Vídeo: 10 sinais de problema de visão em crianças

Visite nosso canal no Youtube para ver todos os vídeos já publicados: https://www.youtube.com/mdsaude


Transcrição do vídeo

A visão é o nosso principal sentido e é a responsável por mais de 80% das informações que as crianças adquirem durante a infância, principalmente na escola.

Por isso, a criança que tem algum problema visual não diagnosticado pode ter prejuízo no seu aprendizado e desenvolvimento, e frequentemente tem mau desempenho escolar.

Na imensa maioria das vezes, a criança não tem capacidade de reconhecer o próprio problema, por isso, é importante que os pais e os professores fiquem alertas para poder identificar precocemente uma criança com comprometimento visual.

Vamos falar sobre 10 sinais que podem indicar problemas de visão em crianças.

1- Mau desempenho escolar

Se a criança tiver dificuldade para ler de perto ou de longe, ela vai ter maior dificuldade para aprender o conteúdo dado em sala de aula.

Toda criança com mau desempenho escolar, mas que se mostre bem desenvolvida e perfeitamente à vontade em todas as outras áreas, deve se submeter a uma avaliação oftalmológica.

Se os pais ou os professores não estiverem atentos, a criança pode passar meses ou anos com mau desempenho acadêmico, simplesmente por ter algum problema na visão, como miopia, estrabismo ou astigmatismo, por exemplo.

2- Sentar muito próximo da televisão

Se o seu filho só gosta de ver televisão estando muito próximo ao aparelho, isso pode ser um sinal de que a visão dele para longe não está adequada.

Apesar de ser amplamente difundida a ideia de que ver televisão muito de perto faz mal para vista, sentar muito próximo da TV é um
sinal de problema de visão, e não a causa dele.

Esse mito surgiu porque até o final da década de 1960, os televisores vendidos realmente emitiam uma quantidade de radiação acima do que é permitido atualmente pelos órgãos de controle.

Naquela época, ver TV muito próximo realmente fazia mal, mas atualmente, os televisores modernos não emitem essa radiação e não há evidências de que eles possam provocar danos à visão.

3- Ler com o livro muito perto dos olhos

Se a criança sente necessidade de aproximar o livro dos olhos para conseguir ler adequadamente, isso também pode ser um sinal de miopia ou outro problema da visão.

As crianças têm uma capacidade de acomodar os olhos maior do que os adultos e por isso conseguem enxergar de perto bem melhor do que nós.

Mas se a única forma que o seu filho consegue ler as palavras é com um livro muito próximo ao rosto, é preciso levá-lo a uma consulta com oftalmologista.

4- Coçar muito os olhos

Toda criança pequena coça os olhos quando tá com sono, o que é perfeitamente normal.

Mas se a criança coça muito os olhos quando está brincando ou quando está tentando enxergar ou ler alguma coisa, pode ter alguma dificuldade visual.

Além de ser um sinal de possível problema oftalmológico, o ato de coçar os olhos a toda hora pode desencadear ceratocone, uma doença ocular que surge quando a córnea fica deformada, com formato de um cone.

5- Pular a linha quando está lendo um texto.

A criança que frequentemente pula ou repete palavras, ou até as linhas quando está lendo ou escrevendo, ou que anos depois de ter sido alfabetizada ainda precisa usar o dedo para acompanhar as palavras que lê, pode ter miopia ou insuficiência de convergência.

A insuficiência de convergência é uma condição na qual a musculatura dos olhos tem dificuldade em trabalhar de forma coordenada, principalmente nas atividades que requerem visão próxima, como durante a leitura ou a escrita.

Por isso, toda criança com má performance na leitura ou escrita deve ser avaliada para descartar que tenha problemas de visão.

6- Fotofobia

Fotofobia é uma sensibilidade exagerada a luz.

Crianças que se mostram muito sensíveis à luminosidade, principalmente em situações nas quais as outras crianças não parecem estar incomodadas, podem ter algum problema oftalmológico.

É importante ressaltar que nem toda fotofobia tem origem oftalmológica, e que pessoas com olhos claros podem ter fotofobia sem nenhuma doença associada.

Na dúvida, uma avaliação oftalmológica é recomendada para descartar causas oculares de sensibilidade à luz, como a blefarite, alguma lesão da córnea, uveíte, conjuntivite e irite.

7- Lacrimejamento persistente

Lacrimejamento excessivo ou persistente em um ou ambos os olhos é um sinal de problema oftalmológico, sendo várias as possíveis causas incluindo: síndrome dos olhos secos, uveíte, glaucoma, conjuntivite, trauma ou alterações nos cílios.

Nas crianças com menos de 1 ano de idade, a principal causa de lacrimejamento constante é a obstrução do ducto nasolacrimal.

8- Fechar um dos olhos para ver televisão

A criança que tem um problema de visão em apenas um dos olhos pode ter dificuldade de visão com os dois olhos abertos e, por isso, opta por fechar o olho que tem o problema quando vê TV ou lê.

Quando um dos olhos tem miopia ou astigmatismo e o outro não, por exemplo, a criança tende a utilizar mais o olho bom do que eu ruim.

Se não houver um diagnóstico apropriado, ela pode desenvolver um quadro de ambliopia, que é o desenvolvimento inadequado da visão em um dos olhos.

O tratamento pode ser feito com óculos, mas nos casos mais severos pode ser necessária a utilização de um tapa-olho sobre o olho bom, para forçar o desenvolvimento do olho afetado.

9- Inclinar a cabeça para ler ou ver televisão

Esse sinal é semelhante ao anterior e geralmente ocorre quando a criança enxerga melhor de um olho do que do outro ou tem algum tipo de estrabismo.

Geralmente, quem percebe essa situação são os professores na sala de aula, porque eles costumam estar de frente para a criança enquanto ela tenta ler o que está escrito no quadro negro.

10- Dor de cabeça ou nos olhos

Muitas vezes, a criança com algum problema visual passa o dia forçando a musculatura do olho para tentar ajustar o foco e conseguir
ler e ver detalhes à distância.

Esse esforço pode provocar sintomas, como dor de cabeça, dor nos olhos ou sensação de olhos cansados.

Se o seu filho refere qualquer um desses sintomas ou se claramente evita atividades que requerem uma boa visão, como ler, usar o computador ou jogar videogame, isso pode ser um sinal de problema nos olhos.

Lembre-se: deve ser feita avaliação oftalmológica de todas as crianças até os seis anos de idade, mesmo sem queixas, para esclarecer se existe alguma doença da visão que tenha passado despercebida por ela e pela família.


Referências


Autor(es)

Médico graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com títulos de especialista em Medicina Interna e Nefrologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), Universidade do Porto e pelo Colégio de Especialidade de Nefrologia de Portugal.

COMENTÁRIOS (por favor, leia as regras do site antes de enviar a sua pergunta).
Temas relacionados
Lacrimejamento excessivo (epífora): causas e tratamento Lacrimejamento excessivo (epífora): causas e tratamento
Remédios tóxicos e fatais para crianças mesmo em dose baixa Remédios tóxicos e fatais para crianças mesmo em dose baixa
Ceratocone Ceratocone: o que é, causas, sintomas e tratamento
Sinovite transitória: o que é, sintomas e tratamento Sinovite transitória: o que é, sintomas e tratamento
Hipertrofia das adenoides Adenoide: sintomas, hipertrofia e tratamento
Dor do crescimento Dor do crescimento: causas, sintomas e tratamento
Convulsão febril Convulsão febril na criança: causas e tratamento
Problemas de visão nas crianças 10 Sinais de Problema de Visão na Criança
Puberdade Puberdade (masculina, feminina, precoce e tardia)
Síndrome mão-pé-boca Fotos da doença mão-pé-boca
conjuntivite Conjuntivite: causas, sintomas, transmissão e tratamento
Cor dos olhos do bebê Qual será a cor dos olhos do meu bebê?
Vacinas As vacinas com alumínio são perigosas?
Óculos Entenda a receita dos seus óculos de grau
Descolamento de retina Descolamento de retina: sintomas e tratamento
obesidade infantil Obesidade infantil: causas, riscos e como evitar