VÍDEO: 8 SINTOMAS DE UMA GRAVIDEZ INICIAL

10

Visite nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/mdsaude

Transcrição do vídeo

Todos nós sabemos que o acompanhamento pré-natal é muito importante para garantir a saúde e bem-estar da mãe e do bebê que está por vir, e por isso mesmo deve ser iniciado o mais rápido possível.

Mas e se a mulher não sabe que está grávida?

Nos casos em que a gravidez não foi planejada, o diagnóstico pode ser feito muito mais tarde do que o que deveria e, dessa forma, atrasar o início dos cuidados necessários para a gestante e pro feto.

Nesse vídeo, eu vou falar sobre alguns dos sintomas mais comuns que ocorrem no primeiro trimestre da gravidez.

A maior parte dos sintomas que as mulheres experimentam durante a gravidez ocorrem por causa das variações hormonais e das alterações mecânicas sofridas pelo corpo, que são próprias deste período.

E cada mulher vai experimentar a gravidez de forma diferente da outra. Os sintomas podem variar bastante, mesmo entre duas gravidezes numa mesma mulher.

FALTA DE MENSTRUAÇÃO

O primeiro sinal de gravidez costuma ser a falta da menstruação, que faz com que as mulheres que tenham um ciclo menstrual regular pensem logo que alguma coisa deve estar errada.

Mas existem muitas mulheres com ciclo menstrual bastante irregular, que nunca sabem exatamente quando vem a menstruação, e por isso podem não notar se uma falha menstrual tiver ocorrido. Ela só vai se dar conta de que não menstruou depois de algumas semanas.

SANGRAMENTO VAGINAL

Por outro lado, o sangramento vaginal também pode ocorrer no início da gravidez, aproximadamente 10 a 14 dias depois da fertilização, exatamente no período em que deveria ocorrer a menstruação.

Isso acontece por causa da implantação do ovo fertilizado no útero, mas pode ser facilmente confundido com o sangramento menstrual, especialmente pelas mulheres que não estavam planejando engravidar.

DISTENSÃO ABDOMINAL E CÓLICAS

Além disso, uma certa distensão abdominal e cólicas uterinas também são comuns e podem, principalmente se associadas a esse sangramento de implantação, levar a mulher a crer que teve o seu período menstrual, talvez só um pouquinho diferente do seu habitual. E assim a gravidez pode passar completamente despercebida.

Já nas mulheres que sabem que estão grávidas, apesar de ser bastante frequente, este sintomas pode ser um pouco assustador, fazendo com que elas recorram ao seu ginecologista com medo de que a gravidez esteja em risco.

ALTERAÇÕES DA MAMA

Um dos sinais mais conhecidos da gravidez é o aumento do tamanho das mamas. Esse crescimento pode ou não estar associado a aumento da sensibilidade e dor.

A aréola fica mais escura e as veias da mama tornam-se mais evidentes.

Essas alterações fazem parte da preparação do corpo da mulher para a fase de amamentação que se segue ao parto.

ENJOOS

Outro sintoma bastante comum de gravidez é o enjoo, que pode estar associado ou não a vômitos, e à aversão a determinados alimentos ou odores.

Pode ocorrer a partir da sexta semana de gravidez e geralmente permanece durante todo o primeiro trimestre, apesar de poder durar mais tempo, chegando a persistir pela gravidez inteira.

Quando os sintomas são muito intensos, nós chamamos esse quadro de hiperêmese gravídica.

As mulheres com hiperemese gravídica frequentemente precisam ser internadas para serem hidratadas e receberem terapêutica por via intra-venosa.

VONTADE FREQUENTE DE URINAR

Também a partir da sexta semana de gestação, surge uma vontade muito frequente de urinar, porque a bexiga deixa de ser capaz de esvaziar completamente a cada micção, fazendo com que sempre fique um resíduo de urina lá dentro.

Esse sintoma acompanha a gestante até o parto, sendo agravado à medida que a gravidez evolui, porque à medida que o feto vai crescendo, o útero exerce pressão e comprime a bexiga.

SONO E CANSAÇO

O sono excessivo e uma sensação de cansaço que é desproporcional ao nível de exercício realizado pela grávida também é um dos sintomas precoces de gravidez.

Se existir a possibilidade, a mulher pode permanecer um dia inteiro na cama, e aquelas atividades normais do cotidiano parecem exaustivas.

DESEJOS ALIMENTARES

E, finalmente, temos os desejos alimentares, que podem vir acompanhados de alterações do paladar, fazendo com que aqueles alimentos
ou bebidas habituais do dia a dia passem a ter um gosto esquisito.

Mas atenção, apesar dos desejos serem geralmente interpretados como um sintoma engraçado e até banal, podem na realidade ser indicação de uma carência vitamínica que precisar ser suprida.

Por isso, se você tem vontade de comer alguma coisa que não é comida, como terra, por exemplo, converse com seu médico.

Se você quiser saber mais sobre questões relacionadas à gravidez, acesse os links do MD. Saúde que estão na descrição desse vídeo.

Até a próxima.

VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES