Diarreia pela bactéria Escherichia coli (E.coli)

A Escherichia coli, também chamada de E.coli, é uma bactéria que vive habitualmente dentro dos intestinos dos mamíferos. Todos nós eliminamos diariamente nas fezes trilhões de bactérias do tipo Escherichia coli. Quem nunca ouviu falar na pesquisa de coliformes fecais para avaliar a qualidade da água e dos alimentos? Quando procuramos por coliformes fecais, estamos à procura da E.coli, cuja presença indica contaminação da água ou dos alimentos por fezes.

Mas se a Escherichia coli vive normalmente nos intestinos de todos os mamíferos, por que de tempos em tempos ouvimos falar de doenças causadas por esta bactéria?

Existem duas explicações para a pergunta acima. A primeira está no fato de que a maioria das cepas da E.coli costuma ser inofensiva quando restrita aos intestinos. As doenças surgem quando a bactéria consegue alcançar outros órgãos do nosso corpo, como, por exemplo, a bexiga. A maioria das infecções urinárias são causadas pela Escherichia coli, que devido a proximidade da uretra feminina com o ânus frequentemente consegue passar do trato digestivo para o trato urinário.

A infecção urinária é a infecção mais comum causada pela Escherichia coli, todavia, esta bactéria também pode causar várias outras infecções como abscesso no fígado, pneumonia, meningite, artrite, colecistite (infecção da vesícula), etc.

Neste artigo vamos nos ater apenas às infecções intestinais da E.coli. Se você quiser saber mais sobre a relação entre Escherichia coli e infecção urinária, temos alguns artigos que podem ser úteis:
CISTITE | Sintomas e Tratamento.
PIELONEFRITE | Sintomas e tratamento.
PREVENÇÃO DA INFECÇÃO URINÁRIA.
10 SINTOMAS DA INFECÇÃO URINÁRIA

A segunda explicação reside no fato de que existem diferentes cepas de Escherichia coli, sendo algumas delas capazes de causar doenças mesmo quando restritas aos intestinos. Existem várias cepas diferentes de E.coli responsáveis por quadros de diarreia, com diferentes graus de gravidade. Todas elas são adquiridas após ingestão de água contaminada com fezes. A contaminação através de alimentos também é comum e se dá por vegetais regados ou lavados com água contaminada, alimentos crus, mal cozidos ou preparados por cozinheiros ou açougueiros que não lavam as mãos adequadamente após evacuarem. A carne também pode se contaminar no momento do abate, ainda antes de chegar ao açougue ou supermercado.

Diarreias causadas pela E.coli

Entre as diarreias causadas pela Escherichia coli, podemos destacar as seguintes cepas:

a) EPEC – E.coli Enteropatogênica: Causa comum de diarreia em crianças

A E.coli Enteropatogênica é uma cepa capaz de se aderir à parede do intestino, causando inflamação e alterando a capacidade deste em absorver água e alimentos, o que resulta em diarreia aquosa. Adultos costumam ganhar imunidade contra esta cepa, daí o motivo desta diarreia ser mais comum em crianças e bebês.

b) ETEC – E.coli Enterotoxinogênica: Causa a diarreia conhecida como diarreia dos viajantes

A E.coli Enterotoxinogênica é uma cepa que produz uma toxina semelhante à da bactéria da cólera, que causa uma diarreia aquosa profusa. Esta Escherichia coli é comum nos países tropicais, sendo causa frequente de diarreia em crianças nativas ou em turistas vindos de países de clima temperado. Geralmente o paciente desenvolve imunidade após a infecção, motivo pelo qual ela só costuma acontecer uma vez.

c) EIEC – E.coli Enteroinvasiva: Causa quadro semelhante à disenteria

A E.coli Enteroinvasiva é uma cepa com uma virulência parecida com a bactéria Shigella, causadora da disenteria. O quadro clínico desta infecção é de profusa diarreia, geralmente com sangue, intensa dor abdominal e febre alta.

d) EHEC – E.coli Enterohemorrágica: Causa grave diarreia e síndrome hemolítica urêmica

A E.coli Enterohemorrágica é uma cepa que também se comporta de modo semelhante à bactéria Shigella, sendo capaz de produzir uma toxina altamente agressiva que leva à colite hemorrágica. O quadro da E.coli Enterohemorrágica é também de diarreia sanguinolenta e intensa dor abdominal, porém, com um fator agravante: esta cepa de Escherichia coli pode levar a um quadro de síndrome hemolítica urêmica, uma complicação grave que cursa com anemia e queda das plaquetas por destruição maciça das mesmas, além de insuficiência renal aguda (leia: INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA | Sintomas e tratamento) que em muitos casos requer a realização de hemodiálise (leia: HEMODIÁLISE | Como funciona, cateter e fístulas).

A E.coli Enterohemorrágica é frequentemente a responsável por surtos de grave intoxicação alimentar, levando até à morte de alguns pacientes. Somente no ano de 2011 foram descritos 3 grandes surtos de infecção por E.coli Enterohemorrágica, dois nos EUA (em Março e Abril) e um muito noticiado em Junho na Alemanha, com pelo menos 520 casos e 11 mortes.

Como evitar contaminação pela Escherichia coli?

No caso da infecção urinária a contaminação ocorre quando bactérias das fezes alcançam a entrada da uretra. Isto pode se dar durante o ato sexual, principalmente se houver relação anal precedendo a vaginal, por descuido na higiene após evacuação, por ducha vaginal, etc. No texto sobre cistite (CISTITE | Sintomas e Tratamento) explicamos com detalhes como evitar a infecção urinária.

Em relação às diarreias causadas por cepas mais virulentas da E.coli, a transmissão pode se dar dos seguintes modos:

– Entre humanos: é uma forma pouco comum e se dá por pessoas contaminadas que não lavam as mãos após evacuarem.É mais comum em creches e asilos.
– Por contato com animais: geralmente ocorre em fazenda após contato com gado ou porcos sem a devida higienização das mãos.
– Por alimentos: É a forma mais comum. Como a E.coli costuma ficar no alimento por alguns dias antes deste ser ingerido, há tempo das bactérias se multiplicarem. Quanto maior a quantidade de bactéria ingerida, maior as chances de intoxicação alimentar. A contaminação imediatamente antes do consumo por mãos contaminadas (geralmente do cozinheiro) também é possível.

Dicas para prevenção da E.coli:

– Lave bem as frutas e verduras antes de consumi-las.
– Evite comer carnes mal passadas (o cozimento mata a E.coli).
– Não consuma leites ou sucos em caixa que estejam fora da geladeira há muito tempo após abertos.
– Lave bem as mãos antes de preparar alimentos ou após ir ao banheiro.
– Lave bem as mãos após contato com animais, principalmente porcos e vacas.
– Lave bem os talheres que foram usados para cortar alimentos crus.

Temos um texto somente sobre as causas de diarreias que sugerimos que vocês leiam: DIARRÉIA | Causas, sinais de gravidade e tratamento.

VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES

51
Deixe um comentário

avatar
300
Fagno Rolim
Visitante
Fagno Rolim

Dr. Pedro, fiz parasitológico e cultura de feses e constatei a E. Coli. Meu gastro analisou e passou pra mim Astro ou Azitromicina!!! é excelente? vou ficar bom? Parabéns e muito obrigado!!

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Azitromicina não é o melhor antibiótico para tratar E.coli.

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Sim, há risco.

Marcos Medeiros
Visitante
Marcos Medeiros

Ola..Estou com uma diarreia a mais de um mes e fui no medico e ja tomei dois tipos de antibioticos diferente pq a medica disse que era uma infecção intestinal..eu n tenho febre só diarreia mesmo!parece areia grossa!muito estranha!gostaria de saber atraves dos seus conhecimentos o que poderia fazer e quais exames pedir ou tratamento?Atenciosamente

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Marcos, sem fazer exames é impossível opinar. Existem dezenas de causas diferentes de diarreia. O que posso sugerir é que você procure um gastroenterologista. Diarreia que dura mais de um mês tem indicação de ser investigada com mais cuidado.

Mari silva
Visitante
Mari silva

Dr. Pedro…leite de vaca também transmite a E.coli,quando não fervida?

profelianelisboa@gmail.com
Visitante
profelianelisboa@gmail.com

olá existe cirurgia na bexiga para exterminar com a coli? faz anos que tenho e não consigo curar.masi de 100.0000 qque faço?? estou resistente a quase tudo..

Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

Não existe cirurgia para infecção urinária recorrente.

Yanni
Visitante
Yanni

Olá Dr. Pedro, meu nome é Yanni, tenho 19 anos; espero que o senhor responda a minha mensagem pois me encontro num grande problema. É o seguinte, o problema com meus rins começaram quando eu tinha 18 anos, estava grávida de 3 meses e tive uma infecção urinaria simples na qual não me tratei direito com a Cefalexina. Depois este problema voltou com 8 meses de gravidez e veio muito mais forte com febre de 39 e me diagnosticaram PIELONEFRITE, fui internada por 4 dias com o tratamento de Cefalexina por veia, e já de alta mais 10 dias via oral. Terminei meu tratamento como foi mandado, mas o problema persistiu até o dia de hoje, fui tratada com diferentes antibióticos como : Nitrofurantoina, Bactrim, Ciprofloxacino e Cefuroxima (Via ORAL) e nenhum deles fez efeito.Agora me encontro com febres há mais de 3 semanas, estou tomando td dia Paracetamol e mesmo assim a febre não vai embora, os médicos não conseguem deter a infecção do rim. Eu tenho muito medo de acabar precisando de hemodiálise ou tendo uma sepse. Por Favor o que o senhor me recomendaria? Preciso uma internação e ser tratada por veia com o Ciprofloxacino? O que… Read more »

Pedro Pinheiro
Visitante
Pedro Pinheiro

Não. Água contaminada causa vários problemas, principalmente infecções gastrointestinais, mas infecção urinária, não.

Fernanda Stofella
Visitante
Fernanda Stofella

Ola, sou veterinaria! Trabanho em um pet shop , onde na analise microbiologica das banheiras de banho deu E. coli. Gostaria de saber se algo pode ser feito além de desinfecção das banheiras. Por ser uma bacteria do trato gastrointestinal e a alta rotatividade de animais, pelo meu conhecimento, é natural que exista E. coli ali, mas gostaria de saber quais produtos posso ultilizar para ´´ combater´´. Obrigada

Fernanda Stofella
Visitante
Fernanda Stofella

Ola, sou veterinaria! Trabanho em um pet shop , onde na analise microbiologica das banheiras de banho deu E. coli. Gostaria de saber se algo pode ser feito além de desinfecção das banheiras. Por ser uma bacteria do trato gastrointestinal e a alta rotatividade de animais, pelo meu conhecimento, é natural que exista E. coli ali, mas gostaria de saber quais produtos posso ultilizar para ´´ combater´´. Obrigada

Ana Simões
Visitante
Ana Simões

Olá! É possível ter uma infecção urinária por ingestão de água contaminada com a bactéria? Obrigado

Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

Não.

PUPINHA
Visitante
PUPINHA

Ola, meu nome é Solange, tive um infecção urinaria à três dias, senti muita dor nas costa do lado direito e pontadas no abdome no lado direito tb, calafrios náuseas e fraqueza, fiz ultrassonografia exames de sangue e urina e tb urocultura e estou com a E.Coli, já estou um pouco melhor com o antibiótico, pelas pesquisas que fiz parece que essa bactéria no rim pode trazer muitas complicações, estou insegura isso pode ser grave? Ja tive infeções no rim outras vezes porem não desse jeito com esses sintomas se puder me responder agradeço….

PUPINHA
Visitante
PUPINHA

Ola, meu nome é Solange, tive um infecção urinaria três dias, senti muita dor nas costa do lado direito e pontadas no abdome no lado direito tb, calafrios náuseas e fraqueza, fiz ultrassonografia exames de sangue e urina e tb urocultura e estou com a E.Coli, já estou um pouco melhor com o antibiótico, pelas pesquisas que fiz parece que essa bactéria no rim pode trazer muitas complicações, estou insegura isso pode ser grave? Ja tive infeções no rim outras vezes porem não desse jeito com esses sintomas se puder me responder agradeço….

PUPINHA
Visitante
PUPINHA

Ola, meu nome é Solange, tive um infecção urinaria três dias, senti muita dor nas costa do lado direito e pontadas no abdome no lado direito tb, calafrios náuseas e fraqueza, fiz ultrassonografia exames de sangue e urina e tb urocultura e estou com a E.Coli, já estou um pouco melhor com o antibiótico, pelas pesquisas que fiz parece que essa bactéria no rim pode trazer muitas complicações, estou insegura isso pode ser grave? Ja tive infeções no rim outras vezes porem não desse jeito com esses sintomas se puder me responder agradeço….

Andrielly Granata
Visitante
Andrielly Granata

olá,meu nome é larisse
Uma amiga minha tem essa bactéria eschrichia coli
e ela gostaria de saber oque ela pode causar
Muito Obirgado

Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

O texto é exatamente sobre isso.

Gustavo lima
Visitante
Gustavo lima

Oi meu nome é Gustavo, a um tempo atras minha namorada estava com um corrimento vaginal e ela havia se consultado no médico e foi receitado metronidazol, depois de tomar duas caixas de metronidazol o problema continuou. Ela não sabia mais o que fazer e eu fui a uma farmácia e o atendente passou clindamicina. Ela tomou a clindamicina e o problema na vagina foi embora. Só que um dia depois ela desenvolveu uma diarreia cronica que ja dura mais de um mês. Pelo menos ela não está com sangramento nas fezes, O pior que moramos em uma cidade que o atendimento médico é precário, você marca um exame hoje e um medico especializado só irá aparecer daqui a um mês. Eu não sei o que fazer e tenho muito medo que o pior aconteça a ela.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais