Meningite – Sintomas, Causas e Tratamento

124

O que é meningite?

Meningite é o nome que damos à inflamação da meninge, membrana que recobre o sistema nervoso central.

A meningite é uma doença grave, potencialmente fatal, que costuma ser causada por agentes infecciosos, tais como bactérias, vírus e fungos.

A meningite meningocócica, que é a meningite bacteriana causada pela bactéria Neisseria mengitidis, é a forma mais temida, pois seu quadro pode ser rápido e devastador.

O que é a meninge?

Do mesmo modo que o pulmão é envolvido pela pleura e o coração pelo pericárdio, o sistema nervoso central (cérebro e medula) é envolvido pela meninge. A meninge é uma membrana que serve como barreira física contra agentes infecciosos, sendo composta por três camadas (acompanhe o texto com a ilustração abaixo):

  • Pia Mater: é a membrana mais próxima do cérebro
  • Aracnoide: é a membrana do meio, localizada entre a pia mater e a dura mater.
  • Dura Mater: é a membrana mais externa, próxima ao osso do crânio. É a camada mais grossa e opaca.

O liquor (líquido cefalorraquidiano) fica localizado entre a pia mater e a aracnoide.

Cérebro e meninges

Como já referido, meningite é o nome dado à inflamação das meninges. Em geral, a membrana aracnoide e o líquido cefalorraquidiano são as estruturas mais comprometidas.

Apesar de ser habitualmente causada por germes infecciosos, a meningite também pode ter origem em processos inflamatórios, como câncer (metástases para meninges), lúpus, reação a algumas drogas, traumatismo craniano e cirurgias cerebrais.

Apenas as meningites bacterianas e virais são contagiosas.

Tipos de meningite

a. Meningite bacteriana

A meningite bacteriana é a forma mais grave. Essa forma de meningite costuma ser causada pelas bactérias Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae ou Neisseria mengitidis. Outras bactérias, como a Listeria monocytogenes, Staphylococcus aureus e Streptococcus do grupo B também podem ser a causa, mas não são tão comuns como as três primeiras citadas.(leia: DOENÇAS CAUSADAS POR BACTÉRIAS)

Com a inclusão da vacina contra o Streptococcus pneumoniae e Haemophilus influenzae no calendário vacinal de vários países, a ocorrência de meningite por essas duas bactérias vem caindo drasticamente, principalmente entre as crianças. Porém, nos adultos que não foram vacinados, a incidência de meningite por S.pneumoniae ainda é alta.

Atualmente, a Neisseria mengitidis, também conhecida como meningococo, é a principal causa de meningite bacteriana em crianças e adultos.

Algumas doenças de origem bacteriana, como a sífilis e a tuberculose também podem complicar, evoluindo com acometimento meníngeo.

b. Meningite viral

A meningite também pode ser causada por vírus, normalmente da família dos Enterovírus. A meningite viral é menos agressiva que a bacteriana, com taxa de mortalidade bem mais baixa e com resolução espontânea, sem necessidade de tratamento específico, na maioria dos casos.

Os Enterovírus são os agentes mais comuns, porém, uma variedade de infecções virais podem complicar, acometendo as meninges, como, por exemplo:

c. Meningite fúngica

A meningite fúngica é uma forma rara, sendo, geralmente, resultado da propagação de um fungo através do sangue para as meninges. A meningite fúngica é típica de pacientes imunossuprimidos, como nos casos de portadores de AIDS ou câncer.

A meningite por fungos não é contagiosa e sua principal causa são os fungos Cryptococcus e Coccidioides.

Como se pega meningite bacteriana?

O modo mais comum de contágio da meningite é através do contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.

Ao contrário da crença popular, a meningite não é transmitida com tanta facilidade como a gripe, e um contato prolongado é necessário para o contágio. Familiares, colegas de turma, namorados e pessoas que residem no mesmo dormitório são aqueles com maior risco. A meningite é transmitida pela saliva, porém, compartilhar copos e talheres parece não ser um fator de risco grande. É preciso que esse comportamento se repita com frequência para haver um risco elevado. Já a troca de beijos, principalmente se de língua e prolongados, é um via perigosa de transmissão.

Contatos ocasionais, como apenas um comprimento, uma rápida conversa, ou dividir o mesmo ambiente por pouco tempo oferece pouco risco. Mesmo que durante uma aula você sente ao lado de alguém infectado, se esta exposição for menor do que seis horas, o risco de contágio é baixo.

As bactérias não sobrevivem no ambiente, não sendo necessário isolamento dos locais onde foi registrado algum caso. Fechamento de escolas e salas de aula são desnecessárias e só servem para causar pânico na população.

Não há risco de transmissão de meningite durante velórios. Primeiro, porque o falecido não respira e, portanto, não libera bactérias nas secreções respiratórias. Segundo, porque em um velório o tempo de exposição é bem menor do que seis horas.

A maioria das pessoas que se contaminam com o meningococo não desenvolvem doença. A bactéria fica na orofaringe durante algum tempo até ser eliminada pelo sistema imunológico. Apesar de não desenvolver a meningite, as pessoas contaminadas podem transmitir a bactéria para outras. Na verdade, apenas 1% das pessoas que têm o meningococo na saliva adoecem, o resto torna-se apenas transmissores assintomáticos e transitórios da bactéria.

Portanto, já se pode perceber que existe muito sensacionalismo em relação à meningite. Antes de entrar em pânico porque algum conhecido está com a doença, é preciso lembrar que nem todos os casos são causados por bactérias (os mais graves), que para haver contágio é necessário um contato mais próximo e prolongado, e que a maioria das pessoas contaminadas não adoece.

A meningite bacteriana também pode ocorrer sem ser por transmissão entre pessoas. Raramente, algumas infecções das vias áreas, como sinusites e otites podem complicar, evoluindo para acometimento das meninges. Usuários de drogas endovenosas ou pacientes com traumatismos cranianos, em que há exposição da meninge, também encontram-se sob risco de desenvolver meningites.

Prevenção da meningite

Todos aqueles que tiveram contato prolongado ou íntimo com um paciente com meningite bacteriana devem iniciar tratamento profilático com antibióticos nas primeiras 24 horas após a identificação do primeiro caso. Os contactantes devem ficar em observação por 10 dias (não é necessário internamento) e devem procurar atendimento médico ao surgimento de qualquer sintoma.

A profilaxia reduz em 95% a chance de infecção, além de eliminar o estado de portador assintomático da bactéria, reduzindo, assim, a cadeia de transmissão.

Sintomas da meningite

A meningite bacteriana é um quadro grave e agudo. Já a meningite viral não é tão grave e o paciente costuma melhor espontaneamente ao longo dos dias. O problema é que, habitualmente, não é possível distinguir uma meningite viral de uma meningite bacteriana apenas pelos sintomas. Inicialmente, todos os quadros de meningite são semelhantes.

A partir deste ponto, vamos nos ater mais aos sintomas da meningite bacteriana, pois esta é a forma mais grave.

O período de incubação da meningite bacteriana é, em média, de 3 a 4 dias. A maioria dos pacientes são internados 24 horas após o aparecimento dos primeiros sintomas.

O quadro típico é de febre alta, rigidez da nuca, intensa dor de cabeça e prostração. A evolução para sepse é rápida, e quanto mais se posterga o início do tratamento com antibióticos, pior costuma ser o prognóstico.

A crise convulsiva também pode ser uma das manifestações inicias da meningite.

Na meningite pelo meningococo podem surgir um rash, que são lesões de pele avermelhadas que, às vezes, causa confusão com outras infecções, tais como rubéola, sarampo ou até dengue.

Rash da meningite
Rash da meningite

Quando a infecção ultrapassa as meninges e atinge o cérebro, temos o quadro de meningoencefalite, podendo ocorrer convulsões, coma e paralisia motora.

O diagnóstico é feito através da punção lombar, onde consegue-se aspirar o liquor para avaliação laboratorial. Através desta avaliação é possível determinar não só a existência de meningite, como também a sua causa.

Para saber mais detalhes sobre os sintomas da meningite viral ou bacteriana em adultos e crianças, leia: SINTOMAS DA MENINGITE.

Tratamento da meningite

Até o advento dos antibióticos no início do século passado, a meningite era uma doença com mortalidade próxima dos 100%. Ainda hoje, com todos os avanços, pelo menos 15-20% das meningites bacterianas evoluem para óbito. Trata-se, portanto, de uma doença muito séria.

A meningite bacteriana é uma emergência médica e o tratamento com antibióticos intravenosos deve ser iniciado o mais rápido possível, de preferência logo após a realização da punção lombar. A demora de apenas algumas horas pode ter influência no prognóstico. Se há suspeita de meningite, o paciente deve ser encaminhado imediatamente para um setor de emergência.

Na meningite viral, antibióticos não são necessários e muitas vezes o paciente nem sequer precisa ser internado. O tratamento é apenas com sintomáticos. O quadro só é preocupante em recém nascidos. Porém, a distinção com a meningite bacteriana não possível de ser feita apenas pelo quadro clínico, sendo a avaliação médica indispensável e urgente. O diagnóstico diferencial costuma ser feito através dos resultados da aspiração do liquor pela punção lombar.

Vacina para meningite

Como já explicado, a meningite pode ser causada por mais de um tipo de bactéria, por isso, não existe uma vacina única que previna todos os casos. Todavia, há vacinas individuais contra as principais bactérias. A vacina contra Haemophilus influenzae já faz parte do calendário básico de vacinação. Também já existe vacina para o Streptococcus pneumoniae, bactéria muito associada à pneumonia, otites e sinusites, mas que frequentemente é causa de meningite.

A Neisseria meningitidis, a bactéria causadora da famosa meningite meningocócica, que costuma ser a forma mais grave de meningite bacteriana, apresenta uma particularidade. Esta bactéria possui 13 sorogrupos diferentes. 8 destes sorogrupos são responsáveis por quase todas as epidemias de meningite meningocócica: A, B, C, X, Y, Z, W135 e L, sendo B e C os mais comuns.

Atualmente existe vacina individual apenas contra o meningococo C e uma vacina conjugada que atua contra os meningococos A, C, Y e W135.

Recentemente, entrou no mercado a vacina contra o meningococo B. Na maioria dos países, essa vacina ainda não faz parte do calendário oficial, só estando disponível para compra nas farmácias.

Sequelas da meningite

Os pacientes que se recuperam da meningite podem ficar com sequelas, como AVC com paralisias motoras, surdez, diminuição da capacidade intelectual e quadro de epilepsia.

A meningite viral, em geral, não deixa sequelas.

ARTIGOS SEMELHANTES
124 Comentários
  1. Fla

    Venho aqui apenas para parabenizar pelo exelente trabalho feito no blog. Muito útil tanto para leigos, quanto para não tão leigos assim,rs.

  2. Cláudia Barreto •

    Dr me chamo Claudia e gostaria de saber o seguinte :
    Eu tenho sinusite cronica e ja ouvi algumas pessoas falarem que a mesma pode desenvolver a meningite , gostaria de saber do Sr se esse caso é verdade ..
    desde já agradeço , parabens pelo blog

    1. Dr. Pedro Pinheiro

      Apesar de não ser algo comum, quadros de sinusite ou otite crônica de origem bacteriana, assim como qualquer outra infecção na face, podem levar à meningite se não forem tratados corretamente.

  3. Suzana

    Olá,
    eu tive meningite meningocócica aos 8 anos de idade… não tive nenhuma sequela.
    Gostaria de saber se existe a possibilidade de eu pegar o mesmo tipo de meningite, ou se fiquei imune à doença.
    Obrigada.

    1. Dr. Pedro Pinheiro

      Existem várias cepas diferentes do meningococo. Não dá para afirmar que você tenha imunidade permanente contra todos eles e que seja impossível você ter nova meningite.

  4. gracythaly

    Graciella…

    Adorei o blog o/ sou estudante de enfermagem e tirei muitas duvidas aki =]
    agora já sigo no twitter =]
    Parabens aos doutores!

  5. fonopreocupada

    Estou atendendo um paciente que teve meningite bacteriana há 1 ano, quase morreu. Sou fono, e onde trabalho não há máscara pra atender.
    Estou grávida, e tenho medo de que exista chance de contágio.
    Existe essa possibilidade? De pegar de alguém que já teve e se curou?

    1. Dr. Pedro Pinheiro

      Quem está curado não transmite a doença.

  6. alexboby1

    Bom dia!

    Quais as precauções que devem ser tomados durante o velório de uma vítima de meningite?

    1. Dr. Pedro Pinheiro

      A transmissão da meningite é por contato prolongado com secreções respiratórias. A taxa de infecção da meningite é bem menor do que de outras infecções respiratórias, como a gripe, por exemplo. Uma pessoa morta não consegue transmitir a bactéria pois não a exala. Em um velório não há proximidade nem tempo de exposição suficiente para haver contaminação das pessoas presentes.

  7. felipe

    bom queria saber se tem como pegar esse tipo de doença se pega atráves do contato fisico ou seja pelo beijos com a pessoa que você desejar está so preciso esclarecer essa duvida muito obrigado pela atenção.

    1. Dr. Pedro Pinheiro

      A meningite é transmitida por contatos prolongados e próximos. Apenas um rápido beijo na bochecha como comprimento não costuma ser suficiente para transmissão. Porém, um namoro ou uma conversa demorada com a pessoa próxima, pode transmitir, sim.

  8. paula

    dr pedro
    a nova vacina anti-pneumococica 13-valente protege contra as formas graves da meningite? A meningite C também é grave? Qual seria a vacina eficaz para crianças ate 12 anos? grata!

    1. Dr. Pedro Pinheiro

      A vacina anti-pneumocócica protege contra o pneumococo, que é uma das bactérias que podem causar meningite. A meningite C é causada por outra bactéria, o meningococo, e é grave sim. Essas vacinas são eficazes para crianças de 12 anos. Consulte o pediatra para que ele estabeleça o melhor plano de vacinação para seu filho.

  9. danielzinho souza

    eu li esse texto sobre a meningite e achei bem interessante pois já tive meningite viral e tudo o que ta ai e verdade vcs estão de parabéns

  10. ju_designer.com

    estou impresionado com o conteudo deste site. parabens pelas informaçãoes………..

  11. cinthia schena

    Ola Dr. acabei de receber a informação q minha afilhada esta com meninguite.. e foi para o isolamento hospitalar, como todos os dias sou eu q a levo para a escolinha e busco.. tenho uma filha de 6 anos e o contato é diario… teria com o que me preocupar com minha filha? devo procurar medico para prevenção? ja q elas convivem cerca de 6 horas por dia..aguardo.. eparabens!!

    1. Dr. Pedro Pinheiro

      Sim, procure o pediatra, pois pode haver indicação para antibióticos profiláticos.

  12. Rafaelli_alves

    Parabéns dr. pelo blog!!! Estou grávida de 5  semanas, e tomei a vacina, pois na minha cidade está tendo um surto. Agora estou com medo de sequelas no meu bebê. Corremos algum risco?

  13. Cecilia

    Parabéns dr uma esplicação bem objetiva.

  14. Elisandranunes12

    gostei muito do texto, simples e objetivo, tirou todas as minhas duvidas sobre esta doença comum hoje em dia, parabens!

  15. Ana Paula Ruiz Lirola

    Parabéns pelo texto! tive meningite bacteriana em 2010,perdi a visão central do olho esquerdo,a audição do ouvido direito,fiquei com epilepsia,Ao mesmo tempo,tive um tumor de glomus no ouvido direito,e fiz 2 cirurgias.Hj em dia,faço uso de medicamentos,e reabilitação vestibular por cauda das tonturas, mas oque me persegue são as dores de cabeça! Será que um dia,essas dores vão acabar?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Podem não acabar, mas você pode conseguir controlá-las com tratamento adequado.

  16. Jéssica

    Pesquisei em dois sites diferente,até chegar aqui Dr. Pedro, Muito obrigada por a Chance de Tirar uma Nota Azul, na Escola!! :)

  17. Analuzsousa

    Parabéns pelo artigo  suscinto, está dando para esclarecer bastante.
    olá,sou de Macapá-Ap, gostaria de saber se há possibilidade de uma pessoa sser  contaminada  duas vezes pela meningite? E quais suas sequelas?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Sim.
      Não necessariamente há sequelas.

  18. Claudia-machado34

    BOA TARDE! Sexta-feira faleceu uma criança com MENINGITE na escola do meu filho,as outras crianças correm algum risco?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Só as que tiveram contato próximo.

  19. Sabrina

    Parabéns pelo artigo, salvou meu trabalho de biologia

  20. Carlos Reis

    Tive meningite em fevereiro do corrente ano, estive 32 dias em coma, fui desenganado pois a bactéria já tinha tomado conta dos meus órgãos, mais com a fé em Deus e nos meus medicos/as no hospital de Faro um tratamentofantastico, fiquei curado, e pela graça do meu Deus, não fiquei com nenhuma sequela.

    O meu obrigado aos medicos/as, assistentes e enfermeiros/as do hospital de Faro por terem-me salvo a vida.

    Um agradecimento especial a Dra. P.P

    Carlos Reis 

  21. Renata

    Bom dia Dr., no bairro em que mora dentro de um mês tivemos cnico casos de meningite c gostaria de saber se isso pode ser um surto ? Por favor me de a resposta o mais rapído possível obrigada.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Tem que perguntar para a secretaria de saúde da sua região. Só eles têm acesso aos dados para declarar a presença de um surto.

  22. Styllus

    grato Dr pedro pelas explicaçoes sobre a meningite minha mae foi internada hoje,espero que deus cuide dela pq acho q e uma doença grave estou triste. obrigado

  23. Barrazjr

    estou c/ 23 semanas estive em contato c/ pessoa com meningite viral???meu bebe corre algum risco????

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Depende do tipo de meningite viral e do tipo de contato que você teve. Em principio o risco é baixo, mas o ideal é vc conversar com seu obstetra.

  24. HDUDA_MIRANDA

    NOSSA ESSA SITE E MUITO BON MESMO
    DICA DA MINHA PROFESSORA

  25. Renata

    Boa noite Dr. tivemos contato com uma conhecida que veio a falecer hoje, mais esse contato foi a mais ou menos a uns 20 dias e ontem tivemos contato com o esposo,irmãs e cunhada mais somente por um período de mais ou menos umas 3 horas temos que procurar um especialista ? Por favor não deixe de me responder. Desde já sou muito grata.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Seria irresponsabilidade minha afirmar qualquer coisa de longe, pela internet. O ideal é procurar o médico, contar a história com detalhes e deixar ele decidir se é necessário ou não fazer a profilaxia.

  26. paty

    Ola d° estou com cinco semanas de gravidez,,, esta tento surto de menigite bacteriana na minha cidade Balsas -Maranhão.Gostaria de saber de posso vacinar??? que risco corre para o bebe caso eu pegue a doença

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Você deve seguir as orientações da secretaria de saúde da sua cidade.

  27. evalucia

    a vacina contra meningite tipo c dose unica, tomada depois de oito anos de idade precisa de reforço?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Não.

  28. Carmozitagd

    minha filha teve meningite viral e ficou com o olho com defeito baixo e com estrabismo gostaria de saber se tem haver com o virus pois os medico disse que nao deixa sequelas responda por favor

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      A maioria das meningites virais não deixam sequelas.

  29. bia rodrigues

    a vacina menigo c é a mesma vacina para adultos?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Pode ser dada em crianças e adultos. A dose é que muda.

  30. Mercya Araujo

    Fiquei sabendo que a vacina é contra indicado para pessoas que usam corticoides. Essa afirmação é verdadeira? Por que?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Não encontrei essa afirmação sobre contraindicação em nenhum lugar. O que se alerta é que se a dose dos corticoides for alta, há risco de não haver resposta imunológica à vacina.

  31. ane

    gostaria de saber se quem ja teve menigite bacteriana pode transmitir para toda a vida?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Não, quem tem meningite bacteriana ou se cura ou morre. Em ambos os casos o paciente deixa de ser transmissor.

  32. Cassiano Rampazzo

    Parabéns pelo artigo. Foi o mais elucidativo e completo que eu acessei. Obrigado pelas informações.

  33. g1c2c3

    Gostaria de saber se a meningite que um garoto teve aos 10 anos pode causar esterelidade?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Meningite não costuma causar esterilidade.

      1. Sebastiao Inacio

        Se ocorreu infecção de corrente sanguínea no mesmo período, pode afetar qualquer víscera ou órgão, com sequelas a longo prazo.

        1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

          Pode.

  34. Marcela

    Parabens pelo artigo, me ajudou a entender um pouco melhor a doença, pois tive meningite bacteriana e fiquei 16 dias internada. Graças a aDEus não fiquei com nenhuma sequela!

  35. Marcela

    ah gostaria de saber se é comum depois que ja recebeu alta e foi curado de meningite bacteriana ter dores de cabeça, todos os dias eu tenho dor de cabeça e parece que ver televisão é pior, só aumenta. grata!

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Não. É bom procurar um neurologista para identificar a causa.

  36. Cláudia Matos

    Olá Doutor, gostaria de saber se quem tem problemas cardíacos tende a contrair fácil esta doença?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Não necessariamente.

  37. Giully Santos

    qual é o nome do principal causador da doença?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      A sua resposta está no texto, na parte das bactérias.

  38. alexandre

    Olá,

    Não me lembro qual foi o tipo de meningite que tive quando criança, mas fiquei internado por um bom tempo no Hospital Emílio Ribas,SP.

    Gostaria de saber se existe a possibilidade de ter alguma sequela dessa doença que tive quando tinha 4 anos (hoje 40)

    Tenho dificuldade de concentração e esqueço muito fácil. Isso seria sequela?

    Grato

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Difícil afirmar, mas não me parece que seja. As sequelas neurológicas costumam ser mais óbvias.

  39. michelle

    Dr. eu gostaria de saber, se uma criança diagnosticada com meningite bacteriana, e já no 6° dia de tratamento com os antibioticos e internação ainda corre risco de vida?

    1. Pedro Pinheiro

      Pode correr, depende da gravidade da doença e da resposta aos antibióticos.

  40. Melyssa

    Olá Doutor!
    Se minhas perguntas forem inadequadas, peço desculpas, e por favor ignore-as.
    Quando meu filho tinha 2 anos e meio (hoje está com 15), contraiu meningite e na época ele recebeu transfusão de hemoglobina (assim foi explicado, isso foi no Japão). Há alguns anos este meu filho apresenta uma certa reação de queda de pressão (passa mal) em situações geralmente de stress físico ou emocional, e às vezes sem algum motivo. Será que esta reação pode ser ocasionada pela transfusão?
    Obrigada pela atenção.

    1. Pedro Pinheiro

      Não tem a ver. Transfusão não faz isso.

  41. lara

    eu pequei alqumas coisas mas vou da creditos no meu trabalho de ciencias

  42. gabrielle

    Tive meningite aos 5 anos de idade,posso dizer que foi um milagre de deus fiquei 1 mês em coma respirando com ajuda de aparelhos. os médicos já não davam mais esperanças para minha família,meus pais tiveram que comprar uma vacina que na época era muito cara,e mesmo assim essa vacina ela poderia fazer eu voltar com vida ou morrer de vez ,foi um tratamento muito complicado …. mas graças a deus to viva e sem sequelas nenhuma …..

  43. Ana carla

    ola , trabalho na limpeza de uma upa e tem uma colega de trabalho com meningite bacteriana nos trabalhamos juntas na quarta e fui para casa na quinta fiquei com meus filho e voltei ao trabalho na sexta e ela estava em ternada no mesmo upa esperando uma vaga em um hospital e o estado dela e grave o que devo fazer não fomos orientados a nada , mas minha preocupação e os meus filhos . obrigada

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Se não houve contato próximo, durante muito tempo, o risco de contaminação é muito baixo.

  44. Sânzya

    Qual a prevenção da miningite fungica?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Tratar a infecção fúngica antes que ela chegue ao sistema nervoso.

  45. Damiao

    Meningite Tipo C tem Cura?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Sim.

  46. bianca

    Olá dr. Estou com uma dúvida: minha cunhada foi diagnosticada com meningite Gi te viral e é mãe da minha sobrinha de 2 anos e 4 meses. Qual o risco para a criança? ???

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Existe risco de transmissão para todo mundo que vive na mesma casa. A maioria dos casos de meningite viral é transmitida pela via fecal-oral. Eventualmente, a infecção pode ser por via respiratória.

  47. quenia

    ola estou preocupada com meu filho,ontem ele deu um beijo na boca de sua prima que esta com meningite de 3 grau ele so tem 5 anos, mas tomou a vacina com 2 anos ,tenho que vacinar ele de novo ?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD.Saúde

      Se a meningite for meningocócica vocês devem procurar logo o pediatra para receber orientações. A vacina pode não ser suficiente.

  48. ozelia-rubi@hotmail.com

    bom dia, minha amiga, tem um menino de 15 anos teve a meningite bactériana, a 2 meses.está fazendo fisioterápia, fono, e está surdo. hoje ele amanheceu com febre. pode ser a doença que está voltando ?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Se a doença realmente curou, ela só volta se ele se contaminar de novo.

  49. Sasa Gonzaga

    Na minha cidade está tendo surto de meningite eu gostaria de saber como eu me previno pq eu ainda nao tomei a vacina

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Lavar bem as mãos com frequência e evitar contato próximo e prolongado com pessoas doentes ou com os seus familiares mais próximos. Tome a vacina assim que possível.

  50. Francelina da silva soares

    Dr eu tive a meningite Bacterial com 9 messe hoje tenho 27 anos tenho algumas ceguelas da doença sim. Tenho um filho com 5 anos isso pode ser genético?
    ..

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Não, não é genético, as sequelas foram adquiridas durante a sua vida por causa da meningite.

  51. Ingrid Correia

    Doutor meu marido esta internado com miningite, segundo os medicos é viral estreptococo, ele perdeu 50% da audição, isso é reversível? Pq teve sequela?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Estreptococo é uma bactéria, não é vírus. Em muitos casos sequelas da meningite, como surdez, não são reversíveis.

  52. Marcia Silva

    Dr. Meu filho teve meningite por gram positivo a 4 meses . E agora teve dor de ouvidos pode ser alguma sequela?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Se ele curou e ficou bem, o mais provável é que seja uma otite ou qualquer outro problema sem relação com a meningite.

  53. clarice

    Dr quando meu filho tinha 9 meses fiz 2 das 3 doses da meningite C agora ele esta com 8 anos e faleceu uma coleguinha da escola de meningite bacteriana, estou muito preocupada sera que essas duas doses valeram alguma coisa.obrigada

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Não dá para saber. Agora, se ele não tinha contato direto com a menina, ele não corre risco. Meningite não é tão contagiosa quanto a gripe. Se não houver contato próximo, não há risco.

  54. Flávia Leite

    Qual a duração da vacina no corpo? É necessário reforço contra a meningite c?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Não há uma regra única. As indicações para vacinação de reforço dependem da idade do paciente, do seu estado de saúde, do esquema de vacinação inicial e da existência ou não de epidemia na sua região. Nem todos precisam de reforço para se manterem seguros. Caso o paciente preencha critérios para receber uma vacina de reforço, ela só precisa ser tomada quando a última dose da vacinação já tiver sido administrada há mais de 5 anos.

  55. Tatiane Pereira

    meu filho aos 16 dias de vida deu meningite bacteriana, hoje ele esta com 1 ano e 3 meses, desde os 3 meses de vida ele cai muito e bate a cabeça, tem dias que ele parece estar com as perninhas mole
    e cai muito, quando vou saber se houve sequelas ou não?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Crianças nessa idade têm muitas quedas, é normal. Agora, para saber se as quedas estão ocorrendo com mais frequência que o normal, e se são fruto de alguma sequela neurológica da meningite, só indo ao pediatra para ele fazer um exame neurológico da criança.

  56. TAIS NUNES

    Bom dia Doutor, o bebê de minha amiga de 3 meses está com meningite bacteriana e está internado, mantive contato com ele 2 dias antes de sua internação, peguei no colo, beijei… amanheci hoje com febre e muita dor na garganta será que posso ter adquirido a meningite????

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Pode, você deveria procurar um médico. É provável que precise fazer profilaxia.

  57. Adriana Garcett

    Olá meu filho de 6 anos a tres dias atras teve com fortes dores de cabeça e febre de 39 há 40Gº levei no pronto socorro o medico falou que era sintomas de miningite mas só que agora ele não sente mais nada o que devo fazer.

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Se há 3 dias ele tinha sintomas de meningite, por que não ficou internado para investigar e tratar?

  58. fernando campos

    meu filho teve meningite viral aos 5 anos e agora aos 8 anos…como posso prevenir pra que isso nao ocorra mais..q devo fazer pra criar imunidade…

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Tem que ver se ele não nenhum fator que esteja predispondo-o a ter meningite.

  59. daniela mendes

    Oi meu marido teve miningite faz uns 7 anos mais eu nao consigo engravidar gostaria de saber se e por causa da miningite?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Não deve ser essa a causa.

  60. Felix Carlos

    Olá Doutor, meu sobrinho teve meningite com 11 meses de vida mas a doença demorou a ser diagnosticada fazendo com que ele ficasse internado 26 dias na UTI totalizando 46 dias internado. Hoje ele tem 1 ano e dois meses e vem sofrendo infecções, febre constante de 39º graus e movimentos estranhos (como se tivesse levando um susto). A criança passa por vários especialistas da área da saúde como fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, pediatra e neuropediatra. Doutor qual a sua opinião sobre este caso?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Lamento, Felix, mas é impossível opinar baseado em meia dúzia de linhas e sem conhecer o caso de perto. Para eu poder emitir qualquer opinião seria preciso uma quantidade razoável de informação técnica, coisa que é impossível de ser feita pela Internet.

  61. Valdir Ferreira da Rocha

    Olá Dc. Parabéns e obrigado pelo Fórum. Meu cunhado está diagnosticado com meningite. Uma pessoa acompanhante de UTI que tem Thalassemia Major tem mais riscos de contrair a doença?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Que tipo de meningite ele tem?

  62. Bianca Ribeiro

    Eu tive meningite há menos de um mês, o médico me declarou curada e sem sequelas, mas desde que saí do médico ainda sinto dor de cabeça frequente. Posso ter como sequela uma enxaqueca?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Existe uma entidade chamada cefaleia pós-meningite. O tratamento costuma ser feito como uma dor de cabeça comum, mas é importante que um neurologista avalie o quadro pra ter certeza que está tudo bem.

  63. Anderson Vicente

    Existe Meningite que dure um dia só ?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Não. A não ser que seja um caso fulminante, no qual o paciente morra dentro de 24 horas após o surgimento dos sintomas.

  64. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

    Não.

  65. Keilla Leal

    Dr. Tive meningite meningocócica aos 12 anos, hj tenho 24. Sempre tive o desejo de doar sangue, mais me disseram q n posso, porém, quando pesquiso n vejo nada falando contra. Afinal quem teve meningite pode ou n fazer doação de sangue?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Que eu saiba não é contraindicado.

  66. Michelle

    Hoje em dia temos a vacina para a meningite tipo B na rede privada e custa muito caro por sinal. Esta vacina é eficaz? Estou perguntando porque já ouvi falar que ela ainda está em teste no Brasil e sua eficácia não foi comprovada ainda. Esta informação procede?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      Sim, a vacina contra meningite B é comprovadamente eficaz.

  67. Sandro Vargas

    Doutor, quanto tempo sobrevive a bactéria após óbito, quais os risco de contagio pós óbito?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      O cadáver não expele a bactéria. Não há risco de transmissão em eventos como funeral, por exemplo.

  68. Marcelo Patrícia Diniz

    Todo caso de meningite bacteriana deixa sequelas? Como identificar?

    1. Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

      A maioria não deixa sequelas.

  69. Karin

    Parabéns pelo texto tão claro!
    Tão bom ler algo assim!!

  70. Dr. Pedro Pinheiro

    Sim, não é a forma de apresentação mais comum, mas há casos catastróficos de meningite com evolução ao óbitos em um ou dois dias se não tratado a tempo.
    A prevenção é feita com isolamento respiratório do paciente contaminado.

  71. ana clara

    MUITO BOM O SEU TEXTO EU AMEI É O MELHOR QUE JA LI NA MINHA VIDA

Qual é a sua dúvida?

Antes de comentar, leia as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Seu email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais