Azitromicina – Indicações, Posologia e Efeitos Colaterais

Informações sobre o antibiótico azitromicina em linguagem simples e acessível aos pacientes.

O que é a azitromicina

A azitromicina é um antibiótico da classe dos macrolídeos usado frequentemente no tratamento das infecções respiratórias, doenças sexualmente transmissíveis, diarreias e outras doenças infecciosas.

A azitromicina é um antibiótico derivado da eritromicina, um macrolídeo mais antigo, que atualmente é pouco utilizado na prática médica, exceto em algumas pomadas e colírios. Hoje em dia, a claritromicina e a azitromicina são os antibióticos mais utilizados dessa classe.

A azitromicina tornou-se um antibiótico muito popular devido à sua confortável posologia, que costuma ser de apenas 1 comprimido diário por 3 a 5 dias. Há infecções, inclusive, que podem ser tratadas com uma dose única desse antibiótico.

Neste artigo vamos abordar as principais indicações da azitromicina, suas interações, contraindicações e efeitos colaterais. Esse texto não pretende ser uma bula completa do azitromicina. Nosso objetivo é ser menos técnico que uma bula e mais útil aos pacientes que procuram informações práticas sobre este medicamento. O que vem a seguir é um resumo das principais informações contidas em várias bulas de azitromicina publicadas por diferentes laboratórios farmacêuticos.

Para uma visão geral dos antibióticos mais usados na medicina, sugerimos a leitura de: ANTIBIÓTICOS – Tipos, resistência e indicações.

Indicações – Para que serve a azitromicina

A azitromicina pode ser indicada para o tratamento das seguintes infecções:

Entre as bactérias comumente sensíveis à azitromicina podemos citar:

  • Bactérias aeróbicas e facultativas gram-positivas: Staphylococcus aureus, Streptococcus agalactiae, Streptococcus pneumoniae,  Streptococcus pyogenes e Streptococcus viridans.
  • Bactérias aeróbicas e facultativas gram-negativas: Bordetella pertussis, Campylobacter jejuni, Haemophilus ducreyi, Haemophilus influenzae, Haemophilus parainfluenzae, Legionella pneumophila, Moraxella catarrhalis e Neisseria gonorrhoeae.
  • Anaeróbios: Clostridium perfringens, Peptostreptococcus spp. e Prevotella bivia.
  • Outras espécies: Borrelia burgdorferi, Chlamydia trachomatis, Chlamydophila pneumoniae, Mycoplasma pneumoniae, Treponema pallidum e Ureaplasma urealyticum.

Nomes comerciais

A azitromicina pode ser encontrada sob a forma genérica ou através dos vários nomes comerciais existentes no mercado. Entre as marcas mais comuns à venda nas farmácias no Brasil e em Portugal, podemos citar:

  • Astro.
  • Azi.
  • Azitrax Gu.
  • Azitrix.
  • Azitrolab.
  • Clindal Az.
  • Selimax Pulso.
  • Zitromax.
  • Zitromil.

Apresentações:

A azitromicina pode ser encontrada em comprimidos de 500 mg ou 1000 mg. Existe também a forma em suspensão oral 40 mg/ml.

Posologia – Como tomar a azitromicina

A azitromicina pode ser tomada em jejum ou junto com a comida. O medicamento deve ser tomado apenas uma vez por dia.

Nos tratamentos com mais de um dia de duração, deve-se procurar tomar o antibiótico mais ou menos na mesma hora sempre. Se houver esquecimento, tome o comprimido assim que possível; se já estiver próximo da próxima dose, não é preciso tomar dois comprimidos.

Como qualquer medicamento, a azitromicina deve ser guardada em local seco e longe do calor. O banheiro não é um local apropriado para estocar medicamentos.

Caso haja qualquer reação alérgica, o medicamento deve ser interrompido e o médico que o prescreveu deve ser avisado.

Posologia recomendada:

  • Sinusite: 500 mg por dia por 3 dias.
  • Clamídia: 1000 mg em dose única.
  • Pneumonia: 500 mg no primeiro dia, seguido por 250 mg por dia por 4 dias.
  • Cancro mole: 1000 mg em dose única.
  • Faringite: 500 mg no primeiro dia, seguido por 250 mg por dia por 4 dias.

Não é preciso correção da dose nos pacientes com insuficiência renal crônica.

A azitromicina é um antibiótico de longa ação e lenta liberação pelos tecidos. Cada dose de 1 grama mantém-se ativa por cerca de 70 horas, motivo pelo qual o tempo de tratamento costuma ser menor que a maioria dos antibióticos. Enquanto outros antibióticos precisam ser tomados por 10 a 14 dias, muitas vezes com posologia de 2 a 3 administrações diárias, o tempo máximo de azitromicina habitualmente prescrito é de 5 dias, com apenas uma dose diária.

Efeitos colaterais e contraindicações

A azitromicina é um medicamento muito seguro, com baixas taxas de efeitos colaterais graves. Náuseas, vômito, cólicas e diarreia são os efeitos mais comuns e ocorrem em aproximadamente 5-10% dos casos. Estes sintomas gastrointestinais são mais comuns quando se administram doses maiores ou iguais a 1 grama por dia.

A azitromicina não deve ser usada em pacientes com problemas hepáticos, principalmente hepatite ou cirrose, pois é uma droga que pode ser tóxica para o fígado. A azitromicina também não deve ser usada em pacientes com Miastenia Gravis.

Apesar de não haver comprovação de que haja risco de malformações, a azitromicina não costuma ser indicada durante a gravidez, uma vez que não há estudos que demostrem inequivocamente sua segurança nesta população. Também deve-se evitar esse antibiótico durante o aleitamento materno.

Interações medicamentosas

Os seguintes fármacos apresentam interações com a azitromicina (a lista abaixo não é completa, há muitas outras drogas que podem sofrer interação):

  • Amiodarona  – aumenta o risco de toxicidade pela amiodarona.
  • Antiácidos – reduz a eficácia da azitromicina.
  • Ciclosporina – aumenta o risco de toxicidade pela ciclosporina.
  • Hidroxicloroquina – aumenta o risco de arritmias cardíacas.
  • Tacrolimo – aumenta o risco de toxicidade pelo tacrolimo.
  • Digoxina – aumenta o risco de toxicidade pela digoxina.
  • Nelfinavir – aumenta o risco de toxicidade pela azitromicina.
  • Varfarina – potencializa a ação anticoagulante da varfarina.
  • Atorvastatina – aumenta o risco de lesão muscular (rabdomiólise).

Azitromicina corta o efeito da pílula anticoncepcional?

Não, a azitromicina não interfere nem corta o efeito dos anticoncepcionais hormonais, sejam na forma de pílula, adesivo, injeção ou implante. A minipílula e a pílula do dia seguinte também não sofrem interferências.

Se você quiser conhecer quais são os antibióticos que podem cortar os efeitos dos anticoncepcionais, leia: Antibióticos Cortam o Efeito dos Anticoncepcionais?


Referências:


VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES

284
Deixe um comentário

avatar
300
Mary
Visitante
Mary

Esse medicamento pode ser tomado quantas vezes no ano ???

Zé
Visitante

Azitromicina pode tratar a gonorreia?

João Mestre
Visitante
João Mestre

Gostaria de esclarecer uma dúvida. Para a eliminação de clamidia a azitromicina pode ser administrada em 500 mg por dia durante 5 dias de tratamento? ou apenas numa dose única de 1000mg num só dia? é que a minha medica receitou-me 500mg x 5 dias. Qual dos dois tratamentos é o mais eficaz? Obrigado!

Selma
Visitante
Selma

Gostaria de saber se esse medicamento pode ser usado no tratamento de quem tem asma ou bronquite

Alberto Vieira
Visitante
Alberto Vieira

Estou com infecção na uretra, o medico receitou-me para tomar Azitromicina não tem nenhum problema em toma-lo?

Alessandra ferreira
Visitante
Alessandra ferreira

Azitromicina resolve infeccao urinaria?

Vanessa
Visitante
Vanessa

Olá meu cachorro me atacou o médico me receitou azitromicina por 5 dias,gostaria de saber se cortar o efeito do anticoncecional

Valeria
Visitante
Valeria

Boa noite! Tomei o azitromicina de forma errada de 12 em 12 hrs, por 2 dias. Por conta de uma infecção na garganta. Existe algum efeito colateral?

Kelly souza
Visitante
Kelly souza

Claritromicina esqueci de dar pra meu filho tomar as 18:45 e tomou as 22hs, posso dar a próxima dose as 6:45, o horário correto?

Tales Soares
Visitante
Tales Soares

Estou tomando azitromicina por indicação médica, claro, há 3 dias para garganta infeccionada e até agora nenhum efeito surtiu. Não consigo beber agua e nem comer, pois a dor é muito forte. Quando ficarei bom tomando esse antibiotico? Estou associando o uso dele ao nimesulida de 12 em 12h e premedisona.

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Já era pra ter tido alguma melhora. Se com 4 dias você não notar melhora, talvez seja necessário rever a escolha do antibiótico.

Filipe Luzi Castro
Visitante
Filipe Luzi Castro

Foi-me recomendado o uso de Azitromicina 1g uma vez ao dia durante 3 dias. Achei uma dosagem muito alta. O que o Dr. me diz?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Realmente é uma dose alta. Pra qual doença ela foi prescrita?

Erick Simas
Visitante
Erick Simas

Tomei o antibiótico 11h antes da hora certa , o que eu faço ?? era pra tomar de 24h em 24h.

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Não tem problema, passe a usar esse novo horário agora. Tome o próximo comprimido 24 horas depois deste que você tomou errado.

David
Visitante
David

Olá Dr. Foi-me disgnosticado uma amigdalite. Passaram-me azitromicina, e hoje tomei o terceiro comprimido(de três). Até a data não detetei melhoras. acha que devo contatar novamente o médico?
Obrigado.
David

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Se depois de 96 horas você não notau nenhum melhora, sim, vale a pena falar com o médico novamente.

Karl
Visitante
Karl

Olá doutor, fui diagnosticada com clamidia, então tomei uma dose única de 1g desse remédio, em quantos dias faz efeito?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Em 48 horas já é esperado alguma melhora.

Lísia Thaline
Visitante
Lísia Thaline

Pode tomar leite, durante o período de tratamento com a Azitromicina?

Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde
Visitante
Dr. Pedro Pinheiro - MD. Saúde

Sim, não há contraindicação.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. OkSaiba mais