Pílula anticoncepcional – 27 Dúvidas mais comuns

4

Anticoncepcionais hormonais orais

Existem atualmente dois tipos de pílula anticoncepcional de uso frequente: a pílula contraceptiva oral combinada, composta pelos hormônios estrogênio e progesterona, e a minipílula, feita apenas com progesterona.

Ambas são extremamente eficazes, com uma taxa de sucesso próxima de 100% quando são tomadas de forma absolutamente correta. As poucas falhas que surgem são quase que exclusivamente causadas por uma administração incorreta do medicamento.

Boa parte desses erros são provocados por desinformação. A paciente tem a intenção de tomar a pílula de forma correta, mas acaba cometendo algum erro não intencional que põe em risco a eficácia do tratamento.

Nesse artigo nós vamos responder às principais dúvidas que surgem antes ou durante o uso da pilula. O objetivo deste texto é trazer informação e reduzir os erros na hora de tomar o anticoncepcional oral. 

Para facilitar a leitura e o entendimento, vamos formatar o texto em forma de perguntas e respostas.

Perguntas e respostas sobre o anticoncepcional

1. Qual é a melhor pílula anticoncepcional?

Não existe uma “pílula melhor”. Cada marca, cada dosagem e cada tipo de pílula apresenta características únicas que devem ser levadas em conta antes da escolha. Você deve conhecer essas peculiaridades para saber qual delas será mais apropriada para sua personalidade e estilo de vida.

Por exemplo, a minipílula tem uma quantidade menor de hormônios, mas ela tem hora fixa para ser tomada. Um simples atraso de 3 horas é suficiente para a pílula perder o seu efeito. Se você for uma pessoa muito disciplinada, a minipílula talvez seja uma boa opção, pois ela fornece a mesma proteção contra gravidez com menos hormônios.

Por outro lado, se você tem problemas de acne, as pílulas combinadas com estrogênio costumam ser a melhor opção, pois além da contracepção elas também diminuem o aparecimento das espinhas.
Esses são apenas dois exemplos. É preciso sentar com o seu ginecologista e discutir com calma as principais vantagens e desvantagens de cada pílula.

As principais características da minipílula e a pílula combinada já foram discutidas em outros artigos desse site que podem ser acessados através dos links:

2. Qual é a taxa de eficácia das pílulas anticoncepcionais?

Quando tomada de forma correta, sem falhas, a taxa de eficácia da pílula é de cerca de 99,7 a 99,9%.

Na prática, porém, a eficácia é mais baixa, pois é utópico imaginar que todas as mulheres vão tomar o anticoncepcional sem falhas e de forma correta.

Em geral, a cada 100 mulheres que tomam a pílula por 1 ano, cerca de 8 a 9 vão engravidar, o que significa uma taxa de 91 a 92% de eficácia na vida real. Se todas as mulheres tomassem a pílula de forma correta, a taxa de gravidez após 1 ano seria de apenas 1 caso para cada 1000 mulheres.

3. Se eu tomo o anticoncepcional sem erros, corro risco de engravidar?

Se realmente não há erros, o risco de gravidez é praticamente inexistente. Em números, a chance de engravidar é de apenas 0,1%.

4. Quais são os erros mais comuns que levam à falha da pílula?

Os dois principais erros são o esquecimento na hora de tomar a pílula e o erro na hora de começar uma nova cartela após a pausa de 7 dias.

5. Quanto tempo eu posso atrasar a toma da pílula sem haver risco de falha?

No caso da pílula combinada, atrasos de até 48 horas não costumam causar falha na eficácia, principalmente se isso ocorrer no meio do ciclo. Já no caso da minipílula, como já referido, o limite de atraso é de apenas 3 horas.

6. O que fazer se eu esquecer de tomar a pílula anticoncepcional combinada?

Depende. Se apenas uma pílula estiver atrasada, basta tomá-la assim que se lembrar, mesmo que isso signifique tomar duas vezes mesmo dia.

Por exemplo, você deveria ter tomado a pílula às 22 horas, mas só se lembrou no dia seguinte de manhã, tome a pílula atrasada assim que puder e tome outra normalmente às 22h. A falha de uma única pílula combinada não provoca perda da sua eficácia.

Entretanto, se você já estiver com mais de 48 horas de atraso (2 pílulas em atraso), o efeito contraceptivo pode ter sido cancelado. Nesse caso, tome a pílula assim que possível e utilize outra forma de contracepção (ex: camisinha) nos próximos 7 dias, que é o intervalo necessário para a pílula voltar a ter efeito.

Se o atraso tiver ocorrido na última semana do ciclo (no final da cartela), volte a tomar a pílula assim que possível e suspenda o intervalo de 7 dias. Comece a nova cartela logo após o fim da última.

7. O que fazer se eu esquecer de tomar a minipílula?

Se o esquecimento for maior que 3 horas, a mulher deve tomar a minipílula assim que possível e nos próximos 2 dias qualquer relação sexual deve ser feita com camisinha. Após 2 dias, o efeito contraceptivo já está de volta.

8. Posso engravidar na pausa de uma cartela para outra?

Não, o período de pausa, seja ele de 4 ou 7 dias, não significa que o efeito contraceptivo esteja suspenso. Não é preciso utilizar camisinha na pausa se o anticoncepcional tiver sido tomado de forma correta no ciclo anterior.

9. Tomei 2 comprimidos do anticoncepcional no mesmo dia por engano. O que fazer?

Nada. Tome a pílula normalmente no dia seguinte como se nada tivesse acontecido. A cartela irá acabar um dia antes do previsto, mas isso não é problema. Faça a pausa de 7 dias e comece uma nova cartela.

10. Antibióticos cortam o efeito da pílula?

Não, isso é mito. Excetuando-se a rifampicina, que realmente pode cortar o efeito do anticoncepcional, nenhum estudo conseguiu comprovar que outros antibiótico provocam falha da pílula.

Para saber mais, leia: Quais antibióticos cortam o efeito da pílula anticoncepcional?

11. Durante a pausa da cartela, a menstruação veio bem fraca, o que fazer?

Se você tomou toda a cartela de forma correta, não é preciso fazer nada. Mudança na intensidade ou na aparência da menstruação não é sinal de falha da pílula.

12. O que fazer se a menstruação não vier durante a pausa?

Se você está tomando a cartela de forma correta, é pouco provável que a não descida da menstruação seja gravidez. Estresse, infecções, mudanças na dieta e exercícios são algumas das causas mais prováveis.

Para conhecer as principais causas de menstruação atrasada, leia: 15 causas comuns de atraso menstrual.

13. Já está na hora de começar uma nova cartela e a menstruação continua descendo. O que devo fazer?

Nada, assim que terminarem os 7 dias de pausa, comece uma nova cartela normalmente. Se o sangramento não parar após o reinício, procure o seu ginecologista.

14. Ainda não acabei a cartela e a menstruarão já desceu. O que fazer?

Nada. Continue tomando a pílula conforme o plano, pois não há nenhum problema.

15. Após alguns anos é melhor suspender a pílula temporariamente para descansar os ovários?

Não. Não há nenhuma vantagem em suspender o anticoncepcional temporariamente após anos de uso. A pílula não “cansa” os ovários.

16. Posso emendar uma cartela na outra para atrasar a menstruação e não sangrar durante uma viagem?

Se for algo pontual, sim. Mas se o seu objetivo for não menstruar mais durante um bom tempo, o ideal é conversar com o seu ginecologista para ele trocar sua pílula por uma que não tenha a pausa.

17. Posso tomar a pílula de forma ininterrupta para não mais menstruar?

Sim, existem cartelas de pílulas em que todos os 28 comprimidos têm hormônios. Nesse caso, você emenda uma cartela na outra e não menstrua.

Falamos mais sobre a contracepção contínua no artigo: Tomar anticoncepcional para não menstruar faz mal?

18. Após o início da pílula, quanto tempo leva para ela fazer efeito?

Se você iniciar a cartela no meio do ciclo, geralmente o início da ação contraceptiva demora pelo menos 7 dias. É preciso usar camisinha nesse intervalo.

Por outro lado, se a cartela for iniciada no primeiro da menstruação, a ação é imediata e não é necessário utilizar outra forma de contracepção.

19. Tomei a pílula anticoncepcional e vomitei logo depois. Devo tomá-la novamente?

Se a pílula tiver sido tomada há menos de 1 hora, é possível que ela tenha saído no vômito. Neste caso, por segurança, a mulher deve tomar um novo comprimido, principalmente se for a minipílula. No dia seguinte, o próximo comprimido deve ser tomado na hora habitual.

Se o episódio de vômito ocorreu mais de 1 hora após a ingestão da pílula, não é preciso repetir a dose.

Obs: diarreias, a não ser em casos muito agressivos, não interferem na eficácia da pílula.

Explicamos essa situação com mais detalhes no artigo: O que fazer quando se vomita após tomar remédio?

20. Existe uma idade mínima para começar a tomar a pílula?

Não. A partir do momento em que a adolescente tenha tido sua primeira menstruação, ela já pode engravidar. Portanto, toda adolescente com vida sexual ativa pode usar anticoncepcionais sem risco de atrapalhar o crescimento ou causar redução da fertilidade no futuro.

21. Posso tomar anticoncepcionais orais durante a amamentação?

Em geral, a mulher não ovula durante o período de aleitamento. Se a mãe quiser ter uma maior segurança, e não está disposta a usar preservativos, o ideal é usar a minipílula, que não possui efeitos sobre a produção de leite.

Se você quiser mais informações sobre o uso de anticoncepcional durante a amamentação, leia: Melhores Métodos Anticoncepcionais Durante a Amamentação.

22. A pílula anticoncepcional faz mal?

Na imensa maioria dos casos, não. O risco de efeitos colaterais graves em mulheres jovens e saudáveis é muito baixo. Por exemplo, o risco de trombose é de 0,1% e de eventos cardiovasculares é de apenas 0,02%.

Porém, se você tiver história familiar forte ou qualquer doença que aumente o risco de efeitos adversos da pílula, o ideal é utilizar outro método.

Para saber mais, leia: Efeitos colaterais comuns dos anticoncepcionais hormonais.

23. Existe risco de gravidez se eu trocar a marca do meu anticoncepcional?

Não, contanto que você comece a nova cartela no dia correto.

24. Existe alguma marca de anticoncepcional que seja mais eficaz?

Não, todas as marcas, incluindo os genéricos, são igualmente eficazes.

25. É preciso trocar a marca do anticoncepcional de tempos e tempo para o corpo não se acostumar?

Não, não existe essa história do corpo se acostumar ao anticoncepcional. Se você se dá bem com a sua pílula, pode ficar com ela pelo resto da vida.

26. A pílula anticoncepcional altera o resultado do exame de Beta-hCG ou de outros testes de gravidez?

Não, não há interferência alguma entre a pílula e os resultados do teste de gravidez.

Para saber mais sobre o exame beta hCG, leia: Exame Beta hCG – Diagnóstico de Gravidez. .

27. A pílula anticoncepcional engorda?

Esse é um tema polêmico. A resposta mais simples é: não, não engorda.

Estudos mostram que realmente algumas mulheres ganham peso após o início da pílula, mas outras mantém o peso estável e há várias que até emagrecem. Não existe portanto, um padrão fixo. As mulheres que engordam de forma relevante provavelmente têm outro motivo para isso, a culpa não é só da pílula.

Para mais detalhes sobre esse assunto, leia: Tomar a pílula anticoncepcional faz engordar?

Referências


ARTIGOS SEMELHANTES

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais