Diferenças entre bronquite e asma

Bronquite e asma são doenças distintas, que costumam ser confundidas pela população leiga.

É muito comum ver pessoas chamando asma de bronquite, como se ambos os termos fossem sinônimos. Do mesmo modo, termos como bronquite asmática e bronquite alérgica também são frequentemente empregados para descrever quadros clínicos que são, na verdade, asma.

Asma brônquica, bronquite aguda e bronquite crônica são três doenças diferentes, que apresentam causas, fisiopatologias e tratamentos distintos, mas que podem provocar sinais e sintomas muito parecidos.

Neste artigo nos vamos nos ater apenas às diferenças e semelhanças da bronquite e da asma. Se você está interessado em saber mais detalhes sobre essas doenças, acesse os links abaixo:

CAUSAS E SINTOMAS DA ASMA.
DPOC | Bronquite crônica e enfisema pulmonar.

O que é asma?

A asma é uma doença inflamatória das pequenas vias aéreas dos pulmões (bronquíolos), de causa ainda desconhecida, mas com importante componente genético. O pulmão do paciente asmático é altamente sensível e desenvolve ataques de broncoespasmo sempre que exposto a determinados estímulos ambientais, como pólen, fumaça, poeira, ácaros, ar frio, etc.

pulmão Durante a crise de asma, há uma reação inflamatória das vias aéreas pulmonares, provocada pelos mesmos mediadores químicos que surgem nos processos alérgicos. Com a inflamação, os bronquíolos ficam inchados e se contraem, dificultando a passagem de ar durante a respiração. O broncoespasmo da asma é temporário, podendo ser revertido com medicamentos ou espontaneamente com passar do tempo.

Os principais sintomas das asma são a falta de ar, tosse e chiado no peito (sibilos).

O que é bronquite aguda?

A bronquite aguda é processo inflamatório transitório dos brônquios, vias aéreas mais largas, provocado, habitualmente, por uma infecção de origem viral, como a gripe.

O principal sintoma da bronquite aguda é uma tosse persistente, seca ou com expectoração, que pode durar até 20 dias. Febre não é comum e serve para distinguir o quadro de outras infecções do pulmão, como a pneumonia.

Alguns pacientes podem ter sibilos pelo broncoespasmo, menos intensos que na asma, mas facilmente perceptíveis através da auscultação dos pulmões com o estetoscópio.

O quadro de bronquite aguda é autolimitado e melhora espontaneamente após algumas semanas

O que é bronquite crônica?

A bronquite crônica é um quadro inflamatório persistente das vias aéreas, provocado por exposição prolongada a substâncias nocivas, como o cigarro. A fumaça do cigarro irrita e causa destruição e posterior cicatrização da parede das vias áreas e do tecido pulmonar ao seu redor, levando a uma redução permanente do calibre dos bronquíolos.

A bronquite crônica, junto com o enfisema pulmonar, faz parte de um grupo chamado DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), uma doença progressiva e com mau prognóstico, principalmente naqueles que continuam fumando.

Os principais sintomas da bronquite crônica são uma tosse com exuberante expectoração, falta de ar, broncoespasmo (sibilos) e cansaço para executar atividades.

Diferenças entre bronquite aguda e asma

A bronquite aguda é geralmente um quadro isolado na vida do paciente, sendo a tosse o seu sintoma mais característico. Já a asma é quadro crônico, com períodos de melhora intercalados com períodos de crise, no qual a dificuldade para respirar e o chiado no peito são sintomas importantes. Um sinal característico da asma é o sibilo durante a expiração, pois o o ar tem mais dificuldade para sair dos pulmões do que para entrar.

A crise de asma pode ser, assim como a bronquite aguda, desencadeada por uma infecção respiratória viral, mas a bronquite não surge espontaneamente, após contato com estímulos simples como poeira ou pólen.

Diferenças entre bronquite crônica e asma

Os sintomas da bronquite crônica e da asma podem ser muito parecidos. Muitas vezes, o que diferencia são fatores epidemiológicos, uma vez que a asma é mais comum em crianças e a bronquite crônica costuma surgir em adultos mais velhos, fumantes há vários anos.

A asma é um doença não progressiva e que pode desaparecer sozinha após alguns anos. Exceto pelos casos mais graves, o paciente asmático apresenta-se bem fora dos períodos de exacerbação. A bronquite crônica, por outro lado, é uma doença progressiva, na qual o paciente vai ficando cada vez pior com o passar dos anos, chegando ao ponto de ter dificuldade respiratória permanente e necessidade de receber oxigênio suplementar, mesmo em repouso.

Na asma, a doença fica restrita às vias aéreas e raramente causa lesão permanente nestas estruturas.  Já na bronquite crônica, ocorre destruição e formação de cicatriz  não só nas nas vias aéreas, mas também no tecido pulmonar.

A tosse da asma costuma ser seca ou com pouca expectoração. A tosse da bronquite é tipicamente com catarro persistente.

A redução do calibre das vias aéreas da asma apresenta grande reversão após a administração de broncodilatadores, as famosas bombinhas dos asmáticos. Já na bronquite crônica, o uso de broncodilatadores tem ação apenas parcial, pois os brônquios e bronquíolos já destruídos não apresentam  resposta ao medicamento.

Quando o paciente apresenta asma de início na vida adulta, a distinção entre as duas doenças pode ser mais difícil, principalmente porque muitos pacientes com bronquite crônica também podem apresentar asma.

Por que é importante saber diferenciar bronquite de asma?

A distinção entre bronquite e asma é importante, não só pelo fato de impedir que o paciente seja rotulado com uma doença que não tem, mas principalmente porque o tratamento e o prognóstico a longo prazo dessas doenças é diferente. A asma, na maioria dos casos, é uma doença bem mais benigna que a bronquite crônica.

VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES

14
Deixe um comentário

avatar
300
Rafael Lucas
Visitante
Rafael Lucas

Olá dr. Pedro Pinheiro. Sou o Rafael, tenho 18 anos. O único problema respiratório que eu tenho é a rinite alérgica, porém já faz mais de 1 ano que de vez em quando tenho crises de falta de ar durante a noite que melhoram ao tomar algum medicamento como polaramine, e sinto também falta de ar durante exercícios físicos intensos. Essas faltas de ar que sinto são dificuldade na inspiração e expiração de ar e um som de chiado durante respiração, porém não tenho tosses com catarro (desculpe pela palavra). O que tenho é realmente asma? É realmente importante fazer um diagnóstico pessoalmente em um médico? Pois talvez não seja tão eficaz. Obrigado!

Viviane
Visitante
Viviane

Olá, é possível uma pessoa possuir as duas doenças? Fui diagnosticada com asma moderada e tenho episódios de bronquite. Nunca fumei. Mas possuo praticamente todos os tipo de alergias respiratórias. Elas causam renite, sinusite, laringite e por ai vai, gerando episódios de bronquite de tempos em tempos.

Lourdes Luz
Visitante
Lourdes Luz

Olá Dr Pedro Pinheiro, gostaria que me tirasse uma dúvida. Tenho um filho de quase 8 anos e desde seus dois aninhos e meio, adquiriu uma “bronquite asmática” (palavras da pneumologista dele). Porém, lendo este post, vi que a asma, a bronquite aguda e a bronquite crônica são doenças diferentes. Portanto a criança pode ter as duas. Por isso é chamada de BRONQUITE ASMÁTICA?
Obrigada.

Marcia Cristina
Visitante
Marcia Cristina

Parabéns pelo post. Muito esclarecedor. Mas, ainda tenho uma dúvida. Estou com 52 anos e tenho asma desde criança. Alguns médicos trataram como asma, outros como bronquite asmática. Já utilizei varios medicamentos, principalmente, corticóides, além da bombinha. O último médico que procurei disse que tenho asma e não bronquite. Segundo ele, uma das diferenças entre bronquite e asma é que a asma surge na infância e a bronquite na idade adulta. Essa informação procede? Obrigada.

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Sim, é mais ou menos por aí. O fato de ser crônica e vir desde a infância é que fala a favor da asma.

Toninha Garcia
Visitante
Toninha Garcia

Pode lavar a cabeça durante uma crise de bronquite?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Pode.

Cris Bibiano
Visitante
Cris Bibiano

Oi dr. Meu filho tem 12 e tinhas crises alergicas quando pequeno. Mas, elas tinham cessado. Voltaram agora e tem sido constantes. Levei ele num alergista que após exames diagnosticou a Asma. Como tratamento iniciamos as vacinas. Mas as crises continuam. Devo procurar um pneumologista para fazer o tratamento em paralelo? Me ajude, por favor.

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Acho que sim.

Leandro Rocha Rodrigues
Visitante
Leandro Rocha Rodrigues

e ai doutor tudo bem? gostaria de saber se resfriados, gripes ou a rinite alérgica pode causar bradipneia?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Não. Só em casos muitos graves, já com falência respiratória.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais