Diabetes Insipidus pode levar uma vida normal com a reposição da desmopressina junto com qualquer outro medicamento, sendo AE´s ou não.

    Por que trata a D.I como um problema tão sério?

    Apenas a neuro-hipofise foi destruida, os outros hormonios estão com taxas normais.

    Outra pergunta que gostaria de fazer é, o portador da D.I pode ter problemas neufrólogicos por conta da DI?

    Doutor, muitoooo obrigado, sei que é um profissional muito sério, vejo pelo seu blog, e sei que não iria opnar afavor do que penso em fazer, mas muito obrigado!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    F.R,
    Se eu fosse vc ficava longe de anabolizantes. Acho que vc já problemas de saúde suficientes.

  • F. R

    Dr. Pedro, na verdade eu quero voltar a usar anabolizante, tendo em vista que apenas a neuro-hipofise foi destruida.

    Penso em usar novamente testosterona, e gostaria de saber se isto vai causar algum problema devido à doença ou se tomando a vasopressina levo a vida normal, mesmo utilizando tratamento com anabolizantes.

    Muito obrigado!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    F.R
    Eu não entendi bem a pergunta.

    Vc quer voltar a usar anabolizantes e quer saber se teria algum problema em especial devido a destruição da sua neuro-hipófise ou vc já usa testosterona pela lesão da hipófise e gostraia de saber se isso seria algum problema?

  • F. R

    Olá amigo, gostei muito do blog, parabéns, achei o post sobre diabetes insipidus mto esclarecedor…

    Bem, eu por um “sistema auto imune” como chamam os medicos, destrui minha neuro-hipofise… sento assim portador da diabetes insipidus, to repondo com desmopressina…

    Isso aconteceu durante um ciclo de anabolizantes com efedrina…
    Durateston e Efedrina + Cafeina…

    Bem, diagnosticada na Ressonancia a falta da neuro-hipofise reponho o hormonio e levo uma vida normal…
    Mas gostaria de saber se pode me ajudar, a doença pode trazer algum problema com o uso de anabolizantes?

    ou repondo o hormonio eu levaria o uso como qualquer outro usuário de Anabolicos?

    Agradeço muito caso possa me responder…

    Muito obrigado, e parabéns pelo blog

  • marcos

    Muito bom e esclarecedor!!