Navegando pela Categoria

Hipertensão arterial

Arquivo com todos os textos sobre hipertensão arterial publicados no site mdsaude.com

hipertensão

O que é

A hipertensão arterial é uma condição bastante comum na população, principalmente nos mais idosos, grupo no qual a prevalência chega a ser de 80%.

A hipertensão é um problema que surge quando a pressão que o sangue exerce nas paredes das artérias é alta o suficiente para causar problemas de saúde a longo prazo, como doenças cardíacas, renais e cerebrais.

Valores normais da pressão arterial

A pressão arterial normal é aquela  na qual as artérias não ficam sob estresse e o coração não fica sobrecarregado. Atualmente, os níveis de pressão arterial para adultos, idosos e adolescentes são classificados da seguinte forma:

  • Valores normais – pressão sistólica menor que 120 mmHg e pressão diastólica menor que 80 mmHg.
  • Pré-hipertensão – pressão sistólica entre 120 e 129 mmHg ou pressão diastólica menor que 80 mmHg.
  • Hipertensão estágio 1 –
    pressão sistólica entre 130 e 139 mmHg ou pressão diastólica entre 80 e 89 mmHg.
  • Hipertensão estágio 2 –pressão sistólica acima de 140 mmHg ou pressão diastólica acima de 90 mmHg.

Para saber mais sobre a hipertensão arterial, assim como o que são as pressões sistólicas e diastólicas, leia o seguinte artigo:

Sintomas

A hipertensão arterial é chamada de “assassina silenciosa” porque, na imensa maioria dos pacientes, ela não provoca sintoma algum até fases bem avançadas da doença, quando já existe relevante dano a órgãos alvo, como lesões nos olhos, insuficiência renal ou insuficiência cardíaca

Dor de cabeça, tontura, ondas de calor, vermelhidão na face, sangramento no nariz, nervosismo e outros sintomas habitualmente atribuídos à hipertensão não costumam ocorrer.

Para entender melhor os sintomas da hipertensão, leia:

Crise hipertensiva

A crise hipertensiva ocorre quando há elevação da pressão arterial para valores que, se não controlados, podem provocar, a curto prazo, danos severos aos vasos sanguíneos.

Em geral, consideramos crise hipertensiva quando a pressão sistólica encontra-se acima de 180 mmHg ou quando a pressão diastólica encontra-se acima de 110 mmHg.

Os pacientes com crise hipertensiva são divididos em dois grupos:

  • Urgência hipertensiva.
  • Emergência hipertensiva.

Apresentam urgência hipertensiva os pacientes com critérios para crise hipertensiva, mas que não apresentam sintomas relevantes nem sinais de lesão aguda de algum órgão alvo.

Se houver sinais de lesão aguda de órgão alvo, como um infarto ou um AVC em curso, dizemos que o paciente tem uma emergência hipertensiva.

Para saber mais sobre a crise hipertensiva, leia:

Causas

Em 95% dos pacientes, a hipertensão é dita primária ou essencial, ou seja, ela surge sem uma causa bem definida. Em geral, o paciente tem uma predisposição genética associada a fatores de vida, tais como tabagismo, obesidade, sedentarismo, consumo elevado de sal, colesterol elevado, idade avançada, etc.

A hipertensão essencial surge gradativamente e vai piorando ao longo dos anos.

Apenas 5% do hipertensos têm uma causa bem definida, tal como insuficiência renal, doença policística renal, síndrome de Cushing, feocromocitoma, hiperaldosteronismo, apneia obstrutiva do sono ou doenças da tireoide.

Para saber mais sobre as causas e os principais fatores de risco para a hipertensão arterial, leia:

Tratamento

O tratamento da hipertensão arterial costuma ser baseado em duas estratégias: mudanças de hábitos de vida e terapia medicamentosa.

Entre as mudanças de hábito vida estão incluídos, entre outras medidas: dieta saudável, prática de exercício físico, redução do consumo de sal, não fumar, consumir álcool de forma moderada.

Se as mudanças de hábito de vida não resultarem em controle dos níveis da pressão arterial, o tratamento farmacológico está indicado. Existem várias classes de anti-hipertensivos, sendo as seguintes as mais utilizadas:

Para saber mais sobre os medicamentos anti-hipertensivos, leia: Remédios para pressão alta – Tratamento da Hipertensão.

Vídeo sobre hipertensão

Anlodipino (amlodipina) – Para que serve e como tomar

Medicamento anti-hipertensivo bastante eficaz para a população negra ou idosa.

O que é anlodipino (amlodipina)O besilato de anlodipino, também chamado de amlodipina, é um fármaco anti-hipertensivo bastante popular devido à sua alta eficácia no controle da pressão arterial.O anlodipino faz parte de um grupo de medicamentos conhecidos como bloqueadores dos canais de cálcio da classe das dihidropiridinas. Também fazem…

Hidroclorotiazida – Para que Serve, Como Tomar e Efeitos

Bula simplificada de um diurético muito utilizado no tratamento da hipertensão arterial.

O que é hidroclorotiazida A hidroclorotiazida é um medicamento diurético da classe das tiazidas que é muito utilizado no tratamento da hipertensão arterial, seja sozinho ou em terapia conjunta com outros anti-hipertensivos.Apesar de ter um efeito diurético inferior ao da furosemida (outra classe de diurético), a hidroclorotiazida apresenta um…

Atenolol – Para Que Serve, Posologia e Efeitos Adversos

O atenolol é um medicamento muito utilizado no tratamento das doenças cardiovasculares, principalmente na hipertensão arterial e na doença coronariana.

O atenolol é um fármaco que pertence à classe dos beta-bloqueadores, que é habitualmente utilizada no tratamento da hipertensão arterial, da doença isquêmica coronariana e em alguns tipos de arritmias cardíacas.O atenolol, assim como outros betabloqueadores, são indicados no tratamento das doenças cardiovasculares por terem ação direta sobre a…

Losartana potássica – Para que Serve, Doses e Efeitos

A losartana é um boa opção de medicamento anti-hipertensivo, principalmente nos pacientes com diabetes, insuficiência cardíaca ou insuficiência renal.

A losartana potássica, também conhecida como losartan, é um fármaco que pertence à classe dos antagonistas do receptor da angiotensina II (ARA II), que é muito utilizada no tratamento da hipertensão arterial.Além de ser um medicamento anti-hipertensivo, a losartana também pode ser indicada como parte do tratamento da insuficiência cardíaca, do…

Furosemida – Para Que Serve, Como Tomar e Efeitos Adversos

Bula simplificada da furosemida. Entenda as situações nas quais o uso do diurético Lasix está indicado e como ele deve ser tomado.

A furosemida, também conhecida pelo nome comercial Lasix, é um medicamento com potente ação diurética, que é muito utilizado no tratamento das doenças que provocam retenção de líquidos e edemas, como a insuficiência cardíaca, cirrose, síndrome nefrótica, insuficiência renal, etc.A furosemida pode ser administrada por via…

Maleato de enalapril – Para Que Serve e Posologia.

Este artigo é uma bula simplificada do maleato de enalapril, um dos medicamentos anti-hipertensivos mais prescritos em todo o mundo.

O maleato de enalapril é um fármaco utilizado no tratamento da hipertensão arterial, que pertence à classe dos inibidores da enzima de conversão da angiotensina (IECA), sendo estruturalmente semelhante aos outros medicamentos desta classe, tais como o captopril, ramipril, lisinopril e perindopril.Além de anti-hipertensivo, o…

Hipertensão na gravidez – Sintomas, riscos e tratamento

Hipertensão gestacional é aquela que surge após a 20ª semana de gravidez em mulheres que não eram hipertensas antes de ficarem grávidas.

A hipertensão é o problema de saúde mais comum nas grávidas, estando presente em cerca de 10 a 15% das gestantes. Uma grávida pode ter hipertensão seja porque já era hipertensa antes de engravidar ou porque desenvolveu hipertensão arterial durante a sua gestação.Quando o quadro de hipertensão surge somente após a 20ª semana de gestação em uma…

Quais são os valores normais da pressão arterial?

Você sabe por que dizemos que a pressão arterial está normal quando ela está por volta de 120/80 mmHg?

Hipertensão arterial A hipertensão arterial é uma doença crônica que acomete milhões de pessoas em todo o mundo. Estima-se que cerca de 20% de toda a população tenha níveis de pressão arterial acima do normal. Nos idosos, a hipertensão é ainda mais comum, estando presente em mais da metade das pessoas.A hipertensão é o mais comum fator de risco…

Como medir a pressão arterial corretamente

Muitos aparelhos digitais são feitos para medir a pressão arterial no punho, porém, essa aferição não é tão confiável quanto a do braço,

A hipertensão arterial é umas doenças mais comuns da humanidade, acometendo cerca de 20% da população adulta e mais de 50% dos idosos. Pelo fato de ser um importante fator de risco para doenças cardiovasculares, e por ser uma doença que não provoca sintomas na maioria dos casos, a hipertensão recebeu a alcunha de "assassino silencioso".Como…

Crise hipertensiva – Como Baixar a Pressão Arterial Alta

Apresentam urgência hipertensiva os pacientes com pico hipertensivo, pressão sistólica acima de 180 mmHg ou diastólica acima de 110 mmHg.

A hipertensão arterial é uma doença crônica e silenciosa, que provoca lesões em diversos órgãos do corpo de forma lenta e progressiva. Em geral, são necessários vários anos de pressão arterial mal controlada até que o paciente comece a apresentar danos irreversíveis, como lesões no coração, rins, cérebro e olhos.Entretanto, os pacientes…

Remédios para pressão alta – Tratamento da Hipertensão

A hipertensão arterial, chamada popularmente de pressão alta, é uma doença que acomete cerca de 1 em cada 3 pessoas no mundo. A hipertensão é uma doença crônica e sem cura na imensa maioria dos casos, mas que atualmente dispõe de um amplo arsenal de medicamentos para o seu controle.Por que tratar a pressão alta?A pressão alta, quando não…

Sintomas da Pressão Alta – Hipertensão Arterial

A hipertensão arterial é conhecida como o assassino silencioso por ser uma doença que, habitualmente, provoca poucos e discretos sintomas.

A hipertensão arterial, conhecida popularmente como pressão alta, é uma das doenças mais comuns em todo mundo, acometendo cerca de 1 a cada 5 pessoas. Em muitos países, mais da metade da população acima de 60 anos é hipertensa.Neste artigo vamos focar nos sintomas da hipertensão arterial. Se você está à procura de mais informações sobre…

Tratamento da Hipertensão: Bloqueadores dos Canais de Cálcio

Os bloqueadores dos canais de cálcio é uma família de fármacos muito efetiva no controle da hipertensão arterial.

Os bloqueadores dos canais de cálcio são um grupo de fármacos frequentemente prescritos no tratamento da hipertensão arterial. Entre os mais usados na prática clínica estão a Nifedipina, Anlodipino (Amlodipina), Nicardipina, Felodipina, Verapamil e Diltiazem.Neste texto, vamos falar um pouco das indicações e dos efeitos colaterais dos…

Principais causas de hipertensão arterial

A hipertensão arterial, chamada popularmente de pressão alta, é uma doença que atinge cerca de 1/3 da população adulta. Atualmente definimos a hipertensão arterial de dois modos, de acordo com suas causas: hipertensão essencial (ou primária) e hipertensão secundaria.Neste texto vamos abordar as causas e os fatores de risco para a hipertensão…

Hipertensão arterial de difícil controle

Hipertensão arterial resistente é aquela que não consegue ser controlada com menos 3 medicamentos anti-hipertensivos diferentes.

A hipertensão arterial de difícil controle, também chamada de hipertensão resistente, é aquela que não consegue ser controlada mesmo com múltiplos medicamentos anti-hipertensivos. Pacientes que permanecem com a pressão arterial descontrolada de forma crônica apresentam elevado risco de doenças cardiovasculares.Os portadores de hipertensão…

Remédios Para Hipertensão – IECA e ARA II

Conheça as principais características de duas das classes mais vendidas de anti-hipertensivos.

O medicamentos anti-hipertensivos das classes dos inibidores da enzima de conversão da angiotensina (IECA) e os antagonistas do receptor da angiotensina II (ARA II) estão entre os mais utilizados para o tratamento da hipertensão arterial.Entre os medicamentos que fazem parte de ambas as classes podemos citar:1. Inibidores da enzima de…

Causas de pressão baixa (hipotensão)

Diversas são as causas de pressão arterial arterial baixo, incluindo dose excessiva dos medicamentos anti-hipertensivos, infecções e problema cardíacos.

A pressão arterial normal é, em média, 120/80 mmHg. Porém, valores como 80/50 mmHg ou até 149/89 mmHg também podem ser adequados, dependendo do contexto clínico do paciente.A pressão baixa, ou seja, uma pressão arterial abaixo da média da população não é necessariamente um problema, principalmente se essa pressão não atrapalhar as atividades…

Hipertensão arterial sistêmica – Entenda a pressão alta

A hipertensão arterial sistêmica, conhecida popularmente como pressão alta, é uma das doenças mais prevalentes no mundo, acometendo cerca de um terço da população.

A hipertensão arterial pode surgir em qualquer época da vida, inclusive durante a gravidez, mas é muito mais comum na população adulta e nos idosos. Estima-se que até 80% da população com mais de 60 anos seja hipertensa.Nas últimas décadas, o número de hipertensos tem aumentado progressivamente, devido a fatores como maior…

Como funcionam os remédios diuréticos?

Diurético é qualquer substância que promova um aumento do volume de urina produzida ao longo do dia.

Os medicamentos que pertencem à classe dos diuréticos são uns dos mais utilizados na medicina, sendo úteis para o tratamento de várias doenças diferentes, tais como hipertensão, insuficiência cardíaca, cirrose hepática, insuficiência renal e muitas outras.Neste artigo, vamos fazer uma revisão sobre os principais diuréticos disponíveis no…

Sal Faz Mal Para Saúde? Existe Sal Saudável?

Todos os tipos de sal fazem mal quando consumidos em excesso, mesmo aqueles vendidos sob o título de "sal saudável".

O que é o sal O sal de cozinha ou sal comum é um condimento milenar composto basicamente por sódio e cloro (cloreto de sódio - NaCl). O sal é uma substância essencial à saúde, mas que pode ser prejudicial ser for consumido tanto em excesso quanto de forma escassa. O que torna o sal ao mesmo tempo essencial e perigoso é a presença do íon…

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais