Artigo atualizado em 06/07/2013

PALPITAÇÕES, TAQUICARDIA E ARRITMIAS CARDÍACAS

Palpitação é o nome que se dá a percepção dos batimentos cardíacos, normalmente com desconforto e sensação de que estes batimentos estão irregulares.

O nosso coração, quando estamos em repouso, realiza entre 60 e 100 batimentos por minuto. São, portanto, em média, 4.800 batimentos por hora e 115.200 batimentos por dia.

Exceto quando nos exercitamos, não sentimos os nossos batimentos cardíacos. Na verdade nem nos damos conta que temos uma bomba funcionando ininterruptamente dentro do nosso peito, colocando o sangue para circular.

A palpitação é exatamente uma anormal consciência do batimento do coração quando estamos em repouso. Normalmente o paciente se queixa de que o coração está acelerado, que sente os batimentos na garganta, ou ainda, que o coração vai sair pela boca. Normalmente estão associadas a mal estar, cansaço aos pequenos esforços, falta de ar, e às vezes, dor no peito. Se a palpitação ocorrer por uma arritmia, é possível até ocorrer desmaios (leia: DESMAIO, SÍNCOPE E REFLEXO VAGAL).

Algumas pessoas quando estão deitadas com o lado esquerdo para baixo, podem sentir os batimentos cardíacos normais sem que isso possa ser chamado de palpitação.

Como foi descrito acima, a frequência cardíaca normal varia entre 60 e 100 batimentos por minutos (bpm). Quando o coração está com mais de 100 bpm chamamos de taquicardia. Quando está abaixo dos 60 bpm, chamamos de bradicardia. As palpitações estão associadas normalmente às taquicardias.

As taquicardias são dividas entre sinusais e taquiarritmias. Vamos descrever rapidamente como funciona a atividade elétrica do coração para melhor entendermos esses dois tipos de taquicardia.

O que são taquicardia sinusal e taquiarritmia?

No ápice do átrio direito (aurícula direita), na ponta de cima do coração, encontra-se a sua fonte elétrica, chamada de nodo sinusal. O nodo sinusal produz, em uma frequência regular, uma descarga elétrica que induz a contração dos músculos cardíacos. Qualquer batimento cardíaco normal sempre se origina de um impulso elétrico originado neste nodo, por isso, chamamos o ritmo cardíaco normal de ritmo sinusal.

O caminho normal desta corrente elétrica segue primeiro para ambos os átrios (aurículas) e, depois, desce para os ventrículos. Esses impulsos elétricos são gerados a uma frequência média de 80 por minuto, podendo variar entre 60 e 100 bpm.

Sistema de condução elétrica do coração

Sistema de condução elétrica do coração

Toda vez que temos uma frequência cardíaca elevada devido a um aumento da frequência destes impulsos gerados no nodo sinusal, estamos diante da taquicardia sinusal. É o que ocorre, por exemplo, quando nos exercitamos ou tomamos um susto. É uma resposta normal e esperada do coração.

Quando temos impulsos elétricos vindos de outros pontos do coração que não o nodo sinusal, estamos diante de impulsos anômalos, caracterizando uma arritmia cardíaca. Se esses impulsos anômalos forem transmitidos com grande frequência para os ventrículos, levando a uma aceleração dos batimentos cardíacos, o resultado é uma taquiarritmia., ou seja, uma taquicardia causada por uma arritmia. As taquiarritmias podem chegar a 200 batimentos por minuto.

Na animação abaixo, podemos ver à esquerda um ritmo sinusal e à direita um tipo de arritmia cardíaca (neste caso uma fibrilação atrial), onde vários pontos diferentes do átrio geram impulsos elétricos ao mesmo tempo.

Reparem que neste exemplo temos uma arritmia sem taquicardia, pois apesar da grande produção de estímulos elétricos nos átrios, poucos são transmitidos para o ventrículos. Portanto, apesar da arritmia, o paciente mantém a frequência cardíaca entre 60 e 100 bpm.

Atividade elétrica do coraçãofibrilação atrial

Vamos fechar os conceitos:
- Taquicardia: coração com frequência acelerada (maior que 100 bpm)
- Bradicardia: coração com frequência lentificada (menor que 60 bpm)
- Ritmo sinusal: é o batimento cardíaco normal. Pode haver taquicardia sinusal ou bradicardia sinusal.
- Arritmia: ritmo cardíaco anômalo, não gerado pelo nodo sinusal. Pode existir taquiarritmia, bradiarritmia ou até arritmia com frequência normal (entre 60 e 100 bpm)

Leia também: EXAME ELETROCARDIOGRAMA (ECG)

Causas de palpitações e arritmias

Diante de um quadro de palpitação, a primeira coisa a se fazer é tentar definir se trata-se de uma arritmia ou apenas um taquicardia sinusal.

Entra as causas comuns de palpitações por taquicardias sinusais podemos citar:

  • Quadros psiquiátricos como síndrome do pânico, distúrbios de ansiedade e depressão
  • Anemia
  • Febre (leia: POR QUE TEMOS FEBRE?)
  • Desidratação
  • Exercício físico
  • Estresse emocional (ex: final de campeonato ou uma apresentação em público)

Alguns fatores podem ser responsáveis por taquicardias sinusais, mas também por desencadear arritmias. São eles:

  • Consumo exagerado de cafeína
  • Cocaína
  • Anfetaminas
  • Hipertireoidismo (leia: DOENÇAS E SINTOMAS DA TIREOIDE)
  • Hipoglicemia (queda na taxa de açúcar do sangue)
  • Nicotina

As arritmias cardíacas podem também ser geradas por defeitos na condução elétrica do coração,  por quadros de isquemia do músculo cardíaco (leia: SINTOMAS DO INFARTO E DA ANGINA) ou por insuficiência cardíaca (leia: INSUFICIÊNCIA CARDÍACA).

A distinção entre taquicardia sinusal e taquiarritmias é feita através do eletrocardiograma (ECG). O grande problema é que grande parte das palpitações são intermitentes, e no momento do ECG elas podem já não estar mais presentes. Uma opção, então, é o Holter, que nada mais é do que uma máquina que registra o ECG durante 24 horas. Deste modo, consegue-se detectar qualquer arritmia que se manifeste neste período. Mais uma vez, existe o risco de não haver episódios de arritmias durante o período do exame, não sendo possível estabelecer o diagnóstico.

A importância de se determinar a causa das palpitações está no fato de que, apesar deste sintoma ser benigno na sua grande maioria dos casos, existem algumas alterações cardíacas que podem levar arritmias graves com risco de morte (leia: INFARTO FULMINANTE | Causas e sintomas)

Exitem 4 fatores na história clínica dos pacientes que apontam para etiologia cardíaca.

- Sexo masculino
- Descrição pelo paciente de batimentos irregulares
- História prévia de doença cardíaca como insuficiência cardíaca ou infarto
- Duração da palpitação maior que 5 minutos

Se você tem palpitações mas não apresenta nenhum dos fatores acima a chance dos seus sintomas ter origem em problemas cardíacos é muito pequena. Se tem os 4, é quase certo que tenha alguma arritmia cardíaca.

Deve-se salientar que mesmo aqueles que têm palpitações por arritmias cardíacas apresentam prognóstico favorável na maioria dos casos. Palpitações causadas arritmias malignas são a minoria. Mas como são muito graves, devem sempre ser descartadas.

Se você sente palpitações é importante colocar o dedo no próprio pulso e avaliar 2 dados. O primeiro é o ritmo cardíaco. O coração normal bate de modo regular, com intervalos de tempo iguais entre os batimentos. Se notar um ritmo irregular, é provável tratar-se de uma arritmia cardíaca. Atenção, porém, que nem toda arritmia se manifesta com um ritmo cardíaco irregular.

Ritmo regular:
tum…..tum…..tum…..tum…..tum…..tum…..tum…..tum…..tum…..tum….tum.

Ritmo irregular:
tum…..tum………….tum.tum.tum………..tum..tum…………tum……tum………..tum.tum.tum.

Outro dado importante é a frequência cardíaca. Frequências maiores que 150 batimentos em repouso e na ausência de febre são quase sempre indicativas de arritmias, mesmo se houver um ritmo cardíaco regular. Em idosos, frequências maiores que 130 BPM já sugerem arritmias.

Existem vários tipos de arritmias, mas as mais comuns são a fibrilação atrial (leia: FIBRILAÇÃO ATRIAL) e a taquicardia supraventricular. A primeira é mais comum em idosos e a segunda em jovens.

Tratamento das palpitações e arritmias

O tratamento das palpitações depende da causa. Se a palpitação for causada por um taquicardia sinusal e a sua origem for anemia. Basta corrigi-la. Se for febre, ela desaparecerá quando a temperatura corporal se normalizar. Se a taquicardia ocorre por distúrbios de ansiedade, o tratamento com o ansiolíticos costuma ser eficaz.

No caso de arritmias cardíacas, principalmente naqueles sem doença cardíaca prévia, o tratamento pode ser a ablação (destruição por cauterização) do foco elétrico anômalo. Em outros casos, pode-se lançar mão de alguns medicamentos para o controle da frequência cardíaca como, entre outros, a amiodarona e os beta-bloqueadores, este último, medicamentos também usados no tratamento da hipertensão.

Em casos de taquiarritmias graves que podem levar à parada cardíaca, chamada de arritmias malignas, pode ser necessária a colocação cirúrgica de um desfibrilador implantável, um aparelho que detecta estas arritmias  e imediatamente lança um choque elétrico no coração, restabelecendo o ritmo cardíaco normal e abortando a parada cardíaca.

Publicidade
  • Anonymous

    Dr. queria saber se dores do lado do peito, as vezes, quando menos esperamos, tipo uma palpitação, umas dores que passam 3 segundos e passam, pode ser algum problema de coração?Alguma doença cardiaca?
    OBRIGADO..genezio..

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Genezio,
    Poder ser sempre pode. Mas a dor é de curtíssima duração o que fala contra doença cardíaca.

    Para ficar mais tranquilo, sugiro que vá a um cardiologista para ele poder te examinar e avaliar o risco desta dor.

    abs

  • Mario Nobre

    Dr Pedro boa tarde. Antes de mais nada parabéns pelo texto, esclarecedor. Minha esposa, de 27 anos, sofre desde a infância com palpitações arritmicas porém não frequentes, o que dificulta a utilizaçao de um holster (pode ficar semanas, meses, sem ter nenhuma crise). Porém, nesses dois últimos dias ela tem tido várias crises ao longo do dia, algumas com mais de 1/2 hora de duração, onde também fica ofegante e logo depois muito cansada, sem disposição. Estresse e cansaço físico/mental, imagino, contribuem para essa situaçào, confere? Mas, a pergunta é: o quanto? Será que eliminada essa fonte diminuiríam as crises? É algo grave que necessita de acompanahmento médico? O que fazer durante uma crise dessas?

    Obrigado

    Mario Nobre

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Mário,
    O quadro parece muito de uma arritmia mesmo. O ideal é que ela seja levada a um setor de emergência para que se possa realizar um eletrocardiograma no momento dos sintomas.

    Acho que ela precisa do acompanhamento de um cardiologista. Provavelmente a arritmia é benigna, mas por causar sintomas desagradavéis com uma certa frequência, pode compromenter a qualidade de vida da sua esposa.

    O estresse pode desencadear sim, mas sozinho não é suficiente. É preciso haver uma alteração na condução elétrica do coração (isso se confirmado uma arritmia)

  • http://www.blogger.com/profile/06119850471556790145 Eveline

    Olá Dr Pedro, me chamo Eveline e sou academica de enfermagem e preciso resolver um quadro clinico. Aminha paciente é esquizofrenica, esta depressiva e apresenta PA elevada, retenção urinária e asma alergica. Alem disso, ela da entrada na emergencia com arritmia. Essa arritmia pode ser um reflexo da depressão, da PA elevada e da asma? Posso utilizar apenas um betabloqueador para reverter esse quadro arritmico ? Obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Eveline,
    Não se deve usar beta bloq em doentes asmáticos.

    O tratamento para asma, principalmente os beta agonistas (salbutamol e similares) e a aminofilina podem desencadar arritmias.

    Alguns antidepressivos também podem estar relacionados a arrtimias.

    O melhor tratamento vai depender do tipo de arritmia que ela tem.

    Ela precisa de uma equipe multidiciplinar, com cardiologista, pneumologista e psiquiatra

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/06119850471556790145 Eveline

    Oi Dr, muito obrigada viu … essa é uma questão de prova que vou fazer semana que vem, e ja to meio pirada com tanto medicamento pra estudar ainda… Ja me deu uma grande luz… ;D

  • Anonymous

    Que sintomas e doenças relacionadas uma pessoa que tem doença cardiaca, e pode ter um ataque cardiaco tem que ter?
    OBG.Lucas..

  • Anonymous

    Sim esqueci de dizer que fiz um eletrocardiograma num postinho perto de casa, queria saber se o eletro é confiavel nesses postos de saude, ou não? E se um clinico geral pode ler o exame?
    OBg..Lucas..

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Lucas,
    a sua primeira pergunta eu não entendi direito. Reformule-a por favor.

    Em relação ao eletrocardiograma, ele é igual independente de onde tenha sido feito. Um clinico geral pode perfeitamente interpretá-lo.

  • Anonymous

    Que sintomas uma pessoa com doenças cardiacas e que pode ter ataque cardiaco tem? Que doenças podem influenciar para essa pessoa tenha essa doença cardiaca? como por exemplo pressão alta é um fator decesivo para uma pessoa ter doenças cardiacas?
    OBG.Lucas..

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Hipertensão, diabetes, tabagismo, insuficiência renal, obesidade, colesterol alto … Tudo isso influencia.

    Tenho um texto sobre infarto. Procure por ele na barra de procura no alto da página

    abs

  • Anonymous

    Uma pessoa com electro normal, essa pessoa pode ter algum problema de coração ainda?
    obg..tiago..

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Pode sim Tiago.

  • rosane

    Dr. Pedro: teho 43 anos e agora tenho palpitações que percebo principalmente durante a noite, pois acordo com o som que vem do meu coração, batendo rápido e forte. Não sei porque tenho isso agora, mas estou fazendo exames. Quero saber se mesmo assim posso praticar esporte (volei, por exemplo).

  • Anonymous

    DR.PEDRO, TENHO TAQUICARDIA SINUSAL, SEM COMPLICAÇÕES, USO SELOZOK 25MG., HOJE DERREPENTE SENTI CALOR COM SUOR EM SEGUIDA UMA QUEIMAÇÃO NO PEITO LADO ESQUERO, DIFERENTE DE ASIA, SE ESPALHOU DUROU ALGUNS SEGUNDOS APÓS SENTI DOR NO PESCOÇO E UMA LEVE DOR DE CABEÇA POR ALGUM TEMPO E UM DESCONFORTO NO ABDOMEN. GOSTARIA DE SABER SE PÓDE ESTAR RELACIONADO COM A ARRITMIA, TENHO CONSULTA COM CARDIO EM DEZ/09, POSSO ESPERAR OU DEVO IR LOGO, OU FOI SO UM MAL ESTAR PASSAGEIRO.
    ROSANE DE OLIVEIRA.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rosane,
    À princípio não há problemas em jogar volei não. O que vc deve ficar atenta é se a papitação não é também desencadeada por esforço físico. Neste caso seria bom não fazer esforços até o quadro ser elucidado.

    O que eu sugiro antes de voltar a fazer esportes é realizar os primeiros exames para tentar descobrir se há algum potencial da arritmia ser mais grave (o que é pouco provável)

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rosane Oliveira,
    Dor no peito, à esquerda e associado a suores é um sintoma que merece atenção.

    O que eu sugiro é que da próxima vez vc procure uma emergência para realizar exames e tentar identificar o que houve.

    Pode até ter sido uma arritmia, mas agora fica difícil de saber.

    Se isso nunca mais aparecer, não precisa se preocupar. MAs se voltar, procure um médico logo.

    abs

  • Anonymous

    Dr. minha filha tem 6 ANOS, foi diagnosticado desde pequena pelo Dr. Flávio Cer.., que ela tem sopro inocente, Há dois dias ela sente dor de cabeça, sente seu coração disparar, sente falta de ar, mas somente hoje (18/07/09), com medo dos sintomas ela nos relatou, levamos ao hospital onde nada foi constatado, sua pressão normal, glicose normal, batimentos normais. O que pode estar ocorrendo?

  • Carlos A. R.

    Meu nome é Carlos o comentário acima sobre minha filha de 6 anos Carolina, esta me preocupando, pois na família de minha esposa há relatos de esquemia, ataque cardiaco, o que me lava a ter o máximo de cuidado.

  • Anonymous

    Dr Pedro, Bom Dia!
    Me Chamo Renata e Tenho 29 anos.
    na noite passada(18 para 19/07)comecei a sentir leve dor no peito tentei dormir e sempre que iniciava o sono, acordava como se tivesse levado um susto.Isso aconteceu diversas vezes de 0:00 ate as 3:30 da manha. Ja tive esse mal estar antes. Fui ao medico e fiz um eletro e nao acusou nada. estou em um novo emprego e o ritmo e muito pesado. Acredito que essa situacao provenha dessa mudança no ritmo de trabalho. Gostaria de saber se há algo que eu possa fazer para que durante o repouso nao sinta esse mal estar.
    Obrigada!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Carlos,
    De longe e com tão pouca informação é impossível dizer qualquer coisa.

    O fato dela já ter sido vista por um médico em ambiente hospital e nada ter sido detectado é algo que deveria te deixar mais tranquilo.

    MArque uma consulta com o pediatra dela que ele após examiná-la poderá dar informações mais confiáveis.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Renata,
    Isso parece-me crise de ansiedade.
    Provalvelmente é secundário a estresse que vc tem passado.

    O ideal é procurar ajuda médica e caso se confirme ansiedade pode-se indicar tratamento.

  • Yurico

    Olá!
    Tenho prolapso da valvula mitral e gostaria de saber se posso fazer tratamento estético corporal, por exemplo, massagem modeladora e drenagem linfática. Muito obrigada pela atenção.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Yurico
    Pode sim

  • AlexandraLuiz

    Olá Dr. Pedro

    Bom dia

    Me chamo Alexandra, tenho 38 anos, sou obesa, levo uma vida sedentária, trabalho em um local muito estressante e sou muito ansiosa. Tenho pressão alta que controlo com remédios indicados por meu cardiologista. (hidroclorotiazida + lisinopopril + besilato anlodipino)

    A mais ou menos 2 meses venho sentindo meu coração disparar, na maioria das vezes são em crises emocionais e principalmente quando vou dormir e acordo subitamente a noite com o coração parecendo que vai sair da boca. Sinto um pouco de dor nas costas na altura do peito… nada tão dolorido, mas incômodo, que melhora quando me estico, mudo de posição ou quando arroto.

    Minha pressão também sobe quando tenho que ir a hospital ou simplesmente em uma consulta médica (já cheguei a 20/11).

    Minhas dúvidas:

    Essa dor no peito pode significar algo mais sério?

    O fato de minha pressão subir em situações de forte stress, não deveria estar controlada já que tomo remédio?

    Como devo agir quando ocorrer essas crises emocionais acontecerem? Por que fico desesperada ao ver meu coração disparar… Tenho as vezes a impressão que vou até morrer….

    Minha próxima consulta é só daqui a 15 dias e gostaria de alguma orientação do senhor.

    Tudo o que o Sr. Puder me esclarecer sobre pressão alta, sintomas de infarto e crise de pânico será benvido.

    Obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Alexandra,

    1- Pode, mas não necessariamente é. Devido a seus fatores de risco, toda dor no peito deve ser valorizada.

    2- Sim e não. Subir um poquinho em estresse sempre sobe. O problema é subir tanto.

    3- O ideal seria fazer um eletrocardiograma no momento dos sintomas para se descartar arritmias e doença isquêmica.

    Tudo isso pode ser pÂnico, mas com esses fatores de risco é preciso investigar antes de definir ese diagnóstico.

  • Yurico

    Olá Dr.Pedro
    Gostaria de saber também, quais os riscos que eu corro caso esteja fazendo exercicios além do meu limite. E, porque quando meu coração bate rápido, tenho a impressão que ele fica maior? Muito obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Yurico,
    Se vc faz esportes com muita intensidade e tem ficado encucado com seu coração, poderia fazer um teste de esforço. Nada mais é do que um eletrocardiograma enquanto corres em uma esteira.

    Converse com cardiologista e veja se ele tem essa opinião.

  • Dri Soncella

    Dr. há mais ou menos 15 dias sinto meu coração falhar bastante. Tenho 35 anos, sou magra, mas fumo e bebo muito café o dia todo. Sinto dores no lado esquerdo do peito com frequencia, mas essas dores não se espalham, ficam localizadas acima do seio esquerdo. Minha pressão geralmente sobe um pouco no final do dia, mas não muito. Gostaria de saber se essas crises de arritmia estão acontecendo em decorrência do consumo exagerado de café e cigarro ou se pode ser algo mais grave? Durante o sono não sinto absolutamente nada. Não estou ansiosa ou nervosa pra gerar esses sintomas. Sempre tive essa arritmia quando fazia muito esforço, mas ultimamente tem sido muito frequente. O coração está batendo de forma totalmente irregular. O que fazer? Já fui ao médico e ele me disse que a dor não está associada a essa arritmia pq ela é bem localizada. Estou bastante preocupada.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Dri,
    Com certeza o cigarro e o excesso de café contribuem. Se a arritmia é muito frequente vc poderia fazer um Holter para tentar identificá-la.

    Se vc realmente se preocupa com a saúde, pare de fumar e reduza drasticamente a cafeína.

    abs

  • Dri Soncella

    Obrigada D. Pedro… vou fazer isso sim. E vou fazer o exame porque está me incomodando bastante. Deus abençoe o Senhor. Mais uma vez obrigada

  • Danielle Rodrigues Manzoli

    Dr. Pedro,
    Desculpe incomoda-lo mais uma vez com dúvidas, mas adoro ler e aprender e como sempre acompanho seu blog, acabo sempre tendo uma duvida a ser esclarecida!
    Uma pessoa proxima a mim foi diagnosticada com taquicardia de ansiedade! isso existe? ela se queixava de palpitacao quando fazia pouco esforço (subir escada), nao conseguia respirar fundo ate o fim (tossia ao final e tinha palpitacao)! Ela nao é obesa, nao bebe, nao fuma, nao tem problema de colesterol, diabetes, pressao alta ou doença renal.
    O medico receitou anseolitico. Se for uma doença, tem cura? ha com que se preocupar? isso faz sentido?
    Como a pessoa é muita agitada, creio que anseolitico (passiflora) nao faca efeito!

    grata,
    Dani

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Dani,
    Não só existe como é a taquicardia mais comum.

    Não é uma arritmia e por isso é benigna. O sintomas melhoram conforme o quadro de ansiedade é controlado.

  • Dri Soncella

    Dr. Pedro… desculpa incomodar de novo. Fiz tudo o que o Sr. mandou: parei com o café, diminuí drasticamente o cigarro (2 ou 3 por dia)e marquei uma consulta, mas como aqui no Paraná o SUS é muito demorado e é possível que eu passe vários meses aguardando essa consulta, gostaria que o Sr. me tirasse mais uma dúvida. Tenho arritmia com frequencia, todos os dias, várias vezes por dia, é como se o coração batesse uma vez em cima da outra e parasse uma, a frequencia cardíaca sobe geralmente pra 100, 110 batimentos por minuto. Hoje estava com dor de cabeça e tomei uma aspirina, e percebi que os batimentos normalizaram. O coração bateu certinho o dia todo. Isso quer dizer que eu tenho um problema cardíaco ou não tem nada a ver? Não posso fazer exercícios até consultar o médico? Meu Deus!!! E se essa consulta chegar depois que eu já tiver partido dessa pra uma melhor rs??? Tô desesperada… por favor me dê um conselho, uma resposta, uma dica… aqui o SUS é muito precário e se depender dele agente morre mesmo, literalmente e infelizmente. Obrigada mais uma vez pela atenção.

  • Mi Monteiro

    Olá Dr.Pedro,seu Blog foi extramente útil pra mim…procurei uma cardiologista certa vez e não sabia descrever o que sentia, relatei um prolapso mitral minúsculo e ela pediu um eco que confirmou que não podia causar sintoma algum, com o tempo fui percebendo que aumentava a frequencia do meu mal estar e o tempo que antes não passava de 5 seg, agora dura uns 15 que parece eternidade, pressão alta na gravidez e durante o parto senti 4 vezes o mal estar que não sabia explicar o anestesista me informou que tive 4 episódios de arritmia, a frequencia e tempo hoje continuam e já que não sinto nada a mais não me preocupei em procurar um cardiologista novamente, mas agora sinto aperto no peito as vezes junto com as arritmias e com pouco exercício físico como subir escadas elas voltam, já cheguei o tomar antiflatulentos e nada resolve, duram em média 7 minutos, sou fumante, meu pai sofreu infarto seguido de morte aos 60 anos, mas tinha doença autoimune…mas mesmo assim não acredito ue seja algo que me traga prejuizos maiores, considera grave esses sintomas???Se eu procurar um cardiologista novamente e explicar melhor talvez exista um tratamento???Ou posso conviver assim sem maiores prejuizos???Ou prejuizos podem existir???Considero ser tão curto o tempo de sintomas e meu trabalho é frente ao computador que não me trás prejuizos na vida a não ser que possa infartar…

  • Mi Monteiro

    AH!!!Esqueci de dizer que tenho 35 anos…:) e agradeçer desde já sua dedicação.

  • Cláudia Fernandes

    olá Dr., tenho 25 anos e estou grávida de 2 meses, este é meu segundo filho. Porém ando mto anciosa…e desde que descobri a gravidez, não durmo a noite toda, acordo de madrugada sentindo o meu coração bater bem forte…mas logo durmo, mas esta situação me incomoda.
    E durante a manhã ou noite fico com uma sensação de falta de ar, a ponto de precisar parar e respirar…
    Uns falam que é normal por causa do fluxo de sangue ser maior na gravidez e outros falam que não é…
    Será que é só ansiedade mesmo?
    Na minha primeira gravidez não senti nada disso…
    E tem outro ponto…ainda tenho alguns momentos da minha síndrome do pânico e morro de medo de tomar remédio…
    Muito obrigada!

    Cláudia Fernandes

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Dri Soncella disse…
    Nenhuma arritmia grave fica só com 100-110 bpm. Melhorar após aspirina também não faz muito sentido. Provavelmente vc tem taquicardia sinusal e não uma arritmia.
    Acho que esse teu quadro tem muito de ansiedade.

    Vc pode procuar um pronto-socorro no momento da palpitação para tentar fazer um eletrocardiograma.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Mi Monteiro,
    De tudo o que vc descreveu o que mais me preocupou foi vc dizer que é fumante. Isso sim trás risco imensos a sua saúde. Se preocupar com PVM e não com o tabagismo não faz sentido.

    Acho que se os sintomas incomandam tanto assim, uma visita a um cardiologista não fará mal. Pode ser que com medicações vc consiga controlá-los.

    A grande questão é ter ceteza de que se trata apenas de um pequeno PVM.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Cláudia,
    Para se ter certeza de que se trata apenas de uma ansiedade, é preciso fazer um eletrocardiograma no momento em que a palpitação estiver ocorrendo.

    Agora se vc já tem o diagnóstico de síndrome do pânico, é muito provável que seja mesmo só ansiedade

  • Anonymous

    DR. Eu tenho hipertofia septal assimetrica ; estenose aortica e estou tomando selozok 50 mg por dia. Tenho 32 anos. Mas desque que comecei a tomar o remedio sinto mais cansaco, falta de ar ee as vezes angina . Isso eh normal. Moro nos EUA e meu cardiologista é no brasil, devo ligar para ele, adianta ou isto é normal?
    Muito obrigada desde ja !
    Tatiana

  • Renato Santiago

    Olá Dr. Pedro, meu nome é Renato tenho 37 anos, faço muito esporte desde os 6 anos de idade e tenho palpitações desde a infancia, porém , todos os meus exames como: eletro, teste ergométrico, holter e eco sempre foram mormais até 4 anos atras, quando os problemas começaram e tive que parar as atividades fisicas, a palpitação piorou de intesindade e começei a sentir extra-sistoles e taquicardias (confirmadas pelo holter e looper) como extra-sistoles ventriculares e supra ventriculares, logo depois passei a ter dores no peito, tontuta , nauseas e uma mal estar continuo,tenho que dormir quase sentado se deito piora muito as paltitaçoes,em 2006 tive em um holter infra-desnivelamento de st de até 3mm, fiz 3 cintilografias de miocardio e 1 cinecoronariografia que deram normais, porém os sintomas continuam e reparei ao comparar os eletros que tenho bloqueio (BIRD) intermitente e também um Hemibloqueio também intermitente sempre acompanhados de mal estar, nausea e taquicardia sinusal, notei também que o meu pulso em alguns momentos fica alternante (batidas fortes em meio a normais) sem alterar o ritmo e sempre que sinto palpitações (apesar do holter estar na maioria das x normal) meu pescoço fica com um pulso muito forte e facilmente visivel, no ultimo holter tive taquicardias supra e 1 ventricular não sustentadas e também ondas T negativas e mais 1 holter c/ infra de ST, no ultimo mes fiz o ECGAR deu positivo, não sei mais o que fazer já passei em muitos cardiologistas sem ter nenhuma resposta para meus problemas. Gostaria de saber se O Dr tem alguma sugestão do que eu posso fazer. Obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Tatiana,
    Teoricamente vc deveria se sentir melhor com o Selozok.

    Vc tem asma? poderia ser uma justificativa para a piora com o selozok.

    Tem que ver tb se sua pressão não está caindo muito, pois este remédio também é um antihipertensivo

    E por último, vc deve contar sua frequência cardíaca e ver se ela não esta muito lenta, já que o selozok pode causar isso.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Renato,
    Vc precisa se consultar com um cardiologista especializado em arritmias.

    Se vc mora no Rio de Janeiro posso te indicar uma colega minha

  • Anonymous

    Boa tarde doctor,

    Chamo me Vanessa e os medicos diagnosticaram me um arritmia ha quase 10 anos atras, tenho 26 anos.
    Sou uma pessoa bastante activa, faco desporto 3 vezes por semana mas sinto me bem quando estou a praticar. No entanto, quando tenho emocoes fortes, sinto me mal. O meu coracao oscila sempre entre os 80 e 110 mas as vezes ultimamente tenho tido batidas bastante baixas. Quando esta entre os 60-70, sinto que vou desmair e fico bastante fraca e com tonturas. Tambem sinto bastante dor nas costas, lado do coracao, no lado direito do peito e as vezes uma sensacao de “trovoada” no peito e nao consigo mexer me muito por causa da dor. Nao gosto muito de ir ao medico para nao parecer hipocondriaca. O que o doctor acha?

  • Milton

    Olá Dr.

    Tenho 23 anos. Não bebo e não fumo.
    Gostaria que me ajudasse a entender meu problema. Tenho algumas crises de aceleramento no coração (sem fazer esforço), que duram questão de segundos, mas parece que o coração vai sair pela boca. Duas vezes fui na emergência fazer eletrocardiograma pra tentar “pegar” o problema mas na hora que chego lá meu coração está batendo normal.
    Fiz mês passado um ecocardiograma, e o resultado foi quase tudo normal, mas com a informação “Prolapso valvar mitral com mínima insuficiência”. Ignorei e acabei não levando ao médico achando que estava tudo certo.
    Porém, 04 dias atrás estava sentada trabalhando, e quando me abaixei meu coração deu uma batida diferente (não chegou a disparar). Me abaixei novamente prestando atenção e quando o fiz, novamente bateu diferente e quando levantei quase desmaiei. Fui ao cardiologista, q fez um novo eletro dizendo que estava tudo bem. Disse que devia ser má circulação de sangue e pediu que eu tomasse bastante líquido. Ontem e hoje estou me sentindo estranha, sinto o coração batendo forte, entre 100 e 110 batidas (sendo que o meu normal é 90), parece que fica mais difícil de respirar. Quando vejo que vai ameaçar dar aquela ultima crise, paro, respiro bem fundo e tendo me inclinar (deitar), e melhora um pouco, mas continuou nos 100 batimentos. O que pode ser? Os médicos dizem que os exames não acusaram nada, mas posso ficar tranquila? Tenho sindrome do panico há 01 ano. To acostumada com aceleramentos esporádicos, mas não com esse mal estar esquisito.
    Meu maior medo é que uma hora ocorra isso e eu morra, sei lá, ou tenha um infarto. Me ajuda?

    Catarina

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Olá Vanessa,
    Se vc pratica desporto, não faz muito sentido sentir-se mal com frequencias a volta dos 60 bpm. Até porque essa frenquÊncia ainda é considerada normal. Até velhinhos conseguem tolerá-la.

    Qual foi a arritmia que te diagnosticaram ?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Catarina,
    A sindrome do pÂnico explica todos os seus sintomas. Porém, isso não exclui a hipótese do seu prolapso dar alguns desses sintomas.

    Vc poderia fazer um HOLTER, que é um eletrocardiograma por 24 horas. È mais fácil pegar essas taquicardias deste jeito.

  • Anonymous

    Boa tarde doctor,

    Antes de mais, obrigada por responder ao meu post. Quanto ao tipo de arritmia que tenho, o medico disse arritmia sinusal. Leio muito sobre o assunto e constei que pessoas que fazer desporto tem pulsacao mais baixa mas isso nao acontece comigo. Sempre assumi que nao tolero as 60 batidas porque meu coracao sempre bate rapido. Pior que, qd ele bate rapido eu nao sinto mal ate mas qd esta devagar sinto mt tontura e fraqueza, como se nao tivesse acucar no corpo.

    Vanessa

  • Juliana.mision

    OI DOUTOR EU SOU JULIANA TENHO 27 ANOS E A UNS 7 MESES ATRAS SENTI UMA DOR FORTE NO PEITO NÃO CONSEGUIA RESPIRAR FUI AO MEDICO PORÉM TIVE QUE ESPERAR 5 HORAS E QUANDO FUI ATENDIDA NÃO TINHA NADA, DEPOIS DE ALGUNS DIAS SENTI PALPITAÇÃO, MEU CORAÇÃO BATIA DIFERENTE, COMEÇAVA E PARAVA UM POUCO, DEPOIS SUMIU, AGORA FAZ 5 DIAS QUE ESTOU SENTINDO, EPARECE QUE ESTOU ASSUSTADA POIS BATE DEMAIS, EU SINTO ACELERADO E COM PAUSA, O QUE PODE SER

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Vanessa,
    Se o ritmo é sempre sinusal, não há com que se preocupar

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Juliana,
    é preciso fazer um eletrocardiograma no momento da palpitação para saber o que está acontecendo

  • Vitor

    Caro Dr.

    Um dia, depois de beber vonho ao almoço, passadas 6 horas senti um mal estar no peito e electricidade a percorre-lo. Entretanto, com dor de rins, bebi uns chas diureticos para os rins e fiquei com tremores, formigueiros, contracções nos musculos pernas, braços e peito e de noite acordava com o coração a bater rápido, mas regular, ao que parece. De dia sentia palpitações, mas o ritmo é normal até 70, letargia, cansaço e por vezes um mal estar no peito com tremores no peito que passam com murros no peito, libertando uma espécie de corrente.
    tomei magnesio um mês e melhorei, mas ao deixar de tomar, passados 3 dias voltam os sintomas. Que poderá ser?
    Falta de magnesio, que devo tomar mais tempo ou problemas cardiacos? O holter indicou nenhum problema nesse dia de ritmos anormais.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Vitor,
    Isso é distúrbio de ansiedade.

    tremores, sintomas por todo o corpo, formigueiros, palpitações que não são arritmias…

    Confie em mim. Procure um psquiatra.

  • deny

    olá drº, certa vez fui fazer um ecg e deu alteração o médico ao escutar o meu coração disse que não estava entendendo pq meu coração estava bom,mas na hora em que eu fui fazer o ecg eu fiquei muito ansiosa , isso pode dar alterações ?

  • David Christian

    Dr. Meu nome é David Christian. Eu tenho 27 anos, não fumo, não bebe, sou magro. Há mais ou menos um ano, comecei a sentir algumas palpitações, principalmente, quando eu deitava. Eu fui a uma médica, ela pediu que eu fizesse vários exames de sangue, um eletrocardiograma e um ecocardiograma. Nos exames de sangue, só deu irregular um excesso anti tireoglobulina. No eco, de irregularidade, apareceu prolapso do folheto posterior da valva mitral sem insuficiência. No eletro, apareceu ritmo sinusal alternado com Flutter atrial com condução variável e extra-sístoles ventriculares monomórficas isoladas. Então, procurei um cardiologista, que me pediu o exame Holter. Fiz o exame, e deu Ritmo sinusal com FC média de 93 bpm; Atividade Ectópica Ventricular: 1661 isolados, 437 acoplados e 154 taquicardia ventriculares não sustentadas (maior com 8 batimentos); Atividade Ectópica Supraventricular: 2317 isolados, 749 pareados e 1138 episódios de Flutter atrial paraxosisticos (maior com 75 batimentos). Após esse exame, o cardiologista me prescreveu 120 mg de cloridrato de sotalol por dia. Agora, ele disse que não era especialista em arritmia, que eu procurasse um especialista, mas em São Carlos, não existe nenhum. Assim, eu gostaria de fazer algumas perguntas: 1) O que tenho é algo grave?? 2) Teria uma causa essa arritmia? 3) Eu prestei um concurso público e passei, agora estou um pouco ansioso, não sei se isso é fato impeditivo no exame médico de admissão? Muito obrigado, fico feliz em encontrar um local como esse site, onde agente pode saber um pouco mais sobre esse assunto.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Deny,
    Não, nenhuma alteração relevante ocorreria só pelo fato de estás nervosa.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    David,
    1) Vc tem muita atividade arritmogênica, tanto ventricular quanto supraventricular. De longe é difícil avaliar a gravidade. Se na sua cidade não há arritmologistas, vá a São Paulo.

    2) Sim, vc provavelmente tem uma alteração nas vias elétricas do coração. Pode ser necessário fazer uma ablação.

    3) Talvez isso possa te atrapalhar, sim.

  • Anonymous

    Doutor, eu sou Giba, tenho 22 anos, 74 kg. Fumo a 7 anos, bebo frequentemente, ja usei esteroides anabolizantes (eu sei que sou meio inconsequente), nunca me preocupei muito com meu coraçao, porem nos ultimos meses, mudei de trabalho e me sinto extremamente ancioso e com falta de sono. Principalmente de noite sinto vontade de arrotar praticamente o tempo inteiro, nao necessariamente sinto meu coraçao bater rapido, mas sim forte ou apenas sensivel (dificil descrever). Gostaria de sua opiniao sobre isso, pode ser algo grave ou o começo de algo? Algumas vezes que tentei parar de fumar senti a sensibilidade de noite diminuir bastante, e diminuiu consideravelmente a vontade de arrotar, porem nao por completo. O cigarro pode causar esse tipo de efeito de gases ou e mais pela ansiedade mesmo? Talvez eu tenha tido alguns episodios de sindrome do panico, ou apenas ansiedade forte. Tem a ver? Peço desculpas pelo monte de perguntas. Obrigado. Giba.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Giba,
    você é jovem e apesar de todas as agressões que faz ao seu corpo as chance de doença cardíaca é baixa. O diagnóstico de ansiedade é sempre o último a ser feito, depois de excluir patologias orgânicas. Sugiro que você procure um médico para ser examinado e se for preciso, realizar alguns exames para descartar doença cardiovascular. De qualquer forma, pare de fumar e reduza a ingestão de álcool.
    Abraços.

  • Anonymous

    Boa tarde Doutor
    Tive cancer de mama no ano passado. Correu tudo bem e terminei os tratamentos no inicio de 2009. Há cerca de 2 semanas, fiz cirurgia de implante mamário com prótese de silicone. Dois dias após alta, comecei com pressão no peito. Todos os dias pioro. Estou numa fase em que sinto peso no peito (zona central), dedos anelar e mindinho da mão esquerda dormentes assim como parte da mão, fraqueza, transpiro excessivamente, respiração ofegante, aperto no pescoço (tipo sufoco) e por vezes, aperto nas costas. Tudo isto piora durante a noite acordando inclusivé de repente e nem sei porquê.
    Sei que deveria ir no médico mas tenho receio. O que acha? Eu fumo, bebo 1 café por dia, tenho 32 anos, neste momento, faço uma vida sedentária, não uso drogas (só medicação prescrita) e não bebo alcool.
    Gostaria se possível, obter um parecer hoje porque amanhã, irei no meu cirurgião e gostaria de ir mais tranquila pois não queria internar.
    Obrigada.

    Liana

  • Anonymous

    Esqueci de dizer, que tenho alguma tosse seca, sem especturação (é mais porque sinto qualquer coisa na garganta e pretendo alívio mas não alivia).
    Também tenho acordado com espasmos musculares.
    Estive a ler sobre anemia e eu quase não tenho a zona do olho que fala (se vermelha, ok, se branca, pode ter anemia). A minha está tipo atrofiada!
    Nota: fiz 4 sessões de quimio, protocolo CA, 28 de radioterapia e actualmente, tamoxifeno.
    Uma vez mais, muito obrigada

    Liana

  • Anonymous

    Anônimo disse…
    Dr. Pedro é prazer meu nome é nati… há uns três dias venho sentindo meus batimentos cardíacos diferentes… gearalmente quando estou adormecendo ou dormindo… chego a tomar um susto com os batimentos acelerados e temo até em dormir e não acordar e estou muito preocupada.. chego a sentir uma tristeza e medo quando chega a noite.. em que preciso dormir e sentir o desconpaço no ritmo do meu coraçao… tenho 32 anos, fumo, geralmente quando associado a bebida.. nao sou daquelas fumantes de maço de cigarro, mas associado à bebida… eu fumo muito.. tive depressao há alguns anos e descontava na bebida… cheguei a usar drogas.. mas quanto as drogas, nunca foi uma coisa usual.. como o cigarro e a bebida.. ajude-me

  • Anonymous

    Dr, meu nome é Anderson e tenho uma duvida pra tirar com o senhor. Agradeço desde já.
    Quando tinha 15 anos (hoje tenho 23) fiz exames cardiologicos por causa de dores que eu sentia no peito quando jogava futboll. Fiz eco, eletro, teste ergométrico e holter 24, sendo que todos deram normal a não ser o holter de indicou arritmia sinusal. Meu médico disse que a unica coisa que eu tinha era sindrome taqui-bradi, mas que não era nada que mudaria minha vida, e que estava tudo normal. Nunca me preocupei com isso. Continuei levando a vida e nunca senti nada. Há mais ou menos 2 anos tive uma crise de ansiedade com taquicardia e voltei ao medico, fiz eletro e eco e pouco mais tarde prova de esforço só deu extra-sistoles supreventriculares isoladas na prova de esforço. Então ele chegou a me indicar uma academia pra diminuir a ansiedade. Minha duvida é a seguinte: Ha pouco tempo andei lendo sobre essa sindrome taqui-bradi, e toda vez que ue leio sempre fala de colocar marca-passo (não lembro de ter lido esse diagnostico quando fiz o holter, só mesmo arritmia sinusal) e um outro médico disse que isso não é nada que inclusive não sabia pq meu médico tinha indicado isso. O que é essa sindrome? Ela tem representa algum perigo?
    As vezes acho que não tenho isso, pq não sinto mais taquicardia e só de vez em quando sinto extre-sistoles. O que sinto é que as vezes meus batimentos aumentam e diminuem conforme eu respiro.
    Se puder me tirar essa duvida agradeço muito, queria a opnião de um outro médico, por isso procurei o senhor!

  • Mariana Smith

    Boa noite Doutor,

    Tenho 21 anos e não fumo nem sou obesa. Sinto meu coração bater muito rápido, e sempre, principalmente depois que passei por forte stress e ansiedade. Fiz um eletro e não acusou nada anormal. Pode ser alguma outra coisa? Se fosse uma arritimia grave apareceria no eletro?
    Obrigada!!

  • Anonymous

    Boa noite Dr

    É Liana de novo. Não fiquei muito sossegada com procedimento do cirurgião e gostaria de saber a sua opinião no sentido de ir ou não às urgências.
    O cirurgião passou apenas um RX e electromiograma mas, farei só em Setembro e os resultados e possível tratamento (caso seja necessário), só em Setembro. Não sei se devo agir já ou aguardar pelas datas.
    Não sei se estava ansiosa ou não mas na verdade, agora só tenho os dedos dormentes, alguma tosse e sensação de sufoco na garganta. A dor no peito passou assim como dificuldade em respirar mas temo que seja algo mais grave, que toda aquela sintomatologia volte e é muito incomodativo.
    Será que poderia opinar?
    No caso de ser algo menos grave, o que posso fazer para a dormencia passar? Não consigo escrever, usar talheres, pegar em objectos!!!

    Muito obrigada. Adorei esse blogue. Parabéns aos colaboradores.

    Liana

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Liana,
    É difícil avalair à distância.

    Bom, pelo o que eu entendi, algumas coisas me chamaram a atenção.

    1- Sua dormência na mão pdoe indicar uma patologia dos nervos periféricos. Poder ser efeito colateral da radioterapia + quimio.

    2- Vc pode ter algum grau de anemia

    3- Pare de fumar.

    Acho que o cirurgião não é o melhor especilista para esse seu quadro atual. Acho que uma consulta com um bom clínico geral poderia ajudar

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Nati,
    De longe é difícil avaliar, mas me parece que o seu quadro é mais ansiedade/depressão do que uma arritmia.

    Beber e fumar não ajuda muito.

    Acho que vc deveria ser avaliada por um médico, pode ser clínico ou cardiologista, para se ter certeza se os seus sintomas são de origem cardíaca ou psicológica.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Anderson,
    Arritmia sinusal não é nada. Ela é normalmente causada por quadros de ansiedade. Não há perigo.

    Pela a sua descrição do caso vc não deve ter síndrome bradicardia-taquicardia.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Mariana,
    Vc é jovem e sem fatores de risco.
    Só isso já indica bom sinal.

    Se o seu coração não acelerasse durante algum stress é que seria esquisito. Isso é uma resposta normal do organismo.

    Pelo o que vc contou, não vejo pq pensar em arritmia. Isso provavelmente é só ansiedade.

  • Anonymous

    Dr Pedro
    Venho a mais ou menos um mes passando por muito estress pois estava com problemas em casa.Tirei férias para resolve los e fiquei com a sinusite atacada, estava muito nervosa, fui ao médico e ele medio minha pressão e deu 15/10, nunca tive esse problema, minha pressão sempre foi 12/8, fiquei mais nervosa, continuei medindo e ela subiu mais 16/9 – 16/8, comprei o remedio e tomei ela voltou ao normal mas depois de umas quatro horas voltou p 14/10, fiquei mais nervosa e fui ao pronto socorro, estava normal 12/8 e ele constatou pelos sintomas um quadro de stress e ansiedade.Me deu um fitoterapico. Agora meu coração fica disparando toda hora, acordo com ele disparado e minhas mãos inchadas, meu rosto inchado, sinto um calor, ontem tomando banho quente como de costume, sai com o coração muito disparado e as mãos vermelhas e inchadas, ai foi passando, mas n dormi a noite, acordando com o coração disparado, chorava de preocupação, estou com medo, nervosa, achando que tenho algo serio no coração, que minha pressão esta alta, fico ofegante, meus musculos enrijecidos, e tenho tremores pelo corpo.Já tive sindrome do panico que curou sem medicação, e agora não sei o que pensar, acho que posso estar com um problema cardiaco e estou preocupada, nunca tive problemas no coração.

    Por favor, me ajude, Deby

  • deby

    Dr Pedro
    Esqueci de dizer, tenho 32 anos.
    Deby

  • Anonymous

    Dr agradeço pela sua resposta, mas gostaria de saber o que é essa sindrome de taqui-bradi e se existe algum perigo nela?
    Obrigado!

  • Anonymous

    Perdoe esqueci de me identificar, e o Anderson novamente na pergunta acima!

  • Tiago

    ola sou o Tiago tenho 34 e as vezes sinto uma espécie de pulsar do lado esquerdo logo onde terminam as costelas, normalmente quando estou sentado, não sinto dor mas é algo estranho. o ritmo cardíaco fica igual quando isto acontece.

  • Valquiria

    Dr. Pedro e Dra. Renata,
    meu nome é Valquiria tenho 28 anos e fiz um eletrocardiograma para uma cirurgia e acabei sabendo que tenho Arritmia Sinusal ( disturbio da conducao pelo ramo direito), meu ritmo cardiaco é irregular , FC Media 67 bpm, onda para 80ms, intervalo PR (pri) 160ms, Complexo QRS 80ms, intervalo QTc 370ms. Eixos eletricos SÂP + 80° p/ tras do plano frontal, SÂQRS + 70° pra tras do plano frontal, SâT + 60° P/ frente do plano frontal. Analise Morfologica Complexos QRS: rSr´em V1 e V2.
    Doutores isso é perigoso para minha saude? devo parar de ir a academia?, pois so consegui marcar consulta para outubro.
    Vocês atendem em Sao Paulo por algum plano dde saude?

    Grata

  • Anonymous

    Boa noite Doutor. Obrigada pela resposta.
    Fiz o que me recomendou. A enfermeira viu a tensão, 11/6 (tinha bebido dois cafés); pulsação a 93 e depois quando cheguei na consulta (esperei muitas horas e fiquei cansada e ansiosa – também porque me sinto exausta e com fraqueza) o médico não me auscultou, não pediu nenhum exame e disse que era uma crise de ansiedade. Já tinha lido sobre essa hipótese e há uns dias, fiz o teste de tomar 50mg de Alprazolam (tomo 25 mg por dia porque estou tentando deixar de fumar sem substitutos de nicotina – já reduzi 7), por dia e todos os sintomas se mantiveram. Acontece que eu estava tão mal, tão exausta que acabei por dar mais motivos para o médico me diagnosticar algo psicológico (me vieram as lágrimas aos olhos) mas foi porque não aguento mais estes sintomas, senti negligencia médica, esperei sozinha 5 horas, e estava preocupada porque era de noite e ia para casa sozinha.
    Não descarto este diagnóstico porque sofro de ansiedade mas não assim e a única alteração que pode ter desencadeado a crise, talvez seja o descontentamento com o resultado da cirurgia plástica (ainda assim, sou muito optimista e lutadora e daqui a 6 meses vou operar de novo).
    Além disso, anteriormente, aí sim, tive motivos para ter crises de ansiedade pois minha irmã, jovem, faleceu pouco antes de eu ser operada, com cancro de mama. Eu fiz tudo sozinha. Não tive ajuda de ninguém durante os tratamentos, cirurgia etc (minha família mora longe e estava muito debilitada devido ao falecimento de minha irmã). Portanto, eu duvido que seja ansiedade. Se fosse, seria óptimo para mim pois já sei o que é, e do grave, o menos grave, certo?

    Bem, uma vez mais, obrigada.

    Liana

  • Anonymous

    Dr. Tenho 20 anos, fumei cigarro dos 13 aos 17 anos. Hoje só fumo maconha e bebo em alguns fins de semana. De 1 ano pra cá + ou – eu tenho tido umas ‘acelerações’ no coração que duram 5 segundos e não se conssegue respirar nem nada. Mas esses dias eu tinha acabado de fumar um (metade de um, rsrs)e meus batimentos se aceleraram novamente a ponto de não respirar tbm por uns 5 seg. O problema é que depois de 30 min. meu coração acelerou 3 vezes seguidas e meu peito começou a doer. Fui pro hospital e o médico disse que eu devo ter Arritmia, só que ele me disse tbm que a maconha pode levar ao infarto. Nunca ouvi falar que maconha causa infarto, tudo bem, ela acelera o coração sim, mas será que corro riscos de infartar fumando cannabis??

    Obrigado, Doutor Pedro e Doutora Renata!!!

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Deby,
    pela sua descrição o quadro parece mesmo de ansiedade/síndrome do pânico, mas estes diagnósticos são sempre de exclusão. Sugiro que você procure um bom clínico geral para uma avaliação mais abrangente e eventualmente encaminhamento a um psquiatra. Abraços.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Anderson,
    a síndrome bradi-taqui é uma causa de arritmia cardíaca que em geral causa bradicardias (redução da frequencia cardíaca) e taquicardias (aumento da frequencia cardíaca) e muitas vezes requer a colocação de marca-passo para controle. Abraços.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Tiago, é muito difícil de interpretar o que você sente, mas pela sua descrição parece uma pulsação, que pode ser da aorta.
    Abraços.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Valquiria,
    a arritmia sinusal não é perigosa e nem impede a prática de exercícios físicos. No entanto, sem examiná-la e sem fazer uma história clínica completa não posso recomendar ou contra-indicar a realização de exercícios com segurança. Sugiro que você procure o médico da sua academia para esse fim.
    Não atendemos em SP, pois moramos em Portugal.
    Abraços.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Anônimo,
    o rico de infarto aumenta em 5 vezes nos 60 minutos seguintes ao consumo da maconha.
    Lembrando: só respondi esta sua pergunta porque acho relevante a informação, mas como já foi dito PERGUNTAS ANÔNIMAS NÃO SERÃO MAIS RESPONDIDAS!!!

  • Márcio

    Tenho 22 anos, ultimamente sofri uma crise alérgica e estou tomando medicamento para tratar a mesma, entretanto, passei a sentir uma espécie de arritimia (quando sinto um aperto repentino no peito seguida de ausência de pulsação, que logo se estabiliza) sempre na parte da noite antes de dormir, sem falta de ar ou tontura. Fiz um Ecodoplercardiograma que nada acusou, além de exames de rotina que também estão normais. No entanto, fico preucupado com tais sintomas pelo histórico de doenças cardicas na família. O que devo fazer?? Quais exames mais específicos detectaram algum problema??

    Obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Márcio,
    O exame para detectar arritmias é o eletrocardiograma e o HOLTER

    Procure um cardiologista.

  • http://www.blogger.com/profile/02900771924319469793 Mariana

    Olá!!
    Boa tarde!
    Tenho 21 anos e venho sentindo palpitações sempre depois de almoçar e jantar, diariamente, tem mais ou menos um mês. Mês passado também senti formigamento nas pernas e dormência em especial na perna direita. Sinto também cansaço com esforços leves. Sou sedentária, consumo pouca água e não tenho uma alimentação muito saudável. Nos finais de semana gosto de beber cerveja, e quando estou de ressaca ficam bem evidentes as palpitações. Será que não posso beber??Se realmente eu estiver com um problema cardíaco o que será? E será que tem cura? Tenho medo de ter que passar o resto da vida tomando medicamentos.
    Obrigada

  • Cleber

    Dra. Renata Campos, me desculpe pela pergunta em anônima e muitissimo obrigado pela resposta!

    sou aquele que perguntou sobre a Cannabis.

    só mais uma perguntinha, se por exemplo eu tivesse iso ao seu consultório e pergutasse pra voce se eu poderia continuar fumando pelo menos uma vez por semana (antes fumava todos os dias). Qual seria sua resposta, sincera?! :D

    Obrigado, mais uma vez!

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Mariana,
    o consumo de álcool pode precipitar algumas arritmias cardíacas. O ideal é que você seja submetida a alguns exames para saber qual é a natureza destas suas palpitações. Dependendo da causa pode ser sim que tenha que tomar medicação. Se você percebe um agravamento dos sintomas quando ingere bebidas alcoólicas, sugiro que não beba mais até esclarecimento do seu quadro. Abraços.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Cleber,
    sinceramente, eu te diria o que sempre digo aos doentes que fumam 1 cigarro de tabaco eventualmente: que é muito. Não pode ter meio termo. Basta uma vez para infartar.
    Abraços.

  • ana paula

    Boa Noite Doutor, tenho varias duvidas , e muitos medos e receios em relação ao meu coração…Bom tenho 22 anos, nao bebo, nao fumo, nao uso nenhum tipo de droga, nao tenho colesterol nem diabetes…mas des dos 19 anos sofro crises de ansiedade,de de entao passei por varios clinicos gerais, cardiologistas e ate neurologistas por causa dos meus sintomas, sinto taquicardias frequentes, dor no lado esquerdo no peito..e arrotos frequentes jutno com medo e desespero…mas as vezes as dores no peito ocorrem de forma isolada. A ultima vez que fui num cardiologista tem 1 mes , fiz holter, q mesmo dando 3 arritmias extra-sistoles a medica disse que era normal, e me deu o diagnostico de sindrome do panico receitando um ansiolitico e me indicando um psiquiatra…o fato é que mesmo ja passando no cardiologista e ela me dizendo que nao é nada grave , os sintomas me incomodam muito…o remedio ajudou, mas fico pensado nas arritmias extra-sistoles se nao pode evoluir pra um caso mais serio…por favor Doutor me tire essas duvidas
    Des de ja obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/11136658049755361995 bia

    DR.há vinte anos atras tive uma raiva e com um mês depois senti meu coração bater forte senti muito frio e fiquei muito nervosa e quanto mais e ficava nervosa mais o coração acelerava fui a emergencia fiz um eletrocardiograma
    e deu normal.agora estou com 46 ano
    e há dois anos voltou esse mesmo problema e até hoje estou tendo essas sensações desagradaveis o coração batendo muito rápido e ha um mês estou fazendo ginastica e agora estou sentido no ritmo de aceleração ele para e depois continua e isso me deixa preoucupada será que e por causa dos exercicios fisico,por favor me oriente o que eu devo fazer parar os exercicios? me responde obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/16566035350084679055 FRED SANTOS

    Dr., tenho sintomas constantes que gostaria de lhe passar e ter sua opinião:

    meu coração parece as vezes dar pequenos “saltos”, batendo de forma irregular, é quase como se parasse por alguns micro-segundos, acontece com certa frequencia durante as 24hs., seguido de um desconforte respiratório, e uma sensação de mal estar, sem dor. Tem mais de 2 anos que fiz exames cardiácos rotineiros e nada foi constatado. Como tem se repetido esse quadro, venho me preocupando. Peço sua opinião. Obrigado.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ana Paula,
    3 extra sistoles não é nada. Todo mundo tem isso.

    Vc é jovem e saudavel, mas a síndrome do pânico se não tratada é um distúrbio que pode atrapalhar muito sua vida. Esqueça o seu corpo, até pq vc não tem idade nem fatores de risco para ter doença do coração, e se concentre na sua cabeça.

    Procure um psiquiatra que vc verá que esses sintomas vão desaparecer com o tratamento.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Bia,
    Acho que vc deveria procurar um cardiologista para ele te avaliar e eventualmente solicitar um HOLTER. Não tenho como opinar sobre o exercícicos antes de vc ser avaliada por um médico.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Fred,
    Acho que se é um quadro que te incomoda, vc deveria ser visto por um cardiologista. Com um ECG e um HOLTER, isso é facilmente avaliado. Se não for nada de grave vc pode ficar mais calmo.

  • Rogerio

    Caro Dr. e Dra, gostaria muito de uma ajuda, tenho 32 anos, 125kg, hipertenso, tomo remedios diariamente, e atualmente a pressão tá controlada (eu acho), fica sempre em 13,5 por 9, mais atualmente venho sentindo um desconforto no peito, e estou com medo do que seja, meus batimentos cardiacos estao baixos, chegam a 47 por favor me ajudem gostaria de saber se é normal este batimento e o que causaria um batimento assim… obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Rogério,
    Bom, a não ser que vc pratique exercícios físicos aeróbicos diarimente, ou seja, seja um atleta, essa frequência relmente está muito baixa. Pode ser um distúrbio de condução dos estímulos elétricos.

    Acho que vc deveria procurar um cardiologista. 125 kg é muita coisa, a não ser que vc seja muito musculoso, vc também tem que emagrecer.

  • Mary x)

    Dr e Dra.
    a alguns meses eu ando sentindo umas palpitações que duram mais de 2 minutos, isso acontece frequentemente de segunda a sexta.
    meus batimentos cardiacos ficam excessivamente acelerados, e geralmente acontece quando estou dormindo ou deitada em meu horario de almoço.
    também acontece de algumas vezes eu sentir insuficiencia respiratoria.
    oq seria isso?

  • Mary x)

    e melhor como posso tratar? fui a um médico e ele me receitou uns calmantes e remedios para durmir…
    um dos q eu tomo se chama tegrex.
    adianta em alguma coisa?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Mary,
    Provavelmente o seu médico achou que isso era secundário a ansiedade

    De longe não tenho como avaliar se o tegrex é o mais indicado.

  • Gabriel

    Dr.,

    Gostaria de informação no seguinte:
    As vezes quando deito ( independente da posição ), sinto “o coração bater” as vezes ao verificar no pulso noto que ele esta normal ( variando até 88 batimento por minuto )…
    Essa sensação de “sentir o coração bater” é normal? a que mais pode estar relacionado? vale lembrar que não faço nenhum exercicio fisico e estou um pouco acima do peso ( altura 1,80 , peso +- 93kg ) … Alguma sugestão?

    Na verdade tenho medo de ser algum problema mais serio, pode apenas ser aciosidade, como sugere que eu verifique isto?

    Obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Gabriel,
    a sensação do batimento cardíaco não é incomum, e se não há sintomas associados, alteração do ritmo ou da frequencia cardíaca, não há nada com que se preocupar. De qualquer forma, se quiser ficar mais tranquilo procure um clínico geral para uma avaliação global. Abraços.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Gabriel,
    a sensação do batimento cardíaco não é incomum, e se não há sintomas associados, alteração do ritmo ou da frequencia cardíaca, não há nada com que se preocupar. De qualquer forma, se quiser ficar mais tranquilo procure um clínico geral para uma avaliação global. Abraços.

  • Fabiane

    Bom dia Doutor. Tenho 57 anos e minha pressão é alta 14 por 9, fiz um eletrocardiagrama e acusou que tenho hipertrofia ventricular esquerda e ritmo sinusal taquicardiaco, e meu batimento varia de 94 a 100 BPM, estou tomando remédio para controlar a pressão e outro para diminuir os batimentos a uns 20 dias, no entanto estou me sentido meio fraca e meus batimentos ainda não diminuíram. Gostaria de saber se os meus batimentos estão muito fora do normal e se preciso voltar ao médico para trocar o remédio que diminui os batimentos, e também queria saber porque me sinto fraca. E quais são os riscos desses meus problemas, e se é possivel reduzir a minha hipertrofia só com os remédios para normalizar a minha pressão? Grata pela atenção..
    Fabiane

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Fabiane,
    É possível sim regredir a hipertrofia, mas para isso sua pressão tem que estar bem controlada.

    Vc é muito ansiosa? Esse batimento mais rápido pode ter a ver com isso. Se o seu médico disse que o objetivo era desacelerar o seu coração e isso não ocorreu em 20 dias, vc poderia contá-lo.

    Em relação a fraqueza, seria interessante que vc medisse sua pressão e os batimentos cardiacos na hora dos sintomas, para ver se não algo a ver.

  • Anonymous

    Bom dia!
    Doutor, meu nome é waltere e eu gostaria de tirar uma duvida.
    Eu de vez enquando sinto extre-sistoles. Não é sempre, as vezes eu passo até uma semana sem sentir, mas tem dias que sinto toda a hora, geralmente quando estou me sentindo estufado, com gases. Tem algumas coisa a ver? Essas extra-sistoles representam algum problema? ja fui a um cardiologista e ele disse que não é nada demais, e gostaria de saber se tem algumas coisa que eu posso fazer para diminui-las? obrigado!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Waltere,
    À prinipio extra-sistoles isoladas não indicam nada. Vc precisa identificar que situações favorecem o seu aparecimento e tentar controlá-las. Pode estar também relacionado a estresse e ansiedade.

  • Laisa

    Boa noite, Dr. Pedro.

    Me chamo Laisa, tenho 18 anos, não bebo, nao fumo.
    Há algum tempo, percebi que tenho pressão baixa, já cheguei a ter duas quedas na mesma hora, e tambem a desmaiar por causa disso.Ja fui no medico mas ele diz que é normal pra minha idade. Eu sou muito nervosa, entao essa pode ser uma das causas pra que isso ocorra, embora nao seja sempre.
    Só que a ultima vez que minha pressao caiu, eu demorei mais a voltar e depois eu sempre fico com medo de ela cair de novo, me sinto muito mal.E desde essa vez qe caiu, eu ando tendo tambem palpitaçoes (sem fazer esforço nenhum, mas elas nao duram mais que um minuto, e quando faço algum movimento rapido fico com muito mal estar, as vezes eu tenho dores no peito, mas é muito pouco.Ando tão nervosa por isso, que nao gosto nem de ficar sozinha mais.
    Ah, e essas palpitaçoes nao acontecem quando estou fazendo caminhando, tambem nao tenho fadiga e perda de folego.

    O que sera que pode ser ? Eu acho que pode ser anemia, mas nao sei se ela pode me deixar assim.

    Posso ter algum problema cardiaco, devido as palpitaçoes sem motivos?
    Ou pode ser só sistema nervoso ?

    Qualquer informaçao é valida.
    Desde já, obrigada.

  • Laisa

    PS: tenho esses mal – estares normalmente mais de manha e a noite e quando me sinto assim, parece que me falta o ar.E convivo diariamente com fumantes, nao sei se isso influencia.

    Laisa

  • Anonymous

    Meu nome é Paulo

    Boa noite Doutores,
    Tenho 30 anos, sou magro não bebo e nem fumo, porem bebo café todos os dias.
    Sinto algumas palpitações há alguns anos.

    Eu estava sentado (relaxado) e meu coração disparou sem motivo aparente isso durou cerca de 40 segundos e logo após voltou ao normal. Não tive outro sintoma como tontura e falta de ar e nem dor. Isso já ocorreu duas vezes em cerca de um mês, sinto que ando stressado pois estou me irritando fácil. Esse fato do coração me deixou com medo.
    Gostaria de saber algo a respeito…

    Desde já agradeço!

  • Regina

    Ola doutores:
    Meu nome é regina tenho 37 anos e moro no Rio. Desde os meus 25 anos venho sentindo arrtmias a noite, mas sao poucas vezes ao ano e acordo com sensação de bolo na garganta, fiz um doppler a pouco tempo e esta escrito ” pequeno prolapso mitral, regurgitaçao tricuspide leve, valvula tricuspide redundante , o medico disse que tenho uma valvula maior mas para eu nao me preocupar com isso e me receitou m calmante bem leve … o caso é que a tres semanas sinto uma batida forte seguida de batidas normais,e ai volta a batida forte e em seguida as normais, isso durante todo o dia, e está me deixando nervosa. Será algum problema serio? pode me indicar um médico que aceite unimed ? fiz exame de sangue é esta tudo normal, não fumo, nao bebo, mas me sinto ansiosa.
    Obrigada aguardo resposta

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    LAisa,
    Isso tá com toda cara de síndrome de pânico. Procure ajuda médica.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Paulo,
    Tanto o excesso de cafeína quanto o estresse podem causar taquicardias. Tente reduzir o consumo de cafeína e passe a praticar exercícios que isso deve sumir.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Regina,
    Não me parece nada de mis, mas de longe é dificil afirmar qualquer coisa

    Tenho uma lista de médicos indicados, que fica na barra lateral.

    o link direto é esse:
    http://mdsaudemedicos.blogspot.com/

    Procure pelos cardiologistas. Veja qual tem o consultório mais cômodo para vc.

  • Lígia

    Bom dia!
    Há uns tres anos fiz um holter pois andava com crises de ataques de pánico e então fiz electro, cardio e holter. O electro mostrava taquicardia sinusal, primeiro que fiz foi em plena crise e o seguinte que foi antes de realzicar o ecocardiograma, também pois a ansieadade do exame era muita. O cardiologista disse que não viu nada de anómalo no coração. No entanto fiz um holter 24horas com um resultado de 6 extrasistoles supraventriculares. Disseram-me que não era importante e que muita gente tem.
    Entretanto, o tempo foi passando e por vezes sinto as ditas extrasistoles pela descrição que fui apreendendo. Desde miúda fui patinadora de alta competição, mas entretanto com os estudos o exercicio ficou qs parado e em algumas alturas mm nulo. este fim de semana inscrevi-me num ginásio e fui fazer uma aula de dança (samba, só para perceber o ritmo) e tenho noção que tive mais extrassistoles mal comecei a puxar para acompanhar a aula e por isso abrandei e nem fiquei na aula até ao fim.
    Recomenda que eu faça uma prova de esforço, fiquei com medo e já sei que isso só vai servir para aumentar mais a minha ansiedade.
    Obrigado pela opinião.
    Lígia

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Lígia,
    Extrassistoles isoladas não têm nenhum significado e não são perceptíveis na maioria das vezes.

    Acho que vc ficou impressionada com esse achado e está criando relações que não existem.

    Converse com o seu cardiologista. Talvez o teste de esforço seja bom, não para diagnosticar alguma coisa, mas sim para te deixar mais tranquila por ver que não há nada de errado.

  • Anonymous

    Dr. nos ultimos tempos , a minha filha tem tido arritmias que chegam a durar cerca de minutos , a médica de familia disse que não era nada de grave .

    deverei ir a um Cardiologista ?

    Ana.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ana,
    Se vc não ficou satisfeita com as explicações da médica de família, não faria mal nenhum procurar uma 2º opinião de um cardiologista.

  • Carla Pinheiro

    Dr Pedro
    Venho a mais ou menos um mes, muito ansiosa tudo começou com ebastel que tomei e começou me dar dor de cabeça, fui medir a pressao 13×9 fiquei apavorada, a partir dai ela ficou sobe e desce ate que um dia 16×9, tomei umas gotas de dipirona para dor de cabeça e fui no hospital chegando lá 12×8 diagnostico TAG, (mas não consigo acreditar nos medicos desde de que meu pai morreu) do dia que deu 16×9 em diante pressao 13×8 / 14×8 / 14×9 /15×9 fui em dois cardiologista o 1 me falou TAG pois fiz so esse mes de agosto 5 eletro e todos normais, março teste normal , junho ecodopller minimo escape valva mitral,agosto colesterol normal, cpk normal, tgo normal, triglicerideos normal,acido urico normal, glicemia normal o 2 diante de todos os exames mesma coisa e me receitou um ansiolitocs mas o sintomas sao:coração fica disparando toda hora, acordo com ele disparado e minhas mãos inchadas,sinto um calor, dores no pescoço e nuca , braços e pernas doem, acordo com muito sono e cansada, choro por tudo e do nada, peito doi em diversos lugares
    estou com medo, nervosa, achando que tenho algo serio no coração, que minha pressão esta alta, fico ofegante, meus musculos enrijecidos, e tenho tremores pelo corpo. acho que posso estar com um problema cardiaco e estou preocupada, nunca tive problemas no coração.
    minha pressao 4 dias antes de tomar o ebastel foi sempre 12×8 no maximo 13×8,
    O que tenho, minha pressao vai voltar ao normal ou vou ter que tomar remedio, o medico não receitou nda so ansiolitico?
    Estou desesperada
    Por favor, me ajude

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Carla,
    Isso é TAG com certeza. Procure um psiquiatra.

