É SEGURO MISTURAR ÁLCOOL COM REMÉDIOS OU ENERGÉTICOS?

57

Álcool-medicamentos
O uso de remédios junto com álcool é reconhecidamente danoso, mas por incrível que pareça, essa associação ainda é extremamente comum por parte da população. Saiba quais os remédios não podem ser misturados com álcool e o que é o efeito antabuse.

A associação de bebidas alcoólicas com medicamentos pode levar a efeitos colaterais graves, inclusive com risco de morte. O álcool pode tanto potencializar os efeitos de um medicamento quanto neutralizá-lo. Pode também ativar enzimas que metabolizam o medicamento em substâncias tóxicas para o organismo.

Para entender como o álcool e outras substâncias são metabolizadas, leia a primeira parte deste texto: RESSACA E POR QUE FICAMOS BÊBADOS?

Publicidade - Publicidad

1) Álcool potencializando o efeito de um medicamento

Quando as enzimas que metabolizam o medicamento são as mesmas do álcool, estas ficam “ocupadas” processando o etanol, fazendo com que o remédio permaneça mais tempo e em maior concentração na corrente sanguínea. Em alguns casos esta pode ser a diferença entre a intoxicação ou não.

2) Álcool inibindo a ação de um medicamento

Este processo ocorre em bebedores crônicos. O estimulo alcoólico constante no fígado faz com que haja um aumento no número de enzimas hepáticas. Quando um medicamento chega no fígado há um excesso destas para metabolizá-lo, inativando a droga muito mais rapidamente do que de costume. Este excesso de enzimas podem permanecer por semanas após cessar-se o consumo de álcool.

O estimulo constante do etanol e seus metabólitos também podem gerar enzimas que transformam substancias não tóxicas em metabólitos tóxicos.

3) Álcool agindo no mesmo sítio dos medicamentos

Outra maneira de potencialização de remédios é quando estes, assim como o etanol, também atuam sobre o sistema nervoso central, como no caso de narcóticos e sedativos. Este sinergismo pode causar uma intensa e perigosa sedação.

4) Remédios aumentando o efeito do álcool

Publicidade - Publicidad

Alguns medicamento inibem as enzimas que metabolizam o álcool, aumentando seus efeitos e seu tempo de permanência no organismo, potencializando as lesões do álcool no organismo.

Alguns exemplos de interação álcool-medicamentos:

ANESTÉSICOS : O uso de álcool dificulta a ação dos anestésicos, sendo necessária doses maiores para a indução anestésica em atos operatórios. Também potencializa os efeitos tóxicos destes medicamentos para o fígado.

– ANSIOLÍTICOS ( BENZODIAZEPINAS): Aumentam o efeito sedativo, o risco de coma e insuficiência respiratória.

ANTABUSE (dissulfiram) : Antabuse ou Antabus é o principal nome comercial de uma droga chamada Dissulfiram, que inibe a enzima acetaldeído desidrogenase, impedindo a transformação do metabólito tóxico acetaldeído em ácido acético, que é menos tóxico (leia RESSACA E POR QUE FICAMOS BÊBADOS? para entender melhor este mecanismo). O acúmulo desta substância tóxica causa efeitos como vômitos, calor, sudorese, palpitação, cefaleia (dor de cabeça), hipotensão, dificuldade respiratória e até morte.

O Dissulfiram é uma substância usada no tratamento do alcoolismo, pois o mesmo faz com que pequenas doses de álcool provoquem efeitos muito desconfortáveis. O doente toma o primeiro copo e começa a se sentir mal, parando imediatamente de beber. Isso acontece porque com o bloqueio da metabolização do acetaldeído, que é uma substância muito tóxica, sua concentração sanguínea chega a ficar 10x maior do que acontece normalmente. Com isso, pequenas doses de álcool levam a níveis de acetaldeídos maiores do que ocorrem em muitos “porres”. Em 15 minutos o paciente já começa a sentir os efeitos desagradáveis. Até pequenas quantidades de álcool como em doces e molhos podem causar os sintomas.

Elevadas doses de álcool em quem faz uso de antabuse podem ser fatais.

– ANTIBIÓTICOS: Existe um conceito de que misturar antibióticos e álcool é perigoso e pode inativar o primeiro. Isto é uma verdade parcial.

Publicidade - Publicidad

Realmente a associação de álcool com alguns antibióticos pode levar a efeitos graves do tipo antabuse, descrito acima. São eles:
– Metronidazol (Flagyl®).
– Trimetoprim-sulfametoxazol (Bactrim®).
– Tinidazole (Tindamax®).
– Griseofulvin (Grisactin®).
– Cefotetan.

Outros antibióticos como cetoconazol, nitrofurantoína, eritromicina, rifampicina e isoniazida também não devem ser tomados com álcool pelo perigo de inibição do efeito e potencialização de toxicidade hepática.

Em ralação aos outros antibióticos não há relatos de interação. Porém, deve-se lembrar que o álcool inibe o sistema imune e dificulta o combate contra agentes infecciosos. Portanto, não é inteligente beber enquanto se está com uma infecção.

Para saber mais sobre a relação entre antibióticos e bebidas alcoólicas, leia: Bebidas alcoólicas e antibióticos – Quais são os riscos?

– ANTICOAGULANTES: O álcool aumenta o efeito anticoagulante da Varfarina (Marevan®, Varfine®, Coumadin ®) podendo causar hemorragias. (leia: INTERAÇÕES COM A VARFARINA).

– ANTICONVULSIVANTES: Aumentam os efeitos colaterais e o risco de intoxicação enquanto que diminui a eficácia contra as crises de epilepsia (leia: EPILEPSIA | CRISE CONVULSIVA | Sintomas, tipos e como proceder).

– ANTIDEPRESSIVOS: Aumentam as reações adversas, o efeito sedativo e diminui a eficácia dos antidepressivos. Pode também causar picos hipertensivos (leia: ANTIDEPRESSIVOS: Escitalopram, Citalopram, Fluoxetina, Sertralina e Paroxetina).

– ANTI-INFLAMATÓRIOS: Aumentam o risco de úlcera gástrica e sangramentos. Aspirina (AAS) aumenta os efeitos do álcool. (leia: AÇÃO E EFEITOS COLATERAIS DOS ANTI-INFLAMATÓRIOS)

– ANTI-HIPERTENSORES: Reduzem a eficácia, causam tonturas e arritmias cardíacas.

– ANTI-HISTAMÍNICOS (ANTIALÉRGICOS): Aumenta o efeito sedativo e causa tonturas e desequilíbrio.

– HIPOGLICEMIANTES (ANTIDIABÉTICOS): Também pode causar efeito antabuse. Uso agudo de etanol prolonga os efeitos enquanto que o uso crônico inibe os antidiabéticos.

– PARACETAMOL: Aumenta o risco de hepatite medicamentosa.

– PROTETORES GÁSTRICOS: Aumenta o efeito do álcool e os efeitos colaterais do medicamento.

E quanto a misturar álcool com bebidas energéticas?

A associação de álcool com energéticos tipo Red Bull tem sido cada vez mais comum entre jovens, principalmente em festas e casas noturnas.

As bebidas energéticas são ricas em substâncias estimulantes, nomeadamente cafeína, guaraná, taurina e efedrina. Existe a falsa crença de que esses estimulantes retardariam os efeitos depressores do álcool, sendo possível beber em grandes quantidades e não ficar bêbado. Algumas pessoas inclusive acreditam que as bebidas energéticas permitem que se conduza veículos mesmo após ingestão de grandes quantidades de bebidas alcoólicas.

Na verdade, a associação de álcool com energéticos realmente leva a percepção de uma menor embriaguez, porém, o fato é que, após testes de habilidades motoras, acuidade visual e reflexos, fica-se claro que a intoxicação pelo álcool é exatamente igual. Isso é extremamente perigoso pois o consumidor tem maior dificuldade em reconhecer que não está apto a conduzir ou efetuar outras tarefas motoras.

O consumidor fica tão bêbado quanto se não tivesse tomando energéticos, o problema é que ele não consegue se dar conta do fato. A inibição da percepção de embriaguez também faz com que as pessoas acabem ingerindo mais álcool do que conseguiriam se não estivessem tomando concomitantemente tantos estimulantes, facilitando a ocorrência de complicações como o coma alcoólico.

Assim como o álcool, todos essas substâncias estimulantes, quando em excesso, podem causar arritmias cardíacas. Como essa associação é normalmente feita em pessoas jovens e sadias, os risco de complicações são menores, porém, existem vários relatos de convulsões e morte súbita de origem cardíaca em pessoas que exageram nesta associação.

A cafeína também é um diurético e o seu abuso em conjunto com o álcool pode levar a desidratação e piorar os sintomas da ressaca no dia seguinte.

Como se pode comprovar, o álcool interage com as principais classes de drogas. Na dúvida opte pelo mais seguro, não consuma álcool se estiver usando medicamentos.

Assuntos Relacionados:

Deixe um Comentário

Antes de comentar, leia as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Seu email não será publicado.

57 Comentários

  1. André Diz

    Parabéns pelo blog e grato pela atenção.

  2. Mariana “a Divina” Diz

    Olá Dr. Pedro. Minha filha tem 30 anos, apresenta depressão, por isso toma regularmente Clonazepam. Porém aos finais de semana ela para a medicação e toma grandes quantidades de alcool com energético. Quais complicações essa conduta pode causar? Estou desesperada, ela não me ouve, é dificil de lidar, brigamos tomo final de semana por isso.

  3. Joaopedro16 Diz

    Doutor azitromicina dihidradata +alcool ocorre a inibição tbm ? Tomo 3 dias intervalo 7 dias durante 2 meses para o tratamento de acne vulgar. Suponho eu pq eritromicina é usado para tratar gonorreia assim como azitromicina. Obg

  4. Joaopedro16 Diz

    Doutor azitromicina dihidradata +alcool ocorre a inibição tbm ? Tomo 3 dias intervalo 7 dias durante 2 meses para o tratamento de acne vulgar. Suponho eu pq eritromicina é usado para tratar gonorreia assim como azitromicina. Obg

  5. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde Diz

    Bom, equívocos há no seu comentário:
    1- Em momento algum eu citei o citalopram especificamente. Eu escrevi sobre antidepressivos em geral.
    2- Mas mesmo que tivesse citado, não estaria errado. O citalopram tem interação com todas as drogas que induzem ou inibem os CYP2C19, CYP2D6, CYP3A4, CYP1A2 e CYP2B6.

  6. Bruno Dornelles Ramos Diz

    Equívoco quanto a o citalopram, este é um dos únicos, senão único antidepressivo que pode ser associado com álcool, sem possuir efeito sinérgico ou inativa-lo, isto ocorre pelo fato do mesmo não ser metabolizado pelo citocromo P450. Consultem seus médicos.

  7. Bruno Dornelles Ramos Diz

    Equívoco quanto a o citalopram, este é um dos únicos, senão único antidepressivo que pode ser associado com álcool, sem possuir efeito sinérgico ou inativa-lo, isto ocorre pelo fato do mesmo não ser metabolizado pelo citocromo P450. Consultem seus médicos.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde Diz

      Bom, equívocos há no seu comentário:
      1- Em momento algum eu citei o citalopram especificamente. Eu escrevi sobre antidepressivos em geral.
      2- Mas mesmo que tivesse citado, não estaria errado. O citalopram tem interação com todas as drogas que induzem ou inibem os CYP2C19, CYP2D6, CYP3A4, CYP1A2 e CYP2B6.

  8. Jafferson Diz

    Parabéns pelo MD. Saúde. Que maravilha. Vejam se podem me ajudar… Sou tomador de vinho, cerveja e raramente tomo destilados… Fui num baile e tomei whisky com energético Red Bull e tomei um comprimido de guaraná 500mg. Tive amnésia após as 3:40 Hs e minha esposa relatou que fiquei travado mas tive um comportamento de atender o chamado de ir embora mas não lembro de nada. A pergunta é: tem algum medicamento prá neutralizar o efeito do alcool ou prá não dar amnésia novamente ou devo parar com destilados e energéticos. Em tempo: Não tinha almoçado e jantei pouco neste dia e tenho 55 anos…me chamo Thiago

  9. Andreia Ferrari Diz

    Dr. bom dia, tenho uma duvida, se eu tomar o cetoconazol durante a semana e parar de tomar sexta-feira por que tenho uma festa no sabado, qual tem algum problema

  10. Andreia Ferrari Diz

    Dr. bom dia, tenho uma duvida, se eu tomar o cetoconazol durante a semana e parar de tomar sexta-feira por que tenho uma festa no sabado, qual tem algum problema

  11. DEBORA Diz

    BOA NOITE Dr GOSTUMO SAIR PRA BEBE COM AMIGOS DE SABADO FIZ EXAMES DE SANGUE E DESCOBRI QUE TENHO HIPOTIREOIDISMO 8,8 O MÉDICO RECEITOU PURAN T4 25 MG. GOSTARIA DE SABER SE POSSO CONTINUAR TOMANDO CERVEJA E QUANTAS LATINHAS POSSO TOMAR? MUITO OBRIGADA DÉBORA SP

  12. DEBORA Diz

    BOA NOITE Dr GOSTUMO SAIR PRA BEBE COM AMIGOS DE SABADO FIZ EXAMES DE SANGUE E DESCOBRI QUE TENHO HIPOTIREOIDISMO 8,8 O MÉDICO RECEITOU PURAN T4 25 MG. GOSTARIA DE SABER SE POSSO CONTINUAR TOMANDO CERVEJA E QUANTAS LATINHAS POSSO TOMAR? MUITO OBRIGADA DÉBORA SP

  13. Leandro Diz

    Boa tarde Dr…gostaria de saber qual nome de comercializaçao da dissulfiram?preciso urgente…att Leandro

  14. Leandro Diz

    Boa tarde Dr…gostaria de saber qual nome de comercializaçao da dissulfiram?preciso urgente…att Leandro

  15. Roberval Borges Diz

    Doutor Pedro Pinheiro, qual a margem de segurança para o consumo da Lozartana potássica sem sofrer a ação inibitória de efeitos de uma eventual dose moderada de bebida alcoólica?

  16. Roberval Borges Diz

    Doutor Pedro Pinheiro, qual a margem de segurança para o consumo da Lozartana potássica sem sofrer a ação inibitória de efeitos de uma eventual dose moderada de bebida alcoólica?

  17. Thiago Diz

    Bom dia Dr. Pedro, Vou começar um tratamento para Gastrite moderada com o medicamento Tecta 40 mg por 30 dias, gostaria de saber se tem q parar absolutamente com a bebida obrigado

  18. Thiago Diz

    Bom dia Dr. Pedro, Vou começar um tratamento para Gastrite moderada com o medicamento Tecta 40 mg por 30 dias, gostaria de saber se tem q parar absolutamente com a bebida obrigado

  19. Amaurybr Diz

    Parabéns Dr. Pedro Pinheiro.
    Excelente artigo.
    Serve tanto como informação e, principalmente, como alerta para
    pessoas que consome o álcool.

    Muito obrigado.

  20. Mércia Milene Diz

    Parabéns Dr Pedro,de tantas pesquisas que já fiz em outros site,nunca encontrei site tão didático(rico em conhecimento),adorei o senhor está de PARABÉNS!!! Agora só pedir a DEUS que meu esposo se conscientize de tudo isso,pois infelizmente da forma que estar,ele  progressivamente desenvolverá um cirrose hepática,pois foi detectado a esteatose em grau 1 e ele não se cuida nem pára de beber abusivamente.

    Mércia Milene

  21. Davidtr Diz

    Boa noite Dr. Pedro,

    Farei tratamento com Tecta de 40mg por 60 dias, devido gastrite e esofagite.
    Poderei ingerir bebida alcóolica  ex.: 01 copo de caipirinha, ou malzebier 250ml
    no final de semana?
    Grato, David

  22. Dja_nascimento Diz

    tomei a segunda dose do tratamento de trés da,sifilis no dia25/04/12.
    posso enjerir bebida alcolica no dia 28/04/12,?

  23. Vinícius Puglia sassaki Diz

    Dr. Fui ao medico hoje pois estava com as costas travada de dor. O medico me passou uns medicamentos, que tomei em injeção…Ele me disse que durante 3 semanas eu não poderia ingerir nenhum tipo de bebida alcoólica pois a mistura das bebidas com os medicamentos poderiam prejudicar e muito o meu figado e meu rim…gostaria de saber se isso é verdadeiro mesmo…se você ja ouviu falar sobre esses medicamentos…
    Muito obrigado.

    Vinícius Puglia Sassaki

  24. Patriciapoletini Diz

    Boa noite!
    Sou alérgica a penicilina, tomei amoxilina e estou cheia de urticárias, fui ao medico e tomei injeção de cortisona. Minha pergunta é mais por curiosidade: Assim que parei de tomar o antibiótico por causa das petéquias, só fui piorando mesmo tendo interrompido o tratamento com amoxilina. Porque isso acontece e, poderia correr risco de edema de glote depois de uns dias com a urticária (que aumentava a cada dia) ou esse risco já teria passado, seria só no começo?
    Obrigada
    Patricia

  25. Glaucia Tiao Diz

    adorei me  esclareceu muitas duvidas….. obrigado!!!!!!!!!!!!

  26. Amaurybr Diz

    Parabéns Dr. Pedro Pinheiro.
    Excelente artigo.
    Serve tanto como informação e, principalmente, como alerta para
    pessoas que consome o álcool.

    Muito obrigado.

  27. Patriciapoletini Diz

    Boa noite!
    Sou alérgica a penicilina, tomei amoxilina e estou cheia de urticárias, fui ao medico e tomei injeção de cortisona. Minha pergunta é mais por curiosidade: Assim que parei de tomar o antibiótico por causa das petéquias, só fui piorando mesmo tendo interrompido o tratamento com amoxilina. Porque isso acontece e, poderia correr risco de edema de glote depois de uns dias com a urticária (que aumentava a cada dia) ou esse risco já teria passado, seria só no começo?
    Obrigada
    Patricia

  28. Glaucia Tiao Diz

    adorei me  esclareceu muitas duvidas….. obrigado!!!!!!!!!!!!

  29. Lucas Lima Diz

    Gostei do conteúdo deste site. Muito esclarecedor acerca de alguns assuntos. Parabéns!

  30. Lucas Lima Diz

    Gostei do conteúdo deste site. Muito esclarecedor acerca de alguns assuntos. Parabéns!

  31. Fabiano Diz

    Excelente trabalho, mas quanto tempo após o termino do medicamento a pessoa poderá ingerir bebida alcoólica?

  32. Regianeguedes80 Diz

    muito obrigado e parabens pel modo facil de entender!
     

  33. Regianeguedes80 Diz

    muito obrigado e parabens pel modo facil de entender!
     

  34. Flávia Rosa Diz

    Olá tenhu lupús tomo sulfato de hidroxicloroquina e metrexate oq causa se eu tomar bebida alcoolica?

  35. Eric Diz

    O ingestão de álcool com energético (wiskey + red bull) pode provocar algum tipo de dor de garganta? Já notei que sofro da garganta quando faço essa combinação. Se positivo, qual seria o diagnóstico do problema?
    Obrigado!Eric

  36. Dr. Pedro Pinheiro Diz

    @Adriano
    É contra-indicado o uso conjunto de colchicina ou corticóides com bebidas alcoólicas, pois estas aumentam a toxicidade gastro intestinal destas drogas.

  37. Adriano Diz

    Caro Dr. Pedro, parabéns pelo blog! Tenho dúvidas acerca da interação do álcool com corticóides (dexa-citoneurin e diprospan) e com colchcina. Grato, Adriano.

  38. Profª Marise Bastos Diz

    Excelente o site!
    Já o coloquei entre os meus favoritos.
    Vcs estão de parabéns pelo trabalho sério e esclarecedor.
    Abraços!
    Marise

  39. Dr. Pedro Pinheiro Diz

    Marcia,
    Sempre que vc mistura álcool com drogas existe o risco de interação sobre o efeito do medicamento. Não é o ideal.

  40. Dr. Pedro Pinheiro Diz

    Diego,
    Sim, pode. Não é indicado usar bebidas alcoólicas durante tratamentos de infecções.

  41. marcia Diz

    ola dr estou fazendo uso de urovaxom para bacteria coli gostaria de saber se posso consumir alcool?

  42. Diego Diz

    Ola Doutores Pedro e Renata.
    Primeiramente parabens pelo blog e pela iniciativa, nao os conhecia, mas estou colocando em meus favoritos.
    Minha duvida eh a seguinte, estou fazendo o uso de cloridrado de ciprofloxacino(Proflox) devido a uma infeccao por 14 dias.
    Gostaria de saber se a ingestao de alcool pode inibir parcial ou totalmente a acao do medicamento. Ou se apenas afeta na percepcao motora.
    Obrigado!
    Diego(SP)

  43. Camila Diz

    Olá Dr. Pedro e Dra. Renata,
    gostaria de saber se posso berber eventualmente um copo de cerveja ou uma taça de vinho, já que tenho hipotireoide e faço uso do Puran T4 50mc.
    Obrigada,
    Camila.

  44. Dr. Pedro Pinheiro Diz

    Ednaldo,
    imagino que vc se refira ao Dalmadorm. Ele é um ansiolítico da família das benzodiazepinas. Não se deve misturá-los.

  45. Ednaldo A. Diz

    as vezes faço uso de daladorme quando estou muito cansado, este medicamento pode ser usado após o consumo de álccol?

  46. Vannu Diz

    Dr Pedro sou portadora de arterite takayasu e faço uso de metrotexate e infliximabe gostaria de saber se é possível ingerir alcool mesmo que seja em pq quantidade?

  47. Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO Diz

    Olá Angelo

    O melhor é evitar pois a Varfarina é uma droga complicada de se controlar.

    Tenho um texto só sobre interações com o Marevan. Procure por ele na caixa de procura no alto a direita

  48. Anonymous Diz

    dr. pedro, faço uso do marevam 5mg e gostaria de saber quais as consequencias na ingestão de bebida alcoólica(cerveja),se posso ou não tomar. “Parabéns pelo blog!” grato!! ANGELO – Ce

  49. Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO Diz

    Olá rosangela,
    Beber socialmente pode ter um significado diferente para cada um. Se embebedar em uma festa é beber socialmente?

    Um copo ou 2 de cerveja, eventualmente, não faz mal. Até pq a dose de nitrofurantoina na profilaxia é menor. Mais do que isso, não é indicado.

    abs

  50. ROSANGELA Diz

    Olá Dr. Pedro moro em Joinville SC, faço o uso de nitrofurantoina todas as noites.Gostaria de saber se posso beber socialmente(com moderação) ?
    Parabéns pelo seu BLOG

  51. Anonymous Diz

    Muito bom esse texto !
    Coisas simples mas que ningúem nos explica direito.
    Parabéns pelo blogue

    Anderson(CE)

  52. Ronaldo B. Diz

    Seu blog é show de bola mano.

    Estarei sempre indicando pra galera por serem informações de extrema importancia para todo cidadão.

    Um forte abraço!