BROTOEJA NO BEBÊ – Causas, Sintomas e Tratamento

A brotoeja é uma erupção de pele que surge quando há uma obstrução das glândulas que produzem suor.

0

A miliária, conhecida popularmente como brotoeja, é uma erupção de pele caracterizada pelo aparecimento de pequenas bolhinhas, que podem ser claras ou avermelhadas.

A brotoeja é uma dermatite muito comum, principalmente nas crianças e nos bebês, e é causada pela obstrução dos ductos das glândulas que produzem suor.

Neste artigo vamos explicar o que é a brotoeja, quais são as suas causas, seus fatores de risco, sintomas e quais são os melhores tratamentos.

O que é a brotoeja

Nós somos capazes de suar porque possuímos glândulas que produzem suor, chamadas de glândulas sudoríparas, e ductos que transportam este suor das glândulas à pele. A brotoeja é uma erupção de pele provocada pela obstrução destes ductos, também conhecidos como poros da pele, impedindo que o suor produzido alcance a camada mais externa da pele. Com a obstrução, o suor produzido fica preso nas camadas mais interiores da pele, provocando rutura do ducto e uma reação inflamatória, cuja tradução clínica são as erupções da brotoeja.

BrotoejaAs brotoejas podem ocorrer em qualquer idade, mas são bem mais comuns nos bebês e nas crianças pequenas, pois estes têm poros menores, e as suas glândulas e ductos ainda são muito imaturos. Em geral, a brotoeja no bebê costuma surgir a partir da primeira semana de vida.

Como existem glândulas sudoríparas em praticamente todo o corpo, qualquer local da pele está sujeito a desenvolver brotoejas. As brotoejas, porém, surgem com mais frequência nas áreas do corpo que mais suam, que são geralmente as dobras e as partes cobertas por roupas. Tronco, pescoço, barriga, em baixo das mamas, nádegas, axilas e virilhas são áreas especialmente susceptíveis. Nos bebês, o rosto é uma área muito comum também.

A região coberta pelas fraldas também podem desenvolver miliária, porém, é importante não confundir a brotoeja com a dermatite das fraldas, que é a famosa assadura (leia: ASSADURA | DERMATITE DA FRALDA).

Causas da brotoeja

Ainda não sabemos de forma completa o mecanismo fisiopatológico que leva à obstrução dos ductos sudoríparos, porém, alguns fatores de risco importantes já foram identificados:

  • Ductos imaturos: Porque os dutos dos bebês ainda não estão totalmente desenvolvidos, eles são mais frágeis e podem se romper com facilidade, prendendo o suor sob a pele. Este problema geralmente acontece em épocas de calor, mas podem ocorrer a qualquer momento, caso as crianças estejam com roupas muito grossas e quentes.
  • Febre: Os recém-nascidos e bebês que estejam com febre alta também podem desenvolver brotoejas, pois o seu corpo está transpirando excessivamente. A febre também pode causar miliária nos adultos, principalmente naqueles que estão acamados, com o dorso constantemente em contato com a cama.
  • Verão: quanto mais quente estiver o ambiente, mais as crianças suam, e maior é o risco de surgirem brotoejas.
  • Atividade física intensa: nos adultos, uma causa frequente de brotoeja é a atividade física, principalmente se estiver muito calor.
  • Tipo de roupa: alguns tecidos não são apropriados para dias quentes ou para realizar atividades físicas, pois eles impedem a evaporação do suor, o que dificulta a redução da temperatura corporal e estimula ainda mais a sudorese.
  • Cremes e talcos: alguns produtos aplicados na pele podem bloquear os poros, favorecendo o aparecimento das brotoejas.

Sintomas da brotoeja

A aparência da brotoeja pode variar de acordo com a profundidade da obstrução dos ductos sudoríparos. Em geral, temos 3 tipos de miliária:

Miliária cristalina

A miliária cristalina é a forma mais branda de brotoeja. Ela surge quando a obstrução do ducto é bem superficial. A miliária cristalina apresenta-se como vesículas (pequeninas bolhas), agrupadas e com líquido transparente em seu interior, sem sinais de inflamação ao seu redor. Este tipo de brotoeja não costuma causar sintomas, não havendo nem dor nem coceira.

Miliária rubra

A miliária rubra é a forma mais comum de brotoeja. Quando a obstrução dos ductos é um pouco mais profunda, o extravasamento de suor para as camadas inferiores da pele costuma provocar inflamação local, que se traduz clinicamente por pequenas bolhinhas avermelhadas na pele, que costumam coçar. Dor ou sensação de queimação também são comuns.

Como os ductos estão obstruídos, não há suor na área afetada, o que pode deixar a pele mais ressecada.

Quando o paciente apresenta episódios repetidos de miliária rubra, ele pode desenvolver miliária profunda, que uma forma de brotoeja que se apresenta com nódulos da cor da pele, que surgem imediatamente após o início de atividades físicas ou contato com calor. Esta forma de brotoeja pode acometer grandes áreas da pele, impedindo que o indivíduo sue adequadamente para resfriar o seu corpo, podendo provocar choque por excesso de calor.

Miliária pustulosa

A miliária pustulosa é uma forma mais incomum de brotoeja. Quando o obstrução dos ductos é profunda, bem próximo às glândulas sudoríparas, as lesões na pele tornam-se maiores, com sinais de inflamação e presença de pus dentro das vesículas.

Miliária - brotoeja

Como prevenir as brotoejas

A prevenção das brotoejas nem sempre é possível, principalmente em bebês que vivem em locais de clima quente. Porém, é possível reduzir sua intensidade e frequências evitando roupas muito quentes, apertadas ou com tecidos que dificultem a evaporação o suor. Roupas feitas de algodão são as melhores.

Em dias de muito calor, evite banhos com água muito quente e deixe a criança em locais mais frescos, seja com ventiladores ou com ar condicionado, se possível. Se o bebê está desenvolvendo brotoejas com frequência, ou ele está sendo exposto a demasiado calor ou a sua roupa não está adequada.

No casos dos adultos que praticam atividades físicas, é importante vestir roupas adequadas para quem vai suar intensamente. Banho com água fria ajuda na prevenção da brotoeja, principalmente nos dias de muito calor.

Como tratar as brotoejas

A miliária cristalina é uma dermatite assintomática, inofensiva e de resolução espontânea em 3 ou 4 dias. Portanto, esta forma de brotoeja não necessita de nenhum tipo de tratamento. Ela serve apenas de aviso para que você ou o seu bebê utilizem roupa adequada e fiquem menos expostos ao calor.

A miliária rubra também é uma lesão benigna, mas pode ser bastante incômoda. Se houver muita comichão ou ardência, além das medidas de prevenção citadas acima, o paciente pode usar loções de calamina, mentol ou lanolina anidra.

Nas brotoejas dos bebês, o ideal é não utilizar nenhum remédio sem orientação do pediatra. Lesões de pele são extremamente comuns em bebês e várias delas podem se parecer com brotoejas. Evite utilizar cremes e loções por conta própria, assim como talco, pois estas substâncias podem causar ainda mais obstrução dos poros, agravando os sintomas.

Na maioria dos casos, a brotoeja não necessita de nenhum tratamento além dos cuidados com a umidade e o calor.

Este artigo foi útil?  
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, Total: 5,00 de 5)
Loading...
VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES

Deixe um Comentário

Antes de comentar, leia as REGRAS PARA COMENTÁRIOS.

Seu email não será publicado.