Artigo atualizado em 10/07/2014

PEDRA NA VESÍCULA | Sintomas e cirurgia

A vesícula biliar é uma pequena bolsa em forma de pera, localizada no quadrante superior direito do abdômen, logo abaixo do fígado. Colelitíase é o nome que damos à presença de pedras dentro da vesícula, uma condição que pode ser assintomática em alguns casos, mas pode também provocar intensa dor abdominal se houver inflamação da vesícula.

Neste texto vamos abordar os seguintes tópicos sobre a vesícula:

  • Para que serve a vesícula.
  • Como surgem as pedras na vesícula.
  • Lama biliar
  • Fatores de risco para pedra na vesícula.
  • Quais são os sintomas da pedra na vesícula.
  • O que é colecistite.
  • Complicações da pedra na vesícula.
  • Qual é o tratamento para pedras na vesícula

Para que serve a vesícula?

A vesícula é uma pequena bolsa localizada abaixo do fígado, cuja principal função é armazenar a bile, um líquido amarelo-esverdeado, rico em colesterol, pigmentos e bicarbonato, produzido pelo próprio fígado. A bile é uma substância que auxilia na digestão das gorduras da alimentação.

Como age a bile?

A bile, após sua produção pelas células do fígado, é escoada pelos ductos hepáticos até as vias biliares, juntando-se a substâncias produzidas no pâncreas, formando, assim, um suco de enzimas essencial para a digestão dos alimentos. Esta mistura é lançada no duodeno, onde irá encontrar com os alimentos recém saídos do estômago.

Locais comuns de impactação do cálculo biliar

Como a bile é uma substância usada na digestão, não há necessidade de liberá-la para o duodeno quando não há comida saindo do estômago. Por isso, enquanto estamos de estômago vazio, a saída da via biliar fica fechada e toda a bile produzida é armazenada na vesícula biliar.

Portanto, quando estamos em jejum, a bile produzida pelo fígado fica sendo armazenada na vesícula. Quando comemos, a vesícula se contrai e expulsa a bile em direção às vias biliares, para que estas possam chegar ao duodeno.

A capacidade de armazenamento da vesícula é de mais ou menos 50 ml, o que não é muita coisa. A solução encontrada pelo organismo para suprir esta pequena capacidade de armazenamento foi concentrar ao máximo a bile para que ela, ao se dissolver no suco pancreático e aos alimentos, tenha uma ação muito potente. Para concentrar a bile, a vesícula começa a perder água, tornando-a cada vez mais espessa e muito mais forte do que a bile originalmente produzida pelo fígado.

Como surgem as pedras na vesícula (colelitíase)?

Vesícula biliar com múltiplos cálculos

Pedras na vesícula

O processo de concentração da bile na vesícula é feito de modo a torná-la mais espessa, porém, sem que a mesma se solidifique. As pedras na vesícula, chamadas de colelitíase ou cálculo biliar, surgem quando ocorre um desequilíbrio entre a quantidade de água e as substâncias presentes na bile. A pedra pode surgir quando a quantidade de água retirada da vesícula biliar for excessiva ou quando quantidade de substâncias na bile, como colesterol e pigmentos, estiver em quantidades exageradas, tornando-a saturada.

Lama biliar

A lama biliar é um estágio logo antes da solidificação da bile. É uma bile gelatinosa, muito espessa. Na maioria dos casos a lama biliar não causa sintomas e acaba sendo eliminada normalmente pela vesícula. A lama biliar é um achado comum na vesícula de mulheres grávidas. O problema da lama é que ela é um grande fator de risco para formação dos cálculos biliares, principalmente aqueles formados por colesterol. O paciente que tem lama está a um passo de formar pedras.

Fatores de risco para a colelitíase

  • Idade: incomum em pessoas jovens, o risco de se desenvolver colelitíase (cálculo na vesícula) é 4x maior a partir dos 40 anos de idade.
  • Sexo: a pedra na vesícula é 3x mais comuns em mulheres, provavelmente como resultado da ação do estrogênio sobre a bile. Após a menopausa, o risco de desenvolver pedras cai bastante, tornando-se semelhantes ao dos homens.
  • Gravidez: o excesso de estrogênio durante a gestação aumenta a saturação da bile.
  • Reposição hormonal: outro mecanismo em que o estrogênio está envolvido.
  • Obesidade: é o principal fator de risco em jovens, principalmente do sexo feminino (leia: OBESIDADE | Definições e consequências).
  • História familiar positiva: ter parentes de 1º grau com história de pedras na vesícula aumenta em 2x o risco.
  • Rápida perda de peso: grandes perdas de peso em pouco tempo ou dietas com muito baixa caloria também são fatores de risco e estão associados ao surgimento de lama biliar.
  • Diabetes (leia: DIABETES MELLITUS | Sintomas, tipos e diagnóstico).
  • Cirrose (leia: CIRROSE HEPÁTICA – Causas e Sintomas).
  • Jejum prolongado: quanto maior o tempo da bile na vesícula, mais desidratada ela fica e maior o risco de formação de pedras. Jejum prolongado também pode causar lama biliar.
  • Medicamentos: Ceftriaxona, anticoncepcionais e fibratos são drogas que aumentam o risco de formação de pedras na vesícula.
  • Sedentarismo.
  • Doença de Crohn (leia: ENTENDA A DOENÇA DE CROHN E A RETOCOLITE ULCERATIVA).
  • Anemia falciforme (leia: ANEMIA FALCIFORME | TRAÇO FALCIFORME).

Sintomas de pedra na vesícula

A maioria das pessoas com pedras na vesícula não apresenta sintomas. As pedrinhas ficam lá dentro da vesícula, quietinhas, sem causar nenhum problema. Às vezes, são tão pequenas que saem junto da bile e acabam sendo eliminadas nas fezes, sem que o paciente tome ciência do fato.

Os sintomas começam a surgir quando a pedra torna-se maior que o orifício de saída da vesícula. Uma pedra grande pode ficar impactada na saída da vesícula biliar, impedindo a drenagem do restante da bile. Quando o paciente se alimenta, o estômago e o duodeno enviam sinais à vesícula avisando que está chegando comida, fazendo com que a mesma se contraia. O problema é que a saída está obstruída e a contração acaba gerando uma grande pressão dentro da vesícula, levando à típica dor da cólica biliar.

A cólica biliar é uma forte dor no lado direito do abdome, abaixo das costelas, que ocorre habitualmente após uma refeição. Quanto mais gordurosa for a alimentação, maior é o estímulo para contração da vesícula e, consequentemente, mais intensa é a cólica biliar. A dor em geral ocorre 1 hora após a refeição, momento em que o alimento começa a chegar ao duodeno. Depois que o alimento todo passa pelo duodeno, a vesícula relaxa, a pressão dentro dela diminui e a dor desaparece. A cólica biliar é, portanto, uma dor tipicamente associada à alimentação.

Em alguns casos o paciente apresenta múltiplos cálculos dentro da sua vesícula. Quanto maior o número de pedras, maior a chance de ocorrerem obstruções e sintomas.

Complicações possíveis do cálculo biliar

Colecistite

A colecistite é a inflamação da vesícula biliar que ocorre normalmente após obstrução frequente da mesma por uma pedra. A vesícula obstruída fica mais susceptível a infecções e inflamações. Bactérias naturais dos intestinos, como E.coli, Enterococo, Klebsiella e Enterobacter, costumam infectar a bile que fica estagnada dentro da vesícula obstruída, levando ao quadro de colecistite infecciosa. A colecistite (inflamação da vesícula) é, portanto, uma complicação da colelitíase (pedra na vesícula).

Ao contrário da cólica biliar onde a dor é limitada e desaparece após o relaxamento da vesícula fora dos períodos de alimentação, na colecistite a vesícula torna-se permanentemente inflamada e a dor é constante, estando habitualmente associada a vômitos e febre. Na colecistite a dor também pode piorar com a alimentação, mas não desaparece por completo com o jejum.

Curiosamente, cerca de 10% dos pacientes com colecistite não apresentam evidências de pedras na vesícula, não havendo causa aparente para o surgimento da inflamação.

E quando a pedra fica presa nas vias biliares?

Além da cólica biliar e da colecistite, a pedra na vesícula pode causar ainda outro problema. Alguns cálculos são pequenos o suficiente para sair da vesícula, mas são maiores que o diâmetro das vias biliares, ficando impactado nas mesmas, sem conseguir chegar ao duodeno. A impactação de uma pedra nos ductos biliares também causa obstrução à passagem da bile. Este quadro se chama coledocolitíase.

Quando há obstrução apenas da vesícula, a bile armazenada fica estagnada, mas a bile que continua sendo produzida no fígado consegue ser normalmente escoada pelas vias biliares. Por outro lado, quando a pedra impacta na via biliar, nem a bile do fígado nem a bile da vesícula conseguem ultrapassar a barreira. Esta bile represada volta para o fígado e começa a ser absorvida pelo sangue, levando a um quadro chamado icterícia, que é a coloração amarelada da pele e dos olhos devido ao acumulo de bilirrubina (bile) no sangue e na pele. A icterícia também ocorre em outras doenças do fígado, como hepatite e cirrose (leia: ICTERÍCIA | Neonatal e adulto).

Um quadro ainda mais grave surge quando a bile obstruída é contaminada por alguma bactéria vinda dos intestinos. Assim como a bile estagnada na vesícula pode se infectar causando a colecistite, a bile estagnada nas vias biliares quando contaminada provoca um quadro chamado colangite. A colangite é uma infecção grave das vias biliares, uma situação que costuma levar à sepse e tem alta mortalidade (leia: SEPSE / CHOQUE SÉPTICO).

Pancreatite por cálculo biliar

Um terceiro modo de obstrução causado por uma cálculo biliar é a impactação da pedra na saída do ducto do pâncreas. Neste caso, a pedra impede a secreção das enzimas do pâncreas, levando a um quadro de pancreatite aguda (leia: PANCREATITE CRÔNICA E PANCREATITE AGUDA).

Diagnóstico da pedra na vesícula

O exame inicial para o diagnóstico das doenças da vesícula e das vias biliares é a ultrassonografia. No paciente com dor abdominal o diagnóstico é feito em duas partes, primeiro identificamos a presença da(s) pedra(s) e depois tentamos saber se estas são a causa dos sintomas. Pedras na vesícula são muito comuns e nem toda dor abdominal pode ser atribuídas às mesmas. Muitas vezes o paciente tem uma gastrite, mas acaba culpando uma pedra assintomática pela sua dor. Tanto a cólica biliar quanto a colecistite possuem quadro clínico característico. Não basta achar uma pedra na vesícula para achar que o diagnóstico de qualquer dor abdominal estará feito (leia: DOR NA BARRIGA | DOR ABDOMINAL | Principais causas).

Exames como a cintilografia, ressonância magnética ou tomografia computadorizada podem ser úteis quando há dúvidas se existe inflamação ou não vesícula.

Tratamento da pedra na vesícula

Nos pacientes assintomáticos, que encontram uma pedra acidentalmente em exames de rotina, em geral, a conduta é expectante. Trabalhos mostram que menos de 15% das pessoas com pedras desenvolvem sintomas em um prazo de 10 anos. Além disso, a maioria dos pacientes que apresenta sintomas pelo cálculo biliar o fazem como cólica biliar, e não colecistite, colangite ou pancreatite. Portanto, a não ser que haja outros dados na história clínica, habitualmente não se leva à cirurgia pacientes com colelitíase assintomática.

Cirurgia de vesícula

Se o paciente apresenta sintomas da pedra, mesmo que somente cólicas biliares, a cirurgia está indicada. O tratamento mais comum nestes casos é a colecistectomia, retirada cirúrgica da vesícula. A colecistectomia pode ser feita por cirurgia tradicional ou por laparoscopia. Atualmente a cirurgia laparoscópica é a mais usada.

Nos casos de colangite, cálculos nas vias biliares ou pancreatite, o procedimento também é cirúrgico e visa a desobstrução das vias biliares. Após a desobstrução, retira-se também a vesícula no mesmo ato cirúrgico para evitar recorrências.

A vesícula é um órgão importante, mas não é vital. A maioria dos pacientes sem vesícula vive sem grandes problemas. Os principais sintomas que surgem após a retirada da vesícula são aumento dos gases e fezes mais amolecidas, principalmente após a ingestão de alimentos gordurosos.

Tratamento não cirúrgico do cálculo biliar

Nos pacientes com pedras predominantemente de colesterol e sem evidências de complicações, há a opção pelo tratamento com remédios. Existe uma substância chamada ácido ursodeoxicólico, ou ursodiol, que dissolve este tipo de cálculo. Através da tomografia computadorizada muitas vezes é possível avaliar a composição das pedras e indicar o tratamento com remédios. O tratamento com esta droga é bem lento e pode durar anos até dissolver totalmente a pedra. Se o paciente estiver tendo cólicas biliares, este tipo de tratamento não está indicado, pois ninguém vai manter o paciente com dor por tanto tempo.

Existe ainda a opção pelo tratamento com ondas de choque (litotripsia), semelhante ao feito com o cálculo renal.

O grande problema do tratamento não cirúrgico é a alta taxa de recorrência das pedras. Mais de 50% dos pacientes voltam a apresentar pedras em um intervalo de 5 anos.

Cálculos formados pelo uso do antibiótico ceftriaxona costumam desaparecer espontaneamente algumas semanas após a suspensão do medicamento.

Publicidade
  • fernando

    Olá dr. tudo bom ?
    Meu nome é Fernando. Não sei se estou postando no local certo.
    O caso de uma pessoa que acaba de se alimentar e já sente vontade de evacuar está relacionado com algum problema, vesícula, intestino ou outro ?

    att.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Ola Fernando,
    O nome disso é reflexo gastro-cólico e é perfeitamente normal. Ele apenas é mais exacerbados em algumas pessoas. Não indica nenhuma patologia.

    abs

  • Erika

    Boa noite Dr.
    Eu tenho pedra na vesícula e já estou com cirurgia marcada, mas, nos últimos 10 dias sinto muita dor na área abdominal e comecei a apresentar diarréia. Isso significa que o quadro está piorando? Devo comunicar ao meu médico?
    Abs
    Erika

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Oi Erika,
    Isso deve ser uma gastroenterite. De longe não me parece ser da vesícula.

    A dor da vesicula é localizada no quadrante superior direito do abdomen , costuma estar relacionada a alimentação mas não costuma dar diarréia.

    abs

  • lincoln

    Dr. Pedro Pinheiro, minha filha adquiriu pedras na visicula devido ao uso concomitante de vancomicina e cefriaxona, isso causou uma crise renal aguda , e pela ma filtragem dos rins acarretou uma superdosagem no sangue, o fato é que ela tem 13 anos, e agora ? quais sao as opçoes para ela, nao gostaria que retirasse a visicula, sinto me culpado pelo que fizeram com ela ? como saber se é possivel retirar apenas as pedras ou se essas pedras podem ser expelidas, qual é a medida maxima para que as pedras sejam expelidas ? atenciosamente Lincoln

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Lincoln,
    Não entendi bem o caso.

    De que modo uma pedra na vesícula causou uma lesão renal aguda? Qual o motivo de quererem tirar a vesícula ? pq que ela precisou usar Vanco e ceftriaxone ?

    Faltam dados nesta sua história.

  • Anonymous

    meu filho tem 9 anos e fizemos um exame e constatou pedra na vesicula? tem tratamento fora a cirurgia?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Dependendo do tipo de pedra pode haver remédios

    Por favor assinem os comentários.

  • erika

    Dr.Pedro meu nome é Erika minha mãe teve a pouco tempo uma crise de vesicula mais ainda não operou,gostaria de saber que tipo de cuidados na alimentação devo tomar até opera e depois. obrigada Erika Danuza

  • Sandra Peliciari

    Dr. Pedro, meu nome é Sandra e a 5 dias fiz uma cirurgia p/retirada da vesicula por videolaparoscopia, o problema é que ainda não evacuei, algumas pessoas dizem que é normal até 7 dias, mas gostaria de saber se é ou não. Tenho retorno só daqui a 3 dias, estou com dieta leve, sopa, arroz,feijão, filé grelhado, verdura,frutas, iogurte, etc.
    obrigada

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Erika,
    Sua mãe deve procurar evitar alimentos gordurosos.

    De resto, é como qualquer pessoa, uma alimentação balanceada.

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Sandra,

    Se vc estiver se sentindo bem e soltando gases normalmente, pode não ser nada de mais.

    Na dúvida, entre em contato com seu médico.

    abs

  • Beatriz

    Olá, minha Mãe tem “pedras” na
    vesícula.Eu gostaria de saber se tem algum tipo de remédio caseiro para eliminar as “pedras” ou pelo menos diminuir a dor.Pois as dores nela são fortes e constantes.Eu encontrei uma receita caseira e gostaria que o senhor analisasse-a e me informasse se é verídica.

    “-Tratamento de 3 dias para eliminar as cálculos biliares(pedras na vesícula)

    1º dia- tome somente suco de frutas;
    Aplique uma lavagem intestinal, ás 19 horas com 1 litro e meio de água com malva;
    -misture 100ml de óleo de oliva com o suco de 4 limões e uma colher de sopa de açúcar; amorne a mistura em banho- maria, e tome-a ás 20 horas.
    2º- tome ás 7 horas um vidro de óleo de rícino(60ml) com o suco de 3 limões(mistura amornada em banho-maria); meia hora depois tome uma xícara de chá de hortelã e camomila; passe o dia com sucos de frutas e chás somente.
    3º dia-coma somente maçãs raladas.
    Esse tratamento provoca eliminação das pedras da vesícula pelas feses;
    -tome um copo de suco de coalhada de leite misturado com o suco de 3 limões, em jejum e fique 5 horas sem nada comer.”

    Já nos informamos sobre a cirúrgia, mas o valor é alto.
    Gostaria também de saber se frutas, chás e sucos ácidos ajudam em algo.
    E quanto as frituras e gorduras, prejudicam?

    Desde já agradeço.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Beatriz,

    Infelizmente essa receita não apresenta nenhuma evidência científica de que seja útil.

    Na verdade pode até piorar a dor dela já que tem gordura no leite e no óleo.

    Se vc não tem como arcar com os custos da cirurgia, procure atendimento em um hospital público. Ainda existem bons hospitais público por todo o país.

    abs

  • Fabiano

    Oi Dr é o seguinte, recentemente fiz uma operação e removi minha visicula que apresentava uma inflamação crônica, logo após passei por todos os sintomas indicados pós operatório!
    ja operei a quase 2 meses e derrepente estou tendo uma crise de diarreia que ja dura a quase 3 semanas, estou evitando alimentos gordurosos e pra poder conseguir trabalhar eu tomei IMOSEC que mal fez efeito, mas ja é o suficiente pra segurar por algumas horas, pois bem gostaria de saber o que eu devo comer ou beber pra segurar essa diarreia e se coca cola tem algum agravante nisso que to passando! des de ja agradeço!
    Att
    Fabiano

  • Jennifer

    Oi Dr. Minha mãe há umas 2 semanas fez cirurgia para a retirada da vesícula! na primeira semana após a cirurgia ela tava bem, mas agora ela está sentindo pontadas na barriga e muita diarréia! A aliemntação ta super natural como mandou o médico, mas ela continua com dores e diarréia!!
    Ela não para de chorar com medo de ser algo pior! O que pode serrr?? Espero respostas.. Abraços

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Fabiano,
    O básico vc já fez por conta própria. Agora é hora de procurar ajuda com um gastroenterologista.

    Coca-Cola não ajuda e pode até atrapalhar.

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Jennifer,
    Diarréia crônica é uma complicação comum após retirada da vesícula. Procure um gastroenterologista que existem alguns medicamentos que podem aliviar o quadro.

    Evite gorduras, cafeina, refrigerantes e derivados do leite

  • Bethania

    Boa noite Dr. Pedro, preciso tirar a seguinte dúvida: há uns 6 meses ando sentindo uma dor no esôfago muito forte que sobe e as vezes sinto até no pescoço, como se fossem gases subindo. Não queima só dói como se fosse um bolo querendo sair, e causando muito desconforto, sinto dor nas costas tbm.(a 1ª vez q senti achei que estivesse infartando) Meu gastro disse que é uma esofagite de refluxo, mas já ouvi pessoas relatarem que sentiam essa dor e etavam com pedra na vesícula. O que o senhor pode me orientar nesse caso? Desde já agradeço.

    Bethania

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Bethania,
    Assim tão alto é muito mais provável ser do esôfago do que da vesícula.

    De qualquer maneira, o gastroenterologista é o especialista indicado.

  • http://www.blogger.com/profile/16611505586986136735 pry

    Olá Dr.
    Minha bisavó esta com pedra na vesícula, mas por alguns fatores não pode fazer a operação por enquanto.
    Gostaria de saber o que ela pode e o que não pode comer.
    agradeço desde já

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Pry,
    Se ela não sente nada, não há recomendação especial além de uma dieta saudável e equilibrada.

    Se ela tem dor de vez em quando, o melhor é evitar gorduras.

    abs

  • Danielle Manzoli

    Dr. Pedro,
    Em um ultrassom de rotina que fiz, foi detectado um cálculo aderido ou pólipo, na minha vesicula!
    Passei no gastro para mostrar o exame e ele pediu um novo exame (raio x) para saber se era um pólipo ou cálculo aderido! Ele me disse ainda que, se for cálculo aderido a indicação era a retirada da vesicula uma vez que tomo imunossupressor, mas se fosse pólipo só acompanharíamos! Porém tenho as seguintes dúvidas:
    1) Tive dificuldade para fazer o raio x pois os laboratórios desconheciam raio x para vesicula! Mas fiz do abdomen e ainda não retornei ao médico para mostrar o raio x, que, aparentemente, não dá para ver nada! Pode comentar sobre esse exame solicitado pelo médico? ele existe? é pertinente?
    2) Qual a diferença de cálculo aderido e pólipo? Dizem que podemos viver normalmente sem a vesicula! isso é verdade? Se for verdade, porque não retirar a vesicula se for um pólipo?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Danielle,
    O rx para se ver cálculo na vesícula é o rx de abdomen comum.

    O problema do cálculo é ele impactar e causar uma colecistite. Como vc é imunossuprimida isso pode ser um problema. A retirada da vesícula neste caso seria preventiva.

    O póplipo não causa complicações por isso não precisa ser abordado.

    Pode-se viver sem vesícula, sim. Muita gente vive.

    abs

  • Gabriel

    ola Dr Pedro
    Não sei mais o que fazer, retirei minha vesícula dia 10/02/09, por video passei 1 semana ótima só que depois disso tenho diarréias constantes, meu cirurgião me passou o remedio Duspatalin, não adiantou nada, fiquei internada por causa da diarréia e fizeram alguns exames deu ictericia e pancreatite meu nivel está 139. O que devo fazer ou o que pode ser me ajude. Por favor.
    Obrigado
    Kátia Duarte

  • Anonymous

    Olá Dr Pedro..
    Minha esposa tem 28anos, está gravida de 05 meses e descobriu na semana pasada que está com pedras nos rns e vesicula inflamada o medico que fez o ultrason ainda disse mais que quanto mais a criança crescer mais o problema irá crescer.. Por favor nos oriente o senhor ja viu casos iguais qual a solução pra o problema? Nos ajude por faor..
    ivan – manaus

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Katia,

    A primeira coisa a fazer é diagnosticar o motivo da pancreatite. Quando vc fala em 139 é o que? Amilase ?

    Como vc teve ictericia, provalvelmente há algum problema na sua via biliar.

    È preciso investigar. De longe não tenho como te ajudar.

    abs

  • Gabriel

    ola Dr Pedro

    O que me refiro é 139 de amilase,1,7 de bilirrubina total/ 0,5 de bilirrubina direta/1,2 de bilirrubina indireta/28 de gama glutamil, meu médico disse que a diarréia não tem nada a ver com a retirada da vesícula,já uma médica que me atendeu no pronto socorro disse que leva 6 meses pro fígado aprender a trabalhar sozinho. Qual exames que posso fazer para melhor investigar? Sendo que já fiz uma ressonância do coleoducto antes da cirurgia e não havia nenhuma pedra.
    Obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Katia,
    De longe não posso indicar exames nem tratamentos.

    Converse com o seu médico e exponha suas dúvidas

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Ivan,
    Estar grávida não é contra-indicação para cirurgia de vesícula. Na verdade, a melhor hora é agora, durante o 2º Trimestre de gestação.

  • Kenia

    Boa noite vi uma receita e que saiu até o endereço do site de que uma pessoa tomou azeite de oliva com sal amargo e limão e as pedras foram espelidas da visicula, gostaria de saber se isso realmente funciona pois minha dor está insuportavel e não tenho recursos, estou com medo de tomar e piorar, meu nome é marina o site é http://www.kdneycleanse.com/#livercleanse Preciso de uma resposta

  • http://www.blogger.com/profile/03614929600050032766 Joedson Rodrigues

    Dr. Pedro Pinheiro, a muito tempo (8 anos), masi prcisamente apresenta uma dor abiaxo da minha costela direita. Desde então investigo. ao todo estou na quarta ultrasson de abdomen e uma ressônancia magnética para descobrir o qe seja isso. Lendo seu blog sobre vesícula biliar, percebi que o senhor descreveu bem o que eu sinto em seu texto. Desde que essa dor se apresentou em mim tive um aumento abdominal muito grande que me fez ganhar aproximadamente dez quilos. há dois meses atras tive 3 cólicas que até eu ler o seu blog achava que fosse renal e cheguei até expelir uma pedra com a ajuda do urologista. Essas dores não são constantes mais aparecem de tempos em tempos e causando tb uma sensação de querer evacuar. Me ajude a tirar minha dúvida nessa questão da relação entre vesícula biliar e ganho de gordura abdominal ( distenção), pois só é o que falta pra eu ter realmente a certeza que sofro disso. além disso, desde qeu apresentou isso em mim tenho tido a diminuição de plaquetas no valor que oscila entre 134 a 140 mil e tb acho que seja devido ao problema…por favor, me ajude.

    Grato,

    Joedson Rodrigues

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Kenia,
    Infelizmente as coisas não são tão simples assim. Não existe fórmula mágica.

    Na verdade o azeite é um tipo de gordura e pode piorar as dores.

    Esta receita não vai fazer vc expulsar as pedras. Se elas tiverem que sair, sairão idependente do que coma.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Joedson,
    Acho difícil ser alguma coisa da vesícula e os vários exames que vc fez não mostrarem nada.

    Distenção abdominal e ganho de gordura são coisas diferentes.

    As plaquetas não tem nada a ver com a vesícula.

    acho que o diagnóstico não é por aí não

    abs

  • Igara

    Dr. meu nome é Igara e descobri que tenho pedra na vesicula com 8 milimetros, esse tamanho é grande?? Além de dor sinto minha pressão cair..(não tenho problema de pressão)tem algo haver?

  • Paulo Veiga

    Dr. tenho tenho pedra na vesicula, qndo sinto dores tomo remédio para o fígado e melhora meus sintomas. Tomar remédio prá figado com calculo na vesicula faz mal?

  • http://www.blogger.com/profile/03413974364705833865 Nati Campos ;)

    Tenho umas dúvidas,Doutor: minha vó, por ser idosa, foi aconselhada a não fazer a cirúrgia, porém, reclama muito de uma dor constante.Os riscos de cirurgia são muita altos numa idade acima dos 60 anos? Além disso, a pressão dela sobe com as crises, pois ela sofre de pressão alta.Essa fato pode ocasionar alguma complicação?Foi também aconselhado o uso de algumas ervas para o combate.Essa sugestão tem fundamentos?Já que ela provavelmente não fará cirurgia,existe algum remédio natural capaz de aliviar dores nesse caso?Existe algum risco de não fazer a cirurgia?

    Obrigada, Nathália.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Igara,
    8 mm nem é muito grnade não.
    Se a dor for muito graade pode haver uma queda da pressão sim. È o chamado estímulo vagal. Tenho um texto sobre isso. Procure na barra no alto da página

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Paulo,
    Remédio para o fígado é uma definição meio genérica. De que substância vc está falando exatamente?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Nathália,
    De longe é difícil avaliar este tipo de coisa. Também não posso julgar a conduta de colegas sem ter acesso ao dados clínicos da sua avó.

    O fato de ter mais de 60 anos de modo é contra-indicação a qualquer cirurgia. A sua avó deve ter inúmeros outros problemas.

    O que eu posso sugerir é que vc procure outro cirurgião para receber uma segunda opinião

  • Sandra

    Tenho pedras na visícula, o médico recomenou cirurgia a laser. Contudo, muitas pessoas que fizeram a cirugia ficaram com diarreia cronica, por quê?

    Grata.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Sandra,
    Porque passam a ter mais dificuldades em digerir gordura.

    Como eu expliquei no texto a vesicula armazena bile, e a libera em grande quantidade quando chega comida no duodeno.

    Porém, apenas uma minoria desenvolve diarréia após a cirurgia.

  • Flavia

    Dr. a dois meses fiz uma cezária e correu muito bem,só que a partir do 5º mês da gestação comecei a sentir cólicas fortes,como se fosse no estomago,durante toda a gravidez achavamos que era a posição da minha filha que estava sentada que estava me provocando a dor!Somente uns 15 dias atrás fiz uma ultra-som do abdomen e descobri 2 pedras pequenas na visicula,fui no médico e ele me passou os exames para fazer,para realizar a cirurgia de video,só que meu hematocrito o valor dele é de 30,então estou tomando sulfato ferroso,existe algum risco de se fazer esse tipo de cirurgia como anemia neste valor?

  • Anonymous

    bom dia dr Pinheiro.. sou Olavo Ribeiro… seguinte a 1 mês atras senti muitas dores na região abdomen superior, fiz endoscopia digetiva alta.. e detectou gastrite erosiva plana de piloro 0,5 cm.. comessei tratamento lanogastro.. melhorou… recomessou as dores.. e fiz ultrasom que acusou lama expessa e coleciste agúda… a gastrite em si ela da dores demasiado ou é por causa da coleciste???

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Flávia,
    Sendo uma cirugia eletiva (não urgente), o ideal seria esperar esse hematócrito subir um pouquinho, apesar deste tipo de cirugia sangrar pouco.

    A decisão é do cirurgião e do anestesista, mas vc pode argumentar.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Olá Olavo,
    É muito mais provável que a dor seja da colecistite.

    A gastrite pode até doer junto, mas o principal é a colecistite.

  • Gilvanete

    Dr: Pinheiro As vezes fico sem evacuar durante 13 dias e até mais,Proucurei um médico para resolver este problema e descobrir que estou com pedra na visicula e já marquei a operação.Será que poderar ser intestino preso referente a visicula ou outra consequencia?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Gilvanete,
    Sua prisão de ventre não tem a ver com a pedra não.

    Como diria o filósofo: Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

    abs

  • lena

    Bom dia Dr.Pedro Saraiva, tenho pedra na vesicula, fiz todos os exames, o meu exame de uréia deu um pouco baixo, 12, e o limite creio eu é 15, existe algum problema pra fazer a cirurgia?
    E tb.gostaria de saber qual tipo de carne vermelha posso comer…verduras tb…
    Grato,
    Madalena
    Contagem,20 de julho de 2009

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Madalena,
    Problema nenhum. Esquece a uréia.

    Vc deve evitar comidas gordurosas. Alimentação balanceada como para todo mundo.

    abs

  • Ana Paula

    Bom Dia!!

    tenho pedra na visicula o que posso comer, ainda não marquei minha operação dependo do estado.

    Att

    Ana Paula

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Ana,
    Se vc não tem dor, não existe nenhuma restrição em especial.

    Procure evitar gorduras apenas.

  • Rafael

    Olá Doutor, fui diagnosticado com pedras na vesícula a alguns meses, sinto os sintomas a pelo menos 8 meses, não sinto muita dor mas quando como alimentos gordurosos a vesícula da sinal de vida.
    Estou para ser operado mas tenho algumas dúvidas que eu ainda não esclareci. Perdi peso acredito que devido a dieta restritiva, meu intestino não está funcionando direito, tenho gases, constipação, as vezes o intestino volta ao normal e outras tenho diarréia (não líquida), isso poderia ser da vesícula ou tenho que me preocupar com alguma coisa mais séria?

    Att

    Rafael

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rafael,
    Não deve ser da vesícula não. Também não significa necessariamente que seja algo preocupante. A simples mudança drástica de dieta pode causar isso.

    Se vocÊ puder ser visto por um gastroenterologista antes da cirurgia para ele avaliar o quadro, seria melhor.

    abs

  • Andreia F.-Campinas-SP

    Dr.Pedro,
    Sou Andréia F.,38 anos,obesa (IMC29,7) e tive um episódio de dor típica de cálculo biliar que foi confirmado em ecografia abdominal:”duas imagens nodulares hiperecogênicas, medindo 3 e 4 mm, móveis às mudanças de decúbito”. As vias biliares estão ok. Apesar dos cálculos serem pequenos, como tive dor, precisarei passar por cirurgia? Há riscos de migração para os dutos devido ao tamanho?
    Ainda não levei para um médico ver… o Dr. poderia me ajudar?
    Também gostaria de saber se a cirurgia videolaparoscópica tem risco importante de infecção, pois vi uma reportagem na TV sobre infecções devido a equipamentos antigos e problemas com a esterilização…. Isso ocorre em porcentagem a ser considerara? Ou é um problema mais com equipamentos para lipoaspiração?
    Não sei se a reportagem procede…
    No caso de cirurgia devo aguardar e fazer baixar o colesterol (Total 220mg/dL, LDL 130mg/dL)?
    Perdoe-me pela quantidade de perguntas, mas estou muito ansiosa e queria sua opinião, pois ainda não fui ao gastro (fiz o exame em 21/07)… Também porque minhas dúvidas podem ser as mesmas que as de outros.
    Desde já agradeço sua atenção e tempo dispensado.
    Obrigada.
    Andréia
    Obs. Gostei muito do Blog. Foram muitas as informações que aproveitei para entender melhor o que tenho.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Andreia,
    Se vc tiver sintomas recorrentes, a cirurgia provavelmente será a melhor opção.

    A video é o método mais utilizado. Esqueça as besteiras que a TV diz. Se vc fizer a cirurgia em um local decente não há esse tipo de risco. O problema são esas trambiclínicas que existem espalhadas por aí.

    O nível de colesterol não vai mudar nada.

    abs

  • Anonymous

    Olá Dr.
    Meu nome é Cristina, tenho 55 anos, peso 64 K e como qualquer tipo de alimento. Nos últimos meses venho sentindo um desconforto no lado direito internamente próximo a costela. Sinto mais a noite, depois das refeições.Há um reflexo que incomoda, persiste a sensação de peso interno. Não é colica, nem gases. Será pedra na vesícula?

  • Márcio

    Olá, em um ultrasom para ver cálculo renal (um pedrinha de cada lado), descobri que tenho dois pólipos de 03mm e 4,5mm na vesícula. São assintomáticos. Procurei um gastro/cirurgião, que me disse para ficar tranquilo, que “não são nada demais” e para acompanhar com novos ultrassons a cada 06 meses. O problema é que não suporto a dúvida sobre a natureza disto; então pergunto-lhe se não há como retirar estes polipos sem precisar tirar a vesicula e qual o melhor procedimento? ah, o fato de ser 02 polipos trás alguma peculiaridade? Obrigado

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Cristina,
    Pode ser estômago e pode ser vesícula.

    Procure o seu médico para ele avaliá-la

  • Márcio

    Dr. Pedro,

    Sem querer ser chato, mas o Sr. afirmou que é “lesao benigna”, porquê? Pelo tamanho? Há algum exame (tipo ecografia, endoscopia) para definir o que são estes pólipos (pelo formato), ou, pelo menos, dar uma grande probalidade do que é? Tenho medo disto! Para completar, tenho 31 anos.
    Márcio, obrigado pela atenção.

  • Valéria

    Boa tarde Dr. Pedro,
    Minha mãe fez um ultrassom a uns 15dias atrás e detectou pedras na vesícula, depois de uma semana e sentiu muita e dor e ficou amarelada, levamos ela para hospital e lá iniciaram o tratamento pois, os exames de sangue indicaram infecção depois que controlaram a infecção ela foi submetida a uma cirurgia e não retiram a vesícula a médica disse que estava muito inflamada e a inflamação entrou no fígado e que se retirasse, ela perderia uma parte muito grande do fígado e não sobreviveria, então foi retirado material para biópsia e ela foi mandada para casa,tomando nimesulida e tylex até o resultado ficar pronto. Bom o que eu queria saber se isso acontece mesmo e se tem chance de ser câncer e se for câncer gostaria de saber se tem tratamento. Desde já agradeço.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Márcio, Reformulei a resposta anterior, pois realmente ela ficou meio dúbia.

    pólipos menores que 5 mm, sem sintomas e sem pedras na vesícula, não são abordados cirurgicamente. A chance de neoplasia é pequena. Eles devem apenas serem acompanhados. Se tiver crescimento no espaço de 6 meses a uma ano, aí sim se indica cirurgia.

    Em geral só se opera pólipos se eles forem maiores do 10mm ou se causarem sintomas. Se o paciente também tiver pedra na vesícula, a maioria também opera.

    abs

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Valéria,
    Difícil avalair essa história de longe e sem acesso aos exames da sua mãe. Pelo o que vc conta pode ser cÂncer sim.

    Caso seja câncer a chance de cura depende de vários fatores, do tipo histológico e do grau de invasão da lesão tumoral.

    Temos que esperar a biópsia e torcer para ser só uma inflamação extensa.

  • Rafael

    Doutor Pedro preciso de uma ajuda, como disse a algumas mensagens acima tenho pedra na vesícula. Hoje fui fazer exame de coagulograma e os resultados foram estranhos.

    Meu tempo de protrombina está em 16,6 segungos, R.N.I: 1,50 e AP em 49,5%

    Tempo de tromboplastina parcial ativada está em 57,3 seg, R: 1,91.

    No ultrassom não deu nada no fígado, está tudo normal, meu tempom de sangramento está em 2 minutos, tempo de coagulação em 8 minutos plaquetas em 211.000 e Hemoglobina em 14,1.

    Um problema na vesícula poderia desencadear esses problemas ou tenho algo mais sério no fígado?

    Acredito que não vou poder operar com esses numeros, fico no aguardo de uma resposta, desde já grato!

  • Rafael

    Ah, esqueci de dizer que faço uso de Propanolol e Rivotril caso seja relevante.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. PEDRO SARAIVA PINHEIRO

    Rafael
    Realmente está estranho este seu coagulograma.

    Ele não é impeditivo, mas como se trata de uma cirurgia eletiva, provavelmente o cirurgião/anestesista vai querer investigar um pouco mais.

    O tempo de sangramento e o tempo de coagulação estão normais, o que eu não esperaria com os valores de PTT e INR acima.

    Pedra na vesícula não faz isso.

    Na verdade eu acho que primeiro vc deveria repetir o exame para confirmar esses valores

  • Anonymous

    Olá Doutor, Acabo de descobrir que tenhos várias pedras de 1,4 cm. São grandes? Com pedras desse tamanho posso fazer por videolaparoscopia? Atenciosamente, Hosana Silva.

  • Rafael

    Boa tarde Dr.Pedro, muito obrigado pela resposta, como você disse o coagulograma está muito estranho, se estou com os índices alterados era para dar problema na coagulação do sangue, eu vi a enfermeira cronometrando os 2 minutos, o dos 8 minutos eu não vi então não posso dizer, vou pedir repetir os exames.

    Marquei com um hematologista porque vi algumas coisas na internet sobre esses valores que me deixaram sem dormir direito, mas agora estou mais calmo visto que se tivesse algo grave o ultra-som teria pelo menos dado algum indício de problema e eu estaria mau, vomitando, amarelo, sem apetite e pelo contrário, estou me sentindo bem.

    Mais uma vez obrigado e tenha um bom final de semana!!!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Hosana,
    São razoáveis. Não são muito pequenas, mas também existem pedras bem maiores.

    Pode-se fazer por video sim

  • Anonymous

    Muito obrigada pelo esclarecimento. Me sinto mais tranquila. Atenciosamente, Hosana Silva.

  • natalia

    dr.
    fiz minha cirurgia já a quase duas semanas, nao tive nenhuma complicaçao na primeira semana. porém apos esse periodo, varias vezes quando ando ou fico ate mesmo sentada o corte feito proximo ao umbigo tem expelido secreçao, e é o unico que apresenta esse sintoma, porem ainda falta uma semana para a minha consulta de retorno ao medico, gostaria de saber se há algo que posso fazer para evitar a secreçao, pois já faço limpeza frequente para evitar que a ferida fique umidecida pela secreçao, há algo que poderia fazer?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Natalia,
    Se essa secreção for pus, isso é sinal de infecção na ferida cirúrgica.

    Se for apenas um liquido seroso, meio tansparente, é assim mesmo. É só mantere a limpeza e proteger com um gase, que com o tempo isso vai sumir.

  • Costafrio

    Olá boa tarde ..

    Meu nome é Helton , fiz retirada de vesicula Biliar , a um ano atras , e ulitmamante andei comendo muito , mas já fazem 15 dias que estou em uma dieta super natural , mas ando com muita dor na região da cirurgia , o que poode ser será ? Gostaria muito que me respondessem , pois ando muito apreensivo , ahh foi atraves de video minha cirurgia

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Helton,
    Não tenho como saber com tão poucos dados e à distância.

    Vc tem que ser avaliado por um médico e talvez um ultra-som fosse interessante

  • Bruna

    Boa Tarde Dr…
    Gostaria de saber se pessoas com pedras na vesicula podem ingerir bebida alcoolica antes do procedimento cirurgico. E também quanto tempo depois do procedimento o paciente pode voltar com o consumo social. Obrigada, desde já.
    Bruna

  • cleopatraxxi

    há mais de 10 anos atras fui ao médico com dores na barriga principalmente quando andava de onibus (a movimentação era pior) e no ultrasson deu pedra na vesicula.mas achei q eu era muito nova (22 anos)na época e não fiz nada.semana passada fui pro hospital em crise travando todos meus nervos, tremendo com uma dor incrivel no meio das costas e debaixo da barriga e me arrastando pois não tinha cadeira de roda disponivel.fiquei mais uma hora assim e buscopan composto na veia só aliviou, continuou dores fracas.e me mandaram embora dizendo q era somente infecção urinaria.desconfiada e com dores fiz outro ultrasson e deu q tenho pedra vesicula de até 14mm. gostaria de saber as consequencias de ficar assim até conseguir resolver.tenho tremores e como se fosse um inicio de caimbra pelo corpo.gostaria de saber tbm se pode desregular ciclo mesntrual.obrigada parabéns pelo blog.alessandra

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Bruna,
    não é recomendado ingerir bebida alcoólica antes de nenhum procedimento cirúrgico. Quando seu cirurgião liberar a alimentação geral, a princípio você poderá voltar, mas em pequenas quantidades.
    Abraços.

  • http://www.blogger.com/profile/04393336581392706630 Dra. Renata Campos

    Alessandra,
    as pedras na vesícula devem ser operadas se o doente tiver “crises” de cólica biliar, mas de modo eletivo, ou seja, pode esperar. Esses tremores que você descreve não se relacionam com os sintomas da cólica biliar, que também não desregula o ciclo menstrual. Abraços.

  • Felipe

    Boa noite, meu nome é Felipe, e estou com uma cirugia para retirada da vesicula marcada para o dia 18/08/09. E quando foi nessa madrugada de sabado para domingo (15/08/09 para 16/08/09). Tive uma nova crise. Estou me sentindo bem agora, isso pode atrapalhar em alguma coisa na cirurgia? Tendo que fazer aquela aberta e não a por video?

  • Bruna G.

    Boa tarde Dra. Renata!
    A cirugia ainda não foi marcada, ocorrerá daqui há 2 meses, no mínimo. Gostaria de saber qual a interação do alcool com a vesícula e de que maneira ele prejudicaria o órgão. Além disso, qual o período recomendado sem a ingestão para o procedimento cirurgico. Obrigada!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Felipe,
    Se vc se mantiver assintomático até o dia da cirurgia, à princípio não haverá problemas.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Bruna,
    O problema do álcool é a interação com os anestésicos.

    Se vc bebe com frequência o ideal é parar o quanto antes possível. Se vc bebe só em eventos sociais e com moderação, o ideal é pelo menos 1 semana sem beber.

    Quando for conversar com o anestesista vc deve dizer a verdade sobre sua ingestão de álcool.

    Em relação a vesícula, o álcool pode piorar a inflamação.

  • decy

    ola dr, fiz uma cirurgia de retirada da vesicula dia 12 de maio de 2009 e so deu complicações.com menos de um mes estava sendo operada novamente devido minha barriga ter inchado porcausa da bile. e novamente com 8 dias para colocar uma sonda em outro local que estava inchando de novo. agora estou com os olhos super amarelos e preciso fazer uma ressonancia magnetica para fazer uma cpre. mas estou morrendo de medo de ter algo mais grave. gostaria de um conselho seu por favor.

  • Anonymous

    boa tarde doutor. meu nome é neyde, senti fortes dores abdominais fui parar no pronto socorro la fiz uma ultra-sonografia foi dectado pedra na vesicula.. tenho que operar mas tenho medo pois sofro de pressão alta esse tipo de cirugia tem risco?
    desde ja agradeço

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Neyde,
    Toda cirurgia tem risco. Não existe cirurgia que não possa complicar. A retirada da vesícula por acaso é uma que tem baixa incidÊncia de complicações.

    Antes da cirugia vc vai ser submetico ao exame pré-cirugico que vai avaliar as suas condições de operar. Se sua hipertensão estiver controlada, o risco não é grande.

  • Alex

    Olá doutores,gostaria de saber se é normal 15 dias após retirada de vesícula fazer exames de biliburrina totais e fraçoes e derem alterados e tbem ggt alterado.(obs):Tive pancreatite aguda antes de ser operado as pressas,obrigado.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Alex,
    Sim, não é nada de estranho que isso aconteça. A tendência é que esses resultados tendam a voltar ao normal com o passar dos dias.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Daiene,
    Podem. Em geral o 2º trimestre é o melhor.

  • Anonymous

    ola doutor ja estou com as pedras na vesicula e meus olhos estao com a parte branca amarela isso é grave ?quais os procedimentos ? isso é a tal ectiricia isso é grave ?

    ass : genevieve

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    genevieve,
    Isso deve ser icterícia sim. Uma dessas pedras deve estar obstruindo sua via biliar. Vc precisa ser vista por um médico logo.

  • Bruna

    Boa tarde Dr.
    Tenho pedras na vesicula ha dois anos, no primeiro ano tive complicações, e tive que fazer um CPRE, e no inicio desse mês tive outra crise forte, fiquei internada, mas ainda não operei, agora estou fazendo os exames pra finalmente operar,minha vontade era que fosse por video mas meu médico me disse que devido as complicações que eu ja tive, terei que fazer a cirurgia tradicional, queria saber quais são as diferenças entre as cirurgias, por que não posso mais operar por video ?

    Grata
    Abs

  • Valdeci

    Boa noite Dr.Pedro e Dra. Renata

    Meu nome é Valdeci, tenho 44 e hoje realizando um exame de rotina, uma ultrassonografia do abdomem total foi detectado: VESÍCULA BILIAR: Parcialmente distendida, dimensões normais, de paredes normoespessa e regulares, apresentando em seu interior, imagem hiperecoica, com sombra acústica, medindo 2,7 cm de diâmetro.Necessito passar por uma cirurgia e se for o caso pode ser uma vídeo? Que especialista devo procurar? Fiquem com Deus!

  • Mayra

    Ola, meu nome é Mayra, tenho 16 anos e faço técnico em enfermagem. Tô fazendo uma trabalho para o curso sobre colecistite e preciso urgente de umas ajudas nos cuidados de enfermagem, e causas… Agradeço desde já.

  • Anonymous

    Bom dia!!!!
    Meu nome é Marcelo.
    A mais ou menos 1 ano tenho tido varias crises de dores abdominais na parte superior direita. Na semana passada tive uma crise muito forte e procurei um médico que solicitou uma ultra-sonografia, que detectou calculos na vesicula e Colecistite crônica calculosa e Surto de Agudização, fiz exames de sangue e não apresentou infecção.
    Fui procurar o SUS e tenho uma consulta marcada somente para daqui a 15 dias. Gostaria de saber se este quadro pode piorar se esperar todo este tempo e também qual alimentação devo adotar.
    Também estou tendo quadros de nauseas….

    Obrigado.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Bruna,
    Se vc tem lesões no nas vias biliares, acaba que a cirurgia passa a ser mais complicada e a técnica aberta e sempre mais segura e confortável para o cirurgião. Cirurgias por vídeo são para casos simples.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Valdeci,
    Procure um cirurgião geral. E mgeral pedras assintomáticas não precisam ser operadas, porém deixe que o especialista te avalie e decida o que é melhor no seu caso.

    Teoricamente poderia sim ser por video

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Mayra,
    Eu não sou cirurgião e por isso nunca acompanhei dentro de uma enfermaria um pós-operatório de colecistite. Realmente não faço idéia quais são os cuidados de enfermagem nestes casos.
    desculpe-me mas não posso ajudar.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    MArcelo,
    Evite alimentos gordurosso. Teroricamente se suas analises estão boas, esperar 15 dias não é nada do outro mundo

  • Valdeci

    Dr. Pedro

    Grata pela informação. Que Deus possa continuar te abençoando. Saúde e equilíbrio para poder responder às nossas angústias.

  • Anonymous

    Doutor, me chamo João e há mais ou menos 20 dias a minha mãe passou por uma cirugia de retirada da vesicula, contudo, as vezes sente fortes dores abdominais e nas costas, principalmente após alimentar, em especial após comer arroz, isso e normal, ou pode ser complicação pos-cirurgica? Desde ja lhe agradeço

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    João,
    Não dá para dizer nada de longe, mas acho que ela deveria ser reavaliada pelo médico que a operou. Não faz muito sentido ela sentir tantas dores assim.

  • silvana

    Doutor tenho uma dúvida fiz a cirurgia de vesícula em 2005 retirei a vesícula e nunca mais fui uma pessoa normal não posso trabalhar pois até hoje tenho uma diarréia constante tudo que como mim dá diarréia até se eu não comer nada mim da diarréia para poder sair preciso tomar 2 diasec mais isso só acontece durante o dia a noite posso comer o que for que minha barriga não dói,mais apartir de 6:30 da manhã começa sem falar da cólicas fortíssimas que mim dá,passo muito mal mim dá calor e muita cólica até eu esvaziar tudo,se eu estiver na rua quando vir a cólica faço na roupa não tem como segurar ajudem-me!

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Silvana,
    Não há solução simples. De longe não posso te ajudar. Vc precisa ser seguida por um gastroenterologista. É preciso primeiro entender o que está acontencendo para se poder propor um tratamento

  • Anonymous

    ola aki é a alessandra.dra obrigada pela resposta vou ser avaliada por uma equipe do hc em sp dia 8/9.dr pedro ja te mandei emails relatando o problema q esta entradando perguntas de pacientes e suas respostas encaminhadas para meu email, por favor pode verificar o q esta havendo. obrigada e belo serviço de orientação.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Alessandra,
    Vc provavlemente assinou também o feed de comentarios. Deve haver algum link no final dos e-mails com a opção de cancelar esse serviço. Se não conseguir me avise.

  • Bruna

    Bom dia Dr.

    Tenho calculos na vesicula, e estou com a minha cirurgia marcada para o fim desse mes, porém essa semana começei a suspeitar que estou grávida, estou muito preocupada, por causa da cirurgia, posso dar segmento ?, corro algum risco ? me disseram que o certo seria esperar até o segunto trimestre da gestação, mas tive uma crise forte no fim do mês passado, e o cirurgião disse que eu teria que operar logo, por favor, me oriente,
    Grata

    Bruna

  • Anonymous

    Ola Doutor, me chamo Joao e ha mais ou menos um mes minha mae fez uma cirurgia para retirada da vesicula, que se encontrava bastante inflamada, ela tem se alimentado ate bem, porem, as vezes sente fortes dores abdominais, o medico dela pediu novos exames que apresentaram os seguintes resultados: hemograma normal, bilirrubinas e amilase normais. Ja tgo,tgp,gama-gt e fosfatase alcalina estao de tres a quatro vezes mais altas que o normal, desde ja lhe agradeço

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Bruna,
    Neste caso não muito o que discutir. Se for um quadro que possa esperar, o ideal é mesmo operar no 2º trimestre. Se a inflamação não puder ser controlada clinicamente e o cirurgião achar que pode haver uma colecistite, vc vai ter que operar independente da idade gestacional.

    É uma questão de se pesar os riscos e os benefícios.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    João,
    Não é normal não. Isso significa agressão ao fígado e as vias biliares. Contacte seu médico.

  • indyparentoni

    Dr Pedro ou Dr Renata,
    Vesícula preguiçosa quer dizer exatamente pedra na vesícula?
    Meu médico disse que eu estava com vesícula preguiçosa mas não me disse exatamente o que significa isso.
    Se não for, o que quer dizer?
    Obrigada.Indyanna

  • Anonymous

    Boa noite Dr. Pedro e Dra. Renata
    meu nome é anne e meu marido fez uma cirurgia de retirada da vesicula em 05/2009, li todas as postagens e vi q varias pessoas reclamam de “diarreia” com meu marido é ao contrario…ele tem mta prisao de ventre, dificuldade pra “arrotar” e sente falta de ar… tem dias q ele come umas bolachas agua e sal com um suco pq nao consegue comer + nda e tem um inchaço grande na regiao abdominal!….isso é mal alimentação? ou pq ta acima do peso..por favor me ajude pq to enloukecendu junto com ele…obrigado

  • Patrícia

    Ola doutor,
    Depois de uma crise fortíssima na madrugada fiz um ultrassom e foram constatadas as pedras na vesicula. Tenho uma consulta no SUS amanha para ter um parecer do médico, pois este disse q vou ter q operar. Gostaria de saber mais detalhes sobre as duas formas de cirurgia e, principalmente, qual é o tempo previsto para recuperação. Grata pela atençao, aguardo resposta. Parabéns pela iniciativa, afinal de contas, o senhor sabe como é angustiante pensar em qualquer tipo de cirurgia, e o quanto é bom quando encontramos informações para nossas ansiedades.
    Gracias.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Indyanna,
    Vesicula preguiçosa não existe. É um termo leigo que pode englobar qualquer alteração da vesícula, inclusive a presença de pedras.

    Não tenho como saber exatamente o que que vc tem na vesícula para o médico ter utilizado esse termo.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Rosineide,
    Se ele não quer parar, fica difícil ajudá-lo. Minguém pode obrigar o outro a parar de fumar. O desejo tem que partir do próprio fumante.

    Mande ele ler esse texto
    http://www.mdsaude.com/2008/09/cigarro.html

  • nadirpalm

    Boa noite Dr.
    Meu nome é Nadir, descobri que tenho muitas pedras na visícula e preciso ser operada, mas tenho muito medo da anestesia geral, o que o Sr. me diz a respeito dessa anestesia? O risco é alto de complicaçao dessa anestesia?
    Aguardo,
    Obrigada.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Anne,
    Com certeza o sobrepeso ajuda. Seria interessante que procurasse uma nutricionista. Pode ajudar muito.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Patricia,
    As 2 técnicas mais usadas são a videolaparoscopia e a cirugia aberta.

    Não tenho como descrever detalhes da cirurgia neste espaço. Ficaria muito grande. Isso é tema para um post.

    Mas, independente do tipo de cirurgia, a retirada da vesícula é considerada uma cirurgia simples. É uma das primeiras que os residentes aprendem.

    A recuperação é rápida e o tempo de internação é curto.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Nadir,
    As pessoas morrem de medo da anestesia geral, quando na verdade, na maioria dos casos, a maior parte das complicações são da própria cirurgia e não da anestesia.

    Anestesia geral não é nenhum bicho de 7 cabeças. É claro que existe risco, mas qualquer procedimento médico invasivo está sujeito a complicações.

    Se o rico fosse alto, nós médicos não usaríamos esse tipo de anestesia para cirurgias simples como retirada de vesícula.

    Todos os dias milhares de pessoas no mundo inteiro são submetidas a anestesia geral e nada de ruim acontece.

  • patricia nascimento

    Dr. tenho sentindo uma forte dor na boca de meu estomago, é uma dor intença que é frenquente, juntamente com dor nas costa. De um tempo para cá meu folego tem ficado curto.e as vezes sinto minha boca amagarga.Isso pode ter alguma coisa haver com vesicula? meu nome é Patricia.

  • Carol

    Dr.Pedro ,hoje esta fazendo 15 dias que fiz uma colociste,fiquei de dieta para nao ter dores colicas desde dezembro de 2008,o medico do hospital me cortou,gordura,fritura,carne vermelha,leite e derivado de leite,massas e ovo,emagreci bastante .So que hj apos ter feito a cirurgia ainda sino um pouco de dificuldade para a digestao e tenho tb esofagite leve ,sera que tem a ver ou e assim mesmo o pos operatorio ? E assim que vou me sentir por muito tempo ? Ainda faço refeiçoes bem leves !!
    Desde ja obrigado pela atençao
    Carol

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Patricia,
    Não me parece. Vc já pensou em refluxo?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Carol,
    15 dias ainda está muito recente. Esses sintomas devem desaparecer nas próximas semanas.

  • A PESSOA CERTA PARA TE AJUDAR

    Ola´Dr. ha algum tempo atras senti fortes dores no abdomem, essas dores demoravam horas para passar, fiz uma ultra som e acusou calculos na vesicula fui em um hospital publico e consegui uma cirurgia, pra minha surpresa quando os medicos retiraram minha vesicula nao havia calculos na mesma e o que saiu de dentro foi uma especie de uma “lama” na cor preta que mal se move. E hoje me encontro preocupado pensando que fui operado em vão , que minha vesicula estava boa e, que posso vir a sofrer denovo com as dores que eu sentia antes de retirar a vesicula. Gostaria saber o que é essa coisa preta que saiu de dentro da vesicula. desde ja agradeço.

    Marcos Orlando

  • Carla Rafaela

    CARLA RAFAELA
    Boa noite Dr. Pedro, é o seguinte: tenho +ou- 10 calculos na vesicula, +ou- no tamanho de um grão de arroz, já fiquei internada com pancreatite aguda, minha amilase na 1º vez chegou em 740, passei 1º semana de dieta zero, e tive alta para depois de 20 dias poder operar, só que depois de 2 semanas aconteceu tudo denovo ( pancreatite ). Oq devo fazer antes da minha operação, oq evitar para a pancreatite nao voltar? E qual a alimentação correta ? Posso comer pão? Feijão? abraço

  • marcio

    Dr. Pedro Pinheiro e Dra. Renata Campos

    Meu nome á Marcio Souza moro no Gjá,depois de sentir fortes dores no abdomem principalmente de noite logo depois de dormir, resolvi procurar ajuda médica e numa ultrason o medico disse que tenho minha visicula esta inflamada e cheia de pedras e que vou ter que operar existem riscos para essa operação? Tenho 37 anos, levo uma vida sendetária, vivo fazendo dieta e fico muito tempo sem comer que o senhor poder me aconselhar de imediato?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marcos,
    Lama biliar tb é indicação de cirurgia. É bile espessa e pode obstruir a vesicula tanto quanto um cálculo

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Carla,
    Não existe nada específico que vc possa fazer para evitar. Vc só vai ficar livre da pancreatite quando retirar a vesicula.

  • XL

    Boa tarde!
    Meu nome é Giselly, descobri no 4º mês de gestação que tenho microcalculos na vesícula após 4 crises quando foi feito uma ultra do abdomem. Depois tive + 3 crises quando estava entrando no 5º mês. Estive com a minha médica cirurgiã hj (24/09/09)e ela resolveu q prefere operar por causa do numero de crises q venho tendo e disse q no ultimo trimestre essas crises podem piorar!

    Hoje estou com 22 semanas de gestação e gostaria de saber se há uma outra alternativa pra não ter que operar, já q tem o risco de óbito do bebê?
    É possível evitar essas crises só com o controle da alimentação até o fim da gravidez?

    Obrigada!

  • Marcos

    Dr. Por favor me tire uma dúvida…senti fortes dores no estomago e nas costas, fiz uma ultrassonografia total que constatou: Esteatose hepática leve.
    Espessamento sólido focal na vesícula biliar associado a sinais de colecistite alitiásica. Fui a meu clínico e ele disse que só estava enflamada e como não tinha cáuculo não necessitava de cirurgia, ele me passou NEO MOXILIN 500ml, POLIBIOTIC E RANITIDINA…Estou tomando a dois dias, mas continuo sentindo dores…será que é por causa da alimentação?será que não é necessaria a cirurgia mesmo?Gostaria que me tirasse essas duvidas, por favor.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marcio,
    Toda operação tem riscos. Alías, todo procedimento médico tem riscos.

    MAs se vc tem colecistite, não tem jeito, tem que operar. Por ora, evite alimentos gordurosos.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Giselly,
    Se vc tem sinais de colecistite o melhor é se operada para não teer complicações mais a frente.

    O risco de não operar é provavelmente maior do que o de operar.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marcos,
    Acho que vc deveria ter uma consulta com um cirurgião geral.

  • sandy

    bom dia! dr: eu tirei a vesícula faz tres meses tem possibilidade de juntar gorduras no meu fígado? ou diminuir a disgestão alimentar?

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    SAndy,
    1. Não
    2- Vc pode ter alguma dificuldade com alimentos gordurosos

  • Marluce

    Boa noite!Desde julho,venho sentindo uma dor no estomago(a sensação que tenho é que estou sempre com fome,mesmo após comer)procurei o gastrio e já fiz 2 tratamentos c/medicação p/ gastrite já que tenho uma histório da mesma,melhora mais depois volta,recentemente andei tendo dores fortes na barriga e abdomen,fiz uma endoscopia e uma ultra abdominal total que deram:pequena hernia hiatal por deslizamento,gastrite enantematosa antal e na ultra,algumas microlitiases medindo 0,2cm,o gastrio disse que essas dores são das pedras na visicula e tenho q operar,estão insegura por achar que essas dores podem não ser decorrentes das pedras,existe algum exame mais minusioso q eu possa fazer pois tenho medo de me submeter a uma cirurgia sem necessidade.Ainda não saiu o resultado da biopsia p/saber se estou c/ a bactéria(h.pilore),esse encomodo e sensação de fome constante podem ser da bactéria? Grata pela atenção e parabéns pelo blog.Um abraço Marluce Marinho

  • Marcos

    Olá,

    A perda da vesícula, associada a síndrome de Crohn pode causar inflamações? Os sintomas são diarréia, dores abdominais, inchaço na área onde a vesícula foi extraida.

    A sindrome de Crohn foi diagnosticada, mas os sintomas desta doença podem piorar após a extração da vesícula?

    Abraços e agradeço.

  • bruna

    Bom Dia Dr.Pedro me chamo Bruna e minha duvida é a seguinte minha mãe a 6 anos teve um avc e agora nos exames de rotina foi constatado que ela tem pedra na vesicula e precisa operar,gostaria de saber se por ela ter tido o avc se é mais complicado a recuperação e se ela corre mais riscos do que uma pessoa que nao teve este problema,ela teve como consequencias a paralisia do lado direito do corpo perdeu a fala,e depende de nos para qualquer atividade,ela tem 61 anos e não sente nenhum sintoma das pedras na vesicula…aguardo resposta!obrigada

  • Marcos Amaral

    Prezados Drs.

    Só quero deixar claro que nao sou o mesmo Marcos que postou em 24 de Setembro de 2009 16:46.

    Para que não haja confusão.

    Abraços.

    Marcos Amaral

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Marcos,
    Não há piora do chohn pela retirada da vesícula.

  • http://www.blogger.com/profile/07948507723271517173 Dr. Pedro Pinheiro

    Bruna,
    Quanto mais antecedentes patológicos uma pessoa tiver, mais complicado são as cirurgias. Isso não quer dizer que a operação deixa de estar indicada pelo fato dela ter tido um AVC com sequelas motoras. É uma questão de se pesar os riscos e benefícios.