  • Chano

    Fui no cardiogista,fiz o eletro, e deu que tenho arritmia sinusal,ele disse que é normal na minha idade (17).
    Posso praticar esportes normalmente?
    Essa arritmia pode mudar pra algo pior?

    Abraços

  • andi

    Dra Renata e Dr Pedro,
    tenho 42 anos, 1,74 m e 76 kg.
    pratico esportes regularmente (2-4x/semana), nao fumo e nao consumo alcool ou cafe em excesso.
    tenho arritmia mas conforme o cardiologista nao e grave (fiz eletro em 2001).
    sabado passado fui subir uma montanha (1800 m). durante as primeiras horas nao senti nada diferente a nao ser que estava suando mais do que o normal.
    depois da primeira pausa (agua, maca, um pedacinho de pao) recomecei a subida e logo no inicio percebi que meus batimentos cardiacos estavam irregulares. diminui a velocidade e fiz varias paradas. respirei fundo e tentei fazer o pulso diminuir mas nao consegui. interrompi a subida e caminhei por um trecho relativamente plano, mesmo assim os batimentos continuaram irregulares e senti muito cansaco. nao senti falta de ar mas era como se estivesse em altitude, que o oxigenio nao fosse absorvido pelo sangue.
    depois que chegamos em casa, medi minha pressao e pulso com um aparelho domestico e estava normal (12×8, 69). desde segunda sinto uma dor no lado esquerdo do pescoco, como uma dor muscular depois de muito esporte.
    vou marcar uma consulta com o cardio, mas como moro na alemanha, gostaria de saber de uma opinao em portugues! pelo q eu li no seu site devo ter uma fibrilacao.
    e como sei que nao vou conseguir uma consulta nos proximos dias e marquei uma caminhada nas montanhas neste prox fim de semana, gostaria de saber qual sua opiniao, o que eu devo fazer, se devo tentar conseguir uma consulta mais rapido ou se posso esperar o tempo normal ate conseguir um horario.
    muito obrigada,
    andrea

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Chano,
    arritmia sinusal não é nada. Vida que segue.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Andrea,
    Se o ritmo estava irregular pode ser um fribrilação intermitente. Pode também ser um taquicardia supraventricular, mas neste caso o ritmo é mais regular.

    Acho que vc deveria ser consultado antes de voltar às montanhas. É preciso saber com o que estamos lidando para termos mais segurança.

  • LPS ESPORTE

    dr.pedro quando deito pra dormir ouço meu coracao batendo,sinto um desconforto e é chato isso na hora de dormir,parece qe bate forte,isso seria palpitacao?

    obs:bebo muito café.

    oq posso fazer dr.?

    abraco…

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    LPS,
    Pode ser palpitação, sim. Diminua drasticamente o café e se mesmo assim não tiver melhora, procure um médico.

  • Cintia

    bom dia, meu nome é cintia, tenho 24 anos, e há alguns meses fui internada com arritimia cardiaca, meus batimentos chegaram a 160 por minuto, não tinha sintomas aparentes, somente uma dor muito forte na nuca. Fiz todos os exames, eletrocardiograma, holter, teste de esforço, alem dos de sangue, varios… os resultados foram todos satisfatorios.
    Ocorre que com frequencia sinto uma agitação muito grande, o coração acelerado, e nos ultimos dias muita dor de cabeça e na nuca. Dia 11/09 passei por uma cirurgia na garganta, onde tomei anestesia geral, alem de ter tomado varios outros medicamentos (antiflamatorio, antibioticos, e remedio pra dor). Isso poderia estar interferindo nos meus batimentos, pq estava tudo bem normal ate eu passar por esse procedimento. Desde já agradeço.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Cintia,
    Teoricamente sim, mas para uma avaliação mais correta é preciso que vc seja vista por um médico novamente.

    Pode ser só ansiedade também.

  • Fábio

    Olá, Doutor e Doutora.

    Me chamo Fábio e gostaria de sanar uma dúvida e, ao mesmo tempo, socializar a informação.
    Recentemente, ao consumir uma quantidade significativa de energético, misturado à bebida alcoólica, no dia seguinte, tive uma crise de taquicardia que durou, mais ou menos, uns 4 minutos. Tal crise causou dormência no braço esquerdo e leve dor no peito e braço. Quais as consequências do consumo de energético associado ao consumo de álcool? O grande vilão, além do álcool, é claro, seria a cafeína ou a taurina, substâncias do energético?
    Além disso, qual o grau de potencialização dos riscos cardíacos no consumo do álcool combinado com tabaco?

    Grato!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Fábio,
    Ambos são estimulantes. A sua taquicardia foi devido a um excesso de estímulo ao seu sistame adrenérgico. A taurina parece que diminui o efeito depressor do alcool também contribuindo para uma maior excitação.

    O tabaco causa contricção dos vasos e aumento da pressão arterial que assciado a uma hiperestimulação pode levar a arritmias e outras complicações cardiacas

  • Regina

    Ola doutor Pedro
    Fiz um holter e acusou 83 extra sistoles ventriculares isolados, ausencia de aritmia supraventriculares, frequencia cardiaca minima 44bpm, max 127
    ausencia de pausas significativas,
    raras ectapias ventriculares, bradicardia sinusal e taquicardia sinusal, tenho um pequeno prolapso mitral e regugitaçao mitral minima
    A meses sinto palpitaçoes durante o dia todo, é como se o coração desse uma batida forte e diferente seguida de batimentos normais, o medico me receitou um calmante leve e inderal 10 mg 2 vezes ao dia, mas nao vejo grande melhora, será que tenho algo grave? Se meu caso é ansiedade procurar um psiquiatra seria mais indicado?
    obrigado,
    Regina

  • NASSER HASSER ALA

    Dr. e Dra.
    tenho 37 anos e sou obeso, tomo remedio pra depressão fluoxetina, tomo remedio pra pressão, losartan 50 mg – doxazozina 4 mg – carvedilol 9.25 mg – ramipril 10 – indapamida o.5 mg, tb tomo de vez em quando rivotril 2 mg a noite, mas é o seguinte tudo esta bem pressão 12×8 , sem depressão, estou otimo, ai acontece o seguinte , meu coração começou a falhar de vez enquando , ai fiquei assustado com medo ok. ah desculpe tb tenho diabetes controlada en torno de 100 – fui na farmacia medir a diabete pq estava meio estranho , ai ela estava normal 103, ai decidi medir a pressão , deu 19×8 ai ja fquei nervoso e começei a ficar muito agitado o coração começou a palpitar sabe fui no hospital demoro pra eu ser atendido emquanto isso eu sofria muito com aquela situação de medo sei la, ai o medico me atendeu, passou captopril 50 mg e um diazepan de 10 mg, blz fiquei sentado só que parece que aquele diazepan não me aclmou em nada a pressão foi pra 14×7 mais eu estava agitado , tipo assim com o coração excitado , a flor da pele , ai ele pediu um eletro e deu normal , e eu naquela situação sofrendo muito com aquilo que estava sentindo, quando eu decidi tomar um pedaçinho de atenolos metade 25 mg e tomei o meu rivotril tb e quase que de imediato eu comecei a melhorar, será que isso foi efeito psicologico de ter tomado o atenolol pra acalmar o coração? sera que eu tenho sindrome do panico? o fato é que isso da um medo lascado , hoje um dia depois ainda to meio com medo e derrubado psicologicamente cansado dessa luta , pq foi tipo um estresse muiiiito grande no meu sistema nervoso! me ajuda ai por favor,
    faço acompanhamento direto com cardiologista só que ontem me aconteceu isto. meu cardiologista é o dr. isac da cidade de sumaré – sp. obrigado

  • Valquíria Haubrich

    Tenho 31 anos, peso normal e vida sedentária. Às vezes sinto taquicardia com mais de 150 batimentos por minuto com duração de pelo menos 50 minutos e sinto dores fortes no colo e no ombro do lado esquerdo e fico com náusea . Nunca apresentei pressão elevada. Tenho motivos para me preocupar? Obrigada, Valquíria.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Regina,
    O Holter não mostrou nada que aponte para uma arritmia. Pode realmente ser só ansiedade. Converse com o médico que te solicitou esse exame e veja se ele concorda com o encaminhamento a um psiquiatra.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Nasser,
    O seu problema é ansiedade. Pode ser pânico sim. Nenhum remédio faz efeito imediato. Volte ao seu psiquiatra e converse com ele.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Valquiria, não sei se é motivo para se preocupar, mas é motivo para vc procurar um cardiologista e investigar.

  • Ana

    Olá. Tenho 24 anos, sou professora d Inglês d adolescentes, não fumo, não bebo, faço atividades físicas regularmente, 4 x por semana, estou em meu peso ideal, pressão normal, sem histórico d risco na família. Há alguns meses, tomei energético e fui para o hospital com taquicardia. Tive uma reação alérgica à medicação do hospital. Qdo voltei pra casa, sofri com a ansiedade, com o medo d voltar p o hospital e tomar medicação. Faço terapia. Tomo 1 gota d rivotril a noite. Tive 3 taquicardias durante esse período, mas todas controláveis, devido à ansiedade. Não tive mais taquicardia. Fiz holter, muitos eletros, eco, esteira, e tudo normal. O holter apresentou 3 episódios d arritmia durante todo o dia, fiz a esteira em julho, e tudo bem, nenhuma batida diferente. O cardio disse q nem preciso d medicação, q está tudo ótimo e me disse p continuar na terapia. Segundo ele, é mais fácil ele ter alguma coisa do q eu, q me cuido mto. Mas há alguns dias venho sentindo umas falhas nas batidas do coração. Sinto um desconforto quando isso acontece. Parece uma pausa entre as batidas. Isso acontece algumas vezes, principalmente em repouso, a noite, mais qdo fico pensando nisso, preocupada. Estou ficando com medo, até d dormir e o coração parar. Será ansiedade? Devo continuar a fazer atividades físicas? Voltar ao cardiologista? Me ajude, por favor. Muito Obrigada! ANA 07/10/09

  • Ana

    Ah, ainda sobre o holter que fiz, as 3 arritmias que apareceram são extra sistoles ventriculares. Devo me preocupar com essas sensações d parada? Parar com as atividades físicas? Voltar ao cardio? Muito obrigada novamente!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Ana,
    Tá com toda cara de ansiedade. Extra-sistole isolada em holter é perfeitametne normal. Todo mundo tem.
    Se o cardiologist disse que vc não tem nada, não há pq parar com os exercícios.