Cisto pilonidal – Causas, Sintomas e Cirurgia

Cistos pilonidais são mais comuns em homens jovens e tendem a surgir em pessoas que ficam sentadas por longos períodos, como motoristas de táxi ou caminhão.

O cisto pilonidal, também chamado de abscesso pilonidal, é uma lesão que ocorre habitualmente na parte superior da prega que divide as nádegas, logo acima do ânus.

O cisto pilonidal é uma doença muito comum, que não costuma provocar maiores complicações, apesar de ser muito desconfortável e ter tratamento difícil em alguns casos.

O que é um cisto pilonidal

Um cisto é uma um saco fechado, formado por uma membrana, e com algum conteúdo no seu interior. A maioria dos cistos que surgem em nosso corpo contém líquido, como é o caso do cisto renal (leia: CISTO RENAL SIMPLES). Se no interior do cisto houver pus, ele passa a ser chamado de abscesso.

O termo pilonidal significa “ninho de pelos”. O cisto pilonidal recebeu este nome porque é muito frequente encontrarmos cabelo dentro do cisto.

Os cistos pilonidais se formam preferencialmente na parte superior da prega que divide as nádegas, 4 a 5 cm acima do ânus, na região do cóccix, mas pode também aparecer em outros locais, como ao redor do umbigo, axilas ou couro cabeludo.

Abscesso pilonidal

O cisto pilonidal é uma doença que ocorre predominantemente em homens jovens, entre os 15 e 25 anos de idade. Homens acima de 40 anos raramente desenvolvem esta doença.

Causas o cisto pilonidal

A origem do cisto pilonidal ainda não está totalmente esclarecida. Quando a doença foi descrita pela primeira vez, no início do século XIX, pensava-se que sua origem era uma má formação, que provocava a permanência de tecidos embriológicos na região subcutânea. Porém, um grande aumento da incidência da doença em soldados durante a Segunda Guerra Mundial levou a comunidade científica a repensar suas origens. Só no exército americano, mais de 80 mil soldados apresentaram casos de cisto pilonidal durante as batalhas.

Se era uma doença congênita, como poderiam tantos soldados desenvolvê-la em tão curto espaço de tempo?

Atualmente, considera-se o cisto pilonidal uma doença que se adquire durante a vida. O mecanismo atualmente proposto seria a penetração de pelos para dentro da pele. Estes pelos se acumulam no tecido subcutâneo e provocam uma reação inflamatória, que leva a formação dos cistos. Em alguns casos, o pelo entra na pele e forma um pequeno canal subcutâneo antes de dar origem ao cisto.

Os cistos pilonidais costumam apresentar pelos, mas não conseguimos encontrar um folículo piloso, o que mostra que o cabelo não nasceu neste local, mas sim, foi empurrado até lá.

Se junto com o pelo também houver invasão de bactérias, o cisto pode se infectar, formando pus. Como já explicamos, um cisto infectado dá origem a um abscesso.

O cisto pilonidal ocorre mais frequentemente em jovens, que costumam apresentar folículos pilosos mais amplos, facilitando a penetração do pelo para dentro da pele. Outros fatores de risco importantes são traumas na região do cóccix, atividades profissionais ou esportes que requerem muito tempo sentado, obesidade, excesso de pelos na região do cóccix ou ter uma prega das nádegas profunda. No caso da Segunda Guerra Mundial, a origem de tantos cistos pilonidais parece ter sido o tempo excessivo gasto em Jeeps, que mantinha os soldados sentados por muito tempo e ainda provocava pequenos traumatismos na região do cóccix devido ao instável terreno que os veículos andavam.

Sintomas do cisto pilonidal

O cisto pilonidal pode se apresentar de maneiras diferentes. Há casos de pequenos cistos que não se infectam e, portanto, permanecem assintomáticos por muito tempo. Há cistos que inflamam e formam uma espécie nódulo avermelhado, quente e doloroso por baixo da pele. Os cistos pilonidais podem criar um ou mais canais, podendo fistulizar para pele (formar canais com orifícios de saída na pele). Se o cisto estiver infectado, o pus do abscesso pode escoar por estes canais e drenar pela pele.

Fotos de cisto pilonidal

Os cistos inflamados podem apresentam dor e impedir o paciente de sentar. Febre não é comum e o paciente não costuma ter outras queixas além da lesão inflamada.

Metade dos paciente tem uma doença aguda, com rápida formação de abscesso, enquanto a outra metade apresenta uma forma mais crônica, com fistulização e drenagem persistente de material purulento pelo orifício.

Há relatos de que as formas crônicas, se negligenciadas, podem, após alguns anos, dar origem a um carcinoma de células escamosas, que é uma forma de câncer de pele (leia: O QUE É UM CARCINOMA?). Esta complicação, todavia, é rara.

Tratamento e cirurgia para o cisto pilonidal

O tratamento do cisto pilonidal é cirúrgico. Antibióticos ou medicamentos não resolvem o problema de forma definitiva.

Inicialmente, uma pequena incisão da pele sob anestesia local é suficiente para drenar o conteúdo do cisto (leia: TIPOS DE ANESTESIA). Este procedimento é simples e pode ser feito ambulatorialmente, fora de ambiente hospitalar.

O tempo de recuperação pode chegar a 5 semanas. O problema é alta taxa de recorrência.

Se o cisto retornar após a drenagem, uma cirurgia mais extensa pode ser necessária para a remoção completa do mesmo. Nestes casos, o tempo de recuperação é bem mais prolongado, chegando a três meses.

A forma cirúrgica mais efetiva é também a de pior recuperação. O cirurgião pode abrir a pele, retirar o cisto e deixar a ferida aberta, sem dar pontos, para que ela cicatrize de forma natural (técnica chamada cicatrização por 2ª intenção). Esta técnica tem baixa taxa de recorrência, mas necessita de muitos cuidados com o curativo da ferida para evitar infecções do local enquanto ela ainda não estiver totalmente cicatrizada.

VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES

64
Deixe um comentário

avatar
300
Bruno Mendes
Visitante
Bruno Mendes

Me operei de cisto pilonidal há menos de 4 dias. Constatei em janeiro, durante uma viagem que fiquei muito tempo sentado… 14 horas. Quando cheguei no hotel percebi que estava sangrando e demorava muito pra estancar. Havia um orifício muito pequeno na parque do cóccix. Em abril, o cisto parece que aumentou um pouco e dessa vez saia um liquido com odor forte junto com sangue. Durante esse período, fiquei usando água oxigenada e rifocina para tentar estancar, contudo, nos dias antes da cirurgia já não estava mais estancando e sangrava toda hora. Fiz a cirurgia, foi bem tranquilo e rápido, demorou no máximo uns 40 minutos. Tomei uma sedação e em seguida a anestesia raquidiana. Dormir bastante e quando acordei, fiquei uns 10 minutos numa sala de observação por causa da anestesia (o problema é o pós cirurgia, pois formiga muito as pernas). O pós operatório, pelo que eu tinha visto na internet, era assustador. Acho que depende de paciente para paciente e do cisto também. Como o meu tinha 4 meses, estava bem no inicio e por isso o médico conseguiu dar 5 pontos na parte externa e alguns outros na parte de dentro também. Não sinto nenhuma… Read more »

Eduardo A Paz
Visitante
Eduardo A Paz

Ola Doutor, eu estou com um pequeno caroço na região do cóccix ,é meio dolorido mas não tem nenhuma fissura. É cisto pilonial?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Pode ser.

Diana Francine
Visitante
Diana Francine

Oi Dr Pedro, eu estou com um tipo de veia no ânus e tenho muita dor e desconforto qual o profissional q tenho q me consultar? Obrigada

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Proctologista.

Diogo
Visitante
Diogo

Dr. O profissional que trata esse tipo de problema é o clínico ou urologista?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Cirurgião.

Gustavo
Visitante
Gustavo

eu ja tive isso e foi preciso realizar a cirurgia incisiva. Contudo, apos 4 anos, o nodulo voltou e agora parece, inclusive, um pouco maior. O que devo fazer? Nova cirurgia?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

É possível que sim.

KALINA
Visitante
KALINA

Quero primeiramente, agradecer, Dr. Pedro Pinheiro, a iniciativa do site, sem sombra de dúvidas tem ajudado muito a esclarecer sobre este assunto, entre outros que o senhor tem abordado…PARABENSSS!!! POR UM MUNDO C MAIS PROFISSIONAIS COMO O SENHOR…Só sabe o quanto é significante e quem realmente esteve em meio a um problema de saúde e encontra esclarecimentos médicos. Muito obrigada!

Rebeka
Visitante
Rebeka

Estou com isso, eu disse para minha mãe e ela disse que é normal e não vai me levar ao medico, e esta saindo um pus aqui, se isso piorar?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Sim, pode piorar. Tem que ir ao médico.

Barbara
Visitante
Barbara

Dr. o tratamento homeopata é recomendado para casos de cisto pilonidal? Esse Tratamento é eficiente?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Não há nenhuma comprovação científica de que a homeopatia seja efetiva para qualquer doença.

Gabriel
Visitante
Gabriel

Obrigado pelas informações

camilla
Visitante
camilla

olá , com a cirurgia em cicatrização posso entrar no mar?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Não deve.

Cesar
Visitante
Cesar

Dr. queria saber se ha algum problema em voltar a correr depois de 50 dias da cirurgia, o que isso pode me trazer dr consequência!?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Qualquer atividade física no pós-operatório só deve ser feita após autorização do cirurgião.

Nando
Visitante
Nando

Ola Dr. Tenho uma fissura acima do anos que sai pus e agora surgiu uma bola acima da fissura muito dolorida. Pode ser cisto pilonidal? E o tratamento é somente com cirurgia ou existe outra alternativa? tenho receio da cirurgia e no momento não posso me afastar do emprego. Obrigado

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

O que você descreve parece mesmo ser cisto pilonidal. O tratamento definitivo é mesmo cirúrgico.

bia
Visitante
bia

Fiz a cirurgia está cicatrizando aberto, agora os pelos estão nascendo bem próximo da ferida operatória o que devo fazer?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Se estiverem grandes, tente apará-los sem machucar o processo de cicatrização.

Cesar
Visitante
Cesar

olha eu sempre retiro os meus, e a enfermeira faz uma checagem bem minuciosa pra ver se caiu algum lá dentro.

Vitor Couto
Visitante
Vitor Couto

Eu tenho que drenar esse cisto primeiro… A cirurgia nao pode ser feita de uma vez?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Em geral a drenagem é por via cirúrgica.

junio
Visitante
junio

O Urologista também pode fazer a cirurgia?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

O cisto pilonidal não é uma doença da área urológica. O urologista não costuma ter experiência nesse tipo de cirurgia. Quem costuma operar é o cirurgião geral ou o proctologista.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais