FORMAS DE DIAGNOSTICAR UMA GRAVIDEZ

Conheça as formas mais confiáveis para diagnosticar uma gravidez em curso.

275

O diagnóstico de uma gravidez é feito habitualmente através de análises laboratoriais, tanto na urina como no sangue. Dados da história clínica e do exame físico, como atraso menstrual, enjoo, aumento do volume abdominal e história recente de relação sexual sem uso de um método contraceptivo ajudam na suspeita, mas sozinhos não são suficiente para estabelecer o diagnóstico, principalmente em uma gravidez de início recente.

Neste texto vamos falar sobre os métodos mais utilizados para o diagnóstico da gravidez.

métodos confiáveis para Diagnosticar uma gravidez

1- Beta hCG sanguíneo

O método mais confiável para diagnosticar uma gravidez é a dosagem sanguínea de um hormônio chamado gonadotrofina coriônica humana (hCG). Como costumamos dosar apenas a fração beta do hCG, o exame de sangue usado para diagnosticar a gravidez chama-se beta hCG (BhCG).

A dosagem do beta hCG é feita através de coleta sangue em um laboratório de análises clínicas.

O BhCG começa a ser produzido 6 a 8 dias após a fecundação, no momento em que há implantação do ovo (óvulo fecundado por um espermatozoide) na parede útero. Conforme o embrião e a placenta vão se desenvolvendo, mais hCG vai sendo produzido e lançado na circulação materna. Nas primeiras semanas de gestação, os níveis de hCG dobram a cada 2 ou 3 dias, podendo chegar até mais de 250.000 mIU/ml por volta da décima semana, momento em que os níveis atingem o seu valor máximo.

Os exames beta hCG mais modernos conseguem detectar o hormônio até 1 semana antes do atraso menstrual. Porém, para evitar a ocorrência de falso-negativos, sugere-se que o exame seja feito somente após a menstruação ter atrasado.

Como interpretar o resultado do beta hCG

  • Valores de beta hCG abaixo de 5 mIU/ml são negativos, ou seja, descartam gravidez.
  • Valores entre 5 e 25 mIU/ml são indefinidos e podem significar gravidez muito recente, quando ainda não houve tempo do hormônio ser suficientemente produzido para ser detectado no sangue. Nestes casos, deve-se repetir o teste após três a cinco dias.
  • Valores acima de 25 mIU/ml são positivos e indicam gravidez em curso.

Para saber mais detalhes sobre o exame do beta hCG, leia: ENTENDA O SEU BETA HCG.

2- Testes de gravidez de farmácia

O beta hCG dosado em laboratório através de exame de sangue é a forma mais confiável de diagnosticar uma gravidez, porém não é a forma mais confortável para a paciente.

A maioria das mulheres hoje em dia prefere métodos mais práticos, sem a necessidade de agulhas para colher sangue. Desde a década de 1970 existem testes de gravidez que podem ser feitos em casa, que são os famosos testes de gravidez vendidos em farmácias.

Esses testes consistem em uma fita reativa que detecta a presença do BhCG na urina. Basta a mulher urinar em uma das fitas e esperar para ver se há reação ou não.

Como as concentrações de beta hCG na urina são menores que no sangue, os testes de gravidez de farmácia demoram um pouco mais para ficarem positivos. Enquanto o beta hCG sanguíneo pode estar positivo antes mesmo do primeiro dia de atraso menstrual, os testes com beta hCG urinário são melhores quando feitos após a menstruação já ter atrasado pelo menos 1 dia.

Quanto mais tempo se passar após a concepção, maior será o nível de BhCG sanguíneo e, consequentemente, urinário. Após uma semana de falha do período menstrual, a sensibilidade dos testes de farmácia supera os 99%. Se o seu teste for feito após 1 ou 2 dias de atraso e vier negativo, ele pode ser repetido após 1 semana, caso você ainda suspeite que possa estar grávida.

Em geral, um teste de gravidez de farmácia positivo deve ser confirmado com o beta hCG sanguíneo ou através da ultrassonografia obstétrica.

Para saber mais sobre o teste de gravidez de farmácia, leia:

3- Ultrassonografia

Em gestações que já tenham algumas semanas, o diagnóstico pode ser feito através da ultrassonografia. Conseguimos identificar o saco gestacional (estrutura que abriga o embrião), que é o primeiro sinal de gravidez detectável ao ultrassom, a partir da 5ª semana de gravidez através da ultrassonografia transvaginal ou a partir da 7ª semana através da ultrassonografia abdominal.

4- Exame físico

Por incrível que pareça, algumas mulheres só procuram o diagnóstico após fases avançadas da gestação. Às vezes, a gravidez está tão desenvolvida que conseguimos identificá-la através do exame físico. Com doze semanas o útero começa a ficar palpável e após 20 semanas já podemos identificar os batimentos cardíacos do feto com o estetoscópio, assim como perceber seus movimentos através da palpação abdominal.

De qualquer forma, mesmo que a gravidez seja evidente durante o exame físico, o diagnóstico definitivo deve ser feito com ultrassonografia ou através do BhCG sanguíneo.

5- Testes de gravidez caseiros

A internet está cheia de páginas e vídeos que ensinam a fazer diagnóstico de gravidez de forma caseira, utilizando utensílios e produtos domésticos comuns, tais como vinagre, Coca-Cola, água sanitária, paste de dente, etc.

Nenhum dos testes caseiros tem qualquer embasamento científico e nenhum deles funciona como método de diagnóstico de gravidez. E o pior é que alguns deles ainda podem fazer mal à saúde, conforme explicamos no artigo: TESTE DE GRAVIDEZ CASEIRO FUNCIONA?

6- Diagnóstico de gravidez através dos sintomas

Os sintomas ajudam a levantar a suspeita, mas eles não são suficientes para se fazer um diagnóstico de gravidez.

Sinais e sintomas, tais como atraso menstrual, ganho de peso, aumento do volume abdominal, alterações na aparência dos seios, náuseas, alterações de humor e cansaço podem ocorrer em diversos outros problemas de saúde ou podem ser simplesmente sintomas associados a fase pré-menstrual.

Há de se lembrar também que existe uma entidade chamada gravidez psicológica, na qual a mulher acredita piamente que está grávida e consegue desenvolver vários sinais e sintomas típicos de uma gravidez em curso (leia: GRAVIDEZ PSICOLÓGICA – PSEUDOCIESE – Causas e Sintomas).

Os sinais e sintomas da gravidez devem servir de alerta e de estímulo para a mulher fazer um teste de gravidez, mas nunca devem ser usados sozinhos para fechar o diagnóstico.

Para saber mais sobre os primeiros sintomas da gravidez, leia: PRIMEIROS SINTOMAS DE GRAVIDEZ e SINTOMAS DA GRAVIDEZ – Primeiras 12 Semanas.

Conclusão

Na prática, se você suspeita ter uma gravidez nas suas primeiras semanas, só há 2 hipóteses válidas para confirmar o diagnóstico: beta hCG sanguíneo feito em laboratório ou o teste de gravidez de farmácia. A partir das 6 semanas de gravidez, a ultrassonografia também passa a ser um método eficaz.

VEJA OUTROS ARTIGOS SEMELHANTES